Matadores e possíveis revelações La Copa 2010 – Uruguai

26/01/2010 at 12:27 20 comentários

Na Banda Oriental, os matadores não seguem a tendência de se fixar na área e se portar com discrição quando o juiz apita pela última vez. Podem ser figuras populares nas redes sociais ou, paradoxalmente, defenderem outro time da chave. Mais além dos atacantes, outros seres surgirão durante a Copa – e a apresentação desses é necessária para evitar o CHOQUE.

Racing

Matador: Líber Quiñones


Para adentrar a fase de grupos e depois ilusionar um avanço às oitavas, o Racing conta com os gols do centroavante Líber Quiñones, artilheiro do campeonato nacional há dois torneios atrás. O prestígio de Líber frente ao seu comandante já mencionado, no entanto, parece estar em baixa: na pré-temporada dos de Sayago, o atacante apareceu por vezes como reserva. Espera-se, porém, que quando a coisa aperte, os racinguistas recorram aos gols do centroavante de todos os domingos. A admiração dos cerveceros por Quiñones rendeu inclusive um papel de parede devidamente divulgado no Facebook – rede social na qual o jogador já possui uma página repleta de seguidores.

Revelação: Jean Pierre Barrientos

Quando o Racing, depois de eliminar o Júnior de Barranquilla, estiver disputando ponto a ponto com o Cerro Porteño a liderança de um grupo que também conta com o Corinthians, credite grande parte deste sucesso aos petardos do juvenil Jean Pierre Barrientos. Ao menos é o que a pré-temporada parece nos mostrar do porvenir. O guri de 19 anos foi o destaque do amistoso recente diante do Defensor Sporting, como nos esclarece o site do Racing: “el único gol del encuentro vino tras una jugada preparada de tiro libre. Barrientos sacó un violento y recto disparo que se metió en el ángulo superior izquierdo de Martín Silva y de esta forma Racing terminó ganando.” O portal termina o artigo de forma brilhante: “preferimos no dar más información de como jugó el equipo por razones obvias.”

Cerro

Matador: Joaquim Boghossian


Criado nos gramados esburacados da vila que leva o nome do clube, Joaquin Boghossian estreou no Cerro em 2005. Grandote e desengonçado, não foi utilizado de imediato – e então vagou por clubes ainda menores de Montevideo. Em 2007, com o Cerro de volta à elite uruguaia, Boghossian trajou a jaqueta albiceleste como quem nunca mais iria tirar. De início, compensava com o esforço e com os largos carrinhos que os seus cento e noventa e tantos centímetros permitiam. Mas estava certo de que os gols chegariam. E os villeros comemoraram todos eles, acumulados, em 2009. Bogho teve um primeiro semestre intratável: sagrou-se vice-artilheiro do Clausura e foi eleito o melhor jogador da Liguilla. Para então partir para o Newell’s da Argentina.

Desde então, o Cerro ficou sem matador. O vento do sul, as mãos egoístas do tricolor da capital e a tentação portenha haviam arrancado tudo do humilde clube dos arrabaldes de Montevideo. Para a Copa Libertadores, repatriou o centroavante Alejandro Mello, ex-Nacional, Rentistas e River Plate que há anos congelava na Ucrânia. Mas o delantero do Cerro segue sendo o grandalhão de sempre, o artilheiro presente nas goleadas frente ao Rampla e nos insucessos diante dos dois grandes. Boghossian, que vestirá o vermelho e preto do Newell’s, deve enfrentar o Cerro no dia nove de março – basta o quadro de Rosário superar a pré-Libertadores.

Revelação: la hinchada de Cerro


Aqui, altera-se um pouco o sentido da palavra “revelação” que costuma se utilizar nos almanaques futebolísticos. Na Libertadores, quem vai se revelar é a torcida do Cerro. Mostrará para toda a América porque é tida como a mais AGUERRIDA do Uruguai, além de salvar a honra dos clubes pequenos da Banda Oriental. Danúbio e Defensor, os mais presentes, costumam encher não mais que algumas centenas das POLTRONAS do Centenário. Com o Cerro, será diferente. E os leitores do Impedimento saberão, antes do resto do mundo, que quem canta mais alto entre os menores uruguaios são os villeros que vestem azul.

Um pouco da alma do Cerro está compactada aqui.

Nacional

Matador: Nicolás Lodeiro

Esta categoria pode vir a ser um grande problema que a equipe vai encontrar em alguma dessas esquinas dos arrabaldes da América. Ou não. Os nuances goleadores do Nacional foram entregues aos nem sempre amigáveis ventos do destino. Primeiro porque o seu maior jogador de ataque não é um centroavante. Segundo porque ele pode deixar o Parque Central antes da competição arrancar. É com Nicolás Lodeiro, um guri de pés audaciosos, que o Nacional ameaça o arco buscado.

Mesmo atuando na meia-cancha, Lodeiro – que deverá ser titular do Uruguai na Copa do Mundo – é responsável direto pelas pelotas que geram gritos da parcialidade tricolor. Porque o gol sai diretamente dos seus pés ou porque um dos atacantes se aproveita da jogada iniciada pelo JUVENIL para festejar – a interação com Mario Regueiro, o principal atacante do Nacional, tem sido irrepreensível. Mas pode ser na fumaceira do futebol holandês que Lodeiro espichará o seu futebol: o bicampeão nacional AZ Alkmaar e o tradicional Ajax de Amsterdã disputam palmo a palmo a sua contratação. A imprensa uruguaia dá a transferência do jogador para o AZ como praticamente acertada, mas por aqui segue a esperança (?).

Revelação: Ángel “Matute” Morales


Aos 34 anos e com uma montoeira de carrinhos adquiridos por todo o continente espalhando hematomas eternos em seu corpo, o habilidoso meia Ángel “Matute” Morales voltou a jogar um futebol decente. Contratado pelo Nacional em 2008, o argentino teve um início de percurso bastante empolgante no Independiente, isso em 1994, quando Bebeto ainda saltava e Maradona se relacionava com ELEMENTOS pouco lícitos. Mas a melhor fase de Matute foi durante sua excursão inacabável pelo México, por onde jogou de 99 a 2004, comemorando gols e assistências por Cruz Azul e Veracruz. Na Libertadores do ano passado, Morales foi coadjuvante no tricolor – a sua ressurreição ocorreu no Apertura que coroou o Nacional como campeão.

Saludos,
Iuri Müller.

Anúncios

Entry filed under: (Louco de) Especial La Copa 2010, Libertadores.

As mais suculentas uvas verdes O arranque copeiro

20 Comentários Add your own

  • 1. Germano Jaeschke Schneider  |  26/01/2010 às 13:54

    Um time que estampa o patrocínio dos alfajores Punta Ballena, agaria todo o meu respeito, minha admiração e minha torcida.

  • 2. Germano Jaeschke Schneider  |  26/01/2010 às 13:56

    *angaria

  • 3. Guilherme  |  26/01/2010 às 13:56

    bela materia, esse cerro eh o q joga contra o inter neh?
    essa camisa do racing com esse patrocinio azul fiko uma porcaria
    =/
    abrss

  • 4. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 14:16

    Bom… O único Quiñones que eu conheço foi aquele que jogou no Vasco no fim da década de 80…

  • 5. Godo  |  26/01/2010 às 16:27

    Ángel Morales = Rob Rocker.

  • 6. Rudi  |  26/01/2010 às 16:29

    um off aqui…

    tava lendo hoje da morte do Gasperin, uma pena… jogador que apesar de quase eterno reserva era mt querido pelo grupo do Inter nos anos 70

  • 7. Twitteiro  |  26/01/2010 às 16:31

    ùltima das últimas: Cabañas foi baleado. Um horror.

  • 8. rafael botafoguense  |  26/01/2010 às 16:31

    se não tivesse essa caralhada de patrocinadores a camisa do nacional seria fodona!

  • 9. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 16:35

    #8

    Mesmo assim, nada supera a do Corínthians neste quesito… hehehehehe

  • 10. rômulo arbo  |  26/01/2010 às 16:48

    dia de torcer pro juan aurich
    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Internacional/0,,MUL1458723-9869,00-DISPUTA+PELAS+ULTIMAS+SEIS+VAGAS+COMECA+NESTA+TERCAFEIRA+CONHECA+OS+TIMES.html

    godo 5#, li as figurinhas pela manhã e pensei a mesma coisa

  • 11. col  |  26/01/2010 às 17:59

    Muito educativo o texto.

  • 12. Thiago Ciaciare  |  26/01/2010 às 18:40

    Lodeiro foi embora, porra !

  • 13. Manoel  |  26/01/2010 às 19:06

    Iuri, o Lodeiro foi negociado nesta última semana com o Ajax da Holanda. Quem quiser ver uma boa coleção de gols dele, pode dar uma checada no meu blog:
    http://manocastanho.blogspot.com/2010/01/nao-sabia-que-o-amava-tanto.html

    Ele fez maravilhas com a camisa do Nacional e só depois que anunciaram a transferência é que eu fui me tocar do tanto que gostava dele. Vai fazer muita falta para o meu tricolor, mas o time continua com a mesma base da segunda metade de 2009 e tem Angel Morales, que é daqueles caras que joga e faz os outros jogarem. O substituto de Lodeiro, por enquanto, é Mauricio Pereira, que já teve no meio do ano passado uma proposta da Rússia e recusou porque queria jogar o mundial sub20.

  • 14. Zé Carlos  |  26/01/2010 às 21:03

    parem com isso, desde 1950 esse futebol uruguaio nao faz mal a ninguem, tudo ruim, bando perna de pau, bando viado. Para começar a reportagem, LIBER é nome de cerbeja sem alcool, já comeca malllllll cacete

  • 15. Felipe (o catarina)  |  26/01/2010 às 21:52

    #1

    velho, depois que descobri Havana e Balcarce, Punta Ballena parece tão gostoso quanto uma bolacha Tortinhas.

  • 16. Gustavo  |  27/01/2010 às 11:05

    #15: discordo. Punta Ballena é melhor do que o Havanna. Tirei essa conclusão depois de me entupir com ambos.

    Mas são dois alfajores de ALTÍSSIMO nível, sem dúvida.

  • 17. Germano Jaeschke Schneider  |  27/01/2010 às 15:01

    #15 #16
    Não conheço este Balcarce. Acho a “massa” do Havanna muito seca. Já o Punta Ballena é incrivelmente suculento e tem recheio e coberturas generosos.

    Mas o melhor alfajor que já provei foi o cordobês La Quinta.
    http://www.alfajoreslaquinta.com/

  • 18. Rafael P.  |  27/01/2010 às 21:59

    #14
    Não fala besteira.

  • 19. Thiago Ciaciare  |  28/01/2010 às 09:10

    Futebol Uruguaio é tão bom quanto prostitutas Acreanas.

  • 20. floor  |  18/03/2010 às 19:45

    joaquin boghossian es el mejor de ttodddos! i el mas heermoso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: