Posts filed under ‘Nacionais’

Frangos & Tragédias

Não há personagem mais comentado no futebol argentino na última semana que Juan Pablo Carrizo, goleiro do River Plate e da Seleção Argentina. O arqueiro de 27 anos foi o grande vilão de um fracasso riverista pela segunda rodada consecutiva. No dia 16, fez um gol contra em cobrança de escanteio que abriu o placar da vitória por 2 a 0 do Boca Juniors no Superclásico. No último domingo, o gol de empate do San Lorenzo no clássico disputado no Monumental saiu de outro frangaço de Carrizo. O resultado de 1 a 1 deixou os Millonarios na zona de descenso, faltando quatro rodadas para o fim do Clausura. Sintomático para um time apelidado pelos rivais de Gallinas que seu goleiro esteja engolindo frangos nos jogos mais decisivos do campeonato. (mais…)

24/05/2011 at 06:00 20 comentários

La final del patrón contra el patrón

O que teria a ver a final do Clausura 2011 de Honduras, entre Olimpia e Motagua, com o golpe de estado de 2009? Ambos os clubes, que fazem o clássico da capital Tegucigalpa, tem como donos famílias chave dentro da oligarquia hondureña, e que foram mentoras da tragicomédia que fez com que os militares levassem o ex-presidente Zelaya de pijamas para a base militar americana de Palmerola e daí pro exílio. (mais…)

19/05/2011 at 14:16 27 comentários

Corazón Loco

Com emoções pra lá de fortes, a 14ª rodada do Clausura do Campeonato Grondonês foi um teste para os corações dos amantes do futebol em terras maradonianas. Tivemos na Bombonera o derradeiro Superclásico da carreira de Martín Palermo, com direito a gol do Titán e frangaço de Carrizo. Em Mendoza, o Godoy Cruz bateu o Quilmes e está apenas um ponto atrás do líder Vélez, que tombou de virada diante do Lanús. Os dois ponteiros se enfrentam daqui a três rodadas, em Liniers. (mais…)

17/05/2011 at 06:00 14 comentários

A Batalha do Chile

Em tempos de Playstation e Neymar, nossa juventude acredita que o termo superclássico se restrinja à Barcelona x Real Madrid e outros duelos insossos. Felizmente, no último sábado, nossos vizinhos transandinos nos brindaram com um grande jogo digno da rivalidade histórica que o permeia. (mais…)

03/05/2011 at 06:00 35 comentários

Só o Godoy não tomba

O Godoy Cruz foi o único dos ponteiros do Clausura argentino que não perdeu na 11ª rodada. Muito mais melhor que isso: o Tomba deu uma rasteira no River Plate em pleno Monumental e venceu por 2 a 1 de virada. Há um brilho de faca nos olhos da gente mendocina, que vislumbra a possibilidade de pela primeira vez um clube da província de Mendoza ser campeão nacional. (mais…)

26/04/2011 at 14:02 77 comentários

Cruz, credo e clássico

Para encerrar a sequência de 11 jogos sem vitórias no clássico de Avellaneda (4e, 7d), o Racing não confiou apenas no seu taco dentro de campo e apelou para o sobrenatural. Misteriosas cruzes vermelhas apareceram pintadas no vestiário do Independiente antes da partida e o local foi untado com vinagre. A ajudinha extracampo deu resultado: 2 a 0, primeira vitória da Academia no clássico desde 2005. O jogo, claro, foi no Cilindro, casa do Racing. A direção albiceleste nega participação na mandinga. (mais…)

19/04/2011 at 11:40 20 comentários

A volta do Boêmio

Depois de transcorridas 35 rodadas, o acesso do Club Atlético Atlanta para a B Nacional (2ª divisão argentina) é iminente. Apesar da derrota do último sábado, os bohemios fazem uma campanha de saltar os olhos (23v, 6e, 6d) e com 14 pontos de diferença em relação ao vice-líder, Defensores de Belgrano, e são os virtuais campeões da Primera B Metropolitana, faltando 7 partidas para o seu término. (mais…)

19/04/2011 at 06:00 14 comentários

A geometria do Centenário

Contam os antigos que nos primeiros anos do Estádio Centenário era grande o contingente dos que buscavam, logo ao passar pelos portões, os lugares mais distantes do campo. Subiam as largas escadas das tribunas América, Olímpica, Colombes e Amsterdan e se estabeleciam onde o Estádio se fazia mais alto. Alheios ao vento frio que sempre soprou forte em Montevideo, tinham uma visão aérea de fazer inveja aos treinadores mais táticos. O objetivo maior era entender a geometria dos grandes jogadores: os passes que preenchiam o meio-campo, a trajetória perfeita dos lançamentos e os gols que surgiam de um planejamento como que matemático. Passaram-se as décadas e, agora, ver o jogo de cima talvez assuste um pouco – mas o passado sempre se anuncia, ao menos no Centenário. (mais…)

18/04/2011 at 13:00 17 comentários

¡Qué alba es la victoria!

Nesta quarta-feira, as forças atávicas do colonialismo europeu e seus prepostos midiáticos no Brasil tentaram, mais uma vez, obliterar nossos corações e mentes exibindo umas partidas de PEBOLIM por uma tal de Champions League. Mas o Impedimento, que não é a Agência Brasileira de Inteligência mas está aí para DESVENDAR O SORRATEIRO, cumpre sua missão histórica de informar ao mundo que o Nacional Querido é o líder isolado do campeonato Apertura no Paraguai. (mais…)

14/04/2011 at 11:22 14 comentários

No pagamos porque no tenemos plata

No intervalo do jogo, o técnico César Torres não chutou a porta do vestiário nem esbofeteou a lousa com as ordens táticas. Não cobrou mais empenho nem reclamou de displicência em lances pontuais. Não fez críticas ao time que levara dois gols em catorze minutos. Preferiu repetir frases de ânimo. Sabia que a tarde toda era uma grande covardia. O Millonarios ainda faria mais três no time com a camisa do Quindío. Mas não goleou o Deportes Quindío. Os azuis de Bogotá derrotaram um grupo de garotos que, por noventa minutos, tentaram ser o time da cidade de Armenia. Porque o elenco profissional estava em greve, os diretores não encontram dinheiro – e uma nova lei colombiana ameaça fechar o clube. (mais…)

13/04/2011 at 14:00 13 comentários

Por uma vida mais milionária

Um fato que era dos mais corriqueiros até três ou quatro anos atrás hoje merece manchetes em letras garrafais, cores chamativas e, se possível, piscando, se mexendo e fazendo barulho: o River Plate é líder do Clausura. A chegada à ponta da tabela veio com a vitória por 1 a 0 sobre o Banfield, gol de Pavone, em um Monumental apinhado. E pensar que, no início do ano, em Nuñez só se falava de fugir do rebaixamento. (mais…)

12/04/2011 at 06:00 39 comentários

De maestro criollo a professor canario

Para resgatar a caravela dos canarios, um pedido de socorro ao velho capitão criollo e seu eterno rabo de cavalo. Pois o Barcelona, o verdadeiro, de Guayaquil, recorreu à cátedra de Alex Aguinaga para comandá-lo no que resta do campeonato nacional. É a primeira aventura de “El Güero” como técnico, e já na estreia obteve uma vitória como visitante por 3 a 2 sobre o Independiente Terán. (mais…)

05/04/2011 at 13:30 7 comentários

O último adversário de Martín: o tempo

Na rodada em que o Boca Juniors venceu o Estudiantes e ajudou o River na luta pela ponta do Clausura, Martín Palermo bateu mais um recorde pessoal, desta vez negativo: o de mais tempo (748min) sem marcar um gol no Campeonato Argentino pelo Boca. O centroavante de 37 anos atingiu o ocaso da carreira, já não mostra a mesma fúria goleadora dos tempos áureos e, como havia anunciado ano passado, deve deixar de causar calafrios e pesadelos nos zagueiros adversários em julho próximo, quando termina seu contrato com o Boca. Antes disso, tentará marcar um gol antes dos 22 minutos da próxima partida (Lanús, fora) e evitar a quebra de seu recorde pessoal de 770 minutos sem fazer gols, estabelecido quando defendia o Estudiantes. (mais…)

05/04/2011 at 05:59 38 comentários

Extra! Extra! O goleador é microbuseiro

O Santiago Morning não ocupa a ponta do campeonato chileno (quem está na liderança é o imperialismo católico de Los Cruzados, que também lutam por vaga no grupo 4 da Libertadores). Na verdade, o clube com nome de jornal está numa modesta 13a posição em um total de dezoito times (a lanterna está nas mãos trêmulas do inolvidável Municipal Iquique). No entanto, importante ressaltar, El Chago Morning está estampado nas manchetes graças ao artilheiro máximo do torneio, Ever Cantero, que marcou 7 dos 13 gols da equipe de Fernando Díaz. (mais…)

23/03/2011 at 15:56 8 comentários

Un poco más allá del césped: a Greve de 1992

Há dois finais de semana, a rodada do Clausura no Uruguai só saiu porque a AUF agiu rápido. Até a tarde de sexta, 18 de fevereiro, os funcionários de arrecadação do campeonato seguiam em sua greve, insatisfeitos quanto aos pagamentos de férias e datas de licenças. Estrelas já luziam no céu de Montevidéu quando as duas partes chegaram ao acordo que garantiu os gols de sábado e domingo. O impasse estava nos arredores do gramado, mas fez recordar que, no Uruguai, onde presidentes de clubes menores viram madrugadas às vésperas dos torneios para apresentar garantias financeiras à AUF, a história repete greves do futebol, muitas vezes com pano de fundo político. Incluindo as de jogadores, como a huelga que paralisou o campeonato por trinta e um dias em 1992. (mais…)

01/03/2011 at 12:00 14 comentários

Posts antigos


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker