Pela contratação do porteiro

05/02/2010 at 10:46 60 comentários

Em 14 de fevereiro de 2008, com apenas seis jogos (invictos) e depois de ter pago uma rescisão de contrato superior a R$ 500 mil para trazer o técnico do futebol árabe, Paulo Pelaipe demitiu Vágner Mancini e em seu lugar contratou aquele cujo nome não citamos, já o treinador com maior rejeição no Estado. Simples assim: chegou à conclusão de que um técnico não servia e trocou-lhe por outro. Se foi uma decisão acertada à época são outros quinhentos, mas a atitude é uma inegável demonstração daquilo que mais falta na gestão atual, da direção à casamata do Grêmio: convicção no que quer que seja.

Não sei o quão bom treinador é o professor de educação física Silas, mas desconfio ser ele próprio um reflexo da falta de convicção do Grêmio. Duvido que ele tenha sido contratado por alguma metodologia de trabalho em especial que a diretoria buscava para o seu técnico em 2010, mas tão somente pelo óbvio ululante, o bom resultado no Avaí. Se pelas particularidades do Grêmio a campanha deve ou não se repetir, é uma análise que ninguém se preocupou a fazer. Foi da mesma forma que o Grêmio contratou jogadores: trouxe os que pareciam boa coisa, não necessariamente os que o time precisava.

Sacanagem criticar um técnico com seis jogos, sendo que desde dezembro a pica só engrossa: já lhe tiraram Maxi López, Douglas Costa, Leo e Réver do elenco. Silas, porém, dá indícios sérios de repetir os erros de quem o contratou. Se a filosofia de trabalho era mesclar reforços de qualidade e guris que precisavam subir da base, por que cargas d’água começou o ano com Fábio Santos, Ferdinando e, agora, Joílson no time titular? Pior que isso – e é justamente este o ponto – só retirá-los logo em seguida, mostrando o quão frágil foi a decisão de escalá-los.

Tem aqui uma gaveta cheia de exemplos. Mário Fernandes, de acordo com Meira em dezembro, seria fixo na zaga em 2010 para mostrar o seu melhor futebol na posição em que joga melhor e, assim, ser passado nos cobres. Já Silas, declarou que quer fazer dele um lateral-direito de Seleção. Depois de escalá-lo duas vezes na zaga, e não na lateral, disse na última entrevista que ele pode ser um ótimo meia. Maylson ainda não estava preparado para ser titular até quarta-feira. Hoje está. O 3-5-2 seria mantido para “inventar o menos possível e passar segurança ao time”, palavras de Silas. Ontem, Hugo e Douglas treinaram no 4-4-2 que deve ser usado no fim de semana.

Não vejo no Grêmio um horror de time. Há bons jogadores ali, sobretudo os que vieram da base, não somente do São Paulo. Mas preocupa (embora não me surpreenda) um ambiente em que a falta de culhões liderança e profissionalismo faz de um cara como Souza o dono do time. Em algumas posições, sobretudo a de técnico, é preciso um sujeito que justifique o tempo todo aos torcedores porque recebe um salário de seis dígitos para escalar o time, e eles não. Do contrário, se as táticas em vigor são o palpite e a tentativa-e-erro, que substituam Silas pelo meu porteiro.

Ainda por essas bandas,
Caue Fonseca.

Anúncios

Entry filed under: Clubes, Colunas.

O limite do bosque Historietas da bola

60 Comentários Add your own

  • 1. guihoch  |  05/02/2010 às 10:51

    laranja mecanica sem esquema= melhor formação, ponto final eternal

  • 2. Serramalte Extra  |  05/02/2010 às 10:57

    O Silas tá repetindo um erro gremista de 2004: tem só um zagueiro bom e “reforça” a zaga botando três, DOIS ruins em vez de um só, tirando um meia que jogaria mais bola e aliviaria a zaga… mas ele prefere três zagueiros, daí pra não sobrecarregar bota dois volantes (e um deles é o FERDINANDO!), e acaba não saindo nada…

  • 3. Serramalte Extra  |  05/02/2010 às 10:58

    (só que em 2004 não tinha NENHUM zagueiro bom, só pra deixar bem claro… mas mesmo assim dois fazendo trapalhada é melhor que três patetas)

  • 4. Tiburón  |  05/02/2010 às 11:29

    Errata do priemiro parágrafo: Mancini foi tocado do Grêmio porque o Paulo “Raposa no galinheiro” Pelaipe quis se intrometer no time e ele não deixou. Houve briga entre os dois, e o Mancini foi mandado embora memso estando invicto.
    Não temnada a ver com planejamento (ou falta de), visão, u qualquer coisa do gênero a demissão do Manicni. Foi única e exclusivamente por brigar com o diretor de futebol.

  • 5. muzell  |  05/02/2010 às 11:48

    em 2008, a direção era a anterior.

  • 6. Sanchotene  |  05/02/2010 às 11:50

    Serra,

    Silas pensou o time no 4-4-2 e fez água. Ademais, o Silas ainda experimenta, mas as vantagens do 3-5-2, com o atual elenco, mostraram-se grandes.

    O 3-5-2 do Grêmio NÃO é RÍGIDO! Como o Doril é polivalente, ele vira lateral constantemente. A grosso modo, pode virar -e vira- 4-4-2 sem precisar substituir ninguém.

    Alas preocupam-se com as ações ofensivas prioritariamente às defensivas; pelo que o ataque ganha mais opções. Nem Souza e nem Hugo têm característica de “10” organizador. Com alas, o esquema desafoga-os da responsabilidade de armação, compartida com os jogadores dos flancos.

    Com cinco jogadores no meio, ao invés de 4, a defesa fica mais protegida. Se os zagueiros são ruins, jogar com dois centrais contra dois atacantes é SUICÍDIO. Ademais, se os centrais são ruins, os laterais -na marcação- são ainda piores. O 3º central traz mais solidez defensiva apenas pelo fato de ser melhor que os laterais.

    O Fábio Santos É lateral, e por isso começou titular no 4-4-2. Lúcio rende melhor atacando, pelo que é mais ala do qualquer outra coisa (rende mais no 3-5-2). Já o Joílson só entrou porque o Leandro se machucou. Era esse último o ala preferido pelo Silas.

    É hora de ter tranqüilidade. Silas chegou ONTEM. Ainda está conhecendo o grupo, o clube, os adversários, a imprensa, a torcida… No Avaí, mesmo, começou (muito) mal, mas se recuperou.

    Recomeçar seria muito pior.

    Um abraço.

  • 7. Sanchotene  |  05/02/2010 às 11:52

    Re 4

    Contrataram o Mancini sem conhecê-lo. O Departamento de Futebol era o Odone. Quando ele resolveu dar mais espaço ao Pelaipe, deu nisso…

  • 8. Turma do Gargamel  |  05/02/2010 às 12:37

    Jogo do boleiro:

    Pelo jeito que o comentarista de cima escreve, você acha que ele lembra que jogador.

    (7) – Jogador cumpridor de função. Um 2º volante com certa habilidade, diria.

  • 9. Zé Carlos  |  05/02/2010 às 12:40

    Tomara que essa merda de time caia. Só tem dirigente metido a filhadaputa que não sabe nada

  • 10. juliano  |  05/02/2010 às 12:42

    “O Fábio Santos É lateral, e por isso começou titular no 4-4-2. Lúcio rende melhor atacando, pelo que é mais ala do qualquer outra coisa (rende mais no 3-5-2).”

    esse tipo de pensamento tá matando o campeonato brasileiro…

  • 11. Lourenço  |  05/02/2010 às 12:44

    O Mancini foi demitido, preponderantemente, por questões além do futebol.
    Ainda assim, usar o fato de um treinador ser contratado e mandado embora depois de 43 dias e 6 jogos não pode ser usado como exemplo de convicção.

    Mas o texto está certíssimo no diagnóstico atual. Que o Grêmio não desperdice mais um ano, porque, apesar do complexo de vira-lata que toma conta do Olímpico, o time é bom desde abril de 2008.

  • 12. Lourenço  |  05/02/2010 às 12:46

    #11 a frase no final do primeiro paragráfo tá ruim, escrevi ela e me perdi, mas acho que dá para entender.

  • 13. Sanchotene  |  05/02/2010 às 12:57

    Re 10

    Juliano, no n.º6, eu falei do Grêmio especificamente. Você não vai entender essa citação, sem compará-la com as anteriores.

  • 14. Frank  |  05/02/2010 às 13:00

    Bah Lourenço, você acha que o time é bom desde 2008?
    Isso não é muito complexo de POLIANA? Um time que vai mais nos trancos e barrancos e na base do AGUANTE?

    Para mim, essa é a questão: se supre muito pouco as carências de posição, e o que resulta disso é um desequilíbrio na qualidade do elenco. Fatalmente, são 2 anos só no QUASE…

  • 15. Y  |  05/02/2010 às 13:07

    admiro a INVENCIBILIDADE chelseana do Grêmio em casa.

    esses tricolores são mui putos, namoral.

    o time INVICTO há 43687689 jogos e reclamam das actuações em casa. Faça-me o favor.

    na base do AGUANTE, esse time é favorito para a Copa do Brasil. Só tomar cuidado com os paulistas (santos melhor que palmeiras).

  • 16. saraiva  |  05/02/2010 às 13:24

    réver água no pescoço, tudo certinho.

  • 17. fino  |  05/02/2010 às 13:38

    poisé, mas a copa do brasil começa semana que vem e já tá acabando o prazo pra acertar o time, definir esquema e principalmente fazer funiconar…

    senão o primeiro time acertadinho que vier pela frente faz o crime, vide Atletico Goianiense…

    por cima assim, os caminhos pro titulo passam por

    1ª fase: Araguaia-MT
    2ª fase: Treze/Votoraty (?!?!?!)
    Oitavas: Avaí/Coritiba
    Quartas: Fluminense/Portuguesa/Ponte
    Semi: Vasco
    Final: Botafogo/Palmeiras/Palmeiras/ Atletico-MG

  • 18. saraiva  |  05/02/2010 às 13:43

    #17

    o palmeiras é meio fraco, fino, daqueles times típicos ÁGUA NO PESCOÇO, digamos assim.

    acredito bem mais no santos bicha e no dodormindo do que no batista. digo, palmeiras.

  • 19. fino  |  05/02/2010 às 13:45

    que burro, coloquei duas vezes palmeiras e esqueci o santos do novo menino da vila pedaleiro bagunceiro alegria de viver moleque sorrateiro que faz do futebol uma alegre brincadeira seu nome é neymar

  • 20. rômulo arbo  |  05/02/2010 às 13:47

    gostei do texto do caue. porque a ferida mesmo é essa falta de convicção, planejamento. entre elas aquela de esperar dois anos pelo autuori.

    qto ao time. futebol é mais prática q teoria, PELO QUE discordo, como venho fazendo, do Sancho. O Mário Fernandes, por exemplo, já mostrou de fato ser polivalente. Mas não está sendo bem usado. É necessária uma decisão. Nos jogos que vi, visivelmente (perdão) ele fica num LIMBO, entre as duas atribuições, boa parte do tempo. O Grêmio consegue ficar mais de dois anos sem contratar um lateral direito!
    Gosto muito do Leandro. Dá pra fazer um bom meio com Adilson, W. Magrão, Douglas e Leandro (tenho gostado do Maylson tbm). Aquele Henrique já foi testado?

  • 21. fino  |  05/02/2010 às 13:48

    na real, só vai sobrar o santos mesmo… o botafogo vai perder pro santa cruz, o palmeiras pro atletico-pr e o atlético-mg pro sport… askdjklsajklasd

  • 22. Rudi  |  05/02/2010 às 13:49

    arbo, tranquiliza-te, o Inter contratou laterais direitos esse ano, o último decente tinha sido Ceará em 2006…

  • 23. saraiva  |  05/02/2010 às 13:51

    e outra que, pelo que se vê, qualquer apagão que dê no gremio fora de casa, acho que não vai ter água no pescoço em porto alegre que resolva. do tipo, leva três do fluminense no maraca, aos 37 graus celsius. blackout. =/

  • 24. saraiva  |  05/02/2010 às 13:58

    se bem que, a confiar em DIGUINHO, prefiro ficar desmaiado.

  • 25. rômulo arbo  |  05/02/2010 às 14:01

    problema do inter, rudi. problema mesmo, pq se faltaram uns títulos nesse tempo tbm foi pela falta de laterais. agora contrataram bem, nei e eltinho. e o grêmio nada.

  • 26. Rudi  |  05/02/2010 às 14:03

    e antes do ceará acho que nenhum prestava desde BALALO

    levo fé no Nei sim, não conheço muito do eltinho

    mas se quiserem trocar o mário doril pelo uruguaiolandês nosso, fácil fácil

  • 27. Álisson  |  05/02/2010 às 14:19

    Gostei batante do futebol do Nei.

    No mais, IMPEDIMENTO GREMISTA!

    HUAHSUAHSUAHSAHSUAHSUAH

  • 28. rafael botafoguense  |  05/02/2010 às 14:25

    não caiam nessa não por favor,a copa do brasil TODO ANO é fácil,mas depois que vi o botafogo em 2007,numa semifinal com flu(em crise),brasiliense e figueirense,passei a respeitar esse torneio bunda suja.

    zuera,respeito porra nenhuma,botafogo tem que ganhar isso dai,OBRIGAÇÃO,ainda mais com a presença do novo gênio do futebol brasileiro:CAIO CANEDO.

  • 29. rafael botafoguense  |  05/02/2010 às 14:28

    *passei a respeitar pq o botafogo não foi campeão contra um monte de merda,mas logo depois eu desrespeito a copa do brasil.

    aahh já era,caguei meu comentário todo,ficou sem sentido.ahhh quem liga.

  • 30. Y  |  05/02/2010 às 14:43

    VOTORATY candidato ao título nessa porra

  • 31. Cesar  |  05/02/2010 às 14:44

    Re 26

    Salvo melhor juízo, o balalo n]ao era lateral, mas sim um Ponta Direita. O LC naquela época era o Próprio LC. Winck.

    E o Balalo era reserva de um cara que eu era fã, mas que sumiu: um tal de Paulinho, mas tinha também o Heider.

    O centroavante era outro que nunca mais ouvi falar: Amarildo.

    A ponta esquerda: Edu Lateral Esquerda, acho que Norton.

    Meio com LF Flores e Norberto…

    Sem consultar na internet disso que lembro….

    o time não ganhou nada e só apanhou em grenais…mas era bom e eu tenho boas lembranças.

  • 32. Sanchotene  |  05/02/2010 às 14:48

    Re 20

    Arbo,

    Eu só analiso com a prática. Na teoria, qualquer esquema funciona.

    Vê bem, o Doril só sobe na boa. Não está perdido, sabe muito bem o que faz. Um paralelo que se pode fazer é com o 3-5-2 (Danrlei; Adílson, Rivarola e Roger; Arce, Dinho, Goiano, Miguel e Arílson; Nunes e Jardel) do Felipão em 1995. O Roger só subia ao ataque em ano bissexto e, ainda assim, só quando possível.

    Abraço.

  • 33. rômulo arbo  |  05/02/2010 às 15:03

    Todo paralelo é feito com esse time, sancho, do qual somos eternos órfãos.
    Pra mim, no entanto, o Mário fica prejudicado por essa confusão bem expressada no texto do Caue.
    Voltando ao time-modelo, via como 4-4-2, com os dois laterais indo e voltando, apenas um indo mais q o outro. O Roger apoiava tbm. A questão toda é ter um SISTEMA defensivo bem treinado, entrosado, envolvendo mais do que zagueiros. E um sistema ofensivo dependa de gente na meiúca q ententa do riscado e chama o trabalho para si. (souza fora)

  • 34. rafael botafoguense  |  05/02/2010 às 15:06

    hahahaha num consigo parar de rir dos comentários do saraiva hahaahahahahahahaha

    “acredito bem mais no santos bicha e no dodormindo do que no batista. digo, palmeiras.”

    “não vai ter água no pescoço em porto alegre que resolva”

    “se bem que, a confiar em DIGUINHO, prefiro ficar desmaiado.”

    HAHAHAAHAH na moral quem tá escrevendo essas paradas, devia rolar uma explanação no fim do dia,muito genial!

  • 35. Sanchotene  |  05/02/2010 às 15:30

    Re 33

    Na verdade, o time de 2001 era melhor. Eu citei o time de 1995, porque ele era escalado num falso 4-4-2. Quando tínhamos a bola, o Miguel centralizava, o Arílson caía bem para esquerda e o Arce subia. O Roger só subia muito do raramente, principalmente nos jogos mais fáceis. Na hora de pegar os atacantes adversários, era ele em um; o Rivarola em outro, e o Adílson na sobra. Na minha conta, temos TRÊS zagueiros.

    O Silas poderia anunciar o time num 4-4-2, apenas a título de exemplo, com Victor; Doril, Marques, Maurício e Lúcio; Ferdinando, Adílson, Douglas e Leandro; Jonas e Borges. No fundo, é um 3-5-2; mas sem o Wianey Carlet enchendo o saco…

  • 36. Yuri  |  05/02/2010 às 15:37

    Por falar no GRÊMIO DE 2001:

    Tem uma loja aqui perto de casa que ATÉ ANO PASSADO (não sei se ainda vende) vendia uma MASSA DE TOMATE em vidro, com o copo escrito:

    “Grêmio Campeão Gaúcho de 2001”

    Fiquei até com vontade de comprar… compro ou não?????

  • 37. Y  |  05/02/2010 às 15:37

    Por falar no GRÊMIO DE 2001:

    Tem uma loja aqui perto de casa que ATÉ ANO PASSADO (não sei se ainda vende) vendia uma MASSA DE TOMATE em vidro, com o copo escrito:

    “Grêmio Campeão Gaúcho de 2001″

    Fiquei até com vontade de comprar… compro ou não????

  • 38. col  |  05/02/2010 às 15:42

    Acho que a conviccao da direcao eh montar um elenco minimamente atrativo que se sutente na parte superior da tabela do Brasileirao ateh que o condominio de credores desapareca. Planejar o longo prazo (conviccoes futebolisticas que se perpetuem ao longo de diferentes mandatos) de um barco que esteve prester a afundar eh compicado…

    O Gremio apequenou-se no passado e estah, com sucesso e SORTE, buscando o lugar entre os grandes novamente.

  • 39. rômulo arbo  |  05/02/2010 às 15:45

    não me “cai” o tal do 3-5-2. Aliás, não gosto dessas séries de números, não vejo assim o futebol. Não adianta nada se o Lúcio só apoiar. Tem q voltar, senão será por ali q o bicho pegará.

  • 40. Yoda  |  05/02/2010 às 15:47

    Achei que era um texto do Diogo Oliver (ZH Digital). Não era.

  • 41. Guto  |  05/02/2010 às 15:47

    @Y

    É obrigação MORAL comprar tal produto e fazer uma macarronada pra galera.

  • 42. Gustavo  |  05/02/2010 às 15:50

    Cara, o de 95 era o 4-4-2 verdadeiro, isso sim. Essa ideia de que o Arce subia o tempo inteiro é incorreta. Na verdade, tanto ele como o Roger ficavam mais defensivos do que ofensivos. O Arce não sabia driblar e quando ficava no mano-a-mano, ou alçava a bola (com maestria) ou perdia. O Roger tinha mais ginga e tinha mais facilidade pra chegar na linha de fundo.

    O Leandro não seria atacante?

    Ferdinando NÃO pode ser opção, pelamordedeus.

  • 43. rômulo arbo  |  05/02/2010 às 16:02

    Concordo, conforme falei, com o Gustavo.
    E, cara, o Leandro é atacante, mas tava jogando lá fora no meio. Acho q rende bem nos dois.

  • 44. Caue  |  05/02/2010 às 16:41

    #4 Tiburón, eu não gosto nem do Pelaipe nem do Mancini, mas a meu ver meter a mão no trabalho do técnico é JUSTAMENTE o trabalho do vice de futebol. Vai com esse papinho de “no meu vestiário eu quem mando” pra cima do Fernando Carvalho pra tu ver… Ingenuidade pensar que isso não acontece ou não deva acontecer.

    #5 muzell, sim aquela tinha alguma convicção, ainda que ela pudesse estar errada. a atual nem isso parece ter.

    #39 maldade tua, Yoda. com o Diogo, não comigo

  • 45. rafael botafoguense  |  05/02/2010 às 17:40

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Gremio/0,,MUL1478211-9868,00-TRANSFERENCIA+DE+IGOR+PARA+O+GREMIO+ESTA+POR+DETALHES+DIZ+EMPRESARIO+DO+JOG.html

    compaixão do grêmio.vai contratar o perigor,todo lerdão que joga de calça de jeans

    __________

    encontros para a história:

    camisa ficou show!!!

  • 46. Felipe (o catarina)  |  05/02/2010 às 17:49

    e dizer que o Silas tava incomodando por aqui justamente porque era uma mula teimosa com suas CONVICÇÕES que só ele entendia…

    ah, e só uma correção: o Silas não começou mal no Avaí. Quando ele chegou aqui, em 2008, demorou uns 12 ou 13 jogos pra perder. Com ele, o Avaí esteve muito mal no início da Série A – depois de mais de um ano da chegada dele aqui – e em parte do segundo turno.

  • 47. Sanchotene  |  05/02/2010 às 18:08

    Re 45

    Catarina, bem lembrado. Faltou um “o Brasileiro” após o “(muito) mal” lá em cima (n.º 6). O resto, mantenho.

  • 48. Sanchotene  |  05/02/2010 às 18:15

    Re 37

    Col,

    É quase isso. Sempre há a tentação de se gastar um pouco mais para dar aquele salto de qualidade.

    Mas, o caminho é bem por aí. Fazer times minimamente competitivos para evitar vexames e, quando e se alguém der bobeira, beliscar títulos ou vaga na Libertadores até ter dinheiro para ser mais arrojado no planejamento e nos investimentos.

    Mas tem que ter peito para bancar essa política. O que tem de jornalista e corneteiro esperando uma voz fraca para montar em cima é inacreditável…

  • 49. Sanchotene  |  05/02/2010 às 18:54

    Re 38 e 41

    Os números representam a distribuição-padrão de um time em campo. Obviamente, eles não só se modificam no decorrer da partida constantemente, como não determina que determinado jogador exerça sempre determinada função.

    Disso decorre que tanto uma equipe num 4-4-2 pode mudar para 3-5-2, 4-3-3, 2-5-3, 7-2-1, no decorrer de uma jogada; quanto permanecer no 4-4-2, mas com os jogadores em posições torcadas. Depende das circunstâncias do jogo, característica dos jogadores, treinamento, etc.

  • 50. Rafael Chat  |  05/02/2010 às 23:43

    A equipe transitar de 442 para 352 para 433 721 sei lá o quê durante o jogo ou conforme o adversário é bonito na teoria.

    Esquemas rebuscados são a cereja do bolo. É o 10 com estrelinha. É uma meta distante e talvez desnecessária. Na prática, precisa jogadores inteligentes e muito treino. (Exemplo talvez seja o Grêmio de 2001 com Zinho e M. Paraíba, entre outros)

    O MALAFAIA tem que começar pelo feijão-com-arroz, escalando um 442 com quem estiver melhor em cada posição.

    E botar o time pra jogar

  • 52. Atilio  |  06/02/2010 às 07:58

    É uma merda torcer por um time que tem Paulo Odone entre suas maiores influências. O que se vai esperar desse tipo de sujeito?

  • 53. Sanchotene  |  06/02/2010 às 09:34

    Re 49

    Num escanteio contra, qualquer time de pelada se posiciona com 7 na defesa, 2 no meio e 1 no ataque…

  • 54. Luís Felipe  |  07/02/2010 às 10:45

    #44

    Não foi o Nílton Santos que dia desses, deu uma de GRETA GARBO e disse “me esqueçam”, do tipo, não quero mais ser lembrado pelo meu tempo de jogador de futebol?

  • 55. Lourenço  |  07/02/2010 às 13:52

    #35
    Essa transição de 3-5-2 para 4-4-2 costuma existir mais nos casos em que o jogador que transita é o volante-líbero. Não é o caso do Grêmio, em que teria que passar o Mário para a zaga, o Lúcio para a ala e teria que achar ainda um ala-direita, que seria o Leandro na tua escalação. Não é um esquema “prático”, de mudança rápida, como era no Inter, que era só o Edinho voltar e fechar a zaga.

  • 56. Sanchotene  |  07/02/2010 às 15:49

    Lourenço,

    Não te entendi.

    O Lúcio seria ala-esquerda/lateral-esquerdo;
    O Mário seria stopper/lateral-direito;
    O Leandro seria ala-direito/meia.

    E o resto ficaria igual. Grosso modo, o único a mudar de setor (meia-cancha e defesa) seria o Lúcio.

  • 57. Lourenço  |  07/02/2010 às 17:13

    #55 É mais ou menos isso mesmo, Sancho. Acho essa transposição mais difícil de acontecer ou, se acontece, não é bem um 3-5-2. Por isso que eu não concordo muito com essa de que o Grêmio de 1995 virava um 3-5-2, pois não havia ala-esquerda nenhum. O Carlos Miguel ou o Arílson não jogavam de ala, apenas o Arce subia muito.

  • 58. Fernando Cesarotti  |  07/02/2010 às 21:16

    Se o Votoraty passar pelo Treze e algum gremista vier conhecer a região, será mui bem recebido para algumas cervejas.

  • 59. LEONARDO ST.  |  08/02/2010 às 14:08

    Alguém já percebeu que o Adílson é uma perebae que qualquer meia-boca do interior gira em cima dele e chuta livre da entrada da área?
    Se com Ferdinando já está ruim, com Ferdinando + Adílson rondamos a várzea.

  • 60. FERN  |  10/02/2010 às 20:17

    EU estou MUITO desanimado com o Grêmio como um TODO, dirigência e cancha…

    e as vezes me vem a cuca, Arce na casamata!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • @igorbiscaia Só temos a confirmação que será em solo nacional, nos Estados Unidos do Brasil. 11 hours ago
  • @HenriqueKonig Quadrangular será disputado nos dois maiores estádios da cidade, São Januário e Laranjeiras. 11 hours ago
  • Temer discursará na abertura do quadrangular entre Brasil, União Soviética, Zaire e Iugoslávia, na capital do país, o Rio de Janeiro. 11 hours ago
  • RT @facury9: @impedimento (se o campoenato termina antes de começar ele seria campeão) 12 hours ago
  • Uma estatística realmente inútil? Se o Atlético-GO cair, será o 2º ano seguido que o LÍDER DA ORDEM ALFABÉTICA antes de começar é rebaixado. 12 hours ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: