A obra de uma mente atormentada

17/02/2011 at 02:09 144 comentários

Exilado em uma casa com três quartos e varanda na beira do rio, está Celso Roth, tentando escrever o grande romance americano do futebol mundial, tentando definir em uma poucas páginas o longo caminho do esporte que, obviamente, deve ter nele o grande APOGEU, pretendendo definir tudo o que a atividade representa na vida de todos os mortais. Mas há  quinze anos Sexy Hot teve um bloqueio criativo, seus personagens empacaram e impediram que a história evoluísse. Agora, é sua intenção que o protagonista acalme os ânimos, volte para marcar e comemore o ponto conquistado fora de casa. Que seja um homem castrado, enfim.

O escritor Celso Roth passou uma breve temporada em Guayaquil, mas os ânimos tropicais apenas trataram de tornar mais ferrenhas suas ideias sobre o processo criativo no futebol. Nosso  gênio literário procura apenas esconder-se dos críticos, encalacrar-se em sua CHOUPANA, escalando uma time que, independentemente do adversário – Mazembe, Veranópolis ou Emelec – atua para se defender. Por isso escala uma equipe com três volantes – Bollati, Wilson Mathias e Guiñazu. E tem gente que afirma, sem vergonha, vermelhidão ou drogas, que o problema é GUIÑAZU.

O elenco de Rothomero tratou de se defender com a agilidade de um cavalo cansado, e prova disso é que o goleiro Lauro, nossa última opção em luvas, consagrou-se como um dos destaques da partida, pois foi atormentado a todo momento. O fato de Leandro Frei Damião, apesar da ausência de gols, também ter empunhado o manto do heroismo, a ponto de quase se transformar em MÁRTIR da grande área, também é significativo. Era um atacante perdido no amanhecer da cidade grande contra uma tropa de zumbis. E muitas vezes ele superou-se, adiantou-se a até DRIBLOU, faltando-lhe apenas a chave de ouro para a alegria triunfante.

As histórias de Sexy Joyce Hot são forjadas na temeridade, e por isso durante o segundo tempo inteiro ele tratou de se defender como se lutasse numa revolução, como se sua cabeça estivesse a prêmio. Roth, nosso pequeno reacionário, assim a guilhotina te pega. Assistindo ao ânimo elétrico dos equatorianos, demorou seis séculos para sacar Zé Robernight e colocar Cavenaghi e tentar puxar Damião da terra dos mortos.


Retrato do artista quando jovem cão

Após a entrada do atacante, poucos minutos transcorreram até que aquele jove IMIGRANTE, certamente adaptando-se no Rio Grande do Sul através da polenta e do galeto ao primo canto, que tão pouco aparecera na partida, – nem para o bem nem para o mal – e talvez isso seja um bom prenúncio, colocasse aquela testa reluzente na bola e fizesse tremer as redes do George Capwell. Uma estreia de gala, pensávamos nós, leitores de Sex Philip Roth.

Mas que nada. Ainda viveríamos a grande REVERSÃO. Nosso estimado REDATOR, louco em sua rotina caseira, tratou logo de tirar o volante artilheiro para colocar o tal de Rodrigo, arrancado do Olímpico porque jogava a mãe e o diabo nas paredes, agora no Beira-Rio, fazendo sabe-se lá que demônios, com exus e facas e ninfas voando pelos ares, e o enfiou na zaga.

Tanto nos apequenamos, tivemos humildade, esgarçamos as pernas em plena madrugada, com aquele desejo de VIOLAÇÃO, que o final da história reverteu todas as expectativas. Não importa que o ANTAGONISTA, coitado, mal soubesse o que fazer com a bola durante quase 90 minutos. Ele sabia que aos 49 era preciso arremetê-la para a área.

E, então, perdido nos desvios de sua mente insegura, nosso jovem e imberbe escritor apenas colocou as mãos na cabeça e observou as folhas que continham suas parcas ideias rolarem em direção ao mar.

A primeira foto é da AP.

Saudações,
Douglas Ceconello.

Anúncios

Entry filed under: Libertadores.

Especial Libertadores – Grupo 8 Especial Libertadores – Grupo 2

144 Comentários Add your own

  • 1. outras cousas  |  17/02/2011 às 02:19

    colocar o kopenhague no meio….longe da area. colocar um terceiro zagueiro logo apos o gol.

  • 2. mateus  |  17/02/2011 às 02:22

    jesus

    cristo

    nem

    sei

    por

    onde

    comecar

  • 3. marcelo benvenutti  |  17/02/2011 às 02:30

    Tô aqui, quarta pra quinta, 3 e 30 da manhã, bêbado, puto da cara desde os 2 minutos de jogo, desde o jogo do Juventude que vi no estádio, 3×1 pra nós, mas vergonhoso, desde o nascimento de Jesus na manjedoura, desde a morte de Tutankamón, desde o osso voando na frente do monolito, desde sempre, esperando por algum texto liberado para que eu publique minha repulsa obtusa e infinita à existência deste ser nefasto chamado Celso Roth. Este cavalo da idiossincracia, este quadrupede da falta de critérios, este consumidor de almas, predador e alien de meus sonhos de futebol jogado, é o aniquilador de minha paz mental.

    Não tem como não resistir e partir para a ignorância e para o desespero da violência contra objetos que porventura estejam próximos quanto presenciamos via satélite tamanho descabimento e covardia em um mesmo corpo.

    Roth, este lindo ser que foi expulso de Nárnia e habita nos meios esportivos, ama volantes. Ele faz com que um favorito que deveria ter goleado o fraco time do Emelec recuar a tal ponto de o adversário acreditar poder vencer, apesar de seus péssimos atacantes. Num ato de “coragem” ele tira um meia e coloca um atacante, ai dele tirar um volante, e, oh, em poucos minutos parecemos um time de futebol e abrimos o placar.

    Mas, terror dos mares, Roth não pode deixar que a felicidade escape entre nossos olhos. Retira um volante e coloca um zagueiro. Tite sorri envergonhado em sua casa. Que homem! Que homem! Somos amassados como alpargata de gordo. De tanto espremner, a merda saiu. Aos 49 do segundo tempo. Luigi e Siegmann, o ratinho do Henfil, debocham de nós nas entrevistas. Roth, o fanfarrão, pede pra sair e ninguém lhe dá um pé na bunda.

    Até quando?

    Só nos resta arranjar uma praça Tahir para encher a cara e chorar nossas mágoas. Celso Roth é a morte em vida.

  • 4. marcelo benvenutti  |  17/02/2011 às 03:13

    Me senti envergonhado por tanta covardia. Não tenho sangue pra isso. A covardia é algo que mata o homem. Me lembrei do porquê de venderem cerveja no estádio. Celso Roth sóbrio nem que me paguem dá pra aguentar. Esta pessoa ofende a existência humana. É um caso de serial killer de esperanças. Ser colorado com Roth na casamata é mais que um exercício da virtude. é um exercício de purificação nirvânica. Entoarei o mantra #foraroth até que não sinta mais ódio ou rancor. Apenas o torpor de uma existência inaudita. Ou algo parecido com o consumo de um barril de 5 litros de chope da Heineken.

  • 5. Yoda  |  17/02/2011 às 04:18

    Heinhô, cade o GLAYDSON? Nao deveria ter sido ele a opcao de subst?

  • 6. Lucas Cavalheiro  |  17/02/2011 às 07:24

    Algumas observações menos corneteiras:

    – Temos um 9. Não guardou, mas tá no caminho o guri.

    – Bollati é um volante inteligente. Não sai a dar carrinhos enlouquecidamente. Espera a hora do bote e vai certeiro.

    – Zé Boteco não estava em boa jornada. Perdeu 2, só ele e o goleiro.

    – Tomar gol aos 49 mata o cara. Mas, ok: estreia, time nervoso. Não dá pra fazer terra arrasada.

  • 7. Ismael  |  17/02/2011 às 07:28

    Absurdo!

    ABSURDO!!!

    Quando anunciaram a escalação eu não acreditei!!! Temos o mesmo problema escancarado desde o ano passado – Frei Damião morrendo à mingua – e o IMBECIL me escala o time com TRÊS VOLANTES, num ridículo 4-3-2-1. Jogamos um primeiro tempo absolutamente RIDÍCULO, dependendo dos cruzmentos do Kleber.

    Agora, quando ele tirou o Bollati pra colocar mais um ZAGUEIRO (nada contra o Rodrigo, ainda acho que ele será titular com o Bolívar, ao natural) foi a volta do chama-derrota!!! Impossível passar incólume. Ali eu vi a desgraça e me arrependi amargamente de ficar até a meia-noite assistindo aquela ‘pelada’. O gol foi tragédia anunciada, questão de tempo!

    O que me deixa PUTO é que ninguém (direção) faz nada… fosse aquele jogo que teu time domina, amassa, cria um caminhão de chances que batem na trave, no zagueiro, nas costas do goleiro, faz 1 x 0 e toma um gol fortuito no final, blz… mas NÃO FOI o que aconteceu! E esse DEBOCHADO do Roth vem me dizer que o Emelec teve MUITA SORTE!

    Ah, vai carpi!!!

    #foraroth

  • 8. Ismael  |  17/02/2011 às 07:29

    E o Zé Roberto se arrastou em campo… achei que ele fosse o substituto do Taison… daonde??? Ontem tava mais lento que o Andrezinho!

  • 9. Ismael  |  17/02/2011 às 07:31

    Lucas, não é corneta… é tu olhar e ver que o teu time é MUITO MELHOR com a bola no pé que o adversário, e o teu treinador autosabotando o time.

    Começou com o esquema errado, acertou o time e CINCO minutos depois aplicou o chama-derrota!

    Chamar de burro é ofender o animal…

  • 10. Gabriel Severo  |  17/02/2011 às 07:57

    Parei de ler em “predador e alien dos meus sonhos”. Os comentários tão fantásticos. Ontem tava limpando os espetos da carne que eu e o velho assamos, tranqüilo como os que não temem Celso Roth na casamata, quando tomamos o gol que veio coroar seu trabalho. Prontamente comecei a atacar a parreira com um espeto, coisa que faria muito mais sentido na época do pastor Tite, enquanto gritava para que ANHANGUERA levasse aquele tranca-rua ainda que para isso tivesse que empalar meu cachorro.

    QUE RAIVA, SENHORES.

  • 11. Marcelo Costa  |  17/02/2011 às 07:58

    Uma otimo blog de esportes e esse aqui:

    http://moringatatico.blogspot.com/

    varios jogos e tudo mais.

  • 12. Atilio  |  17/02/2011 às 08:04

    Sei que falam isso há anos, mas, assim, nos nomes, na qualidade técnica, na experiência dos jogadores, bah, que puta time é o Inter. Foi bom pra vocês o Roth ter se atrapalhado todo ontem (como sempre). Acho que a diretoria vai fazer pressão e, bem a tempo, o time vai estar na ponta dos cascos.

  • 13. Pedro  |  17/02/2011 às 08:04

    Retomando a nada saudosa discussão sobre refugos. Rodrigo é baita refugo. E ainda veio do Grêmio. E Celso Roth segue sendo Celso Roth.

  • 14. Allan Garcia  |  17/02/2011 às 08:08

    Gostei da atuação do time. Dominou as ações do jogo, teve meia-dúzia de chances claras de gol, e no mais foram aquelas falhas de todo o time em início de temporada.

    Lauro é um bom goleiro, mas como o Rubinho, tem a ‘estrela na bunda’ (gracias Hortência). Impressionante. Salvou o time com defesas a la Suda-08, mas dali a pouco me soltou uma bola no meio da área, causando um salseiro desgramado, e no fim me sai naquele voo sem rumo pra sofrer o gol do empate.

    A zaga segue vazando por cima e por baixo, mas também acho que Bolívar e Rodrigo acabarão sendo os donos do colete laranja. Sorondo é um bom reserva.

    Nei foi o de sempre: limpando toda bola que é alçada na área do Inter, mas quando cruza a linha do meio-campo a parte criativa do seu cérebro fica pelo caminho. Não cruza, não faz a ultrapassagem, não vai à linha de fundo, e nunca mais vai acertar um chute como aquele do ano passado.

    Kléber também foi ‘cumpridor’, mas achei que podia ter aproveitado mais os espaços que tinha. E tem um problema: ficam falando tanto dos cruzamentos precisos dele, que toda bola que cai no pé ele levanta pra área. Impressionante. Ontem ele recebeu um passe a 10 metros da grande área, com todo o campo à frente para avançar e sem nenhum marcador por perto, e o que ele fez? Levantou a cabeça, parou a bola e alçou pro Damião. Por que não avançou área adentro?

    O Espetacular não comprometeu, Bolatti apenas estreava, Guiñazu fazendo a do Tinga não foi de todo ruim… Só o Zé Robernight que me pareceu fora de sintonia. Mas também foi sua estreia em Copa, logo vai aprender a parar de se jogar no chão a toda hora.

    Apesar do Roth, podemos ir longe.

  • 15. Tiago Marcon  |  17/02/2011 às 08:16

    nossa revolta é infrutífera, só uns 3 jogos como o de ontem ( e olha lá) tiram o Sexy Hot do Beira Rio.

  • 16. Gabriel Severo  |  17/02/2011 às 08:20

    Roth é CARONTE e nos leva calma e sádicamente em sua barca rumo às mãos de Hades. Inconcebível que este senhor nefasto, um DEMENTADOR (abs, Harry Potter) que se alimenta da nossa felicidade, seja treinador do Internacional. Roth é Mestre Dos Magos, Vingador e UNI em uma só pessoa.

    Nonsense impera.

  • 17. Rafa Rhoads  |  17/02/2011 às 08:21

    O legal é que se no segundo tempo trocassem o nome do Inter por ‘Ituano’ e do Emelec por ‘Barcelona’ ninguém veria diferença.

  • 18. Vinicius  |  17/02/2011 às 08:29

    E aí, o que acharam da maçaroca tática do roth?

    Eu vi outro jogo, disseram que jogamos bem e tal.
    Não vi isso. Vi um time MUITO superior INDIVIDUALMENTE, que em individualidades com Kleber, D´Alessandro e Damião criou chances.

    Fora isso, não houve imposição tática, pressão, bom jogo coletivo.
    Não bastasse, com 36 minutos, faltando 9, tira o Bolatti, coloca um zagueiro 20cm mais baixo, perde o meio, e chama o Emelec para cima. E o Bolatti disse que saiu por opção do “técnico”, que não estava cansado.

    Eu não aguento mais esse cara.

  • 19. emedinapf  |  17/02/2011 às 08:36

    Não entendo o desespero da coloradagi. Empate fora na Liber??? Bom resultado!!! Mesmo sendo o Emelec…
    O ano passado quase perderam em casa para este mesmo time.

  • 20. Gabriel Severo  |  17/02/2011 às 08:36

    E quero mandar um abraço pro cara que comentou esses dias dizendo que o Damião não era muito melhor que o Alecsandro porque sabia se antecipar ao zagueiro. Segundo ele o nome do jogo não era ‘antecipol’. Mas, ora vejam só, o Damião ontem se mostrou melhor no forçol, driblól, técnicol, cabeciol, inteligênciol e qualquer outro fundamentol.

    “18. Rubens | 14/02/2011 às 13:45
    #11, como esse esporte se chama futebol e não antecipol, digo que o ALECSANDRO é bem melhor que o Damião. Para jogar futebol, um jogador precisa saber jogar futebol, dominar os fundamentos, como chutar tanto de canhota quanto de direita. E quando o Alecsandro fez três gols, não foi no Pelotas, em uma tarde modorrenta do Gauchão, mas contra o Santos, na Vila Belmiro, em pleno campeonato brasileiro. Não acredito que o Gauchão continue iludindo, é só lembrar o Taison.

    Só pra dar os créditos. Fui procurar. Vou trabalhar um pouco agora.

  • 21. Bruno Lorenz  |  17/02/2011 às 08:37

    Os clubes precisam colocar seus MELÕES pra funcionar: ao contratar mestre Roth, já é preciso fechar um PACOTE com algum outro treinador, numa vibe pensão alimentícia.

    Aí o time tá mal, chega o Hot e coloca nos trilhos como sempre faz. Quatro, cinco meses depois, na primeira rotheada que acaba em derrota, chuta-o e chama o treinador pré-contratado, que mantenha o esquema antes da auto-sabotagem.

    Sério. Me ouçam. Já fui campeão três vezes de Football Manager.

  • 22. Rafa Rhoads  |  17/02/2011 às 08:39

    Piadas à parte. Eu não teria problema nenhum com o Celsão se depois de um jogo como esse o cara pegasse o Marquinhos e deixasse o cara A SEMANA INTEIRA treinando aquela saída bizarra do gol que ele dá de vez em quando.

    Não teria problema nenhum se ele colocasse o Damião treinando finalização, pra chutar a gol por três dias seguidos vindo de todos os cantos.

    E também não tenho problema nenhum com três volantes. Só colocar os caras pra marcar a saíde de bola lá em cima, não esperar eles chegarem na intermediária para marcar. Roth é um trabalhador incansável, como dizem muitos, mas ele tem se complicado muito. Coloca todo mundo pra jogar junto sem se preocupar se nego sabe dar um passe direito.

    E aí porque ele sabe que o time, por algum motivo inexcplicável pra ele, fica perdendo a bola cada vez que tenta passar, ele taca 432 volantes pra protejer a zaga pesada.

  • 23. Bruno Lorenz  |  17/02/2011 às 08:42

    Ah, e pro alívio tricolor, no primeiro jogo da Liber, nenhum lateral colorado fez gol de fora da área.

  • 24. Colorado  |  17/02/2011 às 08:45

    Quando o Cave começar a empilhar um gol atrás do outro, vou passar a chamá-lo de CAVERÃO!!!

  • 25. vicente  |  17/02/2011 às 08:48

    1] esse negócio de que o zé roberto faz a do taison é mito [aliás, como toda opinião do saraiva]. ele não é rápido, não é vertical e não é goleador. é jogador de toque e de tabela, não de finalização [deve ter menos gols na carreira que o próprio Taison, que tem só uns dez anos a menos].

    2] ontem, o inter tava mais pra 3-6-1 do que pra 4-2-3-1. o mathias foi terceiro zagueiro [do tipo que o wianey gosta, que fecha no meio quando o time tem a bola]. O Guiña não foi meia nem em sonho e os dois laterais avançavam simultaneamente.

    3] mathias e bolatti vão jogar juntos.

    4] verdades do futebol: goleiro não pode ser azarado e treinador não pode ser cagão.

  • 26. Pedro  |  17/02/2011 às 08:48

    # 16

    Gabriel, segundo a boca pequena, pelo menos o Vingador e o Mestre dos Magos são, de fato, a mesma pessoa. Mas isso é intriga da oposição. Li o úlitmo episódio da saga. A verdade bombástica: Mestre dos Magos é nada mais nada menos que o pai do Vingador.

  • 27. Volkart  |  17/02/2011 às 08:56

    Quem tem Roth tem medo. Passa um Dreher, por favor…

  • 28. vicente  |  17/02/2011 às 09:03

    5] o time terminou o jogo muito cansado. jogar domingo com os titulares foi um erro.

    6] me pergunto pq o roth reclama tanto de falta de tempo pra treinar se ele treina um time e escala outro.

  • 29. Ismael  |  17/02/2011 às 09:03

    #14

    Individualmente o time me pareceu bem, à exceção do Zé… não achei o time nervoso, Damião tava muito bem, D’Ale chamando a responsa como sempre… gostei da visão de jogo do Cavenaghi, deu 2 ou 3 passes que me lembraram o Fernandão (vejam bem, to falando dos passes, não to comparando jogador).

    É isso que me irrita! Individualmente o time é bom (muito melhor que o Emelec), basta não inventar!

    ______________

    #25

    Vicente, fiquei com a impressão de 4-3-2-1, porque sem a bola, os laterais fechavam nas ‘esquinas’ da grande área. Com a bola sim, 3-6-1 e laterais (ou alas, franciel?) apoiando loucamente. Agora, Mathias e Bollati juntos não me agrada! Vão tirar o Guina? Vão com 3 volantes ad infinitum?

  • 30. GR  |  17/02/2011 às 09:05

    É de fuder ver aquela substituição… Assim como o 18 eu tb vi outro jogo, e então tu começa a achar que o Lauro ta jogando muito, até que… bom, daí fudeu de vez…

    Senhores, como é possível que depois de tantas aberrações em escalações bisonhas, em esquemas táticos (???) e em pronunciamentos como os de ontem pós-jogo, como que o BIGODE ERÓTICO continua a frente do Internacional??? Me expliquem antes que eu arranque meus ovos com uma colher para diminuir o sofrimento de ver esse cara comanandando (???) o Inter…

    E, 19, se fuder!!! Empatar fora na liber é ótimo, se tu ta jogando com um a menos, fora, tomando um calor desgraçado do outro time, e conseguindo segurar um empate cagado ou encontrando um GOL DO ALÉM. Jogar contra o emeleca e achar que empatar com eles é boa coisa… Vê se pode… É que nem achar que o Tomila é grandes merda só porque tirou o CUrintians… Desses times COCÔ tem que meter um saco sempre, dentro, fora, não importa!!!

    “Ah, mas não tem mais bobo no futebol”… Não tem o caralho!!! Bobo sou eu de ver o SEXY HOT fazendo merda atrás de merda (vide as mais recentes, como Mazembe, Gaymio e VEC) e eu ainda vou no estádio…

    Só com aquela Skol bem gelada de ontem pra aguentar o tranco e não sair quebrando tudo.

  • 31. Lucas Cavalheiro  |  17/02/2011 às 09:07

    #14

    to de acordo. Para 4o jogo da temporada, me parece promissor. Considerando que houve várias estreias ainda, acho que emplaca.

    Plantel tem. Espero que o Sr Roth pare de inventar.

  • 32. arbo  |  17/02/2011 às 09:07

    damião jogou muito.

  • 33. LF  |  17/02/2011 às 09:08

    morreu sérgio jockymann.

    apesar de reaça e paga-pau do regime, um dos melhores cronistas do seu tempo.

  • 34. vicente  |  17/02/2011 às 09:11

    #29: 3-6-1 com os alas “lateralizados”. tb conhecido como RETRANCÃO HORRÍVEL.

    Até poderia ser Mathias/Bollati, mas daí tem que ser os dois de volante e o Guiña sobraria. Mas vai ser Mathias, Bollati E Guiña até o fim.

  • 35. LF  |  17/02/2011 às 09:13

    douglas, obrigado. Não vi o jogo e entendi tudo.

  • 36. Luciano  |  17/02/2011 às 09:26

    Tudo ia bem…

    http://www.videolog.tv/video.php?id=151212

    …até o espírito andarilho de PEDRO JÚNIOR encarnar o equatoriano!

  • 37. Carlos  |  17/02/2011 às 09:33

    #33
    Bah, gostava dele. Lembro daquele jornal q ele editava lá pelos anos 80…era bem bom.

    Tb achei q o Damião jogou muito. E acho q alguns jogadores do inter são superestimados. Mas era pra ter ganho desse Emelec com um pé nas costas. O inter tem time pra ser campeão, sem dúvida. Graças a deus não tem parada da copa, pode ser q o Roth fique até a desgraçeira final.

    E texto do Ceconello na “derrota” SEMPRE É SENSACIONAL. Esse bateu o recorde.

  • 38. Flávio  |  17/02/2011 às 09:36

    R33
    E colorado! Só não entendi o reaça… E apoador do regime (militar?)… Lembro dele como (anti)candidato a prefeito em 88… E como deputado estadual (meio folclórico) do PDT…

  • 39. Prestes  |  17/02/2011 às 09:41

    O Inter não foi tão retranqueiro assim. Atacou bastante e o Damião foi MUNICIADO várias vezes.

    Agora, depois do gol, o Roth armou o famoso chama-derrota. Quando tu tira um volante e bota um zagueiro, tu desiste de ganhar território e pede pro jogo se concentrar na tua área.

  • 40. marlon  |  17/02/2011 às 09:47

    Sexy Tim Roth (a.k.a TIMMY) chamando a CURRADA mais que loira de mini-saia no Paquistão (ns). Porra, nos últimos 10 minutos era balão à riviria, parecia que tavam jogando no SESC.
    Bolatti ainda vai jogar muito. Wilson Mathias não dá; como perde bola esse hijopu, por dios. Ontem deu pra ter uma ideia do que pode ser a dupla Cabezón & Cavenaghi – mas falta um chutador de fora da área (Alex, como te echamos de menos, cabrón) y, bueno, OTRO TREINADOR.

  • 41. marlon  |  17/02/2011 às 09:49

    E outra: tô com PAÚRA do Escudero. Esse sim acho que vai se revelar uma excelente contratação.

  • 42. Felipe (o catarina)  |  17/02/2011 às 10:00

    Celso Roth com um boné do JUVENTUS DE JARAGUÁ DO SUL!!!!

    Sensacional. Nem sabia que ele tinha treinado o único Moleque Travesso do mundo que nunca fez molequagem nenhuma (é um eterno saco-de-pancadas).

  • 43. Schmidt  |  17/02/2011 às 10:02

    Faltavam dois dias para o natal de 1979, e eu estava entrando num maravilhoso estádio poucos meses mais velho que eu, agarrado à mão de um homem que, naquele dia, ganharia seu segundo presente de natal antecipado. O primeiro ele já tinha recebido somente três dias antes (naquela época jogadores de futebol conseguiam trabalhar mais de uma vez por semana). Nas conversas daqueles últimos três dias, vários cunhados, tios e outros gremistas troçavam a respeito de possibilidades de derrota. Já sentado esperando o jogo começar, perguntei a meu pai: E se perdermos? Por quanto podemos perder? Nunca vou me esquecer da cara daquele querido Colorado bêbado que foi meu velho fez, nem da resposta: SEU ÊNIO NÃO É HOMEM QUE SE MICHA. VAMOS GANHAR DE NOVO.
    Eu estava lá, eu vi. E desta boca que gritou GOL para o Falcão, não vai mais sair comentário nenhum contra essa criatura ridícula chamada Celso Roth, nem contra o homem que o mantém no Beira-Rio. Essa gente não merece mais nem o meu desprezo.

  • 44. MARCELO BENVENUTTI  |  17/02/2011 às 10:07

    Sérgio Jockymann era um ótimo cronista, lia ele quando aprendi a ler, e foi criador do Colorado Delirante. Escreveu novelas pra Globo e quando a Globo começou a querer coordenar as novelas de acordo com o público, ele se revoltou en ão quis mais escrever. Queria entregar a novela fechada. Não vejo ele por esse lado “reaça”. Tá cheio de gente que era contra a ditadura e hoje tá lá reacionando no Governo. Os liberais quando assumem viram conservadores.

  • 45. Bender  |  17/02/2011 às 10:09

    Só eu que vi que o Sexy Hot só fez duas substituições com o time levando sufoco no final por culpa dele mesmo???
    Ótimo texto!

  • 46. MARCELO BENVENUTTI  |  17/02/2011 às 10:13

    Qualquer argumento a favor do Roth é patético e indefensável. Eu sou colorado e gosto de futebol. O Celso Roth gosta de qualquer coisa, menos de futebol. Ninguém aguenta mais as mesmas desculpas, os mesmos erros, tudo o mesmo. Eu sugiro abandonar o estádio e deixar o Celso Roth e as moscas avoando em torno da merda que elas adoram.

  • 47. Felipe (o catarina)  |  17/02/2011 às 10:16

    Telmo Zanini no Sportv justificando o flamenguismo dos alagoanos porque, segundo ele, existe uma identificação pelo fato de o CRB “também ser RUBRO-NEGRO”. E aí, Thalles? Dizer o quê?

  • 48. Lucas Cavalheiro  |  17/02/2011 às 10:17

    “mas falta um chutador de fora da área”

    Digo isso faz 6 meses. Falta um RESOLVEDOR DE JOGOS (leia-se Alex)

  • 49. Santi  |  17/02/2011 às 10:20

    O dia que o Pulitzer tiver uma categoria MELHOR CAIXA DE COMENTÁRIOS, o Impedimento leva.

  • 50. arbo  |  17/02/2011 às 10:23

    #47 ahauhauhauhahuhea
    e o silas, felipe? e o silas…

  • 51. Vitor Hugo  |  17/02/2011 às 10:24

    Era tão fácil botar o Andrezinho no lugar do Tinga. Mas, não. Pro Roth qualquer substituição justifica a entrada e um volante.

  • 52. Eduardo  |  17/02/2011 às 10:25

    cadê aquele #ficaCelsoRoth? hehe
    sério, esse sujeito é o cara mais odiado por TODAS as torcidas e talvez MAIS AMADO por todos os dirigentes…

    que sina!!!!

  • 53. Carlos  |  17/02/2011 às 10:28

    #47
    Esse Telmo Zanini é o cara mais patético.

    Mauricio Saraiva para melhor comentarista interplanetário de todos os tempos!

  • 54. Bidese  |  17/02/2011 às 10:33

    Esse zagueiro rodrigo é baixo, com idade avançada. Há zagueiros melhores no time b. Para os dois lados da zaga, inclusive. Rodrigo Moledo e Dalton (Juan, Romário) seria uma zaga muito melhor. Com menos bagagem, mas a experiência dos demais compensaria.

    E o time foi completamente inoperante. Vinicius no #18 deu a morta. Só na individualidade. Nosso treinador perdeu o encanto da libertadores passada. Ou abandona suas convicções estapafúrdias, ou entao não iremos longe. Se chegarmos nas oitavas já é lucro

  • 55. Lucas Cavalheiro  |  17/02/2011 às 10:35

    Só eu achei que o Sorondo foi bem?

    Bolivar e Sorondo tem zaga com cara de libertadores.

  • 56. Bidese  |  17/02/2011 às 10:37

    Velho macio Garcia, da rádio bandeirantes, dizendo que Damião é um centroavante que faz gol em gauchão, não em libertadores. Sendo que quando ele cabeceia pro chão, o goleiro faz defesa a la Gordon banks, e na outra ele dá a cavadinha (sem querer, é verdade) e o zagueiro salva em cima da linha. Impossível criticar.

  • 57. Eduardo  |  17/02/2011 às 10:37

    aliás, ninguém fala da surra do cruzeiro…
    fiquei com PENA do estudiantes… time parecia travado em campo. lamento a “inguinorância” mas, alguém que acompanha um pouco mais pode me dizer se o time do Estudiantes também está em início de temporada?

  • 58. vicente  |  17/02/2011 às 10:43

    #55.
    tb achei. e, no jogo contra o estudiantes na última libertadores, no beira, a dupla funcionou muito bem.

    mas todos os zagueiros do Inter são lentos.

    se os zagueiros são lentos, não dá pra pressionar no campo de ataque [a zaga adianta a linha pra manter a compactação e os zagueiros tem que apostar corrida com os atacantes; domingo, contra o pelotas, foi um ótimo exemplo] e tu precisa de um volante que fique [pra dar o 1º combate; aliás, o Sorondo tem que ser proibido, em qualquer hipótese, de dar o 1º combate: ele é péssimo nisso].

    só a primeira parte já joga por terra todas as teses de todos os comentaristas esportivos da RBS [invariavelmente, tarados por pressão no campo de ataque].

  • 59. Felipe (o catarina)  |  17/02/2011 às 10:44

    #50

    pois então, Arbo, o homem voltou. Depois de ser xingado, execrado, humilhado naquele jogo da Copa do BR aqui na Ressacada (foram 90 minutos de xingamentos. Nunca tinha visto daquilo), tá de volta. E, como torcedor é o ser mais fiadaputa que existe, vai ser aplaudido na primeira vitória, garanto.

    Detalhe que o Avaí trouxe também de volta quatro jogadores do time de 2008-2009 (Cássio, Marquinhos, Evando e William) e tá falando em repatriar o Muriqui. Novo Hamburgo, te cuida, que daqui a pouco é o Martini que eles vão querer buscar.

    ah, e eu não acho o Silas fantástico, mas melhor que Vágner Benazzi ele é. Benazzi conseguia entrar em campo com 3 cabe’ças-de-área jogando em casa contra o Imbituba (!!!). E ainda perdeu por 1 a 0.

  • 60. Fernando Coelho  |  17/02/2011 às 10:54

    Da selecao sub-20, Juan (bom zagueiro apesar da expulsao no jogo contra a Argentina) e Oscar (meio campista classico com visao de jogo) poderiam resolver dois problemas do time: zaga lenta e falta de articulacao suficiente no meio. Porem se deparam com um tecnico que raramente da chance a quem tem menos de 10 anos de estrada. Eu se fosse eles torcia para ser vendido a algum time do Cazaquistao para nao acabar no ostracismo. Nao gostei de 3 volantes, mas fazer o que nas circunstancias? Andrezinho nunca convenceu e esta’ para ser vendido. Quem mais poderia entrar a nao ser o Wilson Mathias? Ontem acho que o Oscar nao estava disponivel.

  • 61. André  |  17/02/2011 às 11:00

    Aí Roth, tu vai treinar o Inter B contra o Cruzeiro, né?

  • 62. Lucas Cavalheiro  |  17/02/2011 às 11:02

    #58

    Ontem o MESTRE Saraiva proferiu:

    “Quanto mais a frente se marca, mais longe se está do seu próprio gol”

    Comecei a me rir sozinho.

    Outra coisa SENSACIONAL de ontem: Guiñazu é o maior cavador de faltas da história do futebol mundial.

  • 63. Álisson  |  17/02/2011 às 11:14

    Como pode um ser tão burro, tão imbecil, que erra erra e não aprende PORRA nenhuma? Além de tudo ainda é todo cheio de si, como se fosse dono da verdade.
    Será que não tem um puto da diretoria que veja isso e diga que esse cara não serve?
    Vão esperar perder a liber pra se mexer? O problema dessa trupe que dirige o Inter é que eles se apegam no compromisso, no relacionamento pessoal e acabam mantendo no time e na casamata uns caras que não têm a mínima condição. Palavra é uma coisa muito bonita, mas todo técnico de futebol sabe que no seu mercado isso não existe. O que existe é resultado e isso o Roth não mostra há 7 meses.
    Se no meu trabalho eu fico 7 meses coçando as penca sem dar resultado eu sou demitido.

  • 64. Norteña  |  17/02/2011 às 11:18

    Fica Celso Roth!!!!

  • 65. Alexsander  |  17/02/2011 às 11:25

    Dizer que Celso Roth tem cérebro de ameba é uma ofensa às amebas.

  • 66. Wilson Farina  |  17/02/2011 às 11:27

    Pelo menos esse joguinho irritante rende, bom texto e ótimos comentarios. “Roth retira um volante e coloca um zagueiro. Tite sorri envergonhado em sua casa.” do #3, e “Me lembrei do porquê de venderem cerveja no estádio” do .#4 tão hilários.

    De resto, acho q falaram aí. Damião, Dalessandro e Bolatti foram bem, mas o resto foram os mesmos erros de sempre. E o pior é isso, os mesmos erros repetidos, por meses, e o Roth nunca assume nada, só joga a culpa pros outros, e por isso q nunca evoluiu, nunca passou dessa meia-boca eterna.

    Pior q nem fizemos os 3 pontos, e nem tomamos um sacode pros caras serem obrigados a mandarem o Roth embora.

  • 67. MARCELO BENVENUTTI  |  17/02/2011 às 11:34

    A desgraça sempre rende melhores textos que a glória.

  • 69. Bidese  |  17/02/2011 às 11:47

    Na mazembada ele foi culpado. Primeiro por ter escalado aquele goleiro, depois pelas substituições absurdas. É um cara que não tem cojones, como o Loco abreu faz quando guarda o gol. Nao é destemido. No mundial, tomamos um gol e ele ficou com essa mesa cara de paspalho, apavorado, passando nervosismo ao time. Sem contar as substituições esdruxulas, colocando o Oscar na fogueira, sacando o Sobis, o time jogando só no balão pra área.

  • 70. Ismael  |  17/02/2011 às 12:01

    Segue outro

    https://impedimento.wordpress.com/2008/09/18/roth-cruzara-o-rubicao/

  • 71. MARCELO BENVENUTTI  |  17/02/2011 às 12:16

    Alguém em sã consciência ainda tem a desfaçatez de defender qualquer argumento que seja a favor de Celso Roth?

  • 72. Junior  |  17/02/2011 às 12:24

    “dizendo que Damião é um centroavante que faz gol em gauchão, não em libertadores.”

    Concordo integralmente. Não consigo elogiar ou achar bom um cara que tem CINCO chances e não faz NENHUMA. Um centroavante que em 3 chances faz uma, é bom. Um que faz um gol em duas chances é muito bom. Um centroavante que faz um, na única chance é ótimo. Um centroavante que tem 5 chances e não faz nenhuma é banco! Cavenaghi dja! O Bolatti fez o gol em uma cabeçada que era mais difícil do que ao menos duas cabeçadas em que o Damião estava livre. O centroavante não precisa jogar bem, precisa fazer gol. Não adianta fazer 3 no Pelotas e nenhum quando importa. Ao menos o ataque titular (Sóbis e Cavenaghi) ainda não estreou, porque se depender do ataque reserva (Zé Roberto e Damião) estaremos mal. O Damião mostrou que não tem estrela e nem qualidade para ser titular do Inter em uma Libertadores. É jogador “estilo Andrezinho”, um ótimo RESERVA.

  • 73. emedinapf  |  17/02/2011 às 12:25

    #71
    O time tricolor de 2008 era fraco, porém foi vice.

  • 74. Ismael  |  17/02/2011 às 12:28

    #73

    Mas em que contexto!!! 14 pontos de vantagem e entregou a rapa…

  • 75. Branco  |  17/02/2011 às 12:43

    Não entendo essa necessidade dos técnicos gaúchos de retancar o time após fazer 1×0. Parece que não acomanham futebol, que não sabem que isso quase acaba mal. Não entendo o que os leva a pensar que se não recuarem o time, tomarão um gol. O lógico é pensar que um time que jogou por 80 minutos e não sofreu nenhum gol, continue dessa forma até o fim. Me irrita ver que só os técnicos não sabem disso.

  • 76. Prestes  |  17/02/2011 às 12:53

    Cara, vocês tão malucos, surtados, chama a camisa de força!

    O Emelec precisou de milagres para evitar que o Damião fizesse os gols. O cara jogou muito!!!

  • 77. Álisson  |  17/02/2011 às 12:58

    Damigol jogou pra caramba ontem.

    Alguém me responde porque em um time com TRÊS zagueiros o lateral direito sempre está dentro da área? Aí os caras entravam livres pelo lado direito da defesa e o Nei ficava com cara de cú. Isso sem falar na ajeitada de peito que ele deu pro atacante adversário entrar batendo.

  • 78. col  |  17/02/2011 às 13:04

    Uma analise nua e crua do time ontem:

    bolavermelho.blogspot
    com/2011/02/lesa-inter.html

  • 79. Tiago Marcon  |  17/02/2011 às 13:07

    #62

    Outra pérola Saraivana: O Damião cabeçeou aquela no canto, mas de fora da pequena área e sem muita força, o goleiro espalmou e o Saraiva: Defesa a lá Gordon Banks do goleiro do Emelec!
    Exagero pouco é bobagem

  • 80. col  |  17/02/2011 às 13:09

    Sobre o velho Roth, a culpa eh da DIRECAO.

    Lebrem que o BURRO do Carvalho contratou o JEGUE no desespero. Era o unico tecnico desempregado naquele momento que havia ganho do San Pablo nos ultimos 3 confrontos diretos.

    O Roth chegou e a UNICA decisao feliz foi colocar o Taison e acabar com aquele 3-5-2 RIDICULO. O Sandro tem 50% da taca de 2010…

  • 81. Pedro  |  17/02/2011 às 13:11

    Só um adendo: o Inter do ano passado também foi duramente criticado e terminou campeão. É Libertadores pessoal. E com Celso Roth então, aí sim , la emocion es garantida.

  • 82. Wilson Farina  |  17/02/2011 às 13:21

    #80 Roth nao tava desempregado, tava no Vasco, e o Inter foi lá e rebocou.

  • 83. col  |  17/02/2011 às 13:23

    #82,

    Verdade. Era o unico treinador “contratavel” naquele momento. Tirar o Muricy custaria dinheiro e o Abel tinha problema com os arabes.

  • 84. Wilson Farina  |  17/02/2011 às 13:23

    Agora, mudando o foco das reclamações, q q é aquela geração de imagens da tv do Equador, hein!? Replays exagerados em hora errada, jogo rolando e os caras focalizavam o Assad, bah, que troço! Pra quem é ansioso, é um panico. Tanto que quase perderam o gol de empate do Emelec.

  • 85. arbo  |  17/02/2011 às 13:27

    prestes, só o junior não gostou da atuação do damião ontem, veja os comments

  • 86. Tiago  |  17/02/2011 às 13:30

    Tomara que eu queime a língua, mas nunca fui com a cara daquele Rodrigo. Zagueiro de libertadores tem que ter cara de mau, estilo Bolívar, Sorondo. Aquele Rodrigo tem jeito de malandro carioca, ninguém deve levar a sério. Tudo bem aceitarmos refugo, mas do Grêmio aí é forçar a barra.

  • 87. MARCELO BENVENUTTI  |  17/02/2011 às 13:43

    O lance é que o Roth é que nem cachorro que come ovelha: Só matando. Ele vai sempre continuar nos mesmos erros e teimar, teimar, teimar, porque ele é o cara, o maioe e o fodão e quando erra “o time naõ tem qualidade”. Se fuder do primeiro ao quinto. E a gente que aguente os FCs da vida largando letrinha pra torcida babaca que vai ao estádio e tem que sustentar um arrogante patético que joga no 5-3-2 contra um timeco que não amarra as chuteiras do Cruzeirinho.

  • 88. MARCELO BENVENUTTI  |  17/02/2011 às 13:46

    O troço é simples. E quem gosta de futebol não gosta daquilo que o Roth fez. Aquilo não se faz. E ele faz sempre. E vai continuar fazendo. Vai fazer porque o FC se masturba olhando VT de Suiça x Escócia. Ama uma retranca.

  • 89. Junior  |  17/02/2011 às 14:49

    Me desculpem, mas eu não faço a mínima questão que o centroavante jogue bem. Quem precisa jogar bem é o D’Alessandro, senão o time não joga nada. O Jardel não jogava nada, “só” fazia gols. Até o famigerado Obina fazia isso. Eu trocaria a boa atuação por um gol. Eu prefiro um centroavante que mal apareça durante 89 minutos, mas faça um gol, do que um incompentente que joga bem e desperdiça 5 chances. Agora eu entendo porque ele foi reserva com Mário Sérgio, Fossati e o próprio Roth. Os caras viam ele treinar diariamente. Falta poder de definição. Falta ser o “cara”.

  • 90. col  |  17/02/2011 às 14:51

    Junior, por curiosidade (nao estou dizendo que tu gosta do Cone):

    Tu acha que o alecsandro faz gol em treino?

  • 91. Prestes  |  17/02/2011 às 15:02

    Bah, Junior. Sem comentários.

    Um cara do Emelec deu um sem-pulo para tirar a bola da linha do gol. Ia ser uma bucha do Damião.

    Tu tá sendo LEVIANO.

  • 92. Phoenix  |  17/02/2011 às 15:04

    “FC se masturba olhando VT de Suiça x Escócia”

    Excelente!!

  • 93. arbo  |  17/02/2011 às 15:10

    bá, o damião tava sozinho e construiu metade dos gols q “desperdiçou”. jogou mto o guri. o problema era o esquema (ou pelos menos o zé roberto essa “não estar no dia dele”…)

  • 94. Junior  |  17/02/2011 às 15:17

    #91, O Herrera tem “quilos” de quase-gol como esse. Mas tudo bem, vamos excluir esse. E os outros 4 lances, sendo que no 2º cruzamento do Kleber e no cruzamento do D’Alessandro, ele estava livre e perdeu o gol. O Bolatti, que não é centroavante, em um único lance (e mais difícil que os desperdiçados pelo Damião) fez o gol.
    Col, o Alecsandro não jogou ontem, não posso criticá-lo ou elogiá-lo. Já vi ele perder inúmeros gols em jogos do Inter, mas não lembro de um jogo em que ele desperdiçou 5 chances.

  • 95. douglasceconello  |  17/02/2011 às 15:20

    Sim, Damião errou as chances que ele mesmo criou, brigando no alto com a zaga ou se embolando pelo chão. O AleCANCRO nunca sairia de trás de um zagueiro para testar a bola em gol.

    E eu não quero um treinador que TRABALHE MUITO. Quero um cara que trabalhe no máximo duas horas por dia e tenha uma MENTE iluminada.

    Se o Roth trabalha muito, vamos colocar numa linha de produção, apertando uns parafusos. No Beira-Rio, não tem futuro.

  • 96. Roger  |  17/02/2011 às 15:24

    Acho que o Junior tá exagerando um pouco, mas só um pouco mesmo.
    Tenho tendência a gostar mais da efetividade.

    Mas na verdade eu tava era secando o Inter ontem, e fiquei muito preocupado com o que vi. É(ainda) um baita time. Se esse frei daminhão aí desata a fazer gol, é fortíssimo candidato ao título, mesmo com o hoty na casamata.

    E o Rodrigo, que dizem dser nosso refugo e não presta pra vocês, provavelmente seria titular no Grêmio pra essa copa.

    A la putcha, que tá preto o olho da gateada!!!!

  • 97. vicente  |  17/02/2011 às 15:25

    das lições do mestre cabral: “jogador ruim, quando treina, treina a ruindade”.

    acho que o mesmo vale pro treinador ruim, só que potencializado hdashdhsd

  • 98. Junior  |  17/02/2011 às 15:27

    O Damião criou para si mesmo um ÚNICO lance, aquele que o zagueiro salvou em cima da linha. Em todos os outros, recebeu passes perfeitos para marcar. Olhem o vídeo, o repórter realça as chances desperdiçadas por ele. Não quero o Alecsandro de titular, quero alguém que joga MUITO mais que os dois juntos, o Cavenaghi. E por favor, nada de Cavenaghi e Damião juntos, aí o Cavenaghi tem que sair de área, que é onde ele é melhor, para criar jogadas para o Damião. O meu ataque titular seria Cavenaghi e Sóbis, enquanto o Sóbis não volta, me “contento” com Zé Roberto e Cavenaghi.
    http://globoesporte.globo.com/videos/globo-esporte/v/internacional-abre-o-placar-mas-permite-o-empate-do-emelec-pela-libertadores/1438436/#/edições/20110217/page/1

  • 99. col  |  17/02/2011 às 15:28

    “Se o Roth trabalha muito, vamos colocar numa linha de produção, apertando uns parafusos. No Beira-Rio, não tem futuro.”

    hauhauhauha

  • 100. Renato K.  |  17/02/2011 às 15:29

    Amigos colorados do Impedimento, qual de vocês é o responsável por isto aqui?

    http://www.lancenet.com.br/internacional/Torcida-Inter-Celso-Roth-internet_0_428957215.html

    Sensacional!

  • 101. Rubens  |  17/02/2011 às 15:35

    #20, estréia da Libertadores 2011: Internacional 1 x 1 Emelec
    estréia da Libertadores 2010: Internacional 2 x 1 Emelec
    (Gol da vitória do Alecsandro)

    Contra fatos, todos os argumentos são falhos. Um abraço.

  • 102. Rudi  |  17/02/2011 às 15:38

    Rubens, não lembro direito e to com preguiça de procurar, mas não foi contra o Deportivo Quito?

  • 103. Rudi  |  17/02/2011 às 15:38

    em 2010, claro

  • 104. arbo  |  17/02/2011 às 15:41

    bá, q viagem, estar bem posicionado ou tomar a frente na jogada tbm faz parte de criar chance de gol… não se quer dizer q o damião é titular inquestionável, mas apenas q fez baita jogo ontem, ou seja, a não-vitória não passou por ele… o cavenaghi pode se mostrar melhor, ué, ninguém disse o contrário, mas o cara a recém chegou no inter… aliás, teve uma chance ontem, errou.
    errou, o q quer dizer mto pouco

  • 105. arbo  |  17/02/2011 às 15:41

    recém…

  • 106. Tiago Marcon  |  17/02/2011 às 15:46

    Vou parecer o mais em cima do muro do universo, mas as duas correntes tem razão. Damião jogou muito porque mesmo isolado pelo esquema e pela parceria na maior parte do jogo, criou várias oportunidades de gol. Aquela que o zagueiro tirou de puxeta eu já tava comemorando. Mas ele tinha a OBRIGAÇÂO moral de guardar ao menos UMA
    nonsense fellings

  • 107. Junior  |  17/02/2011 às 15:48

    ” estar bem posicionado ou tomar a frente na jogada tbm faz parte de criar chance de gol”

    Então, todo centroavante “cria” chance de gol. Não há como ter uma chance de gol sem estar bem posicionado e/ou tomar a frente da jogada.

  • 108. Saldanha  |  17/02/2011 às 15:50

    #101
    Não é nesse jogo que o Walter fez a jogada (limpou o goleito) e tocou de lado para o CONE só empurra para o gol vazio?

    Assim até o meu VÔ DE CUECA faz.

    Abraço

  • 109. Junior  |  17/02/2011 às 15:52

    Tiago, eu não nego que ele jogou bem, mas não me interesso por isso. Eu prefiro que o centroavante jogue mal, mas faça gol, centroavante é diferente de outras posições. O Dadá Maravilha tem (mais uma) frase ótima:
    no futebol há 9 posições. E duas profissões: goleiro e centroavante.

  • 110. arbo  |  17/02/2011 às 15:57

    #107
    falei essa frase num contexto, junior, inclusive num contexto de comparação com alecsandro
    mas acho q
    “Tiago, eu não nego que ele jogou bem, mas não me interesso por isso. ”
    encerra a discussão

  • 111. matheus  |  17/02/2011 às 16:15

    tá e ninguém vai cornetear o zé imbecil? corneteiam o leandro damião e não falam do zé imbecil…

  • 112. Cícero  |  17/02/2011 às 16:19

    Celso Roth acabou com a minha noite. Quase apanhei, de tão louco de bêbabdo que fiquei assistindo aquela partida. É algo tremendamente inapropriado para pessoas que não conseguem conter seu estado emocional assistir um jogo com ele como técnico de seu time. Só o trago pra acalmar o ser humano.

    VAI PRO DIABO QUE TE CARREGUE CELSO ROTH.

    resultado da noite pós gol Emelequiano:
    eu arremessei um copo no boteco e o quebrei.
    tentei agarrar a namorada do garçom e quase me despi na rua.

  • 113. Junior  |  17/02/2011 às 16:21

    Pô Matheus, eu também cornetiei o Zé Roberto. Olha só:

    “meu ataque titular seria Cavenaghi e Sóbis, enquanto o Sóbis não volta, me “contento” com Zé Roberto e Cavenaghi.”

  • 114. Junior  |  17/02/2011 às 16:27

    O Lédio Carmona corrobora o meu pensamento sobre as chances desperdiçadas pelo Damião. Por causa do Alecsandro, para alguns, o Damião é absolvido sempre. A ruindade de um não pode servir de álibi para os erros de outro.

    “Ainda assim, pela obviedade da superioridade técnica, o Inter perdeu três gols feitos no primeiro tempo: Damião duas vezes e Zé Roberto. O EMELEC? dois chutes de longe, sem grandes riscos.

    No segundo tempo, Damião perdeu mais um gol incrível em uma defesaça do goleiro Kilmowicz e logo depois o (péssimo) árbitro argentino Nestor Pitanga não deu uma penalidade escandalosa em Sorondo.”

  • 115. arbo  |  17/02/2011 às 16:33

    “Damião perdeu mais um gol incrível em uma defesaça do goleiro Kilmowicz”
    é…
    mesmo com essa tua REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA, junior, ainda acho q não foram gols PERDIDOS

  • 116. col  |  17/02/2011 às 16:42

    Meus 2 centavos de contribuicao ao debate: pelo volume de producao de ontem, Damiao merece alguma continuidade. Caso continue nao fazendo gols, obviamente nao serve.

  • 117. col  |  17/02/2011 às 16:45

    Ainda sobre o pseudo-treinador: prefiro testar o Falcao como treinero do que continuar com o Roth.

  • 118. Rubens  |  17/02/2011 às 17:10

    Saldanha (seria o da banda?) Houve uma triangulação entre Walter, Alecsandro e Dale. Mesmo que não fosse assim, ele fez o gol que deu a vitória ao time. Como eu disse: contra fatos, todos os argumentos são falhos.

  • 119. Marcel Moreno (ex-TMdaC)  |  17/02/2011 às 17:25

    “E tem gente que afirma, sem vergonha, vermelhidão ou drogas, que o problema é GUIÑAZU.”

    Já tô achando esse o maior dos absurdos… neguinho metido a entendedor do esporte bretão querendo criticar o Cholo.

    Agora, depois da grande atuação do Damião de ontem, me aparece lóke chineliando o cara.

    PQP!

    Deu gosto ver o guri jogando ontem! Não fez gols mas tá sempre ali peleando, ganhando todas por cima e se virando como pode por baixo.

    Sempre achei que era virado em canela, mas confesso que o Damião TÁ ME CONQUISTANDO, CARAAAAA!

    É querer demais um ataque com Damião e Cavenaghi?

    É querer demais que para o Bolatti entrar O WILSON MATHIAS TENHA QUE SAIR???

    Com o Juarez na casamata, me parece que sim…

    E vamos colocar uma Copa tendo uma barca forte no lixo.

    Parabéns direção de twitter!

    ARGEL FUCKS JÁ!!!

  • 121. Ernesto  |  17/02/2011 às 17:32

    #118

    Vem falar em argumentos, e troca os jogos, amador.

    Esse lance que tu diz aí é do gol contra o Banfiel, que ele também tava sozinho, MAS NÃO TEVE PARTICIPAÇÃO NENHUMA NA TRIANGULAÇÃO.

    Esse outro do Emelec é o Andrezinho – “que nunca mostrou nada (algum CEGO que comentou antes) – deixando o Walter na frente do arco, e este ultimo dando um mu mu para o DEUS DOS CENTROAVANTES fazer o gol “mais díficil da hsitória”.

    E no momento que o Carmona larga essa: “Damião perdeu gol incrível em DEFESAÇA do goleiro Klimonvitz” eu peço para parar o mundo que eu quero descer. Se foi defesaça, não teve culpa do centroavante. E foi mesmo, defesa no canto, bola rasteira. Quase igual a do Banks. O centroavante fez tudo certo.

    A unica que ele realmente perdeu pela sua “ruindade” foi uma no primeiro tempo, quando cabeceou muito pro chão e ela picou e foi por cima. Unica, nas outras ele fez o que tinha que se fazer.

  • 122. Marcel Moreno (ex-TMdaC)  |  17/02/2011 às 17:51

    Sério… nem vou perder tempo discutindo o Damião que não faz o menor sentido.

    Agora, meus amigos… O QUE ERA O ZÉ ROBERTO ONTEM???

    Nem vou falar das duas conclusões bisonhas, até pq, sei lá… aquilo acontece.

    Mas o pau comendo solto no jogo, o juiz só apitava se alguém fosse atorado ao meio (e olhe lá…) e o cara tentando cavar faltinha por carga do adversário???

    Se não fosse num jogo do Inter eu estaria achando tudo aquilo muito engraçado. Mas era triste.

    O Guina tomou uma falta de amarelo e o juiz nada deu… depois tomou uma na meia cancha…

    Focou a cara dele do tipo “é assim, então? é assim?”

    Dali a pouco atravessou o campo e deu-lhe no meio um carrinho que aqui seria reprisado no GE como crime hediondo e o STJD lhe daria 14 jogos de suspensão.

    Simplesmente falta.

    Aliás… o tal penalti, pelo critério (maluco, é verdade) do juiz, de fato não foi penalti.

    Penalidade maxima só em caso de empalamento na grande área.

    Enfim…

    Resusmindo…

    Fui o grande apoiador da vinda do Juarez pra reta final da copa do ano passado, mas se depois do mundial a permanencia do Roth já tenha me parecido surreal, agora eu nem sei mais o que falar…

    E quanto mais ficarem vaiando o cara, fazendo campanha na internet pra ele sair, gremiststas dizendo “fica Celso Roth”, masi bizarrices ele vai fazer… podem anotar.

    Damião em breve será sacado do time, Zé Roberto será titular cada vez mais incontestável e W. Mathias… bom, não preciso nem falar.

    Tá foda.

  • 123. Álisson  |  17/02/2011 às 18:49

    Se o Celso Roth é tão trabalhador como falam, coloquem ele a sentar tijolo na reforma do Beira-Rio e contratem um treinador.

  • 124. #ArgelFucksNoInter  |  17/02/2011 às 19:43

    #ArgelFucksNoInter

  • 125. Rubens  |  17/02/2011 às 20:35

    Youtube, senhor Ernesto Fagundes. Verás o gol.

    E foi mesmo, defesa no canto, bola rasteira. Quase igual a do Banks.

    Achei um fã do Mauricio Saraiva, não mereço um prêmio? É o único (além desse sr.) que viu a defesa de ontem parecida com a do Banks. Novamente:
    YouTube, senhor Ernesto Fagundes. Verás a defesa do Banks.

  • 126. Ernesto  |  17/02/2011 às 21:45

    Cara, não preciso de youtube velho. Não foi igual, mas não foi uma barbada como tu estás dizendo.

    Tu que tem que ir no youtube e ver os gols do TEU alecsandro. Nenhuma participação, gol feito de frente pro gol ele e a META. coisa que não aconteceu ontem. EM NENHUM MOMENTO, com o Damião.

  • 127. Ernesto  |  17/02/2011 às 21:58

    Ah, e outra. Os incautos que falam que o goleiro falhou e não tem sorte, etc. Não acho ele o melhor goleiro ali, mas pra quem teve Clemer, um baita frangueiro, que entregou numa final de Libertadores, falar em sorte e defender CLemer é incoerência pura.

  • 128. antonio  |  17/02/2011 às 22:00

    tenho só uma coisa pra falar, pra falar não, pra colocar numa faixa:

    “FICA ROTH!!!”

  • 129. Serramalte Extra  |  17/02/2011 às 22:32

    bah… nem li os comentários, não sei se já disseram o que vou dizer: o centroavante erra quatro gols feitos, o goleiro sai socando a BUNDA DO COLEGA e a culpa é do Roth??

  • 130. Serramalte Extra  |  17/02/2011 às 22:40

    resposta: sim, a culpa é do Roth, para os torcedores do time dele (eu já fui um infeliz desses, três intermináveis vezes). Aliás, se chover, se o trânsito engarrafar, se cair um avião na Austrália, a culpa é dele.

    FICA ROTH.

  • 131. Rubens  |  17/02/2011 às 22:42

    “Se foi defesaça, não teve culpa do centroavante.”
    Deves ser muito jovem. Ainda não aprendeu que na disputa atacante contra goleiro, o poder maior sempre é do atacante. Meu jovem, alguma vez em tua jovem vida já ouviu a frase chute indefensável? O arqueiro (o goleiro, caso não saiba, devido a tua juventude) só faz uma defesaça se a finalização for defensável.
    O Alecsandro fez aquele gol de calcanhar desimportante contra o São Paulo. O gol mais importante da Libertadores 2010 para o Inter, porque foi contra o adversário mais forte, no jogo mais complicado. Caso tu não saibas, até o jogo contra o Chivas, quando ele se machucou, o Alecsandro era o goleador do Inter na Libertadores. Novamente: contra fatos, todos os argumentos são inúteis.
    Comparas o Lauro ao Clemer, não é? Um é o goleiro que mais títulos possui na Era Beira-Rio. O outro era o 4º reserva do Cruzeiro, que antes de jogar no Inter estava emprestado ao poderoso Sertãozinho. O maior destaque dele não foi nenhuma defesa, mas um gol de cabeça pela Ponte Preta. Compará-lo ao Clemer mostra que entende muito de goleiros. O que esperar de alguém que compara o lance de ontem ao do Gordon Banks? A cabeçada do Pelé foi muito mais perto e muito mais forte. O Banks espalmou a bola de baixo para cima. O goleiro do Emelec espalmou a bola para o lado, apenas isso demonstra que os lances são diferentes. Nunca deves ter jogado bola, pelo jeito. Deves ser da geração videogame e futebol no carpete da sala.

  • 133. Aristofão  |  18/02/2011 às 08:21

    Síndrome do Pânico: volantes

    Roth – Pois, então, Doutor. O problema é o seguinte: não consigo atacar e principalmente no segundo tempo.

    Dr. Freud – Explique-se.

    Roth – Mas esse é o problema, doutor, não consigo explicar. Toda vez que sinto que o time começa a jogar e produzir ofensivamente – e, sim, isso é considerado bom no mundo do esporte bretão – me dá um negócio que não consigo controlar.

    Dr. Freud – E que “negócio” é esse?

    Roth – Bem, se manifesta de diversas formas. Por exemplo, a mais freqüente é arrancar um volante do banco e colocá-lo no lugar de quem estiver jogando bem. Quer ver, o caso de ontem, no jogo contra o Emelec, foi uma crise aguda. Quando eu não conseguia mais me controlar, logo pensei: “vou tirar esse volante novo, de 190 cm de estatura, que fez até gol e vou colocar outro, o Glaydson”. Só que me veio uma coisa tão forte, mas tão forte, que berrei para o meu auxiliar: “Rodrigo! Chama o Rodrigo! Aquele que era do Grêmio e que bateu na mãe!”.

  • 134. Aristofão  |  18/02/2011 às 08:23

    Dr. Freud – Ahm… bateu na mãe? Interessante… Prossiga.

    Roth – Moral: tirei um volante mas não coloquei outro; coloquei um zagueiro. Zagueiro! E isso quando seria fundamental não abrir tanto o meio de campo. No fim, os caras colocaram a bola na área, e onde estava o meu volante de 190 cm para cabecear e afastar? No banco, do meu lado, com aquele dedo preto louco pra dar um bicão pra fora da área ou nos bagos dos equatorianos. Doutor, por que isso acontece comigo?

    Dr. Freud (pensando na gravidade do caso) – Calma.

    Roth (exasperando-se) – Calma, doutor? Calma? Se eu fosse normal, eu teria insistido num contra-ataque, porque o gringo… qual deles, meu Deus?… ah sim, o Cavenaghi, ele tinha entrado no segundo tempo e tava inteiro, e o Damião corre pra caralho. Mas, porra, por que diabos eu fui tirar um jogador que dava consistência no meio? Por quê? (acalmando-se) Sabe, doutor, tem gente que acha que o meu problema está no bigode. Ou melhor, na falta dele. Fizeram campanha na internet e tudo. Mas a questão é a seguinte, doutor: eu não controlo. Já tomei rivotril, chá de cidreira, camomila, homeopatia e o caralho a quatro. Além disso, minha relação com o Mathias está piorando cada vez mais.

    Dr. Freud – Ele parece um sujeito importante pra você.

    Roth – Sim. Ele me respeita muito, e acho que ele está ficando doente. Ontem, eu coloquei ele de volante, como sempre. Mas pra mim era terceiro zagueiro! E o pior é que ele concorda… Quem diria, doutor, um jogador que quando chegou queria driblar todo o mundo e se mandar pro ataque acha que é terceiro zagueiro… Acho que ele está contaminado.

    (continua)

  • 135. Tiago Marcon  |  18/02/2011 às 09:24

    Parcee que o Siegmann é que adorou esse volantismo da estréia
    Muito bom esse encontro do Fred com o Roth. O velho alemão que gostava de sover um charuto ( e otras cositas mas) iria adorar um paciente como o Roth, cheio de dilemas e neuroses!

  • 136. Frei  |  18/02/2011 às 12:27

    Celso é um fenômeno. Saindo do Inter, deve treinar um Figueirense, Goiás… Simplesmente, ninguém levou a sério a Libertadores “dele”. Só o FC e o Siegmann Twitter.

    Vai ser o primeiro treinador da história que cai de patamar depois de ganhar uma Libertadores.

  • 137. Junior  |  18/02/2011 às 14:58

    O Miguel Russo, que ganhou a Libertadores de 2007, caiu de patamar. Talvez aconteça o mesmo com o Sabella.

    “o centroavante erra quatro gols feitos”

    Serramalte, é PROIBIDO escrever isso. O Damião errou os gols por obra de uma entidade misteriosa que havia no estádio do Emelec. Por causa dos erros do Alecsandro, agora o padrão de centroavante do Inter é muito baixo, basta jogar bem, não precisa fazer gol. O gol é só um detalhe (Parreira, Carlos Alberto). Aquela posição já foi ocupada no Inter por Nilmar e Pato (para ficar apenas em jogadores recentíssimos). Desculpem, mas sou exigente.

  • 138. Camilo  |  18/02/2011 às 21:21

    “Não importa que o ANTAGONISTA, coitado, mal soubesse o que fazer com a bola durante quase 90 minutos. Ele sabia que aos 49 era preciso arremetê-la para a área.”

    Tudo o que é preciso saber sobre futebol está contido no trecho acima.

  • 139. Junior  |  19/02/2011 às 13:15

    Camilo, de que autor é o trecho acima?

  • 140. Prestes  |  19/02/2011 às 16:28

    Nilmar errava gol pra caralho também, Junior. Destrói todo o teu argumento. O bom do Nilmar era a bola que ele jogava, não era um goleador.

  • 141. Junior  |  20/02/2011 às 15:19

    Nilmar NÃO ERA GOLEADOR? Isso é uma das maiores besteiras que já li nesse blog. sso até poderia ser verdade antes do retorno ao Brasil e olhe lá. O Nilmar tem uma das melhores médias da Era Beira-Rio entre os jogadores com mais de 100 jogos. Fui ao Google para buscar os dados corretos:
    Em 150 jogos, ele fez 64 gols, média de 0,42. Para se ter uma idéia, a média dele é melhor que a do Fernandão, que é de 0.40. Desde que ele voltou, tornou-se um goleador nato. Por exemplo, no Corinthians, foi o goleador do Campeonato Paulista de 2006, com 18 gols, o maior número de gols desde 2000. No Inter, em 2009, ano em que foi vendido, foi “só” o goleador do time com a “ridícula” marca de 19 gols em 33 jogos. Realmente, não era um goleador.
    http://www.internacional.com.br/pagina.php?modulo=2&setor=18&codigo=9323
    No Villareal, a atual média de gols dele é de 0,56.
    http://www.ogol.com.br/jogador.php?id=5470

    Sem falar que o Nilmar e o Damião são jogadores completamente diferentes. O Damião é o centroavante “aipim”, de referência. O Nilmar é um atacante de movimentação, que gosta de servir os companheiros. Jogou várias vezes no Inter como 2º atacante, tendo como companheiro de ataque um centroavante de referência (em 2009, jogou com o Alecsandro sempre que o Taison não estava em campo, por exemplo) o que o mantinha mais longe do gol.

  • 142. Prestes  |  20/02/2011 às 17:11

    O Nilmar errava dúzias de gols. Só que criava tantas chances que acabava fazendo gols.

    O Damião está desabrochando agora pro futebol, e parece que também tem capacidade de criar muitas chances de gol por jogo. Vai acabar marcando muito gol. Claro que não tem a qualidade do Nilmar. Mas quem critica a perda de gols, não pode citar o Nilmar como exemplo de fazedor de gol. Errava muito gol. Isso as estatísticas não mostram, mas todo mundo lembra.

  • 143. Gustavo  |  21/02/2011 às 08:35

    #141 e #142
    Um singelo exemplo que corrobora com a ideia do Prestes e rejeita a do Júnior:

    JONAS

    Abraços

  • 144. willzanette  |  22/02/2011 às 09:35

    genial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • Porque não chegaria à Libertadores. 9 hours ago
  • Fim também para o improvável Paraná 3x2 Atlético-MG, um grande jogo que vocês não previram. 9 hours ago
  • Bahia soma a taça de 2017 às de 2001 e 2002. Como em 01, ganha contra o Sport. Fez um baita jogo hoje, podia golear, mas Magrão foi enorme. 9 hours ago
  • ACABOU. O BAHIA É CAMPEAO DO NORDESTE PELA TERCEIRA VEZ. 9 hours ago
  • Juizão distribuindo cartões vermelhos pro banco do Sport. 9 hours ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: