Nada que vá mudar sua visão de mundo

03/12/2010 at 12:00 16 comentários

Sou toda coração, disse enquanto me encarava num café no centro de Porto Alegre. Perdi o tesão na hora e arrumei uma forma de ir mais cedo pra casa. Sentimentos em excesso me dão urticária. A ImpedCopa se aproximava e não queria desperdiçar energias.

Além de suar feito uma porca no cio correndo atrás de uma bola que tem rabo no nome até conseguir ter câimbras por todo o corpo inclusive no cotovelo, de Porto Alegre ficam as galegas de nariz empinado, óculos de perua e cachorrinhos sem coleira. Só cavala horse, padrão Beverly Hills, diria o poeta sepeense.

Mas o tempo passa, o dinheiro do FGTS acaba e chega a hora de voltar.

Alagoas me recebe com Renan Calheiros confirmado por mais oito anos no senado e os dados do IBGE informando que somos novamente o campeão em mortalidade infantil, com 46 mortes para cada mil nascimentos.

Para completar, o mar de dívidas em que o CRB se afoga chegou ao ponto de por a leilão o estádio da Pajuçara e, vejam vocês, penhorar a própria marca. Isso mesmo. A marca CRB não pertence mais ao CRB e sim ao ex-funcionário Daniel José dos Santos. Falando em funcionários, os que ainda se mantém no clube estão recebendo cestas básicas no lugar dos salários atrasados. “A situação já passou dos limites humanos, está insustentável. Muitos aqui estão vivendo de doações dos familiares e amigos. Recibos de luz e água atrasados provocando o corte desses fornecimentos. Não é fácil para o pai de família ouvir o filho pedir um lanche e não ter condições de atender esse simples pedido. O sofrimento desse ano está superando o do ano passado. Mais uma vez, somos nós que ficaremos no prejuízo”, disse um funcionário regatiano.

Com 98 anos completados no último dia 20 de setembro, um dia após fugir do rebaixamento para série D do nacional na última rodada da Terceirona, ostentando apenas um título estadual nos últimos 15 anos, o CRB fecha o ano de 2010 com uma dívida orçada em oito milhões de reais. Nada mal para um time que, enquanto esteve disputando a série C, tinha uma receita mensal de R$ 51 mil e despesas no valor de R$ 160 mil. Ou seja, um déficit de R$ 109 mil por mês.

Eleições presidenciais foram convocadas para o próximo dia 16 de dezembro, mas ainda não se sabe se haverá alguma disputa ou somente a aclamação protocolar do candidato da situação.

Talvez fosse o momento de fazer alguma citação literária e começar a reviravolta pro happy end do texto.

Pra quê?

Pra sermos todos coração?

Além de piegas, falso.

Thalles Gomes

Anúncios

Entry filed under: Clubes, Colunas.

O gremismo em verbetes O dia em que Kleiton deixou de ser (apenas o) irmão de Leandro

16 Comentários Add your own

  • 1. Alexandre N.  |  03/12/2010 às 13:55

    Putz…

    Essa foi pra derrubar mesmo…

  • 2. guihoch  |  03/12/2010 às 15:17

    será que este post errou de endereço eletronico? ou eu entrei em outro impedimento?

    quem sabe eu morri de bala perdidad e não sei e estou a delirar em um sonho mental enquanto meu corpo esta jogado em uma UTI de algum hospital?

    jamais saberei, a menos que o independiente ganhe e o gremio esculache nestes proxinmos dias.

  • 3. Prestes  |  03/12/2010 às 15:46

    O texto é bom na mesma medida em que a situação do CRB é ruim.

  • 4. Junior  |  03/12/2010 às 16:31

    “Sentimentos em excesso me dão urticária.”

    Uma das melhores frases do ano.

  • 5. Marcel Moreno (ex-TMdaC)  |  03/12/2010 às 16:45

    Muito triste… puta que pariu.

    É uma pena o que está acontecendo com o RIQUÍSSIMO futebol do nordeste.

    Moto Clube foi pras cucuias… enquanto isso surge mon$$$trengos as pencas no interior paulista…

    Espero uma reviravolta nisso tudo, mas enquanto houver NORDESTINO BABACA torcendo pra Flamengo, Corinthians, São Paulo, etc. é complicado termos um final diferente.

    Ricardo Teixeira, Globo e cia aplaudem e dão risada… quanto mais globalizado o futebol, mas fácil pra esses filhos da puta ganharem dinheiro.

    No mais, parabéns Thalles. Pelo texto e pela ALEGRIA de, apesar de tudo, ser um seguidor do CRB.

    Afinal, melhor do que vencer, é ter um time para torcer.

  • 6. Gabriel Teixeira  |  03/12/2010 às 19:35

    Quem fala o que quer, ouve o que não quer:

    http://www.ole.com.ar/independiente/He-Man-She-ra_0_383361770.html

  • 7. Prestes  |  03/12/2010 às 23:12

    Os argentinos se fazem de ofendidos só pra fazer o que eles querem fazer, exatamente o que teme o Rafael Moura: cagar a pau os goianos.

  • 8. Fernando Moreira  |  04/12/2010 às 07:25

    Muito bom o texto. Pena a situação do CRB. Meu Sport tb já esteve em situação parecida no inicio da decada.

  • 9. Felipe (o catarina)  |  04/12/2010 às 08:55

    Avaí e Figueirense estiveram pra fechar ou – como defendia uma minoria – fundir-se na década de 1990. Hoje estamos os dois na Série A. Valorizem os times locais e não desistam, é o que eu tenho a dizer.

  • 10. douglasceconello  |  04/12/2010 às 12:02

    Posso atestar que Thalles andava passando bem mal ao andar pelas ruas de Porto Alegre.

    Uma situação quase tão desesperadora quanto a do CRB.

    sadhuasda

    GRAN RELATO, Thallesgoto.

  • 11. gilson  |  05/12/2010 às 09:30

    Thallesgoto resgatando a tradição jacksoniana:

    http://letras.terra.com.br/jackson-do-pandeiro/259173/

  • 12. ed mort  |  07/12/2010 às 09:18

    genio!
    mas ela disse: sou toda coração! ou – sou toda, coração!

  • 13. Anônimo  |  08/12/2010 às 16:21

    Thalles nitidamente não entendeu o significado de “ser todo coração”; mas o mal-entedido serviu para relatar bem uma triste realidade. Pena…

    Abraço,
    Sanchotene

    P.S.: Sobre o “ser todo coração”, isso não é sinal de pieguice, mas intensonalidade (se essa palavra existisse, claro). Para uma pessoa “todo coração”, tudo é sempre preto ou branco, 8 ou oitenta, tudo ou nada, amor e guerra. Sinto que perdeste…

  • 14. quites  |  13/12/2010 às 17:16

    Pelo jeito, o passeio de Thalles em Porto Alegre não valeu a pena…

    Não aproveitou o café com coração, não entendeu o significado de ‘generosidade’, teve até urticária o pobre (!!!), recebeu uma péssima notícia de sua terra natal e ainda por cima passou raso na impedcopa, seu maior objetivo de vida naqueles dias!!!
    Não adiantou nada economizar a ‘energia’, que pena…..

    Pobre Thalles….voltou tão decepcionado….

    Sugiro para Thalles que, além de melhorar o preparo físico, de incrementar a intimidade com a bola, de descarregar sua decepção com Porto Alegre e com as epopéias das Alagoas em um tão texto medíocre para um blog tão bacana como esse, procure interagir com gente com menos tesão pela vida, que não tenham cachorro ou outro animal, que sejam menos piegas, que não use óculos padrão Beverlly Hills, que sejam menos galegas, que não se movam, que não respirem e que principalmente não se expressem…enfim que sejam exatamente como ele traçar o perfil, absolutamente como ele escolher o tamanho e simplesmente como ele prospectar o formato.
    Assim Thalles será mais feliz. Menos frustrado com ‘pessoas’.
    E quem sabe também seus textos não serão melhores.
    Ah, isso sem falar da bola no pé….
    Nada que vá mudar sua vida, mas lhe desejo sorte.
    De coração.

  • 15. Será?  |  14/12/2010 às 14:00

    Será que o ódio das galegas daqui não foi por algum insucesso para além das quatro linhas? Deprimente ler novamente o texto, tudo é medíocre, das críticas a uma cidade que te recebeu tão bem até uma realidade mais absurda e triste ainda.
    Talvez se os torcedores disso que tu chamas de time “do coração” (será que é piegas isso também?), o CRB, se entregassem “de todo o coração” para ajudar a equipe, ou para ter uma “visão” política um pouco mais crítica, as condições de vida do teu estado não estariam tão periclitantes.
    Bairrismo é piegas, falso, mas não tão ridículo quanto essa “generalização” sobre as pessoas daqui ou de qualquer lugar. Pensa bem, é o mesmo tipo de generalização, de imbecilidade e preconceito que permeia as cabeças ocas e raspadinhas dos “skinheads” da Paulista ou o movimento anti-nordestino do país inteiro.
    Te liga meu velho, seja mais coração, talvez aí sim tu começaria a enxergar as coisas de uma forma um pouco mais inteligente…

  • 16. thalles  |  14/12/2010 às 17:08

    adorei porto alegre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: