Do caribe ao prata

29/04/2011 at 23:45 32 comentários

Así se baila

Viemos pelo Mar do Caribe, na barbatana balouçante del Tiburón – aportamos à beira do Guaíba. Na bagagem, o espírito de Valderrama e dois microfones. Que los hijos de Shakira não viriam de tão longe pra simplesmente jogar futebol. Está mais do que retratada na foto acima minha primeira participação na Copa: meias baixas, ergo a Copa que não conquistamos no campo, mas no copo. Godo, o Valderrama tibureño, carrega o MIJO DE SHAKIRA pra não me deixar mentir sozinho. Foram litros de emoção cuja escalada nos levaria ao cume da mendicância que todos sabem ser a sarjeta. E isso já na Primeira Fase! Boicotamos o resto do campeonato chutando penais com desdém. Primeiros eliminados, dois de nossos mais VOCIFEROZES jugadores acomodaram-se na tribuna para transmitir a narração mais mítico-etílica da História, embora de saída já levassem vantagem sobre seus concorrentes profissionais por conhecerem de nome 5% dos atletas. Fino e Paul, pra quem não conhece, nos vocais. Também abrilhantaram aquela inolvidável equipe Bielinski, Vigolo, Choco e Pachalski, o Lenhador de Luvas (onde andará?).

Respeito se leva embaixo do nariz

Aquele 5 de dezembro mudara minha carreira. Deixei a Colômbia e fui atrás de uma paraguaia que galopara sobre meu coração por aqueles dias. Consegui uma ponta no Silvio Pettirossi que, por uma dessas coincidências da vida, só estava aceitando em seus quadros jogadores de honra e fama ilibadas, o que todos sabem ser traduzido fenotipicamente pelo bigode. Assim pilchados, ostentamos e sustentamos a mais pura galhardia de que se tem notícia, na segunda Copa. Era vitória de um a zero ou placar em branco, sem conversa. Saímos, como manda minha sina particular, nos penais, depois de um empate injusto como soem ser os empates, do ponto de vista dos empatados (?). Os invictos convictos volaram com Neni e Beretta na zaga de aço, mais Allan Garcia e Volkart caindo pelas asas, Vini e Maurinho Catalunha fazendo a dianteira. Resguardou nossa CAIXA PRETA o arqueiro Kinho, para-sempre-Gabiru. Nunca mais esquecerei, TOP GUN guarani.

Hincha y relincha*

A terceira Copa também veio a galope. O visionário infante – gênio, que um dia há de reescrever toda esta história com muito mais propriedade – Iuri Mülller, em sua estreia como técnico interino no mundo del fútbol, foi buscar nas suas raízes mais charruas o esquema que ABALARIA as sólidas estruturas da última Copa. Começou a montar o Coraceros Polo Club dentro de casa: num rompante meu-pai-herói chamou Neco Müller, de Santa Maria, para a zaga. Ao lado dele pôs o ginete Nego Fernandes, que largava na frente por ter um cavalo. Adiante, gastou toda sua mesada, digo, economias na contratação de Antenor, que levara a Primeira Copa na bandana, e Bernardo, talvez o goleiro que menos sinta a SOMBRA DE VIZZOTTO, que sobrevoa toda Copa. Pouco sobrou pra contratar Vitor Triska, El Tanque Rudi (que fugira de Brasília com uma Winchester-22 suja de pólvora) e este que vos escreve. Leo “Pegador” Ponso, conhecido por excelente tiro em cancha reta, só veio fechar o time por um desses negócios de ocasião e risco – teria que se reapresentar ao Peñarol na data da final da Copa, mas era muito improvável que chegássemos lá.

Só que haveria azarão nesse turfe. A primeira fase foi toda nossa, a começar por uma estreia encardidíssima contra o Arsenal de Sarandí, favorito nas apostas. Um a zero, como faríamos muitas outras vezes para terminar a Correntina (1ª fase) em primeiro lugar, invictos e sem levarmos um gol sequer. Mais, Bernardo não apenas catou tudo como ainda marcou seu golito, desde sua meta. Não afrouxamos os arreios e assim seguimos até a finalíssima contra os Excursionistas, um amontoado de sotaques com grife (agressão gratuita). Ponso voltava ao Peñarol, chorando por viver na era que ainda é a do capital, e teríamos que arranjar um último fôlego pra GÜENTAR a reta final sem substituições.

O jogo se arrastou como se fosse o último, o dia se espichou como se fosse um sábado, tesoura por tesoura no tapete mágico, e recortatam o ar nossos respiros trôpegos… e um dos jogadores ficou cego – inédito! Aconteceu com Nego Fernandes, nosso zagueiro. Uma bola estourou na quina de sua visão e foi dar lá no zinco da cobertura. Momentos finais de jogo que se interromperam por 5 minutos até acharmos um oftalmo vagando pelas bandas. A volta se foi num piscar, com um arremate meu e defesa louca do Vizzotto. Fim. Zero a zero. Penais. Chuto um no travessão, Bernardo pega um pra gente, Vizzotto pega o consagrador pra eles, batido pelo Nego, ainda com a visão comprometida e a distensão na coxa que acometia todos nós, sobreviventes. Os Exursionistas eram os campeões e nós levávamos pro Uruguai a honra, que não consta em nenhum pacote da CVC.

Um poema de ocasião ganhou a estrada e nos serviu – talvez sempre nos sirva – de farol pelos caminhos que se perdem e que se ganham à vista do horizonte, na cadência da garupa.

CORAZÓN CORACERO

uno-zero y nada más
la hinchada pide el fin
el arquero cerra el Tiempo

uno-zero y nada más

mi corazón coracero relincha,
tropea por quince minutos,
pelea por cada segundo,
latindo como un campeón

pero, ironia del fútbol,
en segundo se queda
zero-zero en la final
ah, mi coracero
si no fuera un penal…

pero los segundos se quedan todos
[una vez más!]

*assim dizia o trapo confeccionado por Rudi

Rômulo Arbo Menna

Anúncios

Entry filed under: ImpedCopa.

Lampejos tricolores Retalhos em vermelho e azul

32 Comentários Add your own

  • 1. Rudi  |  29/04/2011 às 23:50

    PORRA, EU TO CHORANDO DE LER ISSO

    CHEGA LOGO, 5 DE JUNHO

  • 2. Iuri  |  30/04/2011 às 00:01

    PROPONHO UMA SEMANA DE SILÊNCIO NO IMPEDIMENTO. Arbo, inteiramente genial. Fez-me lembrar os esforços telefônicos para convencer Juan Pedro Damiani, presidente do Peñarol, a liberar Leo Ponso para aquela final. Como vimos, sobrou apenas a sua ausência – mas o telefonema serviu para garantir MARTINUCCIO e CARLOS VALDEZ [não era para cartão vermelho, Damião. Vai jogar quieto.] para a próxima ImpedCopa.

  • 3. Gabriel R.  |  30/04/2011 às 00:06

    O gordinho da esquerda agachado parece o RIvarola..

  • 4. Francisco Luz  |  30/04/2011 às 00:21

    Tinha lido o texto antes de tomar uma ceva. Não havia compreendido nada.

    Agora, sim, tudo se entende.

    Dia 5 vou lá só pelos BASTIDORES, impossível jogar atualmente. Mas já mandei meus SUBALTERNOS (hshs) trabalharem naquele domingo.

  • 5. @dberetta  |  30/04/2011 às 00:31

    Que momento belo é aquele chamego do Antenor no Iuri. Quase invejei (queria mesmo era o Léo Ponso).

  • 6. Alexandre N.  |  30/04/2011 às 00:32

    PORRA JUNHO! CHEGA LOGO, CARALHO! Também quero e3xibir toda a minha (falta de) habilidade pelas canchas copeiras da gloriosa Impedcopa.

    Eu tenho que contar que participei de ao menos uma edição aos meus netos… rs

  • 7. beretta  |  30/04/2011 às 00:35

    Só pra constar que aquele @dberetta ali é um FAKE qualquer.

    Deve ser o Prestes.

    Sempre é o Prestes.

    (ns)

  • 8. Rudi  |  30/04/2011 às 00:38

    Não era sempre o Dante? hahaha

  • 9. beretta  |  30/04/2011 às 00:43

    Agora, sendo eu mesmo, só posso dizer que não me resta fazer nada além de ficar CHORANDO BAIXINHO ao ler todas as linhas sobre o Silvio Pettirossi.

    Se fizerem mais posts como esse, não sei se todos resistiremos.

    :~~~~~~~~~~

  • 10. Lucas Cavalheiro  |  30/04/2011 às 01:23

    Já escrevi meu nome na Copa. Agora posso viver em JESUS (de trigo).

    E aquela final em zero foi fueda. Excursionistas MUERTO em campo, levamos para os penales.

  • 11. Eduardo  |  30/04/2011 às 01:42

    Que texto sensacional “seu” Arbo.
    Sorte na copa. Acompanharei pelas transmissoes online. 🙂

  • 12. Bruno Lorenz  |  30/04/2011 às 11:06

    Ainda acordo no meio da madrugada, depois de ter pesadelos com aquele golaço do Arbo que eliminou o Huachipato nas semis.

    Impedcopa forma caráter.

  • 13. Neco Müller  |  30/04/2011 às 14:49

    S E N S A C I O N A L ARBO.

    MINHA JAQUETA CORACERA ESTÁ EMOLDURADA É UM TROFÉU.

  • 14. Gabriel Teixeira  |  30/04/2011 às 15:47

    Foda!

  • 15. Paul  |  30/04/2011 às 16:00

    chorei

  • 16. fino  |  30/04/2011 às 16:05

    mendicancia loca

    vou descer a nonoai dentro de um carrinho de supermercado, puxado pelo pitoco, manolo y banzai, my dogs

  • 17. douglasceconello  |  30/04/2011 às 17:20

    Que lindeza, Arbo. ImpedCopa é um UNIVERSO à parte. Desde que definimos a data já SONHEI umas cinco vezes a respeito.

    E o diabo é que muito provavelmente eu nem vá poder jogar. Se acontecer, terei encerrado minha carreira por cima (ns).

  • 18. Bidese  |  30/04/2011 às 19:07

    Joguei a primeira. Juan Aurich ficou no quase. Minha unica alegria é poder dizer que o penalti que bati, no qual Vizzotto era o goleiro, guardei. Mas no fim, perdemos. Honrado de ter jogado na companhia do Cassol. Damião é um Rocker com grife.

  • 19. Bidese  |  30/04/2011 às 19:29

    Deixo claro que o orgulho pelo penalti acertado se deve ao triunfo frente a um MITO.

  • 20. Vitor Hugo Triska  |  30/04/2011 às 21:07

    A derrota da qual não se pode não se orgulhar.

    HINCHA Y RELINCHA, CORACEROS!

  • 21. Neco Müller  |  30/04/2011 às 22:05

    MARAVILHOSO NADA COMO SER CORACERO, MINHA CAMISA ESTÁ ETERNIZADA. PARABÉNS ARBO.

    VEJAM O douglasceconello

    http://wp.kzuka.com.br/blogtricolor/2011/04/30/respirando-gre-nal/?topo=52,1,1,,179,2

  • 22. Neco Müller  |  30/04/2011 às 22:06

    Os Impedimentista já conhecem, mais vale a pena ler e se emocionar novamente.

  • 23. Vizzotto (Goleiro)  |  01/05/2011 às 16:21

    Arbo, GENIAL e genioso!!!
    Lendo o texto, senti nos dedos as duas defesas MAGISTRALMENTES narradas!!

    Choro e aguardo ansiosamente mais uma edição desse evento que deveria ser obrigatório a todos que pretendem alcançar o patamar de HOMEM!!

  • 24. Cícero  |  01/05/2011 às 18:34

    Carlos Alberto pode ter a Chamions League (Demonhão) o Mundial tatuado nas costas, mas ele foi expulso dessas banda por se achar grande demais, nãoter ganho e nem tatuado la IMPEDCOPA.

  • 25. Neco Müller  |  01/05/2011 às 20:16

    QUE ZAGA DE MERDA NÃO SE FAZ MAIS ZAGUEIROS COMO ANTIGAMENTE
    NINGUEM DEU UMA CHEGADINHA PRA TIRAR O 9 DELES QUE JÁ TAVA A MEIO PAU E VIRAM AINDA ELE ZOAR NOS PENALTIS

  • 26. Sancho  |  01/05/2011 às 20:43

    A pequenez dos dirigentes da Dupla me assusta. Não vem de hoje, mas não me acostumo…

  • 27. douglasceconello  |  01/05/2011 às 21:05

    #24

    Neco falou tudo. E ainda joga muito mais que o Rodolfo na zaga (muito sério).

  • 28. Gerhardt  |  01/05/2011 às 21:06

    O pós jogo foi inacreditavel mesmo.

    O milagre libertadores cresceu hj. Gremio varzeano, achei q Renato iria começar sua sobrevida hj, mas me enganei.

    Borges é uma ótima moeda de troca, ta na hora de usar. Kbo para ele.

  • 29. Ernesto  |  01/05/2011 às 21:25

    Carlos Alberto foi expulso de uma noite ontem. Da Wish. Hashashsahhas. Ele sendo levado por dois armários. Na hora pensei: “vai negão, agora imita o Kidiabá, imita”. hashsahashash.

    Ps: Filho do bolívar levantou mais taças que o Gremio, em seu período de comparecimento no pódio. hashsahsahsahash

  • 30. Godo  |  02/05/2011 às 15:46

    “os Excursionistas, um amontoado de sotaques com grife”

    (uma semana rindo sozinho)

  • 31. Paul  |  10/05/2011 às 12:59

    Choro todos os dias.

  • 32. Paul  |  12/05/2011 às 00:32

    Ceará campeão cearense e campeão carioca 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • RT @p14nt40: Com esse resultado, Inter com chances de terminar a rodada no G4. Seria apenas a 5ª rodada em 17. Na série B, importa estar al… 2 hours ago
  • RT @fsmcruz: @impedimento No caso do Vitória acho que isso não basta. Vai ter que misturar com caco de vidro, soda caustica e ácido muriáti… 3 hours ago
  • Vocês aí discutindo tática e o que está resolvendo as crises de Inter e São Paulo é claramente o SAL GROSSO. 3 hours ago
  • A defesa do arqueiro do Oeste foi tão gigantesca que poderia ser vista até no Leste. perdão 3 hours ago
  • Deve doer para alguém de Itápolis que torcia pro clube local ver esse OESTE FC BARUERI na camisa de um time quase centenário que SE MUDOU. 3 hours ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: