Eles são fortes, sim, e podem ser meia dúzia

08/02/2010 at 14:02 49 comentários

De leste a oeste de nossa tão peculiar nação, não falta quem, na crônica esportiva, destaque o fato de que, na Copa deste ano, os argentinos não contem com seus maiores expoentes, Boca Juniors e River Plate. Escravos do álcool que são – somos, todos, ó pai – não ATENTAM, porém, ao fato de que os xeneizes já enterraram o seu glorioso time ganhador de copas da última década e o clube de Nuñez apanha até do JOÃO SEM BRAÇO. Os castelhanos que vão à Libertadores são justamente aqueles com futebol mais SALIENTE nas bandas do Rio da Prata, e ainda podem estar em um total de SEIS, pois o atual peleador máximo do continente, o Estudiantes, vai defender o título.

Estudiantes

Entre idas e vindas, talvez o atual campeão da América defenda o título com um time mais forte do que aquele que despedaçou o Mineirão e levantou a taça após 39 anos. Neste início de temporada, o técnico Alejandro Sabella recebeu de presente Agustín Orión, arqueiro, ex-San Lorenzo, e o meio-campo Sosa, vindo do Bayern München, além de Gastón Fennández (Tigres, do México) e Dario Stefanatto (All Boys, da Argentina). Especialmente os dois primeiros, são mui valorosos reforços, que nem devem deixar os pinchas lamentarem as saídas de Alayes (Newell’s), Calderón (Argentinos Juniors), Salgueiro (LDU) e Díaz (River).

Mas duas perguntas são ouvidas por toda a banda de La Plata, e por elas passa a repetição do feito de 2009. As grandes dúvidas são a respeito da continuidade da SUERTE de Boselli, um centroavante limitado que desandou a fazer gols e chegou à máxima artilharia da edição de 2009, com 8 tentos, e, principalmente, sobre o prazo de validade de La Brujita Verón, que aos 63 anos de idade continua troteando sua maestria pelas canchas do mundo. Se ambas as respostas forem positivas, o mais peleador dos times argentinos tem boas possibilidades de novamente cravar sua flâmula no alto dos Andes. Até porque a sorte parece estar do lado do LEÓN: o Estudiantes está em um grupo relativamente tranquilo, com Alianza Lima, Bolívar e Juan Aurich (óbvio favorito ao primeiro lugar), que arregaçou a ZORBA do falsificado homônimo mexicano dos pinchas, o Estudiantes TECOS.

Estadio Ciudad de La Plata


Ambos os times de La Plata andam mandando seus jogos nesta bela arena inaugurada em 2009 2003, de propriedade da Provincía de Buenos Aires. Apesar de tantos modernismos, o estádio, que tem capacidade para cerca de 50 mil pessoas, não permite aquele tão edificante bafo na nuca dos adversários, o que evidentemente o torna inferior em termos de charme e de eficácia na estratégia do amedrontamento. Esse aspecto ficou claro na final da Libertadores de 2009: ninguém consegue cuspir naquele bandido que vai cobrar o escanteio.

Banfield

Atual campeão nacional, por vez primeira em sua ESMERALDINA história, o Taladro chega com pompa e circunstância para disputar a sua terceira Libertadores. Mas o técnico Júlio César Falcioni não poderá contar com dois de seus principais jogadores no feito inédito realizado no Apertura 2009: Daniel Bilos, aquele LANGO-LANGO que despontou no Boca Juniors em 2004, e “El Tanque” Santiago Silva, artilheiro do Apertura, que, em uma atitude destestável, retornou ao Vélez Sarsfield.

No entanto, é preciso salientar que o Taladro repatriou Matías Cardaccio do Milan (não aquele FORTE de Júlio de Castilhos, o mais fraco, da LOMBARDIA) e Jonathan Maidana (do FC Metalist Kharkiv, da Ucrânia, virtual campeão da Enganations League). Trouxe, ainda, Ramírez, do Racing, aquela empresa falida que fica perto do GLORIOSO Independiente. Não será fácil, porém, para o time argentino brocar os adversários: o Grupo 3 é o verdadeiro grupo da morte da Copa, com Deportivo Cuenca, Nacional e MORÉLIA.

Florencio Sola


Esta velha e charmosa cancha localizada na zona sul de Buenos Aires costuma ser palco de belas demonstrações de AFETO pelos hinchas do Taladro. Levantada em 1940, em 2006 teve seu setor social reformado e ficou tinindo de nova.  Carinhosamente chamado de LENCHO, o estádio tem capacidade para 33 mil torcedores e sua estrutura física, simpática e acanhada, lembra outras antológicas canchas do hemisfério sul, como o Alfredo Jaconi e o Heriberto Hülse, virtuais palcos das semifinais da Copa 2014. O nome é uma homenagem a um ilustre presidente do clube.

Lanús

Está aí um time que tem tudo para fazer chover no quintal de Simon Bolívar. Porque o Lanús, a exemplo de outros times que recentemente venceram a Libertadores, como a LDU e o Internacional (não o de Limeira, aquele outro, mais pra baixo, que vive de MARKETING), aposta em uma base formada há no mínimo dois anos, cerca de seis QUINQUENIOS em termos de futebol moderno. Tudo isso sob a TOGA do treinador Luis Zubeldia, um IMBERBE de 29 anos, praticamente um Fernando Collor do mundo dos técnicos. Mas o ponto fraco do time pode estar justamente no ESFACELAMENTO de parte dessa estrutura de time, pois deixaram o clube uma porção de MERCENÁRIOS, como Biglieri, que foi para o EMELEC investir em energia renovável,  e SALVIO, que se bandeou para a fábrica de fiascos do Atlético de Madrid.


Zubeldia, o metrossexual de La Fortaleza

De reforço, mesmo, só CASTILLEJO, atacante contratado junto ao Central. A permanência de nomes importantes, como o zagueiro Velázquez, o meia Pelletieri e o atacante Salcedo, no entanto, deve ser suficiente para ao menos passar da fase do grupos, pois o Lanús caiu na chave 4, junto de Universitario, Blooming e Libertad. Ah, no gol granate mora o perigo: Caranta, ex-Boca Juniors, está por lá.

La Fortaleza


O Granate manda seus jogos no portentoso Estádio Ciudad de Lanús – Néstor Díaz Pérez, que logicamente fica na cidade de Lanús, na Província de Buenos Aires, e tem capacidade para 46 mil pessoas. Inaugurada em 1929, a vieja cancha de MADEIRA começou a ser reformada em 1990 e foi renascer cheia de brilho apenas em 2003, tempo recorde de andamento das obras.

Newell’s Old Boys

A LEPRA parece vir forte para tentar vingar o título roubado pelo São Paulo em 1993. Vice-campeão do Apertura, o time treinado por Roberto Sensini  fez importante incorporações. Além do EXU, baixaram no Coloso o lateral Estigarribia (do Le Mans), o meia Santiago Fernández (do Mallorca) e o zagueiro Alayes, campeão da Libertadores com o Estudiantes. O rojinegro, no entanto, sucumbiu ao poderio financeiro e místico do Nacional Querido, que acabou levando para rodovias paraguais o arqueiro Germán Caffa (Vai que é sua, CAFFAREL!).

Mas esse alarde todo em torno dos leprosos não foi suficiente para impedir que, na primeira partida da pré-Libertadores, a equipe tropeçasse em casa diante do Emelec, com um empate sem gols. A decisão acontece quinta (11/2). Se passar, o Newell’s ingressa no grupo 5, que já tem Internacional, Deportivo Quito e Cerro, do Uruguai.

Coloso del Parque


Este era o nome da cancha até 22 de dezembro de 2009, quando passou a se chamar Estádio “Coloso del Parque MARCELO BIELSA”, em uma homenagem ao atual treinador do Chile, que também comandou os leprosos no início dos anos 90, conquistando dois títulos nacionais. O Coloso, que tem capacidade para pouco menos de 40 mil pessoas, foi inaugurado em 1911. Em Rosario, perde em tamanho para o Gigante de Arroyito.

Vélez Sarsfield

Esta é outra bandeira que deve tremular forte nas canchas da América. Porque há tempos o Vélez Sarsfield é um dos times mais regulares da Argentina. Campeão do Clausura 2009, o Fortín, por exemplo, foi o único Argentino a jogar a Libertadores que não se desfez de nenhum jogador importante do elenco. Mais do que isso, ainda conta com o regresso de Santiago Silva, que estava no Banfield.


Otamendi, um lutador

Os principais destaques são Otamendi, Hernán Lopes e Zárate, entro outros caboclos de GRIFE. E agora é por conta do treinador Ricardo Gareca, que precisa continuar levando essa rapaziada no cabresto. Ademais, além do Corinthians, também o Vélez, fundado em 01/01/1910, pretende comemorar seu centenário sorvendo chopp na taça da Libertadores. O grupo do Vélez é um dos mais competitivos, com Deportivo Italia, Colo Colo e Cruzeiro.

José Amalfitani


Apelidado de Fortín de Liniers, referência ao bairro em que se localiza, o estádio do Vélez Sarsfield foi inaugurado em 1951 e tem capacidade para 49.540 espectadores. Tem um APELO arquitetônico amplamente agradável, em formato de CAIXOTE, favorecendo a atucanação geral e irrestrita. Ainda que não seja tão FAMOSA quanto outras hinchadas castelhanas, a torcida do Vélez costuma tocar o horror em jogos fundamentais. Aliás, apenas por BIRRA, já tentei antipatizar com o Vélez. Mas é impossível não sentir empatia por um time de bairro.

Colón

Os sabaleros chegam para esta edição copeira com um time que, se não é um exemplo de desenvoltura, ao menos é regular. Em 2009, no Clausura acabou  em 4º e no Apertura acabou em 3º. E o TURCO Antonio Mohamed ainda foi agraciado com um pacote mexicano. Da terra de Guadalupe, vieram Coudet (San Luis) e Andrés Rios (Atlas). Também chegam Moreno y Fabianesi (da Grécia) e Mosquera (que andava lustrando torneiras de ouro na Arábia Saudita).


Aguante, Turco!

Mas para colocar essa brugrada à prova na disputa do grupo 8, que tem Flamengo, Caracas e Universidad de Chile, é preciso que o Colón elimine a Universidad Católica. No primeiro jogo, na Argentina, uma sofrida vitória por 3 a 2. A volta acontece amanhã.

Cementerio de los Elefantes


À espera dos mamutes

A torcida sabalera costuma provocar sua fumaceira no estádio oficialmente conhecido por Brigadier General Estanislao López. Quando da inauguração da cancha, em 1946, chamava-se Eva Duarte de Perón, mas, com a ascensão dos milicos, a nomenclatura foi alterada, elegendo-se o nome deste CAUDILHO de Santa Fe. A lenda do Cementerio de Elefantes surgiu porque os grandes clubes argentinos costumavam ser amplamente humilhados quando lá jogavam e ganhou notável impulso quando, em 1964, o Colón derrotou o Santos de Pelé por 2 a 1. A capacidade da cancha é para 32.500 pessoas.

Saudações,
Douglas Ceconello.

Estádio Ciudad de Lanús-Néstor Díaz Pérez
Anúncios

Entry filed under: (Louco de) Especial La Copa 2010, Libertadores.

Ocaso da decência Imitar a Liga, direito de todo equatoriano

49 Comentários Add your own

  • 1. juliano  |  08/02/2010 às 14:11

    bah, um time pior que o outro, esse titulo é capaz de parar naquele time da lagoa

  • 2. y  |  08/02/2010 às 14:45

    TEXTAÇO, ceconello. Namoral.

    tá até me fazendo esquecer as MUMUNHAS que o pessoal tem contra mim e vice-versa.

    o Internacional (não o de Limeira, aquele outro, mais pra baixo, que vive de MARKETING

    que arregaçou a ZORBA do falsificado homônimo mexicano dos pinchas, o Estudiantes TECOS

    Tem um APELO arquitetônico amplamente agradável, em formato de CAIXOTE, favorecendo a atucanação geral e irrestrita

    hauhauhuahuahuhauhauhauhauhauhauhauhauhauh

  • 3. Alexandre N.  |  08/02/2010 às 14:48

    #1

    Não diga isso… Eu sinto um medo descomunal sobre isso. E não gostaria nem um pouco que isso acontecesse. Viver no Rio de Janeiro já está um inferno por causa do calor. Imagine como será se o Flamengo for campeão da Libertadores…

    Ainda mais com essa palhaçada de “Império do Amor”. Depois o povo vem dizer que são-paulinos e tricolores são dados a estas frescuras…

  • 4. Cassol  |  08/02/2010 às 14:53

    Impedimento aderindo aos nominhos de time coloridos.

    Só sair um guasca de São Sepé pra viadagem tomar conta da bodega.

  • 5. alemao  |  08/02/2010 às 14:57

    A/C 4: Quero ver escrever veranópolis!

  • 6. Francisco Luz  |  08/02/2010 às 15:01

    Belo texto, e só mostra a incompetência de quem diz que a Libertadores deste ano estará fácil porque o RIVER não joga.

    Jornalismo feito com revistas dos anos 80 e 90.

  • 7. Paulo Torres  |  08/02/2010 às 15:13

    O Ciudad de La Plata foi inaugurado em 2003, não 2009. No Argentinão, desde o Apertura 09, os pincharratas estão mandando seus jogos no estádio do Quilmes, porque o “Estadio Unico” está em reformas, estão cobrindo as arquibancadas.

    Sobre o Vélez: para antipatizar com eles, basta gostar de algum time de bairro vizinho, como o glorioso Ferrocarril Oeste. A hinchada do Oeste odeia o Vélez -e o Vélez ignora o time de Caballito, há muitas temporadas na segundona.

  • 8. Macedus  |  08/02/2010 às 15:13

    #3

    SÓ LOVE SÓ LOVE … SÓ LOVE SÓ LOVE … SÓ LOVE SÓ LOVE … SÓ LOVE SÓ LOVE …

    E que venha o time da estrela solitária

  • 9. Manuel Barbeiro  |  08/02/2010 às 15:16

    @6 O jornalista que disser que uma determinada edição da Libertadores será fácil, sob qualquer circunstância, já assina um atestado de ignorância.

    Fato é que prefiro mil vezes encarar um River em Nuñez, que vai jogar aberto no esquema Toco y Me Voy, do que um Banfield com sangre en los ojos, jogando num estádio acanhado e cheio de papel higiênico no campo.

  • 10. Y  |  08/02/2010 às 15:31

    só agora reparei que do alto de minha MIRÍADE de fotos de estádio EMPETRADAS no meu PC, não tenho fotos do “Estádio único” nem do LA FORTALEZA.

  • 11. rafael botafoguense  |  08/02/2010 às 15:37

    #3 [2] em tudo,menos viver no rio.

  • 12. rafael botafoguense  |  08/02/2010 às 15:39

    #8 A TUA HORA VAI CHEGAR!!!

  • 13. douglasceconello  |  08/02/2010 às 15:44

    Certíssimo, Paulo. Já arrumei ali.

    Cassol, Impedimento já está no clima do CARNAVAL (ns).

    Valeu, Yuri. USUFRUI na buena.

  • 14. rômulo arbo  |  08/02/2010 às 15:57

    usufruamos todos.
    mas o q importa de verdade é q o botafogo tá dimmmoisss.
    el loco só escorando.

    desses aí, senti firmeza no banfield e no velez.

  • 15. Gustavo Faraon  |  08/02/2010 às 16:09

    Zárate é AQUELE Zárate? Se for e jogar o que jogava antes de ir pro inominável continente, aposto minhas fichas no Velez.

  • 16. Milton Ribeiro  |  08/02/2010 às 16:10

    Esse negócio de dizer que os argentinos são carta fora do baralho é coisa de quem não tem a menor perspectiva histórica.

    A massa corintiana, mui provinciana, se borra só de ouvir um nome como Estudiantes ou Velez. E o Banfield não é o Sertãozinho…

  • 17. juliano  |  08/02/2010 às 16:18

    se nenhum time brasileiro ganhar essa libertadores é melhor que nunca mais disputem e volte todo mundo pra copa do brasil (assim como 89-01)

    ps: errei ali, era o time do lago, na verdade ‘jajajaja’

  • 18. Gustavo Faraon  |  08/02/2010 às 16:25

    11.Rolando Zárate

    FRACASSO.

    Pensei que fosse o Mauro. Pobre Velez.

  • 19. fino  |  08/02/2010 às 16:26

    eesa foto do estádio do lanus deve ser anterior a tal reforma… não cabe 46 mil pessoas nesse da foto nem a pau, a física não permite (BUENO, Galvão. PES piratão)

  • 20. rafael botafoguense  |  08/02/2010 às 16:31

    11.Rolando Zárate

    FRACASSO.

    Pensei que fosse o Mauro. Pobre Velez

    PIOR SE FOSSE LEANDRO ZÁRATE

    é isso aaeeee arbo,el loco rebolation ahahahaha te cuida leo bridge e alvaro terry

  • 21. rômulo arbo  |  08/02/2010 às 16:33

    fino, devem tá contando o gramado, verdade.
    a o estádio do velez é do caralho. assim, no VÍDEO. no conozco pessoalmente.

  • 22. Manoel  |  08/02/2010 às 16:33

    Pessoal… o Matías Cardaccio (Banfield) não foi repatriado coisa nenhuma. Ele é uruguaio, filho de um campeão mundial de 1988 pelo glorioso (de pé, senhores) Nacional.

  • 23. rômulo arbo  |  08/02/2010 às 16:40

    bá, rafa bota, mas REBOLATION foi foda. não há perfeição, fica constatado.

  • 24. rafael botafoguense  |  08/02/2010 às 16:44

    hahahahah achei que ele ia pedir a cumbia dele ou então um gardel sei lá…

  • 25. Alexandre N.  |  08/02/2010 às 16:51

    #24

    O cara é uruguaio. E porq ue raios ele pediria Gardel? hahahahahahaha…

  • 26. Y  |  08/02/2010 às 16:54

    gardel TERIA NASCIDO no uruguay, por isso.

    curiosidade: antes da final da Copa de 30, ele foi cumprimentar os dois lados.

  • 27. rafael botafoguense  |  08/02/2010 às 16:55

    gardel é uruguaio,pow…

  • 28. Diogo Beagá  |  08/02/2010 às 17:03

    Que o Banfield e o Racing de Montevideo honrem as cores do América.

  • 29. Carlos  |  08/02/2010 às 17:25

    Quem acompanha o camp. argentino pode dizer q, de todos esses times, o melhor é o Estudiantes…o resto é praticamente gato morto.

    Coloradagi CERTO fazendo aquela velha campanha “olha só q dificil a libertadores”.

    RUMO AOS 2 MILHÕES DE COMMENTS!

  • 30. 13  |  08/02/2010 às 17:49

    Bancando o chato, entretanto, vamos lá:

    Daniel Bilos não jogou uma partida no Apertura do qual o Banfield sagrou-se campeão, portanto, não foi um dos nomes do título. Na verdade, passou o ano todo tentando se recuperar das lesões que o assolam desde sempre. Desmotivado e sem conseguir se recuperar da lesão, largou o futebol após o final do campeonato. Também vale lembrar que em 2004 ele ainda estava no Banfield, clube no qual ele surgiu de fato.

    Cardaccio é o gurizote que saiu junto com o Viudez das seleções de base do Uruguay para o Milan. Enquanto o Viudez era e voltou para o Defensor Sporting, Cardaccio era do Nacional e foi contratado PELA PRIMEIRA VEZ pelo Banfield.

    =)

  • 31. John  |  08/02/2010 às 19:33

    Vendo Passat 86 bege em bom estado.

  • 32. Alexandre N.  |  08/02/2010 às 21:56

    #31

    Ah, se fosse aquele com quatro faróis redondos, até compraria… hehehehehehe

  • 33. Rudi  |  08/02/2010 às 22:01

    #31

    MAIOR COMENTARIO DA HISTORIA

    CHUPA, 17!

  • 34. Flávio  |  09/02/2010 às 07:41

    Libertadores é imprevisível. Sempre pode aparecer um Once Caldas ou LDU da vida para contrariar os prognósticos.

  • 35. guihoch  |  09/02/2010 às 07:46

    mas não é melhor que um fuquinha que eu vi, preto velho, mal cuidado e ainda com uma placa rasga filme que é:

    FUM-O001

  • 36. H.  |  09/02/2010 às 07:53

    Todo mundo sabe que o Gardel é boliviano.

  • 37. Roger  |  09/02/2010 às 08:59

    Fiquei curioso.
    Que música Loco Abreu pediu?

  • 38. Alexandre N.  |  09/02/2010 às 09:33

    É impressão minha ou o Flávio tá repetindo algo que ele disse em outro post? rs…

  • 39. Flávio  |  09/02/2010 às 09:37

    Música do Loco Abreu:

  • 40. Flávio  |  09/02/2010 às 09:42

    #38
    Se bobear, escrevi mesmo, mas não lembro… Que memória a tua, hein!

  • 41. Lourenço  |  09/02/2010 às 09:57

    Gostaria de um post do Impedimento sobre a questão dos jogos serem proibidos em determinado horário e, agora, em determinada temperatura.
    É o assunto do momento, e fico curioso sobre a opinião de vocês.

  • 42. Furio Lonza reloaded by Cunegundes  |  09/02/2010 às 10:30

    Falta povo neste país. Até um tempo atrás, a opinião corrente era de que “cada povo tem o governo que merece”. Mentira! Qualquer governo, por mais safado que seja, ainda é muito para esse povo sem brios, sem vergonha na cara, esse povo burro e ridiculamente humilde, vaquinha de presépio que engole tudo até o talo, até a última gota, todos os sapos, todos os calangos, esse povo cativo, covarde, sempre com o rabo entre as pernas, esse povo sem História, sem memória, sem moral, sem dignidade, esse povo que marchou com Deus, pela família, esse povo que deu seu ouro para o bem do Brasil, esse povo que vive coçando a virilha, que bebe cerveja sem colarinho, lê horóscopo e coluna social, esse povo que encoxa mulher no ônibus, que cheira cola, esse povo que é puxa saco do gerente, alcagüete de polícia, esse povo que, em dia de greve de ônibus, pega táxi pra ir pro escritório, que pega avião para assistir Chitãozinho & Xororó em Las Vegas, esse povo que se forma publicitário pra vestir um espartilho negro e ficar todo dia de quatro alimentando uma boa carreira, esse povo que come merda, respira merda, pensa merda, faz na entrada, na saída, no meio e ainda deixa um pouco atrás da porta, pra ser encontrado no dia seguinte, esse povo cujo lema oficial é “Capricha, que o freguês é novo”, esse povo que ouve as FMs, acredita no Jornal Nacional, que é sócio do Círculo do Livro, que coleciona figurinhas do Jáspions e Change-men, que vai ao cinema ver 9 e Meia Semanas de Amor, esse povo besta que deixa a Xuxa fazer a cabeça de seus filhos, que compra O Nome da Rosa e O Pêndulo de Foucault e não lê, que ouve hip-hop, compra discos da Joana, Tom Waits, Almir Guineto, esse povo que tem sempre um cunhado no Detran e um terreninho em Guarulhos pra passar pra frente, esse povo que é de esquerda até arrumar um cabidão na Eletropaulo, esse povo que tem filhos com nomes tipo Daniela, Priscila, Tiago, Evelyn, Patrícia, Graziela, Leandro, Vanessa, Camila, Letícia, Cristiane, Andréia, Diego, Érica, esse povo que paga uma fortuna por um vídeo cassete e só assiste bosta, esse povo místico que foi sebastianista por tabela, esse povo cujo ancestral índio acolheu o português de braços abertos em 1500, que rezou a 1ª missa bem comportado junto com os jesuítas, esse povo que recebeu a independência do Imperador da colônia, esse povo que proclamou a República e botou um militar no lugar do rei, esse povo cujo maior representante socialista se diz herdeiro político do maior ditador brasileiro.

  • 43. Flávio  |  09/02/2010 às 10:38

    Fonte: Chiclete com Banana

  • 44. Alexandre N.  |  09/02/2010 às 10:48

    #42

    Só faltou o “E tenho dito!”… hahahaahahahaha

  • 45. durinevsky  |  09/02/2010 às 11:04

    # 42
    Concordo com tudo menos com Tom Waits

  • 46. guihoch  |  09/02/2010 às 11:27

    #42 e tenho dito

  • 47. guihoch  |  09/02/2010 às 11:29

    dunga esta sendo pago para perder a copa, eu sasbia que aquele ganha tu que disputou teria um alto preço no final, infelizmente.

  • 48. guihoch  |  09/02/2010 às 12:33

    brazil não levara esta liber

  • 49. FERN  |  10/02/2010 às 20:38

    o Vélez e seu povo não enchem Liniers nem parindo uma copa do mundo, todo mundo sabe isso e que me perdoe o VEC…

    ERROR!!! a cancha do GELP foi colocada no lugar de la fortaleza…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • Tradição será interrompida abruptamente ano que vem porque na Série C os grupos são regionalizados e, se o Santa ca… twitter.com/i/web/status/9… 7 hours ago
  • Santa Cruz criando uma tradição anual de golear um time gaúcho depois de ser rebaixado. Ano passado, 5x1 no Grêmio. Agora, 5x1 no Juventude. 7 hours ago
  • @Kiromba No caso, o Ipatinga era o lanterna e foi o primeiro rebaixado. 1 day ago
  • @Kiromba 2008. Naquele ano, o Ipatinga só confirmou matematicamente a queda na 37ª rodada. 1 day ago
  • Vence o Avaí e a disputa mais quente contra o Z4 agora tem quatro times COLADOS na luta por um lugar fora do buraco… twitter.com/i/web/status/9… 1 day ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: