Desconstruindo os pontos corridos

10/12/2009 at 14:46 124 comentários

O que vimos neste ano de 2009 foi o maior ato de mascarar a realidade. Sim, amigos, um campeonato com um regulamento falido, fadado ao insucesso, e SIM, à injustiça. Falo isto não por ser colorado, e por ter visto meu time ficar chupando o dedo mais uma vez – diga-se de passagem, por seus próprios deméritos.

Menciono tal situação apenas como resultado de detidas e “importantes” observações feitas sobre esta fórmula de disputa, os tais pontos corridos, e sua pretensa JUSTIÇA aos HOMENS DA REGULARIDADE.

E aí partimos para o primeiro ponto de nossa filosofia: O que é ser regular?

E eu mesmo respondo. E para mim, ser regular é o exemplo do Cruzeiro em 2003: 100 pontos ganhos. Ou do São Paulo, em 2007, vencendo o campeonato com algumas rodadas de antecedência.

Deste modo, admito, aqui há regularidade, e a tal fórmula atingiu seu objetivo, qual seja recompensar o regular.

Agora vamos a segunda questão: E o contrário? E a irregularidade?

O argumento preponderante nestes últimos dias foi de que o Flamengo, pela buscada sensacional, foi merecedor. Qualquer crítica ao título carioca é rotulada de injusta. Alegar que as chances do Internacional ou do São Paulo foram diminuídas com as duas últimas rodadas, é quase como proferir uma heresia.

Mas aí fica a dúvida : O Flamengo apresentou regularidade? Claramente este termo não cabe no campeonato em questão. Afinal, o Flamengo chegou a estar perto da zona de rebaixamento. Logo, fez um campeonato irregular. Foi a arrancada final que lhe deu o caneco.

E aí chegamos ao cerne da questão. Os dois últimos jogos do Flamengo, não podem ser jogos, disputas, contendas desportivas. Isto tanto é verdade que contra o Goiás, algoz são-paulino, o Flamengo empatou em casa. Foram jogos contra Corinthians e Grêmio, sem o devido interesse de seus adversários, com o mero intuito de prejudicar terceiros interessados, rivais. Logo, não são jogos.

Podem me perguntar: “ah, mas e o Goiás. Tambem não tinha interesse” ? É amigo, mas o Goiás é um caso à parte. Um time destinado a complicar. Vide 2005, contra o Corinthians, 2008, contra o São Paulo, ultima rodada, vitoria São-paulina com gol impedido.

Mas a pergunta que fica, para os defensores da EUROPEIZAÇÃO do campeonato é: e se todos acabassem com 65 pontos? Seria justo o Inter campeão, por uma vitóriazinha a mais? Mesmo com um número absurdo de derrotas a mais que os concorrentes?

Por que não se fazer como na Argentina? Terminado iguais em pontos, confronto direto. E se fossem iguais em todos critérios, se decidiria nos cartões ?

Assim, fica claro que tal fórmula não presta. É uma fórmula que não privilegia a regularidade, visto que esta somente em alguns casos aparece.

Muitos são os exemplos. 2004 nos prova isso. Dois times irregulares, um Atlético-PR liderando até a penúltima rodada, perdendo para um Vasco desesperado para não cair. Um Santos que ganha do São Caetano, ultrapassa, e na última rodada pega um Grêmio já rebaixado, enquanto os Paranaenses se digladiam contra um Botafogo jogando a vida e a permanência na primeira divisão.

Ou ainda 2005, com a remarcação dos jogos, mais chance para o campeão obter pontos, vez que joga mais partidas. E mesmo assim, com 8 pontos a frente, acaba o campeonato somente a 3 pontos do segundo colocado. Segundo colocado, por sinal que também teve seus tropeços, para times em má-fase, como no corrente ano de 2009.

Posso citar, para finalizar, o ano de 2008, com um São Paulo favorecido. Pegando um Inter descompromissado, enquanto o Gremio joga com um time que luta para não cair. Onde haverá mais resistência?

“Ah, mas o Grêmio estava 11 pontos na frente”. Exato. Foi Irregular, portanto. Mas não mais irregular que o próprio São Paulo, que estava beirando a 6ª posição, na metade do campeonato, e também na arrancada final obteve o caneco. Logo, não houve regularidade paulista.

Desta forma, se não há regularidade, este campeonato é EIVADO de erro. Erro na fórmula. Uma pretensa fórmula que não premia a regularidade, mas sim a sorte de ter uma tabela mais tranqüila e/ou conveniente no fim do campeonato.

Com o mata-mata, com certeza a Globo, o Flamengo e seus asseclas não precisariam fazer um esforço de valorização da última rodada e do campeonato em si. Ou será que só eu reparei nessa constante força de elogios aos pontos corridos nos últimos dias. Fato, aliás, originado justamente pelas críticas recorrentes a este sistema FALACIOSO.

Por isso, VOLTA MATA-MATA.

VOLTA EMOÇÃO. VOLTA ADRENALINA. VOLTA DECISÃO.

Contribuição do leitor e impedcopeiro Fabiano Bidese.

Anúncios

Entry filed under: Brasileiro, Contribuições.

Como explicar ao meu sobrinho por que eu torço pro CRB O Cacique e La Moneda

124 Comentários Add your own

  • 1. Rudi  |  10/12/2009 às 14:55

    ahn… não, obrigado.

  • 2. Cesar  |  10/12/2009 às 14:57

    RECONSTRUINDO OS PONTOS CORRIDOS:

    Se o problema é o critério de desempate, então que faça um jogo de desempate se, e somente se, os times terminares empatados por pontos.

    Pronto. Resolvido.

    Pelo menos a argumentação de defesa mudou. Antes era culpa do SP.

  • 3. Matheus Caldas  |  10/12/2009 às 15:00

    Passo!

    E se o colorado não lembra, a Globo alfinetou um monte pra que voltasse o mata-mata a uns 2 meses atrás.

  • 4. Francisco Luz  |  10/12/2009 às 15:02

    Melhor não. Pontos corridos, para campeonato, >>>>>> qualquer outra fórmula.

    Reclamar do campeonato que houve neste ano é muita insanidade. Baita campeonato.

  • 5. Deluca  |  10/12/2009 às 15:04

    Pô, mais uma vez essa discussão não, por favor…

  • 6. Fernando Cesarotti  |  10/12/2009 às 15:04

    Eu discordo, mas o que me irrita mesmo é quando alguém cita a dita cuja da “Europeização”.
    Oras, aqui no Brasil o futebol foi jogado por SETE DÉCADAS com campeonatos por pontos corridos. É só pesquisar um pouco: os grandes estaduais, o Robertão, a única coisa que tinha mata-mata e final era a Taça Brasil.
    Aí a então CBD resolveu inventar moda, e, 30 anos depois, jogar pelo óbvio virou “europeizar”…

  • 7. dante  |  10/12/2009 às 15:08

    discordo de tudo, menos dessa parte: “um Grêmio já rebaixado”.

    uhuhuhuhuhuh

  • 8. rafael botafoguense  |  10/12/2009 às 15:20

    mata-mata=vida

  • 9. Matheus Caldas  |  10/12/2009 às 15:21

    #8

    Pro Botafogo?

  • 10. Yuri  |  10/12/2009 às 15:23

    VOLTA MATA-MATA RULEIA

    JÁ FALEI MIL VEZES

  • 11. arbo  |  10/12/2009 às 15:29

    Discordo dos falsos argumentos, mas apóio incondicionalmente os mata-matas!
    Digo falsos argumentos porque a [ir/]regularidade de times dentro de um campeonato nunca foi e nunca será dada pela fórmula, no que já esvaziamos uma boa parte da conversa.

    Mais: um time q inicia um campeonato querendo ser campeão, ao seu final, deve conhecer a fórmula, e, assim, ter em vista q todos os jogos valem os mesmos 3 pontos, e que um perdido hj poderá fazer falta amanhã, AINDA MAIS q eventualmente rivais pelo título podem pegar times menos motivados nas rodadas finais. Não há o q reclamar. Isso pode acontecer dentro de qualquer fórmula. O Flamengo poderia ter pegado um Corinthians repleto de reservas pq [suposição] estava mais interessado na final da Sulamericana, de dias depois.

    Eu gosto do mata-mata (depois de uns pontinhos corridos) porque ele é mais claro e concreto, explico: chega-se ao(s) grande(s) dia(s) sabendo-se q é matar ou morrer. O estádio ganha uma atmosfera especial. Não se pensa no depois dos 90, não há depois dos 90 se não fizerem por merecer. Os mais bravos vencem. E podem não ser os melhores.

  • 12. rafael botafoguense  |  10/12/2009 às 15:37

    #9 sim,pois ai teriamos chances de ser campeões mesmo com um time fraco.

  • 13. joilson  |  10/12/2009 às 15:39

    realmente os dois ultimos jogos do flamengo serem contra arqui-rivais estaduais daqueles com quem ele disputava o título foi decisivo.
    mas para isso a melhor solução é a do juca kfouri: fechar os turnos com duelos estaduais.
    de resto, dei o braço a torcer ao campeonato de pontos corridos.

  • 14. Rudi  |  10/12/2009 às 15:42

    fechar o turno com rodada de clássicos seria morte… imagina se o coxa é rebaixado NUM JOGO CONTRA O FURACÃO? multiplica por mil a quebradaria que teve lá

  • 15. rafael botafoguense  |  10/12/2009 às 15:43

    não é interessante pra tv ter clássico na ulitma rodada,esquece.

  • 16. arbo  |  10/12/2009 às 15:44

    eu tenho gostado muito dos últimos campeonatos. mas creio q gostaria MAIS se fossem com mata-matas no final.

  • 17. Yuri  |  10/12/2009 às 15:44

    sou contra rodadas dirigidas deve haver igualdade, sem armação

    aqui não é NBA

  • 18. fino  |  10/12/2009 às 15:45

    nos pontos corridos

    campanha mediana/fraca no primeiro turno

    +

    campanha excelente no segundo turno

    = campeão

  • 19. arbo  |  10/12/2009 às 15:48

    e o cruzeiro, fino?

  • 20. Bidese  |  10/12/2009 às 15:51

    Valeu por publicar, pessoal.

    Queria apenas sucitar a reflexão. Em pontos corridos, a decisão sempre PODERÁ padecer de dúvidas. Os exemplos que tentei demonstrar, por exemplo.

    Naquela dos oito classificados, seria diferente.

    Outro fator que olvidei, foi o de que dificilmente em formulismos como aquele, algum time estaria completamente rebaixado. Por mais que alguns nao tivessem chance de classificação, a DECISÃO do campeonato seria sempre VALER, como disse o Arbo.

    Abraço a todos

  • 21. fino  |  10/12/2009 às 15:52

    cruzeiro é um lixão

    empatou em casa no segundo turno levando gol do herrera

    não merece respeito

    klçsfdklçasfdklçasfdklçsfda

  • 22. Bidese  |  10/12/2009 às 15:52

    * sempre A valer.

  • 23. Bidese  |  10/12/2009 às 15:55

    Cesarotti,

    Apenas usei o termo europeização como forma de humor. Ademais, foi a própria mídia que classifica este modo de disputa como um modo europeu.

    Saudações

  • 24. arbo  |  10/12/2009 às 16:00

    mas foi a campanha “EXCELENTE” do segundo turno, fino hehehe

    assim:
    ambas as fórmulas são “justas”, na medida em q o regulamento é feito e sabido antes da contenda. logo, não é isso q as diferencia, a “justiça”.

    ambas as fórmulas tem potencial para a emoção. me parece q o mata-mata é uma GARANTIA de. no entanto, se o Grêmio estivesse [o q era bem possível] disputando libertadores no jogo contra o Flamengo, teria sido muito afudê, tanto quanto numa final. ficamos na dependência de uma sorte, porém. o q não é de todo mal, aliás.

    mas ainda fico com o mata-mata. lembro até hj dos gols do itaqui e do clóvis. não me recordo, PRONTAMENTE, de qq gol do Grêmio no BR-08.

  • 25. Ismael  |  10/12/2009 às 16:04

    Pô, acho muito massa a fórmula do KIRCHNERZÃO, com apertura e clausura. Depois decidem, um contra o outro, quem leva as jujubas.

  • 26. Ismael  |  10/12/2009 às 16:04

    (os campeões, claro!)

  • 27. Fernando Cesarotti  |  10/12/2009 às 16:05

    Claro, claro, mas isso é que me irrita, a ignorância dos próprios coleguinhas que acham que o mundo começou em 75…

    Eu sou partidário dos pntos corridos, mas pensei outro dia numa formulinha interessante: turno e returno, classifica os dois melhores de cada fase e mais dois por índice técnico. Junta os pontos de todos eles, os dois primeiros ficam de bye (no chapéu, como se diz aqui no interior de SP) e esperam os vencedores de 3×4 e 5×6.

    Aí rolariam semifinais e final, e os três piores na soma dos pontos cairiam – a não ser que estivessem nas finais, pra evitar a bizarrice de ser campeão e rebaixado, caso que poderia acontecer se o time ganhasse o turno e perdesse todos os jogos no returno, por exemplo

    Só que, pra conversar sobre isso, teria que reduzir pra o campeonato pra 16 times. E eu ainda prefiro os pontos corridos, apesar de tudo, e uma Copa do Brasil massa, turbinada e com todos os grandes times.

  • 28. Gustavo  |  10/12/2009 às 16:05

    Bah, estou louco pra escrever uma TESE defendendo o sistema BITURNAL (não conheço outro nome pra isso). Um dia farei.

  • 29. Fernando Cesarotti  |  10/12/2009 às 16:06

    Ah sim, eu lembro que os defensores do mata-mata, os fãs da emoção, ficaram reclamando em 2001 quando a final deu Atlético-PR x São Caetano. Pq mata-mata é bom mesmo, na visão de meia-dúzia aí, quando tem Curintia, Framengo…

  • 30. Matheus Caldas  |  10/12/2009 às 16:07

    #25

    Herrera fudendo meu sábado em pleno Mineirão no apagar das luzes. Lembrou?

  • 31. arbo  |  10/12/2009 às 16:07

    1ºturno X 2ºturno já seria um avanço, na minha opinião.

  • 32. Yuri  |  10/12/2009 às 16:09

    eu não reclamei não são caetano foi foda (crime dizer isso em santo andré)

    MATAMATA RULEIA

    pode ser até bangu x são raimundo, dane-se. eu não reclamo.

  • 33. Yuri  |  10/12/2009 às 16:09

    OPERARIO-MT CAMPEÃO MORAL DE 77, DIGA-SE

  • 34. Glauco  |  10/12/2009 às 16:12

    Só um adendo: o Santos pegou o Vasco livre de rebaixamento na última rodada de 2004, não o Grêmio rebaixado. E o Deivid teve ainda nove gols legítimos anulados (deve ser a maior média da história do futebol), o que levantava a suspetia de que os tais erros eram “pra dar emoção” ao campeonato. Não acredito em conspirações, mas que foi estranho foi…

    Mas sobre os pontos corridos, justamente por essa questão de confronto entre “times desinteressados e times interessados”, ele privilegia mais quem tem mais poder econômico, que tem o dinheiro pras tais malas brancas (falei sobre isso aqui ). Se o Barueri estivesse entre os primeiros, não teria dinheiro pra pagar tais malas, a sorte é que a briga no final foi de cachorro grande.

    Como o futebol daqui é muito mais nivelado que nos campeonatos europeus, ou se equaliza a distribuição de alguns recursos, como os dos direitos de transmissão televisiva (aliás, como na maior parte da Europa) ou então que se mude a fórmula. Copiar só uma parte do modelo não dá.

  • 35. arbo  |  10/12/2009 às 16:12

    Matheus, “no BR-08”, eu disse.
    Eu referi 2008 pq comparava com 98, campeonatos estes q o Grêmio DISPUTOU de verdade…

  • 36. Wilson  |  10/12/2009 às 16:13

    Pra mata-mata tem a Copa do Brasil. Tem é que acabar com essa palhaçada de quem jogar a Libertadores não ir pra CdB. Esvazia uma competição que tem tudo pra ser classe.

    Agora, se vocês querem um campeonato classe, imprime isso e envelopa aos cuidados de R. Teixeira.

    Pega os últimos 8 clubes que venceram algo (Libertadores, Brasileiro, Sula, Copa do Brasil). Assim entrariam atualmente:

    1) Flamengo – Bra 09
    2) Corinthians – CdB 09
    3) São Paulo – Bra 08
    4) Inter – Sula 08
    5) Sport – CdB 08
    6) Fluminense – CdB 07
    7) Paulista – CdB 05
    8) Santos – Bra 04

    Jogos de ida e volta, quarta e domingo, cruzamentos 1-8, 2-7, 3-6… isso como primeira competição do ano.

  • 37. Diogo  |  10/12/2009 às 16:15

    37.

    Pare com os narcóticos velho.

  • 38. fino  |  10/12/2009 às 16:16

    sempre vai ter choradeira nas ultimas 4 rodadas

    os de cima cobrando empenho dos que nao tem mais nada pra fazer no campeonato, enquanto se podia ter os 4 melhores jogando a morrer entre si, para aí sim ver quem é o cara, sem ter que ficar delegando responsabilidade para outros

    tudo culpa da rabetama louca dessa tal de JUSTIÇA que deixa os homens fora de si…

    Mas ao invés de fazerem uma aposta pra ver quem traça a rabetama louca no fim… eles preferem contabilizar todo o cadeledo magro que comeram durante 38 rodadas pra ver quem é o mais foderozão

    e no fim ninguém traça a rabetama louca.

    depois mulher que é complicada, vou te contar.

  • 39. fino  |  10/12/2009 às 16:18

    acho que fui claro no comentario 39.

    ninguem come a gostosa! preferem se gabar de 12 raimundas, 6 gordinhas, 3 desdentadas e mais umas lixarenta sem sal..

  • 40. moe  |  10/12/2009 às 16:19

    nao entendi o que tu diz por regularidade.

    o campeonato premia quem teve o melhor desempenho, independentemente da arrancada final ou de um péssimo começo. o que interessa é o todo. Ou se invertessemos o cenario do flamengo, arrancando muito bem e sendo mediano até ser campeao teríamos outro julgamento?

    Quanto aos jogos “entregues”, a tentativa de separar rivalidade de disputa é bastante insensata, na minha opiniao. O jogo jogado não é só aquele que está dentro de campo – a rivalidade está aí pra provar isso.

    Me incomoda ver o arquirival ser campeão até de Xadrez.

  • 41. rafael botafoguense  |  10/12/2009 às 16:19

    #37 as idéia torta ahahaha

  • 42. Yuri  |  10/12/2009 às 16:20

    FORMATO SUPREMO DE COMPETIÇÃO, QUEM DISCORDAR É CANALHA, VIADO E NECRÓFILO

    Campeonato com 20 clubes:

    Primeiro turno com jogos só de ida. Os 8 primeiros classificam-se para as quartas-de-final, que dão-se em 1 jogo, na casa do time de melhor campanha sendo que este ainda conta com vantagem de empate nos 120 minutos. Assim, sagra-se o campeão do primeiro turno, que já ganha vaga na Libertadores.

    Faz-se a mesma coisa nos segundo turno, só inverte o mando. Tem-se o campeão do segundo turno, também ganha vaga na Liberta.

    Soma-se os pontos conquistados nos 38 jogos classificatórios. Os 6 primeiros colocados vão para o Terceiro Turno, que dar-se-á num hexagonal final. Depois de 10 jogos, os dois primeiros colocados vão para a final (e ganham vaga na Liberta).

    A final será disputada sem saldo de gols, sendo decidida por pontos em 3 jogos, sendo 2 na casa do time de melhor campanha depois dos 48 jogos classificatórios. Caso o número de pontos acabe empatado, faz-se um prorrogação depois do terceiro jogo, com vantagem do empate depois de 120 minutos para quem tem melhor saldo. Se ninguém tiver melhor saldo, existem 2 opções:

    -prorrogação-eterna, até alguém fazer um gol ou ficar com menos de 7 jogadores

    -quarto jogo, em campo neutro, com prorrogação-eterna em caso de empate

    Quem vencer nesses critérios é declarado Campeão Brasileiro do ano vigente.

    Se um clube ganhar os 3 turnos (primeiro, segundo e hexagonal) é declarado campeão sem necessidade de final.

    E aí, o que acham? Eu particularmente… sensacional.

  • 43. fino  |  10/12/2009 às 16:21

    e se no fim, ganhar alguem que fez menos pontos NO GERAL… gandes merdas…

    se o zé contabilizou 3 gordinhas a mais que o mário, azar é do zé… quem levou a rabetama foi o mário

    a vida é justa

  • 44. Yuri  |  10/12/2009 às 16:22

    FORMATO SUPREMO

    COPA DO BRASIL

    QUEM DISCORDAR TEM DESVIO DE CARACTER SEXUAL E DE SEPTO

    Copa do Brasil

    Os 20 da primeira divisão assistem tudo camarote.

    De algum modo, pelo mata-mata puro, apura-se 12 equipes menores para disputar o título com os 20 grandes.

    Sorteio puro, com mando de campo para o time de menor divisão. Caso sejam 2 da mesma divisão, o visitante tem vantagem do empate.

    Se forem de divisões diferentes, faz-se na casa do menor. Se o jogo acabar empatado, cara-ou-coroa decide quem passa.

    (o cara-ou-coroa, ou moeda-ao-ar, deverá ser ministrado pelo árbitro do jogo, sendo que os dois capitães ficam próximos para verificar o resultado. Os demais jogadores e comissão técnica ficam para trás do círculo central do campo. O juiz levanta o braço e sinaliza quem passa)

    Cara-ou-coroa não vale na final, só até a semi.

  • 45. Gabriel  |  10/12/2009 às 16:25

    Se tiver dois torneios nacionais com a mesma fórmula não vai ser nada legal.

    Bem por isso a Copa do Brasil está aí.

  • 46. Matheus Caldas  |  10/12/2009 às 16:25

    #45
    Pior que o torneio Início. Aquele que se der empate, ganha quem tiver mais escanteio.

  • 47. arbo  |  10/12/2009 às 16:28

    fino, tu já tinha sido bem claro no comentário 39. mas pode seguir. ótima analogia. hehehe

  • 48. Felipe (o catarina)  |  10/12/2009 às 16:31

    pior que eu concordo quando ele diz que o Flamengo foi beneficiado por pegar dois times que não só estavam descompromissados como não fizeram força pra ganhar pra prejudicar os rivais. Ou seja, ele levou vantagem sobre o SP, por exemplo, já que este enfrentou Goiás e Sport e nem VILA NOVA nem SANTA CRUZ estavam disputando o título com os bambis.

  • 49. Felipe (o catarina)  |  10/12/2009 às 16:33

    sobre critérios de desempate. Na Zoropa os caras adotaram faz alguns anos (não sei se ainda é assim) o CONFRONTO DIRETO como primeiro critério de desempate na primeira fase da Liga dos CU (Campeões da Uefa). Porra, perfeito. Sem margem pra maracutaia.

  • 50. arbo  |  10/12/2009 às 16:34

    Gabriel, não é a mesma fórmula, pelo menos não o q eu proponho. A Copa do Brasil já começa com mata-matas. O Brasileirão começaRIA com pontos corridos indo pruns mata-matas espertos no fim, como era em 96. [abraço, clemer]

    MAS concordo q com a valorização da copa do br (volta dos libertadores) e com uma finalzinha entre os campeões dos dois turnos já melhoraria BASTANTE.

  • 51. Yuri  |  10/12/2009 às 16:36

    antes que me acusem.

    minhas sugestões são sérias mesmo, eu realmente creio nesses formatos, são os melhores!

    sem zoação.

  • 52. Prestes  |  10/12/2009 às 16:36

    bah, fino para presidente da CBF.

    Explicação da Copa do Brasil:

    primeira fase, passa pelo mata-mata e toma um trago. oitavas, outro trago, e assim por diante.

    No final, tu chega LOCÃO (ns).

    uzxcuhzxcuhczuzhxzuhxuhuhuhsduhsfduh

  • 53. Lourenço  |  10/12/2009 às 16:39

    Eu até concordaria com a crítica aos pontos corridos, não fosse o fato de que o campeonato deste ano foi o melhor de todos na questão de emoção.

  • 54. arbo  |  10/12/2009 às 16:41

    “pior que eu concordo quando ele diz que o Flamengo foi beneficiado…”
    só se entendermos benefício como GANHO (e não favorecimento) e ainda assim temos q RESPEITAR o fato maior de q o Flamengo é q se colocou nesse lugar, ou seja, ele chegou nas duas últimas rodadas com reais chances de ser campeão. Pra mim é muito chorar sobre o regulamento derramado.

  • 55. Lourenço  |  10/12/2009 às 16:42

    No entanto, a PIOR fórmula possível é aquela que tenta conciliar o inconciliável. Turno e returno para depois fazer semifinal ou final direta. Jogar 38 jogos para depois decidir em 180 minutos é a única fórmula que combina todos os defeitos das duas.

  • 56. arbo  |  10/12/2009 às 16:44

    Lourenço, tenta sair do particular então.

  • 57. arbo  |  10/12/2009 às 16:46

    Mas qual a diferença de mérito entre o primeiro e o segundo turno, Lourenço?

  • 58. Lourenço  |  10/12/2009 às 16:46

    #57
    Desenvolva, por favor.

  • 59. Diogo  |  10/12/2009 às 16:46

    50.

    Perfeito! Abaixo essa porra de saldo de gols, número de vitórias e etc, que se dão exclusivamente sobre o CADELEDO.

    Confronto direto como primeiro critério de desempate, é isso aí!

    O catarina, apesar de ser MANÉ, é o mais lúcido dos Impedicoments.

  • 60. zobaran  |  10/12/2009 às 16:48

    Quem falou que o objetivo é premiar a regularidade? Premia o time que fez mais pontos até a 38a rodada e ponto. Se fosse para premiar o mais regular, o Botafogo era campeão. Afinal, foi uma merda de time durante todo o campeonato.

    E esse debate de mata-mata já deu.

  • 61. arbo  |  10/12/2009 às 16:49

    #59.

    “Eu até concordaria com a crítica aos pontos corridos…”

    “…, não fosse o fato de que o campeonato deste ano foi o melhor de todos na questão de emoção.”

    Um fato particular (o campeonato deste ano) não deveria, penso eu, influenciar de tal maneira numa conclusão – não acha? pode ser q não seja exatamente o q tu pensa, mas é o q a tua frase deixou parecer.

  • 62. Felipe (o catarina)  |  10/12/2009 às 16:51

    “apesar de ser MANÉ”

    algum problema?

  • 63. Diogo  |  10/12/2009 às 16:54

    Todos.

    Sabre ou pistolas? Lagoa da Conceição, no madrugar da aurora.

  • 64. Lourenço  |  10/12/2009 às 16:54

    #62 Ah, perfeito! Quis dizer que o texto se embasa muito no título do Flamengo este ano para criticar a fórmula. Na minha opinião, é óbvio que a conquista do Flamengo quebra muitos paradigmas, mas não depõe contra o fórmula, pois o campeonato foi muito bom, justamente pela emoção e ausência de um time disparado.

  • 65. arbo  |  10/12/2009 às 16:55

    ô catarina, já q tu tá aqui (e o diogo fez uma brincadeira, perceba), fiquei pensando essa semana q seria muito interessante um texto teu sobre o futuro do avaí (não no sentido da bola de cristal…). Era meio natural q esse bom time se desmanchasse. eu mesmo to loquinho (ui) pra q o silas chame pelo menos dois (marquinhos e ferdinando). não sairia?

  • 66. Andre  |  10/12/2009 às 16:58

    Flamengo e Cruzeiro foram mal no primeiro turno e foram os melhores no segundo. Ou seja, se recuperaram no campeonato. Mereceram título e Libertadores, respectivamente. Galo e Palmeiras foram pelo caminho inverso.

    Ambos tiveram meses para construiur/desconstruir sua história no certame. Mata-mata é emoção pura, mais uma tarde infeliz pode foder o trampo de um ano inteiro. E como falamos do principal campeonato do país – pq nacional tem que premiar o melhor mesmo – nada mais certo do que todos contra todos. E vence quem tiver o mínimo de planejamento, mérito e capacidade.

    O certo mesmo seria termos uma Copa do brasil forte, no segundo semestre. Ae teríamos as duas fórmulas em campeonatos talhados a elas. Nada de europeização. Questão de bom senso mesmo.

  • 67. arbo  |  10/12/2009 às 16:59

    # Concordo totalmente. Se conquistas depusessem, esta diria, em frente ao juiz, “olha, esta fórmula é a mais correta q eu conheci em vida. não só nunca fez mal a ninguém, como criou bem seus filhos, hj todos formados, um exemplo para todos”.
    ETC.

  • 68. Felipe (o catarina)  |  10/12/2009 às 17:24

    #64

    já que eu sou mané, levo peixeira e espingarda. ajaahajahj

    #66

    sei lá, pode ser, mas tá tudo meio nebuloso ainda. Hoje o Avaí apresentou PÉRICLES CHAMUSCA para treinador em 2010. Medo, muito medo.

  • 69. Prestes  |  10/12/2009 às 17:30

    Bah, rapaiz, contrataram o HOMEM-MANCHETE.

    Quero muito ser editor de jornal só para dar a manchete:

    “Péricles chamusca”

  • 70. arbo  |  10/12/2009 às 17:33

    pô, nebuloso é q é bom, ainda mais com uma chamuscada dessas hehehe
    fica a dica

  • 71. Gabriel R.  |  10/12/2009 às 18:10

    bah, concordo integralmente com o texto, e na boa, o flamengo foi campeao com 36 rodadas, as duas ultimas foram palhaçadas, e olha que nao estou querendo diminuir o titulo do flamengo, mas, se pensarmos que o ULTIMO JOGO SERIO do flamengo foi contra o goias em casa e ele EMPATOU, mostra claramente que esse time do flamengo não era nenhuma maravilha… foi campeao pois levou de BRINDE 6 PONTOS.
    Acho que só isso já serve como argumento para acabarem com os pontos corridos.

  • 72. Diogo  |  10/12/2009 às 18:26

    69.

    Kkkkkkk, pensando bem, melhor mesmo um duelo de ceva.

    72.

    E que tal o ULTIMO JOGO SÉRIO do São Paulo contra o sport, ou se preferir, os dois últimos do inter, contra o já citado, e o outro contra o PODEROSO Santo Andre?

    Deixa de besteira, os jogos sérios do Flamengo foram contra seus adversários diretos, e ele ATOLOU todos.

  • 73. Frank  |  10/12/2009 às 21:30

    Eu sou um viúvo das finais, não tem jeito…

    Pra mim, torneio sem final é como transar sem gozar, ou como dançar com a irmã, ou como qualquer outra metáfora babaca do gênero…

    Sério, não consigo aceitar que um campeonato tenha como SIMPLES POSSIBILIDADE que eu tenha que torcer contra meu próprio time no jogo final para não dar chance de título ao rival…

    Tudo bem, isso acontecia na fase de classificação dos campeonatos com mata-mata. Mas aí é que tá, depois os diretamente interessados iam se ARREBENTANDO pelo meio do caminho até sobrar os dois últimos sobreviventes… Se teu time chegasse lá, o último jogo do campeonato era torcida pura ou secação total do rival, e nada dessa palhaçada que foi domingo…

  • 74. Marcos Almeida  |  10/12/2009 às 22:17

    turno e returno como hoje, ao final separam-se os 4 primeiros e se continua a disputa , fica valendo a difrença atual de pontos. Hoje seriam Flamengo com 67, Inter e São Paulo com 65 e Cruzeiro com 62. Esse supercampeonato começaria com o Flamengo tendo 5 pontos, Inter e São Paulo 3 e o Cruzeiro 0. Todos teriam chance, a classificaçaõ apontaria quem ficaria para a pré-libertadores, deixando todos com interesse

  • 75. Bidese  |  10/12/2009 às 23:05

    Diogo, *73

    Mas cara, embora tenha citado apenas o caso do Flamengo, em primeiro plano, citei 2004 como exemplo.

    Alguém falou que o Santos pegou o Vasco já livre do rebaixamento. Errado, na penúltima rodada o Atlético-Pr pegou o Vasco brigando para escapar, igualmente na última pegou o Botafogo.

    E o Santos se confrontou contra o Gremio ja rebaixado, na ultima rodada. Foi 2 a 1, gol do Grêmio feito por BALOY.

    E justamente por essas diferenças, é que critico o regulamento. Acho muito simplista dizer que essa discussão está ultrapassada, pois o campeonato foi disputado e emocionante.

    ISso foi acontecimento desse ano. Em anos anteriores essa tão falada emoção não ocorreu.

    Logo, pegando justamente o raciocínio do Frank para justificar, que a definição do campeão deve ser no confronto direto, na decisão. Afinal, normalmente o primeiro é melhor quando ganha do segundo, o que nesse tipo de campeonato pode não ocorrer.

  • 76. fino  |  11/12/2009 às 00:33

    ninguem levou a sério os meus comentários… só o arbo, que é chapa branca… jjsdfjsdhfjklsdf

    e o prestes, que, apesar de ter entendido… ironizou, traduzindo que de mata-mata já basta a copa do brasil…

    percebam, eu não sou de todo CONTRA aos pontos corridos… só acho que todo ano iremos discutir qual time desinteressado prejudicou um postulante ao título…

    eu não entendo merda nenhuma de fórmulas e jamais teria a ousadia de propor “a formula perfeita”… eu só quero que, no final, na ultima cacarejada do galo cinza, na hora do vamu vê…

    os postulantes ao titulo possam chegar, como nos tempos de colegio, onde todo mundo pensa que é mais machão do que de fato é, e dizer:

    “nós da 303 somos melhores do que vocês, nós é que vamos ganhar essa birosca”

    e os outros possam dizer:

    “ah é? é mesmo?? então não vem com essa de fazer 9 pontos contra a turma 71, 82 e 41… quero ver é vocês fazerem 4 pontos contra nós da 302, aí é que eu quero ver, chambão!”

  • 77. Leo Garcia  |  11/12/2009 às 02:01

    Saiu no blog do Juca Kfouri hoje, tiene buena pinta:

    http://www.letraviva.com.br/livro.php?id=40772

  • 78. Alexsander  |  11/12/2009 às 07:16

    Duas medidas simples:

    1) Dar apenas as 4 vagas “normais” na Sulamericana, que teria um regulamento igual ao da Libertadores; além disso, ela também daria vaga na Libertadores do ano seguinte ao campeão. Com isso o número de times brigando por alguma coisa no final seria maior.

    2) Colocar clássicos na última (ou na penúltima) rodada do Brasileiro, para evitar entregadas como as de Corinthians e Grêmio neste ano. Se o último jogo do Flamengo fosse um Fla-Flu e o do Inter um Grenal, a emoção teria sido muito maior.

  • 79. fino  |  11/12/2009 às 07:32

    me desculpem.

    andei bebendo.

  • 80. Cunegundes, o mulato frajola  |  11/12/2009 às 09:04

    eu quero campeonato de pontos corridos com 180 clubes, turno e returno, rodada todo dia, menos dia de Cosme e Damião e Finados, pois temos que ter respeito com os mortos, futebol é tudo, futebol, peitolas e algodão doce, é tudo que eu preciso pra viver uma vida de rei, e o campeonato podia ter 8 campeões para termos muita festa, suor e bunda, uma verdadeira orgia, eu tenho pensamentos molhados quando penso em orgias, muita sedução. quack.

  • 81. Godo  |  11/12/2009 às 09:09

    Ah, Bidese, sem ciuminhos.

    O campeonato de pontos corridos é um cocô, mas não me venha de MIMIMI que o Flamengo é isso, o Flamengo é aquilo e me dá a bola que não quero mais brincar.

    Por que, DIABOS, o Corinthians – que é o Corinthians – entregou o jogo contra o Flamengo – um jogo pegado, com expulsões, com torcida invadindo gramado, TENSO – se o Goiás não o fez?

    Ou é apenas um certo rancor que o Flamengo liquidou suas 2 partidas contra o Timão, somando 6 ptos? Aliás, que culpa o Flamengo tem que o Corinthians PASTOU no Brasileiro desde que ganhou a Copa do Brasil?

    Ah, porra.

  • 82. Francisco Luz  |  11/12/2009 às 09:11

    Bah, mas como vocês flamenguistas tão estressados à toa.

    São campeões, porra, passem por cima da choradeira e reclamações. Me parece tão simples.

  • 83. Godo  |  11/12/2009 às 09:13

    #70

    Prestes, já deram essa quando ele CHAMUSCOU quando foi chamado pra treinar o Flamengo (vergonha alheia dupla).

  • 84. Godo  |  11/12/2009 às 09:17

    #83

    Então parem com essa CHORADEIRA RIDÍCULA.

    Já tá ficando que nem os DESVALIDOS do Sport e aquele campeonato lazarento de 87. Basta o Flamengo ganhar campeonato brasileiro que o choro desata.

    Ah, porra.

  • 85. Godo  |  11/12/2009 às 09:25

    “com certeza a Globo, o Flamengo e seus asseclas não precisariam fazer um esforço de valorização da última rodada e do campeonato em si.”

    AH, PORRA.

    “Presidentes de agremiações rivais iriam fazer pouco caso da nossa alegria, homens e mulheres movidos por burrice congênita iriam colocar em dúvida a exatidão dos seis títulos nacionais, torcidas de outras cores iriam argumentar que o título veio facilitado, corrompido, desleal, matreiro e sujo. Ora, deixemo-los com estas palavras para reflexão posterior: ENFIEM NO CU.”

    (GODINHO, Leandro; 2009)

  • 86. Alexandre N.  |  11/12/2009 às 09:32

    Bom, vamos ficar aqui discutindo isso pelo resto das eras. É inevitável.

    Porém, não podemos negar que os tais jogos entregados ocorrem em AMBAS AS FÓRMULAS! Ou alguém aí esqueceu a entregada magistral que o Atlético-PR deu ao Criciúma só pra ajudar ao máximo o possível no primeiro rebaixamento do Fluminense em 1996?

    O que falta as vezes é a autocrítica. Será mesmo que o seu time foi realmente competente? E inegavelmente o Flamengo foi. Por que foi? Justo pelo fato dele ter ganho os jogos contra os seus rivais postulantes ao título.

    A fórmula de pontos corridos não privilegia só os mais ricos. Podemos dizer que é uma fórmula onde os times podem se “reconstruir” (ou mesmo se destruir) com o passar das rodadas. As vezes, um planejamento pode ter se iniciado incorretamente e com o passar das rodadas, o clube pode evoluir com a contratação de alguns jogadores e melhorar a sua particiação no campeonato. E desta forma, poder avaliar melhor quais são os pontos problemáticos de seus elencos para que os mesmos não aconteçam no ano que vem.

    Até por que, se lembrarmos os períodos do brasileirão mata-mata, os clubes na sua grande maioria praticamente montavam um time novo a cada ano (matinham pelo menos 5 jogadores que tenham ido bem no ano anterior).

    Agora, voltar ao chororô da perda de um campeonato que estava nas mãos pra culpar a fórmula é que é canalhice.

  • 87. Francisco Luz  |  11/12/2009 às 09:35

    85: Perceba que eu não reclamei ou falei mal do título nem UM SEGUNDO sequer.

    Só acho que vocês estão dando muita corda para isso, como se precisassem ficar comprovando que são campeões. Não precisam, vocês simplesmente são.

  • 88. Alexandre N.  |  11/12/2009 às 09:42

    #88

    Mas temos que convir que não dá pra não discordar do que o Godo disse. Afinal de contas, esse papo de campeonato decidido em jogo “entregue” já está começando a encher.

    E nas últimas três semanas é o que mais vem se falando aqui.

    Vamos mudar o foco gente! Um exemplo? A discussão lá no post do Thalles estava tão boa! Ah, a porpósito Thalles: o CRB não anda tão mal das pernas assim. Ele é um dos times do Brasil lá no Fifa Manager 10! hehehehe…

  • 89. Alexandre N.  |  11/12/2009 às 09:52

    Corrigindo:

    No lugar de “Mas temos que convir que não dá pra não discordar do que o Godo disse”, leiam, por favor “Não dá pra discordar do que o Godo disse”.

  • 90. Godo  |  11/12/2009 às 09:53

    Acho péssimo que o Fla tenha feito suas 3 últimas rodadas contra o 10º, o 9º e o 8º mas, vejamos, quem seus rivais enfrentaram?

    Inter pegou o 18º, o 20º e o 7º.

    Palmeiras teve o 8º, o 7º e o 15º.

    SPFC? 20º, 9º e o 15º!

    E o Flamengo que foi beneficiado. Parece que Adriano não foi artilheiro do troço. Parece que Petkovic não DESOSSOU o Palmeiras em São Paulo.

    E mais, Flamengo só perdeu nos confrontos diretos um jogo pro Palmeiras, em casa. Não perdeu pro Colorado e nem pro SPFC – e é isso o que acaba fazendo diferença no final.

  • 91. Alexandre N.  |  11/12/2009 às 09:56

    “Justo pelo fato dele ter ganho os jogos contra os seus rivais postulantes ao título.”

    E o Godo não me deixou mentir sozinho…

  • 92. Godo  |  11/12/2009 às 09:57

    #89

    O post da Catarina também estava ótimo. Concordo com tudo que ela disse.

    Aliás, diante desse mundialito mandrake em uma terra falida, urge o Impedimento levantar a discussão de uma alternativa digna para nós, órfãos de RUMAR A TÓQUIO.

  • 93. Cesar  |  11/12/2009 às 09:59

    Curioso:

    O Inter não está entre os 10 times que mais finalizaram no último campeonato e nem possui um jogador entre os que mais concluiram a gol, todavia foi o ataque mais positivo.

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/Brasileirao/Serie_A/0,,MUL1407658-9827,00.html

  • 94. Rudi  |  11/12/2009 às 10:02

    Cesar, segundo melhor ataque, o grêmio fez 2 gols a mais (e também tomou 2 a mais, os 2 tiveram saldo igual)

  • 95. Alexsander  |  11/12/2009 às 10:10

    Pra mim o maior problema é o excesso de times que ficam sem ter o que fazer na competição nas rodadas finais. Isso ocorre por dois motivos:

    1) Infelizmente a Copa Sulamericana ainda é vista como um “prêmio de consolação” e não como uma competição internacional importante. Falta um melhor regulamento, por exemplo. A nossa CONMEBOL deveria copiar o que a UEFA faz com as suas duas Copas.

    2) Apesar do Brasil ter 4 vagas na Sulamericana, a CBF simplesmente INVENTOU essa história de 8 vagas para dar um jeito de incluir os times grandes que porventura tenham ficado fora da briga, na esperança que estes prevaleçam sobre os times “menores” no mata-mata pré-Sulamericana interno.

  • 96. Alexandre N.  |  11/12/2009 às 10:14

    #96

    E ainda digo mais. Pros que falam mal da Sulamericana, foi graças a ela que o Fluminense conseguiu escapar do rebaixamento.

  • 97. Cesar  |  11/12/2009 às 10:23

    Corrigindo:

    Segundo as estatísticas do globo.com o Inter ficou em 4º em número de gols e 18º (quase último) nas finalizações.

    G4 nos gols e Z4 nas finalizações.

    Muito curioso e estranho.

  • 98. Rudi  |  11/12/2009 às 10:28

    o ataque está bom, pq aproveita bem as chances, há alguma falha no meio que cria poucas oportunidades.. (culpa do d’ale provavelmente)

  • 99. Jader Anderson  |  11/12/2009 às 10:29

    Isto mostra eficiencia Cesar…. só isso…

  • 100. Rudi  |  11/12/2009 às 10:30

    e isso mostra que se o alecsandro tivesse consciência de que É RUIM e chutasse a gol O TEMPO TODO faria muito mais gols do que fez

  • 101. Godo  |  11/12/2009 às 10:34

    #97

    Se um time com Fred no ataque cair, é muita falta de vergonha na cara, só isso.

    Fluminense deveria, pra ontem, mandar todo mundo embora, à exceção do tal de Gum, de Conca e de Fred. Esse time é uma merda, mais nada. Honrou as calças e pariu um boi pra não descer. (Brigou pra não cair já pelo 2º ano seguido)

  • 102. Rudi  |  11/12/2009 às 10:36

    e promover o Gum a companheiro de ataque junto do Fred

  • 103. Ismael  |  11/12/2009 às 10:47

    #91

    Escapou de tomar uma sova pq não dava pra jogar bola….

    (oi)

  • 104. Alexandre N.  |  11/12/2009 às 10:49

    #102

    Godo, até concordo com você, Mas digo com propriedade que o que mais prejudicou o Fluminense nestes dois anos atende por um único nome: Renao Gaucho.

    Espero que a diretoria do Flu tenha aprendido que o melhor lugar para o Renato Gaucho é longe, muito longe das Laranjeiras.

  • 105. Godo  |  11/12/2009 às 10:52

    #104

    Flamengo campeão do Brasileirão de futebol & pólo aquático 2009.

    (Má, ôeeee!!)

  • 106. Daniel Badauí  |  11/12/2009 às 15:33

    É por isso que em todo lugar do mundo TODOS os times grandes jogam a COPA do seu país, e não apenas os que não jogam o continental. É pra se ter um campeonato de pontos corridos que premia a regularidade EEEEEE pra ter um mata-mata pra ter aquela emoção da final.

  • 107. Alexandre N.  |  11/12/2009 às 15:43

    #106

    E onde que aqui no Brasil isso ocorre de maneira diferente? Afinal de contas, temos o Brasileirão por pontos corridos e a Copa do Brasil por mata-mata. Sendo assim, não sei o por que desta discussão ainda estar acontecendo…

  • 108. Rudi  |  11/12/2009 às 15:50

    alexandre, pelo que eu entendi que o Badauí quis falar, é que a galera da liber não joga CdB aqui, e eu tb acho isso errado, tinha q jogar

  • 109. Alexandre N.  |  11/12/2009 às 16:04

    #106

    Verdade Rudi. Também acho isso errado. Só que, inevitavelmente esta é a regra. Só que, como alguns vêm dizendo aqui (eu inclusive), se o clube planejar bem o ano, dá pra se manter todo ano na Liber sem precisar passar pela CdB. Não é a toa que Cruzeiro, Flamengo e o São Paulo estão aí disputando a Liber quase todo ano…

  • 110. arbo  |  11/12/2009 às 16:18

    alexandre, a moral não é não passar pela copa do br. a moral é valorizá-la outra vez, perceba.

  • 111. Alberto Poletti  |  11/12/2009 às 16:36

    Concordo com a proposta do Yuri no #44 da Copa do Brasil, excelente.

    Fica mais ou menos com a Carling Cup da Inglaterra, com emoção e rapidez, equilibrando os duelos dando pequenos privilégios a times pequenos e desgastando pouco os clubes grandes possibilitando-os de disputar simultaneamente competições maiores.

    Muito bom, melhor proposta.

  • 112. Alberto Poletti  |  11/12/2009 às 16:37

    caí na malha fina do impedimento??

  • 113. Alberto Poletti  |  11/12/2009 às 16:38

    Concordo com a proposta do no #44 da Copa do Brasil, excelente.

    Fica mais ou menos com a Carling Cup da Inglaterra, com emoção e rapidez, equilibrando os duelos dando pequenos privilégios a times pequenos e desgastando pouco os clubes grandes possibilitando-os de disputar simultaneamente competições maiores.

    Muito bom, melhor proposta.

  • 114. H.  |  12/12/2009 às 10:26

    Quero deixar aqui os meus sinceros agradecimentos ao PROFESSOR Tite, por ter dispensado o Álvaro e, com isso, fortalecido a defesa do Flamengo.

    Valeu, Professor! Teria sido mais difícil sem você!

  • 115. Roger  |  12/12/2009 às 15:40

    # 106
    Precisou vir um cara que nynca comenta por aqui pra resumir a verdade em poucas linhas.

  • 116. Bidese  |  12/12/2009 às 20:00

    *106 e *115

    Então o cara que diz a verdade concorda que esses pontos corridos são uma fórmula para premiar a regularidade ?

    Bom, assim fico feliz, há mais gente corroborando meu raciocínio

  • 117. juliano  |  13/12/2009 às 14:55

    sou a favor dos pontos corridos

    se até em todos os lugares sul-americanos são, por que aqui não?

    alias que se enfiem os brasil de pelotas da vida em divisões inferiores do futebol brasileiro (nem que a tabela fique parecendo com o número de divisões da inglaterra)

    e botem daí todos os principais times disputarem a copa del rey do brasil

  • 118. ARC  |  14/12/2009 às 11:41

    Minha proposta:
    Campeão do 1º turno = garantido na final e na Liberatdores;
    Campeão do 2º turno = garnatido na fiinal e na Libertadores;
    Final em partida única na casa do time de melhor campanha na soma dos 2 turnos.
    Se o mesmo time for campeão dos 2 turnos é campeão.
    Se ao final dos 2 turnos um 3º time somar o maior nº de pontos a final em sua casa com o vencedor do jogo entre os campeões dos turnos.
    As vagas restantes na Liberadores são dos outros times melhores classificados na soma dos 2 turnos.

  • 119. George  |  14/12/2009 às 15:28

    Voltar com o Mata-Mata? Já tem a Copa do Brasil pra isso.

  • 120. eberlimah  |  14/12/2009 às 20:20

    nada é tão anti-desportivo do que o choro do derrotado o inter o são paulo e o palmeiras (os concorrentes diretos ao br 2009)
    tiveram sua chance de deslanchar e deixar na saudade os demais mas fracassaram e ponto.

  • 121. dante  |  15/12/2009 às 09:12

    nada é tão chato como considerar qualquer argumentação como “choro”.

    acordem.

  • 122. Júnior Martins  |  15/12/2009 às 11:34

    É justo quando alguém perde um campeonato chorar por outra fórmula, como se resolvesse, o Inter ganhou três campeonato, e nos 22 posteriores, nada. Pior, brigas contra o rebaixamento.

    Nunca vi argumentos tão fracos, agora vão culpar os pontos corridos pela vinda da gripe suina

  • 123. dante  |  15/12/2009 às 13:00

    “Pior, brigas contra o rebaixamento.”

    alô, terra chamando júnior martins.

    câmbio.

  • 124. Júnior Martins  |  16/12/2009 às 22:28

    Cara, o último ano do mata-mata o Inter quase vai, sem falar 99…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: