Archive for agosto, 2010

Das coisas que fazemos por amor

Todos conhecem o ditado que diz que o homem troca de carro, troca de casa, troca de mulher mas não troca de time jamais e ele é absolutamente verdade. Aliás, se a mulher quiser a separação, é só pedir para o homem decidir – “ou eu ou teu time”. Mas a gente pode fazer concessões, como ir a um joguinho na torcida do maior rival para agradar à amada. Não é o melhor programa do mundo, mas também não mata ninguém. (mais…)

31/08/2010 at 06:00 36 comentários

Uma fonte inesgotável de alegrias e tragédias

São infindáveis as reminiscências melodramáticas que podem compor a crônica de vidas & mortes anunciadas da Velha Fonte Nova.  Cada um tem histórias singulares sobre glórias, choros e ranger de dentes no sacrossanto recinto. (mais…)

30/08/2010 at 14:53 29 comentários

O líder benevolente e a desgraça iminente

A rodada que marcou a diminuição da vantagem do Fluminense para o Corinthians teve também uma atuação convincente do Grêmio e uma sequência de empates que fez com que pouca coisa se alterasse na zona mediana da tabela, além de uma virada do Palmeiras sobre aquele amontoado de gente dispersa que anda vestindo a camisa do Galo. (mais…)

30/08/2010 at 06:00 67 comentários

A dimensão espiritual do futebol

Conta  a lenda que Deus, entediado dos seus afazeres cósmicos e pressionado pelo departamento de marketing – que exigia a criação de algo novo a cada 15 bilhões de anos – saiu para dar uma banda no Jardim do Éden. Buscava inspiração para novos projetos e precisava mesmo se distrair. (mais…)

28/08/2010 at 14:00 11 comentários

O Mundial de Clubes e o sonho da utopia

A Fifa teve uma boa ideia que foi mal executada nos idos de 2000, quando todos ainda temíamos o BUG do Milênio. Chamou-se Mundial de Clubes. Rumaram para o verão tupiniquim, em pleno janeiro, as vedetes do Manchester United (então campeões europeus) e do Real Madrid (que havia sido campeão intercontinental em 98), além de Al Nassr (supercampeão asiático de 98), Necaxa (campeão da Concacaf de 99), Raja Casablanca (campeão africano de 99) e South Melbourne (campeão OCEÂNICO de 99). (mais…)

27/08/2010 at 06:00 107 comentários

Liga vai Recopando

O calendário de taças da Conmebol ainda marca três eventos por ano – um deles é a Recopa, que começou ontem com a vitória da Liga de Quito por 2×1 sobre o Estudiantes de La Plata, com Hernán Barcos a todo vapor tentando vingar a perda da Copa Suruga Bank. (mais…)

26/08/2010 at 06:00 84 comentários

Gurizada atrevida

Quem tem uma fagulha do verdadeiro futebol TRISCANDO no coração sabe que mesmo as agremiações mais modestas, cuja folha salarial não alcança um quinto do SOLDO de um atacante que jogou dez anos no VILLARREAL e não saber nem correr em campo, é capaz de grandes feitos, seja no seu campinho, contra o rival de quarteirão, ou contra um assombroso rival, naqueles escassos momentos em que o universo abre uma BOCARRA de oportunidades. Pois, senhores, desvendem as cortinas e batam palmas para os argentinos do All Boys. (mais…)

25/08/2010 at 14:37 29 comentários

Evocações de um amistoso

Estávamos na barreira e o ponta de lanças deles foi à pista de atletismo, encheu a mão de carvão e nos jogou na cara. A falta foi batida e fizeram o gol.”

Ontem, o Peñarol visitou Madrid e o troféu Santiago Bernabéu, aquela taça que o Real expõe ao visitante e, depois de noventa minutos, guarda no seu memorial para sempre. A capital espanhola recebeu o choque entre o maior clube da Europa e o maior da América no século XX, com óbvias condições contrastantes. Enquanto o Real Madrid já havia se esquentado na pré-temporada, o Peñarol no máximo tinha esboçado uns coices no Racing uruguaio, em solitário amistoso. Já entrar no mérito do abismo futebolístico seria uma injustiça com Estoyanoff e uma evidente tentativa de louvar Cristiano Ronaldo – e não estamos aqui para isso. (mais…)

25/08/2010 at 06:00 18 comentários

Quem escreve seu nome na história

Pôsteres na rua, faixas no peito, taças devidamente hospedadas com direito a cama e serviço de quarto. Quase uma semana depois do bicampeonato da América pelo Internacional, todos os 28 e a comissão técnica já estão na história. Agora, fica a dúvida: quais dos protagonistas entram no hall dos maiores da história do Inter?

(mais…)

24/08/2010 at 08:22 67 comentários

Carregando a Cruz de Malta

É impressionante as coisas que o futebol nos obriga a fazer e não é sem certa vergonha que confesso: fui obrigado a tirar meu chapéu para Carlos Alberto, meia do Vasco. Apesar de suas trancinhas de percussionista do Olodum, graças a ele ontem o time de São Januário não foi triturado pelo líder Fluminense. (mais…)

23/08/2010 at 06:00 63 comentários

Por que não copiar as idéias boas de vez em quando, só para variar?

Há uma certa polêmica sobre uma mensagem de parabéns do Grêmio ao Internacional pelo título. Uma coisa, no entanto, é certa: os colorados não podem reclamar. Trata-se de uma homenagem, de um reconhecimento pelo feito alcançado. E não se pode esperar que o Grêmio vá a público e diga: eu gostaria de estar no teu lugar (por mais que isso seja verdade). (mais…)

21/08/2010 at 17:50 47 comentários

Redescobrindo a grandeza

O Palmeiras viveu uma noite histórica quinta. “Ah, largue mão, Cesarotti”, dirão os colorados, especialmente, ainda embriagados pela conquista de La Copa. “Grandes merdas”, poderão rebater os gremistas, ainda despeitados pela débâcle na mesma Sulamiranda, na semana passada. “Nem vou ler esta merda paulista”, concluirá outro, armado de seus sAdicionar novoentimentos relativos a 1932. (mais…)

21/08/2010 at 10:00 13 comentários

A paixão de Rivo Bühler Júnior

Um colorado embarcou num avião no exato momento da final da Libertadores da América e desafiou os avisos de apertar os cintos e desligar os aparelhos celulares. Pousou no Mato Grosso do Sul bicampeão da América, acossado por uma tripulação são-paulina.

Rivo Bühler Jr., um soldado colorado

Rivo Bühler Jr., um soldado colorado

(mais…)

20/08/2010 at 15:00 35 comentários

Confissões de um homem sem caráter

Com seu inconfundível timbre que passeia entre o mar da Bahia e as montanhas dos Gerais, a mineira Jussara Silveira, talvez a melhor e mais baiana cantora da atualidade, fez a fundamental profissão de fé no Bolero Maria Sampaio. Ouçam: “Amigos são parentes que pude escolher”. Porém, um amigo sacana metido a erudito (esta raça de gente ruim) garante-me que os autores da referida canção, Almiro Oliveira e J. Veloso, se inspiraram na seguinte assertiva do francês Deschamps: les amis — ces parents que l’on se fait soi-même, que, numa tradução malamanhada, seria algo como “Amigos são familiares que cada um escolhe sozinho”. (mais…)

20/08/2010 at 12:05 37 comentários

O sofrimento é um método (delicioso, não se enganem)

Só pude encarar como um presságio dos infernos o fato de me deparar com provavelmente a única pessoa desligada de futebol na cidade de Porto Alegre para me conduzir ao palco onde presenciaria um dos mais dramáticos quadros dos tempos modernos. Questionado sobre sua preferência clubística, pergunta que pode mudar o rumo de uma conversa, gerar amizades inesperada e até causar CAPOTAMENTOS, o nobre taxista, com sua cara de gringo, daqueles do nariz vermelho, disse que “nunca fui muito de futebol”. (mais…)

20/08/2010 at 06:00 65 comentários

Posts antigos


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker