No estádio se ganha até quando se empata contra reservas

23/05/2011 at 11:00 33 comentários

O torcedor que mora longe de seu time é um órfão. Para um porto-alegrense radicado em São Paulo há mais de quinze anos, nem a família, nem o churrasco e nem mesmo o cachorro-quente da Confeitaria Princesa fazem tanta falta quanto frequentar o Beira-Rio. Jogos do Campeonato Brasileiro, quando não ocorrem nas Arenas Barueri da vida, são oportunidades de ouro para se rever de perto o time do coração. Até porque, podem inventar o pay-per-view HD 3D, nunca será a mesma coisa. Futebol foi feito para ser visto no estádio.

Como se sabe, o Inter nunca havia vencido na Vila Belmiro. Como me faltava conhecer o estádio do litoral, carregava aquela fé cega de torcedor de que só iríamos ganhar quando eu fosse lá. E mais, derrubar esse tabu seria o sinal para o título do Brasileirão, que nos escapa desde 1979. Parecia a oportunidade perfeita: jogo num sábado, Santos jogando com time de reservas e o Internacional vindo embalado pela conquista estadual mais sensacional desde o 1997 de Uh! Fabiano. Juntamos cinco cabeças para encher um carro e descemos a serra.

Impossível disfarçar a decepção com o mito quando se encontra a Vila Belmiro pelo lado de fora e o local parece o Centro Comercial da João Pessoa. No máximo um ginásio de bairro. Mas claro que é válido conhecer um estádio desses que faz parte da história do futebol, afinal por ali desfilaram personagens do porte de Ronaldão, Argel, Camanducaia, Preto Casagrande, Paulinho McLaren e outros menos votados. Apesar de bandeiras e camisetas do Santos por toda a cidade (a entrada do município é marcada por um monumento gigante de um peixe), as imediações do estádio não transpiravam um clima de jogo. Mesmo assim, a vida de torcedor visitante é um bocado mais embaraçosa do que gostaríamos de admitir. Casacos de cores neutras até o pescoço, camisas escondidas, fala em volume moderado, passos acelerados. Mas para qualquer frequentador de estádio é fácil identificar cinco pessoas caminhando na direção contrária à massa localista, com cara de quem não quer nada, e é possível se ouvir “Ê, gauchada do #%*@+” e afins. Faz parte.

Mas a partir do momento que se ultrapassa a catraca, entramos naquele mundo paralelo onde nos sentimos tão bem, tudo faz sentido e o inenarrável acontece. Só num jogo como esse para se encontrar Seu Natalino, pai de Leandro Damião, no meio dos torcedores comuns. Xuxu também está lá, como sempre, e a banda puxando cantos e hinos. Todos os clichês que nos agradam e nos fazem falta. A massa de desconhecidos (sempre fui péssimo para contar gente, mas chuto entre quinhentas e mil pessoas) vira uma família, de senhoras gentis e crianças pequenas desfilando os mais lindos palavrões e expressões de baixo calão. Ofensas completamente gratuitas ao acanhado estádio, ao Grêmio, ao Pelé. Qualquer falta para o adversário inexiste (principalmente aquele penalti, viu, ô videotape burro!?). Qualquer investida de nosso ataque parece mais importante que todo o noticiário da semana. Qualquer lance na outra ponta do canto tem dose extra de emoção, pela visão dificultada. Do nosso lado não se enxerga a linha de escanteio, mas piça pra Fifa. Que saudade de tudo isso! A vida parece fazer sentido na arquibancada!

Dois fatos dignos de nota. Primeiro, o Santos tem um mascote preza, a Baleia, que passeia pelo campo antes da partida começar, chutando bolas para a torcida e fazendo pose com as cheerleaders sereias, sem chegar ao nível do Tiburón. Segundo que durante a execução do hino nacional, o telão do estádio mostra imagens de jogadores santistas com a camisa da seleção brasileira, com destaque óbvio para Pelé, Neymar e JAMELLI. O jogo? Nenhum sentido. Vendo de perto se percebe o quanto o Inter não tem tática definida do meio para a frente, o quanto os lados do campo são espaçosos e mal aproveitados. Todo o ímpeto e sangue quente demonstrado no Gre-Nal seis dias antes evaporou. Leandro Damião foi muito marcado, e nas poucas bolas que recebeu, arrematou mal, deixando claro como o time depende dele para furar golos. 90% dos nossos jogadores não sabem chutar a gol, Oscar ainda é irregular, Cavenaghi ainda não disse a que veio, e Zé Roberto fez precocemente o gol do trimestre, e só deve voltar a marcar lá por setembro ou outubro. E por mais que eu simpatize e torça por jogadores das categorias de base, esse rapaz Daniel não pode mais fardar. Oremos. Para não dizer que tudo foram trevas, Tinga e Kleber foram bem, e Juan se escalou de titular só por ser muito mais rápido que Índio, Rodrigo e Bolivar dopados.

O time completamente reserva do Santos (até o técnico era reserva, Muricy ficou gripado em casa) parecia um amontoado de covers de Neymar, com cabelos moicanos e sete passadas de pé em cima da bola antes de cada passe, e Keirrison, aquele, só lembrado por que converteu o penalti. O lado esquerdo com Alexsandro e Tiago Alves chegou a criar algum perigo em cima de Daniel, mas não passava de um time organizado às pressas, que não deveria apresentar tanta dificuldade para os titulares do Internacional. Mas voltar a frequentar o estádio é uma vitória, mesmo empatando contra reservas. Outra chance para derrubar o tabu provavelmente só no ano que vem. Agora, se em 2012 o Internacional vencer na Vila Belmiro, os alarmistas do fim do mundo podem ganhar adeptos.

Texto enviado por Wilson Farina

Anúncios

Entry filed under: Brasileiro, Clubes.

Muda a competição, não os dilemas Volto porque te amo

33 Comentários Add your own

  • 1. Cesar Cardoso  |  23/05/2011 às 11:11

    “Mas claro que é válido conhecer um estádio desses que faz parte da história do futebol, afinal por ali desfilaram personagens do porte de Ronaldão, Argel, Camanducaia, Preto Casagrande, Paulinho McLaren e outros menos votados.”

    Morri na citação de Camanducaia.

  • 2. MARCELO BENVENUTTI  |  23/05/2011 às 11:16

    E é, claro, o uniforme América do Rio é o mai lazarento da história. Sempre.

  • 3. Alexsander  |  23/05/2011 às 11:18

    Eu estava em SP a trabalho em 2001 no jogo Portuguesa 3 x 0 Internacional. Dava pena de ver as famílias que foram ao estádio tentando reconhecer os jogadores RESERVAS do Inter — os titulares foram poupados para o gre-nal da rodada seguinte, onde também perderam. Ninguém poupa LEANDRO GUERREIRO, LUIZ CLAUDIO e FABIO PINTO impunemente: os Deuses do futebol puniram com rigor.

  • 4. mardruck  |  23/05/2011 às 11:22

    Estou em SP há 10 anos também. Me identifico com a DOR.

  • 5. izabel.  |  23/05/2011 às 11:23

    massa o relato!
    só o impedimento salva.

  • 6. Cícero  |  23/05/2011 às 11:36

    #3

    o Inter pra ganhar na vila vai ter que jogar de preto, amarelo … sei lá que cor. Mas com esse uniforme todo vermelho CHAMADERROTA, não rola.

  • 7. Bernardo Bergmann  |  23/05/2011 às 11:57

    Como um dos cinco que estavam no carro posso dizer que a única coisa boa da Vila belmiro é a pipoca. Aliás, pipoqueiro é o que mais tem por lá. E todos com aquele cabelinho RIDÍCULO.

  • 8. Carlos  |  23/05/2011 às 12:41

    Bah. Tá louco.

    fui 1 vez pra SP, visitar uma amiga de dona denise, em pura depressão por estar morando num lugar que;
    1) levava 12 horas pra chegar no trabalho;
    2) levava 15 dias pra chegar no supermercado
    3) levava 2 meses pra ir no médico.

    PQP. Foi o pior fim de semana da minha vida. Até pra comer um picolé o cara pega um engarrafamento. Fora aqueles mortos-vivos dentro do Bourbon comprando pastelina, fruki e erva.

    Nada contra SP, paulistas ou gauchos q moram ae. Mas não moraria em SP nem q rolasse um salário de 6 bilhões de dólares. Muito obrigado.

    E q horário mais xonga esse. Sabado, 9 da noite. Quem quer ver futebol a essa hora?

  • 9. douglasceconello  |  23/05/2011 às 12:42

    Que sensacional, Wilson. Deveria ter arrancado um fio do bigode do Seu Natalino para LEILOARMOS no Impedimento.

    E precisamos apresentar esta baleia ao Tiburón Willie. Certamente, rolaria um AFFAIR. dsufs

  • 10. Tiago Marcon  |  23/05/2011 às 13:37

    me identifiquei com o relato, guardadas as proporções, é claro..
    sou um colorado em Caxias do Sul
    ah e o Inter ganhou do Ju todo de vermelho…

  • 11. dante  |  23/05/2011 às 14:02

    “Sabado, 9 da noite. Quem quer ver futebol a essa hora?”

    porra, carlos. TODO MUNDO. aslmfhsmlkf

  • 12. Lucas Cavalheiro  |  23/05/2011 às 14:10

    #9 ALHEKAEJHAKLE

    Baita texto!

  • 13. Ramon Dongo  |  23/05/2011 às 14:10

    KKKKK

    #PiçapraFifa

    Será que isso não vira TT?

  • 14. emedinapf  |  23/05/2011 às 14:41

    E q horário mais xonga esse. Sabado, 9 da noite. Quem quer ver futebol a essa hora? (2)

  • 15. marcoandrei  |  23/05/2011 às 15:13

    Wilsão, me deliciei com teu relato e devo dizer que sou solidário. Que os deuses do futebol tenham piedade de nós e nos deem pelo menos uma vaguinha na Libertadores (querendo muito). 🙂

    Abraz!

    Ah, sim: #PiçaPraFIFA

  • 16. wagner  |  23/05/2011 às 15:20

    o cachorro quente da confeitaria princesa dá saudade até em mim, que moro na Zona Norte…

  • 17. Pedro Spoladore  |  23/05/2011 às 15:21

    Excelente texto, Wilsera! Traduziu muito bem a visão do torcedor.

  • 18. Eduardo  |  23/05/2011 às 15:50

    #8, por esse salário, eu trabalharia UM MÊS e voltava embora pro sul!

  • 19. Eduardo  |  23/05/2011 às 15:53

    aliás, o seu NATALINO é PAI DO GANSO??? acho que o Damião tem um irmão e ainda não se deu conta…

  • 20. Kadu  |  23/05/2011 às 16:17

    #8 A manha pra morar em São Paulo é tentar fazer quase tudo nas proximidades do seu bairro, a pé ou de transporte público fora do horário de pico. E passar longe dos shoppings. Do contrário, é american way of life na veia.

  • 21. Anônimo  |  23/05/2011 às 16:18

    Inter, jogando todo de vermelho, ganhou de 2 a 1 do São Paulo na final da Libertadores. Se o time é bom, e tem treinador, até jogando NU, vence.

  • 22. Kadu  |  23/05/2011 às 16:22

    Texto do santista Torero sobre a Vila Belmiro: http://blogdotorero.blogosfera.uol.com.br/geral/a-velha-e-virgem-vila/

    Não conheço a Vila Belmiro, mas deve ser um lugar interessante.

  • 23. col  |  23/05/2011 às 16:39

    Nao reclama, Farina. Eu quando morava em Sampa fui ver Inter e Sao Caetano na ultima rodada valendo vaga na Libertadores com um empate. A torcida colorada lotou um quarto do estadio. Fomos goleados com um show de Grafite.

  • 24. Henrique [GFBPA]  |  23/05/2011 às 16:40

    Eu gostei do horário do jogo…

    Estava na Cidade Baixa, jogando uma sinuca, tomando uma gelada e secando o inter… GENIAL

    Jogo no Olímpico nesse horário que será meio estranho, mas fora de casa acho que será legal também…

  • 25. Vinicius  |  23/05/2011 às 17:06

    #23
    “Fomos goleados com um show de Grafite.”

    SOMÁLIA. Grafite não.

  • 26. Gustavo Santista  |  23/05/2011 às 17:33

    A Vila é sensacional,l daqueles estádios obrigatórios a todo amante de futebol. Graças a uma campanha de torcedores (campanha de verdade, nada de bobagens no twitter) vão acabar com o Setor Visa, envidraçado ao lado do gramado, e voltarão com as velhas gerais, tormento de bandeirinhas e laterais.

    Se um dia mudarmos de estádio, desde já fica a recomendação para que todos os jogos contra times gaúchos continuem a ser realizados na Vila Famosa.

  • 27. col  |  23/05/2011 às 18:05

    #25, Verdade. Somalia pior ainda.

  • 28. Wilson Farina  |  23/05/2011 às 18:39

    Valeu Ceconello pelo espaço, valeu gurizada pelos comentarios!

    Morar em São Paulo é uma arte mesmo, mas milhões praticam todo dia, alguns mal, outros um pouco melhor, mas com o tempo se descobre as manhas.

    #23 col, lembro bem desse, quase fui, mas faltou carro e parceria. Por muito tempo não ia aos jogos aqui, pq era muito guri, complicado. De uns 5 ou 6 anos q fui mais, umas vezes no Morumbi (1 empate, 1 derrota e 1 vitoria), uma derrota no Canindé (2008 acho), e jogos de outros times no Pacaembu, de gaiato. Fui tres vezes no Parque Antartica, 2 derrotas e 1 empate, mas perdi de ir na estréia do Pato naqueles 4×1 de 2006. Mas tive nas duas Libertadores contra o São Paulo, compensou, hehe.

  • 29. Gabriel R.  |  23/05/2011 às 18:52

    Do caralho, fui a vila belmiro em novembro passado, na derrota do inter com gol de neymar. O melhor do relato é o estádio visto de fora, eu o apelidei de estádio cinematográfico, parece do PROJAC, ajdhakshd..

    E carlos morar em SP pode ser muito bom também, depende de onde se mora, estou morando aqui faz 7 meses e não passo mais por nada disso que tu falou. E mais o CLIMA é MUITO MELHOR que Porto Alegre, que está se tornando cada vez mais INSALUBRE, com um verão cada ano mais insuportável!!!

  • 30. Sancho  |  23/05/2011 às 20:09

    Acho até que o letreiro do Olímpico deveria mostrar “Campeão do Mundo – Piça para FIFA

  • 31. Carlinhos  |  24/05/2011 às 00:12

    Cal, desses tempos não dá pra lembrar, isso é passado…heheh, eu estou a 4 meses em SP e tenho que suportar a dor de estar longe do Beira Rio…

  • 32. Felipe o Canoense  |  24/05/2011 às 11:43

    Colorado em SC há 11 anos… Esse ano vou no Couto, Arena da Baixada, Scarpelli e Ressacada! Mandarei textos que por serem ruins não serão publicados.
    Mas mandarei.

    Tri o relato, abraço e #PiçaPraFifa

  • 33. Diogo  |  24/05/2011 às 18:35

    Acho até que o letreiro do Olímpico deveria mostrar “Campeão do Mundo – Piça para FIFA“ [2]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • Esse time do Brasil lembra bastante aquela seleção que venceu a Copa do Mundo na Rússia em 2018. (dsclp) 2 days ago
  • Otamendi é a versão jogador de futebol do que o Dunga é entre os treinadores. A gente não sabe como chegou lá, mas deram chance pro homem. 2 days ago
  • A única conclusão da noite é que a Liga Chinesa é mais forte que o Campeonato Francês. 2 days ago
  • Quem disse que vindo futebol chinês não pode ser titular da Seleção nunca? (apagando tweets antigos freneticamente) 2 days ago
  • Vai ser difícil ganhar da gente ano que vem™ 2 days ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: