Tatuagens bonaerenses

25/01/2011 at 05:00 27 comentários

Lendo um pouco da história argentina e atendo-se à cultura do país, percebe-se facilmente a propensão dos castelhanos para a eterna DICOTOMIA entre demolição e recontrução física e moral, bem como pelo HOBBY de bater panelas sempre que seus interesses são contrariados e por adotarem como um profissão de fé dos piquetes que nunca saem de moda.

Desde a independência, em 1816, é possível contar numa mão as décadas de relativa paz, harmonia e democracia. Das guerras civis entre unionistas e federalistas a BOMBARDEIOS na Plaza de Mayo e presidente abandonando a Casa Rosada de helicóptero, percebemos a índole EN LLAMAS dos castelhanos – e isso não necessariamente é EDIFICANTE, mas sempre surpreende.

Apesar dos milhares de turistas perambulando, os taxistas foram unânimes em afirmar que Buenos Aires está vazia. A maioria dos bonaerenses estava nas praias, apesar de naqueles dias o sol não estar sendo BENEVOLENTE para os rapazes de mullets e as gurias de sandálias de couro (uma febre) que se bandearam para Mar del Plata e adjacências.

Conversar com taxistas é sempre um bom termômetro para saber o que realmente sucede nas cidades. Eu puxava assunto perguntando pelo clube do coração, e então se colocavam a falar como se estivessem diante de uma plateia. O placar geral da preferência clubística entre taxistas apontou Boca (4), San Lorenzo (3), Racing (2) e Independiente e Vélez (1). Um senhor mais velho, talvez desdentado, certamente gente fina, afirmou que o verão é a melhor época para conhecer Buenos Aires. A partir de março, “la ciudad es un LOQUERO”, devido a piquetes, manifestações e disputas políticas.

Toda essa revolta pessoal, pública e latente está presente nas pichações e cartazes espalhados pela capital. Grande parte é dedicada a refregas políticas, apoiando ou esfolando La Penguina Kirchner, relembrando o falecido marido e presidente ou evocando mundos e situações de priscas eras. A Plaza de Mayo, por exemplo, é um eterno piquete, com ex-combatentes e outros inconformados praticamente transformando-a em moradia. Para termos uma ideia, em frente à residência presidencial estão colocadas permanentemente barreiras anti-protesto. Há, ainda, nas paredes e muros, HIERÓGLIFOS que primam pela poesia ou protestos nonsense, ao menos para os forasteiros.

Como muito me interessam os desatinos e a psicopatia das massas, não pude evitar de comprar um livro chamado La locura de los argentinos – Historias de un país furibundo y desmesurado. Como resistir a um título desses? Escrito pelo jornalista Miguel Wiñazki, se propõe a explanar sobre a “locura social como ataque de pánico masivo, la desorientación y la incertitumbre cotidianas“, através de uma descrição jornalística “del manicomio desatado em 2001“. Ainda não o li, mas pretendo compartilhar minhas impressões.

Fato é que persiste a impressão de que Buenos Aires vive num eterno ENTREVERO entre vieses políticos, em que a sombra do Peronismo, da Guerra Suja e a recente morte de Kirchner pairam nos céus em um redemoinho sem lógica. E esse desconforto está presente na população porque os argentinos têm maior conhecimento da história do país do que nós brasileiros – durante trinta minutos um comerciante da Calle Defensa me deu uma aula sobre a formação da Argentina e da América do Sul. Não queria vender nada, apenas explanar.

Além das disparidades ideológicas, também fica nítido uma espécie de dilema moral que PERPASSA a alma porteña. Ao longo das principais avenidas, saltam aos olhos os milhares de PANFLETÍCULOS afixados em placas e muros, certamente um eficiente veículo de PROPAGANDA para as donzelas da alvorada. No entanto, numa espécie de luta entre o PUDOR e a sacanagem, ao longo do dia é possível observar algumas senhoras e senhores de idade, aparentemente CIVIS, arrancando centenas desses papéis e jogando-os no lixo. Ou os entusiastas de uma vida VIRTUOSA se cansaram da cidade poluída pelo SEXO, ou então Buenos Aires vive uma verdadeira disputa de CARTÉIS do orgasmo negociado.

Aliás, para quem estava acostumado a observar o nada sutil universo da Avenida Farrapos causa supresa notar que muitas CASAS DE TOLERÂNCIA apresentam uma fachada discreta, sem HOSTESS chamativas atacando possíveis clientes nas calçadas. Jantei duas vezes em um lugar frequentado também por algumas experts em prazer, e só percebi isso pela segunda vez, tamanha a discrição das raparigas.

É óbvio, no entanto, que os estabelecimentos precisam de uma forma de divulgação, e o PELVIS Cafe Bar ostentava um toldo em que se lia “Pelvis Pelvis Pelvis” numa clara intenção de comunicar um sugestivo looping pélvico aos marmanjos desocupados. Mas, aos libertinos, cuidado: segundo o site, há pelvis para todos os gostos e de todos os dois gêneros. Descobrir que também de depravação se constitui a Argentina me causou certo alívio. Afinal, nem só de gols de mão, passeatas e bifes de chorizo podem viver os homens.

Saudações,
Douglas Ceconello.

Anúncios

Entry filed under: Pela América.

Los de Abajo – G.E. Bagé Para deflagrar a refrega

27 Comentários Add your own

  • 1. Gabriel Severo  |  25/01/2011 às 07:58

    “Looping pélvico”

  • 2. Carlos  |  25/01/2011 às 08:31

    Bah, qto será uma bimbada nesse Pelvis?

    Bs. Aires é a fudê. Pena q a Argentina decai e decai e decai…

  • 3. Carlos  |  25/01/2011 às 08:35

    Bah, pior q só tem baranga nesse lugar. GOSTEI.

  • 4. fino  |  25/01/2011 às 09:01

    auhauhauhauhauhauhauhauhauhauhauhsds

    não li o texto ainda… só entrei no site depois de ler esse comentário bisonho do tanque sd,fasfdkasfdasd

  • 5. emedinapf  |  25/01/2011 às 09:52

    Bah, pior q só tem baranga nesse lugar. GOSTEI. (2)

  • 6. Eduardo  |  25/01/2011 às 10:13

    belo texto. Buenos Aires é muito bacana.
    e como menciona o Carlos, decai, decai e decai… porém ainda é mais seguro que o centro de Porto Alegre.

  • 7. Prestes  |  25/01/2011 às 10:51

    “nem só de gols de mão, passeatas e bifes de chorizo podem viver os homens”

    ushduashuashdasuhasuh

  • 8. marlon  |  25/01/2011 às 11:36

    melhor texto, melhores fotos e melhores comentários.

    acho que passei várias vezes na frente (ui) dessa Pelvis, mas nem notei. mas realmente, só tem desgraçada. não curti.

    uma das coisas que me impressionaram em BsAs foi a quantidade de estórias sobre Evita e os militares (por exemplo, que uns generais e coronéis roubaram o corpo dela, que ficou na casa de um deles sendo adorado e quizás conhecido biblicamente por meses) e sobre EL INOMBRABLE, que construiu aquele megamosque no meio da cidade, lucrou BICHONES vendendo armas pra Irã, Síria etc., e estava por trás do atentado à associação judaica.

    y laputamadrequemeremilparió, como são GOSTOSAS as porteñas. e lá tem Stella Artois de LITRO por 3 pila. como não amar uma cidade assim?

  • 9. Caio Brandão Costa  |  25/01/2011 às 12:01

    “y laputamadrequemeremilparió, como são GOSTOSAS as porteñas. e lá tem Stella Artois de LITRO por 3 pila. como não amar uma cidade assim?” (2)

    Fui duas vezes ano passado e teu texto organizou o que estava em estado impressionista na minha cabeça. Saudade de lá. A diferença é que minha pesquisa apontou dois taxistas rojos, um xeneize, um azulgrana e um millonario. Em compensação, conheci duas muy guapas racinguistas – mas em Mendoza.

  • 10. Observador  |  25/01/2011 às 12:41

    Pra pegar essas argentina, gostosas, só falando inglês. É o charme de se entregar ao “inimigo” eterno

  • 11. arbo  |  25/01/2011 às 14:11

    hhuahuaha gostei dessa dúvida atroz:
    “Ou os entusiastas de uma vida VIRTUOSA se cansaram da cidade poluída pelo SEXO, ou então a cidade vive uma verdadeira disputa de CARTÉIS do orgasmo negociado.”

  • 12. rafael botafoguense  |  25/01/2011 às 14:37

    quem é o SANTO GRIAL DO ROCK N ROLL ANIMAL (ahahahaah) ?

  • 13. Godo  |  25/01/2011 às 17:03

    Hey de conhecer o PELVIS.

  • 14. Anônimo  |  25/01/2011 às 17:50

    Nada a ver com o assunto do post, mas acabo de acessar o site do NACIONAL QUERIDO do Paraguai e infelizmente o site está mudado.

    Ficou mais moderno, com um visual mais limpo…mas infelizmente não possui mais seus famosos PODERES TRANSCENDENTAIS

  • 15. Rudi  |  25/01/2011 às 17:53

    http://www.nacionalquerido.com?

    aqui igual ao que era antes…

  • 16. Titi  |  25/01/2011 às 18:05

    “Além das disparidades ideológicas, também fica nítido uma espécie de dilema moral que PERPASSA a alma porteña. Ao longo das principais avenidas, saltam aos olhos os milhares de PANFLETÍCULOS afixados em placas e muros, certamente um eficiente veículo de PROPAGANDA para as donzelas da alvorada.”

    Nos telefones publicos tambem!

    Muito bom o texto.

  • 17. Norteña  |  25/01/2011 às 20:10

    “sem HOSTESS chamativas atacando possíveis clientes nas calçadas”

    Belo trocadilho. Ai Ceconello, vai dar uma escapada pra Montevideo para nos secar amanhã?

    Na fase que estamos acho que nem precisa.

  • 18. douglasceconello  |  25/01/2011 às 20:15

    Sim, Titi. Também vi nos telefones, na boca da botija, pra aproveitar a INTREPIDEZ dos andarilhos embriagados. sudhfsd

    Desta vez, achei meio CARA a ceva. Talvez não tenha procurado direito, mas uma quilmes tá saindo cerca de OITO reais em muitos lugares.

    A comida, em compensação, é muito barata, boa pra caramba e os pratos são bem FORNIDOS.

    Pretendo colocar aqui um comentário com algumas DICAS. Às vezes interessa quem viaja para lá porque a oferta de lugares para lá é NABABESCA. De início, posso dizer que em San Telmo vale a pena ir no VIEJO GOMEZ e no El Desnivel, duas parrillas de CATEGA. Na Córdoba, acho que número 400 e pouco, há o LA BARRA, com uma ceva mui gelada e um bife de chorizo excelente e um velho que nunca lembra dos pedidos (história viva ns).

    Aqui o site do QUERIDO continua DESLUMBRANTE.

  • 19. Eduardo  |  25/01/2011 às 21:31

    La brigada, San telmo.
    Melhor bife de chorizo da minha vida e cheio de camisetas de varios times, inclusive grenal.
    Só perde pra Scarlet, que toquei mas nao comi. 🙂

  • 20. marlon  |  25/01/2011 às 21:41

    Cavenaghi e Bolatti llegando.

    pra ficar um time realmente CARCAMANO COPERO, volta Fossatti – e Berlusconi pra comandar as reformas do Beira e a área de divertimento do clube.

  • 21. marlon  |  25/01/2011 às 21:48

    pra quem interessar possa, tem umas 3 quadras – che, pior que não lembro em que parte de BsAs está… acho que era em Palermo Viejo – só com MOTEIS chinelos, mas ACONCHEGANTES e cheios de FOLK-LORE. do lado de umas boates da moda.

  • 22. Anônimo  |  25/01/2011 às 23:04

    Re 15 e 18:

    Este é o site oficial do NACIONAL QUERIDO
    http://www.clubnacional.com.py/

    O site com incríveis poderes transcendentais não é oficial.

  • 23. douglasceconello  |  25/01/2011 às 23:35

    Sim, o site mortal é o de la HINCHADA ACADÉMICA.

    Esse outro, o “oficial”, eu nunca li.

    hduasdas

  • 24. Carlos  |  26/01/2011 às 08:45

    Quem for lá, apareça no KANSAS, no hipodromo…é restaurante de bonitão, mas é bom pra caraio e não é tão caro…

  • 25. Francisco Luz  |  26/01/2011 às 12:13

    Quase todo taxista em Buenos Aires é hincha do San Lorenzo. Um dia vou entender isso.

    E baita relado da cidade, CECCO.

  • 26. douglasceconello  |  26/01/2011 às 15:51

    Anotarei todas as indicações para outra viagem, que espero que não demore.

    Eduardo, lembro que tu falou deste lugar e recomendou que eu aparecesse. Não fui, mas está guardado na MENTE.

  • 27. Eduardo  |  29/01/2011 às 07:36

    Vale a Pena mesmo.
    Tem tb o Downtown Matias, pub, varios sites pelo centro, pra quem gosta de uma boa cerveja. A local, caseira, é boa demais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: