Um empate colossal

25/10/2010 at 05:00 93 comentários

Em um Gre-Nal cretinamente bem jogado e com uma ENXURRADA de gols, um empate em dois tentos freou a ascensão gremista e devolveu algum ânimo ao claudicante time colorado. A squadra portaluppista esteve por duas vezes na frente, mas acabou vitimada pela expulsão de Rockembach, perdendo o volume de jogo que a caracterizou em quase todo o clássico.

É possível dizer que o começo do jogo foi surpreendente, já que o Internacional tomou a iniciativa e ficou um BOCADO de tempo com a bola. No entanto, a velha história se repetia e o time não entrava na área gremista, limitando-se a BISONHOS chutes de Alecsandro lá do meio da avenida.

Ainda que sem posse de bola, o Grêmio era mais veloz e objetivo, fazendo uma correria pelo lado esquerdo, onde Lúcio e um RENASCIDO Fábio Santos cavalgavam nas omoplatas de Nei, contando com os deslocamentos de Jonas, que levava os zagueiros colorados para onde queria.

Com a inexorável passagem dos minutos, o Grêmio colocou suas hostes mais à frente e prejudicou a saída de bola do Inter, APOSSANDO-SE de maneira convincente das ações, mas sem exigir Renan e sua agilidade de porca prenha. O gol gremista saiu de bola parada, com um golpe de COCORUTO de André Lima, contando com a conivência de Renan, que ficou com o pneu furado entre San Juan y Mendoza, parado como uma figura decorativa em cima da linha da pequena área.  Depois disso, a zaga colorada AVINAGROU, a bagunça imperou e o Grêmio só não marcou mais uma meia-dúzia de gols pela IMPERÍCIA de sua gente ofensiva e porque a bola teimava em cair em pés INAPTOS.

O segundo tempo, com o Grêmio tendo a mesma formação e o Inter colocando Sóbis no lugar do filho da GLEIDE, começou com uma ATERRADORA supremacia gremista, com Douglas, Rockembach e Lúcio desfilando sem marcação pela meia-cancha e o Internacional sem saída de bola e com a marcação totalmente DESARVORADA. Mas a total e inadvertida reversão de expectativas é o que torna o futebol tão SEDUTOR e aterrorizante.

Após uma blitze colorada, na primeira vez que o Inter ultrapassava a intermediária, D’Alessandro emendou dois METEOROS para defesas monumentais de Victor. Na sequência, em cobrança de escanteio, Rockembach defendeu com uma ponte o testaço de Índio e foi expulso. Alecsandro converteu e tudo parecia conspirar a favor da agremiação rubra, que encaixotou o Grêmio. Nesse momento, a terra freou sua banda espacial para que todos pudéssemos ver Fábio Santos cruzar seis galáxia e meter o dedão nas fuças de Renan, anotando o tento que recolocava o Tricolor na frente no placar e em quarto lugar na classificação.

A partir desse momento, todos nós, vermelhos e azuis, nos colocamos irmanados no maior dos dramas da existência, que é a absoluta indefinição em um clássico Gre-Nal. Enquanto o Inter ficava naquele SASSARICO, rolando a bola de um lado para o outro, sem entrar na área, o Grêmio erguia um ferrolho TENEBROSO e ainda deixava aberta a possibilidade de estender o placar em um contragolpe fulminante para consagrar uma vitória que apresentava matizes ÉPICOS. O volume do Inter era DENSO como o ar úmido de Porto Alegre, mas restringia-se à intermediária. E foi sem entrar na área que o Inter igualou aos 38 minutos, com D’Alessandro, que parece se lamber de faceirice por um clássico, que virou na meia-lua e chutou rasteiro no canto de Victor.

Ficamos todos sem saber de que forma PROCEDER, torcendo pelo fim do jogo e ao mesmo tempo querendo vinte e três minutos de acréscimos. A vontade de ganhar e o terror pela derrota iminente e avassaladora perfuravam aos agulhaços nossos corações, que enfim golfaram sangue em paz no apito final de Carlos Simon. Ninguém perdeu o Gre-Nal, logo todos ficaram satisfeitos. E quem disser o contrário está mentindo.

As magistrais fotos são todas de Richard Ducker.

Saudações,
Douglas Ceconello.

Anúncios

Entry filed under: Brasileiro.

Resultado da promoção da chuteira Camaleão Nossa contribuição ao centenário

93 Comentários Add your own

  • 1. Guilherme  |  25/10/2010 às 05:45

    Eu digo SINCERAMENTE que não fiquei satisfeito. O Grêmio jogou bem melhor, merecia e PRECISAVA ganhar. A gente ia estar em quarto se essa gazela desse argentino não acertasse aquele chute infame.

  • 2. Guilherme  |  25/10/2010 às 05:46

    Enquanto Fábio Rochemback jogar no Grêmio, nunca ganharemos Grenal. E nada é mais vexatório do que ver essa gorda com a braçadeirade capitão.

  • 3. Felipe Z.  |  25/10/2010 às 05:54

    Rochemback devera ser eternamente punido por evitar essa determinação cósmica que é o gol do Indio em gre-nal.

  • 4. Phoenix  |  25/10/2010 às 07:22

    Renan claramente BOICOTANDO a campanha impedimentística pró-penugem supralabial.

  • 5. LF  |  25/10/2010 às 07:39

    #1.

    Concordo, o Grêmio amassou o Inter. Pela primeira vez desde 2001, pensei que daria uma goleada tricolor. Mas a quantidade de gols perdidos também foi foda, é difícil isso acontecer sem uma punição.

  • 6. Felipe Z.  |  25/10/2010 às 07:51

    Roth, sem bigode, deve estar até agora no olímpico abraçando jogadores e funcionários do grêmio.

  • 7. Celão  |  25/10/2010 às 07:51

    O último parágrafo do Cecconello traduziu bem o modo como eu me senti.

    Agora é esperar o Mundial e torcer por um bi na ImpedCopa!

  • 8. Guilherme  |  25/10/2010 às 07:55

    .6

    Roth foi o canalha de sempre na entrevista. O cara fez uma merda gigante na escalação, não perdeu por milagre, e ainda pôs a culpa dos gols nos jogadores.

    Sem falar no discursinho “nós estamos no mundial e vocês não”.

  • 9. LEONARDO ST.  |  25/10/2010 às 08:13

    aquilo que o Rochemback fez, só se faz quando o jogo tá terminando, fora isso é burrice.
    O gol do D’ale acontece porque não tem um volante posicionado ali, que seria o gordacho Roca. Até chegar um zagueiro para marcá-lo, o argentino tem tempo de dominar, girar e chutar.
    Sem contar os reveses que acometem os que jogam com 1 a menos (ou 2, se contabilizarmos o Simon).

  • 10. Negrotcho  |  25/10/2010 às 08:21

    9#

    Esse papinho de Simon já encheu, não!? Queria saber qual a influência nesse, ou na maioria dos Grenais…

    No mais, grande jogo! Lamentável, foi a escalação de 3 volantes de início.

  • 11. dante  |  25/10/2010 às 08:26

    “não perdeu por milagre”

    tá bom, então.

  • 12. Flávio  |  25/10/2010 às 08:31

    Rothaço forte no 1T, como a muito não se via. Três volantes para marcar… Jonas! O que será se o Inter tiver que enfrentar Eto’o e Sneijder?

  • 13. Marimon  |  25/10/2010 às 08:35

    #8

    Eu curti o discurso do Roth.

    Achei o mais acertado para o momento.

    Assumir publicamente as cagadas dele e expor os defeitos do time às vésperas do mundial seria muita burrice.

    Os problemas do time tem que ser tratados internamente, via de regra.

    Nesse momento então, nem se fala.

  • 14. Felipe (o Canoense)  |  25/10/2010 às 08:36

    Fazia tempo que não via um jogo do grêmio, mas no primeiro tempo quem comandou a meia-CANJA foi o rockambole! O maluco não errou meio passe, lançou, invertou jogadas… e aquele começo de segundo tempo aterrorizante foi muito em função dele estar jogando livre com a bola…

    E aquele tal de PAULÃO que a gremistagem fica dizendo que é o cara, quase entregou a rapadura várias vezes!

    Vai entender…

  • 15. Gerhardt  |  25/10/2010 às 09:07

    antes de ler

    argentino feladapota

  • 16. Jader Anderson  |  25/10/2010 às 09:07

    Acompanhei o clássico pelo rádio enquanto rolava um game na casa de um amigo.

    Pensei que o gremio ganharia com aquele 2×1.

    Depois a narração deixou parecer que o dalessandro fez algo sobrenatural na entrada da area. Até me conformei, depois vendo o video mudei de opiniao.

    Sim, foi um baita chute, bem colocado e talz… mas ele foi girando, girando sozinho até se posicionar e bater. Falha bisonha da defesa, mérito do meia e o empate decretado.

    Ainda estamos na meta, batendo o fluminense lá fecham-se 7 pontos e o resto vai no bafo.

    Vamo que vamo

  • 17. almilano  |  25/10/2010 às 09:10

    Gostei do jogo. Tanto Inter quanto Grêmio poderiam ter vencido, mesmo o tricolor tendo mais chances de gol.

    E D’Ale mais uma vez mostrou que joga quando quer.

  • 18. Francisco Mahfuz  |  25/10/2010 às 09:11

    Depois dos minutos iniciais o Gremio dominou completamente o jogo, e uns 3×0 nao seria nenhum absurdo. Quase todo o time jogando bem, e estava dando pena de ver o meio-campo do Inter completamente dominado.

    OBVIAMENTE, o Inter ia se lembrar de jogar em algum momento, e quando o Roth parou de boicotar o proprio time com tres volantes e ficou claro que a ansia tricolor nao ia dar em nada o horror comecou. Admito que depois do 1×1 o Inter poderia ter ganho e nao daria pra reclamar. O time do Intel claramente tem muita qualidade, apesar de uma outra VACA se arrastando pelo campo.

    Mas surpreendente o que o Rentao fez com esse grupo – alguem lembra dos jogos contra o Goias, logo antes dele chegar e quando ele assumiu? Jesus, ninguem acertava dois passes seguidos. Pena que a Libertadores ficou muito dificil agora, ia ser bonito ver VILSON marcando o Riquelme ano que vem. Ja’ o Roth, me contento em ver, esta’ voltando a ser o mesmo – Carvalho tem que se livrar dele e deixar o Bolivar treinar o time pro Mundial. Como gremista que sou, que fique indefinidamente por ai’, vestido de PROFESSOR DE VOLEI DE COLEGIO ali na beira do campo.

  • 19. Felipe (o catarina)  |  25/10/2010 às 09:13

    “aquilo que o Rochemback fez, só se faz quando o jogo tá terminando, fora isso é burrice.”

    também achei.

  • 20. Chico Machado  |  25/10/2010 às 09:16

    Apesar de ter jogado melhor, o Grêmio foi o grande perdedor da rodada com este empate. Deixou escapar duas vezes a chance de terminar a noite na rebarba da boca do lixo.

  • 21. imped morreu  |  25/10/2010 às 09:19

    20 comentários numa manhã pós-Grenal. antigamente era uns 50 logo de cara, com 150 comentários no fim do dia seguinte.

    Impedimento morreu.

  • 22. Glauco  |  25/10/2010 às 09:27

    LARGUEI! Quando é a ImpedCopa?

  • 23. Guilherme  |  25/10/2010 às 09:31

    .13

    Esse discurso de tirar o dele e botar tudo no dos jogadores nunca é bom, pra nenhum momento. Aos poucos ele vai se desgastando com o elenco. Jogador sabe quando o time é escalado errado e ninguém curte levar a culpa por algo que tu não teve culpa.

  • 24. dante  |  25/10/2010 às 09:32

    #21:

    tu ENTROU no impedimento pra dizer que o impedimento morreu?

    TÁ BOM, então…

  • 25. Carlos  |  25/10/2010 às 09:33

    Porra, Renato. Seguinte assim. Falta é do jogo. Teu time tem q fazer mais falta. Não dá pra deixar jogar depois que tem 2×1, caralho. Faz umas 600 faltas no meio de campo e foda-se.

    Duas unicas coisas boas desse grenal:

    1) aposentadoria do merda do simon (não, não acho ele colorado, acho ele RUIM. Juiz cagão, apita só pra ele, se defende, vive truncando o jogo, dando faltinha q não é pra evitar contra ataque…enfim, um filho da puta de preto, tal qual Marcio Rezende de Freitas e Renato Marsiglia, mestres no “apito pra mim”),

    2) Uma loira MARAVILHOSA de Caxias que ficou na minha frente na geral. 2 gols, dois abraços, que beleza.

  • 26. Marimon  |  25/10/2010 às 09:34

    #23.

    Não ouvi toda a entrevista.

    Mas nas partes que eu acompanhei ele alfinetou o grêmio e a imprensa, com o papinho do mundial, de que o grêmio tá fazendo força pra ir pra LA, pra depois ir pro mundial em que ele já está e coisas do tipo, em momento nenhum, DO QUE EU OUVI, ele jogou a culpa nos jogadores.

    Aliás, do que ele menos falou foi do jogo.

  • 27. Guilherme  |  25/10/2010 às 10:04

    .26

    Ele larga de primeira justificando porque fez aquela escalação estúpida e reclamando da desatenção nos dois gols. Disse que a proposta tática dele tinha dado muito certo, mas que o time errou e por isso tomou os gols.

    Mas enfim, foda-se, fico feliz por ele estar no Inter. Só quero deixar a raiva contra ele sempre latente, porque a maldita manchete “Roth volta ao Grêmio” nunca deixa de ser mal que está adormecido, mas pode voltar a assombrar.

  • 28. fabio  |  25/10/2010 às 10:09

    O jogo de ontem merecia uma transmissão ao vivo da Impedcorp. Agora, certamente a solução para o MUNDO é acabar com as entrevistas pós-jogo. Os atuais programas de rádio pós-jornada são intragáveis.

  • 29. Ernesto  |  25/10/2010 às 10:13

    Esse treinador é uma vergonha. deixa Edu no banco, mas libera Marquinhos para o sub-23.

    E o Ilan, que segundo ele precisa de “ritmo de jogo”, nunca recebe oportunidade. Lamentável. Bruxo de blair

  • 30. dante  |  25/10/2010 às 10:17

    é tudo CIRCUNSTANCIAL, guilherme.

    ou tu não gostaria de roth & seu desempenho em 2010 no grêmio?

    uhuhuhuh

  • 31. William  |  25/10/2010 às 10:20

    E aí Guto – teu pessimismo em relação ao D’ale mais uma vez não se confirma. Sim como todo o time do Inter, mal escalado e nitidamente mal posicionado pelo glorioso Roth (insisto que seu prazo de validade está por vencer – 3 volantes para “segurar’ o Jonas ?), não jogou bem mas demonstrou mais uma vez ter estrela e ser decisivo em clássicos. Para com isso e assume que o cara nos ajuda pra valer e ninguém no Brasil hoje, na posição dele, é melhor.
    Saudações portenhas !

  • 32. Álisson  |  25/10/2010 às 10:25

    Quando o vi o Marquinho jogando no sub-23 ontem quase tive um ataque. Deixa o guri no banco, como opção.
    Três volantes de phoder. O início do segundo tempo foi aterrorizante, achei que iámos tomar um saco. Depois as coisas foram entrando nos eixos.

  • 33. marlon  |  25/10/2010 às 10:26

    bá, STRESS total. além da HIGH ANXIETY inerente ao grenal, no segundo tempo nenhum justin-tv da vida funcionava, e nem por rádio conseguia ouvir.

    uma dúvida: foi falta do D’Ale, afinal, no primeiro gol do gremio? não vi falta alguma (mas vendo pela internet é impossível saber).

    e golazo do boludo, putalamierda.

  • 34. Lorenz  |  25/10/2010 às 10:30

    33. Olha, se aquilo ali não é falta, a defesa do Rochemback também não foi penâlti.

  • 35. Tiago Marcon  |  25/10/2010 às 10:30

    O Grêmio deitou e rolou pela direita, onde o Nei sobe e sempre deixa uma 9 de Julho. No segundo gol do Grêmio o Juliano tava dando cobertura por ali, mas em vez dar um trancasso a tempo no Fábio Santos ele ficou correndo ao lado do cara, esperando algum zagueiro…No mais, o Grêmio mostra que encorpou, tem boas alternativas de frente, embora menos qualidade individual que o Inter. E Dalessandro é phoda, sem dúvida!

  • 36. Sancho  |  25/10/2010 às 10:34

    Re 1 e 5

    O jogo foi excelente. Mas essa superioridade gremista ocorreu entre o primeiro gol e o início da pressão insuportável que levou ao gol de empate.

    Até o gol do A. Lima, o jogo era equilibrado, com o Inter levamente melhor. Digam o que quiserem, mas a marcação do Internacional vinha funcionando, e quando conseguiam estabelecer a posse, ficavam trocando aqueles passes irritantes (para o adversário) pelo lado esquerdo de ataque. Depois, o Inter se perdeu completamente.

    Onde está aquele time que não se abalava com gols sofridos?!

    O Grêmio foi muito melhor. Abusou de perder chances (Douglas despediçou duas imperdíveis), e a vitória parecia consolidade. Até que…

    Até que, do nada, o Internacional passou a marcar pressão, e o Grêmio não conseguia trocar dois passes que fossem. Na minha cabeça, tudo começou num lance em que o Douglas perdeu a bola na entrada da área defensiva e quase houve o empate. Ali, o Inter lembrou que era o campeão da América e AGIGANTOU-SE. Na enésima chance criada, houve o pênalti.

    Logo depois, Fábio Santos lembrou a todos que não era um jogo qualquer, mas um Gre-Nal que estava sendo disputado. Porém, o Inter não sentiu o baque. Com um a mais e tempo de sobra, teve toda a calma de construir seu gol de empate.

    P.S.: O Alecsandro não poderia vestir camiseta do Internacional comprada no mercado, quanto mais ser o centro-avante titular do time! Pelo que vi ontem, com Victor, Gabriel e Jonas, nos lugares de Renan, Ney e Alecsandro, o Internacional seria uma máquina.

  • 37. Abelão  |  25/10/2010 às 10:40

    Quer ganhar Grenal com um a menos? Pergunte-me como!

  • 38. Tiago Marcon  |  25/10/2010 às 10:42

    #36
    putz cara, essas trocas hipotéticas me fazem sonhar tb…3 posições q estamos mal mesmo. Iríamos pro mundial mais tranquilos

  • 39. albo  |  25/10/2010 às 10:50

    Aos gremistas anti-Simon: André Lima deu um carrinho por trás no D’Alessandro no primeiro tempo e não levou cartão. Em seguida, meteu a mão na bola e, mais uma vez, nem repreensão.

    No tal lance em que alguns gremistas desprovidos de razão reclamaram de 3 penaltis, ocorreram 3 simulações – ou, sejamos honestos, pelo menos duas, as duas primeiras. Mas não houve penalti algum.

    Só não digo que funcionou o condicionamento porque o Simon sempre foi assim, de acomodar os clássicos e só dar cartões se for estritamente necessário.

    De resto, D’Alessandro é um monstro.

  • 40. Juliano  |  25/10/2010 às 10:56

    #35 – cacete, a lateral direita do inter era uma avenida, fico me perguntando como é que o róte não viu isso e mandou o nei ficar ali, já que fazia porra nenhuma na frente.
    uma dúvida, esse foi o primeiro pênalti marcado a favor do inter no brasileirão ou estou enganado?

  • 41. Ernesto  |  25/10/2010 às 11:03

    Bah, não precisa nem dessas trocas propostas no #36.

    Bastaria testar Ilan, ou Damião. Jogadores com algum posicionamento e infinitamente melhores no domínio de bola, arremate, enfim.

    Porque estatística é mentirosa. Desses 50 gols em 100 jogos que esse cone homossexual fez, a sua grande maioria ou é de xiripa – semifinal libertadores 2010, jogo da volta – de penalti, ou em que o companheiro o deixa na cara do gol, na pequena área – Emelec, fase de grupos, jogo aqui, e Banfield, oitavas, jogo de volta, aqui.

  • 42. Ernesto  |  25/10/2010 às 11:06

    E sobre a entrevista desse treinador miserável e safado. Um palhaço, ufanista, desgraçado.

    “ah, temos um mundial, estamos um ponto na frente, campeão da américa”. E com esse “CARTEL” todo não consegue virar um jogo com um a mais.

    Coloca um centroavante aos 45 do segundo tempo. É um safado. Se tem o mundial no fim do ano, que use esses jogos pra fazer testes. Pra ver como estão os jogadores.

    Se os cara estão voltando e precisam de ritmo, põe pra jogar. Ilan entrou contra o Santos, e depois nunca mais.

    Nunca pensei que fosse dizer isso, mas VOLTA ABEL

  • 43. Rudi  |  25/10/2010 às 11:07

    Ernesto no 41

    Essa tua descrição de Gols do Castor me lembra os gols que fiz quando joguei uma impedinua (os meus únicos 2, por sinal rs)

    Se minha média lá é de 2 gols em 3 jogos, posso dizer que Eu >>>> Alecsandro

    Ou seja, quero fardar essa 9 aí…
    Me esconder atrás dos zagueiros quando to cansado e não tô a fim de jogo eu também sei

  • 44. Guilherme  |  25/10/2010 às 11:10

    .36

    Como pode a marcação estar funcionando se o Inter tomou 1×0 e ainda escapou de tomar mais por pura falta de pontaria de jogadores gremistas livres pra chutar?

  • 45. Guilherme  |  25/10/2010 às 11:16

    Assistente vibra com o pênalti contra o grêmio

  • 46. Sancho  |  25/10/2010 às 11:16

    Re 44

    Até o gol do A. Lima, o jogo era equilibrado, com o Inter levamente melhor. Digam o que quiserem, mas a marcação do Internacional vinha funcionando, e quando conseguiam estabelecer a posse, ficavam trocando aqueles passes irritantes (para o adversário) pelo lado esquerdo de ataque. Depois, o Inter se perdeu completamente.

  • 47. albo  |  25/10/2010 às 11:16

    #43

    Alecsandro raramente faz gols que ninguem mais faria. Mas isso é o de menos. O que me irrita é aquele vigor de BONECO DE POSTO que ele demonstra ao saltar para disputar uma cabeçada na intermediária. Aquilo me enlouquece. Damião briga com firmeza e GANHA a maioria dessas bolas, que geralmente determinam a posse de bola após um tiro de meta. Cacete, até o finado EVERTON ganhava mais disputas com zagueiros e protegia melhor a bola.

    Não consigo entender como Damião é banco do Cone.

  • 48. Sancho  |  25/10/2010 às 11:18

    Re 42

    Os treinos para o Mundial comçam agora, Ernesto.

  • 49. albo  |  25/10/2010 às 11:19

    #45

    Sobre o video do assistente, me chamem de louco, mas ele não comemora meio cedo demais? A bola rebate e ele sai comemorando antes dos jogadores do Inter… e, talvez, antes do apito.

    Não defendo essa possibilidade, mas quero levantá-la: será que ele não está comemorando o fato da bola não entrar?

  • 50. Guilherme  |  25/10/2010 às 11:23

    .46

    Talvez tenhamos diferentes percepções sobre o que é “marcação funcionando”. Pra mim quando a marcação funciona é se o time adversário não consegue chutar livre contra o meu gol várias vezes seguidas.

  • 51. Ernesto  |  25/10/2010 às 11:24

    #43.

    Bah, vai lá e farda, Rudi. Se tu souber te posicionar, meio caminho andado. O problema é a bruxaria. No fim, tu vai ficar mofando no banco, pois não sei por que cargas d’água essa puta é titular absoluta.

    Aqui ó, teve um, gol anulado dele, no segundo tempo. Arremate do Sobis, Vitor espalma pro lado, e esse amador, impedido, faz o gol.

    Por que não se liga no zagueiro e fica em condições? Bah, esse Alecsandro já não é mais juvenil. Palhaço, não tem domínio, controle de bola, mas se acha craque, volta pra buscar o jogo, quer dar de calcanhar, e outras patacoadas.

  • 52. Guilherme  |  25/10/2010 às 11:26

    .49

    Não não, ele vibra COM o apito.

    O Simon falou que o assistente vibrou porque ele tinha acertado a marcação. (ns)

  • 53. Ernesto  |  25/10/2010 às 11:26

    Rá, não sou só eu que vejo Damião com mais “PRESENÇA” do que o Cone.

  • 54. Germano  |  25/10/2010 às 11:30

    Desculpem, mas esse 5º arbitro bate no braço e comemora a marcação do pênalti pelo Simon. Pode ter sido mesmo uma comemoração sobre o acerto do juiz, devido à pressão e tal.

    O resultado do jogo de ontem não passou pela arbitragem, mas pela falta de pontaria do Grêmio. De novo.

  • 55. Rudi  |  25/10/2010 às 11:32

    Por uns 30 mil por mês posso mofar no banco do SUB-23 eternamente…

    Mas realmente o Castor pra mim já era…

    OUVI RUMORES que em 2011 o Inter vai tentar trazer o Tardelli… me parece uma boa

    Alguém (almilano?) sabe de algo?

  • 56. Germano  |  25/10/2010 às 11:33

    E ninguém comentou, mas mais uma vez o Índio subiu livre para marcar o seu em um Grenal, no auge dos seus 35 anos… sic

  • 57. Germano  |  25/10/2010 às 11:34

    #55 O novo Kléber Pereira?

  • 58. Cícero  |  25/10/2010 às 11:40

    Renan volta pra sub-15!

    DUAS FALHAS, é inadmissível isso! Nunca vi um goleiro tão ruim no Beira-RIo, e olha que vi JOÃO GABRIEL e RENATO jogarem!

    Volta ABONDANZIERI.

  • 59. Jader Anderson  |  25/10/2010 às 11:57

    E por que diabos o renan tentou copiar o NEI no visual???

    eh pq achou que o nei era melhor goleiro? (NS)

  • 60. douglasceconello  |  25/10/2010 às 11:59

    Pior é o Renan, que raspou a cabeça para fingir que tem problemas mentais.

    huashuahu

  • 61. Junior  |  25/10/2010 às 12:20

    Se o Renan falhou no primeiro gol, o Vitor também falhou. Ele fez a mesma coisa que o Renan, ameaçou sair e voltou. A foto na capa do Caderno de Esportes ZH mostra isso, ele está adiantado. Se ele estivesse embaixo do gol, seria ele e não o Rochembach quem defenderia a cabeçada do Índio. Mas na minha opinião, a principal falha não foi dos goleiros, mas dos zagueiros, que permitiram as cabeçadas.
    O Alecsandro é “pior-melhor” centroavante da história do Inter. Se o cara não é um Nilmar ou um Pato, o que me interessa é que ele faça gols, não importa como, mesmo que seja sem goleiro e com o gol vazio. E a média de gols dele é impressionante para um centroavante ruim (e até para um bom, porque é melhor que a do Nilmar). E gostem ou não, ele não é “amarelão”. O jogo de ontem foi um exemplo disso. Ele quis bater um pênalti em um Gre-Nal contra o Victor, um goleiro especialista em defender pênaltis e que havia defendido os três últimos pênaltis cobrados contra ele.

    Ps: O Inter precisa “subornar” alguém da FIFA e obrigar o
    Inter-fêmea a jogar com o uniforme principal deles, o azul e preto. Aí é certo que o Índio e o D’Alessandro jogarão bem e/ou farão gols.

  • 62. Tiago Marcon  |  25/10/2010 às 12:25

    O Renan parece mulher: quando tá mal falada ou termina o namoro, muda o visual

  • 63. Sanchotene  |  25/10/2010 às 12:29

    O Renan não falhou. Ele estava f*d*do no lance. Não tinha o que fazer…

  • 64. Allan Garcia  |  25/10/2010 às 12:40

    Eu acho que o problema na goleira do Inter não está exatamente nos goleiros, mas sim na preparação.

    Renan, Pato, Lauro, todos já tiveram fazes excepicionais, com seus nomes gritados a plenos pulmões por torcedores e narradores.

    Porém, analisem as saídas de gol deles em cruzamentos e escanteios: nenhum deles tem esse fundamento como virtude. Lauro volta e meia “catava borboleta”, assim como o Renan, que quando não faz isso fica pelo meio do caminho mesmo. E o Pato, então, fica embaixo dos paus e nem se mexe.

    Ah sim, só para lembrar: o treinador de goleiros deles se chama Clemer, um dos maiores camisas 1 da história do clube, mas que historicamente teve na saída do gol uma fraqueza.

    Isso não é tudo, mas explica um bocado.

  • 65. EGS  |  25/10/2010 às 12:54

    “Pior é o Renan, que raspou a cabeça para fingir que tem problemas mentais.”

    TIAU.

  • 66. Marimon  |  25/10/2010 às 12:56

    #64.

    Assino.

  • 67. claudio  |  25/10/2010 às 12:58

    #60

    raspar a cabeça e RASPAR O BIGODE, são atestados de problemas mentais.

    anotem.

  • 68. Leo Garcia  |  25/10/2010 às 13:35

    Pelo segundo ano consecutivo, nenhum time quer ser campeão. Tá ali, dando sopa, para um ATLÉTICO DO PARANÁ assumir a ponta a qualquer momento.

    Eu, apesar dos pesares, ainda acredito no Colorado. Próximos quatro jogos:

    Santos (CASA)
    Flu (CASA)
    Atlético-GO (FORA)
    Avaí (CASA)

    Se conseguirmos fazer os 12 pontos ou pelo menos 10, estaremos nas cabeças. Ou não?
    Principalmente agora que o Roth atirou a toalha.

  • 69. Wilson Farina  |  25/10/2010 às 13:42

    Renan raspou a cabeça pra ficar com cara da mongoloide, como pediram aqui dias antes do jogo, hehe. E como bem dito no #61, falhou tanto quanto o Victor. Mas fama vale mais, né!?

    Alecsandro é insuportavel, nao se mexe, nao briga, toca de calcanhar, vive impedido. Como eu gosto de dizer, a especialidade é ele, a bola e o gol vazio, daí ele é matador.

    Mas pelo menos o time ficou outro com o Sobis, o guri entrou e chutou mais a gol que o time inteiro nos ultimos jogos. Com Tinga e ele, e Damião na frente, levamos a parada no fim do ano.

  • 70. Wilson Farina  |  25/10/2010 às 13:44

    A sim, e o Derley no lugar do Matias, q nao é a desgraça q falam, mas é lento deveras.

    Tô com o #68, proximos jogos são bem possiveis de vitoria, e nos colocam nas cabeças.

  • 71. col  |  25/10/2010 às 13:50

    O Inter jogou com 10 o tempo todo (o “espetacular”….).

  • 72. Sancho  |  25/10/2010 às 13:58

    Re 68

    Essa do Internacional abdicar do Brasileiro é para colorado estar rasgando o c* agora. Tivessem jogado para vencer, iriam para Abu Dhabi com o troféu na bagagem…

  • 73. Jader Anderson  |  25/10/2010 às 14:08

    #72

    SHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

    SHHHHHHHHHHHHH

    Foda que olhando do patamar GAUCHESCO, o empate ferrou os dois times no brasileiro. Mas na ótica GRENAL o resultado eh justo.

  • 74. guihoch  |  25/10/2010 às 14:24

    matem o #21, e que sufoco meu amigo, jonas é bom em todos os jogos menos em grenal, dale é o contrario, só funciona em grenal o fela da putcha hein tche.

  • 75. guihoch  |  25/10/2010 às 14:27

    aqui no rio tinha colorado (campeão da liber) comemorando o empate??????????

    tipo como assimmmm??????

  • 76. fino  |  25/10/2010 às 14:43

    Cassol parou, Cassol parou
    e o impedimento acabouuu

    oiô ioiô
    oiô ioiô
    oiô ioiô

    Cassol parou, Cassol parou
    e o impedimento acabouuu

  • 77. Ernesto  |  25/10/2010 às 14:50

    tinha me esquecido desse espetacular. A paixão Rothiana. Lamentável. Não produz nada, não avança, não dá uma assistência, é só toque pro lado e boiolagem na marcação.

    Glaydson é claramente o melhor primeiro volante no beira-rio. Indiscutivelmente.

  • 78. Hermano  |  25/10/2010 às 15:19

    Roth cumprimentando todo mundo no Olímpico é a imagem do fisiologismo que marca o caráter do cara.

    Simplesmente asqueroso.

    Odeio este cara.

  • 79. Guilherme  |  25/10/2010 às 16:01

    “Pelo que vi ontem, com Victor, Gabriel e Jonas, nos lugares de Renan, Ney e Alecsandro, o Internacional seria uma máquina.”

    Pior que esses são mesmo os únicos que jogariam no Inter. Até porque o resto do time do Grêmio é um amontoado de remendos.

  • 80. dante  |  25/10/2010 às 16:11

    #78:

    sei lá, hermano. o cara treinou, TRABALHOU com todos aqueles jogadores que cumprimentou.

    mau-caratismo seria não fazer isso.

    já eu, que sou colorado, AMO CELSO ROTH – técnico bicampeão da américa pelo inter.

  • 81. Gabriel  |  25/10/2010 às 16:12

    e ainda tinha gremista ontem antes do jogo ARROSTANDO: “nao tenho medo do D’alessandro…desse n~çao tenho medo…tenho medo mesmo é do GIULIANO.”

    ah tá bom entao.

  • 82. albo  |  25/10/2010 às 17:26

    #70

    Me impressiona como o Mathias espera SEMPRE até o último segundo para efetuar um passe. E como o tempo dos impulsos elétricos do cérebro chegar no pé é muito grande, quando chegam, ele dá uma batida desesperada e sem qualidade na bola, sempre entregando-a ou chegando perto disso. Teve um lance de ataque do Inter que acabou com ele correndo desesperado atrás da bola e tendo que dar um carrinho no círculo central para recuar para a defesa.

    Digam o que quiserem, mas o cara para aquela posição é GLAYDSON, o Davids negro.

  • 83. fino  |  25/10/2010 às 17:34

    guihoch, arrostando strogonofhoch desde 2007

  • 84. Marimon  |  25/10/2010 às 17:35

    #79

    Victor,

    Gabriel, Índio, Bolivar e Kleber.

    Guina, Tinga, Douglas e D’ale.

    Jonas e Sóbis.

    Dava um baita time, faceiro, mas um baita time.

  • 85. mateus  |  25/10/2010 às 17:49

    mas o davids ja é negro (ns).

  • 86. Sancho  |  25/10/2010 às 18:04

    Re 84

    No lugar do Douglas, o Giuliano dá conta…

  • 87. FÁBIO  |  25/10/2010 às 23:22

    Celso Roth e o seu mau caratismo que vão para a PUTA QUE PARIU!!!

    O único ESPORTISTA do planeta que não rateou com equipe e funcionários um prêmio ganho pelo desempenho de todos.

    Única coisa boa do Grêmio ter entregado o Grenal mais ganho de todos os tempos foi que CESSARAM os rumores sobre demissão desse PALHAÇO!

    P.S. Grandes merda estar um ponto na frente do Grêmio, como ele tentou debochar na coletiva. Grêmio há nove anos sem título e continua sendo o parâmetro de grandeza deles…

  • 88. fino  |  26/10/2010 às 00:40

    Só agora li todos os comentários..

    Não gostei desse papo de cabeça raspada, problemas mentais e cara de mongolóide.

    E espero que o Matterazzi divida o D’alessandro em 8 e jogue o que sobrar prus ROTVAILI do sheik…

  • 89. marlon  |  26/10/2010 às 07:08

    “Não gostei desse papo de cabeça raspada, problemas mentais e cara de mongolóide.”

    bfskdjbfjksbdfkjsddbfkj

    mas vai ser fueda, internazionale tá jogando muito. eto’o tá um demônio, 11 gols em 9 jogos. mas DAMIÃO vai dar uma ENXADADA no matterazzi, brocaremos e bigodaremos.

  • 90. Schmidt  |  26/10/2010 às 10:56

    #1:

    Eu digo SINCERAMENTE que não fiquei satisfeito. O Inter jogou bem melhor, merecia e PRECISAVA ganhar. A gente ia estar em quarto se essa gazela desse argentino não acertasse aquele chute infame.

    Funciona!

  • 91. Ernesto  |  26/10/2010 às 11:44

    Hehehehehe, Não sei quem é mais mau carater. Roth, com seu bruxismo de Mathias, Renan, e sua retranca.

    Se a imprensa, que só fez perguntas comparando com o Gremio, ou se o cara do #87, que não ouviu as perguntas e faz esse tipo de afirmação.

    Porque posso estar equivocado, mas até há algum tempo, ganhar libertadores, por exemplo, era decantada como parâmetro de grandeza. Agora já mudaram o discurso, de novo ?

  • 92. Hermano  |  26/10/2010 às 16:56

    Dante, sou colorado, mas não me lastreio nisso minha burrice, que prefiro domar.

    Roth tem, na melhor das hipóteses, 50% do título. Lembra que teve outro técnico que lhe entregou o time na semifinal.

    Ele se comporta como se isso não existisse.

  • 93. dante  |  28/10/2010 às 09:26

    errado, hermano.

    roth falou exatamente isso na entrevista logo após a partida que decidiu o título – que havia um treinador antes dele que também era responsável por aquilo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: