Mais que um título tricolor se ganha na casa do adversário

07/12/2010 at 15:52 25 comentários

Com alegria incontida (diria eu diarréica) vos dirijo essas linhas mal traçadas, já que infelizmente não sei traçá-las de outro jeito. O título que os fluminensos ergueram domingo foi, todos sabem, PROTOCOLAR. Não obstante o ABACAXI INVERTIDO que cada torcedor tenha que ter parido, sabemos que cada conquista (ou quase conquista) do Fluminense tem em quê de suspense. Mais ou menos sofrida, a derrota (ou vitória) teria vindo depois de 90 minutos de muita EMOÇÃO, pois o Fluminense é um time assumidamente cunegundiano e não se prestaria a definir as coisas em 15 ou 20 minutos (coisa de gentes imberbes).

Escrevo à massa impedimentense que não sabe que em 1984 um tricolor (este) assistiu à conquista do bicampeonato estadual do FAMIGERADO (à benção Guimarães) estado do Rio de Janeiro na casa de seu tio flamenguista e, surpresa geral: esse tio não guardava RELAÇÃO com Tio Orestes. Poucos sabem que naquele jogo Edinho tirou uma bola embaixo já dos três paus, e que embora o Flamengo tenha sido um time mais atrevido, o Fluminense teve a virtude das carmelitas e manteve-se imaculado. Na volta do segundo tempo os flamenguistas abusaram de estratégias COPEIRAS e perpetraram um atraso de 15 minutos, deixando o escrete tricolor ser saudado pela MASSA de gente que costuma (mas estão perdendo o jeito) se dirigir ao Maracanã em eventos envolvendo o Flamengo. Pois bem, depois de papo-vai-papo-vem, aquele SUSPENSE já conhecido, eis que Assis vaticina o CABEZAZZO e dá números finais ao confronto, já nos quartos finais da encenação. Aqui cabe uma menção à vó Marinha, que dizia que cada leitoa tem 6 quartos, o que quer dizer que estávamos já no QUINTO ou SEXTO quarto daquele jogo. E era só mais um título do tricolor que estava escrito 10 minutos antes do Big Bang.

Mas continua a pergunta: que diabos intentou-se dizer com essa PORRA de título? Esse mesmo autor pode explicar: é que na fatídica noite de 05 de dezembro de 2010, estava este BÊBADO novamente na casa do rival mor. Tal qual aquele joguinho de dados e cartas, todos HÃO de concordar que o CRUZEIRO é que era o MORDOMO com o CANDELABRO na COZINHA e iria cometer o CRIME, assim se DESCORTINOU o caso nos minutos derradeiros. Ao contrário das aparências que apontavam para o podre tio corinthiano. E revelo a todos: estava este desassossegado escriba na casa de UM seu cunhado cruzeirense (já que são dois) e viveu momentos de contida torcida contra o PRÓXIMO ao final das pelejas dominicais (coisa que faria o filósofo Jesus balançar seu dedinho em reprimenda).

Pois eis que ao final por todos conhecido do jogo de domingo, assim como 27 anos atrás, deu-se o sublime milagre (referencie-se nosso cronista-TORCEDOR mor): os anfitriões portaram-se com impoluta nobreza. Há uma virtude em ser passional e irracional e imitar bactérias e fungos saprófitos, concedo. Mas poucas coisas são mais comoventes que o reconhecimento da alegria do outro, da cumplicidade, e do bem-querer SINCERO do próximo. Pois eu vos digo que muito chorei (e mais ainda me embebedei) pelo título que não via desde moleque, e não escondo que aguardava esse MAL-FEITO (Dilma, 2010) há muito. Mas me arrefeceu o ímpeto a proximidade de evento que denota a HUMANIDADE das gentes que ainda se vêem por aí ao ir e vir, e NÃO SÃO POUCAS. Pois se o futebol é um fenômeno que envolve de quase tudo que há bom e de mal num bicho Homo Sapiens: suspense, superação, liderança, ciúme, tramóia, TRAIÇÃO, cinismo, sarcasmo, autoconfiança, força física, força psíquica, MALAS COLORIDAS, sacripantagem, sexo, drogas, rock n’ roll e outros quetais, resta o sentimento de realização contínua da eterna MISSÃO dos homens no mundo.

Pois se nos tentam a todo custo tirar o futebol com arbitragens sinistras e Copas nas Luas de Saturno, respondemos com os sorrisos e abraços da superação das coisas, da realização e contemplação do BELO e SUBLIME (abraço, Schopenhauer).

Obs: ou muito me engano, ou domingo aconteceu uma INVASÃO do Serra Dourada, o que acaba por banalizar tais eventos e relativizar a humilhação tricolor por ter tomado parte em eventos do tipo.

Obs2: a partir da hora que acabou o jogo, muito choveu na metrópole de Pouso Alegre. Isso deve significar alguma coisa.

Obs3: é claro que temos que escolher uma trilha sonora para este evento.

Texto enviado por Gilson Alves

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

Loncha García, o intransferível do Defensor O Diabo está morto

25 Comentários Add your own

  • 1. arbo  |  07/12/2010 às 16:36

    parabéns, gilson!

    um dos gols q mais comemorei, sem contar os do grêmio, foi aquele do washington contra o sp, no apagar das luzes. aproveite o título! e volte a escrever…

    [acabo de mandar um texto pro ceconello onde tbm consta “sapiens”, “quetais” e uma referência ao discípulo desgarrado e bigodudo do CHOPP & HAUER. não me leve a mal.]

  • 2. Luís Felipe  |  07/12/2010 às 16:51

    muito massa!

    escreva sempre!

    a história do Fluminense é daquelas que daria um filme muito ruim – como assim, quase rebaixado e campeão no ano seguinte?

  • 3. Vizzotto (Goleiro)  |  07/12/2010 às 17:09

    Justo Campeão!!!

    E eu escutei na academia, hoje, que o Muricy é burro!
    HUahauhauhauahuahuahuahahuahuahu

    No mais, Indepiendente Copará!

  • 4. Luís Felipe  |  07/12/2010 às 17:17

    alguns colorados têm uma bronca inacreditável com o Muricy.

  • 5. TRICOLOR  |  07/12/2010 às 17:24

    Viram os torcedores uruguaios que seguem o Fluminense messianicamente?

  • 6. Anônimo  |  07/12/2010 às 17:28

    quem espera sempre alcaaaaaaaançaaaaa

  • 7. Flávio  |  07/12/2010 às 18:25

    Belo texto, faço apenas uma retificação: em 1984, Edinho já estava na Udinese. O becão salvador deve ter sido Ricardo Gomes ou Vica.

  • 8. Cícero  |  07/12/2010 às 19:03

    #4
    isso aí é coisa da imprensa azul.

    belo texto.
    agora to só querendo ver quantas mariaschuteiras o Ricardo Berna vai ter matado até o fim do ano que vem !

    Independiente BROCARÁ.

  • 9. Cícero  |  07/12/2010 às 19:05

    é inacreditável imaginar um time com FERNANDO BOB, RICARDO BERNA, TARTÁ e outros nomes de vídeo-game sendo campeão do brasileiro.

    só faltou o ALLEJO.

  • 10. Felipe (o catarina)  |  07/12/2010 às 20:04

    não tinha um Gilson que torcia pro América-MG? É o mesmo?

  • 11. gilson  |  07/12/2010 às 20:33

    Catarina, nutro grande simpatia pelo Coelho, assim como pelo Vila e Caldense. 🙂 Se pans até que sou eu mesmo

  • 12. gilson  |  07/12/2010 às 20:36

    #1 que qué isso arbo, não esquente você.

  • 13. Anônimo  |  07/12/2010 às 21:32

    Sem querer estragar a merecida festa do Gílson (Muricy joga com o regulamento debaixo do braço), mas trocando para assuntos mais importantes, como a final de amanhã:

    ¡OOOOOOOOOOOOOOOH!
    ¡¡¡QUEREMOS LA COOOOOOOOPA!!!
    ¡Vamos! ¡Vamos, vamos, Rojo! Que este miércoles, te quiero ver ganar…

    Ademais, o rBloGreNal chega à edição de n.º 200.

    Sanchotene

  • 14. gilson  |  07/12/2010 às 21:34

    #7 Flávio, é bem possível sejam memórias misturadas de 83 e 84, tinha 6 e 7 anos naquela época, e não procurei ver o jogo de novo desde então… mal ae qq coisa.

  • 15. Felipe (o catarina)  |  07/12/2010 às 21:50

    #11

    ah, ok, achei que eu tava ficando louco. Outro dia é que descobri, p.ex., que Ernesto e Eduardo não são a mesma pessoa. Jurava que Ernesto era o gremista dos EUA.

    no mais, parabéns pelo título. Muito merecido.

  • 16. Ernesto  |  07/12/2010 às 22:24

    Eduardo é gente fina. Pena que é fã irracional do Ganso

  • 17. Eduardo  |  08/12/2010 às 06:08

    #15
    Seria mais fácil confundir o Ernesto com o Guilherme… afinal, ambos, na maioria das vezes (para ser justo), são bem críticos em relação aos seus times… meu caso, já é diferente, pois sou geralmente otimista… por exemplo: CAI 4 x 1 GOI e um pack de GUINNESS.

    #16
    e pior é que isso é verdade. [me refiro a parte do fa irracional do Ganso]. na parte do “gente fina”, há muitos que discordam… entre eles, meu chefe.

  • 18. Felipe (o catarina)  |  08/12/2010 às 07:51

    #17

    eu sei, foi uma questão de nomes. Eu associava “o gremista dos EUA” ao nome Ernesto, não sei o porquê.

    mudando de alhos pra bugalhos: a Redigrobo vai transmitir Rojo x Goiás hoje ou vamos assistir a, sei lá, Duro de Matar 5.0? Alguém sabe?

  • 19. Eduardo  |  08/12/2010 às 08:08

    Band e sportv pelo que li por ai.

  • 20. Alexandre N.  |  08/12/2010 às 09:29

    Gilson,

    Sobre o seu texto, só digo uma coisa: DJÊNIAL!!!!!!!

    E cagalhos, eu também torço pro Coelho. Agora é torcer pra que a maldição do Muricy tenha ficado lá pelas bandas de São Paulo, pois a Liber do ano que vem é nossa!!!!!

  • 21. Álisson  |  08/12/2010 às 09:53

    Muricy e Libertadores são duas coisas que não combinam.

    Mesmo assim, eu sou muito fã do cara, e acho que o Inter já devia te-lo contratado de novo há algum tempo.

  • 22. Anônimo  |  08/12/2010 às 10:06

    Re 18

    A Globo irá de filme para a rede:

    22h – Cinema Especial: Caixa 2

    http://redeglobo.globo.com/programacao.html

    Para mudar a mentalidade, tinham que tomar um TUFO na audiência. A RBS TV, pelo menos no RS, passará a final.

  • 23. Cunegundes Hernandes  |  08/12/2010 às 10:46

    tio orestes sempre me protegeu dos rojões no maracaná, ele fazia cabaninha pra eu fazer xixi, quack

  • 24. Felipe Z.  |  08/12/2010 às 15:21

    Bah, estou entre os colorados que tem bronca com o Muricy!

    Se o Flu almeja algo na LA2011 que demita ele o quanto antes.

  • 25. Tricolor 2010  |  19/12/2010 às 17:12

    BORA NENSEEEE!!!!!!!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • @germano_mergel Mas o apito parece ter vindo antes do chute. Mesmo assim, enorme sacanagem depois de ter deixado a… twitter.com/i/web/status/9… 17 hours ago
  • Aliás, tragédia de arbitragem. Deu acréscimo até empatar (OITO MINUTOS, e tinha pedido 6) e acabou o jogo quando o Brasil ia meter o 3º. 17 hours ago
  • Sub-17 é para revelar gente, não para vencer. Mas ganhar de virada da Alemanha é um bom REFÚGIO MORAL para mostrar que NEM TUDO ESTÁ PERDIDO 17 hours ago
  • Gigantesca recuperação do clube. 1 day ago
  • Desde 2009, CSA ficou 3x sem divisão. Chegou a cair à Segundona AL. Termina 2017 com o 1º título nacional de AL e voltará à B após 26 anos. 1 day ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: