Labuta libertadora

16/02/2011 at 11:33 21 comentários

Chama o MST
Alexandre de Santi

O grupo 3 da Libertadores, que conta com o Fluminense, tem líder: o América do México. O Nacional do Uruguai se deixou envolver pelas dimensões daquele LATIFÚNDIO chamado Estádio Azteca na madrugada brasileira desta quarta-feira e foi dominado pelo futebol rápido e objetivo dos águias. Resultado: 2×0, com gols de Sánchez e Vuoso, ambos marcados no início de cada etapa. O tricolor uruguaio bem que tentou se atirar ao ataque no início do jogo, bem ao estilo do treinador J. R. Carrasco, mas o esquema com três atacantes abriu léguas entre os homens de frente e o meio-campo, permitindo que os mexicanos passeassem em campo, principalmente no segundo tempo, após o segundo gol mexicano, marcado aos 4 minutos, num chute vagaroso e distante de Vuoso que o goleiro Burián pegaria se fosse 2cm mais alto ou 2s mais rápido.

Se houvesse MST no México, os sem-terra certamente teriam invadido o campo e exigido que o meio campo do Nacional fosse declarado como terra improdutiva, tamanho era o espaço e a infertilidade dos uruguaios.
O Nacional até que teve chances nos primeiro minuto de partida, mas, após deixar o América abrir o placar logo aos 3 minutos de jogo, se permitiu levar pelo desfrute, como um aposentado que devora um bife de chorizo e tira uma siesta às 14h de um dia útil.

No final do segundo tempo, a dominação mexicana foi tamanha que o volante Rosinei, aquele mesmo de passagem absolutamente deprimente pelo Inter (vejam bem: era excelente jogador no Corinthians campeão do ZVEITAÇO de 2005), foi visto dando um chapéu num uruguaio e um toque de letra sensacional que armou um lindo contra-ataque dos águias. Ganha meus parabéns quem sabia que Rosinei andava desfilando com a camisa 5 do América. Só não saiu o terceiro a partir dos 40 do segundo tempo porque os mexicanos resolveram ficar de PALHAÇADINHA na área charrua e perderam dois gols dignos de material para o Inacreditável Futebol Clube.

Derrota constrangedora do time de Montevidéu. Como declarou o Ovación depois do jogo: y pudo ser más. Os atenuantes foram a ausência do zagueiro Coates que, suspenso, ficou de fora e a lesão do volante Píriz logo ao início da segunda etapa, que saiu com o que pareciam ser dores nas costas. O retrato do time uruguaio.

Agora, o América lidera com três pontos e Fluminense e Argentinos Juniors dividem o segundo lugar com um ponto pelo empate em 2×2 na semana passada pelo Engenhão.

A pelota volta a rolar na quarta-feira, dia 23, para Fluminense e Nacional, de novo no Engenhão. Na quinta, 24, o Bicho recebe o América no Diego Armando Maradona (que nome de estádio!).

Perdido na noite de Arequipa e o covil de Liniers
Douglas Ceconello

Em um Estádio Pueblo Novo abarrotado de gente aurinegra, o Táchira conseguiu promover um jogo de equilíbrio com o Santos, de certa forma vitimado pelas invenções de Adílson, que colocou Danilo e Pará em estado de ORGIA pela banda direita do campo. No ataque, Diogo balançava as melenas solitário. Neymar não conseguiu chegar a tempo de estrear na Libertadores. Fontes confiáveis afirmam que o viram em delírio no gramado do estádio de Arequipa, no Peru, sozinho, tentando cavar faltas na calada da madrugada contra um argentino de mullets imaginários.

A esquadra venezuelana tropicava em seus próprios equívocos, errando muitos passes e com dificuldade de PENETRAÇÃO. Destaque fundamental para o zagueiro MORENO, cheio de milonga, com bom domínio de bola e saída de jogo, com a verve cafetera dos colombianos imortais correndo nas veias. No meio-campo, Fernández e Hernández jogavam com desenvoltura, mas foram insuficientes para arrancar o zero do placar. Indiferente a tudo e não propensa a razoabilidades, a torcida gritava OLÉ mesmo com os locais trocando claudicantes passes no campo de defesa.

A primeira rodada do Grupo 5 encerra amanhã, quado o Cerro Porteño recebe o Colo-Colo, às 21h.

Que o Caracas entraria no gramado do José Amalfitani disposto a defender-se como se assim evitasse o APOCALIPSE, era coisa sabida nas quantro bandas do continente. O que realmente mostrou-se inconveniente foi a expulsão de PEÑA, logo a doze minutos. Certamente, o juiz malandro leu por aqui que apostávamos nossas fichas no articulador, do qual somos detentores de 8% dos direitos federativos.

Mesmo com um a mais, o time de Ricardo Gareca encontrava dificuldades para infiltrar-se pela área. Criou apenas duas chances, com Papa, chutando pela esquerda, e David Ramirez cabeceando para grande defesa do blueseiro e arqueiro Sanhouse e depois arrematando na trave. Quando o Caracas pensou que levaria aquele louvável empate para o intervalo, o infernal Máxi Morález enfiou um torpedo de fora da área, no ângulo.

No segundo tempo, a situação pouco se alterou. A partida poderia ter tomado outro rumo se o árbitro expulsasse CUBERO, único do Vélez que tinha cartão amarelo e que fez falta GROTESCA no ágil e hábil Barahona. Mas parece uma diretriz das esferas superiorres amorcegar os jogos para o time da casa, e o Caracas acabou sofrendo da Síndrome de Huracán, que ocasionalmente acomete os que visitam Liniers. E no lance seguinte, EL MAGO Ramirez, melhor jogador do Apertura passado, quando jogava no Godoy Cruz, marcou uma bucha monumental, chute do bico da área que bateu na FORQUILHA e morreu na grama. Com os venezuelanos em coma, o gol de pênalti de Martínez e 0 3 a 0 estampado no placar vieram de lambuja. Apesar do resultado, impossível afirmar que o Vélez teve uma grande apresentação. O pessoal do Fortín deve avançar na Copa, pois é uma equipe qualificada, mas não por mostrar aquilo que vimos ontem.

O Grupo 4 segue hoje, com Unión Española e Universidad Católica, às 19h45.

Tivemos, ainda, pelo grupo 1, a vitória do Libertad contra o San Luis, fora de casa, por 2 a 1, em jogo no qual o arqueiro Vargas, dos paraguaios, deve ter ficado uns quinze minutos se arrastando na grama, simulando febres e alucinações de peyote. A chave segue hoje com Once Caldas e San Martín, 0h15.

Pelo grupo 7, o Tolima estreou em casa e bateu o Guaraní, fiel da balança na chave, por apenas 1 a 0. Hoje os trabalhos seguem com Cruzeiro e Estudiantes, às 22h, no Mineirão, e eu sinto muita vergonha quando alguém profere, em qualquer contexto, a palavra “revanche”.

Anúncios

Entry filed under: Libertadores.

Especial Libertadores – grupo 6 Especial Libertadores – Grupo 8

21 Comentários Add your own

  • 1. arbo  |  16/02/2011 às 11:43

    dados os últimos posts fica claro q a impedcorp tá querendo umas terrinhas no méxico sadlglkaslklhk

  • 2. Paul  |  16/02/2011 às 11:47

    “o arqueiro Vargas, dos paraguaios, deve ter ficado uns quinze minutos se arrastando na grama, simulando febres e alucinações de peyote.”

  • 3. arbo  |  16/02/2011 às 11:49

    ” Indiferente a tudo e não propensa a razoabilidades, a torcida gritava OLÉ mesmo com os locais trocando claudicantes passes no campo de defesa.”

    djaskjgkasdjg
    massa isso de cobrir jogo a jogo. parabéns pela bela iniciativa.

  • 4. Lucas Cavalheiro  |  16/02/2011 às 12:18

    “Fontes confiáveis afirmam que o viram em delírio no gramado do estádio de Arequipa, no Peru, sozinho, tentando cavar faltas na calada da madrugada contra um argentino de mullets imaginários.”

    Não imaginem a cena aealejal;eaelkaeje

    Esse Cruzeiro x Estudiantes eu queria ver, pena que é tudo hoje. Por sinal, Mineirão reabriu?

  • 5. Lucas Cavalheiro  |  16/02/2011 às 12:23

    confere, não reabriu. O jogo é em Sete Lagoas

    “Quando o árbitro paraguaio Carlos Amarilla apitar o início do duelo entre Cruzeiro e Estudiantes, a partir das 22h (de Brasília) desta quarta, em Sete Lagoas, um filme passará na memória de milhares de torcedores cruzeirenses.”

  • 6. Dudu Lorenz  |  16/02/2011 às 12:23

    “tentando cavar faltas na calada da madrugada contra um argentino de mullets imaginários.”

    FJKLGJKFJS

  • 7. Prestes  |  16/02/2011 às 12:49

    O primeiro gol do Velez foi ridículo. Quando eles bateram o escanteio, o time inteiro do Caracas tava DE COSTAS pro lance, discutindo o SEXO DOS ANJOS.

  • 8. Fernando  |  16/02/2011 às 12:54

    Onde passa o jogo do Inter hoje?

  • 9. Rudi  |  16/02/2011 às 12:56

    A Érico Veríssimo disse que passa pra todo RS e SC, a ESPN prometeu passar, fora isso só PPV

  • 11. Gabriel R.  |  16/02/2011 às 12:59

    Não vai passar na sportv? Alguem sabe algum nome de bar em sao paulo que passe o jogo?

  • 12. douglasceconello  |  16/02/2011 às 13:09

    André Rizek colocou no TATUÍTER: “Os canais do jogo do Inter são 132 (sky) e 122 (NET). Nas demais, consulte sua operadora. E boa sorte ao Colorado.”

  • 13. Fernando  |  16/02/2011 às 13:21

    E no LexusBox?

  • 14. Junior  |  16/02/2011 às 13:27

    Off-topic: Alexandre, muito legal a tua matéria sobre o dono do Vermelho 23. Encontrei-a sem querer no “Gugle”, quando estava procurando outro assunto.

  • 15. Sancho  |  16/02/2011 às 13:38

    Vergonha de si mesmo:

    eu sinto muita vergonha quando alguém profere, em qualquer contexto, a palavra ‘revanche’.

  • 16. Sancho  |  16/02/2011 às 13:41

    mas o trecho que mais gostei foi este:

    … o arqueiro Vargas, dos paraguaios, deve ter ficado uns quinze minutos se arrastando na grama, simulando febres e alucinações de peyote.

  • 17. Santi  |  16/02/2011 às 13:49

    Junior, valeu! Mas o texto é da senhora minha esposa, a Sílvia Lisboa, um talento do jornalismo, além de melhor pessoa do mundo.

    Segue o link, para quem se interessar: http://www.cartolaconteudo.com.br/serie-anonimo-brasil-ze-maria-vilhena-um-empresario-avesso-ao-lucro/

  • 18. Junior  |  16/02/2011 às 14:24

    “Revanche” é uma das melhores músicas do Lobão. Nada a ver com o texto, mas ao ler o post do Sancho, lembrei da música.

  • 19. alemao  |  16/02/2011 às 14:24

    e será a dupla da ABL, paulo troca-letras britto e maurício Football artê saraiva?

  • 20. douglasceconello  |  16/02/2011 às 14:25

    Sobre o jogo do Nacional, lamentável a apresentação dos uruguaios. E o tal do Píriz me decepcionou profundamente.

    E que cara bem tosco e mascarado aquele VUOSO. Não acertou um passe no jogo inteiro e tem tatuagem até na SOLA DO PÉ.

  • 21. rafael botafoguense  |  16/02/2011 às 16:21

    q remera fodona essa do nacional. quero uma.

    aguante loco!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • 6 meses e 1 dia após o acidente trágico na Colômbia, a Chapecoense acaba de assumir a liderança do Brasileirão pela primeira vez na história 6 hours ago
  • Chapecoense assumindo a liderança do Campeonato Brasileiro. 6 hours ago
  • 2017 e Luxemburgo ainda tem mercado na Série A. 8 hours ago
  • RT @murilobasso: Oito anos hoje. Só restam mais dois para Wianey nos provar que estávamos todos errados: wp.clicrbs.com.br/wianeycarlet/2… 1 day ago
  • Boca em queda livre no Argentino. River, 5 pontos atrás e 2 jogos a menos, podia roubar a liderança. Aí empatou em casa hoje e estragou tudo 1 day ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: