O rei está nu. E ele é feio, gordo e cheio de cicatrizes

06/05/2011 at 11:12 64 comentários

Sensato mesmo foi o Davi, aos 35 minutos do segundo tempo. Eu havia passado os cinco minutos anteriores descascando e fatiando um ABACAXI, literalmente, e só ouvia de soslaio, desde a sala, os nomes de jogadores do Coritiba serem citados pela voz do Milton Leite.

Levei o prato cheio de fatias do ANANÁS à sala e a Camila, implacável, me disse:

– Não é por nada, mas só dá Coritiba.

– Eu percebi. Não bastasse já estar 4 a 0…

E então o Davi, do alto de seus 22 meses de SAPIÊNCIA, pediu:

– Dedê bol.

– Você quer ver o futebol, filho? Mas onde está o DVD?

E ele imediatamente puxou da pilha o DVD Cocoricó na Cidade, e eu resolvi espantar um pouco o sofrimento e coloquei para ele o vídeo abaixo.

Saí da sala e fui até a cozinha, guardar o abacaxi e lavar a faca e a tábua. Alguns minutos depois, ouvi rojões, e, como bom torcedor, rapidamente ativei o PENSAMENTO MÁGICO e pensei “Opa, fizemos um golzinho. Quem sabe dois?”. Voltei para a TV e vi Anderson Aquino sem camisa, e os caracteres mostrando a verdade inapelável: Coritiba 6 x 0 Palmeiras.

Eu já tinha pensado no mote desse texto ainda ao fim do primeiro tempo, logo que o Coxa marcou o terceiro gol – ainda que, na cabeça de torcedor doidivanas, tivéssemos 45 minutos para fazer um golzinho, quem sabe dois, e depois decidir a parada num Pacaembu lotado. Seria difícil, mas possível.

Mas aí veio o quarto gol, num pênalti completamente nonsense cometido pelo Leandro Amaro, e eu vi que a vaca caminhava a passos largos rumo ao brejo. E imediatamente me lembrei de uma conversa com uma amiga no trabalho, corintiana, coisa de duas ou três semanas atrás. Ela insistia: “Mas você acha mesmo que esse time do Palmeiras vai chegar em algum lugar?”, e eu respondia “Se não acreditar, melhor ficar vendo só jogo de tênis”.

Mas, de fato, eu acreditava. Acreditava que o Luan, apesar de ser canhoto com dois pés direitos, era taticamente útil com seu voluntarismo pela esquerda; que o Rivaldo, apesar de grosso, até que tinha começado a jogar bem; em suma, que Felipão tinha conseguido transformar um banco de pernas-de-pau, com raras exceções, num time de verdade. Como diria o Jô Soares naquele esquete dos anos 80, eu acreditei.

E o Coxa estava me mostrando, me escacarando, que eu estava errado. Não, o Palmeiras não tem um time, é só meia dúzia de três ou quatro que prestam. Não, Felipão não faz milagres, apesar de vocês pagarem a ele um salário que deveria incluir, no mínimo, curar três cegos e dois paralíticos por semana. Não, não é neste ano que você vai voltar a ter a ilusão de que torce para um time grande. Vocês não têm nem estádio mais, só um banco de ruínas, vão querer o quê?

É isso, senhores. Isso é o Palmeiras hoje, em 6 de maio de 2011. Um clube com história formidável, passado glorioso, presente sombrio e futuro incerto. Que tem dirigentes divididos em alas distintas, preocupados cada um com a sua carteirinha de diretor e em ferrar o vizinho do lado. Que tem um ex-estádio em ruínas e uma empresa que, depois de começada a obra da nova arena, se encheu de lidar com um bando de amadores picaretas e aproveitadores. Que tem um time medíocre, com três ou quatro jogadores talentosos e um bando de carregadores (ruins) de piano, para disputar no máximo a décima posição no Brasileirão.

Um time que consegue acabar até com o pensamento mágico do torcedor. Ou alguém consegue acreditar, mesmo em sonho, que é possível reverter esse 6 a 0 e chegar às semifinais? Mesmo assim, vai ter gente lá no Pacaembu vendo o jogo, e vai ter gente na tela da TV, como eu. Incorrigíveis. No fundo, a torcida é hoje a única coisa que o Palmeiras tem. E isso, por mais que seja lisonjeiro, é triste demais.

Fernando Cesarotti

Anúncios

Entry filed under: Clubes, Copa do Mundo.

A chave de ouro do soneto libertador Miguel Rodas, um massagista

64 Comentários Add your own

  • 1. Sancho  |  06/05/2011 às 11:25

    Se serve de consolo (sei que não), palmeirenses não estão sozinhos…

  • 2. Carlos  |  06/05/2011 às 11:37

    Troque tudo por grêmio, e o texto continuará perfeito.

  • 3. douglasceconello  |  06/05/2011 às 11:44

    Caras, fiquei BOQUIABERTO com o Pameiras. O placar foi muito injusto. Poderia ter sido no mínimo uns NOVE a zero.

    E este Coritiba tá jogando na base da MAGIA NEGRA, pois tu olha muitos dos jogadores e não daria meio quilo de farinha por eles.

  • 4. Ladislau  |  06/05/2011 às 12:02

    E um dos ídalos desse time do Coxa é o Jonas, aquele lateral-direito/volante que o Abelao adorava em 2008, até em Dubai contra a Internazionale ele jogou…

  • 5. Roger  |  06/05/2011 às 12:06

    “Um clube com história formidável, passado glorioso, presente sombrio e futuro incerto.”

    Serve pra um certo tricolor cá dos pampas também…

  • 6. gustavo scherbaty  |  06/05/2011 às 12:06

    MORRI. Quando terminou o primeiro tempo meu pai me ligou pra dizer “cambada de morto”. Falei pra ele “é, tá brabo, mas dá pra tirar o João Vitor, colocar o Chico, deslocar o Márcio Araújo pra lateral direita e botar o Wellington Paulista no lugar de algum homem do meio. Daí o time tenta fazer pelo menos um gol e dá um jeito de abrir um a zero antes dos quinze minutos no jogo da volta”. Meu pai, em eterna sabedoria, só respondeu “vou rezar”.

  • 7. Roger  |  06/05/2011 às 12:07

    # 1 e 2

    Perdi.

  • 8. Mandioca  |  06/05/2011 às 12:26

    O Felipão pegou esse time FRACO do Palmeiras e fez ser a melhor defesa do Campeonato Paulista, um time competitivo ao estilo dele.

    Só que perdeu o derby e os nervos, e aí deu nisso: um time fraco que está sob controle quando perde o controle volta a ser só fraco.

    Se tirar o Felipão, aí sim, brigam pra não cair.

    Enquanto corinthiano, vos digo sem sacanagem alguma: QUERO MEU RIVAL DE VOLTA. Se o Palmeiras continuar mesmo descendo a ladeira em direção à Portuguesa, metade do meu mundo no futebol acaba.

    Puta que pariu.

  • 9. Mandioca  |  06/05/2011 às 12:28

    Ah sim, e dada a sequência do Corinthians no início do Brasileirão, não acho difícil que na 5ª ou 7ª rodada estejamos na zona de rebaixamento.

    Não se enganem, esse time do Corinthians é ruim também, mediano no máximo. Com o Tite se torna pífio. Se tivesse o Felipão, por exemplo, se tornaria um time perigoso.

    Como não tem nem terá, fodeu.

  • 10. Fernando Cesarotti  |  06/05/2011 às 13:01

    3
    Pois é, eu ate cheguei a colocar isso no texto, mas tirei porque ia parecer RECALQUE, mas, cacete, o que é esse time do Coritiba? Léo Gago?Jonas? Rafinha? E, sim, 10 a 0 não teria sido injusto.

    8
    “um time fraco que está sob controle quando perde o controle volta a ser só fraco”
    Obrigado pela definição, perfeita.

  • 11. Vizzotto (Goleiro)  |  06/05/2011 às 13:07

    “uma conversa com uma amiga no trabalho, corintiana”

    O pior é ser chamado a realidade por um CUrintiano!!

    No mais, estamos na mesma BARCA!!

  • 12. Fernando Cesarotti  |  06/05/2011 às 13:10

    Ah, sim, ao menos no vídeo o “Palmeiras” empata, 1 a 1, depois de sair perdendo

  • 13. Carcereiro - SC  |  06/05/2011 às 13:12

    Top Ten humilhações djá….

  • 14. Guilherme  |  06/05/2011 às 13:25

    Primeiro que esse tipo de coisa acontece com certa frequência com o Palmeira, segundo que se vocês tivessem visto o Coxa jogar antes, não estariam tão surpresos. Esse time deles é bom pra caralho.

  • 15. Olivia  |  06/05/2011 às 13:27

    assino embaixo.
    SOFRENDO.

  • 16. blogdoipe  |  06/05/2011 às 13:29

    Esse vídeo dá uma saudade do que o Palmeiras tinha de melhor até o ano passado…

  • 17. Bruno  |  06/05/2011 às 13:47

    Mentira que é aquele JONAS? Esse desgraçado tá pra Copa do Brasil de 2008 como Leandro Guerreiro está para Copa João Havelange.

  • 18. izabel.  |  06/05/2011 às 14:13

    assino embaixo dos dois comentários do mandioca.
    principalmente, isto aqui:
    “Só que perdeu o derby e os nervos, e aí deu nisso: um time fraco que está sob controle quando perde o controle volta a ser só fraco.”
    e isto aqui:
    “Enquanto corinthiano, vos digo sem sacanagem alguma: QUERO MEU RIVAL DE VOLTA. Se o Palmeiras continuar mesmo descendo a ladeira em direção à Portuguesa, metade do meu mundo no futebol acaba.”

  • 19. Tiago Marcon  |  06/05/2011 às 14:32

    CAXIAS >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>PALMEIRAS
    Tomamos apenas 4 do Coxa.

  • 20. izabel.  |  06/05/2011 às 14:39

    e esse técnico do coxa, hein?
    3 x 0 e os caras em cima, 4 x 0 idem, 5 x 0…

    aqui, com tite, o corinthinas faz 1 x 0 em time do interior e passa o segundo tempo todo atrás da linha da bola.

  • 21. Guilherme  |  06/05/2011 às 14:46

    .20

    Mas nesse jogo foi diferente, o chocolate foi tamanho que em nenhum momento ele se sentiu ameaçado de perder. Se o teu time tá passando por cima, não mexe.

  • 22. Mandioca  |  06/05/2011 às 14:46

    ATENÇÃO NAÇÃO IMPEDIMENTENSE!

    BOMBA!

    Tenho preparada a lista das TOP 10 HUMILHAÇÕES DO CORINTHIANS.

    Agora só preciso do aval da diretoria da ImpedCorp pra passar a vocês para que PUBLIQUEM.

    Aí, finalmente, os top 10 estarão com completos, com a lista das maiores humilhações do time mais odiado do Brasil.

  • 23. Leonardo  |  06/05/2011 às 14:48

    Troque tudo por grêmio, e o texto continuará perfeito. [2]

    A diferença é que (ainda) temos estádio…

  • 24. Zé Kalanga - 9 Matador  |  06/05/2011 às 14:49

    Ninguém faz milagre com time ruim, e convenhamos, o Felipão está em franca decadência. A única chance dele ganhar um título hoje em dia é ir treinar, sei lá, o Fluminense, e ganhar uma Taça Guanabara da vida.

    O pensamento mágico tá ferrando o futebol brasileiro.

  • 25. izabel.  |  06/05/2011 às 14:51

    concordo, guilherme, mas aí é que está: um time comandado por um retranqueiro do naipe do tite não tem nem a chance de passar por cima de ninguém.
    com o mano menezes era a mesma coisa. e ele chegou a falar explicitamente que não era bom “humilhar” o adversário, até pra “evitar lesões”… o mano é adepto da lei do sancho.

  • 26. Zé Kalanga - 9 Matador  |  06/05/2011 às 14:53

    E o tal de Léo Gago, hein ? Volta e meia ele aparece em algum time “arrumadinho”. Coincidência ?

  • 27. Allan Garcia  |  06/05/2011 às 15:15

    Será que existe ao menos uma torcida de algum dos ‘grandes clubes’ do Brasil que está satisfeita com o seu treinador?
    Um rápido exercício que fiz agora:

    Inter -> Falcão = sem ‘comentários’ (com o perdão do trocadilho)
    Grêmio -> Renato = torcida esperando a hora dele voltar pro Rio
    São Paulo -> Carpegiani = Time jogando mal, torcida pegando no pé
    Corinthians -> Tite = verborragia e final do Paulistão na base do ‘vâmo que vâmo’
    Palmeiras -> Felipão = com esse elenco, coitado…
    Flamengo -> Luxemburgo = já ouviu gritos de ‘burro’ ontem…
    Fluminense -> Enderson Moreira = tá guardando lugar pra quem, mesmo?
    Botafogo -> Papai Joel = só não caiu por absoluta falta de opção
    Vasco -> Ricardo Gomes = será que ele orienta os treinos em francês?
    Cruzeiro -> Cuca = acabou o feitiço, voltou a ser o velho ‘loser’
    Atlético-MG -> Dorival Jr = bom, o Galo não é protagonista de nada há anos mesmo…

    E esse Marcelo Oliveira, treinador do Coxa, é aquele que assumia o boné do Atlético-MG sempre que o treinador era demitido?

  • 28. Zé Kalanga - 9 Matador  |  06/05/2011 às 15:19

    O Suca tá por aí, dando mole.

  • 29. Zé Kalanga - 9 Matador  |  06/05/2011 às 15:21

    Ele e o Roth, diga-se.

  • 30. Tulio  |  06/05/2011 às 15:22

    To satisfeito com o Falcão.

    O pessoal quer ganhar tudo… um técnico que não avacalha demais impondo seus bruxos e ideias por anos por puro orgulho já me basta.

  • 31. Tulio  |  06/05/2011 às 15:23

    Aliás, Papai Joel já caiu faz tempo.

  • 32. Eduardo  |  06/05/2011 às 15:28

    Joel Ainda é técnico do fogão? Achei que tinha Saido. Eu nao quero que o Renato saia do Gremio. Espera o Roth ficar empregado.

  • 33. Eduardo  |  06/05/2011 às 15:29

    alias, excelente texto.

  • 34. Cesar Cardoso  |  06/05/2011 às 15:37

    #24:

    “convenhamos, o Felipão está em franca decadência.”

    É, mas vai dizer isso nas hostes palestrinas, ou em boa parte da mídia de São Paulo… Felipão é perfeito, Felipão não erra, Felipão é Deus, Felipão é a reencarnação de Dom Sebastião. O sebastianismo virou felipismo.

  • 35. Allan Garcia  |  06/05/2011 às 15:42

    Credo, Joel Santana caiu e eu nem sabia… Ato falho, sorry.

  • 36. Cesar Cardoso  |  06/05/2011 às 15:43

    #27: o Joel saiu do Botafogo há algum tempo, quem está lá é o Caio Júnior, que acho que também não vai demorar muito. E o Enderson está esquentando a cadeira do Abel Braga.

  • 37. dante  |  06/05/2011 às 15:52

    #27:

    discordo.

    colorados satisfeitos com o falcão. e acho que a grande maioria dos gremistas com renato também.

  • 38. gustavo scherbaty  |  06/05/2011 às 15:54

    O que me deixa mais incomodado nessa história é ter um jogo de volta. Se o jogo de ontem tivesse sido, sei lá, pela décima terceira rodada do Brasileiro, o sofrimento seria bem menor. Mas como foi uma partida de ida das quartas de final de um torneio em mata-mata, o torcedor, esse incorrigível, fica jogando carne podre (do coração) pros abutres por uma semana.

    Prevejo lamentáveis campanhas de “eu acredito” e até alguma comemoração modorrenta caso o palmeiras consiga parir um búfalo e fazer uns dois gols num time misto pra quebrar a sequência de vitórias do já classificado Coritiba.

    Semana que vem tou matando aula mais uma vez pra ver o jogo.

  • 39. Gabriel Teixeira  |  06/05/2011 às 16:11

    O que eu acho mais impressionante foi como a sorte do Palmeiras mudou de 16:20 (contusão do Valdívia) até o sexto gol do Coritiba. Comentei isso com Cesarotti.

    Estávamos pressionando o Corinthians MUITO e aquela lesão do camisa 10 desencadeou acontecimentos um a um que acabaram com nosso semestre. Lamentável.

  • 40. Tiago Marcon  |  06/05/2011 às 16:23

    A gente tem mania de superestimar demais o trabalho dos técnicos…quem ganha são os jogadores. Bota o Mourinho no, sei lá, Presidente Prudente pra ver o desempenho…

  • 41. Sancho  |  06/05/2011 às 16:42

    Juan Carlos Osorio, treinador do Once Caldas: Vimos o que fez o Peñarol contra o Internacional e isso nos motivou. Foi um grande jogo do time uruguaio. Estivemos muito bem na defesa e no ataque. Sabíamos o que o Cruzeiro podia fazer, aproveitamos a ausência dos seus atacantes principais e decidimos fazer um jogo com muita pressão.

    Já o Grêmio…

  • 42. izabel.  |  06/05/2011 às 16:46

    #40 concordo, mas vejo que ficamos num loop de incoerências nesse assunto.
    prova disso foi o post recente falando mal pacas do renato… o mesmo renato que tirou o grêmio da ameaça de rebaixamento ano passado (foi ele, o grupo era o mesmo, e um grupo limitado), levou até a libertadores, ganhou o 1° turno do gauchão aí e à final do 2° turno e, de repente, um post daquele querendo a cabeça do cara.
    eu, gremista fosse, queria o renato por muito mais tempo no meu time. isso, por ele ser gremista e entender da cultura daí.

    o felipão, ao meu ver, é o responsável pelo palmeiras ter chegado na semi do paulistão. porque o time tá bem ruinzinho.

  • 43. fabriciopontin  |  06/05/2011 às 16:57

    Não é por nada não, mas com o atual grupo do grêmio podem colocar Jesus Nu de treinador e a coisa vai seguir lamentável.

  • 44. Charlinho ATLETICANO-MG ( GALO )  |  06/05/2011 às 17:00

    ATLETIBA NA FINAL DA COPA DO BR

    chupa globo, ehehehehehehehehehehee

  • 45. Tiago Marcon  |  06/05/2011 às 17:07

    #42
    é verdade Izabel, acho que as duas ideias não são excludentes..o que os bons treinadores fazem é não atrapalhar a fluidez do time, vez por outra descobrem algum guri esquecido na base e lançam no time principal. Fazem trocas coerentes durante o jogo. E as vezes o grupo é tão bom que o treinador fica em segundo plano…o Zagalo em 70…

  • 46. Tiago Marcon  |  06/05/2011 às 17:14

    O que acontece muito tb é um efeito positivo logo na chegada de um novo treinador. O ambiente muda, os jogadores querem mostrar serviço e tal. O Renato no Grêmio acho que foi assim. Mas ao longo do tempo, se aumentarmos a amostragem, penso que o trabalho de vários técnicos no Brasil se equivale

  • 47. Tiago Marcon  |  06/05/2011 às 17:14

    O que acontece muito tb é um efeito positivo logo na chegada de um novo treinador. O ambiente muda, os jogadores querem mostrar serviço e tal. O Renato no Grêmio acho que foi assim. Mas ao longo do tempo, se aumentarmos a amostragem, penso que o trabalho de vários técnicos no Brasil se equivalem

  • 48. Eduardo  |  06/05/2011 às 18:22

    #34 depois de um técnico AJUDAR a dar uma LIBERTADORES a um clube, ele se TORNA ETERNO!!!
    somente os colorados (com exceção do DANTE) são mal agradecidos!!!

  • 49. Diogo  |  06/05/2011 às 18:31

    # 40

    Fico imaginando um pugilato entre Mourinho e Felipão num Grêmio Prudente x Palmeiras no Paulista. Seria um duelo épico: duzentos repórteres em volta dos dois. E sempre tem aqueles que ficam botando pilha, meio que provocando a briga. Na primeira palhaçada do Valdivia dentro da área, Paulo Cezar de Oliveira marcaria pênalti. The Special One entraria em parafuso e acusaria Felipão de influenciar árbitros. Algum moralista enrustido falaria em suspensão de 10 jogos para cada um, enquanto o presidente da FPF, politiqueiro que só, inventaria uma multa. 10.000 merréis, quem sabe.

  • 50. izabel.  |  06/05/2011 às 19:29

    que dó do palmeiras:

  • 51. Branco  |  06/05/2011 às 20:10

    Eu estou satisfeito com o Falcão também.

    Aliás, meu critério para avaliar os técnicos é bem simples: aqueles que fazem 1×0 e recuam para segurar o resultado, ou ganham o primeiro jogo eliminatório em casa e se retrancam fora, não me servem. O problema é que é cada vez mais raro achar um que não faça isso. No RS então, é pior ainda.

  • 52. Stallone Cobra  |  06/05/2011 às 20:46

    Caio Júnior é um coco.

  • 53. adam (o hímen)  |  07/05/2011 às 00:11

    por favor, quer ver nos top 10 humiilhations do corinthias aquele 3 a 1 do gremio da copa do brasil de 2001.
    alo impedcorp, deixem o rapaz do comentário publicar isso

  • 54. Geógrafo - A bols é um Geóide  |  07/05/2011 às 02:49

    Pessoal, quais serão os 1º técnicos a cair no DILMÃO 2011 ???

    Façam suas apostas…

    Na praça, esperando apenas uma boquinha:

    – Adilson Baptista;
    – Sexy Roth
    – Papai Joel

  • 55. guto  |  07/05/2011 às 12:47

    engraçado foi o marcos

    “tá certo que os caras tavam meio desanimados, mas podiam ter me avisado, que eu nem entrava num jogo desses”

    hauahuahauahauahuahuaheuaehaueha

  • 56. Diogo  |  07/05/2011 às 14:24

    # 54

    Sexy Roth desempregado e de bigode crescendo é o terror de muitas torcidas brasileiras.

    P. S.: se os Perrela tivessem um pouco de vergonha na cara, Alex Stival se juntaria à tua lista.

  • 57. claudio  |  07/05/2011 às 20:57

    se vão colocar um top 10 do corinthians, espero que o autor coloque libertadores da américa como um item entre os dois primeiros, esmiuçando brevemente a saga de mais de cem anos de fracasso…

  • 58. claudio  |  07/05/2011 às 20:59

    pra valorizar a pesquisa

    porque senao fica muito fácil… tolima, palmeiras, palmeiras, river…

  • 59. Matheus  |  08/05/2011 às 12:22

    quem tá treinando esse coxa é o Rinus Michels disfarçado e dopado. tão comendo a bola sinistramente, tá foda de segurar.

  • 60. Matheus  |  08/05/2011 às 12:26

    e eu vou morrer acreditando. acho que temos chances de levar esse brasileiro fácil, que nem eu achei naquele EURICÃO de 97, que nem em 2002 que eu esperava ficar tranquilo no meio da tabela, 2004 com a palhaçada de vender o Love, 2009 com a palhaçada de COMPRAR o Love e por aí vai… eu vivo de Palmeiras, não tem outro jeito.

  • 61.  |  08/05/2011 às 13:08

    # 58

    O problema é que, se colocar Libertadores, vai dar para elaborar um “Top 50” do Corinthians. Melhor colocá-la como “hors concours” e mencionar os fracassos no ALCKMINÃO e no DILMÃO.

  • 62. Mandioca  |  09/05/2011 às 10:44

    Se vocês consideram qualquer derrota humilhação, problema psicológico de vocês.

    Perder pro Palmeiras na Libertadores duas vezes seguidas doeu pra caralho, é meu maior trauma de infância, mas NÃO É NEM NUNCA SERÁ humilhação.

    Humilhação é o Santos tomar 7 x 1 da gente, por exemplo.

    Assim como perder pro Tolima. Nego aqui critica a soberba da imprensa brasileira de menosprezar os times do resto da América mas quando é conveniente bem que abraça, né?

  • 63. Anônimo  |  09/05/2011 às 14:26

    é isso: Assim como perder pro Tolima. Nego aqui critica a soberba da imprensa brasileira de menosprezar os times do resto da América mas quando é conveniente bem que abraça, né?

    por isso não vi humilhação nenhuma na nossa derrota. só foi ruim, como toda derrota, principalmente porque significou nossa eliminação. ponto.

  • 64. Mandioca  |  09/05/2011 às 14:28

    Exatamente. Se tivesse sido 6 a 0 pro Tolima, aí era outra história.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • Porque não chegaria à Libertadores. 6 hours ago
  • Fim também para o improvável Paraná 3x2 Atlético-MG, um grande jogo que vocês não previram. 6 hours ago
  • Bahia soma a taça de 2017 às de 2001 e 2002. Como em 01, ganha contra o Sport. Fez um baita jogo hoje, podia golear, mas Magrão foi enorme. 6 hours ago
  • ACABOU. O BAHIA É CAMPEAO DO NORDESTE PELA TERCEIRA VEZ. 6 hours ago
  • Juizão distribuindo cartões vermelhos pro banco do Sport. 6 hours ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: