A falta do gol final e a tragédia do cagaço iminente

O que parece ter faltado ao Santos ontem é a frieza do assassino. Ao time de Neymar, não sobrou rebolado, não faltou raça, nem determinação: porém, quando ao lado do atacante da Seleção Brasileira está um rapaz que atende pelo nome de Zé Eduardo – e que é mais conhecido como Zé Love – é impossível dizer que é um time completo. O Santos de Muricy é um grande time e um dos favoritos para conquistar a Copa, mas poderia, em um gol final, ter encaminhado uma contenda que será duríssima em La Olla. (mais…)

26/05/2011 at 07:56 39 comentários

Mas nós não somos cavalos

Na semana passada, talvez após uma noite mal dormida, Francisco Novelletto tomou uma decisão unilateral e resolveu provocar um licenciamento compulsório de oito equipes do Estado. Na edição 2011 da Copa Federação Gaúcha de Futebol, no segundo semestre, os rebaixados à Terceira Divisão não poderiam se inscrever. Aimoré de São Leopoldo, Atlético Carazinho, Bagé, Garibaldi, Gaúcho de Passo Fundo, Guarany de Bagé, Milan de Júlio de Castilhos e Três Passos perderam, num par de frases inesperadas, o direito de decidir seus destinos. Uma ordem vinda de cima para baixo, sem consulta aos clubes. Como numa ditadura alienante.  (mais…)

25/05/2011 at 14:10 41 comentários

Os mestres do picadeiro

O que o futebol de salão (futsal é coisa de preguiçoso) nos proporcionou em sua miserável trajetória de esporte INTRAMUROS infelizmente não está circunscrito à vivência no balcão das copas de ginásio ou à presença magnânima de MANOEL TOBIAS (que está para Falcão assim como Pelé está para Neymar). (mais…)

25/05/2011 at 02:13 70 comentários

A prancheta não é suficiente

Eu nunca, nunca vou entender a posição intelectual de que é impossível aplicar a Estatística ao futebol. Eu consigo entender outros argumentos:

* O debate não me interessa, pois gosto de futebol por motivos emocionais, irracionais ou subjetivos: paixão, torcida, tribalismo, arte, cultura, antropologia. Ótimo. É um aspecto inegável do esporte. Mas também é um aspecto inegável do beisebol. Não impede a existência de um homem como Bill James. Uma coisa não exclui a outra.

* Não temos um banco de dados público de alta qualidade. A imprensa não publica boxscores com estatísticas individuais, então seria difícil emular o trabalho de um cara como John Hollinger e desenvolver uma fórmula simples a partir de eventos tradicionais como faltas, impedimentos, escanteios, etc. A barreira à entrada é tão grande que os amadores não conseguem obter dados elementares para análise. (mais…)

24/05/2011 at 14:05 42 comentários

Frangos & Tragédias

Não há personagem mais comentado no futebol argentino na última semana que Juan Pablo Carrizo, goleiro do River Plate e da Seleção Argentina. O arqueiro de 27 anos foi o grande vilão de um fracasso riverista pela segunda rodada consecutiva. No dia 16, fez um gol contra em cobrança de escanteio que abriu o placar da vitória por 2 a 0 do Boca Juniors no Superclásico. No último domingo, o gol de empate do San Lorenzo no clássico disputado no Monumental saiu de outro frangaço de Carrizo. O resultado de 1 a 1 deixou os Millonarios na zona de descenso, faltando quatro rodadas para o fim do Clausura. Sintomático para um time apelidado pelos rivais de Gallinas que seu goleiro esteja engolindo frangos nos jogos mais decisivos do campeonato. (mais…)

24/05/2011 at 06:00 20 comentários

Volto porque te amo

Disseram, certa vez, que a derrota possui uma poesia que o triunfo é incapaz de alcançar – mote que, embora cative por sua ousadia, nutre questionáveis relações com a realidade. Se a mitologia (único tipo de História que merece atenção) debruçou-se mil vezes sobre Aquiles, que por seu calcanhar é Aquiles, menos luzes jogou sobre Heitor, Pátroclo, ou o primeiro mirmidão abatido por inadvertida flechada, todos vitimados na mesma querela, ainda que em tempos diversos. (mais…)

23/05/2011 at 15:30 39 comentários

No estádio se ganha até quando se empata contra reservas

O torcedor que mora longe de seu time é um órfão. Para um porto-alegrense radicado em São Paulo há mais de quinze anos, nem a família, nem o churrasco e nem mesmo o cachorro-quente da Confeitaria Princesa fazem tanta falta quanto frequentar o Beira-Rio. Jogos do Campeonato Brasileiro, quando não ocorrem nas Arenas Barueri da vida, são oportunidades de ouro para se rever de perto o time do coração. Até porque, podem inventar o pay-per-view HD 3D, nunca será a mesma coisa. Futebol foi feito para ser visto no estádio. (mais…)

23/05/2011 at 11:00 33 comentários

Muda a competição, não os dilemas

Se tem algo a ser louvado neste PALOCCIÃO que recém inicia é a imprevisibilidade quase total de 86% dos jogos. O Coritiba, por exemplo, sensação na terra das araucárias e na Copa do Brasil, foi surpreendido em casa pelo Atlético-GOING – e ignoro de propósito que jogou com reservas, apenas para comprovar a tese. Também o Grêmio, ainda esfolado pela derrota no Gauchão, sofreu uma reviravolta em casa, em jogo que iniciou aparentemente modorrento. E os colorados empataram com os imberbes e púberes fraldinhas do Santos. (mais…)

22/05/2011 at 22:03 86 comentários

Saiba como terminará o Brasileirão

Começa neste sábado o Campeonato Brasileiro, esta longa competição que nos atira no peito a noção de finitude não da vida, mas do ano corrente. Afinal, é maio, mas logo será dezembro e teremos mais um campeão nacional. Justo, equilibrado, difícil ou enfadonho, fato é que o Brasileirão está aí e alguma coisa teu time terá de fazer. Em qual ponta da tabela ele irá conviver e que destaques irá apresentar, é a rede de colaboradores da ImpedCorp que informa com riqueza de detalhes e uma dose de premonição. (mais…)

20/05/2011 at 18:57 61 comentários

Bando de locos

O Cerro Porteño é o pior time entre os semifinalistas da Libertadores. Nas últimas quatro partidas, contra Estudiantes e Jaguares, brindou o público e sua torcida com apenas dois gols diluídos entre mal jogadas oitavas e quartas de final. Enquanto Neymar brilha no Santos, o Vélez massacra seus adversários com goleada e o Peñarol avança com toda sua mística copeira, o futebol do Cerro chega a constranger. (mais…)

20/05/2011 at 11:02 31 comentários

Uma Copa e uma lenda

Essa noite que terminou com o “Lolo” Estoyanoff jogado na lateral do campo, às lágrimas, festejando um gol improvável e sofrendo um furioso ataque de bobinas em San Carlos de Apoquindo; essa noite em que os seiscentos uruguaios presentes no pé da cordilheira viram gols perdidos aos montes pelo Peñarol, grandes defesas de um goleiro frangueiro e a assustadora proximidade da decisão por pênaltis; essa noite em que, outra vez no Chile, mesmo que em outro estádio, porque agora já não era mais o imponente Estádio Nacional, o carbonero logrou um triunfo copero nos minutos finais, como em 82, ano daquele gol de Fernando Morena, e em 87, ocasião do júbilo de Diego Aguirre; essa noite de ayer, quando o Peñarol foi grande como tão poucos sabem ser, essa noite é para sempre. (mais…)

20/05/2011 at 07:00 78 comentários

La final del patrón contra el patrón

O que teria a ver a final do Clausura 2011 de Honduras, entre Olimpia e Motagua, com o golpe de estado de 2009? Ambos os clubes, que fazem o clássico da capital Tegucigalpa, tem como donos famílias chave dentro da oligarquia hondureña, e que foram mentoras da tragicomédia que fez com que os militares levassem o ex-presidente Zelaya de pijamas para a base militar americana de Palmerola e daí pro exílio. (mais…)

19/05/2011 at 14:16 27 comentários

O crime que não ocorreu

Santos e Once Caldas jogaram duas vezes ontem à noite, no Pacaembu. Em partidas simultâneas, uma transmitida somente para a cabine do Sportv no estádio, e outra levada ao grande público, as equipes empataram em um gol e o MURICINHOS DA VILA levaram a vaga para as semi-finais. O Once Caldas foi declarado campeão da Libertadores 2011. Wason Rentería ganhará uma chapinha exclusiva com o seu nome no troféu.

(mais…)

19/05/2011 at 03:12 58 comentários

Casa estranha, a duas mil léguas da minha (Parte II)

“J’aime la France parce que j’aime Brigitte Bardot”. Luciano pronuncia a frase com capricho. É o cantinho que lhe restou do francês estudado meio século atrás. Luciano amou a França porque amou Brigitte Bardot. Para entender a musa das salas de cinema do seu tempo, dedicou os quatro anos do Ginásio àquele idioma povoado de estreitezas diferentes dos outros ramos latinos. Deixou a escola em 1959, mas nunca teve chance de ir à Europa. Sem que percebesse, o esquecimento encheu de vazios o seu vocabulário. Aos sessenta e nove anos, aproveitou a viagem do time de sua cidade para disputar um Mundial Sub-15 e subiu no avião como integrante mais velho da delegação. Brinca com a utopia de jantar em Paris com sua Brigitte querida, mas, à noite, no isolamento do hotel suburbano em Nantes, contenta-se com biscoitos. E café, que pede em português alto, pausado e apoiado na mímica. “Co-po de ca-fé”. “CO-PO-DE-CA-FÉ”.  (mais…)

18/05/2011 at 15:00 17 comentários

Bom senso tira o zero do placar e pode conseguir virada histórica

O novo Ranking da Conmebol, divulgado nesta terça-feira, coloca a Liga de Quito em primeiro lugar, com o Inter em segundo e o Estudiantes de la Plata em terceiro. Os critérios agora são mais claros: valem os times que conseguiram melhor pontuação nas cinco competições apoiadas pela entidade (incluindo o Mundial de Clubes Fifa e a Copa Suruga Bank – sim, ela é oficial) nos últimos cinco anos. É um ranking mutável, que deve ter várias alternâncias de liderança ano a ano, e que está de acordo com a realidade – Liga, Inter e Estudiantes estão entre os clubes que mais figuraram pela América recentemente. Agora, só falta ser útil.

(mais…)

18/05/2011 at 12:19 29 comentários

Posts antigos Posts mais recentes


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker