A família que ergueu o León

04/03/2011 at 15:06 5 comentários


Diz que quando a família Picón, dona de múltiplos negócios no Peru, assumiu o comando do León de Huánuco em 2008, tudo que encontrou foi um livro de atas e nenhum jogador de futebol. Em dois anos, Lucho Picón e seus parentes colocaram o León na primeira divisão, foram vice-campeões nacionais e levaram o time Huánuco à primeira Libertadores de sua história iniciada em junho de 1946.

“Desde a fundação, o León nunca havia chegado a onde estamos chegando agora”, resumiu ontem à noite o gerente esportivo do clube, Carlos Loncharich, na ala destinada aos adversários do Grêmio no Olímpico. Foi possivelmente a viagem mais longa que o León fez para jogar uma partida, a primeira em competições internacionais fora de seu país.

Franco Navarro: "Sou contra o monopólio da ImpedCorp"

Nenhum jornalista huanuqueño se prestou a vir de lá acompanhar o León. O técnico Franco Navarro não quis dar entrevistas, principalmente depois que foi informado que havia apenas duas rádios e uma “portal” (tive que promover o Impedimento) o esperando na sala de conferências vazia.

Coube a Loncharich contar, como uma conquista histórica, o fato de o clube ter conseguido montar um time de reservas e uma categoria sub-20. Depois que o León foi encampado pela família Picón, conseguiu o acesso à primeira divisão em 2009 e o vice-campeonato nacional no ano passado. Uma escalada impressionante se pensarmos nas condições em que os Picón encontraram o clube. “Somente recebemos um livro de atas. Ninguém queria assumir o clube. Não havia nada”, disse o dirigente.

“Temos muitas dificuldades, mas estamos fazendo um esforço para manter o clube. Os torcedores têm apoiado muito. Nosso presidente tem muito claro que temos que ir avançando de menos a mais, mas sabemos que isso leva tempo”, prosseguiu Loncharich, ele próprio um integrante da família cujo patriarca é o controverso Luís Picón Quedo.

É a chamada faca de dois legumes. Todo clube que vira empresa ou é ‘alugado’ por empresários perde um pouco de sua identidade. Por outro lado, para citar um exemplo, ninguém de nós saberia o que era Rubio Ñu se Carlos Gamarra não tivesse depositado suas economias no clube paraguaio.

E quando o dono do clube não é, exatamente, uma flor que se cheire?

Lucho Picón é o atual governador do departamento de Huánuco e um grande empresário da região conhecido por não exatamente pela lisura com que conduz seus negócios e articulações políticas. Escrever “Luís Picón” no Google te dá algumas dezenas de notícias que mencionam seu envolvimento com casos de corrupção e até crimes. Numa delas, publicada durante as eleições do ano passado, ele nega o envolvimento de sua campanha com o narcotráfico.

Pra gente ver como é o futebol.

Venceremos,
Daniel Cassol

 

Anúncios

Entry filed under: Libertadores.

Um león por dia Só isso me basta

5 Comentários Add your own

  • 1. Rudi  |  04/03/2011 às 15:09

    Assina o texto, Cassol

  • 2. Anônimo  |  04/03/2011 às 15:57

    Bando de picón

  • 3. Álisson  |  04/03/2011 às 15:58

    Cassol voltou em grande forma.

    Impossível deixar de lado os trocadilhos com o Picón.

  • 4. Alexandre de Santi  |  04/03/2011 às 17:00

    Cassol é grande repórter.

    Anotem o nome desse garoto.

    (ns)

  • 5. Anônimo  |  04/03/2011 às 23:58

    tenho dito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • Porque não chegaria à Libertadores. 6 hours ago
  • Fim também para o improvável Paraná 3x2 Atlético-MG, um grande jogo que vocês não previram. 6 hours ago
  • Bahia soma a taça de 2017 às de 2001 e 2002. Como em 01, ganha contra o Sport. Fez um baita jogo hoje, podia golear, mas Magrão foi enorme. 6 hours ago
  • ACABOU. O BAHIA É CAMPEAO DO NORDESTE PELA TERCEIRA VEZ. 6 hours ago
  • Juizão distribuindo cartões vermelhos pro banco do Sport. 6 hours ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: