O anti-herói londrinense: legado de João Neves

29/12/2009 at 12:03 59 comentários

No dia 9 de dezembro de 1992, o Estádio do Café estava lotado, repleto de bandeiras alvicelestes. O Londrina jogava em casa, apoiado por mais de 30 mil torcedores. Ainda assim, sabia que teria a difícil missão de enfrentar os comandados do mais temido dirigente que já existiu no futebol sul-americano: o União Bandeirante, de Serafim Meneghel. Foi uma das raras vezes no Paraná que a peleja final teve sotaque caipira. Por isso, o coronel da bola deixou claro ser questão de honra ter esse troféu na Vila Maria, em Bandeirantes. Desafiar a hombridade deste conhecido magnata da cana-de-açucar era uma tarefa de cautela e confiança no próprio taco. E somente um “londrinense” poderia realizá-la.


Final caipira: na semi, o “leitê-quêntê” curitibano azedou
(foto de arquivo Folha de Londrina)

Seu nome é João Neves, um negrão, com 1,90 de altura e a força de um brutamonte. Ele resolveu peitar o coronel – constantemente armado até os dentes – e mostrar quem realmente mandava no pedaço. Desde 81 o Londrina não trajava a faixa de campeão, mas o dono da camisa 4 já havia recebido a promessa de ganhar uma caixa de cerveja caso brecasse qualquer impulso alvinegro do Caçula Milionário. Era o combustível necessário para ele, como também para a confiança da torcida.

Topou a missão e foi pra campo. Compareceu com o pulso firme de quem estava disposto a tudo, afim de não deixar na mão os camaradas do dia-a-dia, rapaziada de concentração nos bares do Zerão. João Neves não apenas fitou os Meneghel friamente antes do jogo, como também desbancou a turma de zaga comandada por Avarildo, após cruzamento de Roberto, na grande área. Eram meados do primeiro tempo quando ele testou firme a pelota para balançar as redes. Fez Anselmo, o melhor goleiro do campeonato, buscar cabisbaixo a redonda no fundo do gol.

O Londrina ganhou por 1 a 0, João Neves cometeu a gafe de gesticular o número 1 da Brahma na comemoração do gol, em frente à placa da concorrente, mas pôde saborear sua prometida caixa de Schincariol depois do jogo. A cidade parou, e o negrão se tornou personalidade em qualquer área da região – desde os barzinhos requintados da Avenida Higienópolis até os pacatos botecos do Cincão, na periferia londrinense.


Comemorando o triunfo, antes de ganhar a valiosa caixa de cerveja
( foto de arquivo Tribuna do Paraná)

Todos queriam pagar uma ao ídolo. Afinal, foi uma conquista especial. O Tubarão venceu um verdadeiro clássico do norte paranaense, já que na semifinal os caipiras azedaram o “leitê-quêntê” dos pomposos curitibanos. João Neves deixou o Coronel mansinho, voltando pra casa com seu calibre 38 intacto, sem disparar nenhum tiro para o alto como forma de comemoração.

E os mesmos torcedores curitibanos, que dias antes classificavam pejorativamente a dupla como cortadores de cana ou bóias-frias favelados pela queda do ciclo do café, foram obrigados a assistir Galvão Bueno, então narrador da Rede OM, dizer em boas palavras: o interior é bom de bola, e João Neves é o nome da fera.

Passada a empolgação, a história do zagueiro poderia compor com a mesmice de tantos outros que passaram pelo Tubarão. Acusações de bebedeiras antes dos jogos, pobreza depois do fim de carreira e o anonimato no futuro.

No entanto, não foi assim. Na capital, muitos ainda tentaram estereotipar João Neves por uma suposta violência desnecessária. Sua forma sincera de jogar futebol não apenas intimidou atacantes adversários, como também causava repulsa nos jornalistas de Curitiba – defensores de um futebol fresco e refinado, características nada peculiares ao mito pé-vermelho. Era inveja, pois com João, junto de velhos amigos, entre eles Marcio Alcântara e Alexandre Bianchi, nada passava pela defesa do Londrina – praticante do bom e velho futebol raça, suor e, se preciso, botinada.

Só que todo esforço não foi devidamente reconhecido pela diretoria do LEC. O clube tem uma dívida com João, que precisou inclusive entrar na Justiça para tentar receber algo do clube que por tanto tempo tão bem representou – o que ainda não aconteceu, já que justamente pela “promiscuidade moral” de “gestões marginais” a Justiça afastou o último presidente, Peter Silva, e está tentando resolver as pendengas do Londrina por conta própria.

A redenção poderia vir em nome da torcida, algum tempo antes. Apostando no sucesso entre os adeptos alvicelestes, o quarto zagueiro foi um dos 401 candidatos a uma cadeira no Legislativo Municipal em Londrina, pelo PSB, nas últimas eleições. Sem dinheiro, apostou na popularidade para superar verdadeiras máquinas da política londrinense. Porém, com apenas 126 votos, sucumbe a tentativa de ficar com uma das 19 vagas da Câmara de Vereadores.

João Neves ficou na 306ª colocação. E o mítico zagueiro, que em 2000 encerrou a carreira de forma melancólica na Portuguesa Londrinense, teve que voltar a realidade. Esquecido por clube e torcida, retornou ao trabalho como carcereiro. Passou pela carceragem do 2º Distrito Policial do município e depois foi transferido para o 4º DP londrinense, exclusivo para mulheres.

A festa realmente parecia ter acabado. Mas o ex-jogador do Londrina Esporte Clube, João Neves, ainda queria festar. Por isso foi um dos agentes carcerários presos neste 15 de dezembro. Ele é acusado de permitir entrada de celulares e bebidas alcoólicas na cadeia, em troca de relações sexuais com detentas – como forma de “pagamento”. Se condenado, poderá ficar mais de 15 anos enjaulado.

Caberá agora ao João, velho de guerra, que fique na torcida. Que torça para que a mesma Justiça que assumiu o Londrina consiga acertar o que o clube lhe deve. Depois vai ter que torcer por um olhar generoso dos mesmos homens da lei. Estará na torcida pelo seu advogado, que vai precisar entrar nos tribunais com a mesma disposição que o camisa 4 tinha nos tempos de zagueiro, na luta por sua absolvição. Mas dessa vez sobraram apenas uns 300 saudosistas alvicelestes pra apoiar

*João Batista Neves de Araújo tem hoje 43 anos e nasceu em Caxambu-MG, mas é londrinense de coração

Texto enviado por Felipe Lessa, jornalista e um dos responsáveis pelo De Primeira.

Anúncios

Entry filed under: Clubes, Pela América.

Tirem os lenços do bolso e digam até mais ver Loco Abreu abraça Heleno de Freitas

59 Comentários Add your own

  • 1. Prestes  |  29/12/2009 às 13:14

    Essa com as presidiárias foi foda, mas para um zagueiro nada mal.

  • 2. Prestes  |  29/12/2009 às 13:16

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/0,,MUL1429143-9842,00-FOTOS+CARRASCO+DO+BRASIL+EM+COLOCA+OS+PES+NA+CALCADA+DA+FAMA+DO+MARACANA.html

    LENDA VIVA

  • 3. Cassol  |  29/12/2009 às 13:17

    Li o título e pensei “o que diabos o Impedimento quer com um jogador de LONDRES”?!

    Perdi.

  • 4. Rudi  |  29/12/2009 às 15:17

    jurava que em 1992 o galvão já estivesse na globo…

  • 5. Junior  |  29/12/2009 às 16:24

    Mas o cara mostrou que ainda é um zagueirão de caráter. Percebam que ele não aceitou suborno em dinheiro, apenas em mercadorias “in natura”, ushjkfggh.

  • 6. Lol  |  29/12/2009 às 16:27

    O Galvão, já está na Globo desde o começo dos anos 80. Todavia, em 1992, por algum motivo que desconheço (talvez btiga, talvez um contrato $$$ melhor) narrou umas peladas pela OM.

    Assisti InterxFluminense em Blumenau, pela OM…com o Galvão….na final da Cb daquele ano. Que se deu em dezembro.

  • 7. astutor  |  29/12/2009 às 16:32

    que nojo os pé desse véio

  • 8. Francisco Luz  |  29/12/2009 às 16:45

    Lol tá certo, foi isso aí mesmo. E foi pela grana, essa OM tinha planos de dominação mundial e tudo mais.

    Tinha parabólica na casa da minha vó e assisti a decisão lá, com ele narrando. Tinha uma vinhetinha muito da horrorosa na hora dos gols, como o youtube pode confirmar.

  • 9. zobaran  |  29/12/2009 às 18:40

    Impedimento tentando pegar seus leitores no contrapé. Avisa que não volta antes do dia 4 e, quando você menos espera, vai lá e POSTA.

  • 10. rafael botafoguense  |  29/12/2009 às 19:13

    http://www.lancenet.com.br/selecao/noticias/09-12-29/675136.stm?futebol-carrasco-da-copa-de-1950-entra-para-a-calcada-da-fama

    não consigo ter raiva desse cara,acho vacilo não o aplaudirem.

  • 11. Marcelo  |  29/12/2009 às 19:29

    Só mesmo o Impedimento pra contar estas histórias fantásticas, que de certa forma passam batido pela gente. Parabéns a vocês.

    Mas que fim de carreira melancólica, hein? E olha que não é o único.

  • 12. zobaran  |  29/12/2009 às 20:58

    Parabéns, Felipe! ótimo história…

    …torci pelo LEC esse ano, mas não deu. Aliás, por sua causa, me dá um calafrio cada vez que eu vejo o Gabriel, o Pensador sendo apresentado pela imprensa carioca como o novo homem do futebol.

  • 13. matheus  |  29/12/2009 às 21:58

    marcelo cordeiro no botafogo

    chora, rafael

  • 14. Caio  |  29/12/2009 às 22:30

    OFF: Recoba de volta ao Danubio! VIVA! (comemoro pelo futebol sulamericano, que só tem a ganhar com isso)

  • 15. Felipe Lessa  |  29/12/2009 às 23:02

    E o pior é que o gabriel o pensador entrou no futebol depois do deposto peter silva passar a perna nele…rsrsrs. eu fui até porto alegre, no londrina x zequinha, e estavam la: peter e gabriel, juntinhos. haha
    pros que estao afim de ouvir a narração do galvao, na rede om, segue ai o link de Londrina x Atletico-PR.

  • 16. Francisco Luz  |  29/12/2009 às 23:19

    Era a esses GOOOOOOL laranjas que eu me referia.

    E, bah, o Galvão já foi um ótimo narrador. Belo vídeo.

  • 17. Manuel Barbeiro  |  30/12/2009 às 00:32

    Galvão narra até minuto de silêncio.

  • 18. rafael botafoguense  |  30/12/2009 às 01:41

    #13 hahahahahah,vai destruir!

  • 19. Rudi  |  30/12/2009 às 06:48

    rafael, SINCERAMENTE me desculpe, mas não vai

  • 20. Felipe (o catarina)  |  30/12/2009 às 07:34

    lembro desse jogo d e1992. Acho que foi a única que vez que o Camp. Paranaense foi transmitido pra SC.

    caras, e que massa essa homenagem ao Ghigghia, hein? Nada mais justo. O cara foi o primeiro grande personagem da história do Maracanã.

  • 21. zobaran  |  30/12/2009 às 07:48

    #20 Catarina,

    O primeiro foi o Didi, autor do primeiro gol. É sério mesmo, mas esse fato sempre é lembrado. Além, é claro, do meu bisavô, arquiteto do Maracanã. Mas que o Ghigghia merece a homengam…ah, isso merece.

    Sobre o vídeo..
    …Galvão 2`17“: “Pegou NA CHAMADA veia”…gênio!

  • 22. Carlão  |  30/12/2009 às 08:33

    Uma coisa é certa, não podemos dizer que esse é dono de uma grande história.

  • 23. Carlão  |  30/12/2009 às 08:34

    Corrigindo: Uma coisa é certa, podemos dizer que esse é dono de uma grande história.

    Esqueçam o Não!! hehehe

  • 24. guihoch  |  30/12/2009 às 08:34

    #5 ninguem que aceite uma caixa da antiga skin pode ser contestado sobre caracter, deve ter descido redonda, não?

  • 25. Manuel Barbeiro  |  30/12/2009 às 08:44

    @20 Taí a diferença do povo brasileiro pros demais povos do cone sul – a gente tem grandeza pra homenagear os nossos adversários.

  • 26. Francisco Luz  |  30/12/2009 às 08:58

    Manuel: no museu do Boca, tem destaque uma camisa do Pelé no Santos, que ele usou na final da Liber de 63.

    No museu do Estadio Centenario, há camisas do Pelé, do Didi (se não me engano) e até a taça que foi dada ao Peñarol pela participação na inauguração do Beira-Rio.

    Essa “grandeza” não é exclusividade daqui.

  • 27. Anônimo  |  30/12/2009 às 11:45

    #25
    Nossa…uma das coisas mais estupidas que alguem já escreveu aqui. Ou desconhecimento total.

  • 28. juanca py  |  30/12/2009 às 12:10

    http://www.abc.com.py/abc/nota/61714-Makanaky,-Diego-Gavilán-y-Figueredo,-otros-fichajes/
    recoba a danubio queda muy chico ante este refuerzo!…GAVILAN al mas grande de SUDAMERICA..

  • 29. Prestes  |  30/12/2009 às 13:23

    O Marcelo Cordeiro tem qualidade, o problema é que não marca nada.

  • 30. Zé Carlos  |  30/12/2009 às 14:18

    porra

  • 31. Fernando Cesarotti  |  30/12/2009 às 15:47

    25,
    É justamente o contrário: raríssimas são as vezes em que estrangeiros são lembrados e homenagens como essa acontecem aqui no DINHEIRO-NA-CUEQUISTÃO. Geralmente é como na final da Copa de 98, em vez de reconhecer a superiordade da França e a genialidade do Zidane, preferem culpar um CHILIQUE.

  • 32. Logan  |  30/12/2009 às 16:25

    #29 tem qualidade apoiando, mas o endereço tá lá:

    AVENIDA Marcelo Cordeiro, sem número. E tome bola nas costas.

    Ah, e dale joão neves e Ghighia, ou seja lá como se escreve o nome dele, acho lindo aquele gol, fosse um jogador do futebol “muderno” iria querer driblar até a trave em vez de fuzilar logo.

  • 33. rafael botafoguense  |  30/12/2009 às 17:23

    porra,2010 tá tenso pro botafogo,negócio é deixar rolar e ver se da uma cagada,se ligar só na copa do brasil única coisa que presta e, está ao alcance desse droga de time que tão fazendo ai…:(

  • 34. Prestes  |  30/12/2009 às 17:25

    Exatamente, Logan.

  • 35. rafael botafoguense  |  30/12/2009 às 17:34

    Marcelo Cordeiro garante ser hoje um jogador completo. “Passei pelo Internacional e lá aprendi muito em termos de marcação. O futebol gaucho é muito competitivo. Espero trazer essa experiência para o Botafogo”, disse.

    HAHAHAH QUE MENTIROSO PUTO!

  • 36. Marcelo Cordeiro  |  30/12/2009 às 21:15

    Bah, muleeeeki. Sinixtro ae, tche. São td unx mentiroso. joguei pra carai no sul mermao.

  • 37. Marcelo  |  31/12/2009 às 00:59

    #31 ou ainda uma suposta venda do jogo pro Brasil sediar a Copa de 2006 e depois a de 2014. É duro, mas muita gente acredita que isso realmente acredita. Tinha uma época que a gente tinha o complexo de vira-latas. Nessas horas, aparece o complexo de Coelho.

  • 38. Marcelo  |  31/12/2009 às 01:08

    Falando em homenagem, bem que o Brasil poderia fazer uma homenagem póstuma ao Barbosa. A imprensa, os torcedores e os cartolas já davam como certo o título, que não veio. Mas coube ao pobre Barbosa ser o Cristo. Quem é que não se lembra quando Barbosa foi barrado na Granja Comary em 93, inclusive com a concordância do Parreira “Manual do Time Vencedor”. Aquilo foi uma das coisas mais deselegantes que eu vi com uma pessoa que iria pra justamente alertar para um novo oba oba que começava a se alastrar (pelo menos era isso que eu entendia na época com meus 14 anos. O cara morreu pobre e com pensão de uns 800 reais, uma coisa assim. A homenagem ao Giggia foi justa. Não poderia faltar o pé dum dois únicos homens que conseguiram calar o Maracanã: Ele e Frank Sinatra.

  • 39. rafael botafoguense  |  31/12/2009 às 01:39

    #36 haahahahahah

    #38 concordo deviam arrumar um jeito de colocar as mãos dele na ”calçada”,tipo como fizeram com os pés do garrincha.

    porra tava vendo o filme do che guevara agora…ele trabalhava com leprosos e torcia pro rosário central! ironia sinistra.

  • 40. Marcelo  |  31/12/2009 às 02:48

    #39 Não sei se com uma mão ou pé, mas me esqueci dum detalhe: quem teria coragem de homenagear quem sempre levou a fama de maldito? E mais: Garrincha foi bi mundial e nunca perdeu quando jogava junto com o Pelé na Seleção. O Barbosa, ao contrário, nao teve a mesma sorte.
    Falando em Barbosa

    Será que consegui linkar o vídeo?

  • 41. Marcelo  |  31/12/2009 às 02:51

    http://www.viddler.com/explore/elliott13/videos/4/
    Não consegui, mas aqui vai então olink do vídeo

  • 42. Rudi  |  31/12/2009 às 12:56

    Prestes, as revistas chegaram

    VALEU MERMÃO!!!

  • 43. Flávio  |  31/12/2009 às 16:03

    Esse Londrina, se não me falha a memória, eliminou o Inter na Copa do Brasil de 93…
    E vocês viram a seleção do El Pais?
    Miguel Pinto (Universidad de Chile-CHI); Reasco (LDU-EQU), Desábato (Estudiantes-ARG) e Otamendi (Vélez Sarsfield-ARG); Medel (Boca Juniors-ARG), Mendez (LDU-EQU), Verón (Estudiantes-ARG) e Lodeiro (Nacional-URU); Cabañas (América-MEX), Suazo (Monterrey-MEX) e Bieler (LDU-EQU).
    Verón foi eleito jogador do ano pela segunda vez consecutiva. Bielsa melhor técnico, seguido por Fossati.
    Alguém conhece os critérios de votação? O futebol brasileiro quase sempre é subrepresentado. Os argentinos são mais valorizados. Ex.: ano passado, D’Alessandro ficou no frente de Alex e Nilmar.

  • 44. Francisco Luz  |  31/12/2009 às 16:33

    Flávio, as votações são feitas por jornalistas de todo o continente. Acho que é o editor de esportes dos principais diários e revistas daqui, e aí vai muito da impressão pessoal de cada um – no El Pais que comprei na semana passada, estavam os votos do editor do ABC Color do Paraguai.

    Sabe quem ele colocou como um dos zagueiros? GUM.

    Motivo: fez o gol que eliminou o Cerro da Sula (não tava escrito isso, mas é o que deu para IMAGINAR, já que qualquer outra coisa me provocaria um derrame).

  • 45. Rudi  |  31/12/2009 às 17:31

    eu apontaria Gum como CENTROAVANTE

  • 46. rafael botafoguense  |  31/12/2009 às 19:15

    #40 simples,um torcedor vascaíno(acho que o governador e o prefeito do rio são vasco),o cara pode ter ”falhado” mas no vasco foi o defensor das redes do expresso da vitória,tem honrarias suficientes pra entrar no hall da fama…

    e o que eu disse sobre o garrincha,foi que quando ele morreu não existia a calçada,dai pegaram uma forma que ele deixou num bar e botaram lá,deve ter por ai algo do barbosa…

    SHOWZASSO o video!!!

  • 47. Durinevsky  |  01/01/2010 às 00:16

    Primeiro de 2010!

    Um 2010 fodistico pra todos

    prosit

  • 48. Marcelo  |  01/01/2010 às 01:03

    #46 Não sabia dessa do Garrincha. Valeu!!!

  • 49. rafael botafoguense  |  01/01/2010 às 19:51

    2010-100 anos do GLORIOSO! time foda,que mitificou o botafogo e fez por merecer essa alcunha imponente: O GLORIOSO.
    Em 10 jogos 9 vitórias,1 derrota,66 gols feitos,9 sofridos…6a1 no fluminense.SENSACIONAL!!!!!!

    Coggin, Edgard Pullen, Dinorah, Rolando de Lamare, Lulú Rocha, Lefévre, Emmanuel Sodré, Abelardo de Lamare, Décio Viccari, Mimi Sodré e Lauro Sodré.

    MEUS AGRADECIMENTOS!

  • 50. Rudi  |  01/01/2010 às 21:59

    DINORAH???

  • 51. Durinevsky  |  02/01/2010 às 01:19

    Mimi?

  • 52. rafael botafoguense  |  02/01/2010 às 01:23

    é,aquele mesmo.

    dinorah de assis,irmão do dilermando de assis que deu uns pega na mulher do euclides da cunha,ai ele ficou bolado e foi lá na casa dele pra matá-lo,só que o cara matou ele antes,dai um dos tiros do euclides atingiu o dinorah que ficou com uma bala alojada na nuca,e foi campeão com ela,só que mais tarde devido as complicações com o projétil ele acabou ficando paraplégico,depressivo… e acabou se matando no rio guaíba ai na terra de vcs…

    sensacional a história né,se quiser ler mais procure por tragédia da piedade.

    dinorah de assis>>>>>>>>eurico lara.

  • 53. rafael botafoguense  |  02/01/2010 às 01:36

    mimi(benjamim),tem uma história ligada ao escotismo brasileiro,e foi almirante também.
    no futebol foi artilheiro e campeão 2 vezes e,era considerado o craque honesto pq num jogo a bola bateu na mão dele ai ele foi lá e pediu pro juiz anular.

    botafogo é cheio de histórias iradas.

  • 54. Luís Felipe  |  02/01/2010 às 02:22

    O Grêmio contratou um baita centroavante. O Borges é mercenário, encrenqueiro, fdp, mas baita jogador.

  • 55. Menezes  |  02/01/2010 às 05:03

    Ótimo texto para uma grande história!

  • 56. rafael botafoguense  |  02/01/2010 às 19:29

    EL LOCO ABREU CHEGANDO.

  • 57. huhahahu  |  03/01/2010 às 02:38

    Esse cara nao joga absolutamente nadaaaa! Botafogo pedindo pra cair!

  • 58. rafael botafoguense  |  03/01/2010 às 12:24

    hahahah to ligado,mas tipo..mete gol,coisa que o botafogo não tem desde 2007,agora tem que trazer maluco pra fornecer bola porque no plantel não tem nenhum .

  • 59. Felipe Lessa  |  03/01/2010 às 14:05

    #38 – Parreira e a CBF são lixo do mesmo saco.
    #43 – o próprio. Se não me engano foi empate em casa, no café, e vitória no beira rio. bons tempos hehe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: