Miguel Rodas, um massagista

06/05/2011 at 21:00 15 comentários


“Pênalti é tão importante que deveria ser batido pelo massagista do clube”

Que os massagistas carregam consigo o poder sagrado das benzedeiras, isso todo mundo sabe. Afinal de contas, só eles conseguem recuperar, com spray e água benta, um jogador que sai de campo pronto para receber a extrema unção. Mas um certo José Miguel Rodas Jaramillo conseguiu fazer mais do que curar frescura de atleta e se tornou o personagem mais importante da atual Libertadores, mostrando que no futebol só vence quem tem vontade. Isso, na semana em que os clubes brasileiros fizeram praticamente o contrário.

Massagista do Once Caldas, Miguel Rodas invadiu o gramado da Arena do Jacaré com o jogo em andamento na última quarta-feira. Segundos antes, Cuca, treinador do Cruzeiro, havia tentado acertar um cotovelaço em Rentería – espantoso que seu braço não tenha secado até agora.

O árbitro paraguaio Antônio Arias deixou o jogo seguir, mas lá estava o massagista colombiano impedindo o prosseguimento da partida, que naquelas alturas já estava 2 a 0 para o Once Caldas. A desculpa oficial era atender Rentería, mas a confusão armada colaborou para o devido amorcegamento da contenda, que por fim terminou favorável aos colombianos.

Pros lados de Manizales, Miguel Rodas está sendo chamado de “o massagista do jogo limpo”. Em 2008, durante um jogo entre o Once Caldas e o Júnior de Barranquilla pelo campeonato nacional, Rodas já havia protagonizado um lance lindo e igualmente estratégico para os brancos.

O bochincho estava armado dentro das quatro linhas. Poucos minutos separavam a partida do seu final quando uma falta violenta quase resulta em batalha campal. Mas nenhuma agressão foi registrada porque, da casamata, o massagista-herói sacou um pañuelo branco pedindo paz. A atitude desarmou os jogadores e a partida terminou 2 a 1 para o Once Caldas. Miguel Rodas recebeu uma placa de reconhecimento pelo seu exemplo como desportista.

Na semana em que os times brasileiros, recheados de pechos fríos com gordos salários, tropeçaram na própria arrogância e viram o futebol maloqueiro da América do Sul avançar com a faca entre os dentes, o massagista Miguel Rodas mostrou exatamente como se deve fazer para ganhar uma competição como a Libertadores. Não estamos falando de avacalhar com os jogos, mas compreender minimamente o significado que o futebol tem para aqueles que estão do lado de fora do campo.

Venceremos,
Daniel Cassol

Anúncios

Entry filed under: Libertadores.

O rei está nu. E ele é feio, gordo e cheio de cicatrizes O Inter está morto. Longa vida ao Inter?

15 Comentários Add your own

  • 1. marcelo benvenutti  |  06/05/2011 às 21:04

    preza

  • 2. douglasceconello  |  06/05/2011 às 21:35

    Cara, na quarta já tinha chorado demais. Ao lado de Tiburón Willie, é a personalidade mais influente do futebol sul-americano na atualidade.

    Ele correndo em direção à bola DENTRO DO CAMPO enquanto o Renteria tava FORA DO CAMPO me fez repensar toda minha vida como desportista (ns).

    Lindo demais tudo isso.

  • 3. douglasceconello  |  06/05/2011 às 21:49

    Tem um repórter ali que parece o filho adotado do Mike Tyson com o B.A do Esquadrão Classe A.

  • 4. choco  |  06/05/2011 às 22:33

    bah, demais

  • 5. Prestes  |  06/05/2011 às 22:40

    Uma estátua para Miguel Rodas, seria pedir demais?

  • 6. Bruno  |  06/05/2011 às 22:59

    O jogo terminou 2 a 0 para o poderoso Once Caldas, e não 2 a 1. Quem viu o jogo percebeu que seria impossível do Cruzeiro anotar um tento sequer. Favor corrigir.

  • 7. douglasceconello  |  06/05/2011 às 23:21

    Bruno, não foi este jogo. Leia de novo. Cassol deve ser lido com a mesma atenção dispensada a Machado de Assis.

    uhasuds

  • 8. Neco Müller  |  07/05/2011 às 00:16

    Cassol parabéns, todos nós necessitamos de panos brancos. Importante é saber a hora certa.

  • 9. Anônimo  |  07/05/2011 às 10:14

    SANTO deus.

    Casava fácil com a moça ali de trás.

  • 10. El Cañestro  |  07/05/2011 às 10:22

    Excelente texto, pero ês precisso hacer un pequenho reparo a la citación. El penal no ês importan. Falcón, el major comentênico de los planetas conoscidos sabe esso. Garantiô el que no habia entrenado penales antes del Grenal del segundo turno, puês ¿de que adelanta uno entrenar suelo, sin la pressión, sin el temor de errar, sin la hintchada a osservalo? Perfecto. Cacalo, de Grêmio, piensa ló mismo, e invoca la derrota em los penales para Ajax como prueba sôlida y cabal de su argumiento. Definitivo.

    Lo mismo se passa en otras professiones. Equilibristas e acrôbatas, por erremplo. Em lós anhos 60, jo tênia um circo. Um cirquito tchico, em verdá, pero bien bueno. El respectable público acorria a las dessenas, siempre que jegávamos a un nuevo pueblito. Habia pajaços, equilibristas, márricos, domadores de fieras, murrer barbada, todo lo que a las personas más les gustava. Jegô a ser amplamiente conoscido por “el circo de los pajaços paraplêrricos”, en rasson de un número muy engraçado que hacíamos.

    Pero luego que comprê el circo, deime cuenta que los acrôbatas e equilibristas teimavan en entrenar sus números. Los jamê e dirro ¿de que adelanta esso? Entrenam con redes, sin lo rufar de los taroles, sin lo orrar apreensivo del público, sin el miedo de murrir. Pero en la hora del espectáculo, las condiciones mudan completamiente, y todo esso entranamiento de nada vale. Els se orraran e compreenderan la verdá: estaban perdiendo tempo. Cuerda bamba ês loteria, no más.

    Nuestro número de trapêssio era lo mas aguardado por el público. Pocas vezes terminava sin un accidente grave, lo que hacia la delicia de la platêia. Los acrôbatas lastimados eran tratados nel circo mismo, donde recebian un penso improvissado con tábuas de madera e tiras de lona vierra. Los que se quedavan paralíticos tampoco eran abandonados – passavan a actuar como pipoqueros, bijeteros e atê como pajaços. Pero no como domadores, puês la paralissia les sacava un tanto de la agilidá, y los primeros que lo tentaran acabaran, desafortunadamiente, comidos. Ah, eran buenos tiempos aquejos…

    Vedes vôs que essos conceptos sicolôrricos elementares del entrenamiento físsico já eran conoscidos hace quassi cincoenta anhos, pero todavia hoy hay rente que imarrina ser importante entrenar penales. La idiotia humana no tiene mismo limites.

  • 11. Yoda  |  07/05/2011 às 12:02

    cecco percebeu a cruza do mike tyson, mas nao a deusa morena do fundo.

    Aliás, nao parece que el masagista está com um crachá da BAND?

  • 12. Diogo  |  07/05/2011 às 14:28

    # 11

    Eu só sei que o logo da Televisa mexicana é idêntico ao da emissora dos Saad:

    Será isso?

  • 13. Maciel Cover  |  07/05/2011 às 18:29

    Belo texto Cassol! saudações

  • 14. Rafael L  |  08/05/2011 às 19:01

    LANCE MAIS IMPORTANTE da LA11. Resgate do verdadeiro futebol. Maravilha. Valeu a semana.

    Sempre penso como seria o mundo de hoje se no GREMIOCÍDIO de 2002 algum bunda-mole da nossa casamata tivesse invadido o campo quando o FDP mandou voltar o pênalti pela primeira vez.

    Até hoje pagamos por aquela omissão.

  • 15. Charlinho ATLETICANO-MG  |  09/05/2011 às 21:11

    #9 , eu também logo que bati o olho na foto pensei a mesma coisa, será que é uma colombiana? sensacional a muchacha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • Porque não chegaria à Libertadores. 9 hours ago
  • Fim também para o improvável Paraná 3x2 Atlético-MG, um grande jogo que vocês não previram. 9 hours ago
  • Bahia soma a taça de 2017 às de 2001 e 2002. Como em 01, ganha contra o Sport. Fez um baita jogo hoje, podia golear, mas Magrão foi enorme. 9 hours ago
  • ACABOU. O BAHIA É CAMPEAO DO NORDESTE PELA TERCEIRA VEZ. 9 hours ago
  • Juizão distribuindo cartões vermelhos pro banco do Sport. 9 hours ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: