Um bando de gurias jogando

23/12/2010 at 05:00 20 comentários

A frase do Marcola ainda ecoava na minha cabeça quando encontrei Bruna e Brenda rumo ao estacionamento. “Nós parecemos um bando de gurias jogando”dissera ele, entre risos e bulícios de vestiário pós-jogo. A graça da sentença, porém, logo evaporou-se e a fria realidade despencou sobre o time feito nuvem petrificada.

Nada contra o futebol feminino. Pelo contrário. Sempre sonhei ser massagista nesta bela categoria do esporte popular. Mas um bando de gurias jogando… Nós? Feito mulherzinhas correndo atrás da bola? Cara, essa doeu. Nem nas interséries do colégio eu ouvira uma condenação analítica tão cruel. E perfeita.

Em poucos dias enfrentaríamos os caras de Loreto pela terceira vez, na clássica peleia de FIM DE ANO. Guardávamos duas derrotas na bagagem. Uma incipiente rivalidade já se formara, com piadinhas e provocações mútuas. Só mesmo os poderes METAFÍSICOS do macarrão colonial, do churrasco na brasa e da cerveja gelada, depois dos jogos, para amenizar qualquer desavença.
A partida é sempre na casa deles. Nós não temos casa. E a casa deles é linda. Como o futebol, clássica metáfora da existência humana. No microcosmo do gramado, tensão, humor, leveza, glória, êxtase. Quatro linhas, mil destinos. Começava o jogo eu ainda ali filosofando.

“Pega, pega!, não sobe, olhas as costas!”, gritava o professor Juarez. Na zaga Moisés, com seu CAJADO imaginário, rechaçava pelo alto os ataques loretenses em cabeçadas bíblicas. Cássio era seu comparsa na arte peculiar da DESTRUIÇÃO. Com seguras intervenções Bratiola, o ARANHA NEGRA, fazia brochar o ímpeto adversário. Na lateral direita o Luís, galo cinza do JIU-JITSU, não deixava nenhum gringo de pé. Eu mostrava minha cátedra oriunda do FUTEBOL DE RUA pela esquerda, até o limite da resistência óssea. Senti falta de algum meio-fio, para engrenar uma tabelinha.

Aos poucos nosso meio campo, verdadeira USINA de arte, desfilava toda sua magia boleira. Deivi e Tarciso confeccionavam jogadas envolventes, resguardados pelo cerebral LÜBECK, o zagueiro bandido, nossa contratação de impacto da fronteira. Tudo com a ajuda luminosa de Sandro e GIBA-JIBOIA, o meia mais liso do futebol gringolês interiorano.

A gurizada atuou na frente: Gui THE FLASH, Biga, Andrigo.“Vamos botar uma correria pra cima desses véio”, planejavam João Pedro e Sadi, que entrariam no decorrer da CARNIFICINA. Não jogaram nada, mas suas catimbas castelhanas deixaram Loreto nos nervos.

Acontece que o frescor da juventude não era privilégio nosso. Dois piás que pareciam ter tomado PÓ DE MICO nas veias azucrinavam nossas sólidas posições, a cada 40 segundos. Então o lance capital: pênalti pra nós. O zagueiro Loretense defendeu com a mão. Até um juiz japonês míope expulsaria o jogador, além de marcar a infração. Mas o bosta caseiro não deu nem amarelo! Interesses OBSCUROS surgiam contra nosso grupo. Deivi bateu com frieza e ESTUFOU OS CORDEIS da cidadela de Loreto. Nossas garotas deliravam na arquibancada.

Naturalmente chegamos ao 5 X 3. Perdíamos gols como um marido perde bens no processo de divórcio. Um atrás do outro. Professor Juarez mergulhava à beira do campo, incrédulo. Loreto acusara o golpe. Estávamos no segundo tempo quando os efeitos de uma remota vida BOÊMIA e errática se abateram sobre o time. Cansamos. Dei um pique para cobrir Lübeck (sem trocadilho) e me senti como saído de um ESPETO CORRIDO. Sandro foi disputar uma bola pelo alto e sua impulsão não passava de MEIA GILETE DEITADA. Resultado: sofremos três gols em dois minutos. A esquadra loretense virava o jogo sem percalços e imprimia boa folga no escore.

Logo depois o bosta caseiro apontou o centro do gramado. The end. Mais um jogo sem vitória. Tranquilo. Ao menos ninguém pode nos chamar de irregulares. Uma derrota sim, mas uma derrota com AUTORIDADE. Estamos perto da glória inaugural. Até a imprensa esportiva já reconhece.

Agora, chato ficou para os caras de Loreto. Quase perderam pra nós, que parecemos um bando de gurias jogando.

Texto enviado por Tiago Sozo Marcon

Anúncios

Entry filed under: Colunas, Literatura.

O Cu da borboleta pisca Os escolhidos para vingar as Malvinas

20 Comentários Add your own

  • 1. asdf  |  23/12/2010 às 07:36

    Dentuçénosso.

    Rá.

  • 2. Lucas Cavalheiro  |  23/12/2010 às 08:00

    Belo texto, boas imagens.

  • 3. Tiago Marcon  |  23/12/2010 às 08:55

    Loreto é uma comunidade do interior de Caxias do Sul, com igreja, salão de festas da paróquia, campo de futebol…Lá se disputa o gringobol, uma variante do futebol. No gringobol, por exemplo, é permitido jogar descalço (a unha do dedão comprida proporciona chutes violentos) e usar a tobata para dar carrinhos. Polenta frita antes do jogo é considerado dopping.

  • 4. dante  |  23/12/2010 às 09:32

    #2: aqui não abriu as imagens. açlskfas90gfu

    lübeck, grande zagueiro.

  • 5. Vizzotto (Goleiro)  |  23/12/2010 às 09:48

    Ahhh essas peladas no Interior!!
    Bom tempos…..

  • 6. Jader Anderson  |  23/12/2010 às 10:13

    Bah nao abriu imagens aki tambem

  • 7. Tiago Marcon  |  23/12/2010 às 10:47

    rsrsrsrs
    eu acho que o Lucas se referiu a imagens que o texto evoca…
    acho!

  • 8. Gabriel Teixeira  |  23/12/2010 às 10:57

    O cara quando é fotógrafo lê o texto e fica pensando no melhor ângulo da foto, daí na hora de comentar fica falando que as IBAGENS (ns) tão ótimas.

    Bom texto.

  • 9. matheus furtado  |  23/12/2010 às 11:18

    IBAGENS, EU QUERO IBAGENS

    grande texto, essas peladas formam o caráter.

    Sobre o RG, se o Gremio ta pensando na contratração dele como jogada de marketing, contratem o Kidiaba logo.

  • 10. Eduardo  |  23/12/2010 às 15:04

    Com a grande diferenca que o gorducho PODE, se resolver jogar, decidir muitas partidas
    Enquanto isso, o michael jackson lah soh decidiria GREnal.

  • 11. douglasceconello  |  23/12/2010 às 15:07

    Nunca acaba a minha saudade de ficar SEIS HORAS jogando bola.

    Hoje não há tempo e eu não consigo nem caminhar.

    ushdus

  • 12. arbo  |  23/12/2010 às 16:42

    ótimos textos, este e o do stedile&thalles

  • 13. Anônimo  |  23/12/2010 às 17:40

    http://www.clicrbs.com.br/esportes/rs/noticias/default,3151960,Foto-Grupo-de-gremistas-publica-outdoor-para-brincar-com-derrota-colorada-em-Abu-Dhabi.html

    como gastar 2.000 pra gozar com o pau africano alheio…

    Lanchonete

  • 14. douglasceconello  |  23/12/2010 às 20:11

    Grendene ou Sirotsky?

    ashduas

  • 15. Anônimo  |  24/12/2010 às 07:35

    Porra, li o 13 e pensei: “mas eu não postei isso!”

    Fora meu alter-ego colorado.

    Sanchotene

  • 16. Anônimo  |  24/12/2010 às 07:35

    O texto está muito bom. O final é sensacional.

  • 17. Anônimo  |  24/12/2010 às 07:40

    Re 14

    Nem precisa ser, Ceco. Foram 1700 reais divididos entre 50 malucos. Dá TRINTA E CINCO reais para cada um. É menos que a mensalidade do clube…

    Sanchotene

  • 18. Anônimo  |  24/12/2010 às 07:42

    Para encerrar.

    Re 13

    Ah! As delícias do voyeurismo…

    FELIZ NATAL!

    Sanchotene

  • 19. douglasceconello  |  24/12/2010 às 10:45

    É, Sancho, a publicidade não é mais a mesma (ns)

  • 20. bertagna  |  24/12/2010 às 11:18

    Já não basta cortarem a sagrada cerveja nos estádios ? O meu Grêmio nunca mais foi igual depois disso, daí fica aquele bando de sujeito ansioso no Mercadinho Santo Antônio, sentado nas grades forradas com Zero Hora velha, enchendo os tubos antes do jogo porque vai ter que aguentar 120 minutos na seca ! Já pensou o Ronaldinho Gaúcho se encaminhar prá cobrar uma falta na entrada da área, num Grenal que tá zero a zero e tu não poder nem bicar a Polar meio quente que vendem(vendiam) nos bares do Olímpico ? Como diria o alemão batata, vatzfuden.: http://t.co/clEFJVm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • E o glorioso São Bento chegou à Série B nacional aos 104 anos de vida. 32 minutes ago
  • A corrida pelo título brasileiro é basicamente a lebre Corinthians tirando uma soneca enquanto 4 ou 5 tartarugas se aproximam lentamente. 39 minutes ago
  • No fim das contas, o Corinthians pode até despencar, mas o verdadeiro perseguidor é outro. 41 minutes ago
  • Já garantiu dois e tem um terceiro (CSA) com tudo na mão. E também o Confiança vivo, ainda que precisando de façanha. 22 hours ago
  • Nordeste pode ser a primeira região a subir mais que 2 times juntos em uma edição da C, desde que adotaram a fórmula atual (2012). 22 hours ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: