O abutre que deu a vitória ao urubu

09/11/2009 at 06:17 143 comentários

Petkovic comemora. Foto: vipcomm/terra

Mas como eu ia dizendo, pontos corridos não é emocionante porque não tem final. E por isso o jogo de ontem entre Atlético Mineiro e Flamengo não valeu absolutamente nada, e todas as 63 mil pessoas que foram ao Mineirão com a esperança que os quase 40 anos de desídias do Galo se encerrassem estavam totalmente enganadas. Especialmente por que viram Juarez no banco do seu time, e ao lado dele, aquele abutre que nas horas decisivas sempre diz: “volaaaaaaaaaaaaaante”.

Celso Juarez, sabemos, lê o Impedimento, como o faz todo treinador de alguma estirpe e de algum respeito. Por ler, deveria saber que o Flamengo de Andrade é um time que propõe o jogo. Não chega a adotar estratégias suicidas, mas gosta de avançar com seus dois laterais, seus dois meias e deixar Adriano bem lá na frente. Especialmente pela segurança dos três volantes. Dado isso, a escalação de um meio campo com Jonílson, Correa e RENAN só pode ser obra do maldito abutre.

Com o bafo quente de  um quaquilhão de almas na nuca, lá se foi o Atlético Mineiro para atacar, pressionar e abafar o Flamengo, com a sua linha de volantes adiantada. Fatalmente, em alguns momentos, a bola foi entregue ao rubro-negro, que soube bem o que fazer com  ela – acalmar, cadenciar, arrastar o jogo até que uma talentosa definição ocorresse. Como o inspiradíssimo gol olímpico de Petkovic.

Em um escanteio anterior, Adriano e o goleiro do Galo, Carini, trocaram beijos na grande área. Sabemos que os platinos têm o hábito de cumprimentar com beijinhos no rosto, os italianos também, platinos que moravam na Itália…enfim. Adriano mostrou que conhece Carini, especialmente a sua pouca envergadura, apesar do 1,90 (é o que diz na ficha). Avisado, Petkovic bateu um escanteio com precisão cirúrgica que ele não teve condições de despachar.

E lá se foi o Galo de novo, tentando pressionar. Diego Tardelli voltava para buscar a bola e em tarde pouco inspirada, não conseguia muito. Pedro Benítez, um zagueiro, aparecia uma meia dúzia de vezes perto da área adversária para tentar algo. Aí surgiu um contra-ataque, que foi dominado na entrada da área por Maldonado. Chamavam Maldonado de volante tosco quando jogava em São Paulo? Pois é. Pegou na entrada, deu um toque de muita categoria e finalizou no canto oposto, incalcançável ao goleiro. D’Alessandro não faz isso. 2-0 Flamengo e abutre na cabeça de Celso Juarez. Ainda mais que, minutos depois, o Galo teve a sua melhor chance. Éder Luís correu pela ponta, cruzou rasteiro e…CORRÊA apareceu para finalizar. Aí é brabo.

É preciso dizer que hombridade não faltou ao Atlético Mineiro. No segundo tempo, Celso Juarez deu uns tapas no abutre e mandou Evandro a campo, que se não tem talento para criar, pelo menos fez isso a vida toda. O Galo conseguiu um gol aos 4, com Ricardinho. Zé Roberto dava migué e Petkovic sentiu o peso dos anos sobre as costas. A criação do Flamengo murchou e os laterais do Galo se mandaram, especialmente Thiago Feltri. O segundo gol galináceo brilhava. Rentería entrou em campo. Lógico que nesse momento, Andrade tinha que fazer alguma coisa: Fierro no lugar de Petkovic, Aírton no lugar de Toró.

Com mais OXIGÊNIO, o meio-campo do Flamengo tentava voltar a controlar as ações. Mas era jogo para contra-ataque: em um deles, Adriano foi acionado e Carini fez grande defesa. Minutos depois, Fierro apareceu pela ponta direita e centrou na cabeça de Adriano. Carini saiu estabanado e ainda havia um zagueiro pirado para conceder uma perna em direção ao gol. 3-1. A massa rubro-negra, sempre muito criativa (?) chamava o pessoal da Globo para dançar a dança da bundinha, pois no Mineirão o galo virou galinha.

Jogaço, típico de uma das tantas finais desse campeonato. O Flamengo se jogou como uma donzela virgem nos braços do seu amado título brasileiro, ainda mais sabendo que o São Paulo não joga nada e há o Palmeiras.

Fred, o centroavante surfista. Futura Press/Terra

Que no Maracanã, na mesma tarde, não era favorito contra o Fluminense de Conca e Fred, pelo simples fato de que jogava pior nas últimas partidas. Com um gol do centroavante-surfista, após um pulinho no ar vazio do inominável Marcão, os tricolores levaram aos 66 mil que foram ao maior do mundo mais uns choques de desfibrilador. Afinal, o Flu agora é 17º colocado, está invicto há 9 jogos, é o Brasil na Sul-Americana (?) e está embalado. O brabo é que faltam quatro rodadas e são cinco os pontos que lhe separam do Botafogo, último time a sair da zona, e que venceu o Coritiba.

Também nessa rodada tivemos o clássico Alemanha X Brasil no Pacaembu, com um gol de Ronaldo e outro de Dentinho. O Cruzeiro venceu o rebaixadíssimo Sport e candidatou-se ao G4, o Avaí se candidata à Libertadores com a vitória sobre o Vitória – está há 3 pontos de um time que empatou (perdeu) na Arena Barueri. Lógico que estou falando do Inter. Dois dos jogadores mais regulares eram Lauro e Andrezinho – um levou frango, o outro perdeu gol feito. Na próxima rodada, espero um gol contra do Guiñazu.

Até a vitória,
Luís Felipe dos Santos

Anúncios

Entry filed under: Brasileiro.

O mundo das aparências O anoitecer do centenário

143 Comentários Add your own

  • 1. Luís Felipe  |  09/11/2009 às 06:20

    eu sei que vão reclamar que o Simon não foi citado no texto, mas é o seguinte: o gesto dele mostra que ele viu um puxão do Obina, que pode ter acontecido antes da bola chegar nos dois.

    eu não quero ser citado por ele quando aparecer uma câmera de um CINEGRAFISTA AMADOR e ele conceder uma COLETIVA dizendo que o Impedimento quer tirar ele da Copa do Mundo.

    se bem que já temos preparado um dossiê sobre “recuos de bola” e “impedimentos em lateral”, mas não contem. hshs

  • 2. gilson  |  09/11/2009 às 07:06

    tranquilo LF, tranquilo…

  • 3. Fernando Cesarotti  |  09/11/2009 às 07:27

    bom, o Simon é um safadocanalhabandidofilhodumaputa da pior espécie. Mas um timr que joga a BOLINHA que o Palmeiras vem jogando há mais de mês devia ter VERGONHA de reclamar do juiz. Até porque os jogadores não tiveram nem COJONES pra reclamar omo homens.
    Suda e Copa do Brasil, aí vamos nós.

  • 4. Guilherme  |  09/11/2009 às 07:50

    O Mário Sérgio é louco.

    O Celso Roth nunca vai ganhar nada.

    E tem castelhano demais no futebol brasileiro.

  • 5. Vinicius  |  09/11/2009 às 08:22

    Vejam que interessante: O último jogo do Flu é contra o Coritiba em Curitiba. Se os dois continuarem nesta toada, é bem possível que este jogo seja a “final” da zona de rebaixamento.

  • 6. Guilherme  |  09/11/2009 às 08:30

    Mas é isso que eu acho palha no pontos corridos. É a gente rezando para jogos que acontecem serem quase-finais e jogos massa.

    Quando o mais esperto seria simplesmente TER as finais.

  • 7. Jader Anderson  |  09/11/2009 às 08:30

    Bah, esse suicídio do inter está me tirando o prazer de secar….

    eita time dus inferno…

  • 8. Roger  |  09/11/2009 às 08:34

    O Grêmio, na próxima rodada, sai da zona de classificação para a sula.
    E acho que não volta mais.
    NEM SULAMERICANA VAMOS PEGAR!!!!

    Deprimente o ano do tricolor.

  • 9. Paulo Torres  |  09/11/2009 às 08:36

    Ontem os dois laterais do Fla jogaram mais na defesa mesmo. O Juan aparentemente contrariado, mas o esposo da Perlla mostrou que sabe ser um lateral-marcador eficiente.

    E alguém no Inter tem saudades do Rentería? Ao menos no Colorado ele poderia servir como mascote!

  • 10. Jader Anderson  |  09/11/2009 às 08:38

    Tomara mesmo roger… não quero pegar uma vaga para um torneio aonde meu time nao ira participar as ganhas…

  • 11. Guilherme  |  09/11/2009 às 08:43

    Também concordo com o Jader ali.

    Jogar essa sula só atrapalha. E não é corneta! Antes que algum colorado venha com essa.

    Sem falar que prêmio de consolação só serve pra aliviar nos defeitos. Se é pra não pegar libertadores, tem que se fuder todo, pra ano que vem dar uma varrida boa no clube.

  • 12. Carlos  |  09/11/2009 às 08:51

    Bah, nem quero pegar a sula. Só atrapalha.

  • 13. Sanchotene  |  09/11/2009 às 08:57

    Re 6

    Bingo!

    Queno num modelo acontece sempre, noutro é esporádico. Ninguém disse que é proibido.

    Mas o problema maior nem é esse, REPITO, é este:

    “O fortalecimento do Brasileirão diminui a chance de os grandes clubes do país continuarem sendo 12, os tradicionais gigantes criados em cem anos de Estaduais em SP, MG, RJ e RS…” (PVC, na edição da FSP de 1º de novembro de 2009)

  • 14. Sanchotene  |  09/11/2009 às 08:59

    A Sul-Americana não atrapalha B*ST@ nenhuma. Meia dúzia de partidas a mais NÃO fazem diferença. Ademais, o Grêmio jamais conseguiu que a Sul-Americana tivesse qualquer cnance de vir a atrapalhar, já que sempre é eliminado na Fase Nacional…

  • 15. guihoch  |  09/11/2009 às 09:01

    em 1929 os ROTHchild quebraram a bolsa de valores

    nos dois ultimos anos 2008/2009 o ROTHretranca quebra as esperanças de duas torcidas brasileiras.

    ROTH para ministro da economia DJÁ.

    TD

  • 16. Jader Anderson  |  09/11/2009 às 09:04

    Não é isso sancho…

    quis dizer que nao quero o gremio em mais um torneio no qual nao vai ganhar… muito menos tentar.

    É como comprar aquelas rifas de 1 pila….. é só 1 pila, mas como tu nunca vai ganhar a bendita… acaba se sentindo meio idiota

  • 17. Guilherme  |  09/11/2009 às 09:09

    Jogar a sula pra ganhar é mega depressivo, me lembra dos tempos que a gente dava risada de quem se matava pra ganhar a comenbol, enquanto o grêmio jogava finais e semifinais de libertadores, copa dos campeões e tal.

    Ou a gente aceita de vez que o Grêmio diminuiu e ponto.

  • 18. Anônimo  |  09/11/2009 às 09:11

    http://espn.go.com/video/clip?id=4628040&categoryid=null

  • 19. Jader Anderson  |  09/11/2009 às 09:13

    Cara, taça é taça…

    Sulamericana não é uma libertadores… mas é torneio internacional.

    Não é file mignon… mas eh um VAZIO hehehehe.

    Se quiser pode ficar com bifes de soja do gauchão por ex…

  • 20. Sanchotene  |  09/11/2009 às 09:19

    Re 17

    Fase é fase, mas não é isso. Em 2001, nós entramos de cabeça na Mercosul, no segundo semestre, e ninguém disse nada; muito antes pelo contrário. Quando jogávamos a SuperCopa, ninguém falava nada sobre a relação dessa com o Brasileiro.

    Esse desdém pela Sul-Americana não só é ridículo, como sequer faz sentido. Competições estão aí para serem disputadas e vencidas; da Copa FGF à Libertadores. Umas valem mais, outras menos?! Isso muda!

    Já houve época em brasileiros desistiram de jogar a Libertadores porque essa valia menos que o campeonato nacional; e que clubes paulistas desistiram de jogar o Brasileiro.

  • 21. Luís Felipe  |  09/11/2009 às 09:19

    caralho, a mulher é um DAISON PONTES do futebol feminino.

  • 22. Sanchotene  |  09/11/2009 às 09:19

    Re 16

    O problema, pois, está no clube; não, na competição…

  • 23. Guilherme  |  09/11/2009 às 09:24

    .20

    Entendo o que tu quer dizer, mas não deixa de ser triste.

    Uma coisa é ganhar mais uma copinha a mais pra aumentar a contagem dos títulos que ganhou em um curto espaço de tempo.

    Outra é a depressão de saber que a sula vai ser a única taça que o Grêmio pode erguer. E mesmo assim, é provável que não ganhe.

  • 24. Diogo  |  09/11/2009 às 09:24

    O abutre que deu a vitória ao Flamengo é o mesmo que deu a vitória ao Goiás ano passado, no Olímpico. Aquele que fica pousado no lugar da coruja, e que faz o time do Roth sofrer gols olímpicos em partidas decisivas.

    Mas no caso do Galo não tinha muito o que fazer, pois o time do Flamengo é milhões de vezes melhor.

  • 25. gilson  |  09/11/2009 às 09:28

    Lá vamos nós….
    Sancho, dos 12 aí que o PVC falou tem 9 que estão quase todo ano na briga, o SPFW é o único que distoa, disputa o título todo ano e ganha vaga na Liber invariavelmente.
    Os que ficam de fora são os outros do Rio que não o Flamengo, mas desconfio que eles estejam enfraquecidos por motivos outros que não o campeonato de pontos corridos.

  • 26. Sanchotene  |  09/11/2009 às 09:29

    Re 21

    LF,

    O Henrique tem 3 meses, acorda todos os dias às 5h30′, e já vê o Discovery por iniciativa minha (sou eu quem gosta, hahaha!). Contudo, apesar da pouca idade, ele já dá gargalhadas com o “Pocoyo” e fica vidrado nas músicas da “Vila Sésamo” e do “Jack e o Show de Música”, p.e.

    Acho que vou acompanhar mais esse teu blog.

  • 27. Lol  |  09/11/2009 às 09:31

    Em 2007 e 2008 o Inter fez 54 pts no CB. Mais um pontinho e a Diretoria poderá lançar uma nova campanha? “No centenário eu fui TRI”.

    Marketing é marketing…..rumo aos 200 mil sócios!

  • 28. Carlos  |  09/11/2009 às 09:38

    Porra, deixem q eu ache a sulamiranda uma merda.

    Cacete.

    E pro Ernesto, na discussão no topico anterior…o q eu ouvi de colorado enchendo meu saco com o lance do “exército tricolor”…q era coisa de nazista mesmo, q gremista é nazista, bla bla bla…

    Ae CLARO, o ernesto e o seu coitadismo colorado (nós somos os humildes, os isso, os aquilo…e vcs os arrogantes, arruaceiros e racistas)…

    Porra meu…

  • 29. Sanchotene  |  09/11/2009 às 09:40

    Re 23

    Em 1977, tudo o que a gente queria era ganhar um Estadual que fosse. Ganhamos, e pegamos moral para alçar vôos mais altos.

    É que nem o cidadão que está naquela “seca” desgraçada. O negócio é começar a se abraçar no que aparecer, para produzir “mel”. A confiança volta, e as mulheres mais interessantes começam a dar bola para ele.

  • 30. Lol  |  09/11/2009 às 09:44

    Outra campanha boa para o centenário é a nova tróplice coroa:
    Gauchão, Suruga e Carnaval.

    Enfim, existem 1001 maneiras de vender mais bonequinhos do dalessandro, invente a sua.

  • 31. Vinicius  |  09/11/2009 às 09:46

    Sobre a Copa Sulamericana, acho que não custava nada a Conmebol dar uma vaguinha na Libertadores para o campeão. Daria mais interesse.

    E, PELO AMOR DE DEUS, LUGAR DE TIME MEXICANO É NA CONCACAF.

    E tenho dito.

  • 32. Diogo  |  09/11/2009 às 09:48

    31.

    Nada a ver, o campeão já ganha vaga direta no próximo ano para a mesma Sula. Já está bom demais.

  • 33. Rudi  |  09/11/2009 às 09:54

    sobre a discussão do tópico anterior…

    não me sinto ofendido com chamamentos de macaco pra torcida do inter e etc MAS ISSO É A MINHA IDÉIA, MINHA MENTALIDADE, MINHA REALIDADE… entendo e aceito como natural parte da torcida se sentir ofendida

    mas acho que seria do caralho ter um gorilão como mascote MAS SEM ABANDONAR O SACI TAMBÉM…

    mas, cadum cadum

  • 34. Rudi  |  09/11/2009 às 09:57

    e sobre eu ter sido citado no tópico anterior pelo meu desagrado com brasília

    falar dos defeitos das cidades dos outros é ridículo porque tu não conhece a realidade… eu já morei até hoje em porto, cachoeirinha, alvorada, tramandaí, uruguaiana e brasília, como poderei falar dos defeitos de SE VIVER no rio, sp, cwb e outros? sendo que só conheci essas cidades a passeio – e por tanto devo ter visto as melhores partes da mesma?

    agora, falar os defeitos não significa nenhum tipo de ingratidão com a cidade ou nada do gênero

    profissionalmente o que eu sou hoje foi brasilia que me deu a oportunidade de ser, é uma cidade com uma quantidade de opções culturais bastante razoável, e com uma organização/segurança bastante superior a média nacional…

    e no mais, vão se fuder todos e me paguem umas brahma extra

  • 35. Jader Anderson  |  09/11/2009 às 10:02

    “profissionalmente o que eu sou hoje foi brasilia que me deu a oportunidade de ser”

    Claramente Rudi se declarando um LARÁPIO!

    Morra

    hehehehehe

  • 36. Rudi  |  09/11/2009 às 10:06

    Jader, não espalha, e vai a merda hehehe

  • 37. Vinicius  |  09/11/2009 às 10:23

    32.

    Grandes coisas… a Libertadores é que é a cereja do bolo.

  • 38. Jader Anderson  |  09/11/2009 às 10:23

    Po rudi, meu amigo, meu camarada… nao troquemos animosidades neste canal internético hehehe

    Me consegues um emprego na PETROBRAXX??

    [/politico]

  • 39. Rudi  |  09/11/2009 às 10:27

    Jader, estou esperando ser chamado no concurso de lá, hoje o máximo que consigo pra ti é um estágio no INSS haehhaha

  • 40. Lol  |  09/11/2009 às 10:38

    Camilo:
    “Sempre é bom relembrar que na formula antiga, o SPFW sempre se classificava em 1º e SEMPRE tomava uma sova do 8º nas quartas de final.

    Ao invés de tomar vergonha na cara e mudar o time, resolveu mudar o campeonato.

    Atitute total GURI DE APARTAMENTO”

    Puts…o cara que tá chorando pra mata-mata pq seu time só caga no pau em pontos corridos….e diz que o SP quis mudar o campenoato pq não ganhava em mata-mata. Contradição total.

    Além do mais o SP tem 3 campeonatos em cada espécie.

    E convenhamos, o Inter não ganhava nada nem com pontos corridos e nem com mata-mata. Afinal passou 25 anos sem ganhar nada num e está há 5 sem ganhar no outro.

    Aliás, no mata-mata o colorado flertava quase sempre com o rebaixamento.

  • 41. Guilherme  |  09/11/2009 às 10:44

    .40

    O SP tem 3 campeonatos de 6 disputados em pontos corridos e está rumo ao 4 em 7.

    Em comparação a 3 em 30 edições do mata-mata/formulismo.

    O SP provavelmente sempre vai ganhar mais do que os outros em qualquer fórmula, mas uma coisa é ter um time levemente mais ganhador, outra é um só time ganhar quase sempre.

  • 42. Lol  |  09/11/2009 às 10:46

    Buáááá, pq o SP tem mais EFETIVIDADE e competência para manter um time competitivo todo SANTO ano, vamos puni-lo com a volta do mata-mata.

    Pq o Inter, Grêmio e demais possuem uma diretoria que se preocupa mais com o faturamento na venda de brinquedos, títulos de sócios e, principalmente jogadores, sem se preocupar em planejar um elenco forte para ganhar no futebol vamos premiá-los com uma formula que permita os mais imcompetentes terem chances de ser campeões….

    buáaaaa

    Vamos fazer uma fórmula como a de 2000, onde o MALUTROM veuio da 3 divisão para chegar nas quartas de final e o SÃo CAETANO foi VICE da SEGUNDONA para chegar na final com o Vasco.

  • 43. izabel.  |  09/11/2009 às 10:47

    o magoado é tão magoado que dá até preguiça…
    ô, LF, por que você não manda seu recado direto, vem com essa frasezinha que soa bem canalha, já que você sempre deixou clara a aqui a sua opinião sobre pontos corridos x mata-mata (Mas como eu ia dizendo, pontos corridos não é emocionante porque não tem final.).
    eu, hein.

    sobre essa discussão, eu li uma coisa massa, porque conseguiu traduzir o que eu penso: “Pelo contrário, os pontos corridos são tão nocivos que institucionalizam o anticorinthianismo ao incentivar nossa torcida a cogitar abrir mão da vitória contra o rubro-negro carioca ou contra o galo mineiro só para evitar alegria a rivais ou inimigos.
    eu tou nessa dúvida! não querer ganhar dos outros times mais populares do país (infelizmente baêa tá na uti) é im-pen-sá-vel. ver os porcos levantando a taça que tanto almejam é também uma ideia torturante…
    bom, tem mais, no mesmo texto, mas são ideias mais subjetivas, mas lembrei dos argumentos que rolaram num post antigo: Os pontos corridos, grosso e injusto modo, são a reunião de certa casta cujo critério de seleção é o poder econômico, e seus membros se revezam nas vitórias numa espécie de política do café-com-leite que vigorou nos primeiros anos republicanos deste Brasil. Por outro lado, as finais são nada mais do que a democratização pura e simples. É a CLT, é o povo se equiparando à elite e tendo chances reais de se sobrepor pela vontade, pela raça e pela valorização da alma e seu orgulho de ser povo.

    e, sobre a falsa “maior organização” e “modernização” do campeonato por pontos corridos, este palmeirense aqui falou tudo: http://forzapalestra.blogspot.com/2009/10/tabela-no-lixo-2.html

  • 44. Guilherme  |  09/11/2009 às 10:48

    O Inter ganhou 3 em 4 porque tinha um puta time. Mesma coisa o Palmeiras nos anos 90, Flamengo nos anos 80 (ainda com a ajuda do juiz).

    Hoje em dia qualquer time meia boca que o SP põe tá nas cabeças porque tem elenco e estrutura MUITO maiores.

  • 45. Luís Felipe  |  09/11/2009 às 10:48

    há duas semanas, quando o SPFC ficou distante do título, esse argumento sumiu.

    aliás, Sancho: dos 12 grandes, quantos não disputaram o título em nenhuma edição dos pontos corridos? Três: Botafogo, Fluminense e Vasco.
    Atlético Mineiro 2009
    Cruzeiro 2003, 2007
    Inter 2005, 2006
    Grêmio 2008
    São Paulo (preciso dizer?)
    Corinthians 2005
    Flamengo 2009
    Palmeiras 2008, 2009
    Santos 2003, 2004

    sendo que Botafogo foi líder do 1º turno em 2007 e o Fluminense ficou nas cabeças por boa parte do campeonato em 2005.

  • 46. Luís Felipe  |  09/11/2009 às 10:49

    Izabel, eu já passei do tempo de reduzir a discussão para o lado pessoal.

    Agora só me interessa o deboche. Obrigado.

  • 47. Guilherme  |  09/11/2009 às 10:52

    .45

    LF, tu tá dizendo então que todo ano um time grande diferente vai tentar (e não conseguir) ganhar o título do SP.

  • 48. guihoch  |  09/11/2009 às 10:53

    devendras em brasilia voces não conseguem nada na petro visto que a sede é no rio e o gabrielli(pesidente) CARIOQUISIMO.

    PETROBRAS=RIO DE JANEIRO

    mas agora eles estão implementando uma reestruturação do porto do rio, chamado porto maravilha, e a petro alugou todo o complexo do caju, o terceiro maior do mundo diga-se de pasagem, varios cargos de chefia seram criados, lula investindo horrores na petro, prova que ser analfabeto é uma coisa, ser burro é outra totalmente diferente, LULAL PRESIDENTE MAIS ESPERTO DO MUNDO.

    TENHO DITO

  • 49. Vinicius  |  09/11/2009 às 10:54

    Eu defendo a volta dos mata-matas por um argumento puro, simples e singelo: dá mais graça. É cacetada toda rodada, de maio a dezembro.

  • 50. Lol  |  09/11/2009 às 10:54

    Izabel, não sou politicamente correto….vai comentar num site de moda, vai.

    nossa….trazer até a CLT pra discutir formula de campeonato foi foda…

  • 51. Lol  |  09/11/2009 às 10:55

    quer graça vai no circo.

  • 52. Guilherme  |  09/11/2009 às 10:57

    quer organização vai arrumar teu quarto.

  • 53. guihoch  |  09/11/2009 às 10:57

    nossa…

    foi foda….

    QUEM DIABOS É ESSE LOL AFINAL

  • 54. Luís Felipe  |  09/11/2009 às 10:58

    mas tudo isso é bobagem, a melhor fórmula foi a proposta pelo Felipe Catarina há uns três tópicos atrás.

    previa algo como uma final e quatro vagas brasileiras para a Suda…

  • 55. Lol  |  09/11/2009 às 11:01

    E depois vcs querem sacanear o botafogo por causa de chororô….caramba….nunca vi tanto choro como aqui….bastou o Sp chegar novamente que começou a manha….

  • 56. Sanchotene  |  09/11/2009 às 11:01

    Re 45

    Em 2003 e 2007, só um clube disputou o título, LF. Não forces.

    Para disputar, mesmo, o título; nas últimas seis rodadas (18 pontos), deve estar -no máximo- cinco pontos atrás; aceito 8, com confronto direto.

  • 57. Luís Felipe  |  09/11/2009 às 11:03

    Sancho, quando Cruzeiro e Santos se enfrentaram em 2003, havia três pontos de vantagem para o Cruzeiro. Com a vitória, ficaram em 6 e o Santos não teve mais condições de alcançar.

    2007 foi diferente, a vantagem do SPFC foi maior.

  • 58. Lila  |  09/11/2009 às 11:03

    Pára de secar o Flamengo, Luis Felipe.

  • 59. guihoch  |  09/11/2009 às 11:05

    OLHA COMO VAI FICAR O RIO DE JANEIRO

    ademi.webtexto.com.br/IMG/pdf/doc-876.pdf

    E TEM O VIDEO

  • 60. Luís Felipe  |  09/11/2009 às 11:07

    hshshshshshsh

    sabia que alguém iria reclamar da maldição.

    aliás, Sancho:
    http://www.cruzeiro.org/ft-br03-cru-san.php

    o Cruzeiro abriu 3 pontos de vantagem no confronto direto. Com a derrota, teria invertido a situação. Faltavam 15 rodadas…

  • 61. Guilherme  |  09/11/2009 às 11:07

    Eu acho que com pontos corridos o brasileirão vai virar o campeonato inglês onde o Manchester United quase sempre ganha.

    Às vezes o Chelsea (que é o segundo mais rico) ganha um que outro.

    E isso é a pior coisa que pode acontecer pro futebol brasileiro.

    Sem falar que já esvaziaram a Copa do Brasil e tiraram toda a graça!

  • 62. Sanchotene  |  09/11/2009 às 11:12

    Re 57

    Mas esse jogo foi em 20 de SETEMBRO, faltavam QUATORZE rodadas para disputar (singelos 42 pontos)!

    O Cruzeiro só foi ser campeão em 30 de NOVEMBRO, três meses e 11 rodadas depois.

  • 63. Lila  |  09/11/2009 às 11:15

    Não é a maldição, mas você fica fazendo esses textos, eu tou ciente de que é SECAÇÃO. Favor desligar a máquina, ok? =D

  • 64. izabel.  |  09/11/2009 às 11:19

    guihoc: o gabrielli é baiano.

  • 65. guihoch  |  09/11/2009 às 11:31

    pergunta pra ele bel aonde ele prefere jogar uma bomba no rio ou na bahia e saberas daonde ele é!

    aonde se come a carne não se joga a bomba

  • 66. Sanchotene  |  09/11/2009 às 11:32

    Re 61

    É exatamente esse o ponto, Guilherme.

    Nos últimos 40 anos do campeonato inglês, Liverpool e Manchester (2 clubes) dividiram mais da metade dos títulos entre si. O resto ficou com as migalhas…

    Na Alemanha, o Bayern (1 clube) venceu 19 dos últimos 40; outros oito times dividiram o resto. O segundo papou 5 (último em 1977), e 4 venceram três vezes.

    Na Itália, os títulos se dividem entre três, e o resto come o que sobra.

    Pergunto: é o que queremos?!

  • 67. Rudi  |  09/11/2009 às 11:34

    falando em estatais, li algo absurdo hoje no Jornal de Brasília – a HEMOBRAS (estatal brasileira de bancos de sangue) será transferida para Recife APENAS E TÃO SOMENTE porque o novo presidente é de lá e quer ficar mais perto da sua familia…

    tipo… QUE MERDA É ESSA? não é o governo que tem que servir ao povo e seus funcionários servirem também? acho que a inversão de valores aqui na esfera pública tá mais podre do que nunca

  • 68. Frank  |  09/11/2009 às 11:45

    Mais um post que acaba terminando na discussão de fórmulas nos comentários, hein ô Batista!

    Mas sério, com o provável tetra-hepta do SPFW, podem ter certeza que a Platinada irá exercer uma pressão terrível pela volta dos mata-matas, embora eu ache que será pior do que está agora…

    Aquela fórmula do Catarina era ótima, mas certamente nada parecido será implementado caso voltem os mata-matas por pressão da Rede Glóbulo, para quem o futebol é apenas um negócio, e nada mais…

    Para mim, a melhor fórmula está bem aqui do lado, nos países sulamericanos: Apertura / Clausura, que embora seja uma adaptação dos pontos corridos, pelo menos é Made in Sudamerica (até onde eu saiba… se estiver errado, por favor me corrijam)…

    O que me é estranho é um blog que é consagrado ao futebol sudamericano ter tantos defensores de um europeísmo neocolonizador como aparenta ser os pontos corridos (folguei agora… huaaaaaaaaaaaaaaaa)…

  • 69. rafael botafoguense  |  09/11/2009 às 11:46

    #55 exato cara,uma das coisas que mais me deixa bolado é isso, nego chora o ano inteiro ai depois quer gastar o botafogo glorioso,puta babaquice.

    mas o meu fogão agora não pode mais cair,se cair é papo de suicidio coletivo na moral,o ano já foi uma bosta escapar com antecedência é pelo menos um alento.

  • 70. Frank  |  09/11/2009 às 11:48

    #66

    Isso mesmo Sancho, o Brasileiro corre o risco de se transformar num grande Gauchão…

    Sinceramente, vai ficar uma merda só…

  • 71. Fernando Cesarotti  |  09/11/2009 às 11:48

    Eu, que voto predominantemente 13 há mais de década, me sinto um DEMO ao ver essas teorias político-futebolísticas e achar que elas fazem sentido, mas mesmo assim continuar defendendo os pontos corridos.
    Sei lá, eu acho que algum tipo de MERITOCRACIA tem que ser implantado. Ainda que o campeão desse ano seja um vencedor tipo Jenson Button, sem muito brilho, vai ser o menos pior de todos. Se for o SP, que seja, ano que vem tá aí e tamos nós de novo. E se eles ganharem 30 de 40, porra, parabéns pra eles e o resto que corra atrás.
    Quanto ao caso dos 12 grandes (ou 13, com o Baêa), bom, na real a gente sabe que os 12 não são mais grandes há tempos, a não ser na tradição.
    E volto ao ponto que defendi outro dia: se querem valorizar os mata-matas, a Copa do Brasil tá aí pra isso, desde que ela seja respeitada e não jogada às traças. E nem precisa de final no Maraca pra isso.

  • 72. Rodrigo  |  09/11/2009 às 11:54

    Para o Grêmio ficar fora da sulamiranda deve ser um dever.

  • 73. Frank  |  09/11/2009 às 11:56

    “Belluzzo ataca Simon: ‘ele é um operador ‘oficial’ de interesses escusos'”

    http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/brasileiro/serie-a/ultimas-noticias/2009/11/09/ult5895u14127.jhtm

    ô Cesarotti, avisa aí o teu presidente que isso nós gaúchos já sabemos há muito tempo…

  • 74. Guilherme  |  09/11/2009 às 11:57

    .68

    hahahahaha boa.

    Muita gente tá mesmo nessa barca de achar que tudo o que é europeu é melhor quando em futebol o Brasil tá a anos luz de qualquer outro país.

    (só os nosses estádios são mais feios)

  • 75. izabel.  |  09/11/2009 às 11:57

    na real a gente sabe que os 12 não são mais grandes há tempos, a não ser na tradição.
    ô, meu caro palmeirense, me inclua fora dessa, faz favor ;-]

    e ontem os que diziam que a trafic comprou o campeonato calaram a boca, hein? deu até dó do obina (mas não dos torcedores, hehehehehe)

  • 76. Titi  |  09/11/2009 às 11:58

    o treinador do inter eh de papel.

  • 77. Rudi  |  09/11/2009 às 12:02

    AMIGOS IMPEDIMENTISTAS

    CLAMO a todos que jutem-se em uma só força, uma ÚNICA MARCHA paar diante do portão 8 do Beira-Rio exigir carregando TOCHAS DE FOGO o anúcio da contratação deste que vos fala para o cargo de treinador do Sport Club Internacional.

    PROMETO cargos na comissão técnica para todos

    Obrigado!

  • 78. Guilherme  |  09/11/2009 às 12:03

    .71

    Tem um filósofo francês chamado Alain de Botton (gay eu sei) que fala que MERITOCRACIA é uma grande utopia. Muito massa a teoria do cara.

    Segundo ele seria ótimo que o mundo fosse baseado no MÉRITO, mas desde que todos tivessem as mesmas condições de competição e oportunidades, o que é virtualmente impossível.

    PRINCIPALMENTE no futebol brasileiro.

    Enquanto uma sociedade perfeita não acontece (e não vai acontecer nos próximos mil anos) temos que tratar de viver o mundo baseado na equalização das diferenças ou a meritocracia vai acabar dando cada vez menos oportunidades pra quem não nasce largando na frente de todo mundo.

  • 79. fino  |  09/11/2009 às 12:12

    Bah Guilherme, às vezes tu me sai com umas que eu vou te contar…

    “jogar a sula pra ganhar é mega depressivo”

    COMO ASSIM????

    Acho melhor jogar Copa do Brasil e Sula PRA GANHAR do que participar da Libertadores como coadjuvante.. tipo socialaite falida, que enche a boca pra falar do luxo do passado , mas que hoje não consegue nem pagar a conta de luz e ainda assim, faz questão de ir nos bailes da elite só pra marcar presença e dizer que não se mistura com a ralé…

    E o Grêmio não vai diminuir por causa disso, o Grêmio é o mesmo de sempre, a camisa, a instituição… só que momentaneamente não tem jogadores pra sonhar tão alto.. senão vamos fechar as portas e só abrir de novo quando o time for uma nave, em condições de ganhar a Libertadores…

    não fica brabão, mas esse é um exemplo clássico da EMPÁFIA GREMISTA

    kasfdokosfdkoasfdkoasfdl´pasfdl´pasfdl´pasfd

  • 80. fino  |  09/11/2009 às 12:19

    E agora pra COLORADAGI:

    pena que a tabela do Inter daqui pra frente é barbada com exceção do jogo com o galo… pq se ficarem fora da Libertadores vai ser fiasco

    Fiasco total, tomara…

    agora, garçom! Traz mais um MARTINI pra mim e pro meu amigo Guilherme aqui klasfdklçafdsasfd

  • 81. Guilherme  |  09/11/2009 às 12:20

    hehehe não não.

    Não falei que o Grêmio VAI diminuir. Falei que jogar a sula, como sendo a única coisa que a gente pode ganhar num futuro não tão próximo assim, é uma evidência de que o Grêmio JÁ DIMINUIU.

    E isso é mega deprê sim.

    Na real não tô acostumado com esse limbo. O Grêmio historicamente ou tá brigando por título ou pelo rebaixamento. Às vezes é campeão e às vezes cai hehe.

  • 82. Flávio  |  09/11/2009 às 12:33

    Nos últimos anos do formulismo, o Brasileiro já era dominado por clubes com maior poderio financeiro e elencos fortes (Palmeiras 93-94, Corinthians 98-99, Vasco 97 e 00), que geralmente lideravam o campeonato desde o início.
    O Grêmio de 96, outro timaço, se classificou em 7º, mas Felipão mandou o time se poupar para o mata-mata depois que a vaga foi assegurada com antecedência. Mesmo o Atlético-PR de 2001 fez boa campanha desde a fase classificatória. Nos últimos anos pré-pontos corridos, uma das poucas exceções de um time que se classificou aos trancos e barrancos e ficou com o título foi o Santos de 2002.

  • 83. Lorenz  |  09/11/2009 às 12:33

    No outro post eu já avisei que nem precisaria criar um texto pra hoje, já que a discussão terminaria no formulismo…

  • 84. Renato K.  |  09/11/2009 às 12:35

    Voto a favor dos pontos corridos, sempre :-).
    Cesarotti, tenho um vizinho palmeirense que está dizendo que o Muricy vai realmente ganhar o tetra para o seu (lá dele) time. Azar o de vocês que ele é são-paulino.
    Ok, folguei.
    Na real? Ainda acho que NÃO vai dar SP – apesar de estar torcendo, é óbvio.

  • 85. Lorenz  |  09/11/2009 às 12:59

    Meu palpite é que o São Paulo vá ser campeão.

    Na última rodada, o Flamengo vai precisar de uma vitória simples pra ser campeão.

    Perderá para o GRÊMIO com o Maracanã lotado.
    Sim, perder em casa pro GRÊMIO.

  • 86. Sanchotene  |  09/11/2009 às 13:05

    No Brasil, nos últimos 40 anos, cinco times dividem 23 títulos da “Liga” (não por casualidade, o Top-5 do G-12):

    (1) São Paulo – 6
    (1) Palmeiras – 5
    (3) Corinthians, Vasco e Flamengo – 4 (sim, 1987 ficam com o Sport)

    Doze clubes dividem os outros 17 títulos:

    (1) Internacional – 3
    (3) Grêmio, Fluminense e Santos – 2
    (8) A. Mineiro, A. Paranaense, Cortiba, Bahia, Sport, Guarani, Cruzeiro e Botafogo – 1

    a. São 17 clubes campeões.
    b. Ninguém ganhou mais que 6 vezes.
    c. O maior período de dominação exclusiva do Top-5 foi entre 1989 e 1994 (6 temporadas).
    d. Equilíbrio assim, só será encontrado na Liga dos Campeões da Europa; nunca, nos torneios nacionais.

  • 87. Sanchotene  |  09/11/2009 às 13:15

    Nos 40 campeonatos anteriores aos pontos-corridos, sete clubes conquistaram 28 títulos :

    (1) Palmeiras – 7
    (1) Flamengo – 5
    (1) Vasco – 4
    (3) São Paulo, Corinthians, Santos, Internacional – 3

    Nove clubes dividem os outros 12 títulos:

    (3) Botafogo, Grêmio, Fluminense – 2
    (6) A. Mineiro, A. Paranaense, Cortiba, Bahia, Sport e Guarani – 1

    São 16 clubes campeões; e ninguém ganhou mais que 7 vezes.

    Onde queremos estar daqui a 34 anos?!

  • 88. Rogério Tomaz Jr.  |  09/11/2009 às 13:25

    Léo Moura é um IMPETUOSO:

    http://ego.globo.com/Gente/Noticias/0,,MUL1067490-9798,00-VEJA+FOTOS+DE+CAMILA+PIVO+DA+SEPARACAO+DE+PERLLA+E+LEO+MOURA.html

  • 89. Jean Mello  |  09/11/2009 às 13:30

    #85
    não creio que o Grêmio vá proporcionar ao mesmo time um segundo maracanazzo.

  • 90. Guilherme  |  09/11/2009 às 13:32

    Ganhar 3 ou 4 campeonatos seguidos acontece mesmo em mata-mata, se o time em questão for MUITO melhor que todos os outros.

    Mas esse não é o caso do SP nesse ano e nem no ano passado.

    O SP tem elenco e estrutura que nenhum outro time no país consegue bancar. E por mais que outros clubes formem TIMES melhores do que o SP, no pontos corridos ter substituto de ótimo nível conta mais do que ter craques no time.

    E se continuar ganhando todo ano, o SP vai ganhar cada vez mais grana, e cada vez mais vai se distanciar do resto transformando o país numa inglaterra da vida.

  • 91. Guilherme  |  09/11/2009 às 13:37

    Ah, e o SP tem mais grana e mais estrutura que os outros não porque tem méritos, é uma questão GEOGRÁFICA.

  • 92. Lorenz  |  09/11/2009 às 13:38

    89.

    Eu também não creio, mas EU SINTO que isso vai acontecer…

  • 93. Sanchotene  |  09/11/2009 às 13:40

    Re 88

    Não achei nada demais…

  • 94. Jader Anderson  |  09/11/2009 às 13:40

    Cara, pelamor… cancela esse papo de formulas…

    se tiver mata-mata o sp tambem vai levar no longo prazo… mas q coisa…

    Parece que o SPFW eh um juventude da vida sendo heptacampeao…

    O Lol é chato pra caralho… mas nisso tem razao… sp da uma crescidinha começa o bafafá.

    Pessoal do nordeste!!!! NOS SALVEM!!!!

    AGUANTE FRANCIEL

    AGUANTE CATARINA

    AGUANTE THALLESGOTO!!!

  • 95. Lorenz  |  09/11/2009 às 13:44

    Jader

    Prefiro que seja a longo prazo do que começar por agora já… enfim, não vejo GRAÇA nesse campeonato nesse estilo, tanto que mesmo ano passado eu olhava pouco os jogos do Grêmio, esse ano então, nem se fala…

  • 96. Sanchotene  |  09/11/2009 às 13:45

    Jader,

    Poderia ser o GRÊMIO!

  • 97. Jader Anderson  |  09/11/2009 às 14:02

    Eu vejo mta graça…

    Não estou empolgado, pq obviamente o gremio já nao disputa… mas o correrio tá mto loco…. com cruzeiro e flamengo principalmente.e o g4 altamente volátil por rodada…

    Pq ouvindo voces comentarem da a impressão que o antigo formato era simplesmente o mais fodonico de todos e 190 milhoes de brasileiros eram pilhados a ver outros times que nao o seu disputando os mata matas…

    So quero que joguem um saco de areia nessa discussao…

    Vamos discutir o modus operandi de mario sergio

    haehaeheheah

  • 98. dante  |  09/11/2009 às 14:14

    #88:

    Não achei nada demais… [2]

  • 99. Sanchotene  |  09/11/2009 às 14:15

    Nãã,

    Não houve UM modelo anterior; mas vários. Entre 1995 e 2002, houve uma relativa estabilização com Fase Regular seguida de Fase Final. Relativa, pois a fórmula mudou bastante:

    a) em 1995, ainda havia grupos e foram 4 finalistas;finais em ida-e-volta (melhor campanha com vantagem do empate no saldo);
    b) em 1996 e 2002, grupo e turno únicos, classificando 8;
    c) em 1997, dois quadrangulares semifinais em pontos-corridos;
    d) em 1998 e 1999, Fase Final em melhor-de-cinco-pontos (3 partidas);
    e) em 2000, séries B, C e D classificavam para as Finais que, novamente, eram em ida-e-volta (sem vantagens);
    f) em 2001, quartas-de-final e semifinais em jogo único; final como em 1995-1997.

    Quanto ao melhor modelo, já deixei claro aqui que prefiro a adoção do modelo europeu.

  • 100. Yuri, o Profeta  |  09/11/2009 às 14:21

    Enquanto SP for o estado mais rico, as porras dos títulos irão para lá.

    Eu sou corinthiano, portanto DEVERIA estar feliz com isso, mas não. Eu quero justiça e emoção… quero lembrar da escalação dos times na final.

    A concentração dos títulos fará uma concentração nos torcedores, nos patrocinadores…

  • 101. Yuri, o Profeta  |  09/11/2009 às 14:23

    #94:

    Aí não. Esse povo do nordeste é chato prá caralho… só o Franciel é gente boa. O Thallesgoto dá depressão e os textos da Catarina são um lixo.

    Ninguém tá interessado naquele lixo de Santa Cruz porra, que se exploda essa merda junto com o Sport e ponto.

  • 102. Francisco Luz  |  09/11/2009 às 14:32

    Deixar de considerar o título de 87 como do Flamengo é algo que eu nunca vou entender.

  • 103. Sanchotene  |  09/11/2009 às 14:38

    Re 102

    O argumento de que o Módulo Verde (Copa União) era a Primeira Divisão não convence. Afinal, ele era formado por 16 clubes, mas as equipes classificadas em 2º (Guarani, SP), 4º (América, RJ), 10º (Portuguesa, SP), 12º (Joinville, SC), 15º (Criciúma, SC) e 16º (Internacional, SP) do ano anterior estavam todas no Módulo Amarelo.

    A melhor comparação com 1987 é o campeonato de 2000. Na Copa João Havelange, o Cruzeiro foi campeão do Módulo Azul (clubes que estariam na Primeira Divisão, mais Gama, Fluminense e Bahia), com direito a taça e tudo. Para se manter coerência, quem considera o Flamengo campeão de 1987, também deve fazer o mesmo com o Cruzeiro de 2000.

  • 104. michel  |  09/11/2009 às 15:14

    #103

    E lá vamos nós de novo…

    A Copa União não tem nenhuma relação com o o campeonato de 86, tanto que nem foram organizados pela mesma entidade. Mas a CBF, por não ter dinheiro e nem estrutura suficiente pra isso, cedeu ao clube dos 13 o direito de organizar o campeonato nacional de 1987. Logo, a Copa União, apesar de representar um rompimento com o passado, era o campeonato brasileiro oficial. Isto posto, o teu argumento fica inválido.

    Vendo o lucro que o torneio gerava, a CBF cresceu o olho e, aproveitando que existia um Eurico Miranda na jogada, subverteu as regras do jogo e, para favorecer os seus parceiros políticos, incluiu esses timecos sem expressão na jogada e criou os módulos arco-íris menos cotados.

    Logo, ao tomar à força o controle do Campeonato, a CBF mudou as regras do jogo, o que desagradou aos dirigentes de todos os times cujos ilustríssimos torcedores frequentam esse estimado espaço. E o desagrado era oficial: documento assinado mantendo posição ao lado do clube que fosse o vencedor do torneio e declarações na imprensa de dirigentes de São Paulo, Corinthians, Flamengo, Grêmio e etc.

    isto posto, segundo as regras da CBF, essa abjeta entidade, o Sport é campeão – mesmo não tendo vencido nem o tal módulo do mundo bizarro, já que tanto ele como o Guarani foram incompetentes a ponto de não terminarem a cobrança dos penaltis.

    Mas de acordo com o Clube dos 13, que foi quem organizou o campeonato, o campeão é o Flamengo. O documento que a CBF alega que foi assinado pelo Clube dos 13 e que dá a ela o direito de incluir os tais módulos, foi assinado pelo Eurico Miranda sem a autorização dos demais clubes.

    Então, na real, considerar o Flamengo ou o Sport campeões de 1987 é uma escolha moral e lógica, acima de tudo. Qual é a tua?

  • 105. Flávio  |  09/11/2009 às 15:18

    O Brasileirão de 86 foi totalmente avacalhado, a fórmula foi alterada com a competição em andamento. O de 87 deveria ter 28 participantes, mas vários clubes conseguiram suas vagas na justiça, inchando o campeonato… A CBF declarou que não teria como bancar a campeonato (na época ela era responsável pelos custos da competição)… Foi nesse contexto que surgiram o Clube dos 13 e a Copa União…
    Para mim, o legítimo campeão daquele ano é o Flamengo. Acho que se um time menos odiado, tipo Galo, Bahia ou Goiás, tivesse vencido o Módulo Verde não haveria tanto questionamento. Mas, enfim, 1987 rende uma discussão tão infindável quanto a da fórmula ideal para o Brasileiro…

  • 106. Junior  |  09/11/2009 às 15:20

    Deixar de considerar o título de 87 como do Flamengo é algo que eu nunca vou entender. (2)

    Sancho, o SPFC fez de tudo para perder o campeonato de 2008 e repetiu isso em 2009. Até o jogo contra o Santos, o SPFC estava sem vencer há 4 jogos. Esse ano, O Inter tinha uma boa vantagem para o SPFC no 1º turno. O Palmeiras perdeu para 3 times que estão na zona de rebaixamento (Sto. André, Náutico e Fluminense) na reta final do campeonato. Se os outros times “entregam” o campeonato, não posso culpar a fórmula. O SPFC apenas não desperdiçou tantas chances.

  • 107. Sanchotene  |  09/11/2009 às 15:23

    Vejam bem. Eu não tiro do Flamengo o título de campeão da Copa União. Foi, brilhantemente, e com todos os méritos. Contudo, a Copa União foi uma aposta que não deu certo. No ano seguinte, estavam todos de volta à CBF.

    O Campeonato Brasileiro foi sem os grandes em 1987? Foi. E nesse campeonato, venceu o Sport? Venceu. Naquela ano, o Flamengo conquistou outra coisa que não o campeonato brasileiro. Apenas isso…

  • 108. Cassol  |  09/11/2009 às 15:25

    Não li nenhum comentário, alguém já deve ter informado, mas: Simon tomou gancho até o fim do Brasileirão.

    http://www.cbf.com.br/xmlnoticias/noticias.php?e=4&n=10737

  • 109. Sanchotene  |  09/11/2009 às 15:27

    Por mais que não se goste do Flamengo, e eu não gosto, não é por isso que vai se deixar de reconhecer seus títulos. Nas minhas contas, p.e., são OITO; e eu não conto 1987.

    O Flamengo é a maior torcida do país, o maior vencedor do estado do Rio de Janeiro e o quarto maior campeão nacional.

  • 110. michel  |  09/11/2009 às 15:31

    #109

    Saquei, é picuinha tua. Segue o baile.

  • 111. Yuri  |  09/11/2009 às 15:39

    O que me é estranho é um blog que é consagrado ao futebol sudamericano ter tantos defensores de um europeísmo neocolonizador como aparenta ser os pontos corridos (folguei agora… huaaaaaaaaaaaaaaaa)…

    ESSE FRANK É ILUMINADO PELA ESPADA DA VERDADE QUE É CONCEDIDA APENAS A ALGUNS SERES OS QUE NÃO SE DEIXAM ESTUPRAR JAMAIS E COMEM COM FAROFA O CORAÇÃO DOS SUJOS

    PARABÉNS.

  • 112. Yuri  |  09/11/2009 às 15:40

    PARABÉNS FRANK

    PELO VISTO O IMPEDIMENTO TAMBÉM ESTÁ EM CONLUIO COM OS EURO-PEDÓFILOS COMEDORES DE CRIANÇAS PONTO-CORRIDENSES

  • 113. Rudi  |  09/11/2009 às 15:42

    a piada que corre por aí é que com os 6 primeiros perdendo jogos bestas e evitando disparar quando tiveram a chance, esse campeonato é de pontos parados…

  • 114. Junior  |  09/11/2009 às 15:43

    “Contudo, a Copa União foi uma aposta que não deu certo.”

    Isso não. É o campeonato brasileiro com a 2ª maior média de público da história. E graças à Copa União, existe o Clube dos 13, com todos os seus defeitos e méritos. A Copa União foi um sucesso dentro de campo e fora de campo, foi o ínicio do “marketingue esportivo” no Brasil. Com exceção de Flamengo e Corinthians (que preferiram seus patrocinadores), todos os clubes ganharam o patrocínio da Coca-Cola e a Varig pagou as passagens aéreas dos clubes participantes. Em 1988, saiu o então presidente da CBF (que estava falida à época) e entrou o Ricardo Teixeira. Como tinha o apoio do J. Havelange por razões óbvias, o R. Teixeira conseguiu fazer um acordo com os clubes. Pode-se dizer tudo da Copa União, menos que ela foi um fracasso.

  • 115. Sanchotene  |  09/11/2009 às 15:56

    Michel,

    É fato que a CBF não iria organizar campeonato algum em 1987.

    É fato que na primeira reunião para resolver o impasse compareceram mais de 50 clubes.

    É fato que os 12 grandes se enojaram com a situação, e resolveram se reunir e se organizar entre si apenas.

    É fato que os cariocas forçaram a entrada do Bahia.

    É fato que o C13 organizou, enfim, um torneio e convidou Goías, Coritiba e Santa Cruz.

    É fato que o América, 4º em 1986, requereu participação e lhe foi negada (não sei se o Guarani, vice, chegou a solicitar o mesmo).

    É fato que a CBF mudou de idéia -possivelmente em virtude da mobilização dos grandes- e resolveu voltar organizar o campeonato.

    É fato que o C13 não quis voltar atrás e unificar os torneios.

    É fato que o Flamengo venceu a Copa União.

    É fato que o Módulo Amarelo não terminou, mas também é fato que Sport e Guarani entenderam que não precisava (por acordo, o Sport foi considerado 1º).

    É fato que o Sport bateu o Guarani na final do Brasileiro de 1987.

    É fato que Sport e Guarani disputaram a Libertadores de 1988.

    É fato que o C13, Goiás, Coritiba e Santa Cruz, voltaram a disputar o campeonato da CBF já no ano seguinte, como se nada tivesse acontecido.

    Assim, se era para voltar de “rabinho entre as pernas” para a CBF, porque o beicinho?

    Se o problema era o Vasco, por que não mandaram o Clube da Colina simplesmente pastar? Afinal, sobrariam ainda DOZE grandes; o suficiente para se realizar um torneio de sucesso.

    Por fim, quem se importa demasiado com moralidade deveria se afastar definitivamente do futebol. Quem dos grandes não ganhou título roubado?! Em 1987, não houve nada de moral ou ético, mas senso de oportunidade. O qual foi devidamente desperdiçado já no ano seguinte.

    Não sou eu que não reconheço o título do Flamengo. Foram os próprios clubes que o desprezaram ao voltar a disputar o torneio oficial da CBF em 1988.

    Um abraço.

  • 116. Paulo Torres  |  09/11/2009 às 15:57

    Sobre 1987: O Campeonato Brasileiro de 1988, cuja ligitimidade ninguém discute, também era chamado de II Copa União, e contava com os 16 times da Copa União de 1987 e mais os sete primeiros colocados do tal Módulo Amarelo. Se isso não serve para legitimar a Copa União de 87, não sei o que mais valeria.

  • 117. Sanchotene  |  09/11/2009 às 15:58

    Re 114

    A Copa União foi um fracasso porque não lhe deram continuidade, Júnior.

  • 118. Sanchotene  |  09/11/2009 às 15:59

    Re 116

    Agora, empresa de açúcar legitima campeonato?!

  • 119. Rudi  |  09/11/2009 às 16:02

    pelo menos mudaram de assunto…

  • 120. dante  |  09/11/2009 às 16:06

    “ESSE FRANK É ILUMINADO PELA ESPADA”

    :E

  • 121. Sanchotene  |  09/11/2009 às 16:09

    Tchê,

    Acabo de ver o gol anulado do Obina. O bandeira corre para o meio. O lance é todo do Simon, e foi na cara dele.

    Quando a bola entra, o Simon chega a virar o corpo para o meio-de-campo. Um jogador do Fluminense reclama, ele exita e marca a falta. Detalhe, se há infração, é um pênalti sobre o Obina.

    É simplesmente ridículo…

  • 122. Junior  |  09/11/2009 às 16:15

    Sancho, não deram continuidade pelo que eu escrevi. O Teixeira tornou-se presidente da CBF e com o apoio do Havelange, fez um acordo com os clubes. Os clubes não voltaram com o rabinho entre as pernas, bem pelo contrário. Eles tinham o apoio da Globo, por exemplo, que escolheu transmitir o campeonato do Clube dos 13, não o da CBF.

  • 123. Frank  |  09/11/2009 às 16:24

    dante, isso aí não é culpa minha não hein…

    Bah Yuri, quem ilumina não é lanterna?

    (rlx, de boa meu…)

  • 124. Cassol  |  09/11/2009 às 16:25

    E dessa vez não vai aparecer câmera salvadora pro Simon, porque a imagem da câmera do impedimento mostra, sem margem para dúvidas, que não tem NENHUMA POSSIBILIDADE do Obina ter agarrado o zagueiro.

    É inacreditável a marcação.

  • 125. Frank  |  09/11/2009 às 16:28

    “EURO-PEDÓFILOS COMEDORES DE CRIANÇAS PONTO-CORRIDENSES”

    Juro que eu não entendi Yuri… por acaso é uma referência cifrada ao Leste Europeu?

  • 126. Yuri  |  09/11/2009 às 16:38

    eu é que não entendi isso do Leste Europeu…

    pontos-corridos = sistema euro-pedófilo

  • 127. Ernesto  |  09/11/2009 às 16:45

    E aquele “penalti”, no Obina, contra o Barueri, que ele pôs na frente, escorregou, e o juiz deu cal.

    O jogo tava 1 a 1.

    Eram dois pontos a menos na tabela.

    Não me lembro da diretoria do Palmeiras ficar revoltada com a arbitragem.

    Por que não há dirigentes decentes, que assumam que o time não jogou nada, ao invés de ficar nessa bichisse de chorar arbitragem.

    A banca paga e recebe. Vai ser sempre assim. Não adianta.

  • 128. Rudi  |  09/11/2009 às 17:08

    Simon – assim como quase todos os juizes brasileiros – É MUITO RUIM…

    mas ainda quero acreditar que poucos sejam os juizes salafrários mesmo…

  • 129. michel  |  09/11/2009 às 18:30

    Sanchotene,

    É o que eu estou dizendo: não reconhecer o título do Flamengo é se alinhar ao lado de Eurico Miranda e Ricardo Teixeira, mais conhecido como o lado errado.

  • 130. Sanchotene  |  09/11/2009 às 18:58

    Michel,

    Cartolas são (quase) tudo vinho da mesma pipa. Essa turma do Rio vive de sacanear uns aos outros. É pura chinelagem; Flamengo, Fluminense e Botafogo incluídos. Não há lado CERTO nessa história por esse ponto de vista. Se abraçam e se dão tapa na mesmíssima proporção.

    Os clubes decidiram pela volta ao esquema com a CBF, o que demonstra que a Copa União foi obra do acaso; não, um caso pensado. Se a Confederação não estivesse uma bagunça no biênio 1986-1987 (primeiros anos da gestão Octávio Pinto Guimarães), nada teria acontecido.

    Ricardo Teixeira assumiu só em 1989, depois da confusão ter terminado.

  • 131. Sanchotene  |  09/11/2009 às 19:54

    Resumo da ópera em 1987:

    I. Por problemas já discutidos anteriormente, houve a realização de dois torneios: um organizado pelo C13; outro, pela CBF.

    II. O Flamengo venceu o primeiro; Sport e Guarani dividiram o 2º.

    III. Chamados pela CBF a “unificar a coroa”, Flamengo e Internacional decidiram por bem não participar do torneio final.

    IV. Assim, as finais do Campeonato Brasileiro de 1987, que contariam com os campeões e vices dos torneios, tiveram apenas a participação de Sport e Guarani.

    V. O Sport venceu.

  • 132. Prestes  |  09/11/2009 às 20:58

    Sancho (29)

    GÊNIO.

  • 133. Prestes  |  09/11/2009 às 21:19

    Achar que por que na Inglaterra ou na Alemanha um ou dois times dominam o campeonato aqui acontecerá o mesmo não faz sentido. É descontextualizar TUDO.

    Cada País tem sua cultura futebolística, tamanhos diferentes, ocorrem muitas coisas ao longo de mais de cem anos de futebol, os clubes fazem sua história.

    Vão dizer, por exemplo, que o fim do domínio do Peñarol no Uruguai é por causa da fórmula?

    O que mudou na fórmula da Libertadores para a LDU ganhar? Não foi o clube que foi dando sinais de organização, o próprio Equador que foi evoluindo futebolisticamente? Só dava argentinos e uruguiaos antes, a fórmula era ruim??

    E o Grêmio que levou quatro Copas do Brasil em treze anos e chegou em sete finais?? São coisas que acontecem no futebol. O Grêmio aprendeu antes de todos a jogar a Copa do Brasil.

    O mesmo que acontece com São Paulo e pontos corridos…

  • 134. Guilherme, em 2001  |  10/11/2009 às 00:28

    tem que mudar essa fórmula da Copa do Brasil. É uma vergonha um campeonato que é feito pro Grêmio e pro Cruzeiro ganharem. Vejam vocês que em 12 anos, esses times já conquistaram oito títulos!

  • 135. Sanchotene  |  10/11/2009 às 00:40

    Doze anos?! Já foram doze, os CAMPEÕES. A competição começou em 1989, e teve 21 edições. Para ultrpassar-se a metade, deve-se somar os títulos de quatro equipes: Grêmio (4), Cruzeiro (4), Corinthians (3) e Flamengo (2). Total – 13. Outras 8 equipes dividem os 8 títulos restantes.

  • 136. Sanchotene  |  10/11/2009 às 00:42

    Em 2001, o Cruzeiro tinha 3 títulos.

  • 137. Sanchotene  |  10/11/2009 às 00:43

    Grêmio e Cruzeiro tinham 7, somados, em 13 edições. Seis equipes tinham um cada um.

  • 138. Sanchotene  |  10/11/2009 às 00:45

    Prestes,

    Vivo falando sério por aqui. Na primeira brincadeira, virei gênio. hahahaha!

  • 139. Daniel  |  10/11/2009 às 07:35

    realmente, esse negócio de ponto corrido não tem graça.
    e pior que, se o spfc ganhar, a cbf muda a regra ano que vem.
    fui.

  • 140. Luís Felipe  |  10/11/2009 às 13:26

    #1

    indefensável mesmo, o Simon.

    o Obina em nenhum momento faz a falta.

  • 141. Sanchotene  |  10/11/2009 às 13:32

    Re 139

    Não mudará.

    O maior problema não são os pontos-corridos, mas o definhamento dos estaduais…

  • 142. Felipe (o catarina)  |  10/11/2009 às 14:40

    “mas tudo isso é bobagem, a melhor fórmula foi a proposta pelo Felipe Catarina há uns três tópicos atrás.

    previa algo como uma final e quatro vagas brasileiras para a Suda…”

    gracias, viejo. Exatamento isso. 4 vagas e final. Ainda repescagem pra ver quem cai pra B e quem sobre pra A. Sangue, suor e lágrimas até o fim.

    sobre a Sul-Americana, apesar de saber quem o título de 2010 virá para a Ressacada, acho nada a ver dar vaga pro campeão na Libertadores.

  • 143. tricolor bicamepao brasileiro  |  27/11/2010 às 14:07

    ARE RE CONCA MANDO CORINTHAINS SE FUDER E E
    ARE RE CONCA MANDO CORINTHAINS SE FUDER …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: