A Batalha do Chile

03/05/2011 at 06:00 35 comentários

Em tempos de Playstation e Neymar, nossa juventude acredita que o termo superclássico se restrinja à Barcelona x Real Madrid e outros duelos insossos. Felizmente, no último sábado, nossos vizinhos transandinos nos brindaram com um grande jogo digno da rivalidade histórica que o permeia.

Até a virada dos anos 60/70, antes de a infâmia tomar conta do continente no voo do Condor, o futebol chileno estava divido entre o clássicos criollo (Colo Colo x Audax Italiano) e universitário (Universidad Católica x Universidad de Chile), época na qual La U emplacou títulos com seu Ballet Azul ao mesmo passo que a Nueva Canción compunha hinos do cancioneiro latino-americano.

Contudo, com a proclamação da Junta Militar de Governo (eufemismo para Golpe de Estado) no fatídico dia de 11 de Setembro de 1973, a correlação de forças dentro e fora das canchas mudou radicalmente. As universidades, oposicionistas às ditaduras por natureza, sofreram intervenções administrativas, fato que ajuda a explicar a derrocada de cruzados e, principalmente, dos romanticos viajeros.

Foram 25 anos (de 1969 a 94) sem ganhar o campeonato nacional e uma temporada na segunda divisão (1989) enquanto o Cacique, apoiado pelo seu sócio vitalício Augusto Pinochet, deu a volta olímpica seis vezes durante os anos de chumbo. Em termos estruturais, o clube de Macul reformou o seu Monumental David Arellano, abaixo de acusações de desvio de verbas públicas, e conseguiu montar um esquadrão que se coroou campeão da Libertadores em 1991, três anos depois que o povo disse NÃO.

Foram tempos de ressentimento mútuo, acompanhado da crescente onda de violência nos espetáculos esportivos, que deram origem ao Superclássico Chileno, que teve mais um capítulo escrito neste final de semana. Em um esvaziado Estádio Nacional, por motivos de segurança, albos e azules se enfrentaram sob forte desconfiança de seus torcedores. Porém, quase todos os ingredientes de um grande clássico estiveram presentes: arbitragem polêmica, provocações e virada nos instantes finais.

Se houve um protagonista na tarde em Santiago, ele atende pelo nome de Diego “Goku” Rivarola. O atacante argentino de 34 anos, em sua 5ª temporada pela Universidad de Chile, marcou seu sétimo gol contra o arquirrival aos 44 minutos da etapa complementar, quando o empate já estava de bom tamanho.

Olhando para a tabela, o Cacique segue fora da zona de playoffs, ocupando a 10ª colocação e com 3 pontos de diferença para o último classificado, enquanto La U é vice-líder e não pode mais alcançar a Universidad Católica, faltando três rodadas para o término desta fase do Apertura.

Outros resultados da 14ª fecha
O’Higgins 0-1 Deportivo Iquique
Unión Española 4-3 La Serena
Palestino 1-0 Ñublense
Cobreloa 1-0 Unión San Felipe
Cobresal 1-4 Santiago Morining
Universidad Concepción 1-2 Universidad Católica
Unión La Calera 0-0 Huachipato

Matias Pinto

Anúncios

Entry filed under: Nacionais, Pela América.

Medo e delírio na sala de imprensa O início do fim do Império Portaluppi – visão de um torcedor míope (mas não cego)

35 Comentários Add your own

  • 1. Juan Carlos "Chango" Cardenas  |  03/05/2011 às 08:15

    Baita texto che, ojala que el bulla possa voltar aos tempos aureos…

    “fuerza a los de abajo
    fuerza a la renca azul
    fuerza a toda la hinchada de la bullanguera azul
    yo no entiendo a esa gente que no entiende esta pasion
    yo al bulla lo quiero lo llevo dentro del corazon!!!”

  • 2. Alexandre N.  |  03/05/2011 às 09:45

    [Momento “Informação inútil”]

    O personagem que aparece na camisa do argentino não é o Goku e sim um dos filhos dele, o Gohan.

    [/Momento informação inútil]

  • 3. Juan Carlos "Chango" Cardenas  |  03/05/2011 às 10:24

    #2 HAHAHAHAHAHAH
    pior que tu tem rezão… todavia o apelido dele é goku mesmo…
    Algo aí não faz sentido

  • 4. Álisson  |  03/05/2011 às 10:33

    Se o apelido dele é Goku, ele estava apenas fazendo uma HOMENAGEM ao “filho” Gohan.

  • 5. alemao  |  03/05/2011 às 10:52

    uma homenagem fora de contexto à impedCopa. Atentem para a plasticidade do lance aos 4:44min

  • 6. Francisco Antero  |  03/05/2011 às 11:25

    Texto massa.

  • 7. Germano JS.  |  03/05/2011 às 11:40

    Foto do Estádio Nacional, em Santiago:
    http://img231.imageshack.us/f/060109viagemaochile530s.jpg/

  • 8. Mandioca  |  03/05/2011 às 12:31

    Grande Matias, aula de História!

  • 9. Iuri  |  03/05/2011 às 12:35

    Matias, outra vez parabéns. Baixa texto, com história e informação. Sou de La U por IDEOLOGIA e pela CORUJA.

  • 10. Francisco Luz  |  03/05/2011 às 12:38

    Grande texto.

  • 11. douglasceconello  |  03/05/2011 às 12:41

    Que maravilha, Matias. Simpatizo com o Cacique, mas não resisto a LOS ROMANTICOS VIAJEROS, maior alcunha de time.

    No entanto, meu time de verdade é o Deportes LA SERENA.

    Meu único critério é a poesia.

    saufs

  • 12. Renato Maldonado  |  03/05/2011 às 15:17

    Belo texto Matias, mandou bem!!! Abraço

  • 13. arbo  |  03/05/2011 às 17:10

    “Sou de La U por IDEOLOGIA e pela CORUJA.”

    e pq fazem jus à alcunha de LOS ROMANTICOS VIAJEROS, vieram de bando aquela vez, mto afu

  • 14. Frank  |  03/05/2011 às 17:21

    Por ideologia, concordo totalmente com o Iuri…

  • 15. Sancho  |  03/05/2011 às 17:50

    Hoje, os três sentam juntos, bebem juntos e F*DEM juntos a Federação local…

  • 16. Sancho  |  03/05/2011 às 17:50

    Não tem ideologia nenhuma…

  • 17. douglasceconello  |  03/05/2011 às 18:28

    Sancho AMARGO.

    Torço por Wanderers e PALESTINO por causa do Figueroa e pelo AUDAX ITALIANO pelos meus ancestrais (ns).

    Na real, torço pra todos os times chilenos. uhshu

  • 18. gilson  |  03/05/2011 às 19:32

    Qualquer um menos da CATÓLICA!!!!

    e muito obrigado pela aula.

  • 19. gilson  |  03/05/2011 às 19:32

    Qualquer um menos “a” CATÓLICA.

  • 20. Frank  |  03/05/2011 às 19:46

    Ideologia é visão de mundo Sancho… mas acaba se confundindo com a utopia… heheeheh

  • 21. Prestes  |  03/05/2011 às 20:30

    Certamente o movimento estudantil se opôs a Pinochet, mas, que eu saiba, a Católica tem a torcida mais pinochetista do Chile. Até pq a torcida do Colo-Colo é mto maior q todas, ou seja, tem de tudo nela. E a de La U é mais identificada com a esquerda.

  • 22. Frank  |  03/05/2011 às 20:53

    Torcida com ideologia é a do SAINT PAULI (peço desculpas ao macular o sacrossanto espaço sulamericano do Impedimento com uma menção ao futebol europeu)… hahaahofaish

    http://www.futepoca.com.br/2010/05/esquerda-que-joga-bola.html

  • 23. Frank  |  03/05/2011 às 20:54

    “Não à toa, a torcida do time, que tem fãs-clubes em todo o planeta, adotou o punk-rock nas arquibancadas e o time entra em campo ao som de “Hells Bells”, do AC/DC”…

    MELHOR TORCIDA…

  • 24. Felipe (o catarina)  |  03/05/2011 às 23:02

    melhor time chileno é o Santiago Wanderers, que na verdade é de Valparaíso.

  • 25. Rudi  |  04/05/2011 às 00:15

    Frank, existem equipes que estão no continente impuro que por um ou outro motivo permanecem imaculadas e merecem citações no impedimento
    a saber
    St Pauli
    Livorno
    Atl. Bibao

  • 26. Matias Pinto  |  04/05/2011 às 00:46

    Gracias aos amigos pelos comentários

    # 9, 13 e 14

    Somos quatro!

    # 11 e 17

    Douglas, o NERUDÃO é o campeonato mais poético do continente. rs

  • 27. Juan Carlos "Chango" Cardenas  |  04/05/2011 às 08:10

    #25 Torcida do Bilbao é fodástica. E se é por ideologia esquerdista, faltou citar a do Rayo Vallecano (que, se seguir assim, temporada que vem desfilará pelos campos lisos e frescos, sem buracos nem rosetas da primeira divisão espanhola.)

  • 28. Mandioca  |  04/05/2011 às 10:03

    #22, #23

    Porra, PUNK ROCK do AC/DC? Jornalista é uma raça viu…

    Sankti Pauli é fodasso mesmo, todo jogo deles no estádio deles é um caos. Conseguiram depois de sei lá quantas DÉCADAS que um jogo na Alemanha terminasse antes dos 45 do segundo por atirar coisas no bandeirinha. Acho que isso meio que perdoa por serem europeus.

    Aqui em São Paulo, fazendo propaganda própria, temos o Autônomos FC, no qual o autor do texto – o Matias Pinto – e eu jogamos: http://www.autonomosfc.com.br

    E viva o futebol alternativo!

  • 29. Mandioca  |  04/05/2011 às 10:04

    #25

    Rayo Vallecano é animal!

    Um amigo meu e do Matias foi pra Madrid recentemente e trouxe uma bandeira dos Bukaneros, os ultras deles. Esses dias teve um jogo deles em casa e eles viraram um carro de polícia e puseram fogo, hahaha.

    E vão subir sim, só espero que não repitam o Sankti Pauli esse ano e caiam de volta logo de cara.

  • 30. Mandioca  |  04/05/2011 às 10:24

    #eu mesmo

    Reli a sentença e ele não diz punk rock do AC/DC. Falha nossa.

    Desculpa jornalistada!

  • 31. Frank  |  04/05/2011 às 10:58

    #25

    Certo Rudi… ehheheehhe

  • 32. J Petry  |  04/05/2011 às 14:04

    Já eu prefiro La Católica. Mas a maioria dos times chilenos é mesmo simpática. Uma exceção: Cobreloa.

  • 33. Rudi  |  04/05/2011 às 14:09

    Mandioca (?)

    Não conhecia essa história do Rayo Vallecano, mas assim sendo, é bem-vindo (hífen eterno) ao clube dos eurocentristas possíveis de nominação impedimentística (oi, Gregório)

  • 34. Mandioca  |  04/05/2011 às 14:37

    Conhecem o Club Atletico, Social y Deportivo Ernesto “Che” Guevara, de Jesus María, Córdoba, Argentina?

  • 35. Sancho  |  04/05/2011 às 15:40

    Re 34

    Ele era rugbier, todos sabem. O negócio dele sempre foi meter os pés pelas mãos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: