Guaíba, sol, Passo d’Areia, futebol. Domingo.

12/04/2010 at 11:51 53 comentários

O domingo foi feito para as grandes decisões. Também por isso, muita gente que estava na Zona Norte sem muito o que fazer aproveitou o belo sol de outono para curtir a semifinal da Taça Fábio Koff, no Zequinha Stadium, São José X Pelotas. Quando eu falo muita gente, não falo do público normal de futebol – falo de muitas famílias inteiras, muitos idosos, muitas crianças pequenas. Para assistir um jogo que, se não foi de primeira divisão, foi um belo espetáculo.

1. A dúvida

O rapaz que vai em direção ao estádio de futebol dificilmente chega tranquilo, sem camiseta, passo leve, bigode abanando. O passo é duro e ligeiro, a pressa para pegar e tomar a cerveja antes de entrar, para pegar um lugar bom, para engolir o churrasquinho, chegar no banheiro. O bairro Iapi num domingo a tarde simplesmente não condiz com isso. Daí, era engraçado ver aqueles que chegavam pela primeira vez. Quase todos, caminhando devagar, tentavam entrar pela porta errada, a do clube social, que tem um portão, uma bandeira, mas não permite passagem – a porta certa ficava numa rua lateral. Ao tentar chegar na porta certa, o passo era ligeiro, duro, militar. Afinal, é futebol.

Atrasado, cheguei na hora do gol do Alex Dias, e do enorme baque que foi para o jovem time do Zequinha. Ato contínuo, os azuis ficaram nervosos, tensos, começaram uma correria desatinada dentro do campo como se tivessem 5 minutos para empatar. Bem distante do toque de bola consciente que minou o Inter semanas antes. As pessoas se olhavam, procuravam conhecidos, ligavam o rádio, riam; quase todas acostumadas com outros jogos, grandes decisões, se perguntavam o que diabos estavam mesmo fazendo ali. Torcedores de ocasião. De aluguel, gritavam os pelotenses. Não: de ocasião.

2. A fidelidade

Não são torcedores de ocasião aqueles seis que se posicionaram atrás do alambrado, talvez aqueles três, dois eu tenho certeza que são. Encontrei os mesmos em 2008, também numa decisão, também num domingo, contra o Caxias à noite. Na época, fiz uma matéria que não deu certo e os entrevistei: Eduardo Torres, João Guilherme, suas esposas. Ficou a mulher de Eduardo e ambos levaram a filha, Júlia, de pouco mais de um ano. Carinhoso, o Eduardo; pulava no alambrado, gritava, incentivava. A filha tentava pular junto e quase se machucava às vezes.

Eu não consigo assistir futebol sentado há muito tempo; por isso, logo saí da cadeira que ficava em frente a Walter – juro que foi coincidência – e me juntei a eles. Afinal, eles viviam aquele jogo com emoção, e logo estava eu também, subindo no alambrado, gritando, xingando, nervoso, torcendo. Eles são torcedores autênticos do Zeca. Torres contou a sua história em 2008 – morava ali perto e gostava de futebol, o pai não o levava para os jogos, decidiu ir ele mesmo no Passo d’Areia. Se apaixonou e nunca mais pensou em outro time.

Na época se auto-intitulavam “Os Guaipecas”; tinha uma faixa com esse nome ali no estádio. Ficavam um tanto longe da “barra” organizada do Zequinha, “Os Farrapos”. Veja só como cresceu o São José: não só tem uma torcida, mas tem uma dissidência!

3. A animação

“Os Farrapos” consistiam em uma banda com dois bumbos e dois taróis, duas barras azuis e branco, panos clássicos de estádios argentinos/gaúchos (“Se jogasses no céu”, “contigo a toda parte”, etc). Todos, ou quase todos, adolescentes. Muitos com camisetas das escolinhas do clube, ou coisa do gênero. Várias crianças entre eles. Meninas e meninos sem uniforme do Zequinha, mas que estavam ali porque era bonito. A Brigada Militar, lógico, ao lado.

Meio desafinados e verdes, mas conseguiam fazer um barulho nos melhores momentos do time. Papel picado estava espalhado por toda a arquibancada, dando o clima de festa de uma verdadeira, grande decisão. Nada, óbvio, que se comparasse à torcida do Lobo.

4. O adversário

Já fui a muitos jogos de futebol e já vi muitas torcidas adversárias. Nada se compara com as torcidas do Flamengo, do Brasil e do Pelotas.

Se deixar, elas tomam conta mesmo e fazem do teu estádio o deles. Não foi diferente no Passo d’Areia. Por uma medida de segurança bastante exagerada, deram TODO o pavilhão de costas para o gol para os DEZ diretores do Pelotas. Normalmente caberiam ali umas 2,5 mil pessoas. Uma arquibancada igual, mas bem mais larga, foi dedicada à torcida inteira do Pelotas, que não lotou, mas quase. E não precisava ter lotado: com o barulho que faziam, parecia que era o dobro.

No momento decisivo, a torcida do Pelotas se impôs. Com nove jogadores em campo, começaram a cantar de forma ensandecida, mesmo aquelas músicas quase incompreensíveis que todo mundo critica nos estádios. Quando foram para os pênaltis, começaram a cantar O HINO DO CLUBE a plenos pulmões. Vitória moral completa. Ali o Zequinha foi desmoralizado pela segunda vez. Como diria Argel.

5. As “celebridades”

O Zequinha cedeu seus camarotes – leia-se: Chico Noveletto cedeu seu camarote – para a imprensa, que compareceu em massa e precisava ficar bem instalada. Logo, o atacante do Inter Walter Matambre e seus amigos/irmãos/colegas, assim como Chico Noveletto e toda a diretoria do São José, se instalaram nas cadeiras como pessoas comuns.

Walter Matambre é uma figura peculiar. Sentei ao lado de um dos seus irmãos/amigos/cupinchas/aspones e logo na cadeira à frente dele, quando cheguei. Demorei para reconhecê-lo, embora isso seja complicado, mas eu sou um péssimo fisionomista. O segundo choque foi quando percebi que ele tem 1,76, e é verdade, está no site do Inter. Por isso não é centroavante, concluí.

Poucos o reconheceram na torcida. Vários o reconheceram e não tiveram coragem. Os poucos que foram cumprimentar, pedir autógrafo e tirar fotos foram atendidos de forma muito solícita. Conversou com jornalistas, não trocou muitas palavras.

Chico Noveletto, presidente da Federação Gaúcha e mecenas do clube, sentou-se com seu rádio e sua bizarra camisa laranja da Copa de 2002 vários degraus abaixo. Bem interessado no jogo, só consegui tirar dele que sua intenção era mesmo levar a final da Fábio Koff para o Passo d’Areia, se a decisão fosse contra o Inter. Não deu. Ainda conversou com os seis torcedores de fé na saída, reconhecendo, pedindo apoio, comentando sobre o time.

6. O jogo

O Zequinha tem mais time que o Pelotas. O Pelotas, entretanto, teve mais fibra que o Zequinha – por isso ganhou, e por isso pode ser campeão gaúcho.

O gol do veteraníssimo Alex Dias abalou a estrutura emocional do Zequinha. Mesmo que ninguém parecesse apavorado, os azuis jogavam apavorados. Caíram na correria desenfreada do Pelotas em quase todo o primeiro tempo e ficaram perto de levar mais gols – o Pelotas é um time bem deficiente na criação do meio-campo, o que prejudica tudo. O Pelotas só sabia explorar o lado esquerdo do Zequinha, que tinha um buraco pela liberdade que Pedro Carmona tinha de avançar – entrou Kauê por ali e a coisa melhorou.

No segundo tempo, Argel tomou uma medida bem arriscada. Pegou o jogador que mais sabia tratar a bola – Guilherme – e o recuou para o meio campo, quase na intermediária defensiva, para armar o jogo dali. Liberou Pedro Carmona e depois, chamou Xavier para fazer a ponta esquerda, sobre Maurinho. O Pelotas teve dois jogadores expulsos, é verdade, mas quando isso aconteceu, o Zequinha já tinha mais volume e dominava a bola fazendo o seu jogo, como deveria fazer desde o início. Aí, faltou objetividade. Eu não gostei de Jéferson, embora ele tenha feito o gol. Achei que para um momento decisivo ele poderia ter assumido mais a responsabilidade. Seu gol foi fundamental, mas o Zequinha chutou pouco, e chutou errado, para quem deveria ganhar.

O Pelotas foi copeiro sem deixar de ser Beto Almeida. Beto é o cara que bota atacantes mesmo quando está com dois a menos, e entrou o Sotilli em campo no final do jogo, para fazer o 4-3-1 que era possível.

A verdade é que ambos mereciam muito essa final. Pela vontade que demonstraram, mais do que pela capacidade que tinham.

Os domingos de futebol em Porto Alegre sem a dupla grenal são igualmente belos.

Até a vitória,
Luís Felipe dos Santos

Anúncios

Entry filed under: Gauchão.

Ceni dança el tango de Durvalón O certame das prematuras despedidas

53 Comentários Add your own

  • 1. Flávio  |  12/04/2010 às 11:55

    Esse jogo teve até goleiro defendendo cobrança de pênalti com paradinha.

  • 2. Hierro Martins  |  12/04/2010 às 12:12

    Em alguns jogos de azar (jogo do osso, sinuca, carteado) valendo dinheiro, costuma-se dizer que só nascendo com o cu virado pra lua pra ganhar 3 seguidas, o mesmo vale pro Pelotas, já venceu duas seguidas fora de casa, a p´roxima é no Beira-Rio. Terá o Pelotas nascido com o cu pra lua ???

  • 3. Carlos  |  12/04/2010 às 12:17

    Que BELISSIMO relato, heinhô?

    Tentei ir, mas esposa e assuntos familiares me tiraram dessa.

  • 4. Francisco Luz  |  12/04/2010 às 12:21

    O Fabiano também estava no Passo D’Areia – ao menos a RBS mostrou ele no intervalo.

    Belo relato, LF. E parabéns.

  • 5. Sancho  |  12/04/2010 às 12:23

    Tchê, como gremista, eu quero que o Grêmio seja campeão. Mas também reconheço que um título para o Pelotas faria um baita bem para o futebol gaúcho…

  • 6. Dr_inter - Paulinho Dixon  |  12/04/2010 às 12:29

    Parabens ao Lobão. A exemplo do Nóinha inventou e se deu bem! Tomara fiquemos com Papos, Uvas e Xavantes na Série ‘C’ e Noia, Lobo e Ypirela na ‘D’… Todos com estádio (melhor que muito Carioca…) Torcida (melhor que clubes CIA-LTDA), cidades pujantes e chances de acesso…

    Pena meu amigo Argel (cada vez mais o Passarela dos Pampas) que fez 2 semis mas não emplacou outra final de turno (2009/Caxias)… Esse dará ainda um baita Gerente/Maneger no Inter…

  • 7. Froner  |  12/04/2010 às 12:39

    Também aposto que, um dia, o Argel vai assumir algum cargo no Inter.

  • 8. Rossi  |  12/04/2010 às 12:39

    A pior paradinha que já vi. O cara faz a paradinha e não olha para ver para que çadp p goleiro caiu.

  • 9. Dr_inter - Paulinho Dixon  |  12/04/2010 às 13:01

    O homem é o Lobo do homem?… ou é vira-vira homem, vira-vira Lobisomem???

    A julgar pelo visto até agora… não repetiremos nosso já ”classico 8×1 gauchesco”… mas quem sabe passamos ‘tranqilo no mas’ e metemos um 4×1 na 1a do Beira…

    ‘Pela estrada enquanto eu passo… no cinema é só ILUSÃO… vou chorando pelo campo… No myeio do t-e-m-p-o-r-a-l…
    Ou-ou-ouuu…’

  • 10. Felipe (o catarina)  |  12/04/2010 às 13:36

    Argel veio pro Criciúma (até chegou de helicóptero, parece). Vai jogar a Série C (junto com a Chapecoense) contra Caxias, Brasil e Juventude.

  • 11. Frank  |  12/04/2010 às 13:36

    Estou torcendo muito pela revanche em um novo GREPEL, dessa vez na final do campeonato… o Lobo tá jogando com muita garra, dá gosto de ver…

  • 12. col  |  12/04/2010 às 13:53

    A coisa mais fascinante do UNIVERSO eh o cara fazer a maldita paradinha (deveria ser banida) e o goleiro pegar no meio do gol.

  • 13. Frank  |  12/04/2010 às 14:12

    Bah, e o que são as imagens da torcida LOBISTA em Pelotas?? Achei que os caras iam ATEAR FOGO na cidade…

  • 14. marcelo benvenutti  |  12/04/2010 às 14:23

    Pô, LF, não sacaneia o I.A.P.I. Já demorei pra entender um cara que queria pegar o linha iapi. É i-á-pê-i, véioooo!

    Mas, sem sacanagem, quando era piá fui num jogo de Inter x Zequinha e na torcida deles tinha uma organizada com faixa, música e tudo, auto-intitulada ZÉ-GAY!

  • 15. Rudi  |  12/04/2010 às 14:26

    IAPI = melhor bairro
    Plínio Brasil Milano = melhores pizzarias

  • 16. marcelo benvenutti  |  12/04/2010 às 14:34

    A única coisa ruim no IAPI é que é a sede da Brasinha Corporation, organização nefasta que infecta os ouvidos portoalegrenses com cânticos virulentos.

  • 17. sasso  |  12/04/2010 às 14:43

    bá, verdade.

    aliás, o IAPI tá na pauta da minha primeira REPORTAGEM pro impedimento.

    BIVÉR

  • 18. dante  |  12/04/2010 às 15:03

    “ouvidos portoalegrenses” nada, até em CAPÃO NOVO essa praga tava uns verões atrás.

    ***

    dia desses VISLUMBREI uma boa pauta pro impedimento: DEVASSAR o alim pedro, BASTIÃO DA VÁRZEA encravado no IAPI.

  • 19. Junior  |  12/04/2010 às 15:38

    Um pouco de “rivalidade” zona-nortista:
    o estádio do Zequinha não fica no I.A.P.I, o estádio do I.A.P.I é o ALIM PEDRO, fghgds. O estádio do Zequinha fica no Passo D’Areia.

  • 20. Lucas Cavalheiro  |  12/04/2010 às 15:43

    Eu tava na dúvida se via SPFW x Santos ou Zequinha x Lobo. Deixei no 2o e logo a 3 minutos já estava decidindo qual jogo assisti.

    O outro jogo, pelo que vi nos melhores momentos, foi um jogão também. Mas nada iguala as grandes alegrias nas pequenas coisas de um torcedor de clube pequeno.

    Meu sogro, que é Xavante, sempre comenta:

    Torcer pra dupla (grenal) não tem graça. Pra nós, todo jogo é uma emoção; quase nunca se é favorito.

    Belíssima matéria, LF

  • 21. almilano  |  12/04/2010 às 15:54

    Koff reeleito, 12 a 8. Eu já sabia. Cantei a pedra há horas.

    chupa kleber leite.

  • 22. marlboro light  |  12/04/2010 às 16:04

    jorge?

  • 23. dante  |  12/04/2010 às 16:07

    ah, sim: e belo TÍTULO pra matéria, também.

  • 24. douglasceconello  |  12/04/2010 às 16:08

    Bah, texto RETUMBANTE, Luís. Meus parabéns, pelo post e pelo ANIVERSÁRIO.

    E aquela escalada de alambrado no final foi COMOVENTE. Apoio eternemente.

    No mais, um AVISO: o WordPress tá se palhaçando e bloqueando comentários aleatoriamente. Não temos nada a ver com isso, a não ser pela NEGLIGÊNCIA em olhar a caixa de spam. Ficaremos mais atentos.

  • 25. rômulo arbo  |  12/04/2010 às 16:11

    sotilli neles.
    parabéns pelo aniversário, LF.

  • 26. rômulo arbo  |  12/04/2010 às 16:14

    #5
    Sancho, vim pro trabalho pensando isso, hj… concluí, agora com prova empírica, q gosto mais é de FUTEBOL mesmo…

  • 27. Alexsander  |  12/04/2010 às 17:31

    Esse negócio de limite de bairro é complicado. Morei na Lucas de Oliveira, perto da Eudoro Berlink, e apesar de tecnicamente o bairro ser Auxiliadora, do outro lado da rua era Mont’Serrat e uma quadra pro lado era Moinhos de Vento.

  • 28. Carlos  |  12/04/2010 às 17:32

    LF, feliz aniversário pra ti.

  • 29. Jader Anderson  |  12/04/2010 às 17:48

    Feliz aniversário, Luis Felipe 😀

    E DALHE KOFF NELESSS

  • 30. Felipe (o catarina)  |  12/04/2010 às 18:27

    olha, eu já vi uns 4 ou 5 jogos do Flamengo aqui em SC (contra Avaí, Criciúma e Figueirense) e não achei a torcida tudo isso em termos de cantoria. A do Corinthians me pareceu bem mais barulhenta, apesar de as músicas do Flamengo serem bem mais legais.

    Surpreendeu-me positivamente a torcida do Coritiba. Eles cantam o tempo todo a mesma coisa – uma musiquinha que parece aquelas de gincana do colégio: “lê, leleô, leleô, leleô, leleô, Coxa!” -, mas não param o jogo todo. Talvez aí em POA eles não apareçam tanto pq é mais longe, mas daqui são 300km só e eles sempre vêm em bom número.

    Mas a melhor torcida do mundo, todos sabem é a do Leão da Ilha. Isso foi no clássico com o Figueirense, no Scarpelli. Pra vocês verem quem é que manda, mesmo em minoria (e tava 2×1 pra eles). ahahaha

  • 31. Prestes  |  12/04/2010 às 19:19

    A torcida do Corinthians me impressionou na final da Copa do Brasil, pelo barulho e porque os cantos deles raramente eram voltados pro adversário, quase tudo era louvor ao Timão.

    Outro fator positivo é a criatividade, a Gaviões não canta as mesmas músicas que todas as torcidas cantam.

  • 32. Prestes  |  12/04/2010 às 19:22

    E a campanha pífia do Brasil na Segundona hein???

    Eliminado num grupo de oito em que se classificavam seis!!!

  • 33. Prestes  |  12/04/2010 às 19:22

    Será que existe a gangorra Bra-Pel?

  • 34. marlon  |  12/04/2010 às 19:45

    cumples de putisima madre, LF.

    se voltar a Porto, e o dante me pagar uma CASCOLA, entrevistarei aqueles velhos colorados que ficam nos xis ALREDEDOR da plínio há mais de 20 décadas (ns). já vi um sair TROPICANDO AFU com uma garrafa de canha na mão, camiseta ADIDAS do inter, chegar ali do lado do MALEDETTO brasinha, tomar o último gole, despejar o líquido na lixeira e tocar fogo. (não sei o que passou depois porque eu tava meio AÉREO [melhor eufemismo] e assaltaram o posto em frente quase ao mesmo tempo]).

    enfim, MELHOR BAIRRO.

  • 35. Sancho  |  12/04/2010 às 20:00

    Re 31

    Os dois eliminados foram Brasil e FARROUPILHA!

    Pelotas reina SOBERANO na cidade…

  • 36. Anônimo  |  12/04/2010 às 21:02

    “já vi um sair TROPICANDO AFU com uma garrafa de canha na mão, camiseta ADIDAS do inter, chegar ali do lado do MALEDETTO brasinha, tomar o último gole, despejar o líquido na lixeira e tocar fogo. (não sei o que passou depois porque eu tava meio AÉREO [melhor eufemismo] e assaltaram o posto em frente quase ao mesmo tempo]).”

    bá, mas tudo isso deve ter sido no mesmo dia em que o MELARA invadiu o plaza são rafael.

    melhor EVENTO, aliás.

  • 37. dante  |  12/04/2010 às 21:03

    “já vi um sair TROPICANDO AFU com uma garrafa de canha na mão, camiseta ADIDAS do inter, chegar ali do lado do MALEDETTO brasinha, tomar o último gole, despejar o líquido na lixeira e tocar fogo. (não sei o que passou depois porque eu tava meio AÉREO [melhor eufemismo] e assaltaram o posto em frente quase ao mesmo tempo]).”

    bá, mas tudo isso deve ter sido no mesmo dia em que o MELARA invadiu o plaza são rafael.

    melhor EVENTO, aliás.

  • 38. Eduardo  |  12/04/2010 às 21:03

    parabéns ao Pelotas… bela vitória…

    futebol brasileiro está salvo… pelo menos até o fim da nova gestão Koff.

    12 x 8? “me caiu os butiá do bolso”

  • 39. Sancho  |  12/04/2010 às 23:00

    No Argentino, faltam cinco rodadas:

    Godoy Cruz, 28 pontos
    Argentinos, 28
    Estudiantes, 27
    Independiente, 27

    O 5º, Banfield, está mais atrás, com 23…

  • 40. rafael botafoguense  |  12/04/2010 às 23:36

    independiente se fudeu bonitin,tava distante agora já passou mó boiada.

    prefiro que o argentinos leve,é o mais maneiro.

    e o palermo virou o maior artilheiro da história do boca. O 1º gol do time hj foi sinistro,bem fodão mermo.jogadinha irada

    http://www.apurogol.com/2010/04/boca-4-arsenal-0-video-goles-de-palermo2-riquelme-y-chavez-torneo-clausura-2010-fecha-14.html

  • 41. Luís Felipe  |  13/04/2010 às 04:02

    obrigado a todos pela lembrança!

  • 42. Sancho  |  13/04/2010 às 07:02

    Opa! Parabéns atrasados!

  • 43. pato  |  13/04/2010 às 07:26

    koff venceu. Maldição do impedimento FAIL. Ainda bem!!!

  • 45. Rudi  |  13/04/2010 às 09:00

    GODOY CRUZ? AGUANTE E ADELANTE

  • 46. Sancho  |  13/04/2010 às 09:59

    Re 43

    Clube Deportivo Godoy Cruz Antonio Tomba (C.D.G.C.A.T.) para ser mais exato…

    Pelas cores e localização, é mendocino, digamos que é o Esportivo que deu certo!

  • 47. Rudi  |  13/04/2010 às 10:18

    não guardo mágoas do 6×2 que eles impuseram ao Tigre nesta rodada… é bom ver caras novas vencendo

  • 48. Prestes  |  13/04/2010 às 10:21

    Godoy Cruz é uma cidade colada a Mendoza.

    Quando eu fui pra Mendoza tinha jogo deles, e vi a turma saindo do estádio. Muito honesta a hinchada.

  • 49. Rudi  |  13/04/2010 às 10:46

    Enquanto isso, no meu CM, o LANÚS vence a Libertadores contra o PEÑAROL na final, perdendo fora por 1×0 e dando um ARRODIÃO de 5×1 em casa

  • 50. Diogo  |  13/04/2010 às 12:27

    Querer comparar a torcida do Flamengo e do Pelotas com a do Xavante é meio forçado amigo.

    Já assisti um Bra-Pel na Boca do Lobo, e a torcida do Xavante dava de relho. Essa empolgação toda da torcida do Pelotas é mais pela fase.

    E quem assistiu ao último jogo do Brasileirão entre Grêmio e Flamengo sabe que a mística da torcida rubro-negra é lenda.

  • 51. Julio  |  13/04/2010 às 15:44

    Olha a festa na chegada dos jogadores depois do jogo. Detalhe pro começo do vídeo, os 2 ônibus da Barra do Lobo chegaram com os torcedores surfando em cima do bus! hehehehe

    Que festa!!! A cidade é Áureo-Cerúlea!!! E é lindo de ver a inveja dos xavantinhos, que perdem a vaga na primeira fase da segunda divisão pro Guarani de Camaquã, e foram absolutamente calados pela torcida camaquênse!!!! Como é bom ser Pelotas…A MELHOR TORCIDA DO INTERIOR! RUMO AO BEIRA-RIO!

  • 52. Bedeu  |  13/04/2010 às 15:45

  • 53. Jairo  |  13/04/2010 às 18:43

    Nossa, que linda festa! Parece até vídeo da torcida do Rosario Central da Argentina! Vou ter que ir ao Beira Rio torcer pelo Lobo. Se ganharam até do Imortal, vão ganhar do inter também!!! Saudações Gremistas!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: