Para a última vaga, o primeiro campeão

19/11/2009 at 05:00 49 comentários

Ninguém entrou em campo para jogar futebol, no Centenário. Não na última noite. Joga-se futebol para faturar unidades de pontuação, escalar uma tabela, progredir em um mata-mata ou escapar do rebaixamento. Agora, formemos uma imagem: uma seleção bicampeã do mundo participou de apenas uma edição dos últimos quatro mundiais. No entanto, estará presente no próximo com um pudico empate. Uma derrota não significaria a óbvia eliminação – e sim um suicídio massivo entre os futeboleiros orientais. O Uruguai entrou em campo para não abdicar do futuro. E o gol de Abreu, o louco, salvou uma geração de uruguaios.

A campanha da Celeste nas Eliminatórias foi de uma torpeza só: a seleção era dada como defunta quando Jackson Martinéz empatou uma partida-chave para a Colômbia, na décima sexta rodada; ressurgiu quinze minutos depois, quando o zagueiro Scotti marcou, todo torto, um gol de cabeça. Não passaria de ilusão se, na volta da viagem a Quito, os comandados por Tabárez não ostentassem uma improvável vitória por 2-1, com o tento vitorioso sendo encontrado no último dos minutos. Veio, então, a Argentina e o embate mais esperado de Tacuarembó a Tucumán. Quis o porvenir que a Milonga Triste, de Piazzola, imperasse sobre a de Pelo Largo, de Zitarrosa – e para o Uruguai sobrou a repescagem, uma vez mais.

E então o Uruguai desceu. Desceu às profundezas de sua história recente, para acordar da empolgação pelas vitórias em seqüência sobre as seleções amarelas de Equador e Colômbia. Nos sonhos, recordou o martírio da repescagem – a derrota para a Austrália, nos pênaltis, definindo a maior das cicatrizes, a eliminação em 2006. O Uruguai desceu tanto que acabou em um gramado sintético, em San José, na Costa Rica. Sim, no largo oceano que separa Punta Del Este da Cidade do Cabo, na África do Sul, nem dragões marinhos ou ondas gigantes estavam no caminho do Uruguai – e sim o RENÊ SIMÕES.

Amargado com a penitência de atuar em tão vergonhosa cancha, restou ao Uruguai vencer e descomplicar as coisas. Nada de, depois de emendar triunfos impactantes, decair sem freios. O 1-0 conquistado na primeira tosquia tranqüilizou até os carboneros, os torcedores mais desconfiados do planeta por culpa de um tal destino. Empatar sem gols com a Costa Rica, em casa. Não poderia ser tão difícil assim. Um 3-0, quem sabe. Dois do Forlán e um do Suárez, com olé’s e foguetório. Mas bastou ligar a TV, ver aquele Centenário lotado, com garoa beijando a grama, para raciocinar: vai ser um sofrimento.

Era a última vaga restante para o Mundial sendo definida. Chilenos, coreanos – do sul e do norte -, espanhóis e franceses, entre tantos outros garantidos, cravavam seus olhares no gramado do Centenário. Faltava só o Uruguai, que clamava para não ficar outra vez de fora daquilo tudo. Porque Copa do Mundo não é apenas o registro da ambição exata de título, as dificuldades que surgem logo no sorteio ou os minutos jogados – mais além da confusão das tabelas, é a possibilidade do sonho. E mais quatro insones anos no pé da América seriam suficientes para arrancar qualquer rastro de lucidez ainda existente na Banda Oriental.

Nos primeiros quarenta e cinco minutos, analisando a situação, não se jogou pouco. O zagueiro Scotti chegou a dizer que, em uma partida assim, os nervos impedem a fluidez do futebol. Para quem carregava toda aquela pressão nos lombos, o jogo apresentado pelo Uruguai soube ser decente – houve sobriedade defensiva, alguma investida pelos flancos e pingos de rebeldia, como o lance em que Nicolás Lodeiro, vinte anos, arrancou maradoneanamente para entregar um gol que seria malogrado por Suárez.

As chances uruguaias se multiplicaram nos primeiros minutos do complemento – tudo enquanto os costarriquenhos se mostravam inteiramente alheios ao acontecido para, do nada, ameaçarem a meta de Muslera com um chuveirinho mais pomposo. Como aquela igualdade nervosa embrulhava as tripas, o “Maestro” Tabárez delegou funções ao centroavante místico: El Loco Abreu, que por agora defende um obscuro clube grego e que, por baixo da Celeste, veste uma regata com fotos familiares e escudos do Nacional, foi para a cancha a fim de cabecear o esférico cordões adentro.

Restando vinte voltas para o fim, o testaço chegou. Ensaiado por Tabárez e desejado por três milhões de viventes com alpargatas, o gol de Sebastián Abreu credenciou o Uruguai para a sua décima primeira Copa do Mundo. Foram minutos de júbilo no Centenário, de trégua no pessimismo e contentamento de aficionados do Peñarol e do Nacional com aquele escrete que é essencialmente tricolor – dos titulares, Muslera, Godín, Lugano, Eguren, Suárez e Lodeiro, por exemplo, já estiveram no Parque Central. Quatro minutos depois, o experiente Walter Centeno, aproveitando um erro no fundo do campo, decretou o tenso 1-1.

Então a Costa Rica se inflamou. Jogou-se para cima do Uruguai, obrigando o arqueiro Muslera a divulgar as expressões mais preocupadas de sua vida para os milhares de países que acompanhavam a partida. A calamidade quase veio quando Saborio ingressou solto na área, superou o último defensor e só não foi contemplado com o tento da virada porque José Artigas desviou o arremate com um carrinho espirituoso. A partir do caos, se fez necessário o uso da catimba para esfriar aquela barbaridade – os costarriquenhos, em chamas, fizeram-se valer do direito de dar pau. Mas após irrespiráveis sete minutos de descontos, o Uruguai enfim estava na Copa da África do Sul.

Ainda tremendo,
Iuri Müller

Anúncios

Entry filed under: Eliminatórias.

Os melhores do Apagão 2009 Eram os deuses tricolores

49 Comentários Add your own

  • 1. Renato K.  |  19/11/2009 às 06:11

    Grande texto! Felizmente não deu Costa Rica. Copa do Mundo só é perfeita quando TODOS os campeões a disputam (portanto, agradeçamos ao juiz que não viu a grande jogada de basquete do Henry no gol da França ontem).
    Acho que fazia tempo que isso não acontecia, não?

  • 2. Fernando Cesarotti  |  19/11/2009 às 06:31

    Belo texto prum baita jogo.
    AGUANTE URUGUAY!!!
    (e aquele lance do Henry, valei-me São Judas, mas nem em VÔLEI seria válido.)

  • 3. Thalles  |  19/11/2009 às 07:15

    aguardemos o sorteio agora, dia 4.

    prevejo Brasil, Holanda, Costa do Marfim e Coréia do Norte, passando, obviamente, Holanda e Costa do Marfim.

  • 4. Felipe (o catarina)  |  19/11/2009 às 07:30

    depois nego com complexo de vira-lata acha que só arbitragem brasileira/sul-americana é ruim. No primeiro jogo lá na Costa Rica o espanhol deixou de expulsar um uruguaio no início do jogo por uma falta claramente criminosa. No jogo de volta, no Uruguai, o suíço deixou de dar um pênalti pra Costa Rica e outro pro Uruguai no final. E lá na França quem tava apitando era um sueco que não viu o duplo impedimento nem o Henry carregando a bola com a mão. Vale lembrar também que foi um inglês que deu 3 cartões amarelos pro mesmo jogador da Croácia na Copa de 2006.

    pra mim, a Irlanda é a classificada moral (COUTINHO, 1978) pra Copa de 2010. E quem bom que o Uruguai foi. Vai ser bonito ver a camisa celeste desfilando em gramados sul-africanos. A propósito, não sei se notaram, mas só as seleções do Cone Sul foram pra Copa. Pessoal da parte norte do nosso continente ficou pelo caminho.

  • 5. dante  |  19/11/2009 às 07:34

    bá, textos do iuri cada vez mais fantástico.

    porque há iuris e yuris.

    AGUANTE

  • 6. Ismael  |  19/11/2009 às 08:10

    quero cruzar com a França na copa e quero ver o Adriano EMPALANDO o viado do Henry. Não lembro de ter visto um lance tão grotesco quase 20 anos de futebol!

  • 7. Guilherme  |  19/11/2009 às 08:21

    quero cruzar com a França na copa e quero ver o Adriano EMPALANDO o viado do Henry. [2]

  • 8. Lucas Cavalheiro  |  19/11/2009 às 08:34

    Belíssimo!

    E agora tá mais difícil ainda de adivinhar de quem são os textos: o Iuri escreve no mesmo estilão do LF.

  • 9. Flávio  |  19/11/2009 às 08:39

    A França foi desclassificada jogando em casa e com a vantagem do empate nas elimnatórias para 90 e 94. Não fosse a ajuda do juiz, o fiasco teria se repetido.

  • 10. Rudi  |  19/11/2009 às 09:04

    quero é a irlanda classificada pra 2014, pra vendermos cerveja quente a 5 euros pra eles perto dos estádios…

  • 11. vicente v.  |  19/11/2009 às 09:11

    porra, aquele lance do henry até no vôlei é ilegal. É DOIS TOQUES!!!

  • 12. vicente v.  |  19/11/2009 às 09:13

    argh, que feio que ficou “é dois toques”. mas acho que tá certo,” é (o lance) dois toques”.

    qualquer coisa, foi mal, dante! çakjdfadnffhnlsdajfnasd

  • 13. guihoch  |  19/11/2009 às 09:40

    SÉRIO se o rospide não estiver na casamata ano que vem nem acompanharei os jogos do GREMIO, tive uma visão, e nela rospide é o CAMPEÃO.

    DESCUBRAM QUEM É O PATO E MATEM.

    TENHO DITO

  • 14. Pato  |  19/11/2009 às 10:02

    eu gosto muito do uruguai, é um país de mulheres macias e saborosas, estive lá em 1974, acho eu, eu bebi muito e esqueci, foi um ano confuso… foi o ano em que mainha voltou pra Garunhuns para casar-se pela terceira vez e deixou eu, painho, e meus 15 irmãos no Rio de Janeiro, sem nenhum trocado pra comprar uma coca-cola. eu lembro que fomos para o uruguai tocar gado, painho dizia que era muito fácil ganhar dinheiro assim, mesmo para quem tinha reprovado na segunda série do Mobral, como ele… fomos trabalhar na fazenda de um tal de Seu Leonel, era um cara importante, diziam que ele era metido a político, mas eu não sei, só sei que o Seu Leonel passava o dia todo com o chicote numa mão e o chimarrão na outra, e batia nos meus irmãos quando eles pediam comida, mas eu como era mais descolado fugi pra Montevideo, arrumei um passaporte falso e um emprego como segurança de uma zona, foi lá que eu participei pela primeira vez de uma suruba, com muitas mulheres macias e suculentas, foi uma loucura. o uruguai tem que ir pra copa sim, se eles forem campeões vou voltar a Montevideo para comemorar com as uruguaínas, e vou mijar na tumba do seu Leonel, certeza.

  • 15. Juan Barbieri  |  19/11/2009 às 10:04

    Alfredo Zitarrosa y el loco Abreu, definitivamente inmortais..

    Marcelo ROTHspide…

  • 16. Jader Anderson  |  19/11/2009 às 10:07

    Afude a foto do loco abreu, SE FILMANDO com a familia e os escudos do nacional… q bala.

  • 17. Zé Carlos  |  19/11/2009 às 10:33

    Esse time do Uruguay é MEDIOCRE e vai cair na primeira fase, vai perder todos os jogos carajo

  • 18. Frank  |  19/11/2009 às 10:34

    Mas tem uns que só sabem avacalhar a caixa de comentários, hein ô Batista…

    E loco Abreu é eterno… AGUANTE CELESTE!

  • 19. Flávio  |  19/11/2009 às 10:59

    O Uruguai é muito azarado nos sorteios: pegou a Holanda em 74, a Dinamáquina em 86 e Sené-sené-Senegal em 02.

  • 20. nicolas sebastian  |  19/11/2009 às 11:06

    URUGUAY , URUGUAY LA CONCHA DE LA MADRE!!

  • 21. thalles  |  19/11/2009 às 11:25

    quem reclama do lance do henry obviamente não lembra da mano de dios de um certo dieguito.

  • 22. Flávio  |  19/11/2009 às 12:48

    E da porrada do Tassotti que o juiz não viu em 94, da ajeitada com o braço do Túlio em 95, do gol inglês que não entrou em 66…

  • 23. Juan Barbieri  |  19/11/2009 às 13:16

    Con mucho huevo la celeste chegará á semi-final desse mandelón cabrón jilipollas e que promete ser ainda mais surreal do que o AJUDÃO 2009…
    …META HUEVO… QUE GANAMO!!! OOOO!!

  • 24. Sanchotene  |  19/11/2009 às 13:52

    Textaço, Iuri! Parabéns. Sofri igualmente, ainda que só tenha visto os últimos vinte minutos.

    O Uruguai, país que vejo como a metade independente de um povo só, classificou-se. E é o que interessa. Na Copa, a conta das Eliminatórias é zerada.

    Nitidamente, ficou clara a superioridade charrua em ambas as partidas. Entretanto, os vizinhos ratearam demais. Pesou a pressão, como pesara contra a Argentina.

    Tabarez faz um excelente diagnóstico sobre as forças e fraquezas da equipe, e espero que consiga preparar, principalmente, a mentalidade do grupo para a Copa do Mundo.

    Chegar as quartas é possível, sim!

  • 25. Sanchotene  |  19/11/2009 às 13:53

    P.S.: Eu poderia jurar que o artigo era de autoria do Luís Felipe…

  • 26. Sanchotene  |  19/11/2009 às 13:55

    Trocando de assunto, a FIFA deveria punir o Henry por pelo menos 3 partidas oficiais e deixá-lo de fora da Primeira Fase, por violação ao Fair Play.

    Se quiser ser rigorosa, suspende por SETE. Colocou a França na Copa, sim, mas com o custo de ficar ele de fora.

  • 27. Rudi  |  19/11/2009 às 14:01

    Sancho, a punição em seleções é por jogos, não necessariamente oficiais, se punir por 7, a FFF arruma 7 amistosos e zera tudo
    infelizmente essas punições não são separadas
    teria que punir por tempo, mas dai afetaria o clube também – tipo, 12 meses sem poder participar de jogos internacionais penalizaria o Barcelona

    ou seja, grande idéia

  • 28. Sanchotene  |  19/11/2009 às 14:07

    Re 26

    Rudi,

    Bastaria afirmar a punição começaria a partir de junho. A Copa começa em 11.6.9.

    Abraço.

  • 29. Sanchotene  |  19/11/2009 às 14:08

    Re 26

    Rudi,

    Bastaria afirmar a punição começaria a partir de junho. A Copa começa em 11.6.10.

    Abraço.

  • 30. Rudi  |  19/11/2009 às 14:12

    boa…
    mas penso que isso é o caso de um jogo que poderia ser anulado, na boa… e FODA-SE a sumula…

  • 31. Sanchotene  |  19/11/2009 às 14:13

    Estivesse no lugar da governadora, parabenizaria o Uruguai pela classificação em nota oficial. Qualquer um chega queimado ao último ano de mandato, mesmo.

    Que se ponha mais fogo!

  • 32. Diogo  |  19/11/2009 às 14:14

    20.

    Ah, mas o Dieguito, assim como o Pelé, PODEM.

  • 33. Sanchotene  |  19/11/2009 às 14:17

    O Maradona pelo menos FINGIU que cabeceou a bola. O Henry não se deu sequer o trabalho. E depois do primeiro toque, a bola escapou, e ele deu um segundo para ajeitar…

  • 34. Diogo  |  19/11/2009 às 14:37

    E já tenho a seleção por quem torcer em 2010, para desprezo dos ufanistas carnavalescos fora de época.

    Chamarei no peito litros de cerveja uruguaia, aguardando a eliminação precoce.

  • 35. Thalles  |  19/11/2009 às 14:38

    Eu também gostaria de ver os brutamontes da Irlanda na copa ao invés desses frescos de biquinho.

    Mas daí a apelar para violação de fair play porque o cara dominou com a mão é MUDERNIDADE de mais pra minha cabeça de neandertal.

    Enganar adversário e juiz faz parte da mitologia do futebol. Se colar colou.

    Foi na copa de 62 que o Nilton Santos deu um passinho pra frente pra evitar a marcação do penalti não foi? Coisa linda.

  • 36. Sanchotene  |  19/11/2009 às 14:43

    Thalles,

    Não estou dizendo que deveriam anular o jogo, mas punir o Henry. Ele fez o que era possível para classificar seu país, e isso é irreversível. Mas que merece um ganchinho pela “esperteza”, merece. É o preço a pagar pela ação ilícita não percebida em flagrante.

  • 37. Thalles  |  19/11/2009 às 14:48

    O governo da Irlanda vai pedir à Fifa a anulação do jogo:

    “Duvido que marquem outro jogo, porque não somos ninguém no futebol mundial, mas devemos colocar [a Fifa] sob pressão. É o mínimo que deve ser feito para honrar inúmeros torcedores que estão desolados. Se o resultado for mantido, reforçará a ideia de que é válido trapacear para vencer”, afirmou o ministro da justiça.

    http://www1.folha.uol.com.br/folha/esporte/ult92u654737.shtml

  • 38. Sanchotene  |  19/11/2009 às 14:50

    Re 36

    Não seria o primeiro caso de anulação em Eliminatórias. Bahrein-T&T, em 2006, teve uma das partidas anuladas por Erro-de-Direito.

    Não sei se é o caso…

  • 39. Rudi  |  19/11/2009 às 15:09

    o que aconteceu nesse jogo? lembro que foi anulado mas não lembro dos fatos

  • 40. arbo  |  19/11/2009 às 15:43

    BÁ, muito bom o texto. parabéns, Iuri.

  • 41. Sanchotene  |  19/11/2009 às 15:43

    Foi Bahrain-Uzbequistão, na verdade. O juiz teria errado ao não mandar voltar uma cobrança de pênalti do Uzbequistão. A partida anulada terminara 1-0 para o Uzbequistão; a partida válida foi 1-1.

    O Bahrain se classifcou com um empate em casa, mas foi eliminado por T&T…

  • 42. dante  |  19/11/2009 às 16:04

    bá, acho esse argumento muito FULMINANTE, pensando com uma MENTALIDADE FIFA [já que sou colorado sdlçkjfsdaklfj]:

    “Se o resultado for mantido, reforçará a ideia de que é válido trapacear para vencer”.

    win.

  • 43. Camilo  |  19/11/2009 às 16:47

    parabens belo texto, muito belo, muito bom.

  • 44. Felipe (o catarina)  |  19/11/2009 às 17:49

    “Se o resultado for mantido, reforçará a ideia de que é válido trapacear para vencer”

    realmente melhor argumento. Cancelem esse jogo djá!

    “Duvido que marquem outro jogo, porque não somos ninguém no futebol mundial,”

    ajahjaahjaa. Gostei dessa parte tbm.

  • 45. Prestes  |  19/11/2009 às 18:00

    Anular o jogo viraria palhaçada, abriria precedentes demais. Toda hora ia ter anulação de jogo.

    Mas o Henry merece uma suspensão, sim.

  • 46. Sanchotene  |  19/11/2009 às 18:38

    compl. 40

    O juiz percebeu a infração, mas marcou tiro indireto; quando deveria voltar a cobrança.

    Não há relação com o jogo de ontem.

  • 47. FERN  |  20/11/2009 às 14:14

    a amargura tem sido duradoura, pero a vitoria sempre será celestial!!!

    AGUANTE!!

  • 48. Schmidt  |  20/11/2009 às 22:23

    Confesso que foi muito gostoso ver a França mandar a Irlanda pra casa com gol roubado, gol de mão. Odeio os franceses e odeio o Henry, mas já estava na hora de ver os irlandeses sofrerem um pouco pelo que aquele fadaputa do ex-padre (só podia) irlandês Cornelius Horan fez com o Vanderlei Cordeiro de Lima na maratona das Olimpíadas de Atenas.

  • 49. FERN  |  21/11/2009 às 21:35

    football!!!
    fussball!!!
    fútbol!!!
    futebol!!!

    schmidt pelo santo demo???

    LAMENTÁVEL…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • Alguns dias após o Barcelona 5x0 Chapecoense, hoje veio a consagração: Real Madrid 0x2 Chapecoense. 2 hours ago
  • Semifinais da Série D, jogos de ida: Juazeirense-BA 3x1 Globo-RN (volta 27/8) Atlético-AC 0x0 Operário-PR (volta 28/8) 2 hours ago
  • Corinthians finalmente perde e o que o resto do G4 faz? O resto do G4 não ganha nem três pontos contando os três times juntos. 2 hours ago
  • O Palmeiras não ficou só na promessa de ajudar. twitter.com/IPEonline/stat… 2 hours ago
  • O consolo palmeirense é que o São Paulo entrou no Z4 após essa apresentação pífia. 2 hours ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: