A vida te dá a revanche

05/05/2010 at 06:00 63 comentários

O primeiro é conhecido há duas décadas, algo por seus passes, outro pouco pelos títulos que guardou no armário. Rodou pelo mundo mas só se encontrou em um clube. Da parte vermelha e branca de Buenos Aires, foi e voltou, mas é como que se de lá nunca tivesse saído. Esteve presente em três Mundiais. Foi tido, como outros tantos, como o substituto de Diego Maradona. Não alcançou a mesma grandeza – talvez porque tenha tido problemas pessoais ainda mais sérios, ou porque não jogava a mesma bola, mesmo. Ariel Ortega, aos trinta e seis anos, ainda é o camisa 10 do River Plate.

O segundo é zagueiro, iniciou a carreira em La Plata e por lá deve terminá-la. Dono de um jogo ríspido, mas de inegável utilidade. Nunca havia conquistado nada, até que levantou uma Copa Libertadores da América. Na disputa do Mundial de Clubes, no mesmo ano, acreditou até o derradeiro lance que era possível bater o gigante europeu: para tanto, plantou-se na frente da grande área do adversário na esperança de alcançar o último tiro de meta. Apesar disso, é famoso quase que unicamente pelas polêmicas em que se envolveu. Leandro Desábato, zagueiro do Estudiantes, enfrentou o River de Ortega no dia 24 de abril.

Com objetivos bem distintos, River e Estudiantes se mediram em um confronto equilibrado. O “leão” de La Plata, que soma para tocar o título do Clausura, venceu por 1-0. O conjunto “milionário”, do recém contratado Angel Cappa, ex-Huracán, mostrou que pode dar um pouco mais de futebol à torcida com o novo técnico. Em um dos entreveros da primeira etapa, Desábato e Ortega se peitaram. A disputa de jogo foi comum, e o que falou Desábato, se não foi raro, mostrou-se forte: ¿Qué te pasa, borracho? Não houve reação imediata do “Burrito”. Findou-se o primeiro tempo, veio o intervalo e, nos primeiros movimentos da nova etapa, Ortega retrucou: pisou com explícita maldade na perna do zagueiro, já caído. Foi a primeira vingança de Ariel naqueles dias.

Há que se compreender que os tempos não são bons. Ortega há anos se vê prejudicado pelo alcoolismo e em notória derrocada. A última década não aliviou. Ortega, que buscava o seu refúgio no futebol, teve de ficar uma temporada inteira parado – já que quebrou o seu contrato com o Fenerbahçe, da Turquia, no início de 2003. Até o Grêmio surgiu como interessado para recuperar o futebol do “Burrito”, mas o camisa dez desembarcou em Rosario, onde saiu campeão com o Newell’s, em 2004. Desde então, os costumeiros lances mágicos repartiam cada vez mais espaço com as suas decaídas. Foi assim no River, que chegou a emprestá-lo para o Independiente de Rivadavia, da segunda divisão argentina.

De volta ao River para a temporada 2009/2010, foi dispensado da concentração do clube mais de uma vez. Como também aumentaram os atrasos e a boataria, Leonardo Astrada, então técnico, pouco pôde utilizá-lo – mas jamais fez críticas públicas ao jogador; afinal, toda a Argentina sabia, Ariel Ortega tinha um grande problema. Matías Almeyda, outros dos veteranos do River, diz que o que aflige Ariel não é mais o alcoolismo, e sim a depressão – que havia determinado o fim da carreira do próprio Almeyda. Reconhecidamente sem a alegria de sempre, Ortega voltou a jogar com Cappa. Tornou-se titular e encabeça um River que indiscutivelmente apresenta melhoras. Contra o Vélez, na última vitória, desequilibrou. E então veio a segunda revanche.

Maradona anunciava a lista dos jogadores convocados para o último amistoso da Argentina antes da Copa, diante do Haiti, quando chegou a surpresa: no meio-campo, mencionado estava Ariel Ortega, o velho “Burrito”. Parte da imprensa e dos rivais caíram em cima – apontaram para a decadência anunciada, para a vida pouco regrada e para o que já deixou de ser. Mas não é preciso muito para saber que se trata de uma homenagem: Ortega, pouco antes de um Mundial que não mais jogará, vai vestir a celeste e branca que marcou a sua vida. E será titular, diz Maradona. Nada mais justo. Com o fim da carreira se aproximando, surge a última vez de um dos grandes do futebol portenho.

Saludos,
Iuri Müller.

Anúncios

Entry filed under: Colunas, Nacionais, Pela América.

Pela morena eu passo o ano olhando o rio Lost in Translation

63 Comentários Add your own

  • 1. marlon  |  05/05/2010 às 06:40

    grande texto.

  • 2. Guilherme  |  05/05/2010 às 08:49

    Excelente texto.

    Mas talvez seja mais do que isso. Talvez o Maradona tenha uma certa esperança no Ortega. A posição dele é um deserto total na Argentina. Se o Ortega jogar bem, só assim eu começo a acreditar que a Argentina tenha alguma chance na copa.

  • 3. dante  |  05/05/2010 às 09:04

    realmente, muito bom o texto.

    iuri é maestro, todos sabem.

    a esse respeito [não sobre o iuri, mas sobre o ortega e essa RUSGA com desábato akljaf], o sancho colocou um link no post anterior que eu repito aqui, pois é genial:

    http://espndeportes.espn.go.com/news/story?id=1010068&s=arg&type=column

  • 4. Fernando Cesarotti  |  05/05/2010 às 09:14

    sensacional os textos, do Iuri e da ESPN. E eu acho que o Maradona ainda năo despirocou totalmente a ponto de acreditar no Ortega como solução para a Copa

  • 5. Fernando Cesarotti  |  05/05/2010 às 09:17

    Ate pq ele já deu pistas de que vai num 4-4-2 à inglesa, com Gutierrez e Di Maria nas pontas, Masc e Veron de volantes, Messi e Kun ou Tevez na frente. Um belo time, embora eu fizesse diferente.

  • 6. Junior  |  05/05/2010 às 09:20

    A única coisa que eu discordo do texto é em relação ao elogio da qualidade do Desábato. Até o Claúdio Luiz do Novo Hamburgo é melhor que ele.

  • 7. Guilherme  |  05/05/2010 às 09:21

    Sério, tu acha isso um belo time?

    Mascherano, um volante que não acerta um passe. Verón que tem 60 anos, e dois meias pra lá de meia boca.

    Sinceramente eu acho fraquíssimo.

  • 8. Jader Anderson  |  05/05/2010 às 09:30

    Excelente texto…

  • 9. Jader Anderson  |  05/05/2010 às 09:34

    Di maria e Aimar estão gastando a gorda no benfica

  • 10. Alexandre N.  |  05/05/2010 às 09:44

    #9

    Mas o problema do Aimar é que ele sempre foi muito burocrático na seleção.

  • 11. Flávio  |  05/05/2010 às 09:46

    Acho que o centroavante titular será o Higuain. Do meio para a frente, ele tem mais opções que o Dunga: Mascherano, Cambiasso, Verón, Di Maria, Aimar, M. Rodríguez, Messi, Tévez, Higuain, Agüero, D. Milito… Por outro lado, a defesa, ao contrário da nossa, é bem meia boca.

  • 12. Guilherme  |  05/05/2010 às 09:50

    Gutierrez e Maxi Rodriguez não jogam absolutamente nada.

    O Di Maria é OK. Mas seria reserva no Brasil. O Aimar sei lá, ainda tá jogando bola?

  • 13. Pedro Junior  |  05/05/2010 às 09:52

    A selecao argentina so tem ataque, e analizando individualmente apenas. Messi, Aguero e Tevez no papel sao bons, vamos ver quando de fato jogarem.

  • 14. Guilherme  |  05/05/2010 às 09:55

    É então, é uma seleção totalmente desequilibrada. 5 ou 6 bons atacantes, incluindo um craque, e nada mais.

    A única solução que eu veria era fazer um esquema Parreira94: 8 atrás e bola pros dois da frente.

  • 15. douglasceconello  |  05/05/2010 às 09:59

    Belíssimo texto, mesmo.

    Iuri está na PONTA DOS CASCOS. Abre o olho, Maradona (ns).

  • 16. Junior  |  05/05/2010 às 10:02

    “Mascherano, um volante que não acerta um passe. Verón que tem 60 anos, e dois meias pra lá de meia boca.”

    Na minha opinião, Mascherano e Verón jogam (muito) mais que Felipe Mello e Gilberto Silva.

    Sobre o texto que o Dante colocou um link, no hóquei no gelo, o jogo não pára pros caras brigarem de verdade? Eu já vi dois caras brigando a soco e todo mundo só olhando, inclusive o juiz. Alguém entende de hóquei no gelo?

  • 17. Flávio  |  05/05/2010 às 10:06

    Mascherano, Verón e Cambiasso são melhores do que Gilberto Silva, Felipe Melo, Kleberson, Ramires e Josué. Messi, é claro, está bem acima de Robinho. Tévez e Agüero jogam mais do que Nilmar. Di María superior a Elano e Júlio Baptista. Higuain e Diego Milito vivem melhor fase do que Luís Fabiano e Adriano. A grande vantagem do Brasil é a defesa. A Argentina só tem um bom zagueiro: Samuel. E não produz um goleiro confiável há mais de 20 anos.

  • 18. vicente v.  |  05/05/2010 às 10:16

    bah, também acho o mascherano um baita volante.

    e PARECE que no hoquéi a galera do deixa disso só interfere quando alguém fica sem o capacete.

  • 19. vicente v.  |  05/05/2010 às 10:17

    ops, hóquei. hockey. róquei.

  • 20. Guilherme  |  05/05/2010 às 10:23

    Bah, vocês estão certamente com a impressão do “a grama é mais verde do outro lado”.

    O Mascherano e Cambiasso são volantes MEGA toscos. Gilberto Silva é Zico perto dele. No Brasil o Dunga estaria sendo massacrado se estivesse colocando eles de titular.

    Verón jogou muita bola, mas não tem cancha mais pra jogar em alto nível. E também não é volante, é um meia improvisado. Nesse caso a comparação com o Felipe Melo fica prejudicada. Ele é mais da posição do Elano e concordo que jogador por jogador, Verón é melhor, mas o estado físico dele hoje é lamentável.

    Di Maria é um jogador bem comum. Assim como é o Elano. Não vejo vantagem nele, ainda mais sendo ele o responsável por TODA a criação do meio de campo já que o Maxi Rodriguez é um baita perna-de -pau.

    O Luis Fabiano joga mil vezes mais do que qualquer centroavante argentino. Não tem nem comparação.

    O Kaká destrói qualquer um na posição dele, no mundo.

    E eu concordo, óbvio, que o Messi é melhor que Robinho.

    Sério, se Di Maria, Cambiasso, MAscherano, Maxi Rodriguez, Milito estivessem na seleção brasileira TODO MUNDO iria estar massacrando o Dunga.

  • 21. gilson  |  05/05/2010 às 10:25

    Por um feliz acaso estava em Buenos Aires no fim da semana passada, e só se falava no River depois do jogo com o Vélez. Ortega foi um dos mais celebrados. Até a torcida do Ciclón que mora lá em casa está empolgada com essa nova fase das GALINHAS.
    Maradona mostra mais uma vez que é um craque, embora mereça umas CHIBATADAS por não levar Dario Conca pra Copa.

  • 22. Guilherme  |  05/05/2010 às 10:25

    Não é à toa que eles tomam pau do Brasil há tempos com esse time. O time é muito pior e o Messi coitado é uma ilha de técnica no meio de uma tosquice.

  • 23. vicente v.  |  05/05/2010 às 10:28

    “Gilberto Silva é Zico perto dele”

    não, cara. gilberto silva não é zico em lugar nenhum. EM LUGAR NENHUM.

    sdkçlfmçklm

  • 24. Luciano  |  05/05/2010 às 10:33

    “Sério, se Di Maria, Cambiasso, MAscherano, Maxi Rodriguez, Milito estivessem na seleção brasileira TODO MUNDO iria estar massacrando o Dunga.”

    COM CERTEZA, JÁ PENSOU ESTE MONTE DE ARGENTINO NA SELEÇÃO BRASILEIRA?

    PARAFRASEANDO A CERVEJA: Say Fuera Bundon!

  • 25. douglasceconello  |  05/05/2010 às 10:34

    Bah, acho esse Mascherano baita enganador.

    E já adianto aos mais malandros que NÃO É rancor por 2005, porque acho Tevez muito mestre.

    Ortega era pra ser superior a Messi, mas havia um copo en el medio del camino

  • 26. Guilherme  |  05/05/2010 às 10:35

    Hehehe

    Mas assim, um time tosco, mas bem armado, e com um craque no ataque pode muito bem ir longe.

    Faz um meio com Mascherano, Cambiasso, Verón e Di Maria. Todo mundo marcando atrás, e bola pra frente pro Messi e Tevez.

    Pode funcionar, mas se tentar jogar na bola vai tomar certo.

  • 27. Flávio  |  05/05/2010 às 10:43

    O Cambiasso não fez parte das últimas convocações e dificilmente vai à Copa. A julgar pelos últimos jogos, o time do meio para frente é: Mascherano como 1º volante, Gutiérrez e Di María pelos lados, Verón na criação, Messi e Higuain no ataque.

  • 28. Alexandre N.  |  05/05/2010 às 10:47

    #27

    Eu ainda diria que é bem mais possível o Maradona esaclar algum volante obscuro que esteja jogando na Aregntina do que o Cambiasso. Ou mesmo o Gago…

  • 29. Flávio  |  05/05/2010 às 10:55

    Pois é. Gago foi mais um que se afundou no Real Madrid.

  • 30. Álisson  |  05/05/2010 às 10:58

    Que belíssimo texto.

    Ariel Ortega é um mito da minha infância e início de adolescência. Sempre lembrava dele. Tinha um outro jogador argentino que eu gostava muito de ver jogar. Lembro dele no meio campo argentino, em uma olímpiada no início desse novo século. D’Alessandro o nome dele. Jogava muita bola, mas há tempos não sei por onde anda.

  • 31. dante  |  05/05/2010 às 11:11

    opa.

    cadê o post?

  • 32. Mateus  |  05/05/2010 às 11:12

    É bem nessa que o Guilherme falou: A Argentina tem, Messi e mais um companheiro pra ele (onde as opções são várias: Tevez, Milito, Higuaín, Aguero… E nenhum deles é melhor que o Luis Fabiano).

    O resto do time é fraco. Mascherano até é um bom volante, mas tosquíssimo. Do tipo que precisa de alguém a menos de 2 metros dele o tempo todo. O volante do Estudiantes que eu esqueci o nome (Braña talvez?) é melhor que ele.

    Verón não tem físico para um jogo de Copa do Mundo – a velocidade e exigência física das partidas irão engoli-lo.
    Di María é bem meia-boca. Seria um bom coadjuvante – como é o Elano no Brasil – se tivesse o Kaká do lado. Não pode ser o meia do time. E o Gutierrez é outro que é fraco.

    A defesa tem Samuel, muito bom zagueiro, e o velho Zanetti, mas o resto também é fraco. E goleiro, Andújar ainda foi o que mais me passou segurança. Esse Romero, que deve ser o titular, me parece igual a Lux, Burgos e tantos outros frangueiros…

    Resumindo: com uma defesa bem armada, uma saída rápida e um Messi em chamas, podem incomodar muito mesmo. Mas o time, em si, é fraco.

    Comparando com o Brasil, Messi seria o único titular indiscutível. Pode-se discutir Mascherano no lugar de G. Silva e Dí María no lugar do Elano, ainda, mas ambos sem muita vantagem.

    Antes que alguém fale, jogar bem no benfica não significa bosta nenhuma. Pra eles, Weldon > Keirrison

  • 33. Mateus  |  05/05/2010 às 11:14

    Ah, e o texto tá excelente, e é uma pena pelo Ortega. Nunca poderia ser um novo Maradona, mas poderia ser mais. Bem, todos conhecemos de perto a história do Arílson (que era pior que o Ortega, obviamente) e sabemos como é.

  • 34. Luís Felipe  |  05/05/2010 às 11:15

    por algum erro bizarro do WP, dante, ele foi parar no lixo e voltou agora.

  • 35. Luís Felipe  |  05/05/2010 às 11:17

    baita texto, Iuri.

    tomara que ele não crie expectativas demasiadas e veja isso como a homenagem que tu viu. Que faça um, dois gols, receba uma placa e se retire da albiceleste com a dignidade que lhe faltou tantas vezes. Torço pelas grandes histórias.

  • 36. Jader Anderson  |  05/05/2010 às 11:18

    Pusta entrevista do silas, curtam:

    “Falei para o Borges não dar trela para o Bolívar. Joguei contra o pai do Bolívar, que jogou na Inter de Limeira. O pai dele batia muito. Esse aqui também. É jogador de pegada. Disse para o Borges: “Espera a tua bola”. Ele esperou a bola dele e fez gol. Ganhamos o Gauchão ali. “

  • 37. Mateus  |  05/05/2010 às 11:21

    @36
    Falta ao Silas conhecimento tático, mas nisso ele é bom: tem muita experiência de futebol e sabe falar com os boleiros, comandar o grupo, como tratar os jogadores. É o grande trunfo dele…

  • 38. Flávio  |  05/05/2010 às 11:25

    Bem que o Brasil poderia dispensar o mesmo tratamento aos seus ídolos. A CBF tá devendo um jogo de despedida para a geração de 2002 (Ronaldo, Rivaldo, Roberto Carlos, Cafu, Marcos).

  • 39. dante  |  05/05/2010 às 11:26

    bolívar copero y peleador, então. quem diria! çlakjflkajsf

  • 40. dante  |  05/05/2010 às 11:27

    se be que bolívar é gremista, então está tudo em seu devido lugar. huuhuh

  • 41. dante  |  05/05/2010 às 11:27

    *bem

  • 42. Alexandre N.  |  05/05/2010 às 11:27

    #36

    Putz, que sina, hein? Aturar pai e filho (mesmo que de forma indireta) é mesmo de lascar, viu… rs

  • 43. Jader Anderson  |  05/05/2010 às 11:40

    #37

    Certamente concordo… conhecimento tático se aprende mais rapido que essa maneira de liderança, por isso destaquei.

    #39 e #40

    Eu acho atualmente o bolívar o melhor da zaga do internacional, só não gosto daquela cara dele de crente… zagueiro tinha q ter uma cicatrizes na cara e o nariz medonho haeheheaheaheahae

    Gremista???? bãããã… essa eu nao sabia…

  • 44. dante  |  05/05/2010 às 11:45

    bá, então tu nunca viu o bolívar direito.

    ele tem a legítima CARA DE AREIA MIJADA. ikhjd89as7fd

  • 45. Gabriel  |  05/05/2010 às 11:50

    “…y, ojo con esto, en caso de negarse a pelear sí serían sancionados con la tarjeta roja y una suspensión automática de once fechas bajo el cargo de ‘falta de huevos’ y ‘simulación seguida de cagazo’.”

  • 46. Prestes  |  05/05/2010 às 11:57

    Belo texto!

    Maradona é muito locão!! (isso foi um elogio) Na última chance de treinar o time pra Copa, convoca El Burrito Ortega!

    Mas che, concordo com vários ae. Mascherano é muito superestimado. Não joga nada.

    E concordo com o Guilherme quando ele diz que o Verón é MEIA. Ele como terceiro homem pode funcionar. Como segundo, não vai nem marcar nem armar.

  • 47. Prestes  |  05/05/2010 às 12:00

    Mas acho o Cambiasso baita volante.

    E tb concordo com alguém aí que o Braña é dez vezes melhor que o Mascherano.

  • 48. FERN  |  05/05/2010 às 12:48

    quanta discussão pra NADA, pois La Celeste empilha COPAS em ambas os TEAMS citados, desde 1917…

    uhsuahsuahsduhduhduhasduhsudhusahduhdauhsudhaudhus

  • 49. Francisco Luz  |  05/05/2010 às 13:13

    Cambiasso é tosco, coisas que tu só lê no Impedimento.

    E se o Luís Fabiano é melhor do que o Milito, por que um joga no Sevilla e o outro na Inter de Milão?

  • 50. Rudi  |  05/05/2010 às 13:21

    por essa lógica, e considerando dubai, fernandão >>> ibrahimovic?

    ou ainda

    gabiru >>>> ronaldinho?

    ou quem sabe

    herrera >>> adriano
    olic >>>> messi
    bojan “sobrenome que o galvão não sabe falar” >>> cristiano ronaldo
    e por aí vai
    o time que o cara joga nem sempre diz se o cara é melhor ou não

    luis fabiano é fundamental no time do sevilla
    milito é apenas mais um na inter de milão
    isso deve ser levado em conta também

  • 51. Mateus  |  05/05/2010 às 13:26

    E o Luis Fabiano só joga no Sevilla até hoje porque eles querem um caminhão de dinheiro por ele.

    Aliás, por essa tua lógica, Milito > David Villa.
    Aí fica complicado, não acha?

  • 52. Junior  |  05/05/2010 às 13:53

    O Mascherano, se é superestimado, engana muito bem. Titular no River, Corinthians, Liverpool e seleção argentina.

  • 53. Francisco Luz  |  05/05/2010 às 14:05

    Milito é um baita atacante, não à toa jogou o que jogou contra a defesa de papel do Barcelona.

    E o Villa já deveria ter saído do Valencia. O LF, por outro lado, funciona muito bem na seleção, mas no Sevilla faz dois anos que não consegue fazer a diferença.

  • 54. Jader Anderson  |  05/05/2010 às 14:08

    #44

    Pelas espinhas haehaehaeheheah cara de muleke punhetero haehehaehaehaehae

  • 55. Mateus  |  05/05/2010 às 14:17

    Milito é muito bom atacante, concordo. Mas acho o Fabuloso melhor.
    E o LF só não saiu do Sevilla porque rejeitaram uma proposta milionária do Milan esses dias…

  • 56. Guilherme  |  05/05/2010 às 14:20

    E o time do Sevilla piorou bastante também. O Fabuloso é muito bom, bem melhor que o Milito, mas também não faz milagre sozinho.

  • 57. Arruda  |  05/05/2010 às 14:36

    O ataque da Argentina é Palermo e mais um. Não se esqueçam das eliminatórias…

  • 58. Prestes  |  05/05/2010 às 14:37

    Luis Fabiano >>>>>>>>>>>>>>>>> Milito

    Melhor que o LF é o Tevez, mas não jogam na mesma posição.

  • 59. Guilherme  |  05/05/2010 às 15:18

    Bah não. Acho o Fabuloso um atacante muito superior ao Tevez.

    Não que o Tevez seja ruim, pelo contrário.

  • 60. artur  |  05/05/2010 às 15:22

    SE SACARON CHISPAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • 61. Matheus Martins  |  05/05/2010 às 16:59

    Volte River e Ortega vcs fazem muita falta ao pobre futebol argentino atual…

  • 62. Marcos SL  |  05/05/2010 às 18:42

    Belo texto!
    Que final melancólico, hein? Enredo para um tango…

    #61
    Concordo contigo, Matheus!

  • 63. Roger  |  06/05/2010 às 10:22

    No hockey sobre o gelo, os jogadores podem acertar entre eles as desavenças. Só chega alguem pra apartar se algum utiliza o taco pra agredir ou qdo alguem fica sem capacete. Fora isso tá valendo a peleia. Sei que a liga no Canada e USA é assim, mas não sei em outros paises, se tem uma padronização na regra e tal.
    Melhor esporte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: