As mais suculentas uvas verdes

26/01/2010 at 06:00 63 comentários

Podem chamar de Paulistinha. Podem dizer que atrapalha a pré-temporada. Que os times do interior estão falidos e entregues a empresários. Que os gramados são péssimos, os jogos são disputados sob um calor senegalês e o nível técnico deixa a desejar. Não interessa: torcedor que é torcedor DE VERDADE quer ver seu time ganhando o Paulistão.

O campeonato faz parte da memória afetiva e da FORMAÇÃO DO CARÁTER do torcedor que nasceu no fim da década de 1970, nos tempos da Libertadores sem antidoping e sem o São Paulo campeão, quando os times brasileiros pensavam em títulos e não em vagas. Para quem nasceu nessa época e decidiu ser palmeirense, então, o Paulistão foi motivo de PENITÊNCIA (ver item oito) e REDENÇÃO.

Feito o NARIZ DE CERA, vamos ao que interessa, que é relatar o que pode acontecer em terras bandeirantes neste 2010. Meu palpite seco, hoje, após três rodadas, é que o Corinthians leva, porque tem um elenco forte e afiado, com direito a uma turma que nem poderá alegar estar sendo poupado para a Libertadores pois nem caberá nas fichas de inscrição. Claro que o FANTASMA DOS CENTENÁRIOS pode fazer das suas, e é nisso que os secadores depositaremos nossas esperanças.

Logo abaixo vêm os de sempre, São Paulo, Palmeiras e Santos. Todos eles dirão que o Paulista não é prioridade, um quer a Libertadores e os outros a Copa do Brasil, mas seus técnicos que experimentem começar a levar ferro dos times do interior pra ver como as cabeças logo ficarão a prêmio…

Na disputa para ver quem será a Ponte Preta da vez, ou seja, aquele time do interior que pode chegar mas não vai levar (não precisam me lembrar da Inter de Limeira), ainda parece cedo para PREVER, mas, ao que parece, podemos marcar nossas apostas no São Caetano, no Ituano do redivivo Juninho, que ontem inventou de FAZER GRAÇA no Palestra, e no Barueri – que trocou a Grande São Paulo por Presidente Prudente, a terra a 500 km de distância mais conhecida pelo alambrado derrubado pelo FOFÔMENO.

Não podemos esquecer a Portuguesa, que só não está no interior por um mero ACIDENTE GEOGRÁFICO, está com um bom time e pode beliscar uma vaguinha nas semifinais. Mas claro que posso estar redondamente enganado e o título terminar com o SERTÃOZINHO, que até não muito tempo atrás era conhecido pelo seu time de HÓQUEI SOBRE PATINS.

Fato é que, lá por maio, haverá uma torcida fazendo a festa, enquanto o resto estará fazendo como a raposa do La Fontaine, fazendo pouco caso (“é só uma Paulistinha, não serve para nada”). No fundo, porém, estarão todos morrendo de inveja.

Colaboração do futuro dono da Viação Cometa Fernando Cesarotti.

Anúncios

Entry filed under: Estaduais.

O fiasco solitário Matadores e possíveis revelações La Copa 2010 – Uruguai

63 Comentários Add your own

  • 1. Gustavo  |  26/01/2010 às 07:35

    Assinado?

  • 2. Gustavo  |  26/01/2010 às 07:44

    Pq os textos que falam de estaduais aqui geralmente começam tentando justificá-los? E pq as justificativas sempre usam termos como TRADIÇÃO ou FAZ 122 ANOS QUE É FEITO ASSIM?

  • 3. Guto  |  26/01/2010 às 07:57

    Detalhe no “depositaremos” ;P

  • 4. Pato  |  26/01/2010 às 08:25

    Realmente a única coisa que sei sobre Sertãozinho é que possuia um time de hóquei e os jogos passavam na Band nos anos 90 (ou 80?).

  • 5. Pato  |  26/01/2010 às 08:31

    http://www.sertaozinhohc.com.br/historia.asp

    MORRI

  • 6. Luís Felipe  |  26/01/2010 às 08:57

    falha nossa, comentário 1.

    o texto é do futuro dono da Viação Cometa

  • 7. Ducker  |  26/01/2010 às 09:22

    Estou impressionado. Victor Santos marcou 35 gols em uma só partida pelo time de hóquei sobre patins do Sertãozinho. Matador!

  • 8. Rudi  |  26/01/2010 às 09:29

    Victor Santos >>>>>>>>>>> Alecsandro

  • 9. Lucas Cavalheiro  |  26/01/2010 às 09:31

    Se o Cesarotti está reclamando do Estadual de melhor nível técnico do Brasil, imagina o que não acontece, sei lá, no Estadual do ACRE ou RORAIMA.

    Estadual só serve para uma coisa: ganhar clássicos.

    Ah, e aqui no RS, aplicar goleadas de 8×1 uaehaueauehauehaue

  • 10. Diogo Beagá  |  26/01/2010 às 09:39

    Coisa estranha em Campinas. Bugre e Macaca em divisões opostas nos campeonatos nacional e estadual.

    Por um instante, vi “rn” no lugar do “m”: Viação Corneta!

  • 11. Rudi  |  26/01/2010 às 09:42

    teste

  • 12. Rudi  |  26/01/2010 às 09:43

    Victor Santos >>>>>>>>> Alecsandro

  • 13. Rudi  |  26/01/2010 às 09:44

    solicito ao ImpedTeam dar uma revisada nos termos bloqueados pra comentário
    quis fazer um comentário que o Victor Santos era superior ao castor colorado e não consigo…

  • 14. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 10:24

    #2

    Talvez para gerar mais uma das várias discussões de sempre, se os estaduais são bons ou não. Ou então por uma pitadinha de bairrismo.

    Mas na verdade, nem eu quero começar este tipo de discussão. O mais engraçado mesmo é ver o Palmeiras sofrer por ter dois imbecis no comando (um no comando do clube e o outro no do time)… hehehehehehe..

  • 15. Fernando Cesarotti  |  26/01/2010 às 10:45

    Tem bairrismo não, senhores, apenas uma constatação: geral desce a lenha nos Estaduais, liderados por paladinos da modernidade como o sr. Kifuro, mas se esquece que, pelo menos pra uma parcela das pessoas, na qual eu me incluo, a tradição tem algum valor e merece ser zelada – daí o fato de, como outros colegas, ter citado isso no começo do texto.

    Sem contar a incoerência de torcedor: eu concordo com quase tudo ali no começo, mas, já que meu time tá em campo, prefiro que ganhe do que perca (abra$o aos gremistas em 06/12/09 – provocação gratuita e retirada do contexto).

    Na real, eu acho que o Paulistão poderia ser enxugado pra 16 ou até 12 times e jogado nessa fórmula do Carioca e do Gaúcho, com grupos e turnos e vários mata-matas, seria mais legal do que enrolar 19 rodadas pra classificar quatro.

    Quanto ao Belluzzo, Alexandre, eu discordo plenamente. Não que eu aprove uma teoria da conspiração (até gosto, de fato), mas de repente, depois daquela história do Simon, parece que tudo o que ele faz virou errado. E eu acho que, apesar de alguns erros, essa é a melhor diretoria do Palmeiras desde, sei lá, a década de 70. Quem é de fora talvez não perceba, mas ele tá fazendo uma faxina semelhante à do Dinamite.

  • 16. Lourenço  |  26/01/2010 às 10:51

    O Paulistão é um campeonato de nível técnico muito bom e, no começo da década, em que os clubes paulistas encheram a Série A, ganharam a Copa do Brasil e o Brasileiro, ficava logo abaixo do Brasileirão. Em nível técnico, claro.
    É um grande campeonato.

  • 17. guihoch  |  26/01/2010 às 10:52

    teria que ser eu a jogar a bomba que todosestão evitando falar

    GRENAL

    apartir de agora IMPEDIMENTO será dominado por este assunto.

    em tempo: é chato esse Y hein cara!

  • 18. Rudi  |  26/01/2010 às 10:59

    não estou absolutamente NADA preocupado com o grenal

  • 19. Diogo  |  26/01/2010 às 11:01

    Sei lá, pode ser provincianismo, mas não dá para levar muito a sério um torneio que possui um time que se vende por uns amendoins a mais, indo beber na outra bodega.

    Gostaria de saber quem paga essa conta?

    Por essas e outras que vou torcer para um do G4 ganhar.

  • 20. Diogo  |  26/01/2010 às 11:04

    E o Grêmio vai levar um sarrafo nesse Grenal.

    Foda-se, irei novamente.

  • 21. fino  |  26/01/2010 às 11:05

    O pior de tudo é que essa porcaria só vai passar no Pay Per View…

    Confere?

  • 22. guihoch  |  26/01/2010 às 11:27

    sei não hein cara, me parece com cara de goleada este grenal, não direi para que para a maldição do IMPEDIMENTO não subverter minha previsão. ma snas entrelinhas já esta dito.

    NO MAIS AGUANTE 3-6-1 CLORADO COM DALE SOZINHO NA FRENTE.

    HAUSSHSUADA

  • 23. Francisco Luz  |  26/01/2010 às 11:33

    Confere, Fino.

  • 24. Cassol  |  26/01/2010 às 12:03

    Recomendo muito acompanhar a saga do Cesarotti nos ônibus da Cometa, via Twitter. Ou Roja Directa.

  • 25. Carlos  |  26/01/2010 às 12:15

    pay per view ou azbox…já dei a morta faz tempo.

    Não verei, estarei na beira da praia.

    Camp. Gaucho no ecziste.

  • 26. izabel  |  26/01/2010 às 12:19

    Não interessa: torcedor que é torcedor DE VERDADE quer ver seu time ganhando o Paulistão.

    nos tempos da Libertadores sem antidoping e sem o São Paulo campeão, quando os times brasileiros pensavam em títulos e não em vagas.
    muito massa o texto, cesarotti. concordo com tudo.
    agora, É BRINCADEIRA (abraço, neto) você escrever “verde” logo acima de um video do meu corinthians, né? pode apagar. (brinqs).

  • 27. Luís Felipe  |  26/01/2010 às 12:33

    culpa é minha, Izabel. Ele não pediu o vídeo, eu coloquei.

  • 28. izabel  |  26/01/2010 às 13:34

    ah tá, explicado.
    então APAGA essa porra!!
    suculenta uva verde é o c¨&*
    ajfçlajfçljadfjaçfjçajfçaj

  • 29. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 13:41

    #13

    Cesarotti, o lance do bairrismo foi só pra fazer uma piada, não precisa levar a sério. Eu mesmo não levo essa de bairrismo a sério.

    Sobre os estaduais, não importando qual seja o estado, o panorama é sempre o mesmo. Um time grande vai jogar contra um pequeno (ou do interior, o que vocês acharem melhor). E o que o torcedor vê é sempre a mesma coisa (geralmente): praticamente um jogo de ataque contra defesa. Vemos situações diferentes quando em um determinado jogo o time grande vai mal, mas nem sempre isso acontece, pois na grande maioria das vezes o time grande mesmo jogando mal ainda ganha. E os jogos entre os times do interior, também vemos a mesma coisa, times que estão mais preocupados em se defender do que atacar. Junte isso tudo e o que vemos? Estádios completamente vazios e isso no fundo é senhor prejuizo para os clubes. Tudo isto em nome da dita “tradição”.

    Um exemplo: você sairia de casa numa quarta-feira pra assistir seu time jogar contra um, sei lá, um Bangu desses da vida (seja qual for o horário do jogo)? Ou ficaria mais contente de ir num jogo, mesmo sendo no mesmo horário, ver seu time jogar contra um Cruzeiro?

    Agora, sobre o Belluzzo, quando disse que ele era um imbecil, não estava me referindo ao episódio do Simon. Estava me referindo ao episódio onde ele, na quadra da escola de samba que representa o clube (que é formada praticamente por torcedores do clube – mais alguém acha essa mistura estranha, ou só eu?) gritar “Vamos matar os bambi”. Ele na posição que ocupa, deveria ser o primeiro a não fomentar este tipo de situação. E mesmo a desculpa dada por ele pra “amenizar” a situação deixou mais ainda esa idéia dele ser um imbecil.

    Mas o mais bacana mesmo é que você não discordou sobre o outro imbecil… hehehehehehe

  • 30. izabel  |  26/01/2010 às 13:56

    A. N.
    eu até entendo que há pessoas com argumentos tipo o seu, mas você não deveria subestimar o valor e o prazer que outros torcedores têm de participar de um estadual.
    eu tou com o cesarotti. o clima no estádio num paulistão é muito massa. e os jogos são duros, mesmo sendo estilo ataque contra defesa. mas até agora (3° rodada), nenhum jogo do corinthians foi ataque contra defesa. todos os times vieram pra cima, e com qualidade. a mesma qualidade que vemos nos jogos de primeira rodada da libertadores, ou mesmo de alguns jogos do brasileirão.
    e no jogo que jogamos em casa, o estádio estava lotado (30 mil pessoas).

    só pra corrigir: a escola de samba não representa o palmeiras, ela é a escola de uma dar organizadas do palmeiras.
    e eu não vi nada demais o beluzzo chamar os bambis de bambis.

  • 31. Fernando Cesarotti  |  26/01/2010 às 14:11

    Sei lá, cara, eu acho que tem que ser meio obtuso (tipo o Juca K-Furo, de novo) pra achar que o Belluzzo realmente defendeu o extermínio de são-paulinos.
    Até concordo que não havia a menor necessidade de ele estar naquela quadra, ainda que a Mancha não represente o Palmeiras, como bem lembrou a Izabel, mas, uma vez que lá estava, é preciso relativizar as coisas.

    Quanto ao outro imbecil, bom, eu mesmo já escrevi aqui em novembro sobre isso…

  • 32. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 14:14

    #28

    Izabel, sobre a escola de samba, obrigado pela informação. Mas usando a mesma informação que você passou, você conseguiu queimar mais ainda o filme do Belluzzo (pelo menos pra mim). A escola de samba é formada por uma das torcidas organizadas do clube. Todos sabemos que as rivalidades entre torcidas organizadas, na maioria das vezes, é sempre exposta de uma única forma: em atos de violência. Em relação ao Belluzzo, pelo menos pra mim, concordo que chamar os são-paulinos de bambis nem é nada de mais. Isso foi o de menos. Problema mesmo foi ele dizer, perante aos torcedores da escola de samba da torcida organizada, que eles MATASSEM os bambis. Esse é o problema. E isso mostrou pra mim que ele não tem nada de novo, é só um dirigente mais do mesmo como todos os outros que existem por aí.

  • 33. Lucas Cavalheiro  |  26/01/2010 às 14:17

    Discordo que os Estaduais sejam ataque contra defesa. Muito porque os times do interior começam a preparação muito antes e chegam “na ponta dos cascos, com sangue nos zóio” pra jogar contra os grandes. E os grandes estão em dívida com o preparo físico e recheados de reservas, ou seja, jogos muito corridos e parelhos.

    Concordo que do meio pro fim do campeonato, que os times grandes já estão mais com cara de time, ocorram jogos ataque x defesa. Mas ainda assim são bons de ver, pois sempre são cheios de situações de gol.

  • 34. Rudi  |  26/01/2010 às 14:18

    há de se relativizar o uso da expressão MATAR

    e já que a escola não representa o clube, ali ele não estava falando como presidente do palmeiras, e sim como torcedor, não vejo nada tão grave assim…

    inclusive a torcida do Inter tem uma música também com um verso que diz “eu vou matar um puto tricolor”

    e ninguém é responsabilizado por isso, pq é só flauta… é pra ser, ao menos

    não vejo crime nisso que ele fez

  • 35. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 14:21

    #29

    Levemos em consideração que a maior parte dos participantes de torcidas organizadas são um poço de obtusidade. Aqui no Rio de Janeiro então, é o que mais se vê. Pra você ter idéia, a tecnologia hoje em dia até ajuda a marcar onde serão os confrontos entre torcidas organizadas (orkut serve para muitas coisas, fiquem vocês sabendo).

  • 36. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 14:24

    #31

    Assista então ao campeontao carioca. Quero ver você não ficar com a mesma opinião que a minha…

  • 37. izabel  |  26/01/2010 às 14:28

    “todos sabemos que as rivalidades entre torcidas organizadas, na maioria das vezes, é sempre exposta de uma única forma: em atos de violência.”
    “Levemos em consideração que a maior parte dos participantes de torcidas organizadas são um poço de obtusidade”
    por isso que não é bom generalizar, achar que todos concordam com o que nós pensamos.
    porque EU não sei desse ‘todos sabemos’ aí e nem posso levar em consideração o que eu considero burrice na tua segunda frase.

    “orkut serve para muitas coisas, fiquem vocês sabendo”
    ah tá. obrigada pela informação.
    ‘matar’, ‘ir pra cima’, ‘destruir’ no futebol tem um sentido além do literal. continuo achando nada de mais e bastante coerente a atitude do beluzzo. incoerente e ridículo foi a diretoria do clube demitir o obina e o mauricio daquele jeito, naquela situação.

  • 38. Gustavo  |  26/01/2010 às 14:34

    Eu sou coerente comigo mesmo: a atenção que eu dou pro Gauchão é DESPREZÍVEL comparada à dos outros campeonatos e torneios mais importantes.

    Um dia, com tempo, inspiração e ÓCIO, vou DESENHAR uma tabela digamos, ideal, excluindo os estaduais. Ficará LINDA, tenho certeza.

  • 39. Junior  |  26/01/2010 às 14:35

    Eu não vejo nada de mais na frase “vamos matar os bambis”. Concordo com o Alexandre que o grave é um PRESIDENTE de clube ir numa festa de organizada, da mesma forma que o Ronaldo antes de vestir a camisa do Corinthians, usar a camisa de uma organizada. Eu sei que muita gente não concorda, mas defendo que deve haver separação total entre clubes e organizadas. Até porque quando ocorrem as tradicionais brigas que as organizadas arrumam, a direção dos clubes afirma que a culpa é das organizadas e não há como controlá-las. Com raríssimas exceções, as organizadas ganham ingressos e privilégios que os outros torcedores não possuem. E a relação custo/benefício das organizadas é péssimo para os clubes, o exemplo mais recente disso é o Coritiba.

  • 40. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 14:48

    #35

    Ok, beleza. Fico feliz (e estou sendo sincero mesmo!) por você nunca ter passado o perrengue de ter que ajudar um monte de pais e maridos a tentar proteger filhos e esposas por que duas torcidas resolveram se enfrentar.

    O que vou contar aqui pode não ter valia alguma pra maioria, mas acho realmente que pode enriquecer a discussão. Tenho um amigo tocedor do Vasco que fazia parte de uma das torcidas organizadas. Certo dia, num jogo contra o Flamengo, a organizada que ele fazia parte resolveu exibir a sua masculinidade pra uma outra organizada do Flamengo. Esse meu amigo tomou uma senhora surra, só continua vivo por que alguém deicdiu que ainda não era o dia dele ainda, tamanho foi o estrago. A perna esquerda dele tem mais ferro que um automóvel hoje em dia (isso aconteceu em 1993) e ele ainda teve mais um montão de sequelas por causa disso. E se você perguntar se ele se arrepende disso, ele abre um sorriso pra você e responde que não, pois nauqele dia ele quebrou os dentes de um flamenguista só com um chute.

    Mas deixemos essa discussão pra lá, não vamos chegar a lugar nenhum mesmo… hehehehehe…

  • 41. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 14:55

    #37

    Não só o Coritiba. As organizadas do Fluminense também ganham ingressos da diretoria dos clubes. E o mais engraçado é que a maioria destes ingressos ganhos por eles são vendidos a outros torcedores.

    Após aquela invasão de torcedores num treino do Fluminense nas Laranjeiras (o tal dia em que o Diguinho apanhou), a diretoria cortou os ingressos que distribuiam às organizadas, além de não permitir mais que elas guardassem seu material na sede do clube. E o que aconteceu após isso? A frequência de torcedores de organizadas caiu drasticamente.

  • 42. Roger  |  26/01/2010 às 15:15

    “e eu não vi nada demais o beluzzo chamar os bambis de bambis.”

    Izabel wins.

  • 43. Léo  |  26/01/2010 às 15:53

    paulistinha, assim como a CHAMPIONS LEAGUE, só começa a ter graça no mata-mata…

  • 44. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 16:00

    #42

    Todos os estaduais são assim, velho…

  • 45. rafael botafoguense  |  26/01/2010 às 16:14

    acho mó paia paulistão

  • 46. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 16:20

    E aí Rafael, tá mais calmo?

  • 47. rafael botafoguense  |  26/01/2010 às 16:28

  • 48. alemao  |  26/01/2010 às 16:30

    mesmo com o anúncio do Jejão??? bah, desgraça pouca é bobagem…

  • 49. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 16:33

    #46

    Veja bem, poderia ser muito pior…

  • 50. alemao  |  26/01/2010 às 16:42

    entendo, mas sei lá…fico na dúvida. Defina pior.

  • 51. rafael botafoguense  |  26/01/2010 às 16:44

    tite seria pior,pc gusmão seria o fim.

  • 52. rafael botafoguense  |  26/01/2010 às 16:45

    eu nem curto o joel,ele é mulambo assumido…mas ele é campeão e resgatador de times ferrados…se levar o carioca vira meu idolo.

  • 53. Alexandre N.  |  26/01/2010 às 16:49

    #48

    Por exemplo, o Celso Roth. Todo time dele dá um gás no início de qualquer campeonato e depois morre na praia.

  • 54. alemao  |  26/01/2010 às 18:54

    q um raio caia na minha cabeça, mas nesse caso prefiro o roth…pelo menos com ele temos certeza q o time nao vai cair…

    embora, o jejão tenha a malemolência pra fazer times cariocas jogarem bola…

  • 55. Zé Carlos  |  26/01/2010 às 20:58

    bando de corno, o paulista já foi mais importante que essa merda da libertadores, o spfc nao ganhava porra nenhuma ai foi la falar que libertadores é mais importante, bando de viado do caralho

  • 56. fino  |  26/01/2010 às 23:46

    de mal a pior

  • 57. Lorenz  |  27/01/2010 às 13:20

    Nem li tudo ainda, mas isso me chamou atenção:
    “e é nisso que os secadores depositaremos nossas esperanças.”

  • 58. Zé Carlos  |  27/01/2010 às 14:54

    bando de viado do caralho

  • 59. Thiago Ciaciare  |  28/01/2010 às 08:49

    Chorem, meu time tem Edinho.

  • 60. Alexandre N.  |  28/01/2010 às 09:27

    #57

    Ok, beleza… E quem resolve as coisas quando Diego Souza e o Cleiton Xavier não puderem jogar?

  • 61. y  |  28/01/2010 às 12:12

    ZE CARLOS TEM RAZAO

    PAULISTAO JA FOI MAIS FODA QUE LIBERTADORES ATE OS ANOS 80

    AGORA VAI SE FODER TAMBÉM

  • 62. J Petry  |  28/01/2010 às 12:44

    #57: Quero muito ver o Edinho levantar a Copa do Brasil este ano.

  • 63. Thiago Ciaciare  |  29/01/2010 às 10:55

    #58 o Edinho, logicamente !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: