Nossa contribuição ao centenário

25/10/2010 at 10:58 17 comentários

“E quem disse que não ganhamos nada no Centenário? Ganhamos duas de vocês e não perdemos nenhuma. O ano já está ganho!”

A frase acima me foi dita por um corintiano ontem à noite e representa bem o sentimento do verdadeiro grande clássico paulista: vencer o jogo garante dias de muita alegria ao vencedor, equivalente a um título, e um aborrecimento daqueles ao perdedor, comparada à sensação de se perder uma decisão.

É claro que o Brasileirão já estava em segundo plano para nós, palmeirenses, mas eu preferia que o time ficasse de vez fora da disputa depois de uma derrota, sei lá, para o ASA DE ARAPIRACA (tá, eu sei, nós já perdemos dele também) ou o GRÊMIO SEM-TETO.

E nem foi como o jogo do primeiro turno, em que parecia que dava para ganhar e eu saí frustrado com o empate por 1 a 1. Embalados pelo SERMÃO do Pastor Adenor, os corintianos entraram a mil por hora no gramado do Pacaembu, enquanto os palmeirenses, sem Valdivia, se movimentavam em campo como se a MACARRONADA DA MAMMA tivesse sido servida no vestiário enquanto trocavam de roupa.

Com isso, a abertura do placar saiu naturalmente, num tiro de Bruno César que desviou na bendita chuteira de Marcos Assunção e enganou Deola (mas eu acho que entraria mesmo assim). Nosso goleiro ainda fez uma bela defesa, e o Palmeiras só ameaçou nos minutos finais, com um chute do Tinga GENÉRICO que passou perto da trave.

No segundo tempo, o Palmeiras até criou lá umas chancezinhas, mas nem conseguiu aproveitar o fato de ter atuado o tempo todo com um jogador a mais – não, ninguém foi expulso, mas Ronaldo só esteve em campo para se arrastar, sendo visto apenas na hora de dar entrevistas. Valdivia entrou, não fez nada, sentiu dores na coxa, saiu e sua presença em campo só serviu para Felipão mostrar sua velha classe.

Ao Verdão resta agora sonhar com as curvas da Sulamirada e pensar apenas no duelo contra o Galo, que deve chegar ANIMADÃO para o jogo depois da bela vitória no clássico mineiro. Já o Corinthians voltou a sonhar, pois os TRUPICÕES de Cruzeiro e Fluminense o deixaram a apenas um ponto da liderança do ABORTÃO-2010 e do sonho de coroar o centenário com mais um título. Mais um, porque o primeiro eles já conseguiram. Em cima da gente.

Foto com Kleber e Elias: Wagner Carmo/Gazeta Press
Foto do Pastor: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

Fernando Cesarotti

Anúncios

Entry filed under: Brasileiro.

Um empate colossal A arte atleticana de levar sufoco

17 Comentários Add your own

  • 1. FC  |  25/10/2010 às 12:14

    Contribuimos muito além da conta Cesarotti…

    Não ganhar de nosso maior freguês em nenhum dos 3 jogos do ano é dose.

    A primeira vai pra ocnta do Muriçoca(e da ruindade de Robert e Lovinho), a segunda pro FDP do juíz PCO e agora pro BIGODE de Felipones.

    Era só ganhar pra aguar ainda mais o Centenada… mas fizemos exatamente o contrário.

    Resta brigar pela Sula… mas já que estou vendo nossos comentários póstumos a uma possível eliminação dizendo que dava pra ter ido mais longe no BR-10, largamos mão cedo demais, blá-bláblá.

    A solução agora é entrar com time reserva contra Flu, Cruzeiro e qq time que esteja a frente do Gambá, torcer pelo Cuca e pelo Muricy. Que pontos chegamos !!! Ser coadjuvante no BR-10 é triste.

    Abraço,
    FC

  • 2. gilson  |  25/10/2010 às 12:35

    Time reserva contra o Flu é uma estratégia das mais dignas.

  • 3. Fernando Cesarotti  |  25/10/2010 às 12:44

    Bicho, às favas com os escrúpulos (PASSARINHO, Jarbas, 1968). Se tiver que levar 10 do Cruzeiro na última rodada, que escalem o Rivaldo no gol, Kleber e Valdivia na zga e Deola no ataque.
    Se bem que o Deola é capaz de ser mais efetivo do que o Luan.

  • 4. rafael corinthiano  |  25/10/2010 às 12:56

    é da natureza palmeirense ser coadjuvante.
    seja onde for

  • 5. izabel.  |  25/10/2010 às 12:58

    massa o texto, cesarotti.
    e é bem por aí: os clássicos são o que nos restaram nesse modorrento campeonato de pontos corridos.
    menos mal pra gente: só perdemos um clássico na temporada, sendo que nem é O clássico (3×2 pro santos na vila).

    só discordo em relação ao gordo: tá jogando como pode, não se arrasta. e fez umas roubadas de bola sensacionais, qual um volante, no nosso campo de defesa.

  • 6. izabel.  |  25/10/2010 às 12:59

    e este momento lamentável?
    http://globoesporte.globo.com/platb/futebolargentino/2010/10/24/xenofobia-no-futebol-argentino/

  • 7. douglasceconello  |  25/10/2010 às 13:26

    De fato, Corinthians ontem foi muito superior. E o Palmeiras consegue misturar uns jogadores foda com umas tranqueiras deprimentes.

  • 8. Claudio RK  |  25/10/2010 às 14:13

    Na verdade, o Corinthians foi muito superior até pouco depois de marcar o gol. Depois se acomodou ao perceber a inoperância do Palmeiras, que, à parte alguns bons momentos durante a participação especial de Valdivia, demonstrou grande fidalguia em presentear o eterno rival com alguma alegria no centenada.

  • 9. Francisco Luz  |  25/10/2010 às 14:37

    A torcida do Independiente, quando quer, é muito mongol.

    Uma pena.

  • 10. izabel.  |  25/10/2010 às 14:45

    chico, a reportagem do olé sobre a questão chega perto de chamar de mongol a torcida do independiente. o texto tá bem lúcido.

  • 11. Francisco Luz  |  25/10/2010 às 15:57

    Eu dei uma olhada, Iza.

    O Olé é um baita jornal, quando quer. Tirando o preconceito bobo contra brasileiros em jogos entre as seleções, fazem um puta trabalho, até porque dão no meio dessas feridas que ninguém parece perceber de vez em quando.

  • 12. rafael botafoguense  |  25/10/2010 às 16:34

    pô,o maluco do EI disse que o boca tava sonhando com o título aí filmou um monte de pãozin (tipo sonho)no campo achei que era zuação hauahuah dei pala a toa.

    torcida do indep já tinha feito isso antes,só que com bandeiras. deve ser trauma pq o boca passou em copas..

  • 13. Cunegundes Hernandes  |  25/10/2010 às 16:53

    é minha impressão ou o Tite está com um penteado mais esvoaçante? será que ele trocou a marca do gel?

    coisa de boiola quack

  • 14. bryan robson  |  25/10/2010 às 20:15

    acho que o corinthians ganha esse titulo

  • 15. chuck norris  |  25/10/2010 às 21:25

    também acho

  • 16. Gabriel Teixeira  |  25/10/2010 às 22:25

    O terceiro ponto em um mês que perdemos em CLÁSSICOS que perdemos graças ao desvio que mata o goleiro.

    ISSO SIM É ESTATÍSTICA RELEVANTE.

  • 17. Gabriel Teixeira  |  25/10/2010 às 22:27

    sobrou um ‘que perdemos’ ali

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • E o glorioso São Bento chegou à Série B nacional aos 104 anos de vida. 21 minutes ago
  • A corrida pelo título brasileiro é basicamente a lebre Corinthians tirando uma soneca enquanto 4 ou 5 tartarugas se aproximam lentamente. 28 minutes ago
  • No fim das contas, o Corinthians pode até despencar, mas o verdadeiro perseguidor é outro. 31 minutes ago
  • Já garantiu dois e tem um terceiro (CSA) com tudo na mão. E também o Confiança vivo, ainda que precisando de façanha. 22 hours ago
  • Nordeste pode ser a primeira região a subir mais que 2 times juntos em uma edição da C, desde que adotaram a fórmula atual (2012). 22 hours ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: