A vida não é filme

30/07/2010 at 23:30 25 comentários

Só agora, passadas as regulamentares 48 horas, é possível fazer a indagação que inquieta a Bahia e uma banda de Sergipe: Que chibança ordinária foi aquela na Vila Belmiro na noite da última quarta-feira?

Antes de responder a este fundamental questionamento, faz-se mister (recebam, firuleiros, um mister pelos mamilos) salientar que o desempenho do Esporte Clube Vitória na referida peleja foi igual à influência do gêge-nagô na filosofia clássica alemã: Zero.

E já que adentramos no campo dos números, sucumbo também às estatísticas – este monstrengo que, hodiernamente, domina a análise pebolística. Assim, apresento-lhes um dado fundamental que explica quase tudo. Seguinte foi este. O ponteiro do relógio marcava 30 minutos da etapa inicial e o Santos ganhava de 1xo, porém o Leão só havia feito cinco faltas. Isto mesmo: somente cinco botinadas. Uma vergonha. Para que vocês tenham a noção exata do escárnio, os firulentos da Vila, neste mesmo período, cometeram nove infrações, praticamente o dobro.

Aliás, para além da numerologia, o que chamava a atenção era o fato deplorável de que os jogadores do Rubro-Negro comportavam-se iguaizinhos àquelas mocinhas da sociedade que recebiam curso de boas maneiras na Socila. Nem parecia final de campeonato. Foram os 90 minutos mais afrescalhados da história do Ludopédio de Pindorama. Em todo o jogo não ocorreu sequer uma cotovelada, cuspe na cara, chute nos culhões, nada. Nem uma mísera dedada.

PUTAQUE PARIU O CURSO DE ETIQUETA SOCIAL!

Por conta disso, os meninos amarelos da Vila soltaram a franga e desfilaram arrogância, soberba e uma dose inigualável de viadagem. Robinho ciscava, André rebolava e Neymar honrava o ipsilone no meio do nome. Aliás, se a puliça de São Paulo tivesse o mínimo de competência teria descido a madeira sem dó nem piedade no lombo do sacripanta logo após aquela patacoada na cobrança de pênalti. Uma cena (in) digna dos piores pastelões.

Por falar em cinema, o Santos não se sagrou campeão antecipado por falta de cultura cinematográfica. Se aquelas injúrias conhecessem Django saberiam que, assim na vida como no futebol, não há espaços para os piedosos. Porém, em vez de matar logo, eles brincaram de dar sobrevida ao inimigo.

Agora, na próxima quarta-feira a labuta é aqui na Bahia. E, no Barraquistão, eles vão aprender que não há lugar para encenações, pois a vida não é filme.

Franciel Cruz

Anúncios

Entry filed under: Copa do Brasil.

Chivas e La U, semifinais passadas Clássico dos Merréis

25 Comentários Add your own

  • 1. miserieu  |  31/07/2010 às 04:06

    espero que o santos ganhe de goleada lá, só pra dar nos dedos nos gaúchos-argentinos daqui…

  • 2. Marcio Melo  |  31/07/2010 às 07:57

    Seu França, que as suas palavras sejam de salvação!

  • 3. Junior II  |  31/07/2010 às 08:23

    Como alguém falou antes, pena que o goleiro do Vitória não fez uma dancinha após pegar o penalti do insuportável Neymar!

  • 4. Logan  |  31/07/2010 às 08:26

    Palhaçada esse time viu, se acovardou e não levou uma goleada histórica sabe-se lá por que capricho dos deuses do futebol, quero ver se aqui vão ficar na retranca também.

  • 5. Clecius  |  31/07/2010 às 08:57

    …Neymar honrava o ipsilone no meio do nome…hehehe, muito boa essa. Aliás, o texto é muito bom. O Impedimento realmente é um espaço dedicado ao ludopédio diferenciado pela qualidade.

  • 6. gilson  |  31/07/2010 às 09:52

    A única verdade do jogo foi que o Santos poderia ter ido com as duas mãos na taça pro segundo jogo. Não conseguiu.

  • 7. catarina cristo  |  31/07/2010 às 10:36

    Eu ainda acredito.

  • 8. Cunegundes, o mulato frajola  |  31/07/2010 às 13:03

    sacanagem esses franguinhos do santos, foi linda a defesa no penalti

  • 9. Guilherme  |  31/07/2010 às 13:10

    hahaha texto com sotaque baiano…

  • 10. Rodrigo  |  31/07/2010 às 13:26

    …Neymar honrava o ipsilone no meio do nome…hehehe, muito boa essa.(2)

  • 11. col  |  31/07/2010 às 14:22

    Bitoria triunfarah.

  • 12. Rita  |  31/07/2010 às 14:52

    …Neymar honrava o ipsilone no meio do nome…hehehe, muito boa essa.(3)

  • 13. Y  |  31/07/2010 às 16:12

    VOLTOU

    http://www.aquiacontece.com.br/index.php?pag=esporte&cod=3369

  • 14. FERN  |  31/07/2010 às 17:46

    “time pra GANHAR FINAL na vila contra o Santos, só o MEU… (De Souza, José Machado. quinta-feira 07:00H)

    MEU VÔ!!!! HINCHA DO BAHIA aos seus plenos OITENTA ANOS DE IDADE!!!

    hahhahhaha feliz por ele… MERECE!!!

    CHUPA!!! Él Sir Frã…

    uahuhuashuahsuashuahsuhaushaushuahsuahsuhauhsu

  • 15. Lucas Cavalheiro  |  31/07/2010 às 17:47

    Sinto pelo Vitória, mas essa já é do Santos.

  • 16. matheus  |  31/07/2010 às 18:33

    foda-se o vitória

    bora baea

    imagina a festa dos loco quando se concretizar a maldiçao do VICE…

  • 17. Anônimo  |  31/07/2010 às 19:09

    # 1 Miserieu

    O autor do texto é baiano, antes de mais nada, PAULISTA-BRASILIANISTA

  • 18. gilson  |  31/07/2010 às 20:26

    Essa vitória do Flu no clássico vai dar um ânimo pro time.

  • 19. izabel.  |  01/08/2010 às 02:07

    hahhahah
    sensacional. grata por me tirar essa dúvida, sempre quis entender a influência gêge-nagô na filosofia alemã.

  • 20. pita 100% tricolor  |  01/08/2010 às 11:46

    TIMINHO COVARDE, SEM PEITO E SEM FIBRA.
    NA HORA DA CHEGADA SE CURVA AO ADIVERSARIO

  • 21. Felipe (o catarina)  |  01/08/2010 às 13:45

    “O ponteiro do relógio marcava 30 minutos da etapa inicial e o Santos ganhava de 1xo, porém o Leão só havia feito cinco faltas. Isto mesmo: somente cinco botinadas. Uma vergonha.”

    Franciel obviamente aprendeu com aquele meu textículo sobre o Ferdinando ano passado (https://impedimento.wordpress.com/2009/07/29/sao-domingues-cabe-no-meu-bolso-diz-ferdinando/).

    Estatística mais importante do futebol, depois do número de gols marcados, claro, é o número de faltas. Quem faz mais faltas, ganha.

    e, apesar de o ex-ídolo avaiano Marquinhos estar no (banco do) Santos e de o título santista tornar mais fácil nossa vida na Copa Sudamericana, torcerei pelo Vitória e espero que o nobre Franciel tenha a hombridade de encher a cara pra comemorar o título e escrever podre de bêbado nas altas horas da madrugada um texto felomenal sobre o primeiro título nacional do Leão da Barra.

  • 22. almilano  |  01/08/2010 às 22:28

    Françuelllll viveeeeeeee

    uahuahuahuhuahauhauhauhauah

    Será que vão fritar o peixe?? Acho difícil hein frãsssuelllll

  • 23. Renan Alfaia  |  02/08/2010 às 09:12

    AMÉM!

  • 24. André  |  02/08/2010 às 11:55

    Texto palha …
    filosofia meio amargurada … vc não é baiano, certo ?!

  • 25. Fred Mandik  |  02/08/2010 às 12:17

    #24 (ui santa)
    Não,ele é Franco-Canadense,não percebeu o sotaque ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: