Sem direito a despedida

02/02/2011 at 05:00 57 comentários

Aí eu vim embora. Nem olhei pra trás. Peguei a estrada, desci o litoral, recebi a benção de São Francisco passando por cima do rio, pedi licença ao Cacique Serigy e vim aportar na terra do Cajueiro dos Papagaios.

Na saída, ouvi tantos “E você vai deixar seus pais?”e “Não vai sentir falta de Recife?” quantos “ E você vai ABANDONAR o Santa Cruz”?

Amargosa, respondia de chucho: “O Santa Cruz já me abandonou faz tempo”.

Me chame de abusada, fatalista, pessimista, mas, nos últimos tempos, a sensação que eu tenho é de que o clube está de costas pra torcida. Logo essa torcida.

É uma torcida à qual só resta ir aos jogos (e ela não falha). Porque o clube, apesar de ser enorme – com salão, quadra coberta, piscina com bar, campo de futsal – só funciona em dia de jogo. Apesar de estar encravado num bairro sem muitas opções de lazer e ser o time da massa que move a economia desse País, o Arruda só abre quarta e domingo. Segue sendo uma pilha de concreto sem uso até que esse bando de doido (esse sim, um bando de doido!) lhe invada e cante, cante, cante. Como se cantar apagasse tudo que está errado a tanto tempo.

Uns abnegados seguem mantendo e frequentando o bar da piscina, as piscinas têm acesso livre quando o time ganha campeonato (e lá se vão seis anos), a lojinha é mezzo abastecida, mezzo ‘tá faltando’ e tomou o lugar da sala de troféus, o que rendeu a maior polêmica. A quadra só é usada pra shows de tecnobrega (com todo respeito ao tecnobrega!) promovidos pela torcida organizada. Um terreno do lado do campo virou um society. O estádio que foi construído em mutirão, com os torcedores se reunindo pra doar tijolos e ajudar no trabalho merecia ser mais usado e mais bem usado.

Só resta o futebol e quando vamos ao futebol, só se ouve ranger de dentes. E eu nem tive direito a despedida. Em novembro, quando vim embora para Sergipe, o Santa já tinha sido eliminado da série D e da Copa do Nordeste e entrou num limbo de quatro meses sem jogos. Não tinha jogo pra eu ir, eu nem tive direito de me despedir.

Agora vamos para o terceiro campeonato da Série D e fazendo tudo igual. Não sei como os dirigentes – e parte da torcida – esperam um resultado diferente. Sorte? Pra completar, não bastasse contratar, treinar e motivar do mesmo jeito há cinco anos, eu e a atual diretoria estamos em campos IDEOLÓGICOS diferentes na militância do futebol: o Santa Cruz, assim como todos os outros times de Pernambuco, se recusou a participar da Copa do Nordeste 2011. Eu acho tolice, porque abraça o modelo que, eu acredito, não quer times como o Santa Cruz por perto.

Eu acho tolice também porque o Sport vai ganhar o Pernambucano, o Náutico vai chorar o Hexa rubro negro e o Santa vai ficar sentado à beira do caminho. A gente podia beliscar o Nordestão e terminar o ano com um titulozinho, usando tática de guerrilha, COMENDO PELAS BEIRADAS. Mas não. Vamos para o abate. Contando com o que? Sorte?

O Pernambucano começou até bem com o Santa invicto por seis jogos e bla bla bla, mas foi só enfrentar o primeiro clássico e levantou-se o VÉU DE MAIA que cobria os DVDs de lances fantásticos, dos empresários falastrões, dos cartolas tergiversantes.

Não me chame de sabichona, porque eu quero estar errada. Quero que o tempo me prove que eu estou errada, que esse time prove que eu não sei de nada. Quero que a cara dessa torcida mude mesmo, quero que o Santa Cruz comemore o centenário com o acesso à Série A. Mas acho que vou precisar de sorte.

Catarina Cristo

Anúncios

Entry filed under: Clubes, Colunas, Estaduais.

Los de Abajo – Guarany F.C. Regra três

57 Comentários Add your own

  • 1. Anônimo  |  02/02/2011 às 07:58

    É realmente deprimente ver clubes que possuem uma torcida relativamente grande e com potencial para estar em uma situação financeira melhor e, pelo menos, transitando ao longo dos anos entre as duas maiores séries do Campeonato Brasileiro, falindo.

    Vejo como exemplos locais disso o Caxias e sobretudo o Juventude. É inadmissível ver clubes que têm uma torcida, que têm história, que têm uma rivalidade forte entre si, ficando para trás dessa forma lamentável.

    Má administração é foda.

  • 2. Carlos  |  02/02/2011 às 08:02

    Juventude não tem torcida, lamento.

  • 3. Vinicius  |  02/02/2011 às 08:20

    Caxias não é muito diferente do Juventude, mas sim, tem mais torcida que a papada. Não dá para se enganar.

    1 Porto Alegre
    2 Pelotas
    3 Caxias
    4 Rio Grande
    5 Bagé

    e um post dos farrapos? farroupilha de pelotas!

  • 4. Vinicius  |  02/02/2011 às 08:24

    http://www.ole.com.ar/lanus/Grana-amor-explota_0_419358148.html

    com HERBALIFE o Lanús ficou muito mais copeiro, não aguentava mais propaganda de BINGO na camiseta grená.

    Bingo Lanus

    Bingo Royal

  • 5. Vinicius  |  02/02/2011 às 08:25

    Lanus com HERBALIFE ficou muito mais copeiro.
    http://www.ole.com.ar/lanus/Grana-amor-explota_0_419358148.html

    não aguentava mais aqueles patrocinios de BINGOS nas camisetas grenás.

  • 6. Anônimo  |  02/02/2011 às 08:28

    “Não tem torcida” é relativo.

    Porra, eu me lembro de vários jogos em um passado não muito distante em que o Jaconi bombava.

    Aquele povo todo não pode ter desaparecido, simplesmente.

    Apesar de o Juventude ter estado por mais de uma década na série A e ter ganho uma Copa do Brasil, acho que faltou, ao longo do tempo, ações de marketing por parte da diretoria e melhor administração.

    Os clubes da Serra têm (ou tinham, sei lá) um potencial do caralho. Torcida relativamente grande história, rivalidade. Poderiam fazer parcerias, ações de marketing e montar um quadro social belezinha. Não aproveitaram.

  • 7. Atilio  |  02/02/2011 às 09:37

    O Esportivo também tá ruim de torcida. Quando eu era JOVENZINHO, entre os 10 e os 15 anos, eu ia quase sempre ao estádio da Montanha. Lembro dos embates nas quartas à noite, quando a arquibancada ficava cheinha, havia sempre mil pessoas assistindo qualquer jogo, por pior que fosse. Agora o time luta pra botar cem pessoas na arquibancada. Transferiram o estádio para longe da cidade, ninguém mais pode ir a pé e o sistema de ônibus é uma merda. Além disso, as forças políticas e econômicas (hotéis, restaurantes, indústrias, vereadores, jornais) ficam pagando pau pra Grêmio e Inter e suas pré-temporadas, o que mobiliza os jovens torcedores pra dar uma de tiete da dupla. O resultado é que tem mais gente disposta a ver os reservas do Inter num treino do que os jogos do Esportivo no estádio. E tem outra: rolava, no tempo em que eu trabalhava num jornal lá em Bento, histórias de falcatruas de alguns figurões da cidade em relação a empréstimos com e para o clube. Pode ser somente boato, mas tem efetividade, porque cansei de ouvir torcedores dizendo coisas do tipo: “Esportivo? Pfff! Aquela merda é só pro S. lavar dinheiro! Eu não vou mais em jogo!”

  • 8. Gabriel Severo  |  02/02/2011 às 09:39

    Depois do episódio do EXPURGO DA POLENTA o Juventude jamais foi o mesmo.

    No mais, lembro sempre de um Jaconi em um SERENO PERMANENTE, alguns caras com sinalizadores verdes, bola no fedor e gol de qualquer aleatório (RANDOM é muito melhor, mas não quis usar de anglicismos) careca do Juventude. E raiva. Raiva infinita desses caras que foram quase um marco dos nossos piores anos.

    Aí, enfim, 8×1 e nunca vou me esquecer do Fernandão naquele jogo, dando aula de como jogar com raiva, gana e indignação de quem ama e sabe o tamanho do clube que defende. Ponho o EXPURGO DA POLENTA na conta dele também, como grandes conquistas.

  • 9. Cunegundes Gullar  |  02/02/2011 às 09:39

    BATE NA MINHA BUNDA E ME CHAMA DE CABEÇA DE NAVIO

  • 10. Vinicius  |  02/02/2011 às 09:48

    sss sss sss sportivo! >>> famoso cantico dos polenteiros de bento.

  • 11. Norteña  |  02/02/2011 às 10:12

    Lá em Bento agora o negócio é Rugby!!!!

  • 12. rafael botafoguense  |  02/02/2011 às 10:51

    espero tudo de ruim prus polentero…e pro gilson nunes também.

  • 13. Eduardo  |  02/02/2011 às 11:11

    Fazer o que se o cara médio (eu disse médio, não todos) de Pernambuco prefere ver jogo do Flamengo (Flu, Vasco…) do que do Santa Cruz?
    O que as pessoas não percebem é que não interessa quantos torcedores o time tem, mas quantas pessoas assistem ao jogo daquele time. O Barcelona é mais valioso que o Real e tem menos da metade da torcida, porque gente no mundo inteiro assiste estes times.
    Por isso, por mais torcida que tenham estes times do NE, não tem dinheiro, e sem dinheiro não se faz time.
    Agora que serie D para o Santa é demais e que deveria haver uma copa NE, disso não há dúvidas.

  • 14. fontinatti  |  02/02/2011 às 11:20

    Minha torcida adotou como lema a frase: “É mais fácil o Galo desistir de mim, do que eu do Galo”. E olha que temos 40 anos sem titulos nacionais. Mas imaginar o Santa Cruz é impossível para mim e, sim, é claro, tem a ver com muita corrupção no meio futebolístico. Mas o Bahia saiu do fundo do poço (embore se bobear volta fácil de novo).

  • 15. catarina cristo  |  02/02/2011 às 11:30

    #12

    Eduardo, vc tá enganado.

    Apesar dessa ser a realidade na maioria dos estados do Nordeste, Norte, e Centro-Oeste, Pernambuco é uma exceção.

    Tem uma cultura forte de futebol e os três times enchem os estádios (próprios!) a cada jogo. Diferente da maioria dos estaduais do Brasil, o de Pernambuco é rentável: casa cheia, rivalidades, patrocinadores e um bem estabelecido programa de troca de notas ficais por vale ingresso, que tem até controle por cartão eletrônico.

    Isso tudo apesar de nenhum time do interior nunca ter ganho um titulo estadual. Mas temos o já glorioso Salgueiro classificado para a série B, mostrando que nosso interior também tem futebol.

    Outros dois estados onde as torcidas dos times locais são fortes são o Ceará e a Bahia.

    O problema do Santa Cruz é outro. Já já chega a hora da TOMADA DA BASTILHA.

    Saudações!

  • 16. catarina cristo  |  02/02/2011 às 11:34

    #14

    Fontinatti, acho que, pela sua conta, a torcida do santa é mais fanática quanto a do Galo. Porque estamos nessa, lotando o Arruda há décadas, sem NENHUM título nacional 🙂

    O Santa de costas para a gente, mas a gente não larga o osso!

    Saudações!

  • 17. Felipe (o catarina)  |  02/02/2011 às 11:39

    sério, eu fiquei DEPRIMIDO ao ver no Sportv que o Santa tinha perdido pro Náutico só pensando na tristeza da minha xará. Putaqueopariu, time enganador. Ser líder ganhando do Petrolina é fácil (tô acompanhando, viu?). Se bem que, sendo PhD em sofrimento futebolístico (11 anos sem ganhar um mísero catarinense), imagino que ela já esteja vacinada contra tudo isso.

    Torcida o Santa tem, e é torcida que vai ao estádio (e, consequentemente, compra camisa, produtos, enfim, apoia o time), não são aqueles bundas-moles que reclamam que o time da cidade deles é uma merda enquanto só usam camisa do Flamengo/Vasco/Corinthians/Palmeiras/etc. e pagam pay-per-view do Campeonato Carioca e Paulista. Imagino o quanto incompetente deve ser a diretoria do Santa pra deixar o time nesse estado.

    Catarina, espero, um dia, ver o Santa Cruz, o Paysandu, o Remo e todos esses times com torcidas sensacionais que estão caindo pelas tabelas e sendo substituídos pelos Grêmios Prudentes, Americanas e São Caetanos da vida, se encontrarem na Série A dos sonhos (aliás, se este fosse um país sério, o Paulistinha de 2011 seria proibido de ser realizado em nome da moral e dos bons costumes futebolísticos). O Baêa já voltou (desculpaê, Frãssiéu), faltam esses outros.

    De antemão, sugiro que o Santa seja instituído patrimônio histórico imaterial da Série A e tenha vaga assegurada em 2011 no lugar do… sei lá, Figueirense. haha

  • 18. catarina cristo  |  02/02/2011 às 11:52

    #16

    Hehehehe Felipe, aí não. Se a gente toma a vaga do Figueirense o time se acaba e vcs não vão ter de quem ganhar! Só não quero a vaga deles em deferência ao Avaí!

  • 19. catarina cristo  |  02/02/2011 às 12:09

    #12

    Eduardo, achei uma pesquisinha recente que confirma o que eu lhe falei.É se um instituto de pesquisa de uma faculdade local:

    http://www.ebafutebol.com.br/2011/01/30/instituto-mauricio-de-nassau-divulga-pesquisa-sobre-a-torcida-pernambucana/

    Saudações!

  • 20. Cunegundes Gullar  |  02/02/2011 às 12:54

    ESTOU NERRRRVOSO

    Eduardo, você dizer que os times do Nordeste não têm publico, não tem torcida, isso é uma grande palhaçada, o Santa Cruz por exemplo, tem torcida e torcida de curradores, de qualidade, de gente que ranca tampa de coco com o dente, gente que chuta tijolo baiano descalço, admiradores do verdadeiro fodebol-fodelança, diferente desses times europeus mamãe-me-arruma aí, merrmão, tu não sabe o que é lá na Fonte Nova, no Arruda, no Castelão, aquele povo suando e fungando no seu cangote, às vezes dá uma cosquinha na rabiola, é um negão atrás de você xingando o juiz e excitado, mas não tem pobrema, você deve ser das elites, você não passou pelo pobrema do confisco no Plano Collor
    as sacanage que nego faz com os times do nordeste hoje é a mesma coisa que o Collor fez com mainha, mainha ficou três meses saindo pra ir no motel com o oficial de justiça pra ele não levar nossa Fiat Elba financiada no Bamerindus
    quack

  • 21. Jader Anderson  |  02/02/2011 às 13:53

    “as sacanage que nego faz com os times do nordeste hoje é a mesma coisa que o Collor fez com mainha, mainha ficou três meses saindo pra ir no motel com o oficial de justiça pra ele não levar nossa Fiat Elba financiada no Bamerindus
    quack”

    ÉPICO

    AEHAEHAEHAEHEAHAEHAE

  • 22. Camilo  |  02/02/2011 às 14:16

    “Segue sendo uma pilha de concreto sem uso até que esse bando de doido (esse sim, um bando de doido!) lhe invada e cante, cante, cante. Como se cantar apagasse tudo que está errado a tanto tempo.”

    Mas esse final de parágrafo foi o MELHOR.
    Baita texto.

  • 23. Eduardo  |  02/02/2011 às 14:35

    Catarina, a pesquisa se refere a Recife, não a Pernambuco. Embora Recife, Salvador, Ceará e, pasmem, até Belo Horizonte tenham maioria de torcida local, nos respectivos Estados a maioria não se confirma, é para fora. Exceto SP e RJ, o RS é o único Estado que torce em maioria (esmagadora) para os times locais.
    De qualquer forma os estaduais do NE são rentáveis mesmo, acho que a copa NE daria muito certo, mas nunca serão clubes como do centro e talvez do RS, porque apenas essa torcida fiel é que assiste ao jogo. O cara médio, o cara comum, que fica em casa, não vai a jogo, prefere ver o Gordonaldo, o Dentuço Pilantra etc. Então a grana de mídia e patrocínio será SEMPRE mais baixa.

  • 24. Eduardo  |  02/02/2011 às 14:35

    Ops, quis dizer Fortaleza no 22, e não Ceará.

    ABS

  • 25. Eduardo  |  02/02/2011 às 14:42

    Vou enfatizar uma coisa que eu disse e está sendo mal interpretada: não ineteressa o número de torcedores, interessa quantas pessoas assistem ao jogo (claro que existe relação, mas não é direta). O exemplo que dei foi o Barcelona, que tem muito menos torcida que o Real mas uma marca mais valiosa, porque mais gente assiste as partidas (na TV). Os clubes do NE tem maior média que a maioria do país, incluindo Flamengo, Corinthians, Inter…
    Mas não basta, porque embora haja essa torcida fiel, o cara médio que fica em casa assiste a porra do Flamengo, e não o Santa. É só isso. Enquanto no RS, o cara que fica em casa assiste apenas Grêmio e Inter (maior venda de PPV do país é no sul, porque o gaúcho ou torce ou seca).
    Vocês estão se baseando em média de público, quando na verdade tem que pensar em quantas pessoas assistem ao jogo na TV. Aquele time de mocinhas do Santos, por exmeplo, um monte de cara Flamenguista, Coritnhiano, Sao Paulino, Fluminense… assiste, porque acha legal a canela do neymar ou quer saber a próxima comemoração dele.
    E é dai que vem o dinheiro, do público atingido, torcedor fiel ou não.

  • 26. col  |  02/02/2011 às 15:01

    Que o Santa arrume um Sonda da vida para contratar grandes craques e ser campeao da Libertadores.

    Serio, tenho um problema grave que os fisicos chamam de inercia. Varias coisas tem se mover ao mesmo tempo para que grandes clubes como o Santa Cruz saiam dessa.

  • 27. col  |  02/02/2011 às 15:02

    tem um problema

  • 28. catarina cristo  |  02/02/2011 às 15:12

    #22

    Eduardo, não tem torcida do Flamengo em Recife. Não formada por recifenses….

    Vc fala de preferir ficar em casa a ir no jogo. A maioria esmagadora dos jogos é no Recife, logo, a torcida do recife é a mais importante nessa conta. O pernambucano tem jogo no interior, mas os campeonatos nacionais, não.

    E o povo do interior, quando torce pra time de fora, torce pra um time de Pernambuco também. Assiste os jogos da Série A pela parabólica e se tiver jogo na cidade dele, vai pro estádio sim. Acontece que muitas vezes ele não tem opção.

    É só pegar os públicos do campeonato pernambucano pra ver que o povo vai pro jogo sim:

    http://www.fpf-pe.com.br/pdfs/pub_ren_a1_11.pdf

    Acredite, bicho, o povo lá torce pelo santa, sport e náutico. Não vai no estádio quando não tem jogo.

    O problema do Santa Cruz não é esse.

    Saudações!

  • 29. Junior  |  02/02/2011 às 15:56

    Uma pergunta para A Catarina (mas se O catarina souber, tb pode responder, por favor):
    Qual a renda per capita de Recife? Pergunto isso pode acho incrível Recife não ter nenhum time na Série A e Florianópolis ter dois, mesmo sendo uma cidade com uma população muito menor que Recife. Acredito que a renda per capita de Recife não deva ser menor que a de Florianópolis. Infelizmente, para vocês (e para o futebol brasileiro, porque a concentração no Centro-Sul dos times da Série A não ajuda em nada, bem pelo contrário) penso que o problema do futebol pernambucano é a péssima administração dos 3 clubes grandes, especialmente dos dois maiores, Sport e Santa Cruz.

  • 30. Paulo Torres  |  02/02/2011 às 15:58

    No Ceará, houve um resgate de Fortaleza e Ceará nos últimos 10-15 anos. No início dos anos 90, a torcida do Flamengo batia com os dois, e os demais cariocas tinham torcidas fortes. Parece que agora Leão e Vovô têm uma torcida maior, e “única”. (E em Belém vai se dando o movimeto oposto.)

    Quanto a Minas Gerais: é um estado bem grande, muitas cidades-pólo são mais próximas das capitais de estados vizinhos que de BH. E os times do interior aqui são uma inesgotável coleção de fracassos, mesmo times mais tradicionais como Tupi, Uberlândia e Uberaba alternam boas campanhas com longos períodos de ostracismo. O Villa Nova é mais ou menos constante e tem uma identidade forte, mas está a 20km da capital, em um município de apenas 70 mil habitantes.

  • 31. Rudi  |  02/02/2011 às 16:01

    Junior

    não sei dados de renda, mas o PIB per capita de floripa é cerca de 40% maior que o de recife… imagino que na renda seja mais ou menos o mesmo

  • 32. amaral  |  02/02/2011 às 16:03

    #22

    De fato. Sempre sobra muita gente em casa pra ver a série A e a Libertadores, que só têm times de RJ, SP e RS. Nunca vai ninguém: http://www.youtube.com/watch?v=cH7OoCSQk9g

  • 33. catarina cristo  |  02/02/2011 às 16:14

    #28

    Dois sinais de que vc entende de futebol pernambucano, Junior:

    1 – o problema do Santa é má gestão;

    2 – o Náutico é um time pequeno.

    Saudações!

  • 34. Rafael  |  02/02/2011 às 16:45

    Já vi uma pesquisa de torcidas em Pernambuco (no blog “olhar crônico esportivo”, infelizmente não achei o link) que dava em Recife quase 90% da torcida para os 3 grandes e, ao passo que avançava-se ao interior, a influência dos 3 diminuia e aumentava significativamente a do Flamengo…o que acontece é que o tal “cara médio” referido e o torcedor do interior só se importam com o grande local quando este está bem, o que os exemplos de Fortaleza e Belém confirmam…um problema de formação cultural enfim, o brasileiro médio é muito influenciável pelo que vê na TV…rs

  • 35. Rafael  |  02/02/2011 às 16:48

    E o Náutico é grande sim, já fui para Recife várias vezes e inclusive já assisti a jogos no Aflitos, um estádio bem bacana e com jeitão “copeiro”, sem contar as lindas frequentadoras que avistei por lá…rsrsrs

  • 36. Junior  |  02/02/2011 às 16:49

    Rudi, usei rapidamente o “gugle” para pesquisar a diferença entre a renda per capita das duas cidades e achei uma fonte não muito atual, de 2004.
    Em Floripa, a renda per capita é de R$ 11.071,00
    Em Recife, a renda per capita é de R$ 9.604,00

    Há uma boa diferença para Floripa, mas não tão grande que justifique Floripa ter dois times na série A e Recife não ter nenhum, com um dos seus grandes na Série D. Até porque, nos últimos anos, período não coberto pelos dados de 2004, com a era Lula (sem entrar no mérito político, é apenas uma constatação matemática) o Nordeste avançou economicamente. O problema é mesmo a má gestão.

  • 37. Rudi  |  02/02/2011 às 16:51

    Eu tinha visto dados do pib de 2008 na wiki (fonte nada confiável, eu sei, mas foi o que achei) só fiquei com preguiça de copiar, mas o pib per capita de recife era algo em torno de 14 mil ao ano e o de floripa 20 mil…

    mas realmente é pouca diferença pra justificar a questão esportiva, isso tá muito mais pra gestão mesmo

  • 38. Anônimo  |  02/02/2011 às 17:08

    brasileiro médio sou eu, com meus 13 cm

  • 39. Cunegundes Gullar  |  02/02/2011 às 18:28

    que se foda essa parada de PIB, coé, o que vale é fodebol e bola na rede

  • 40. Ernesto  |  02/02/2011 às 18:50

    #12

    Sempre vai aparecer alguém dizendo que a decadência se deve ao fechamento da coréia.

  • 41. Branco  |  02/02/2011 às 20:04

    O que o Eduardo escreveu sobre o Santos é verdade. O torcedor médio gosta de assistir jogos com gols ou pelo menos chances de gol. Por isso defendo que o próximo passo para o Inter, é adotar uma política de montar times mais ofensivos. Só assim será possível conquistar uma torcida maior fora do estado, algo que é fundamental para continuar fazendo frente financeiramente aos times do eixo RJ-SP em um futuro próximo.

  • 42. col  |  02/02/2011 às 21:15

    tolima perdeu 3 gols em 10 minutos.

    #40, discordo da tua ideia e da tua conjectura.

  • 43. col  |  02/02/2011 às 21:38

    Liverpool copeiro…..

    Hjfgdgndngfbngj

  • 44. gilson  |  02/02/2011 às 22:43

    rapaz, o Tolima é o BRASIL na LA hoje!!!

    AGUANTE!!!

  • 45. gilson  |  02/02/2011 às 22:44

    E tem outra, vou comprar uma camisa do Santa, é a minha contribuição.

  • 46. col  |  02/02/2011 às 22:45

    To Lima chocolateou. Velho Tite…

  • 47. Emedinapf  |  02/02/2011 às 23:14

    Bah, depois daquele gol pensei que ia rolar um mazembaco…

  • 48. Cunegundez Rodriguez  |  02/02/2011 às 23:33

    Caraleo, imprimam aquele post sobre os 5 passos pra ganhar a libertadores e mandem por correio para o Curinthia. Pela madrugada, vai jogar libertadores mal assim em belford roxo, quack!!!

  • 49. Cunegundez Rodriguez  |  02/02/2011 às 23:37

    O tite não eh ninguem sem o Fabio Baiano. Quack.

  • 50. Ernesto  |  02/02/2011 às 23:52

    Banca pagou hoje, hein gurizadinha. Sem choro quando ela for receber.

  • 51. Felipe (o catarina)  |  03/02/2011 às 00:10

    hilário o Ronaldo gordo daquele jeito, com um pescoço de 10m de diâmetro, reclamando do gramado.

  • 52. Eduardo  |  03/02/2011 às 00:55

    Chupa que é pomelo, col.

    Banca pagou o que ernesto? Boiei.

  • 53. catarina cristo  |  03/02/2011 às 07:39

    #44

    Gilson, se precisar de ajuda pra achar a camisa, tamo à disposição.

    Saudações!

  • 54. Marcio Melo  |  03/02/2011 às 10:28

    Os melhores e mais emocionantes textos são da Carina Toledo, e eu não sou torcedor do Santa Cruz.

    Torço pelo Vitória (hoje na segundona e campeão da ultima copinha do nordeste) e vejo essa questão dos times de pernambuco não participarem da copa do nerdeste com muito desgosto. Até o nosso rival que agora está na séria A depois de 7 anos também tá querendo sair.

    Como fortalecer um campeonato sem a participação dos times? Esperar o nordestão ficar bom pra entrar? Isso não existe.

    Sonho ainda com uma liga nordestina de clubes desbancando esses estaduais falidos que nós temos.

  • 55. Ernesto  |  03/02/2011 às 10:45

    #51

    Uma expulsão rídicula do jogador do Liverpool, quando estava 1 a 1. Minutos depois veio a virada. até então, no onze contra onze, estava um jogo encardido.

  • 56. fino  |  03/02/2011 às 11:12

    “ridicula”

    fala sério né ernesto..

    ou procura um oftalmo

  • 57. Evanderson  |  04/02/2011 às 07:51

    Vitória torcida de bundinha! Da-lhe Tricolor!! Esquadrão de Aço!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • Porque não chegaria à Libertadores. 5 hours ago
  • Fim também para o improvável Paraná 3x2 Atlético-MG, um grande jogo que vocês não previram. 5 hours ago
  • Bahia soma a taça de 2017 às de 2001 e 2002. Como em 01, ganha contra o Sport. Fez um baita jogo hoje, podia golear, mas Magrão foi enorme. 5 hours ago
  • ACABOU. O BAHIA É CAMPEAO DO NORDESTE PELA TERCEIRA VEZ. 6 hours ago
  • Juizão distribuindo cartões vermelhos pro banco do Sport. 6 hours ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: