As melancias quadradas se ajeitam

30/10/2009 at 11:50 155 comentários

Altamente improvável o fato do Palmeiras perder outra em casa, considerando que é líder e não venceu as últimas três; mais improvável ainda ter em OBINA o fiador da vitória, com uma atuação soberba, três gols e uma assistência. Os 4×0 naquela montanha-russa deram mais uma pequena ajeitada nas melancias quadradas dessa carretinha que é o campeonato.Nesse exato momento, faltando seis rodadas, são seis os candidatos ao título e oito os candidatos ao G-4. Isso baseado em uma previsão otimista de que algum time poderá tirar ganhar um ponto de vantagem sobre o seu limite por rodada – caso de Grêmio e Goiás em relação ao G-4, por exemplo. Da mesma forma – perder um ponto por rodada em relação ao limite – dá para considerar que seis times podem cair, inclusive o Coritiba, de 38 pontos.

É provável que as próximas duas rodadas definam o destino do Flamengo quanto ao título. Santos e Atlético Mineiro são os adversários, o primeiro um desanimado coringa e o outro, um jogo de seis pontos. Vencendo as duas partidas e contando com alguma sorte, é possível imaginar que o rubro-negro vá para as últimas rodadas como candidato. Quanto ao G4, o Flamengo só tem dois adversários diretos, Goiás e Grêmio, e os dois times podem ser eliminados da disputa para a Libertadores antes de enfrentar o Flamengo. Na 35ª, há a armadilha dos Aflitos: será um grande jogo, provavelmente tanto Náutico quanto Flamengo vão para o campo jogando as últimas fichas.

Goiás e Grêmio, em relação à Libertadores, estão na mesma situação. Tanto podem ser eliminados da briga na próxima rodada quanto podem jogar até o final pelas vagas. A segunda hipótese parece mais provável para o Grêmio, que depende menos de resultados paralelos – afinal, o Grêmio pega nada menos que quatro adversários diretos em seis rodadas, com atenção especial para Flamengo e Cruzeiro. O Goiás pega três adversários diretos. É pouco provável que ambos peguem o São Paulo ainda lutando por alguma coisa, mas a possibilidade existe.

O Cruzeiro não pega a tabela mais fácil apenas pelos seus adversários, mas também porque os times que estão à sua frente se enfrentam algumas vezes. Contando com o Flamengo – que está atrás com uma vitória a menos – há três confrontos entre adversários diretos, nos quais pelo menos um time perderá pontos. O problema são as duas armadilhas logo a seguir, Fluminense (em casa) e Sport (fora). Ambos jogarão suas últimas fichas contra o Cruzeiro, o que deve ser uma complicação. Na pior das hipóteses, o Cruzeiro ainda pega Grêmio lutando pelo G4 e Coritiba lutando contra o rebaixamento, mas é pouco provável. Após o jogo contra o Sport o Cruzeiro deve definir seus objetivos no campeonato – o mais provável é a vaga na Libertadores.

O Inter desperdiçou inúmeras chances de arrancar à liderança e não tem mais confrontos diretos pela frente, o que torna pouco provável a hipótese de título. A hipótese é um pouco mais provável se o Atlético MG ganhar mais pontos que Palmeiras e São Paulo nas próximas rodadas, jogando contra o Inter em disputa pela liderança. Essa é uma possibilidade remota, que só deve ganhar força de Palmeiras e São Paulo não vencerem três dos próximos quatro jogos. O Inter tem três armadilhas na tabela, Botafogo, Sport e Santo André – pelo menos dois desses times vão jogar a vida contra o Colorado. Com certeza um deles é o Botafogo, que ainda vê o rebaixamento bem de perto.

O Atlético Mineiro tem o maior número de confrontos diretos (Goiás pelo G4, Flamengo, Palmeiras e Inter pelo título) o que deve gerar a maior oscilação na tabela. É o único time dos seis candidatos que parece ter as mesmas probabilidades de ganhar o campeonato e de sair do G4. Não pega nenhum time da zona do rebaixamento atual, ainda que o Coritiba possa enfrentá-lo lutando para não cair.Arrisco dizer que vencendo três desses confrontos diretos o Atlético chega na última rodada jogando pela taça – perdendo três, entra na última rodada dependendo de muitos resultados para chegar ao G4. Vencendo dois confrontos e não sofrendo nenhuma tragédia, deve garantir vaga na Libertadores.

Por fim, Palmeiras e São Paulo, os maiores postulantes ao título. No detalhe, a tabela do São Paulo é mais fácil, pois tem menos armadilhas. O Palmeiras necessariamente pegará Flu e Sport jogando a permanência: o SPFC deverá pegar pelo menos um dos times rebaixáveis sem chances de ficar na primeira divisão, nas últimas rodadas. Quase todos os times da tabela do Palmeiras poderão chegar no confronto disputando alguma coisa, com chances menores para o Grêmio –  o outro jogo é um clássico. O São Paulo enfrentará Barueri e Vitória provavelmente pensando nas férias. Isso  permite credenciar o São Paulo como favorito, apesar da liderança do Palmeiras.

Faltando seis jogos, é um campeonato muito bom. Em uma fórmula classificatória, a seis jogos do fim, apenas quatro times disputariam o título (os semifinalistas, dois jogos para cada semifinal, mais duas finais) . Nessa fórmula, são seis.

Até a vitória,
Luís Felipe dos Santos

 

 

Anúncios

Entry filed under: Brasileiro.

Donde hay más sol que en el mundo boca A dúvida sobre o camisa 10 da Seleção em 1978

155 Comentários Add your own

  • 1. Carlos  |  30/10/2009 às 12:02

    Nada contra o texto, perfeito, por sinal.

    Mas o suellen pós derrota colorada é essencial.

  • 2. Gustavo  |  30/10/2009 às 12:05

    “Em uma fórmula classificatória, a seis jogos do fim, apenas quatro times disputariam o título (os semifinalistas, dois jogos para cada semifinal, mais duas finais) . Nessa fórmula, são seis.”

    O que, penso, não é nenhuma virtude. São seis, poderiam ser oito ou doze; o campeonato desse ano se pauta pela mediocridade. Quais são os craques, quais foram as grandes partidas? E, desses seis postulantes aí, de quantos a torcida pode se dizer satisfeita com o time?

  • 3. Prestes  |  30/10/2009 às 12:12

    Ontem houve duas grandes partidas. Flu x Galo e Palmeiras x Goiás.

  • 4. gilson  |  30/10/2009 às 12:17

    Se o campeonato se pauta pela mediocridade, a culpa não é da fórmula. Agora, mesmo com times medíocres (o que creio que não é o caso) é um campeonato muito bom. Quarta feira fiquei secando o Flamengo e torcendo pra todo mundo que fosse adversário deles na busca pelo título. Ontem torci igual doido pro Flusão. Ou seja, tem muito jogo decisivo, verdadeiras eliminatórias, e isso já há algumas rodadas.
    E mesmo com grande lapso temporal, tenho que concordar com a posição dos colorados no ano passado: melhor o São Paulo ser decacampeão que qualquer rival levantar o caneco.

  • 5. Prestes  |  30/10/2009 às 12:20

    Mas um problema do nosso campeonato é que os clubes não se adaptaram à fórmula ainda.

    Ontem vendo Flu e Galo, que foi um jogo disputado num nível de RAÇUDEZ absurdo, no qual os times jogaram a morrer do 0 aos 90 minutos, pensei: “Porque não jogam todos os jogos assim??”

    Tivesse o Fluminense essa gana contra adversários do meio e fim da tabela durante todo o campeonato, estaria bem mais tranquilo.

    Em lugares onde o campeonato é de pontos corridos há mais tempo, muitos jogos têm a emoção de uma final. Os times lutam até os acréscimos. No Brasil, o jogador tem mania de desistir no meio do jogo. Só no fim do campeonato, no desespero, é que os caras começam a correr de verdade.

  • 6. Godo  |  30/10/2009 às 12:22

    Hoy celebramos lo día internacional de hablarse portuñol, muchachos!

  • 7. Francisco Luz  |  30/10/2009 às 12:24

    Gustavo, a final de 97, entre Vasco e Palmeiras, teve os dois jogos em 0 a 0. Isso também é mata-mata… nenhum bom jogo na decisão, nenhum gol em 180 minutos, e isso com dois grandes times.

    Jogos bons >> times bons.

  • 8. branco  |  30/10/2009 às 12:42

    Muito bom o texto.
    Acrescentaria que para times que não tem poucos ou nenhum confronto direto, como Inter e Palmeiras, é fundamental que Grêmio e Goiás se mantenham com chances de chegar ao G4.

  • 9. Natusch  |  30/10/2009 às 12:47

    Se tem seis times disputando título, é medíocre. Se tem um time que dispara, é medíocre também. Quando que o Brasileirão NÃO É medíocre, então?

    Daqui a pouco vão elogiar o campeonato ITALIANO por aqui. Aí me jogo na frente do bonde.

  • 10. alisson  |  30/10/2009 às 12:49

    Flu x Galo ontem foi um grande jogo.

    São paulo x Inter, que todo mundo falou mal, eu achei um baita jogo.
    Quem vê os 4 a 0 do Parmeira ontem pensa que foi barbada. Na real foi outro baita jogão.

  • 11. Juan Barbieri  |  30/10/2009 às 12:51

    EXCLUSIVO: Seguranca que impediu torcedora colorada de entrar no Olimpico com faixa “Volta Roth” é CRUZEIRENSE.
    De forma absolutamente coerente com a sua carreira de excelente treinador que nunca ganhou nada, Atletico Mineiro perde para o lanterna da competicao justamente depois de Roth afirmar, peremptoriamente, de que seria campeon.

  • 12. rafael botafoguense  |  30/10/2009 às 12:55

    O GÊNIO VAI VOLTAR:

  • 13. Cassol  |  30/10/2009 às 12:57

    Repito: São Paulo será campeão.

    E tenho ditohoch.

  • 14. Cassol  |  30/10/2009 às 12:58

    Nenhum sentido, o cara comenta com um link do La Vela Puerca.

    É uma banda jóia, até.

  • 15. arbo  |  30/10/2009 às 13:05

    interessante q
    flu está a 5 pontos do céu
    grêmio, a 5 pontos da liber
    inter, a 5 pontos do título

    se o grêmio (ai, SE) tivesse EMPATADO o grenal, estaria a 3 pontos da liber. e o inter a 1.

  • 16. Guilherme  |  30/10/2009 às 13:06

    Volta mata-mata!

    O que é uma merda é ficar torcendo e comemorando a COINCIDÊNCIA de dois times que disputam a mesma coisa jogarem entre si.

    “Legal, daqui há 4 rodadas há a possibilidade de um jogão já que ambos os times disputam vaga”

    Com mata-mata há a garantia de grandes CONFRONTOS, que é a razão principal da existência do futebol.

  • 17. Guilherme  |  30/10/2009 às 13:08

    “O lateral, ala e meia Gilberto, que o Grêmio desdenhou, ganha cerca de R$ 100 mil mensais no Cruzeiro. Com Gilberto, o time fez 15 pontos nos últimos cinco jogos.”

    FORA KROEFF!!

  • 18. Juan Barbieri  |  30/10/2009 às 13:14

    sentido das coisas? pergunta ao Chico “Quem somos nos – Fisica Quantica” Garcia, que desmontou 1000 anos de civilizacao ocidental com Descartes e tudo o mais comentando o penalti triplo do Bolinharival…

  • 19. arbo  |  30/10/2009 às 13:14

    eu diria q será uma catástrofe, mico total, tipo palmeiras (e flamengo?) em anos recentes, se o cruzeiro não pegar uma liberzinha. ô tabelinha pão de queijo ns
    o fato é q os caras estariam bem mais adelantados (abraço, godo) não fosse o fator post-liber-09.

  • 20. Juan Barbieri  |  30/10/2009 às 13:15

    #18 “Bolinhar”

  • 21. Negrotcho  |  30/10/2009 às 13:16

    O campeonato está muito bom. Essa história de “nivelado por baixo”, “medíocre”, “times ruins” é balela!!! Desafio os que tem esse tipo de opinião à mostrarem UM campeonato que seja superior ao Brasileirão. E no embalo, afirmo que nenhum campeão de qualquer liga desse planeta teria vida fácil se disputasse o Brasileirão.

    E em relação à reta final: difícil apostar. Tudo pode acontecer.

  • 22. Lucas Cavalheiro  |  30/10/2009 às 13:19

    #6

    Hoje é dia do GINECOLOGISTA.

  • 23. Gustavo  |  30/10/2009 às 13:22

    @Prestes, Natusch e o resto: não é medíocre porque tem seis times disputando. É medíocre porque os seis times estão, na minha opinião, longe de serem equipes memoráveis. O que eu digo é que esse argumento de “mais times na disputa até o fim” não me agrada.

    Acho que, na real, eu queria mesmo era ver uma final com jogadores trocando canivetadas e o cotovelo comendo, e não um candidato a campeão jogando contra times que só pensam nas férias.

  • 24. Alexsander  |  30/10/2009 às 13:22

    Acho que o Inter perdeu pontos essenciais em casa contra São Paulo (saiu ganhando por 2 x 0 e deixou empatar) e Cruzeiro (estava perdendo por 1 x 2, fez uma pressão medonha, empatou em 2 x 2 mas logo em seguida deu um gol de bandeja que murchou torcida e time). De 6 pontos levou 1, perdeu portanto 5 pontos.

    Perdeu pontos bobos fora de casa contra Santos (vencia por 3 x 2 até o meio do segundo tempo) e especialmente contra o Fluminense (vencia por 2 x 1 até o finalzinho, quando o Sorondo tomou um drible JUVENIL do pereba do Gum). De 6 pontos levou 2, perdeu portanto 4 pontos.

    No total, 9 pontos. Se tivesse obtido apenas 4 destes 9, menos de 50% das cagadas, já estaria na liderança. Destes jogos os que mais me irritaram foram os jogos contra o SP no Beira-Rio e contra o Fluminense no Maracanã. Foram 4 pontos jogados fora.

    Alex

  • 25. Vinicius  |  30/10/2009 às 13:24

    O futebol do Campeonato Inglês é superior. Mas a emoção e a RAÇA do Brasileirão são incomparáveis.

  • 26. Vinicius  |  30/10/2009 às 13:25

    complementando… bota o Cristiano Ronaldo pra pedalar nos Aflitos, no Barradão… sem chance.

  • 27. arbo  |  30/10/2009 às 13:26

    sexta-feira, brainstormings, sol a pico ns:
    E SE houvesse dois campeonatos em um, explico, primeiro turno à antiga, com 8 melhores fazendo posterior (depois do SEGUNDO turno) quartas-de-final; segundo turno de pontos corridos (partindo da pontuação do 1º).
    teríamos um campeão dos pontos corridos no fim do segundo turno.
    aí seriam jogadas as quartas, semis e final – mais um campeão.
    e FINAL entre estes dois.

    para ajudar a diminuir o nº de datas (q seria maior), os jogos do segundo turno poderiam valer como jogos de ida para as quartas-de-final definidas no 1º.
    genial.
    STROGONOFFROCK

  • 28. Guilherme  |  30/10/2009 às 13:32

    .26

    Bah, tu nunca assistiu o futebol inglês então.

    É uma merda. DOIS jogos bons por ano e olha lá. E bom no sentido de que acontece bastante coisa, porque de drible e jogadinha é NULO.

  • 29. Guilherme  |  30/10/2009 às 13:33

    Parece melhor porque é mais bem filmado, mais cheio de balaca e juiz deixa o jogo correr.

  • 30. Mateus  |  30/10/2009 às 13:35

    25
    Futebol do campeonato ingles e’ superior? Nem a pau!
    Campo pequeno, molhado, pra jogar no balao pra frente nao e’ meu ideal de futebol. Tu pode argumentar que uns 4 ou 5 do campeonato ingles sao mais fortes que os nossos times aqui, mas que os jogos sao melhores e’ brabo. So’ quando esses se enfrentam…

  • 31. Ernesto  |  30/10/2009 às 13:36

    faz que nem na Argentina. Dois campeonatos por ano. Sem critérios caóticos. Terminou empatado em pontos, confronto direto.

    Ou então uma final com os dois melhores. Sei lá. Não precisa abolir os pontos corridos, mas só uma finaleira.

    Justiça no futebol não existe. talvez por isso seja um dos esportes mais styles.

  • 32. Jader Anderson  |  30/10/2009 às 13:36

    Bah enfim um link para sexta feira!!!!!

    Agora sim!

    GO IMPED GO!

  • 33. Mateus  |  30/10/2009 às 13:37

    O principal fator que impede o brasileirao de ser menor sao os juizes que param o jogo o tempo inteiro. Piora e MUITO a qualidade do jogo, que fica mais lento, parado e FRESCO.

  • 34. Mateus  |  30/10/2009 às 13:39

    Bah, dois campeoes nacionais por ano e’ a pior ideia de todas. Nenhum sentido querer copia-la. A melhor ideia, pra mim, eh final entre os dois primeiros…

  • 35. Negrotcho  |  30/10/2009 às 13:40

    #25

    Eles tem belos estádios, arbitragem superior e como disse o Guilherme, poucos jogos bons por ano.
    E é extamente por termos estádios LIXO que pode-se perceber o quanto a vida no Brasileirão é difícil e mesmo assim, sempre tem grandes jogos e sempre surgem novas revelações!
    Acho o futebol europeu na média geral, muito bem maquiado. Nada mais que isso!

  • 36. arbo  |  30/10/2009 às 13:41

    não seria dois campeõs por ano, Mateus. Campeão do primeiro turno (naqueles moldes) X Campeão do Segundo (pontos corridos)

  • 37. arbo  |  30/10/2009 às 13:42

    seriaM

  • 38. Jader Anderson  |  30/10/2009 às 13:46

    Problema é a divisão de taças…

    Como saber a diferença entre o Campeao Brasileiro… os campeoes do turno e o Supercampeao do brasil???

    fica mta baderna… brasileirao eh uma taça só

    aguante pontos!

  • 39. arbo  |  30/10/2009 às 13:53

    o grêmio ou o inter ganharam taças por ter conquistado o 1º turno? é só não dar taça. distribui por aí umas vagas pra liber e sula e era isso. campeão, só um.

  • 40. Natusch  |  30/10/2009 às 13:54

    Já soube de gente por aí falando que o CAMPEONATO FRANCÊS era melhor que o Brasileirão. PQP, haja coitadismo!

    Os campeonatos europeus são, quase todos, bem menos disputados que o nosso. Se chegassem para mim e dissessem “o brasileirão em 1993, 1994 era superior ao de hoje” eu concordaria no ato, porque esse foi o limite, antes dos craques começarem a sair aos baldes para o exterior. Agora, dizer que os campeonatos europeus são melhores…

    E para mim o Brasileirão 2009 tá num nível bem razoável. Não tem nenhum timaço, concordo, mas temos uma grande quantidade de equipes de bom nível. Dos seis que estão pela taça, talvez nenhum pudesse ser base para Seleção, mas nenhum é aquele enganador NATO, também.

  • 41. Mateus  |  30/10/2009 às 13:57

    Quem sugeriu os dois por ano foi o Ernesto…
    Eu nao gosto dos pontos corridos, mas nao gosto de nada muito mirabolante tambem.
    Acho que O MINIMO era uma final entre dois times que terminem empatados. Campeonato decidido no saldo de gols ou numero de vitorias (pior criterio, pois significa tambem maior numero de derrotas) e’ a coisa mais ridicula de todos os tempos…

    Eu era a favor da final entre os dois primeiros ao fim dos dois turnos. Talvez semi entre os 4, tambem. Final do brasileirao e’ o jogo mais massa de todos, tinha que voltar a existir.

    Sem contar que ajuda o futebol do brasil como um todo. O jogador pra ser o cara vai ter que brilhar ali, com a pressao em cima, e nao contra Nautico e Santo Andre. Ia diminuir muito a quantidade de “craques” por ano…

  • 42. Guilherme  |  30/10/2009 às 13:58

    .40

    Concordo!

    O Brasileirão tá “nivelado por baixo” em relação aos memoráveis anos anteriores.

    Mas ainda é melhor que todos outros campeonatos, principalmente em nível de jogador.

    E apesar dos pontos corridos!

  • 43. Vinicius  |  30/10/2009 às 14:00

    O futebol inglês é melhor no sentido da velocidade do jogo. É melhor de assistir. O jogo é menos truncado. É um futebol mais livre de faltinhas. Não estou analisando tecnicamente (o fato de um campeonato ser melhor tecnicamente não garante que este seja o melhor no conjunto). Pra mim, o campeonato brasileiro, o argentino e o espanhol são melhores tecnicamente que o inglês. Mas o jogo truncado e lento (muito nhem nhem nhem) do brasileiro, a falta de qualidade dos atacantes na Argentina (só lembrar que o artilheiro deles é o retumbante SANTIAGO SILVA, EL TANQUE, com passagem memorável pelo Corinthians), e os erros de arbitragem e falta de criatividade dos técnicos do espanhol fazem com que estes não sejam melhores que o inglês – tudo bem, não é o mais técnico, mas é o que tem menores índices de passes errados, faltas e outros percalços que impedem a fluidez do jogo.

  • 44. Rudi  |  30/10/2009 às 14:02

    bom mesmo é A SEGUNDONA GÁUCHA e a TERCEIRONA CANDANGA

  • 46. Marcelão  |  30/10/2009 às 14:06

    Minha sugestão de brasileiro:
    1ªFase
    60 equipes (Times da série A, B e C) divididos em 12 grupos de 5 equipes. Jogos de ida e volta.
    Classificam-se os 3 primeiros de cada grupo + os 4 melhores quartos colocados.

    Repescagem
    As 16 melhores equipes desclassificadas, disputam um mata-mata até termos um campeão da repescagem.

    2ªFase
    As 40 equipes são divididas em 5 grupos de 8 equipes. Jogos de ida e volta.
    Classificam-se os 3 primeiros de cada grupo + o campeão da repescagem.

    3ªFase
    Os 16 restantes são divididos em 4 quadrangulares. Jogos de ida e volta.
    Classificam-se os 2 primeiros.

    4ªFase – Quartas de final
    Mata-mata. Jogos de ida e volta.

    5ªFase – Semifinal
    Mata-mata. Jogos de ida e volta

    6ªFase – Final
    Jogos de ida e volta. Sem saldo de gols. Se as equipes empatarem em pontos, um terceiro jogo é disputado na casa da equipe de melhor campanha. Persistindo o empate no tempo regulamentar, há prorrogação e pênaltis.

    Muita emoção. Equipes do Brasil inteiro viajando pela terra de Sarney.
    E o melhor de tudo, em apenas 35 datas!
    Rá!

  • 47. Guilherme  |  30/10/2009 às 14:08

    .43

    Se quer “fluidez de jogo” vai assistir Hockey!

    Futebol é outro esporte.

  • 48. Mateus  |  30/10/2009 às 14:09

    O Ingles tem o menor numero de passes errados porque eles nao passam a bola. E’ bico pro cover de Drogba que joga de centroavante…
    E se velocidade e’ o teu criterio, vai assistir 100 m rasos…
    hhaahhaah
    Como eu disse, o que estraga o futebol brasileiro sao os juizes…
    O Espanhol tem 3 times bons, o resto e’ um horror. Campeonato mais facil de jogar do mundo, os caras nao marcam nem a mae deles….
    A velocidade do ingles e’ criada tambem. Como eu disse antes, o campo e’ pequeno e a grama e’ molhada. Por isso, qualquer lancamento atravessa o campo, e fica aquela coisa frenetica.

  • 49. Mateus  |  30/10/2009 às 14:10

    Marcelao certamente trabalhou na CBF nos anos 80…

  • 50. Marcelão  |  30/10/2009 às 14:11

    E falam tanto da qualidade técnica desse campeonato, eu pergunto:

    O campeonato de 2008 foi melhor por quê?

    Os últimos campeonatos brasileiros têm sido assim, tirando o time do Cruzeiro, os últimos vencedores foram “normais”, nenhum grande esquadrão!

  • 51. Mateus  |  30/10/2009 às 14:14

    Outra, um fator que todo mundo esquece, quando fala que antigamente os jogadores eram melhores, tinham mais craques e coisa e tal, e’ que o jogo hoje e’ muito mais rapido. Se o cara e’ meia boca, com tempo pra pensar ele parece bom, e o bom parece muito bom.
    Hoje em dia PARECE ter mais perna de pau, mas eles sempre existiram. So’ que com tempo pra pensar, olhar e decidir o que fazer, eles apareciam bem menos. Hoje, com a marcacao forte, se tu dominar a bola meio mal, tu perde, ai’ parece que o nivel tecnico medio e’ mais baixo…

    Agora, craque e’ craque em qualquer epoca, nos ruins que a diferenca existe…
    E claro que, com a debandada geral, perdemos qualidade, mas ainda e’ melhor que a maioria dos outros…

  • 52. Jader Anderson  |  30/10/2009 às 14:14

    O mata mata nao garante grandes esquadroes tambem…

    essa discussão é infinita….

  • 53. Lucas Cavalheiro  |  30/10/2009 às 14:16

    Eu vi uma fórmula para campeonato que achei muito boa. Acho que é a do EGITO (!!!)

    Campeonato normal de pontos corridos. Quem fica em 1º não é o campeão, mas tem GRANDE vantagem:

    O 4º joga contra o 3º. O vencedor pega o 2º. Quem ganhar, joga contra o 1º, em 2 jogos e daí tem-se o campeão.

    Imaginem o que não é essa fase final. Jogos a morrer.

  • 54. Francisco Luz  |  30/10/2009 às 14:20

    Contando os dias para a próxima discussão a respeito do mata-mata e da falta de emoção de um campeonato em que seis times podem ser campeões.

  • 55. Guilherme  |  30/10/2009 às 14:20

    Melhores reforços que essa direção trouxe: Ruy, Fabio Santos, Lucio, Renato Cajá, Rockembach, Maxi Lopez, Herrera, Rafael Marques, e Jadilson.

    Alguns dos jogadores da direção passada: Victor, Réver, Perea, Lúcio (em boa fase), Diego Souza, Tcheco, Souza, Hugo, William.

    A direção passada trouxe um monte de ruim (é inevitável), mas gastou bem menos e montou times BEM melhores.

    FORA KROEFF!!

    (último spam, prometo)

  • 56. Guilherme  |  30/10/2009 às 14:22

    .54

    Em mata-mata 8 times podem ser campeões. Até 16.

    E eles jogam entre si. Não decidem o título contra o BARUERI.

  • 57. Marcelão  |  30/10/2009 às 14:25

    Então tá, para agradar “matamatistas” e “pontos-corrideiros”.

    1ªFase
    60 equipes dividas em 3 “grupos” de 20.
    Jogos em turno e returno.
    Classificam-se os 10 primeiros de cada grupo + os dois melhores 11º lugares.

    2ªFase
    32 equipes;
    Mata-mata em jogos de ida e volta.

    Oitavas de final
    16 equipes;
    Mata-mata em jogos de ida e volta.

    Quartas de Final
    8 equipes;
    Mata-mata em jogos de ida e volta.

    Semifinal
    4 equipes;
    Mata-mata em jogos de ida e volta.

    Final
    Mata-mata em jogos de ida e volta.

    E tenho ditohoch!

  • 58. Rudi  |  30/10/2009 às 14:27

    Guilherme, pela tabela atual, com 16 times indo pros mata-mata, o BARUERI também teria chance de ser campeão…

  • 59. Flávio  |  30/10/2009 às 14:30

    E nem impede hegemonias, vide o Independiente tetra da Libertadores nos anos 70.

  • 60. arbo  |  30/10/2009 às 14:30

    Rudi, má vontade né? O Guilherme tá dizendo q eu jogo entre o primeiro e o, digamos, último colocado do campeonato pode vir a decidir a coisa na última rodada. o q me parece chato. capice?

  • 61. Marcelão  |  30/10/2009 às 14:30

    #58

    O Guilherme só gosta de mata-mata porque acredita na lenda (mito, crendice´, etc. e tal) do “mui copero y peleador”.

  • 62. arbo  |  30/10/2009 às 14:32

    Flávio, sei nada de história, mas nessa época o campeão não entrava já nas fases mais QUENTES no ano seguinte?

  • 63. Rudi  |  30/10/2009 às 14:33

    certo arbo, mas não acho que esse campeonato esteja chato… e vocês tem que pensar também na MOVIMENTAÇÃO DA ECONOMIA, vejam quantos milhões em MALAS ARIANODESCENDENTES (pega no meu politicamente correto) poderão aparecer…

    tá, não me levem a sério

  • 64. arbo  |  30/10/2009 às 14:34

    eu, por ex., não acredito na lenda, mas no q pode instigá-la. gosto do mata-mata. mas como vejo q os outros gostam dos corridos, acho q dava pra misturar as duas coias. como tentei.

  • 65. Vinicius  |  30/10/2009 às 14:38

    O que deixa o futebol emocionante (em dias de OBINA fazendo HAT-TRICKS a rodo e SUPLEMENTOS ALIMENTARES) é a velocidade e fluidez do jogo. Isso é o que cria alternativas. Antigamente, o jogo podia ser lento, pois a técnica resolvia. Hoje, não resolve mais – a marcação chega antes. Aí, quem tem mais velocidade e erra menos passes (e “lançamentos valendo o leitão” também contam) chega mais ao gol adversário. Time que desperdiça muito contra ataque, invariavelmente, perde (vide Inter x São Paulo semana passada). E é por este critério que, pra mim, o Campeonato Inglês merece o posto de melhor campeonato do mundo. Lá, os times têm essa consciência da velocidade, da importância do passe e da ligação direta, do contra ataque, da bola chegando rápido lá na frente (ainda que isso custe um apuro lá atrás). A técnica é só um PLUS – quem tem, PODE até levar alguma vantagem, mas não necessariamente leva.

    Os outros grandes campeonatos se nivelam, com vantagens para o brasileiro, o argentino e o espanhol, e pontos negativos para o português, o francês e o holandês (se é que dá pra considerar estes como grandes campeonatos).

  • 66. Flávio  |  30/10/2009 às 14:39

    #62
    Sim, entrava direto na 2ª fase, um triangular que valia vaga na final. Podia ser campeão com seis partidas.

  • 67. Guilherme  |  30/10/2009 às 14:41

    .61

    Não é pro Grêmio ganhar. O Juca Kfouri aliás publicou esses dias uma lista mostrando os times que ganhariam os campeonatos se tivessem sido pontos corridos até agora e o Grêmio teria ganho dois: 76 e 90.

    A diferença é que ter ganho com um golaço de fora da área de primeira do baltazar, ou a canhota do Aílton no apagar das luzes é MUITO melhor do que ficar contando pontinho na tabela e saldo de gols pra poder comemorar.

  • 68. Carlos  |  30/10/2009 às 14:43

    Comecem os links de putaria.

    Não aguento mais ler fórmula de campeonato que nunca vai ser feita, porra.

    LINKS DE PUTARIA NOW. sexta feira, feriado pela frente, 40 graus na rua.

    L-I-N-K-S D-E P-U-T-A-R-I-A

  • 69. Vinicius  |  30/10/2009 às 14:44

    Quanto à discussão de formulismo, gostaria de ver um Brasileirão com playoffs. Após uma temporada regular, as 8 melhores equipes entram em disputas frenéticas em melhores de 3, com ampla vantagem para os 4 primeiros – 2 empates já os classificariam para as fases seguintes. Os 4 semifinalistas vão para a Libertadores.

  • 70. Guilherme  |  30/10/2009 às 14:47

    .65

    Tá cheio de esporte aí que é rápido e dinâmico. E não tem a bola pra atrapalhar.

  • 71. Rudi  |  30/10/2009 às 14:48

    playoff em jogo onde o empate é possível é mt complicado… pq faria esses 4 primeiros jogarem 2 partidas na retranca MASTER

  • 72. Flávio  |  30/10/2009 às 14:57

    O campeonato de 98 teve playoff. O Grêmio enfrentou o Corinthians três vezes nas quartas.

  • 73. rafael botafoguense  |  30/10/2009 às 14:57

    pontos corridos fede.

  • 74. Yuri  |  30/10/2009 às 14:58

    A FÓRMULA SUPREMA PARA O CAMPEONATO BRASILEIRO

    A FÓRMULA FODA MESMO, PORÉM IMPOSSÍVEL DE SER REALIZADA (PARA 20 CLUBES COMO É HOJE) SERIA FAZER 38 JOGOS, ONDE OS OITO PRIMEIROS CLASSIFICAM-SE, VÃO PARA UM OCTOGONAL, ONDE ENFRENTAM-SE TODOS CONTRA TODOS, E DEPOIS DE MAIS 14 JOGOS, OS DOIS PRIMEIROS FAZEM A FINAL.
    ESTA, SERÁ REALIZADA EM 3 JOGOS, A NÃO SER QUE UM CLUBE JÁ VENÇA OS DOIS PRIMEIROS… O JOGO-EXTRA SERÁ REALIZADO NA CASA DO CLUBE DE MELHOR CAMPANHA ATÉ ENTÃO, SOMANDO-SE OS 38 +14 JOGOS DAS FASES CLASSIFICATÓRIAS. CASO O JOGO-EXTRA TERMINE EMPATADO, O TÍTULO FICA COM QUEM TIVER MAIS PONTOS NA FINAL. SE ISSO TAMBÉM FOR EMPATE, É REALIZADA UMA PRORROGAÇÃO DE 30 MINUTOS, E CASO PERSISTA O EMPATE, O JOGO ENCERRA-SE ALI, SEM DISPUTA DE PÊNALTIS E O TÍTULO FICA COM QUEM ESTIVER JOGANDO EM CASA.

    SIMPLES E EFICIENTE. 54 OU 55 JOGOS PARA SER CAMPEÃO, NÃO SEM ANTES PASSAR PELA CARNIFICINA QUE SÓ UMA FINAL DE 3 JOGOS PODE PROPORCIONAR.

    APRENDAM, INFIÉIS

  • 75. Yuri  |  30/10/2009 às 14:58

    MATA-MATA RULEIA

    FODAM-SE PONTOSCORRIDENSES

  • 76. Fernando Cesarotti  |  30/10/2009 às 15:01

    O que mataria a sede dos amantes do formulismo seria uma valorização real da Copa do Brasil. Eu sou a favor de um esquema como a FA Cup, com trocentos times, os grandes entrando só nas fases finais e apenas com jogos de ida. A final poderia ser no todo ano no Maraca, que é muito mais classe que Wembley, ou em sedes escolhidas anteriormente.
    Aí teríamos um campeonato em mata-mata, outro em pontos corridos e todos seriam felizes para sempre.

    Para falar a verdade, eu respeito a opinião do Guilherme, essa história de um gol de título (ou um pênalti perdido, como nos casos Zapata e Marcelinho), mas não sei se tenho vida para muitas decisões dessas de arrebentar o coração. Só o gol do Cleiton Xavier no Colo Colo, na última rodada do grupo da Libertadores, já me arrancou um bom par de meses.

  • 77. rafael botafoguense  |  30/10/2009 às 15:06

    ordem alfabética deveria ser critério de desempate.

  • 78. Yuri  |  30/10/2009 às 15:13

    FÓRMULA ALTERNACTIVA

    OS 20 CLUBES ENFRENTAM-SE EM UM TURNO, SENDO QUE OS OITO PRIMEIROS CLASSIFICAM-SE PARA AS QUARTAS-DE-FINAL, QUE DÃO-SE EM APENAS UM JOGO, COM PRORROGAÇÃO EM CASO DE EMPATE E CASO PERSISTA, VITÓRIA PARA QUEM JOGA EM CASA, BASEADO NO DESEMPENHO DOS 19 JOGOS INICIAIS. SENDO ASSIM, TEM-SE O CAMPEÃO DO PRIMEIRO TURNO.

    DEPOIS FAZ-SE A MESMA COISA, E TEMOS O CAMPEÃO DO SEGUNDO TURNO. SENDO ASSIM, ESSES DOIS CLUBES CLASSIFICAM-SE PARA A LIBERTADORES ANTECIPADAMENTE.

    SOMANDO-SE OS 38 JOGOS DAS FASES INICIAIS, OS SEIS MELHORES VÃO PARA O HEXAGONAL FINAL (HEXAGONAL = DIGNIDADE) ONDE DEPOIS DE 10 JOGOS OS DOIS PRIMEIROS PEGAM AS 2 VAGAS PARA A LIBERTADORES RESTANTES E FAZEM A FINAL EM TRÊS JOGOS, SENDO DOIS DELES NA CASA DE QUEM PONTUOU MAIS NOS 48 JOGOS CLASSIFICATÓRIOS.

    A final, qualquer pessoa com dignidade já sabe: se um time não vencer os 2 primeiros jogos, faz-se o terceiro com vantagem nos CENTO E VINTE minutos para o time com maior saldo. Se não houver vantagem no saldo mesmo depois de 300 minutos, cara-ou-coroa decide o campeão/ quarto jogo no Maracanã, com vantagem dos 120 minutos para quem pontuou mais nos 48 jogos anteriores das fases classificatórias. MUITO FODA, IMPOSSÍVEL ALGUÉM TER IDEIA MELHOR.

  • 79. Vinicius  |  30/10/2009 às 15:16

    70

    Se você acha que a velocidade não é importante, contrate o Cabañas pro seu time. O futebol de hoje é correria, todo mundo sabe disso. Daí o sucesso de jogadores MEIA BOCA e LÉPIDOS como Paulo Nunes, Euller, Taison…

  • 80. Guto  |  30/10/2009 às 15:18

    “A final poderia ser todo ano no Maraca”.

    Pior idéia.

  • 81. Jader Anderson  |  30/10/2009 às 15:19

    Cabañas me serve no gremio… embolsa todos os atacantes…

    embolsa até o roca em questao de GORDURINHAS.

    HAEHAEHAEHAEHEA

  • 82. Rudi  |  30/10/2009 às 15:23

    Cabañas serve PRA CARALHO no Inter

  • 83. Mateus  |  30/10/2009 às 15:26

    Viniciu, a questao nao e’ a velocidade ser importante ou nao, mas nao e’ isso que faz um jogo bom.
    Eu ja disse mais de uma vez, o campeonato ingles e’ tao rapido porque o campo eh bem menor. Nao e’ uma consciencia deles, como tu diz, e’ algo forcado pra deixar o jogo emocionante.
    E dai vira disputa de quem da’ mais balao ou qual “cover de Drogba” correndo la na frente consegue ganhar mais bolas…
    Uma coisa e’ um jogador veloz, como esses que tu citou. Outra COMPLETAMENTE diferente e’ gostar de um jogo porque os gols tao ha 90 metros um do outro e por isso o ritmo e’ louco.
    Pra mim, nao e’ futebol….

  • 84. Jader Anderson  |  30/10/2009 às 15:31

    Sucesso do Taison? onde?

  • 85. Prestes  |  30/10/2009 às 15:43

    “O que mataria a sede dos amantes do formulismo seria uma valorização real da Copa do Brasil.”

    Cesarotti disse as palavras da salvação.

    E eu complemento: para não ter ninguém “de férias” no campeonato como disseram aí, bastava reduzir para 4 o número de vagas pra Sulamiranda.

  • 86. Guilherme Dias  |  30/10/2009 às 15:44

    Tem gente aqui que não assistiu mais de um jogo do Inglês e vem pagar de especialista…

  • 87. Prestes  |  30/10/2009 às 15:45

    No mais, a gurizada tá muito 8 ou 80 nessa discussão sobre Inglês x Brasil.

    Nosso futebol tem um tempero que o deles não tem, mas nós também temos coisas a aprender com eles. Uma postura de defesa do nosso futebol não pode descambar para uma cegueira, até pq dessa maneira seria uma defesa totalmente ineficaz.

  • 88. Mateus  |  30/10/2009 às 15:45

    E outra, assiste Blackburn e Fulham e Nautico e Atletico Paranaense e me diz qual e’ o melhor jogo…

  • 89. Rudi  |  30/10/2009 às 15:47

    como foi dito, uma competição onde o campeão não pode defender seu título é RIDÍCULA

  • 90. Guilherme Dias  |  30/10/2009 às 15:48

    Pô, um dos melhores jogos que eu vi ano passado foi entre o Everton e um dos times da metade de baixo da tabela do Inglês(não lembro ao certo qual era e tô com preguiça de procurar). Basicamente passes curtos e rápidos, sem amarração.

    E balão pra frente por balão pra frente, o Grêmio fez muito pior no final do Brasileirão ano passado. :-/

  • 91. Lila  |  30/10/2009 às 15:48

    E, desses seis postulantes aí, de quantos a torcida pode se dizer satisfeita com o time?

    Não é por nada, mas eu tou bem feliz com o time. Mas isso é culpa (ou mérito) do Andrade.

  • 92. arbo  |  30/10/2009 às 15:49

    bá. eu assisti náutico X botafogo e quase virei kamikaze.

  • 93. Guilherme Dias  |  30/10/2009 às 15:50

    O Grenal foi um jogo completamente merda também, em questão de futebol apresentado pelos dois lados.

  • 94. Mateus  |  30/10/2009 às 15:50

    Claro que o nosso nao e’ perfeito nem o deles e’ tao ruim assim. Mas que eu nao troco um brasileirao por um campeonato ingles, nao troco nunca
    Enfim, existe um motivo pelo qual o Brasil ganhou 5 copas do mundo e eles so’ uma….

  • 95. Guilherme Dias  |  30/10/2009 às 15:51

    #94:

    Hmm, nossos times campeões pós 70 eram recheados de jogadores em atividade no Brasil.

  • 96. Prestes  |  30/10/2009 às 15:52

    Coisas que temos que aprender, podem ser aprendidas com uruguaios também:

    1) Nossos jogadores precisam retomar o gosto de jogar bola. Hoje, metade deles só quer cavar falta, lateral, etc. Muito murrinha.

    2) O jogo só acaba quando termina. As equipes no Brasil se tão levando dois ou mais de diferença, muitas vezes desistem do jogo uns 15 minutos antes de ele acabar.

    3) Nossa zagueirada é muito cagalhona na saída de bola. Qualquer aperto já dão balão. Se tu fores observar o melhor futebol europeu, hoje em dia, os zagueiros não têm medo de sair jogando vão tocando até arrumar uma brecha. Se não dá recuam pro goleiro. No Brasil, os zagueiros se omitem nesse quesito, são covardes.

    Há mais itens, vários outros. Vejam, não acho um melhor que o outro e continuo achando o Brasileiro o campeonato que, na média, consegue reunir 20 times de maior qualidade do que qualquer outro certame.

  • 97. Mateus  |  30/10/2009 às 15:53

    Jogo ruim por jogo ruim, Gremio e Sport no primeiro turno, la na ilha, foi provavelmente o pior da historia do futebol. O Gre-nal tambem foi um lixo.
    O derby de manchester, esse ano, foi um baita jogo.
    Agora, nossa media e’ melhor, nao tenho duvidas…

  • 98. Rudi  |  30/10/2009 às 15:53

    Blackburn (apesar do excelente Jaaskelainen no gol) talvez não pegasse PROMOÇÃO na segundona gaúcha

  • 99. fino  |  30/10/2009 às 15:55

    e daíiiiii como é que ééé??? ha ha ha haaaaaaaaaaaaa

  • 100. Guilherme Dias  |  30/10/2009 às 15:56

    Hehe, o Blackburn esse ano tá só o osso. Mas pega aí um Hull City que é segunda linha mas tem jogadores bem superiores aos de vários candidatos ao título brasileiro.

    É aquilo, em questão de TÉCNICA e QUALIDADE, não dá pra negar que o Inglês é um dos, se não o, melhor campeonatos do mundo. Agora, que o Brasileirão é mais disputado, isso é.

  • 101. rafael botafoguense  |  30/10/2009 às 15:58

    porra botafogo e náutico foi irado,muita emoção e tensão no ar,exemplo pra esse campeonato fedorento.

  • 102. Guilherme Dias  |  30/10/2009 às 15:59

    #101:

    Sim, eu conseguia escutar até trilha sonora naquele jogo:

    “…eu tõ na lanteeeeeeeeeeeeerna dos afogaaaados…”.

    Isso ou eu dormi com o MP3 no ouvido de tão tosco que foi.

  • 103. Jader Anderson  |  30/10/2009 às 16:00

    FOGO NA BOMBA

    heaheheahaehe

  • 104. Mateus  |  30/10/2009 às 16:01

    Gostaria de exemplos de jogadores do Hull City que seja superior ao de varios candidatos ao titulo do brasileirao…
    O 10 e’ o Geovanni, que passou pelo Cruzeiro de novo esses tempos e foi embora porque nem banco pegava…

  • 105. Rudi  |  30/10/2009 às 16:02

    SANDRO SOTTILI >>>>>>> GIOVANNI

  • 106. Rudi  |  30/10/2009 às 16:04

    SANDRO SOTTILI >>>>>> GIOVANNI

  • 107. rafael botafoguense  |  30/10/2009 às 16:04

    tosco pq tu não tem nenhum sentimento envolvido,jogo do gremio por exemplo,pra mim todos são escrotos,não briga por nada e ainda tem aquela torcida chata pros carai.

  • 108. Prestes  |  30/10/2009 às 16:09

    uhashausshuuhshuasauhhusa

    rafael GÊNIO

    Entendeste TUDO, hiashuasdhudfauhasduhdfuhsdhusdhus

  • 109. Jader Anderson  |  30/10/2009 às 16:09

    Esse rafael…

    bom eh brigar pelo z-4 de certo…

    hahaehaehehaehe

  • 110. fino  |  30/10/2009 às 16:10

    50 PM’S nas ruas prontos para embassar

  • 111. Rudi  |  30/10/2009 às 16:11

    Jader, não é bom, mas emocionante deve ser

  • 112. arbo  |  30/10/2009 às 16:14

    a maioria tem sido escroto mesmo, rafael

  • 113. rafael botafoguense  |  30/10/2009 às 16:18

    ainda tem a sula.

  • 114. Vinicius  |  30/10/2009 às 16:22

    Quando assisto um jogo do Brasileiro e um jogo do Inglês, vejo no primeiro um monte de JOGADORES DE CONDOMÍNIO e PELADEIROS e, no outro, um monte de CAVALOS DE CORRIDA. Simples assim.

  • 115. Rudi  |  30/10/2009 às 16:23

    já que é pra viajar no formulismo vamos lá…

    200 TIMES

    10 grupos de 20 REGIONALIZADOS

    TURNO E RETURNO

    passam os 3 primeiros de cada grupo mais os 2 melhores do resto
    rebaixa o lanterna de cada grupo

    os 32 começam em mata – mata de um jogo, na casa do time de melhor campanha, empate = jogo extra na casa do outro time

    vai assim até a final, que será decidida em 3 jogos com vantagem do terceiro em casa pra melhor campanha, sendo que este da melhor campanha é campeão com 4 pontos em 6, o outro precisaria de 6 em 6 ou 5 em 9

    com 44 datas

  • 116. Rudi  |  30/10/2009 às 16:29

    Alan Kardec treinou entre os titulares hoje

  • 117. Mateus  |  30/10/2009 às 16:30

    Ou seja, segundo Vinicius, Brasileiro >>> Ingles, exceto pro Mario Sergio, que esta claramente no pais errado…
    ahahahaha

  • 118. Yuri - treino é jogo, jogo é guerra  |  30/10/2009 às 16:30

    #114:

    Boa ideia. Tenho várias ideias para divisões, inspiradas nos europeus.

  • 119. arbo  |  30/10/2009 às 16:31

    a minha fórmula é a melhor (ns) e tem 45 datas

  • 120. Yuri - treino é jogo, jogo é guerra  |  30/10/2009 às 16:31

    Só o seu mata-mata que ficou um lixo.

  • 121. Yuri - treino é jogo, jogo é guerra  |  30/10/2009 às 16:34

    Putz, seu mata-mata ficou muito zoado Rudi, aprende comigo. Mas a ideia central é boa.

  • 122. Rudi  |  30/10/2009 às 16:34

    essa idéia do jogo extra é uma das poucas coisas legais que copiaria dos ingleses, se um time tem a vantagem de jogar em casa, não aproveitou e empatou, que o outro time tenha a vantagem no outro jogo
    isso fará o time q joga em casa se jogar pra cima, e não se cagar pra evitar de tomar gol, como é no saldo cagaqualificado

  • 123. Rudi  |  30/10/2009 às 16:35

    e tipo, com 200 times jogando, poderia usar torneios regionais nos lugares dos estaduais, que valeriam de acesso a ese campeonato, no lugar dos 10 rebaixados (10 regioes – campeão de cada uma sobe)

  • 124. Prestes  |  30/10/2009 às 16:38

    O Alan Kardec não rola.

    Só faz gol ESPÍRITA.

  • 125. Rudi  |  30/10/2009 às 16:40

    mas de repente contra o Botafogo BAIXE O SANTO nele e ele meta a fazer gol

  • 126. Yuri - treino é jogo, jogo é guerra  |  30/10/2009 às 16:40

    #122:

    Por isso sua ideia central é legal.

    #121:

    Só que isso daria muita vantagem a quem atua em grupos regionalizados fracos, entende?? O time pontuaria prá caralho contra times sem-amadores e levava vantagem.
    Por isso o mata-mata deveria ser de 3 jogos, para deixar claro o melhor. Ou então 2 jogos SEEEEEMM gol-qualificado, uma bichisse europeia que JAMAIS deveria ter chegado na Sudamérica.

  • 127. Rudi  |  30/10/2009 às 16:42

    todo o grupo teria times mais fracos…
    mesmo q tu faça um grupo só do estado de SP por exemplo (nem pensei na formatação geográfica, é só hipótese) teria times do nivel de OESTE, SOROCABA e outros…

    no fim das contas os 32 q passariam seriam os melhores mesmo, com uma que outra exceção

  • 128. Vinicius  |  30/10/2009 às 16:42

    116

    O Mário Sérgio é um técnico com idéias tão avançadas que nem ele entende. Outro dia vi uma entrevista dele em que alcunhou a pérola: “Marcação não pode nem ser homem a homem, nem por zona, tem que ser mista”… imagino a preleção dele…

    Como diz o PVC, o Mário Sérgio é um cara que entende tanto de futebol e está tão a frente de seu tempo, que ninguém o entende.

  • 129. diego  |  30/10/2009 às 16:43

    não coloquem textos do “futebolforça.com” ali no impedimento carimba, POR FAVOR
    esse tipo de site e mentalidade tem que ser excluida!
    isso me faz ter vergonha de ser gaucho nessas horas…

  • 130. Mateus  |  30/10/2009 às 16:48

    127
    Era uma piada com o vicio do Mario Sergio pelo Jockey, mas enfim…

  • 131. Rudi  |  30/10/2009 às 16:49

    não acho q “ninguém entenda” o MS

    vendo o jogo quarta eu acertei 2 das 3 trocas q ele ia fazer (só errei a saída do Eller) e tipo, com uns 10 minutos de antecedência em cada…

    é fácil ver a leitura de jogo dele…

  • 132. Yuri - treino é jogo, jogo é guerra  |  30/10/2009 às 16:54

    #126:

    Atlético Sorocaba ganhou do Juventude, cara. Time bom prá caralho. Não sobe pq é amarelão.

  • 133. Yuri - treino é jogo, jogo é guerra  |  30/10/2009 às 16:57

    hahahahhaa… amarelão mesmo, já que o uniforme é amarelo.

  • 134. Rudi  |  30/10/2009 às 16:59

    bah, juventude anda numa inhaca dquelas…
    mas das fórmulas COMUNS e que a gente sabe q podem ser aplicadas atendendo aos INTERÉSSES (BRIZOLA, Leonel – 19XX) pontos corridos é a MENOS PIOR

  • 135. JB  |  30/10/2009 às 17:08

    Maxi e Mário Doril fora do jogo: – Projeto Copa Dallegrave a mil!!!

  • 136. Yuri - treino é jogo, jogo é guerra  |  30/10/2009 às 17:33

    Putz… eu consigo ficar MESES conversando sobre fórmulas de campeonato, sério.

    Futebol é a coisa mais importante do mundo, indubitavelmente. Quem gosta de futebol e não acha isso a coisa mais importante é RETARDADO. Matemática em segundo lugar (UM DIA EU CHEGO LÁ).

    Formulismo amo vc como cerveja cocaína LSD.

  • 137. Diogo  |  30/10/2009 às 17:37

    Bah, sexta-feira e nenhum link de diablitas? Cancelarei minha assinatura…

  • 138. Guilherme  |  30/10/2009 às 17:58

    .95

    O único jogador titular da seleção que joga no futebol inglês na história é o Robinho.

  • 139. col  |  30/10/2009 às 18:35

    Nao entendo voces.

    Discuntido Brasileirao enquanto a MSL estah na fase dos playoffs. Nenhuma linha sobre os CLASSICOS SECULARES Galaxy X Chivas, Columbus X Real Salt Lake, entre outros.

  • 140. Prestes  |  30/10/2009 às 19:27

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Barueri/0,,MUL1361587-17002,00-APOS+POLEMICA+DA+MALA+BRANCA+RENE+E+VAL+BAIANO+SAO+AFASTADOS+NO+BARUERI.html

    Olha aí, mais uma confusão boa pro São Paulo.

  • 141. Luís Felipe  |  30/10/2009 às 19:27

    .128

    eu discordo de muita coisa que aparece no site, mas o texto citado é sensacional.

  • 142. Frank  |  30/10/2009 às 20:05

    Eu sou a favor do retorno dos mata-matas, não pelos motivos citados pela Globo, por exemplo, mas por outros motivos bem diferentes…

    Além do fato de que é imprescindível haver uma final de campeonato (não consigo me conformar vendo jogos que são verdadeiras decisões para o campeonato em que a única motivação do time adversário é a famigerada MALA BRANCA, vide o caso do Barueri), eu acho que os pontos corridos são CONCENTRADORES, porque indubitavelmente serão 2 ou 3 clubes disputando o título ano a ano (e é o que está acontecendo atualmente, embora apenas o São Paulo pareça estar mais adaptado a essa fórmula)… falam muito em elenco, planejamento e etc, mas para mim o clube que tem mais dinheiro tem muito mais chances de chegar ao título nesse tipo de fórmula, e logicamente o título vindo gera reinvestimentos em novos títulos, mais torcida e retorno financeiro, etc.

    Acabam assim as chances dos pequenos clubes… caras, já vi o Juventude disputando mata-mata em 97 com o Vasco… nos pontos corridos, clubes como o Guarani, o Coritiba e o Bahia conseguiram ser campeões, coisa que eu duvido muito que possa ocorrer hoje em dia… atualmente, torcedores de clubes tradicionais, mas com pouco ou praticamente nenhum poder financeiro, como o Náutico, entram no campeonato para ficar disputando se não vão cair… isso é ridículo, melhor cair logo para a série B e ficar tentando disputar algum título que valha alguma coisa, pelo menos mobiliza mais a torcida… olha o caso do Sport, até foi bem em campeonatos mata-mata (campeão da copa do Brasil, o que é histórico por lá, e terror do Palmeiras na Liber), e não consegue passar de um 10º lugar nos pontos corridos…

    Sei lá, posso ser tachado de último romântico, utópico ou coisas desse tipo, mas para mim o principal campeonato do país não pode se transformar na chatice do Espanhol, que tem praticamente dois clubes milionários que podem ser campeões todo ano, com todos os demais servindo como figurantes de luxo… simplesmente RIDÍCULO…

  • 143. Frank  |  30/10/2009 às 20:27

    E antes que digam que eu defendo que clubes com gerência semiamadora e repletos de DESCALABROS financeiros, como os cariocas, continuem mantendo pretensões de título, o que eu quero dizer, nas entrelinhas, é que o futebol brasileiro, já concentrado economicamente nas regiões mais desenvolvidas (o que é até normal), fica cada vez mais concentrado, sem chances claras de uma maior redistribuição dos centros de poder futebolísticos, que continuam atrelados aos centros econômicos do país…

    Um exemplo disso é o Goiás, que parece ser um clube razoavelmente bem administrado, com boa estrutura e algum planejamento. Em um campeonato como esses, eles podem até montar um bom time, mas não têm as mínimas condições de competirem até o final com os grandes clubes de São Paulo, por exemplo (foi o que se viu até agora nesse campeonato), e olha que eles ainda teriam chances em um campeonato estilo mata-mata com a classificação dos oito primeiros para as quartas-de-final.

    Eu acho que o Centro-Oeste, como região econômica, não tem como manter um clube com potencial de conquistar um campeonato tão longo, e com tantas exigências de elenco e dinheiro, como o brasileiro de pontos corridos.

    Talvez por isso vemos os títulos se concentrarem em São Paulo nesses últimos anos (como todo mundo sabe, apenas o do Cruzeiro, em 2003, não foi para lá). A tendência é que o brasileirão se torne cada vez mais parecido com campeonatos como o inglês, no qual os clubes disputam qual deles terá o maior investimento da máfia russa ou de megamagnatas que não estão nem aí para o futebol, para tentarem o título.

    Claro, tudo isso pode ocorrer também nos campeonatos mata-mata (taí a Champions League que não me deixa mentir), mas parece que a probabilidade de que clubes como o Sport ou o Vitória, por exemplo, possam tentar disputar algo além de uma permanência na série A ou uma vaga na Sula.

  • 144. Frank  |  30/10/2009 às 20:30

    Faltou completar a última frase: … parece que a possibilidade de que clubes como o Sport ou o Vitória, por exemplo, possam tentar disputar algo além de uma permanência na série A ou uma vaga na Sula tende a aumentar em campeonatos de pontos corridos, nem que seja deixando uma pontinha de esperança para seus torcedores.

    TÁ BOM, PAREI AGORA!

    haahafahoiafdohado

  • 145. Frank  |  30/10/2009 às 20:33

    …de pontos corridos não, seu burro, de MATA-MATA!! (confuso pra caraio isso aí hein…)

    [não me suspendam, é o último comentário por hoje, juro…]

    jaijapajaijsaoihsaah =D

  • 146. fino  |  30/10/2009 às 20:51

    Sempre ele, o gatilho mais rápido do bovinão

    http://www.vidartereporter.com.br/

  • 147. marcos b.  |  30/10/2009 às 21:52

    o guarani teria 3 títulos se fosse pontos corridos..

    mas se for pra voltar mata-mata tem que voltar de um jeito decente. NÃO que nem a globo propôs, que os times disputariam os 38 jogos e só DEPOIS disso começa a chave dos oito primeiros times…

  • 148. Guilherme Dias  |  30/10/2009 às 23:55

    137:

    Fora do Brasil é igual, mas não apenas, a Inglaterra. 😀

    138:

    AGUANTE CHICAGO FIRE!

  • 149. Frank  |  31/10/2009 às 11:06

    #146

    A questão é que o levantamento feito pelo Juca Kfouri não leva em conta que hoje o formato do campeonato é muito diferente das fases iniciais dos campeonatos anteriores. São no mínimo 20 times desde 2003 e pelo menos 38 rodadas para sair um campeão, o campeonato já chegou a durar 9 meses (praticamente um parto!), e certamente as fases de classificação dos campeonatos anteriores eram menores (não sou muito bom de história, mas é isso aí)…

    Os times pequenos e médios não têm fôlego para um campeonato tão longo e tão exaustivo como é o atual, é preciso dinheiro e investimento em elenco para isso… é só lembrar que a Ponte Preta já quase ganhou um turno nos pontos corridos e no mesmo campeonato foi rebaixada (acho que aconteceu algo parecido com o Criciúma)… Ou seja, acredito que as chances desses clubes são cada vez menores, e a tendência é a contínua concentração das chances de conquista do campeonato em uns 3 clubes todo ano… na minha opinião, esse é o principal demérito de campeonato de pontos corridos, um Once Caldas ou um LDU da vida nunca teriam chance se a Libertadores tivesse esse formato, por exemplo…

    Mas acho que essa discussão é bizantina, águas passadas não movem moinhos e o próprio Ricardo Teixeira já garantiu que o mata-mata não volta, mesmo com toda a pressão da Globo em cima da CBF… então, com certeza será mais do mesmo até que alguma coisa mude… Mata-mata para o brasileirão, pelo jeito, já era…

  • 150. Tiago Medina  |  31/10/2009 às 12:17

    Ninguém quer ganhar o campeonato!

  • 151. Felipe (o catarina)  |  31/10/2009 às 14:50

    “E eu complemento: para não ter ninguém “de férias” no campeonato como disseram aí, bastava reduzir para 4 o número de vagas pra Sulamiranda.”

    concordo e até escrevi isso no meu blogue faz algumas semanas. Ajudaria bastante a termos times comendo grama até a última rodada. Mas não, hoje até o 13º, um semirrebaixado, vai pra tal fase brasileira da Sul-Americana. Nenhnum time briga por vaga, eles simplesmente acabam caindo ali na zona da Sudamericana. E na prática são só 4 vagas mesmo, porque os oito se matam na fase nacional.

    Pra botar ainda mais fogo na disputa, a Copa do Brasil teria que terminar no segundo semestre, minimizando os prejuízos à disputa do campeonato por causa dos times-turistas, e o 17º colocado deveria disputar um mata-mata com o 4º da Série B pra ver quem iria pra Série A no ano seguinte. Com isso, até times em 19º ou 20º lugar chegariam à última rodada brigando por algo, ou seja, o 17º lugar, que daria uma chance a mais de ficar na primeira divisão. Do mesmo modo, o 2º e o 3º colocado da Série B demorariam mais pra entrar de férias, pois cair pra 4º na última rodada seria prejuízo.

    E quer botar mais fogo ainda, dá 2 vagas por estado na Copa do Brasil (54 times) e as outras 10 dá pela classificação no Brasileiro (os 10 melhores fora aqueles que já entraram via estadual). Na Série A talvez nem mudasse tanto, mas ia ter nego se matando pra chegar em 6º ou 7º na Série B. Ou seja, mais gente brigando por alguma coisa até o fim, mais disputa, mais graça nos campeonatos.

    CBF, me contrata pra fazer as fórmulas dos campeonatos, por favor.

  • 152. Prestes  |  31/10/2009 às 15:44

    Contratem o Catarina!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • 153. marcos b.  |  31/10/2009 às 16:43

    times brasileiros não sabem disputar mais de um campeonato ao mesmo tempo

  • 154. marcos b.  |  31/10/2009 às 16:43

    mas a ideia de só 4 vagas pra sul americana é boa

  • 155. Yuri - treino é jogo, jogo é guerra  |  31/10/2009 às 16:48

    Frank, sua tese é perfeita. Tudo certinho.

    Enquanto SP for o estado mais rico, a maioria dos troféus irá para lá.

    Quando MG for o mais rico, aí segura o Cruzeiro… vai dominar tudo.

    Parar com a migração para SP e diminuir os impostos das empresas no estado. Só isso fará com que o poderio econômico paulista diminua. Com menos empresas em SP, menos suporte por trás (ui) os times terão.

    Mas eu sou corinthiano, então que se fodam todos e rebaixem-se ao poder do mosqueteiro… jkjhkkjkjhgflklçk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: