A história do clássico agradece

02/08/2010 at 06:00 150 comentários

Ninguém deve ter gostado, especialmente o Grêmio, que teve mais chance de vencer mas segue na RABIOLA, mas o clássico de ontem acabou com aquela LENGA-LENGA de muitas chances de gol, bola na trave, tiro de meta de trivela e outras superficialidades que definiram Gre-Nais anteriores. Após o jogo desse domingo, novamente os cintilanetes termos “sofrível”, “decepcionante” e “futebol pobre”, voltaram a ser aplicados ao maior jogo de todos os hemisférios.

O técnico Silas, balançando mais que bombacha no varal, escalou o Grêmio no 3-5-2, tão elogiado contra o Cruzeiro, enquanto o Inter entrou em campo com cinco titulares – o goleiro Renan e mais os zagueiros Bolivar e Índio e os volantes Sandro e Guiñazu. Índio, por exemplo, certamente saiu de um ESPETO CORRIDO diretamente para atuar na zaga, pois logo no início, cheio de MATAMBRE e CUPIM, perdeu na corrida para Jonas e quase estragou tudo. No intervalo, sentindo o combo maionese mais salsichão, falou para Sexy Roth sacá-lo. Atitude digna.

A partida, como acontece nos melhores Gre-Nais, começou repleta de passes errados – segundo o ImpedPopuli, uma média de 49 passes errados por minuto, mas com os tricolores marcando em cima da saída de bola e forçando o equívoco vermelho. A vantagem dos Silas Boys acontecia pelo povoamento da meia-cancha, com Maylson e Hugo fechando os lados do campo e aparecendo para o VUCO-VUCO pela faixa central, enquanto o Inter respondia pobremente com Bruno Silva e Juan, amplamente equivocados em suas ações.

Certamente, foi um choque de REALIDADE para a esquadra bigodeira da Padre Cacique, que na quarta-feira havia enfrentado um adversário que sentou pra tomar chá na pequena área. Na primeira etapa, Jonas e Borges tiveram grandes chances, mas perderam-se nas curvas do gramado. Renan fez uma defesa, Victor sequer protagonizou intervenções.

Na volta do vestiário, os colorados mostraram mais ÍMPETO, com Giuliano mais disposto a investir na desabalada carreira e os volantes aparecendo para jogar, enquanto os gremistas, que posicionavam-se de forma mais recuada, continuavam tendo as melhores oportunidades, especialmente nas bolas paradas, quando Renan pegou umas duas ou três cabeçadas. Aos poucos, com o avançado da hora, ambos os times, temendo mortalmente o adversário, foram ACOCHAMBRANDO e se contentando com o ponto conquistado.

No final das contas, o empate agradou a todo mundo – e NÃO ADIANTA negar. Certamente foi o pior jogo do Internacional sob o comando de Sexy Hot, mas os colorados queriam que esse clássico, em meio à semifinal da Libertadores, nem existisse. Saíram no lucro porque os alicerces rothianos não foram abalados. Já o Grêmio, ainda que continue correndo atrás do rabo no que se refere à tabela, apresentou um futebol razoável, como DIZEM ter feito contra o Cruzeiro. Teve uma postura corajosa, até perceber que uma derrota arremessaria um furacão de emoções na Azenha.

Fotos de Jeferson Bernardes/Vipcomm/Divulgação

Saudações,
Douglas Ceconello.

Anúncios

Entry filed under: Brasileiro.

Clássico dos Merréis Méritos ao vencedor

150 Comentários Add your own

  • 1. Guilherme  |  02/08/2010 às 07:05

    Nada como ter expectativas baixíssimas!

    Quando li que o Grêmio ia escalar 3 zagueiros contra um time que ataca com 2 avantes abertos me preparei pra levar uma goleada.

    Mas não é que o Silas não foi o imbecil de sempre e desceu o Ferdinando pra marcar atrás formando 4 zagueiros e anulando o Inter?

    Graças também claro ao fato do treinador do outro lado ser o Celso Roth. Não é à toa que o retrospecto dele em grenal é ridículo.

  • 2. marlon  |  02/08/2010 às 08:13

    empate tá mais que bom.

    AGUANTE BIGODÓN ETERNO

    http://www.imagebam.com/image/f0bc9191230230

  • 3. Luís Felipe  |  02/08/2010 às 08:33

    atenção para o ROTHAÇO de quinta-feira. Ontem ele escalou o Giuliano na ala esquerda e fez um 3-5-2 fora de qualquer propósito.

    estou sentindo cheiro de invenção contra o São Paulo. Uma invenção DAQUELAS.

  • 4. Luís Felipe  |  02/08/2010 às 08:43

    o David Coimbra viu uma defesa GORDON BANKS do Renan ontem. Alguém mais viu? Eu não.

  • 5. Germano  |  02/08/2010 às 08:47

    #4 Não foi DO SANDRO essa defesa? Eu vi, o juiz não.

  • 6. Guto  |  02/08/2010 às 08:49

    Sandro pega muito \o/

    E eu não gostei do resultado.

  • 7. Guilherme  |  02/08/2010 às 08:53

    .3

    Na real ele tava tomando um laço e mexeu, o que pro roth já é um progresso, mas concordo que ele tinha tudo pra ganhar o jogo ontem e fez uma invenção lamentável…

  • 8. Jean Mello  |  02/08/2010 às 09:06

    Borges segue perdendo gols decisivos….
    Acho que até o Batistuta se viesse para o Grêmio pra vestir a 9, iria se transformar num William ou Agnight…é foda!

  • 9. Guto  |  02/08/2010 às 09:09

    #8 Bah, aquele gol que ele perdeu foi realmente foda. Caramba…

  • 10. Jader Anderson  |  02/08/2010 às 09:16

    #8

    O borges tem crédito ainda pra gastar…

    No mais achei que o gremio melhorou… o rodrigo estava certo, quanto mais se treina…..

  • 11. Alexandre N.  |  02/08/2010 às 09:26

    #2

    HAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHA…

    Quase morrí de tanto rir aqui…

  • 12. alemao  |  02/08/2010 às 09:31

    Já q o meira não vai sair mesmo, será q ele não pode apenas calar a boca?

  • 13. fino  |  02/08/2010 às 09:39

    #4

    LF, teve uma defesa que lembra um pouco aquele lance… mas foi bem mais fraca que a cabeçada do pelé…

  • 14. fino  |  02/08/2010 às 09:42

    http://www.youtube.com/
    watch?v=u5rFissfmb0

    aos 0:59

    viu agora?

  • 15. Eduardo  |  02/08/2010 às 09:46

    Já q o meira não vai sair mesmo, será q ele não pode apenas calar a boca? [2]
    Já q o meira não vai sair mesmo, será q ele não pode apenas calar a boca?[3]
    Já q o meira não vai sair mesmo, será q ele não pode apenas calar a boca?[4]
    Já q o meira não vai sair mesmo, será q ele não pode apenas calar a boca?[5]
    Já q o meira não vai sair mesmo, será q ele não pode apenas calar a boca?[6]
    ….
    Já q o meira não vai sair mesmo, será q ele não pode apenas calar a boca?[infinito]

  • 16. Eduardo  |  02/08/2010 às 09:53

    comentei com meu pai antes do jogo ontem, via espetacular [propaganda on] Skype [propaganda off]. Esse é o melhor GREnal da história pro GRÊMIO. só não pode dar empate. Beira Rio em festa, inter só na boa com time misto e GRÊMIO precisando vencer…. se perde, revolução. Se ganha, tira a corda do pescoço… aí vem um empate DESGRAÇADO!!!!
    mais um jogo prá desculpas…
    primeiro era pq o time tava sem vontade após a copa (como se explica isso?)
    depois é pq cai um temporal em POA, em 2 horas chove mais do que um mês. (aliás, desastres naturais só acontecem em jogos do GRÊMIO?… heinhô Batista?? ).
    ontem tinha tudo prá chover CANIVETE e veio esse empate medíocre.
    só falta a neve no próximo jogo….

  • 17. Jader Anderson  |  02/08/2010 às 09:58

    Cara, agora que o silas nao tem mais tempo para zonear o time… coparemos!

  • 18. Carlos  |  02/08/2010 às 10:05

    Não vi e não gostei.

  • 19. almilano  |  02/08/2010 às 10:13

    Jogo bem mais ou menos. Grêmio teve chances mais CLARAS de gol.

    Agora tudo é São Paulo. Chega logo 5a.

  • 20. Rudi  |  02/08/2010 às 10:24

    Vi o jogo em um straming de doer, então não vi quase nada…
    Mas está bom esse empate

  • 21. carlinhos  |  02/08/2010 às 10:31

    o pior que até os zagueiros lentos jogarem bem

    o problema dá pra ver que é o adilson perdendo tudo que é bola no meio de campo ainda, ferdinando é melhor que ele, já que sabe se posicionar pelo menos

    o dificil vai ser contra o fluminense sem o jonas, prefiro até colocar o souza ali caso ele esteja bem fisicamente, do que sequer cogitar os roberson,bergson,sons da vida

  • 22. Alexandre N.  |  02/08/2010 às 10:41

    #21

    Rapaz, se o Muricy escalar o Fluminense no 3-5-2, o Grêmio tem uma boa chance de conseguir no mínimo um empate.

    Agora, se ele for audacioso (o que eu não acredito muito) e escalar o time no 4-4-2, acredito que o Flu não perca este jogo.

  • 23. Eduardo  |  02/08/2010 às 10:46

    #21 discordo quanto o Adilson. acho o cara que mais rouba bola e mais participa do jogo … muitos o tiram prá cristo…

  • 24. Germano  |  02/08/2010 às 10:47

    Quando lutamos com forças que vão além do explicável, não existe reação. Joguei a toalha e a tristeza tomou conta.

    Juízes larápios, descasos, temporais, displiscências, dirigentes e jogadores, FODAM-SE.

  • 25. Rudi  |  02/08/2010 às 10:56

    Lembrando que antes do jogo o grêmio SAUDOU a escolha do juiz para o jogo…
    Enfim…

  • 26. Germano  |  02/08/2010 às 11:11

    E o Spíndola foi MUITO melhor que os últimos apitantes. Só para se ter uma ideia do que temos passado…
    Enfim…

  • 27. Cunegundes, o mulato frajola  |  02/08/2010 às 11:58

    ressalto que o FILHO DO CORREIO (MAYLSON) teve boa atuação

  • 28. Eduardo  |  02/08/2010 às 12:08

    Cunegundes, baiano vivendo em Belford Roxo, assiste GREnal e canta músicas de banda gaúcha (comunidade ninjitsu)….
    hum… só pode ser o Dante. hehehe

    o baixo número de comentários rubros é claro sinal de que o inter ADOROU o resultado. basta ver os melhores momentos (que deve ter sido editado por gremistas, pois quase só tem lance do GRÊMIO)…

    em certo ponto concordo com o Germano. nos últimos 10 GREnais, o GRÊMIO jogou melhor em quase todos e perdeu quase todos…. ou eu ando acreditando muito no Meira e seu mundo paralelo….

  • 29. Rudi  |  02/08/2010 às 12:09

    pelo tipo de comentário o “Cunegundes” esqueceu de colocar seu nome original pra falar do Maylson…

  • 30. Hugo  |  02/08/2010 às 12:11

    Uma beleza ver um estádio lotado. Em SP, no maior clássico do Estado, as arquibancadas que acompanham as laterais do campo estavam vazias. Cobravam R$90 o ingresso mais barato! Uma vergonha o que estão fazendo no futebol paulista. Os dirigentes de futebol ou pensam que estão na europa ou fecharam um acordo delicioso com a globo. Pois o resultado é o mesmo do campeonato paulista: cancha vazia e pay-per-view bombando.

  • 31. carlinhos  |  02/08/2010 às 12:14

    e infelizmente logo o estado mg onde o ingresso era bem barato (relativamente, comparado com o resto), tá sem estádio, e tem que fazer jogos agora em cantos do interior que são piores do que qualquer estádio do gauchão hehe

  • 32. carlinhos  |  02/08/2010 às 12:16

    adilson é o bruxo da torcida do grêmio, ele só se justifica como titular por causa da relativa velocidade (que falta em vários jogadores, furada de contratação da direção)

  • 33. Guilherme  |  02/08/2010 às 12:27

    Considero o Adilson com bom potencial que acabou não desenvolvendo.

    Hoje ele não tem HABILIDADE suficiente pra ser segundo volante e nem COLOCAÇÃO pra ser primeiro.

  • 34. Álisson  |  02/08/2010 às 12:28

    Hahahahahaha, boa Rudi.

    Também notei essa do “cunegudes”.

  • 35. Felipe (o catarina)  |  02/08/2010 às 12:29

    #31

    pior, inventaram essa porra de torcida única em MG agora. Piada.

    #28 #29

    Cunegundes já tinha se entregado com aquela história de “cantar” música da Comunidade Nin-Jitsu. Acredito que em breve ele sairá do armário.

    tá, e os outros jogos da rodada? Nádegas a declarar?

  • 36. Álisson  |  02/08/2010 às 12:31

    Sobre a falta de comentário sobre o grenal, de minha parte isso é absoluto descaso. Há tempos que não consigo pensar em outra coisa que não a Liber.

  • 37. Frank  |  02/08/2010 às 12:37

    Bah, não vi e não gostei [2]

    Olhando só pelo resultado, empate fraquíssimo… se esse time não ganha do mistão colorado, vai ganhar de quem?

    Daqui a pouco o maior rival deles já será o empate… e nem sequer saímos da ZR… já eles estão praticamente na final da Liber, e o que é pior, entrando como favoritos… TRISTE…

    E o pior é que não há a mínima esperança de que isso mude a curto prazo… está muito difícil ser gremista nos últimos anos…

  • 38. Frank  |  02/08/2010 às 12:39

    E aquele goleiro do Vasco merecia uma convocação hein, e no lugar do Victor (aguante #5!)…

    Absolutamente surreal aquela sequência de defesas no jogo de ontem…

  • 39. Lucas  |  02/08/2010 às 12:46

    Pois eh, viramos o inter das decadas de 80 e 90, enquanto que eles viraram o Gremio das mesmas decadas. Basta ver o jeito de jogar: O inter com pegada de Gremio, ganhando mundial e o escambau, e o Gremio com firulinha de inter, comemorando so gauchao.

  • 40. guihoch  |  02/08/2010 às 12:59

    i lost my mind, i lost all my money, i lost my life to killing road.

  • 41. Jader Anderson  |  02/08/2010 às 13:35

    #39

    O pior mesmo… é que tenho que concordar

  • 42. dante  |  02/08/2010 às 13:36

    só guihoch é capaz de citar megadeth em plena segunda-feira. sabe muito, esse rapaz.

    ***

    olha, tudo bem achar que eu sou o cunegundes. cada um com sua FANTASIA, né.

    agora, achar que eu sou o cunegundes porque ele escuta comunidade ninjitsu é MUITA sacanagem.

    parem por aí, mgx.

  • 43. Guilherme  |  02/08/2010 às 13:37

    E isso tem um culpado mór, que chama0se Duda Kroeff.

    Vamos fazer um linchamento público? Tô livre depois do trabalho, ali pelas 19h…

  • 44. Jader Anderson  |  02/08/2010 às 13:39

    Guilherme claramente utilizando seus poderes PROFETICOS para angariar fiéis a sua causa!

    hehaeheheah

    Adentrará a azenha com uma bandeira escrita

    “EU DISSE! TREMEI!”

  • 45. Sanchotene  |  02/08/2010 às 14:01

    Mah, chê, acabo de ver o lance do empurrão no Hugo dentro da área. Agora eu entendo o Éverton no lance do gol anulado. Se aquilo não foi pênalti, o gol do Inter deveria valer! E o Sálvio estava OLHANDO reto para a jogada…

    Com 1’00”, aqui: http://www.youtube.com/watch?v=I9rInFE53QY&/

  • 46. arbo  |  02/08/2010 às 14:01

    na entrevista antes do jogo o silas disse, o objetivo era jogar o jogo, acabar com onze.
    estamos conquistando tudo.

    “e no final eles saberão pq eu era o rei de Dionor, pai de Esaúdes e de Carnaão” [ensebíades, 14:02]

    nenhum sentido, é claro.

  • 47. Guilherme  |  02/08/2010 às 14:05

    .46

    hahahahahah!

  • 48. Sanchotene  |  02/08/2010 às 14:14

    Compl. 45

    O tal lance do Sandro (n.º 5, 6), eu não vi ainda.

    Manchete de hoje: “Inter vence: 0 a 0“. O empate era o que o Inter queria (ninguém quer perder Gre-Nal!); se a vitória viesse, beleza, mas não era fundamental. Quem não podia deixar de vencer era o Grêmio: o rei da coluna do meio!

    Que comece logo a Sula Miranda, para salvar o segundo semestre (antes que alguém diga algo, a Sul-Americana continua valendo a mesma coisa OU MENOS (!), mas ainda é o que há para salvar o semestre do Grêmio)…

  • 49. Tierruca  |  02/08/2010 às 14:17

    “inter com pegada de Gremio… e o Gremio com firulinha de inter” Rapaz, favor tentar manter um mínimo de DIGNIDADE. Pegada de grêmio o escambau, original de “grêmio” só a poltrona 36.

  • 50. Guilherme  |  02/08/2010 às 14:23

    .48

    A sula não dá vaga pra liber? Nesse caso vale um caminhão de merda!

    .49

    Colorados em crise de identidade não conseguem nem discernir o contexto em que vivem.

  • 51. Sanchotene  |  02/08/2010 às 14:24

    Compl. 48

    O lance do Sandro é daqueles que a câmera não te dá certeza, pelo menos as que mostraram. Mas que ele ABRE OS BRAÇOS quando a bola vai nele, isso ele faz. O sinal do Spíndola é que a bola bate no corpo e no braço (o que pode ter acontecido mesmo).

    Se foi pênalti, Sandro mostra talento para jogar pela seleção da Sérvia! Não havia o menor perigo no lance…

  • 52. Sanchotene  |  02/08/2010 às 14:25

    Re 50

    A vaga na Libertadores é o que faz a Sul-Americana valer ainda MENOS…

  • 53. Guilherme  |  02/08/2010 às 14:26

    O que me incomoda nesse caso é a cegueira.

    Mudando o estilo de jogo, o Inter andou se dando muito bem nos últimos anos, mas também anda se afastando da sua própria natureza e se aproximando da do Grêmio.

    O fato besta e irrelevante de estar sendo comparado ao futebol do Grêmio causa tanto sofrimento em vários colorados que muitos chegam a negar o próprio passado do time.

    Lamentável.

  • 54. Sanchotene  |  02/08/2010 às 14:33

    Re 53

    Guilherme,

    Segundo falam os gremistas mais velhos, isso teria acontecido no final da década de 60. O Inter passara anos atrelado à imagem do Rolo Compressor e apanhando do Grêmio, mas com o término da construção do Beira-Rio e a chegada de uma nova geração de dirigentes, isso mudou. Eles teriam reinventado o Inter, com um time que jogava marcando forte, pressionando o adversário, apostando no preparo físico.

    Isso seria se aproximar do Grêmio? Talvez, mas o que importa? Se isso foi o suficiente para recuperar a hegemonia do clube no estado e alçá-lo a conquistas nacionais, isso tornou-se tão INTER quanto o futebol de toques e dribles do Rolo…

  • 55. Tierruca  |  02/08/2010 às 14:35

    .50
    Não sou colorado, todos aqui sabem que sou paulista (só não entreguei o time ainda). Mas essa conversinha de “garra do grêmio” é chata até no além-mar. Copiam os cantos dos argentinos, falam espanhol, copiaram o inter que, mesmo sendo um clube mais novo, já tinha torcida organizada antes de vocês… como disse anteriormente, que eu tenha conhecimento, única história de originalidade nesse clube é a tal poltrona 36, nacionalmente conhecida, e que deve ser de grande orgulho para a torcida tricolor.

  • 56. Fernando Carvalho  |  02/08/2010 às 14:36

    mudando a minha frase:

    “Ou o Grêmio ganha, ou é roubado”

  • 57. Gerhardt  |  02/08/2010 às 14:42

    o grêmio vai melhorar.
    nós vamos ganhar do fluzica mesmo sem jonas.
    não tem erro.

    a tabela ainda não se acomodou.

    não falem mal do Adilson, único representante da raça. essa merdança toda é pra forjar o espirito dele.

  • 58. Felipe Z.  |  02/08/2010 às 14:48

    Mas é ruim esse Spíndola hein?

    Tranca demais o jogo. Muitas faltinhas bobas, em gre-nal tem que deixar a bola rolar mais senão trava o tempo todo, como foi.

    Além de ser um apitador nato do enervante “PERIGO DE GOL”.

  • 59. dante  |  02/08/2010 às 14:48

    “[…] o Inter andou se dando muito bem nos últimos anos, mas também anda se afastando da sua própria natureza e se aproximando da do Grêmio.”

    “estar sendo comparado ao futebol do Grêmio causa tanto sofrimento em vários colorados que muitos chegam a negar o próprio passado do time.

    “Lamentável.”

    cara, lamentável mesmo eu achei todo esse comentário.

    barbicacho.

  • 60. Sanchotene  |  02/08/2010 às 14:56

    Re 57

    O time, pelo que vem jogando, não deveria estar onde está. Se não estivesse jogando B… nenhuma, eu já teria me arrancado os pentelhos. Mas não é o caso.

    Provavelmente, se continuarem o trabalho e não fizerem mais nenhuma loucura, vamos acabar no meio da tabela e disputar o título da Sul-Americana (semifinal, final ou campeão). Pouco pelo que se gastou com o elenco, mas não seria nenhuma vergonheira.

    É só o suficiente para escurraçar essa turma do Olímpico…

  • 61. Guilherme  |  02/08/2010 às 15:01

    Então, de novo, o Grêmio não é DONO da garra. Mas é fato que o futebol dos dois clubes eram antagônicos.

    Não vejo nada demais em jogar um futebol acadêmico, acha massa até. Também não vejo tanto problema assim em mudar o estilo. O Fernando Carvalho claramente se espelha na admnistração do Grêmio dos anos 90, e o faz melhor que os próprios dirigentes do Gremio de hoje, inclusive.

    Mas renegar o passado do Inter querendo enfiar goela abaixo que o Inter sempre foi futebol força APENAS porque esse estilo se tornou identificado em porto alegre como sendo do Grêmio é realmente lamentável.

  • 62. dante  |  02/08/2010 às 15:17

    também não vejo nenhum problema em tu desenvolver tuas teorias, guilherme.

    só não acho legal defini-las como verdades, como em “renegar o passado do Inter querendo enfiar goela abaixo que o Inter sempre foi futebol força APENAS porque esse estilo se tornou identificado em porto alegre como sendo do Grêmio”.

    QUEM tá “renegando o passado”, neste caso específico? desconheço.

  • 63. Cunegundes, o mulato frajola  |  02/08/2010 às 15:20

    to com herpes

  • 64. Guilherme  |  02/08/2010 às 15:23

    Fiz questão de postar que “muitos colorados” o fazem. Talvez não todos.

    Mas quando eu vejo colorados xingando o futebol do Santos de fresco por exemplo, eu não aguento.

  • 65. Gerhardt  |  02/08/2010 às 15:25

    é sancho, mas eu não posso descartar algo mais que o meio da tabela.
    não por nós, mas pelo q os outros podem oferecer.

    nessa corrida de cavalo o agora pouco vale.

    ano q vem vai ser Odone.
    do jeito q gastaram, se nao tiver um COPA, só 2012 salva.

  • 66. Gerhardt  |  02/08/2010 às 15:26

    o bixo ta pegando no santos.
    q o vitoria triture.

  • 67. Rudi  |  02/08/2010 às 15:30

    Guilherme, eu vejo uma diferença que talvez seja essencial

    O inter tem um histórico mais técnico que o grêmio sim, não nego, mas passa LONGE de firulinhas, pedaladas, cavadinhas e gracinhas na webcam do santos…

    os momentos mais técnicos e refinados da história do inter (acho que anos 70, talvez rolo compressor – que eu não vi nem por vídeo ) eram caracterizados por jogar bonito E objetivamente, o que é muito difícil de conseguir

    O que o santos faz hoje (pelo menos que eu vejo) é mais próximo do circense, e me desculpe, mesmo a tabela de cabeça famosa dos anos 70 do inter (lance mais “circense” que eu posso lembrar) foi objetiva e resultou em gol

    O santos só consegue ser objetivo e marcar muitos gols contra naviraíenses da vida

  • 68. Junior  |  02/08/2010 às 15:31

    A questão não é afirmar que o Inter foi APENAS futebol força. É afirmar que o Inter aproximou seu estilo do Grêmio para conquistar os títulos que conquistou a partir de 2006. O time do Minelli NUNCA jogou o chamado “futebol-arte”. O principal atacante daquele time, Valdomiro, era um jogador “forjado” a treinamentos, como ele mesmo repete inúmeras vezes. Ele nunca foi um virtuoso, bem pelo contrário, tanto que era vaiado constantemente no começo da Era Beira-Rio. Quem assistir a qualquer VT daquele time nota que Falcão e Carpeggiani eram craques, mas com perfil diverso do craque brasileiro “tipo exportação.” Talvez, o único jogador com esse perfil era o “príncipe” Jair. O Inter do Minelli sempre aliou técnica à força/competividade. O time do Abel guardadas as proporções, fazia o mesmo, se ele “copiou” algo, copiou do próprio Inter mais vencedor da história.

  • 69. Guilherme  |  02/08/2010 às 15:59

    67 e 68

    Eu já acho que se o Santos for campeão da copa do Brasil ele vai ter sido eficiente e competitivo. Pelo menos o suficiente pra ser campeão nacional, o que não é fácil.

  • 70. Guilherme  |  02/08/2010 às 16:04

    Lembrando que eu não tenho nada contra o futebol do Santos, que destruiu o Grêmio por sinal, e é honesto porque faz juz à história do clube.

  • 71. Francisco Luz  |  02/08/2010 às 16:18

    Esses comentários do Guilherme são os mais divertidos do Impedimento.

    Decerto, ele pensa que o Figueroa era uma espécie de Robinho da zaga e o Caçapava um volante que nunca combateu ninguém. Já o PAULO CÉSAR CAJU foi o jogador mais aguerrido de todos os tempos.

    Eu curto essas viagens, é legal para imaginar como o mundo pode ser diferente.

  • 72. Lucas  |  02/08/2010 às 16:21

    Interessante que a conversa foi se perdendo do assunto original. Eu disse, la no 39, que

    ” viramos o inter das decadas de 80 e 90, enquanto que eles viraram o Gremio das mesmas decadas. Basta ver o jeito de jogar: O inter com pegada de Gremio, ganhando mundial e o escambau, e o Gremio com firulinha de inter, comemorando so gauchao.”

    A comparacao foi com os anos 80 e 90. O que veio antes eu nao acompanhei logo nao tenho como dar opiniao pertinente sobre como jogavam. O fato eh que o futebol forca do gremio venceu varios titulos nas decadas de 80 e 90, enquanto que o inter vinha com um time bom aqui, outro acola, mas nunca ganhava nada alem de SC.

  • 73. Rudi  |  02/08/2010 às 16:24

    Lucas, mas nunca foi “firulinha” como o Neymar e o impronunciável fazem, por exemplo…

  • 74. Flávio  |  02/08/2010 às 16:25

    R68
    Não é bem assim. Lula era um ponta habilidoso tradicional. Escurinho, que a maioria lembra apenas como cabeceador, era um ponta-de-lança de toques precisos. Carpegiani era um clássico meia-armador, posição tipicamente brasileira.
    Aquele Inter era um time altamente técnico, mas não artístico como o Santos do Pelé ou Flamengo do Zico. Minelli conseguiu a síntese entre o jogo ofensivo e o futebol de competição. O time era marcador sem abrir mão dos craques. Nenhum outro time gaúcho conseguiu esse equilíbrio.
    Quanto ao Inter de 2006 para cá, é forçar a barra dizer que copiou o Grêmio do Felipão. O Inter perdedor dos anos 90 também seguia o estilo futebol-força e nem por isso ganhou alguma coisa.

  • 75. Lucas Cavalheiro  |  02/08/2010 às 16:25

    Nada como um grenal para a invasão orkutiana. Gremio copero y peleador, rei da garra.

    Aguante MUNDO PARALELO.

    Quinta tem mais.

  • 76. Felipe (o Canoense)  |  02/08/2010 às 16:28

    Pra quem tá reclamando da arbitragem do Espíndola (que era lateral esquerdo, lembram? ns), dá uma olhada na “apitação” do Paulo César de Oliveira no clássico paulista…

    Ruim de doer!

  • 77. Flávio  |  02/08/2010 às 16:28

    E o Grêmio de 83, com Mário Sérgio e PC Caju, não era exatamente um exemplo de futebol-força.

  • 78. Lucas  |  02/08/2010 às 16:35

    Fato:

    O Gremio adotou o estilo de jogo do inter da decada de 80 e 90, com toquinho de bola e jogadores medianos. Titulos escassos e boas campanhas fadadas ao vice, no maximo.

    O inter juntou ‘ganas de vencedor’ com qualidade (dalessandro e guinazu, ex) e joga ‘a murrir’ cada jogo. Classificacoes como a das oitavas e quartas da liber sao exemplo desse futebol forca, muito comuns no Gremio de 80 e 90 e cujo lampejos vimos na liber de 07.

    Fato 2:

    “Eu (insira seu nome) sou o dono da verdade e todos os outros vivem em um mundo pararelo”

  • 79. Felipe (o Canoense)  |  02/08/2010 às 16:35

    Essa história de “Inter joga assim e Grêmio joga assado HISTORICAMENTE” termina num argumento bem simples:

    Os melhores jogadores da história (moderna) do Grêmio foram atacantes (Renato e Ronaldinho) e do Inter foram defensores (Figueroa e Falcão).

    Querer AGLUTINAR 50 anos em um conceito de duas linhas é impossível gurizada!

  • 80. guihoch  |  02/08/2010 às 16:45

    to todo atoladinho, hausdhsahshshah

  • 81. dante  |  02/08/2010 às 16:51

    “Mas quando eu vejo colorados xingando o futebol do Santos de fresco por exemplo, eu não aguento.”

    dizer que o futebol do inter na década de 70 é de FRESCO não faz o menor sentido.

    larguei.

  • 83. Jader Anderson  |  02/08/2010 às 16:59

    #82

    Acabei de ver agora!!!!

    oia o vid

    http://globoesporte.globo.com/platb/primeiramao/2010/08/02/twitcam-indiscreta-no-santos/

  • 84. Guilherme  |  02/08/2010 às 17:01

    .68

    É exatamente isso que eu me refiro. Galera em negação total, apagando toda a história do clube, se negando a admitir que jogaram um futebol refinado pra justificar estar jogando um futebol força atualmente…

    .81

    Eu não falei que o futebol do Inter era de fresco, mas tá muito mais pra Santos do que pra futebol força. Quando a história do teu clube é baseada em futebol bonito de toque de bola, não acho que tu tenha muita moral de xingar o futebol do Santos.

    Que por sinal, como eu já disse, é muito mais honesto porque não precisou vender a alma pra ser campeão.

  • 85. Junior  |  02/08/2010 às 17:02

    “O inter juntou ‘ganas de vencedor’ com qualidade (dalessandro e guinazu, ex) e joga ‘a murrir’ cada jogo. Classificacoes como a das oitavas e quartas da liber sao exemplo desse futebol forca, muito comuns no Gremio de 80 e 90 e cujo lampejos vimos na liber de 07.”

    Com todo o respeito, isso é um estereótipo burro (como a ampla maioria é). Recomendo assistir no YouTube ao gol do Falcão em 79 contra o Palmeiras, em que ele quase “rasga” a perna do jogador do Palmeiras. E em um sentido estritamente futebolístico, o D’Alessandro é muito mais “brasileiro” (no sentido de ser muito mais técnico do que raçudo, o que ele menos tem no corpo é raça) do que o Tinga, por exemplo.

  • 86. Rudi  |  02/08/2010 às 17:03

    Montar uma equipe com um padrão de jogo diferente da equipe que venceu muita coisa nos anos 70 e ganhar títulos significa vender a alma?
    Aliás, reformulando… não se prender a um padrão de jogo ETERNAMENTE significa vender a alma?
    Não são os mesmos jogadores, não são os mesmos da comissão técnica, nem dirigentes…
    Serviu naquela época? Ótimo, hoje o que serve é outra forma de jogar, isso é vender a alma?

  • 87. Guilherme  |  02/08/2010 às 17:10

    É vender a alma quando tu nega o que passou. Mudar não é vender a alma. Renegar é sim…

    Mas xingar o Santos é foda, ainda mais quando o Santos foi um clube que não precisou imitar o Palmeiras ou o Corinthians pra voltar a ser campeão…

  • 88. Rudi  |  02/08/2010 às 17:16

    Ninguém aqui tá renegando que o time dos anos 70 era talentoso, mas também sabia marcar, também tinha uma defesa sólida, embora não bruta… o cotovelo de Figueroa sabe… não temos uma equipe competitiva “pra imitar o gremio” e sim porque queremos ser competitivos… vocês não são o centro do universo

    O gremio também mudou nesse tempo, mas só não “vendeu sua alma” por não estar ganhando títulos?

    O Santos sempre teve um futebol ultra ofensivo, mas pelé e coutinho, por mais blasterhabilidosos que sejam, jogavam visando o gol, e não a ridicularização do adversário por firulas, como o neymar e o impronunciável, essa é a diferença, e é ESSE PONTO que acredito que pode E DEVE ser xingado nos praianos

  • 89. Jader Anderson  |  02/08/2010 às 17:21

    “blasterhabilidosos” -> Palavra do dia aprendida!

  • 90. Rudi  |  02/08/2010 às 17:23

    Jader, vai te fuder e me paga uma CUMPRIDORA Itaipava

  • 91. Guilherme  |  02/08/2010 às 17:24

    Fazer gol de balãozinho sem deixar a bola cair é futebol de competição mesmo.

  • 92. Junior  |  02/08/2010 às 17:25

    Não adianta, Rudi. Para o Guuilherme, o Grêmio tem o monopólio da “raça” no futebol brasileiro. E o Inter dos anos 70 não marcava ninguém. Ele desconhece que o Inter do Minelli marcava pressão na saída de bola do adversário. Há uma história que o Ruy C. Ostermann provocou risadas no Beira-Rio ao dizer que certo time do interior só respirava quando cobrava tiro de meta.
    E desconhece o próprio passado do time dele. O Grêmio teve times extremamente técnicos, inclusive teve um jogador apelidado de “fita métrica”, pela exuberância técnica, se não me engano, chamava-se Sérgio Lopes.
    No mundo paralelo dele, os colorados renegam os timaços dos anos 70, quando na verdade estamos tentando explicar que aqueles times aliavam técnica e combatividade. E o que é pior, os times de 2006 só ganharam porque imitaram o Grêmio do Felipão. Provavelmente ele não viu muitos jogos do time do Abel para fazer essa comparação, os times possuiam estilos bem diferentes de jogar, mas isso é outra história.

  • 93. Jader Anderson  |  02/08/2010 às 17:26

    Po rudi… larga desse stress bruxo…

    achei BLASTERHEBILIDOSOS uma MEGAPOWER palavra!

    heahehehehehehaehe

  • 94. dante  |  02/08/2010 às 17:26

    o guilherme tá tentando vender a ideia de que o inter, pra poder ganhar a américa e o mundo, precisou “renegar seu passado”, “vender a alma” e “imitar o grêmio”.

    TÁ BOM, ENTÃO.

  • 95. Rudi  |  02/08/2010 às 17:28

    “Fazer gol”(…)

    Aí que está, teve o “balãozinho” (foi uma tabela de cabeça PRA FRENTE) mas foi gol…

    Não é uma pedalada na lateral do campo pra deixar o adversário de bunda no chão

    E não lembro de ninguém batendo penalti de Panenka naquele time

  • 96. Rudi  |  02/08/2010 às 17:29

    (antes que digam, Loco Abreu bate de panenka também, mas ele é um caso a parte, não importa onde jogue)

  • 97. Junior  |  02/08/2010 às 17:37

    E mesmo uma pedalada na lateral do campo pra deixar o adversário de bunda no chão é VÁILIDA se for feita para ir em direção ao gol ou à linha de fundo para cruzar a bola. O que é ridículo são as jogadas sem objetividade.

  • 98. Rudi  |  02/08/2010 às 17:39

    Pra mim só existe uma “exclusividade”

    o TRIGOPÓLIO (Chupa, Jader) de Penalti cobrado tipo Panenka, entre o próprio, o Zidane e o Loco Abreu

  • 99. Guto  |  02/08/2010 às 17:39

    Queria saber em que mundinho paralelo de vocês o Inter da década de 2000 é igual ao Grêmio da década de 80 e 90. Na década de 80 ganhamos mais que eles. Na década de 90 ganhamos mais que eles. Se juntar as duas, dá vareio. Parem de viajar. Se ganharem mais, o que é plenamente possível, muda-se de conversa, mas agora não.

    E daonde saiu esse Tierruca? Puta maluco chato. Deve ser palmeirense e ter mágoa das surras que levou do Imortal na década de 90.

  • 100. Ernesto  |  02/08/2010 às 17:40

    Um meio de campo com Fabinho e Edinho COM CERTEZA não é futebol arte.

    E esses dois jogadores estavam no jogo em Montevideo, do gol de “balaozinho sem deixar a bola cair”. Que ao que me consta, ainda vale, não ?

    A incoerência é mato. Fala que fazer gol de balaozinho é futebol arte, mas o jogo foi 2 a 1, com o Inter segurando o resultado com dois jogadores a menos.

    Te decide aí, leque.

  • 101. Guto  |  02/08/2010 às 17:41

    E por mais que eu desgoste do Tradicional Adversário, compará-los ao Santos é piada de mal gosto. Santos sim é bailarinos travestidos de futebol.

  • 102. Ernesto  |  02/08/2010 às 17:42

    #99

    Acho que analisando pela LÓGICA, o que quiseram dizer é que nessa década QUEM GANHOU MAIS foi o Inter.

    Não que nessa década se ganhou mais que em 80 e 90. O que disseram é que quem dominou nestes primeiros anos do século XXI foi o Inter. A interpretação de texto tá fraca.

    Volta Paulo Freire

  • 103. Rudi  |  02/08/2010 às 17:43

    E o Rentería fez aquilo porque era a única alternativa pra ele concluir a gol naquela condição sem ter que encarar marcação de quatro defensores

  • 104. matheus  |  02/08/2010 às 17:45

    empenho, ímpeto, raça, sentimento de equipe E bom futebol pra mim é melhor que empenho, ímpeto, raça e sentimento de equipe.

    faz sentido? uma coisa não elimina a outra.

  • 105. Guilherme  |  02/08/2010 às 17:45

    Bah, essa linha aí que vocês estão tentando fazer pra separar o futebol do Inter pro do Santos tá ficando cada vez mais complicada de enxergar…

    E não acho que PRECISE mudar o estilo de jogo pra ser campeão. O Santos é a prova disso. Mas já que foi feito, que admitam e não tentei passar o cachorro de que o Carrossel Colorado era futebol-força porque não vai colar nunca.

  • 106. Rudi  |  02/08/2010 às 17:52

    Tu faz a adequação do teu estilo de jogo de acordo com o pé-de-obra disponível… não dá pra pedir futebol-arte do Edinho por exemplo…

    E vamos tentar de novo, o time dos anos 70 JOGAVA COM TÉCNICA PRA CARALHO sim, mas TAMBÉM quando necessário tinha um COTOVELO-FORÇA disponível (nem vem me falar do Domingos no Santos)

    E futebol-força não é só marcar, é pressionar saída de bola, é ser não objetivo, mas PRÁTICO, buscar sempre a solução mais rápida para o ataque – independente de ser a mais plástica ou não…

    Tanto que um dos nomes daquele time dos anos 70 era o Dadá Maravilha “Não existe gol feio, feio é não fazer gol”

    Não consigo imaginar vendo um santista fazer gol de canela

  • 107. Gerhardt  |  02/08/2010 às 17:54

    o q sempre separou TINGA de NUNES (volante-mor, ídolo gremista no começo do novo século)?

    a bola.

    se essa coisa de força, raça e técnica fosse uma equação simples, certamente ROTH já teria descoberto.

    esse assunto daria um trabalho científico, tenho certeza.

    esses miniscouts q tem na pagina do globoesporte de uns anos para cá mostram q os numeros falam.

  • 108. Ernesto  |  02/08/2010 às 17:55

    não existe isso de estilo de jogo.

    Para se ganhar tem que marcar e jogar.

    O que acontece com o Santos é simplesmente uma falácia.

    Pegaram times ruins nessa Copa do Brasil – basta ver as colocações de Atletico – Mg e Gremio na tabela do Brasileiro.

    Sem contar que esse ataque do gremio é varzeano. Os gols perdidos ontem demonstram isso. Logo, com um ataque decente ganhariam, pois a defesa do Santos é fraca.

    E o campeonato paulista, aquele disputadíssimo certame, onde Ganso expôs sua fibra E TODA SUA MORAL E EXPERIÊNCIA para ser convocado, foi obtido com uma derrota para um time da série b.

    Título ganho com uma vantagem do regulamento, esdruxula, pois em qualquer campeonato digno aquela decisão seria decidida nos penaltis.

  • 109. Guilherme  |  02/08/2010 às 17:59

    .108

    Não existe estilo de jogo?? Tá louco!

    Estilo de futebol é facilmente identificável. Vejam a alemanha, italia, brasil, flamengo, santos…

    E o Santos esse ano foi campeão como sempre foi, fazendo e tomando um monte de gols.

    E na minha concepção, times que marcam pressão, no ataque são os times ofensivos. Times defensivos como o Paraguai por exemplo, marcam atrás…

  • 110. Guilherme  |  02/08/2010 às 18:01

    Mas enfim, eu falava justamente da negação colorada ao passada e ela foi registrada aqui muitas vezes.

    De acordo com os colorados os times clássicos do Inter eram copeiros, marcadores e de força.

  • 111. Gerhardt  |  02/08/2010 às 18:04

    Ernesto usando toda a caixa para estocar e ESCARAFUNCHAR o gremio. Isso é arte.

  • 112. Gerhardt  |  02/08/2010 às 18:05

    Ademais, analisar tudo isso sem mencionar as jogadas ensaiadas do sobrenatural de almeida é patetico.

  • 113. Francisco Luz  |  02/08/2010 às 18:12

    Ainda bem que tu mostrou a verdade, Guilherme: os times vencedores do Inter não eram NADA raçudos. Eram pura firula e frescura.

    Consta que uma vez viram o VACARIA fazendo quinze balõezinhos aos 40min do segundo tempo de uma final. Achei que fosse lenda, mas, graças à TUA verdade, descobri que isso realmente deve ter acontecido.

    Afinal, tu não iria te indispor em inventar um mundo paralelo por tão pouco, né?

  • 114. Carlos  |  02/08/2010 às 18:18

    Será que não era uma contratar o Tcheco de novo?

  • 115. Phoenix  |  02/08/2010 às 18:20

    # 39
    “Grêmio com firulinha de Inter”????
    Te apresento o zagueiro Ozéia.

  • 116. Gerhardt  |  02/08/2010 às 18:30

    caras quanto ganha o ozeia? esse mongo de qi baixo veio das europa…

    Carlos e seus sonhos eróticos com tcheco, hehe foi mal.
    eu me preocuparei depois q o futebol grego ou servio levar o JONAS.

  • 117. Junior  |  02/08/2010 às 18:30

    Pelo critério do Guilherme em relação ao Inter dos anos 70, o Boca dos anos 2000, com Riquelme e cia., também é um time “artístico” e que não marca ninguém.

  • 118. Guilherme  |  02/08/2010 às 18:35

    .117

    Hahahaha! Então o futebol do Inter dos anos 70 é o mesmo do Boca do Riquelme!!!!!!!!

    hahahahahhahhahhahahahhahah!!

    Provei meu ponto. Obrigado Junior, e um abraço a todos os envolvidos.

  • 119. Carlos  |  02/08/2010 às 18:46

    Alguem tem alguma barbada de mocotó decente?

    Fui comprar hoje no meu fornecedor, ali no Bourbon, e o cara tá louco, pediu muita grana por essa merda.

    To de cara.

  • 120. Alisson.  |  02/08/2010 às 18:52

    Estranho um time de futebol raça e força rivalizar tanto com um time bailarino. Pior do que isso é os times serem tão parecidos, com torcedores que são, muitas vezes, de uma mesma família. Equipes de uma mesma cidade, mesmo Estado. Estranho um time de tanta força aceitar um rival desse naipe afrescalhado.

  • 121. Alisson.  |  02/08/2010 às 18:55

    Poxa Carlos, comprar mocotó no Borubon?
    Mas não existe buteco de bairro em Porto Alegre que faça o verdadeiro mocotó?

    deus, esse mundo tá virado no cróiss.

  • 122. fino  |  02/08/2010 às 19:13

    Tanque, ontem passei na frente de um tal de restaurante MAIAMI, na Edu Chaves… onde tinha um quadro riscado à giz “o melhor mocotó da cidade, somente sob encomenda”

    vai lá, mas faz o testamento antes… çalfjkpasfd

  • 123. Francisco Luz  |  02/08/2010 às 19:18

    Eu já vi essa placa, me chamou a atenção porque achei que o único MAIAMI que existia era aqui em NH.

    E mocotó bom é comprado em lancheria de bairro, não no Bourbon. Tanque decepcionando.

  • 124. Carlos  |  02/08/2010 às 19:53

    ô caraio. Que mocotó no bourbon. Vão tudo tomá no cu.

    É ali no Bristol, do lado do Bourbon da assis brasil.

    O cara quer 40 lulas pelo balde q ano passado era 35. Achei absurdo. aljskdlksajdsljakdjlsaljdsaljdljslj

    Já vi esse MAIAMI…mas acho q deve ser MUITO roots. Provarei.

  • 125. Luís Felipe  |  02/08/2010 às 20:09

    Naval, Carlos.

  • 126. Luís Felipe  |  02/08/2010 às 20:10

    Ah, e esse Bristol é uma farsa. Só usam linguiça defumada.

  • 127. Luís Felipe  |  02/08/2010 às 20:12

    Qualquer discussão sobre mocotó vale mais que “futebol-arte” x futebol-força, que lidera o meu ranking de discussões sobre futebol MAIS CHATAS DO MUNDO.

  • 128. fino  |  02/08/2010 às 20:14

    ta LF, mas o lance aquele, lembra ou não lembra o gordon banks?

    admita.

    jkasdjkopasfdkopasfdko

  • 129. Carlos  |  02/08/2010 às 20:21

    LF, pois eh. O bristol já foi melhor. Entretanto, contudo, porém, sou um cara tradicional, dificil de mudar de costumbres.

    Naval = mercado publico? –> vendem congelado? Não é grife, estilo cachorro do rosário, cachorro quente famoso porém merda?

    Tb concordo com LF, esses debates futebol força, bla bla bla são chatos pra caralho.
    1) Ninguém vai convencer ninguém de nada;
    2) o que é futebol arte? O q é futebol força?

  • 130. Carlos  |  02/08/2010 às 20:22

    E, 3, LF…linguiça defumada, enqto ingrediente, é de extrema valia, no meu parco entender gastronomico.

  • 131. marlon  |  02/08/2010 às 20:39

    bá, nego discutindo gremio peleador, futebol força bla bla bla.

    epifenômeno [mazá, Aurelião] da zona de rebaixamento. não entrarei.

    (melhor faz o Carlos, pensando no Tcheco e em mocotó de ontem – os quais são MUY parecidos).

    vou ali fumar UN CHOCOLATE e não volto. fbhkjadsfhbks

  • 132. marlon  |  02/08/2010 às 20:44

    porra, impedcensura não deixa passar meu post. vamos por partes:

    e vãosifudê com essas discussões futiarte-futifuerza e tomem 735 páginas de BUCETA na PLEURA (paguem-me caixas de Heineken em 2011):

  • 133. marlon  |  02/08/2010 às 20:46

    bá, mas não passa o LINK CHUNGO…

    bit.ly/aZUxR0

  • 134. marlon  |  02/08/2010 às 20:46

    ah, agora sim.

    (começa com gatuchas LENDO, ainda passarei esse link pro Mojo)

  • 135. Luís Felipe  |  02/08/2010 às 21:18

    Carlos, o Bristol usa (usava, quando eu estava disposto a pagar) umas linguiças que eram tão insossas que pareciam salsicha.

    eu adoro, como e faço linguiça defumada, mas para um mocotó HARDCORE DESCONTROL, tudo o que eu NÃO quero é uma linguiça insossa.

    (ui)

  • 136. Carlos  |  02/08/2010 às 21:20

    Porra, como q tu faz linguiça defumada?

    (ui)

    Tá foda esse papo, mas me interessa.

    Vinde a mim o reino das costelas de porco defumadas, paios e afins.

  • 137. Carlos  |  02/08/2010 às 21:21

    E, realmente, os acessórios q eles colocam no do Bristol não são o bicho, mas no geral gosto do mocotó deles.

  • 138. Luís Felipe  |  02/08/2010 às 21:31

    tá, peraí.

    eu não DEFUMO a linguiça. Quero dizer COZINHO COM linguiça defumada.

    eu não tenho nem estrutura para defumar uma linguiça em casa. Dizem que o Trasel consegue, mas há rumores de que é lenda.

  • 139. Carlos  |  02/08/2010 às 22:14

    ahhhhhhhhhh bom.

    Tb achei estranho, mas não impossivel.

  • 140. Serramalte Extra  |  02/08/2010 às 22:19

    bah nem li os comentários ainda, mas… Douglas… o Índio não perdeu pro Jonas na corrida, e sim pro DOUGLAS, o lerdo.

  • 141. Anônimo  |  02/08/2010 às 22:51

    esse bristol não é o antigo REI DO MOCOTÓ, do ladinho do bourbon?

    ouvi falar de um mocotó muito bom no EIXO sertório-cachoeirinha, vou me informar.

    naval não é lenda, mas há tempos tá meio caro.

    acho que tem também o BEVERLY HILLS, lá pelo centro.

  • 142. dante  |  02/08/2010 às 22:51

    yo.

  • 143. Atilio  |  02/08/2010 às 23:50

    Lá na minha terra, ao invés de mocotó, a gente diz “bucho”. Tipo: “Comi um bucho”. Caminho aberto para todo tipo de trocadilhos.

  • 144. Anônimo  |  03/08/2010 às 07:22

    Re 129

    Cachorro do Rosário é do filho do dono do Cachorro do Rosário. Os dois brigaram, e o filho, de sacanagem, foi lá e registrou a marca. Não tem nada a ver com o original, cuja banquinha segue à frente do colégio…

  • 145. Jader Anderson  |  03/08/2010 às 09:09

    Cachorro do Bigode OWNS esse do rosário aí… não dá nem pro cheiro!

  • 146. dante  |  03/08/2010 às 14:23

    cachorro do rosário é o rango mais superestimado do universo – depois do sushi, claro.

    atilio, tu é de bento? meu pai é de lá.

    realmente, por lá eles chamam de BUCHO, mas acho que rola umas adaptações. na minha lembrança de infância, era diferente de mocotó, que é mais cheio de SALAMALEQUES [linguiças várias, PORCO DESMEMBRADO, etc.]. o bucho era mais uma SOPINHA DE ESTÔMAGO DE BOI, que comíamos com PÃO SOVADO.

    :~~~

  • 147. Junior  |  03/08/2010 às 15:48

    “cachorro do rosário é o rango mais superestimado do universo – depois do sushi, claro.”

    Dante, não gostar de sushi equivale para mim a uma declaração de nobreza de caráter. A maioria das pessoas não gosta, mas fica com vergonha de dizer porque sushi é “cool”. O Nizan Guanaes é um mala, mas criou uma frase genial sobre sushi e afins: “como eu vou gostar de uma comida que vem fria e o GUARDANAPO é que vem quente?”

  • 148. dante  |  03/08/2010 às 16:46

    boa frase, mas eu fico com a do ROB ROCKER, centroavante da impednua e parceiro de CRACK:

    “sushi tem gosto de shoyu. se colocar shoyu, claro.”

  • 149. Carlos  |  03/08/2010 às 21:34

    ahahahahahahhah…
    ótima essa frase.

  • 150. marlon  |  04/08/2010 às 11:09

    hkjsdhds;h;sdhds;hds

    Rob Rocker MESTRE.

    e porra, ninguém comentou meus links.

    bando de EMO [pior xingamento], hfdajhdfajkl

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • Porque não chegaria à Libertadores. 9 hours ago
  • Fim também para o improvável Paraná 3x2 Atlético-MG, um grande jogo que vocês não previram. 9 hours ago
  • Bahia soma a taça de 2017 às de 2001 e 2002. Como em 01, ganha contra o Sport. Fez um baita jogo hoje, podia golear, mas Magrão foi enorme. 9 hours ago
  • ACABOU. O BAHIA É CAMPEAO DO NORDESTE PELA TERCEIRA VEZ. 9 hours ago
  • Juizão distribuindo cartões vermelhos pro banco do Sport. 9 hours ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: