O melhor meio-campo do futebol brasileiro (1969-2009) – Internacional de 1979

27/10/2009 at 06:00 107 comentários

“O meio-campo é o lugar dos craques”, já disse o filósofo Samuel Rosa. E quem não gosta de ver um meia matando a bola de cabeça erguida, passeando pelo centro do campo com a elegância de um Francisco Cuôco? Aquele jogador que veste a dez, a oito ou a cinco e que flutua pelo gramado, “faz a bola andar”, que aos quarenta e cinco do segundo tempo não tem um pingo de sudor no rosto, mesmo tendo distribuído lá suas botinadas?

Pois eu les digo, incréus, que a meia-cancha não é este BETO CARRERO WORLD. O setor tem lá suas tarefas inglórias. Tanto é assim que aquele jogador mais pesado, ou simplesmente meio MACAMBÚZIO, fatalmente será execrado se jogar na faixa central do campo. Enquanto defensores e atacantes tratam logo de arrumar uma nesga de sombra no gramado para assistir à partida, os meio-campistas ficam num perde e ganha dos diabos e, a cada passe certo ou errado, a cada desarme, decidem quem ficará com o controle territorial das pelejas. É preciso, pois, saber dosar técnica e VOLÚPIA nessa faixa do campo.

Mas, enrolo. Essa ladainha toda é para dizer que o CANCHEIRO jornalista Divino Fonseca achou de dizer à equipe do Invicto 79 que acredita ser o meio-campo do Internacional no Brasileirão daquele ano possivelmente o melhor formado no Brasil nos últimos 40 anos. A polêmica já passou por veículos de menor visibilidade, como o Sportv, através de uma GAMBIARRA INTELECTUAL (pega no meu marketing de guerrilha). Telmo “El Chatón” Zanini discordou de Divino, mas não soube escalar de cabeça uma linha sequer.

O Invicto 79 fez o exercício de comparar o setor composto por Batista, Falcão, Jair e Mário Sérgio com o de outros esquadrões que surgiram desde 69, como o próprio Internacional de 75 e 76, e os times de Palmeiras e Corinthians nos anos 90. A conclusão foi de que, se não dá pra bater o martelo, ao menos Divino não fala nenhuma bobagem.


Melhores momentos da final de 1979

Senão vejamos. O mesmo quarteto, jogando junto por menos de um ano, afora a conquista inalcançável, ainda seria vice-campeão da Libertadores e semifinalista do Campeonato Brasileiro em 1980. Três destes jogadores já haviam sido bicampeões do Brasil pelo Internacional, sendo que obtiveram em 76 e 79, respectivamente, o maior e o segundo maior aproveitamento de toda a história do certame.

Batista era um deles. Jogou duas Copas do Mundo, em 78 e 82; ganhou duas bolas de prata de Placar, em 80 e 82. Outro era Jair. Além dos três brasileiros, o ‘Príncipe Jajá’ ainda conseguiu ser campeão uruguaio, da Libertadores e Mundial pelo Peñarol em 1982, sendo considerado o melhor jogador em campo em Tóquio.

Falcão é outro tricampeão nacional. Também foi três vezes bola de prata de Placar, em 75, 78 e 79. Nas duas últimas oportunidades foi eleito o melhor jogador do campeonato. Convocado para as copas de 82 e 86, ninguém até hoje entende como não foi chamado para a de 78. Na Espanha, foi considerado o segundo melhor jogador da Copa, perdendo apenas para Paolo Rossi.

Na capital CARCAMÂNICA foi rei, tendo sido campeão italiano em 83, título que a Roma não conquistava desde 1942. Ganhou duas Copas da Itália e levou o clube mediano até a final da Copa dos Campeões da Europa. Em 79, com Beckenbauer e Cruyff já em fim de carreira e Zico, Platini e Maradona ainda buscando seu espaço, possivelmente Falcão era o melhor jogador em atividade no mundo.

Vamos a Mário Sérgio, quatro vezes na seleção do Campeonato Brasileiro. Em 73 e 74 pelo brioso rubro-negro baiano numa época em que Rogeres e afins não seriam nem gandulas do clube de Françuel; as outras duas vezes foram em 80 e 81 pelo Internacional. Fez parte da Máquina Tricolor do Fluminense nos anos setenta. Além de campeão brasileiro invicto pelo Colorado, conseguiu ser campeão mundial pelo Grêmio.

mariosergio_copy

Juntos, os quatro tinham bem mais que currículo vitorioso. Batista era o leão da marcação. Desarmava com extrema qualidade, tinha velocidade e técnica. Corria tanto que parecia ter DOIS PULMÕES e deixava os colegas tranqüilos para acossar o adversário. Falcão era o craque, o cérebro, o líder. E ainda tinha um preparo físico invejável. Marcava e triangulava, invadia a área adversária, concluía com os dois pés e de cabeça como poucos.

Mário Sérgio era o homem que cadenciava o jogo. “Se ele pegasse a bola na tua intermediária, era garantido que o time ficaria com a posse de bola até a intermediária adversária”, relata Divino. Abria o corredor para as subidas do lateral-esquerdo Cláudio Mineiro. Lançava, driblava, fechava o meio e distribuía carrinhos quando necessário. Jair completava o setor como o meia definidor. Era o cara das bolas paradas, das assistências e dos petardos de fora da área.

Foi um meio-campo completo, tinha EQUILÍBRIO entre marcação e armação, entre transpiração e inspiração. É lógico que os currículos também contam, e muito. Difícil é achar um quarteto ou um trio melhor (sim, por que meia-cancha com cinco, seis ou OITO jogadores, não passa de engodo).

Está lançado o desafio. Agora em um meio de comunicação de muito maior SALIÊNCIA.

Felipe Nascimento Prestes

Anúncios

Entry filed under: Brasileiro, Colunas.

Confesso que sequei – tudo ao mesmo tempo agora – e dei com os burros n’água Um Uruguai menos conservador

107 Comentários Add your own

  • 1. marlon  |  27/10/2009 às 07:21

    afudê o texto e o video.

    quem foi aquele MALOQUEIRO que roubou a bola no final? nnao consigo lembrar.

  • 2. J Petry  |  27/10/2009 às 07:32

    A 1:45, Benítez mostra pro Victor como é que se faz quando a bola pica na linha da pequena área.
    Depois ele toma um frangaço.
    hsdgfoidsugodfsogdf

  • 3. Diogo  |  27/10/2009 às 07:44

    Sei não, esse texto é um prato cheio para o LOL e sua cruzada contra o “gaúcho e colorado melhor em tudo”.

    Veremos.

  • 4. Cassol  |  27/10/2009 às 07:48

    Comentei o post com meu pai, que está me visitando:

    “Bah, era um timão. Jair jogava muito, QUANDO QUERIA”.

    Me ocorreu, Prestes, que o PESSOAL QUE TÁ FAZENDO O SITE pudesse pedir que os leitores que viram 79 enviassem vídeos com depoimentos. Uma coisa meio ZERO HORA, mas enfim, se o Invicto não fizer, alguém vai fazer.

  • 5. Yuri  |  27/10/2009 às 07:57

    “Difícil é achar um quarteto ou um trio melhor”

    Zé Carlos, Manguinha e Renato Pé-Murcho.

    Pronto, desafio cumprido. Próximo.

  • 6. Schröder  |  27/10/2009 às 08:10

    Destaque pra “la boba” do Mário Sérgio aos 4:40.

  • 7. Felipe (o canoense)  |  27/10/2009 às 08:16

    Cleitão, Márcio Rã, Claiton, e Cleiton Xavier

    Se colocar o SERGINHO MESSIAS de meia vira covardia…

  • 8. Vinicius  |  27/10/2009 às 08:30

    Vampeta, Rincón, Marcelinho e Ricardinho.

  • 9. Milton Ribeiro  |  27/10/2009 às 08:39

    Várias considerações:

    — Telmo Zanini é chatón e burrón. É dessas coisa inexplicáveis.

    — Grande, excelente texto. Aquele time era uma meia cancha com agregados, certamente.

    — Parece que tu viste esses caras em ação, porém a prova que tu não viste é o caráter de coadjuvante que deste à Jair.

    — Jair era tão protagonista como os outros três. Apenas têm menos convocações, fruto de ter sido um cara metido a craque. Ele dizia: sou um craque. E não era? Era. Jair sabia fazer tudo o que um atacante precisa fazer e ainda tinha um chute violentíssimo de fora da área.

    — Uma característica daquele time era que era complicado fazer uma falta próximo da área: a escolha dos batedores oscilava entre Valdomiro ou Jair. O Grêmio tem más lembranças de ambos. Lembro de três gols de cada um GreNais. Foi uma época divertida.

    Grande abraço.

  • 10. Francisco Luz  |  27/10/2009 às 08:39

    Esse meio-campo do Corinthians é bom. Mas, se comparar o currículo dos caras, não dá nem para começar.

    Telmo Zanini é o ser humano mais recalcado que eu já vi na vida.

  • 11. Milton Ribeiro  |  27/10/2009 às 08:41

    Gols de falta, bem entendido. Valdomiro adorava o Grêmio e fez gols até de cabeça em final de campeonato gaúcho (1978).

  • 12. Milton Ribeiro  |  27/10/2009 às 08:49

    Querem saber? O único meio campo que chegou perto ddo escolhido pelo Prestes é este:

    Andrade
    Adílio
    Zico
    Tita

    E ainda vinham Junior e Leandro como laterais.

    O resto, esqueçam. Palavra de quem acompanha futebol desde 1967.

  • 13. thalles  |  27/10/2009 às 08:51

    não sei se são melhores, mas dos que eu vi (e me lembro) tem:

    são paulo de 92/93 com dinho, doriva, toninho cerezo e raí

    palmeiras de 96 com amaral, flávio conceição, djalminha e rivaldo

    vasco de 97/98 com Pedrinho, Juninho, Ramón e NASA

    corinthians de 98/99 com vampeta, rincon, ricardinho e marcelinho carioca

    cruzeiro de 2003 maldonado, felipe melo, zinho e alex

  • 14. El castilla  |  27/10/2009 às 08:51

    Cuanta masturbación… cualquier culo-roto jugava bien cuando el futbol era jugado en SLOW MOTION… los mediocampistas levantavam la cabeça y no habia un marcador en 150 millas de distancia..durante los partidos los jugadores conversavam sobre la FARRA de la nochE anterior..
    El mejor medio que vi fue el del Nacional campeón mundial contra el PSV de Romario en 88. Santiago “el vasco” Ostolaza, Héctor Moran, Yubert Lemos e De Lima. Mucha velocidad en el ataque y arrancando 50 kilos de pasto y algunas piernas adversarias en la marcación… en la final EL VASCO era como el virus Smith de MATRIX, estava en todos los lugares posibles, un GENIO.. Hugo de Leon le sacaba la pelota a Romario casi tan facilmente como hoy se la sacan a TCHECO..
    DALE BOOOLSO-DALE BOOLSO!!

  • 15. Milton Ribeiro  |  27/10/2009 às 08:54

    Hugo de León, el fascista del Partido COLORADO de Uruguay?

    (OK, OK, 5ª série)

  • 16. El castilla  |  27/10/2009 às 08:57

    me siento el inolvidable comentario #5 por que el tema era mediocampo BRASILERO, pero igual, ahora ja está hecha la cagada.. QUE LA CHUPEN IGUAL!

  • 17. Carlos  |  27/10/2009 às 08:57

    A coloradagi adora citar uns merdas, impressionante.

    Ontem foi o Xico Garcia, maior humorista vivo do Brasil, do universo. (conteste, LOL)

    E o Telmo Zanini, q é tão chato, mas tão chato, q até a voz é chata. Só perde em chatice pro Claudio Brito, maior chato da galáxia do RS (conteste, LOL).

  • 18. thalles  |  27/10/2009 às 08:58

    e prestes, tua gambiarra intelectual foi das coisas mais cara-de-pau que já vi: “tem um pessoal que tá fazendo um site aqui sobre a campanha de 79…”

    mas o melhor é o final do vídeo no youtube. a MÃE e a IRMÃ PRESTES orgulhosas com o caçulinha “hum, muito bom, que bonitinho…”

  • 19. Francisco Luz  |  27/10/2009 às 09:15

    Pô, Carlos, mas a gente está DISCORDANDO do pateta Zanini. Não queria que concordasse com ele, né?

  • 20. Prestes  |  27/10/2009 às 09:15

    dhudshudsfhudshusdfuhdfsuhsdfhufhusdhu

  • 21. JB  |  27/10/2009 às 09:18

    Cara, aquilo não era linha de marcação da área, era um meio-fio. Aos 1:50 a bola quica 2 vezes quando passa em cima da cal, uma da grande área e outra na pequena.
    Meio campo do Flamengo foi melhor!

  • 22. Luís Felipe  |  27/10/2009 às 09:21

    “me siento el inolvidable comentario #5”

    asçldkalksdlkajsdklajsdkljasdklasdkjaskdljasd

    parem de falar do meio campo do Corinthians de 1999.

  • 23. Luís Felipe  |  27/10/2009 às 09:23

    aliás, texto realmente muito bom.

  • 24. Prestes  |  27/10/2009 às 09:23

    “mas o melhor é o final do vídeo no youtube. a MÃE e a IRMÃ PRESTES orgulhosas com o caçulinha “hum, muito bom, que bonitinho…””

    uhfdhudfsauhfduhdfhudfudfhdfuhfuhudsfh

  • 25. alisson  |  27/10/2009 às 09:25

    #8 faz-me rir.

    Do caraglio o texto!

  • 26. Prestes  |  27/10/2009 às 09:25

    MARLON, foi o BIRA que roubou a bola.

    Daniel “EL CASSOLON” Cassol, o PESSOAL já incentivou os leitores a enviar texto, foto, vídeo, etc. Até já publicaram o texto dum maluco lá.

  • 27. Guto  |  27/10/2009 às 09:26

    Do que eu vi jogar, Luis Carlos Goiano, Dinho, Arílson e Carlos Miguel. Essa tua meia cheia de frescurice e cabeça levantada viraria farofa se ousasse atravessar a risca central.

    A linha Vampeta, Rincón, Ricardinho e Marcelinho talvez tivesse alguma chance depois que eles conseguissem conter o choro e entrassem em campo. Mas provavelmente não.

  • 28. Prestes  |  27/10/2009 às 09:28

    Era o ÉMERSON. O Arilson jogava na lateral-esquerda.

  • 29. Prestes  |  27/10/2009 às 09:29

    Ou não. Tinha o Roger. Não sei mais.

  • 30. Leo Garcia  |  27/10/2009 às 09:31

    #13
    O dia que o melhor meio campo dos últimos 40 anos tiver DORIVA, o Brasil deveria explodir do Oiapoque ao Chuí.

    E o Telmo Zanini começou citando o Santos de Pelé, sem levar em conta que em 69 é justamente quando começa a entrar em “decadência” o clube praiano, não ganhando mais nada a partir daí, até sei lá 2002.

  • 31. Prestes  |  27/10/2009 às 09:33

    Sim, ‘El Chatón” se perdeu completamente.

  • 32. Flávio  |  27/10/2009 às 09:38

    Dos que eu vi, o melhor meio-campo do futebol brasileiro foi o do Flamengo 80-83. O do Corinthians 98-00 também era foda. Dos que conheço só de enciclopédia, cito a Máquina do Flu (Carlos Alberto Pintinho, PC Caju, Rivellino e Dirceu) e o Cruzeiro do início dos anos 70 (Piazza, Zé Carlos, Dirceu Lopes e Tostão). Além do próprio Inter 79-80, é claro.

  • 33. thalles  |  27/10/2009 às 09:43

    GRANDE DORIVA!

  • 34. Prestes  |  27/10/2009 às 09:44

    Na real, todo mundo sabe que o melhor meio-campo foi Anderson, Fernando, Sandoval e Arilson.

  • 35. alisson  |  27/10/2009 às 09:46

    Um meio campo sem CARLINHOS E TIMM não pode nem ser considerado.

  • 36. Anônimo  |  27/10/2009 às 09:54

    Márcio (Simão) – Elson – Marquinhos e Caíco (Silas) e resto vai dá cú!

  • 37. Anônimo  |  27/10/2009 às 09:57

    flobojr.blogspot.com/

    esse é o lol

  • 38. Anônimo  |  27/10/2009 às 09:58

    Márcio (Simão), Elson, Marquinhos e Caíco (Silas) e o resta vai dá cú!

  • 39. Flávio  |  27/10/2009 às 09:59

    # 35
    De vez em quando jogava o Ricardo (aquele das cotoveladas no Paulo Nunes).

  • 40. Lol  |  27/10/2009 às 10:05

    33. meio campo de 1997….chegou a fazer um barulho….

    no Brasil é dificil definir um meio de campo ou uma escalação ideal ou definitiva. É muita opção.

    Mas concordo que o meio de campo do Inter de 1979 era uma máquina. Os resultados estão aí para comprovar.

    O meio campo do Flamengo do começo da década de 80 tbm era muito forte, como disse o Mito.

    E como esses tiveram outros, que na sua época reinaram….o difícil é comparar um com o outro, pois foram épocas diferentes….daí vira exercício de masturbação.

    Um abraço.

  • 41. guihoch  |  27/10/2009 às 10:08

    ROTH tô contigo e não abro

    quinta estarei la no maraca para dar uma força, prova pro duda que ele não sabe nada e pra imprensa do eixo tambem.

    TENHO DITO

  • 42. rafael botafoguense  |  27/10/2009 às 10:23

    BOTAFOGO 52 JOGOS INVICTO

  • 43. José Renato Moura  |  27/10/2009 às 10:26

    Eu sou gremista. Não vou cometer a heresia de dizer que o trio Cacau-Iúra-e-Neca, do Grêmio de 75/76, era comparável a essa meia-cancha. Reconheço que o meio de campo desse time do Colorado era um pouco melhor. E ainda tinha na zaga o Mauro Galvão, já craque aos dezessete anos. Mas ainda fico com Dinho-Goiano-Arilson e Carlos Miguel, no puro futebol-arte comandado pelo Dinho.
    Abraços.

  • 44. Anônimo  |  27/10/2009 às 10:48

    É tu ali Lol no

    flobojr.blogspot.com/

    ??????

  • 45. guihoch  |  27/10/2009 às 10:52

    melhor meio campo do brasil foi cruzeiro de 2003, que defendia e atacava como se o time se resumisse a eles, procurem os videos.

  • 46. Guilherme  |  27/10/2009 às 10:53

    PERTINENTE o texto.

    Dos que eu vi jogar, gostei dos do Palmeiras e Corinthians supra-citados.

    Foda é ouvir véio citar jogador que só ele viu jogar e dizer que é o melhor do mundo. Claro que ninguém consegue desmentir porque não tem vídeo. (Alô Cabral)

  • 47. Guilherme  |  27/10/2009 às 10:58

    Ah, só pra não perder o costume.

    Se essa diretoria imbecil trouxer o Washington e não o Broges, tem que matar a machadada.

  • 48. Vinicius  |  27/10/2009 às 11:26

    Outro meio campo digno de nota:
    Leomar, Rochemback, Ramón e Carlos Miguel
    (futebol bailarino de Emerson Leão)

  • 49. Antonio Holzmeister  |  27/10/2009 às 11:32

    Cremílson, Nílson, Puruca e Tuca. Quero ver quem bota uma meia cancha melhor que essa aqui.

    Na frente El Lobo Fischer e Dirceuzinho.

    Ainda tinha o Ferreti no banco e Perivaldo (o Peri da Pituba) pra completar o escrete.

    É nóix!

  • 50. rafael botafoguense  |  27/10/2009 às 11:50

    time do camburão:

    Zé Carlos, Osmar Guarnelli, Perivaldo,Odélio, Carbone e Rodrigues Neto; Búfalo Gil, Paulo César, Dé, Nilson Dias e Mário Sérgio.

  • 51. rafael botafoguense  |  27/10/2009 às 11:57

    antonio essa galera ai é antes da invecibilidade.

    fischer e dirceu mereciam trazer a libertadores 73.

  • 52. rafael botafoguense  |  27/10/2009 às 11:58

    abel e mendonça pra completar o especial anos de chumbo hahah

    http://video.globo.com/Videos/Player/Esportes/0,,GIM1148146-7824-EM+JOGADORES+DO+BOTAFOGO+GARANTEM+QUE+ESTA+NO+HORA+DE+GANHAR+UM+TITULO,00.html

  • 53. Odir  |  27/10/2009 às 12:00

    Botafoguense derrotado

  • 54. Odir  |  27/10/2009 às 12:01

    quem torce pra time de outro estado é mulher

  • 55. Antonio Holzmeister  |  27/10/2009 às 12:03

    O camburão entrava nas cidadezinhas do interior do rio atirando pro alto, só tinha sinistro.

  • 56. Antonio Holzmeister  |  27/10/2009 às 12:05

    Bom eu moro no Rio e o Rafa Botafoguense mora em Juiz de Fora que, como já disseram por aí, é um sub-bairro aqui de botafogo, que nem o bairro peixoto é de copacabana.

    Pela saco!!!

  • 57. Vinicius  |  27/10/2009 às 12:12

    Meio-campo mais safado da história:
    Mancuso, Marcio Costa, Jamir e Djair (Flamengo 96)

  • 58. rafael botafoguense  |  27/10/2009 às 12:14

    haahah nego cheio de ódio do nada.

  • 59. guihoch  |  27/10/2009 às 12:20

    aonde a parada tá boa?

  • 60. dante  |  27/10/2009 às 12:22

    melhor meio-campo que já vi jogar:

    marimon, cassol, arbo e willian.

    ssdjkfljskdlgjl

  • 61. Felipe (o canoense)  |  27/10/2009 às 12:47

    Daniel Frasson, Márcio Bitencourt (Simão, Elson), Marquinhos (Silas) e Caíco

    OU

    Anderson, Fernando, Enciso (Marcelo Padeiro) e Sandoval

  • 62. catarina cristo  |  27/10/2009 às 13:08

    achei uma citaçãoao Franciel num blog de (segurem as perucas!) decoração!

    mas é uma referencia só, calma. Ele não tá decorando nenhum interior.

    http://www.decoeuracao.com/2009/10/coracao-de-papel.html

  • 63. Lourenço  |  27/10/2009 às 13:09

    Gustavo, Marcos Vinícius, Douglas Silva, Bruno Soneca e Marcinho Caganera.
    Ainda bem que lá atrás tínhamos a proteção de Alessandro Lopes, Dênis e Michel Nunes.

  • 64. Fernando Cesarotti  |  27/10/2009 às 14:32

    César Sampaio, Mazinho, Edilson e Zinho = melhor meio-campo, seguido de perto por Flávio Conceição, Amaral, Djalminha e Rivaldo. Também houve a formação intermediária com Sampaio, Conceição, Zinho e Rivaldo, campeã brasileira de 94.

    Por outro lado, na Série B, tive que aturar Marcinho Guerreiro, Correa, Elson e Diego Souza genérico. E na JH-2000 o Palmeiras foi de Fernando, Magrão, Galeano e Taddei. Tá bom ou quer mais?

  • 65. Jader Anderson  |  27/10/2009 às 14:36

    Certamente a meia cancha do cruzeiro de 2003.

    Perde no quesito curriculo, somente. No quesito brasil venceu todos os torneios que disputou.

    79 era cano, essa cancha do corintias cano demais, SPFW 92/93(destaque para o bi libertadores e mundial seguido) e mais várias outras.

    e é claro, a do nacional citado no #14 ehaehehehehehaeh

  • 66. Franciel  |  27/10/2009 às 15:25

    Catarina, só porque eu tenho cabelo grande, você quer me pegar pra cristo? Como diria aquele do pé na cozinha: assim não pode, assim não dá.

    Voltemos ao Ludopédio.

    Prestes, chega de tergiversação. Pergunte a Mário Sérgio, o próprio, qual foi o melhor meio de campo que ele já viu.

    Enquanto você não encontra o Mário atrás do armário, vou lhe adiantar uma coisa: O esquadrão que encantou o Rei do Gatilho re foi aquele que colocou três jogadores como donos da Bola de Prata da Placar de 1974.

    De nada.

  • 67. André Baibich  |  27/10/2009 às 15:32

    Eu gosto do inolvidável trio mandado a campo por Celso Roth no Inter em 2002: Cleitão, Claiton e Cleiton Xavier…

  • 68. Prestes  |  27/10/2009 às 15:33

    Seo Françuel,

    E aquele que tinha Gil Sergipano, Roberto Cavalo, Paulo Isidoro e Pichetti???

  • 69. Franciel  |  27/10/2009 às 15:36

    Prestes, não chega aos pés do esquadrão de 1974.

    Chega de intermediários.

    Perguntei a Mário Sérgio, o pai da matéria.

    Se ele negar, faço uma retratação pública: Nunca mais digo que Thalles usa óculos de viadinho muderno.

  • 70. Yuri  |  27/10/2009 às 15:41

    Mas ele USA óculos de viado moderno. Não minta. Aliás, o relato do ônibus é a única coisa que atesta favoravelmente acerca da não-feminilidade de Thallesgoto.

  • 71. Celão  |  27/10/2009 às 15:42

    Melhor meio campo que eu já vi:
    5 – Enciso
    8 – Anderson
    10 – REGINALDO
    11 – Marcelo

    Gênio: Cassiá

    – Morri!!!

  • 72. Jader Anderson  |  27/10/2009 às 15:42

    Mas o bola de prata nao era tendencioso e inútil?

    Parte da conspiração nacional gremista contra colorados? (NS Full On)

  • 73. Junior  |  27/10/2009 às 15:44

    Alguns citaram o Cruzeiro de 2003. Augusto Recife fazia parte daquele meio-campo, o que invalida qualquer comparação.
    Ah, e o filósofo não é o Samuel Rosa, que só faz música, mas o Nando “Bambi” Reis, o letrista.

  • 74. Prestes  |  27/10/2009 às 15:54

    Sim, o Augusto Recife tá jogando em um time q tá mal das pernas na série B, acho que o ABC.

    Françuel, SOLETRA essa meia-cancha de 74 pra nois ae!!

  • 75. Franciel  |  27/10/2009 às 16:09

    Prestes,
    o time que Mário Sérgio considera como o melhor que ele já viu (confira com ele, é sério) tinha a seguinte formação.

    Joel Mendes,
    Roberto, Paulo, Valter, Dutra e Jorge Valença.
    Natal, Mário Sérgio, Gibira,
    Osny e André Catimba.

    De Nada.

  • 76. Prestes  |  27/10/2009 às 16:11

    O Natal era aquele mesmo do Cruzeiro??

  • 77. Chato  |  27/10/2009 às 16:11

    Correção: O Inter em 76 e 79 tiveram os dois maiores aproveitamentos entre os campeõs nacionais. O Atlético-MG, vice-campeão invicto de 77, teve mais de 90% de aproveitamento.

  • 78. Franciel  |  27/10/2009 às 16:19

    O mesmo.

  • 79. Prestes  |  27/10/2009 às 16:19

    Perdón.

  • 80. Franciel  |  27/10/2009 às 16:20

    E André Catimba também é aquele, assim como Osny é o baixinho “tão pequeno quanto a bola, mas tão grande como um gol”.

  • 81. Franciel  |  27/10/2009 às 16:21

    E jorge valença, que vi brilhar em 1985 também era aquele que jogou no Atlético Mineiro.

  • 82. Prestes  |  27/10/2009 às 16:23

    Baita time seo Françuel, mas Osny não era um traidor fdp @%&#???

    uhdfhudfshusdfhusd

  • 83. Rudi  |  27/10/2009 às 16:34

    alguém se arrisca a clicar?

  • 84. Prestes  |  27/10/2009 às 17:36

    Que porra era aquela? Alguém clicou?

  • 85. Franciel  |  27/10/2009 às 17:38

    Eu cliquei. Num era nada demais. Era apenas uma propaganda da Revista Invicto.

  • 86. Rudi  |  27/10/2009 às 17:45

    pois, mas tiraram do ar pq?

  • 88. douglasceconello  |  27/10/2009 às 18:00

    Sensacional, Prestes. Inclusive a malandragem do Sportv.

    No mais, meu meio-campo inesquecível: Norberto, LEOMIR e Luís Carlos Martins. A linha de frente tinha Maurício, Nílson e Edu. Inter de 88. Primeiro time que GOSTEI de ver jogar. Técnico: Abel JESUS GORDO Braga, no tempo em que ainda FUMAVA na beira do campo.

  • 89. Mateus  |  27/10/2009 às 19:29

    Sou novo então, dos que eu vi jogar, aquele do Corinthians 98/99 ganha.
    Rincon, Vampeta, Ricardinho e Marcelinho era sensacional. A bola rolava redonda por qualquer um deles…
    Não conheço a fundo esse meio de campo do Inter (até porque sou gremista). Só sei que o Falcão, por tudo que eu já vi dele, jogava muito.
    E quem citou o meio de campo gremista de 95, era muito bom, mas o Corinthiano era superior, sem nenhuma dúvida.
    Esses do Palemeiras/Parmalat são impressionantes pelos nomes, mas não lembro de como jogavam.
    Agora, qualquer meio de campo que reúna Zinho e Rivaldo não perde em nada para nenhum outro… Eram dois cracaços de bola…

  • 90. zobaran  |  27/10/2009 às 19:41

    Sensacional, mas acho a discussão meio boba num único sentido. Porra…40 anos? Mete 50 ou 100 anos na parada. 40 anos é que é a grande gambiarra.

  • 91. Godo  |  27/10/2009 às 19:42

    Prestes, grande PRESENÇA.

    Mas a QUADRÍADE “Andrade-Adílio-Zico-Tita” só não me comove mais do que a ESTROFE “Falcão-Sócrates-Cerezo-Zico”.

    Falcão era mestre demais.

  • 92. Prestes  |  27/10/2009 às 19:46

    Valeu Doglão, LF, Milton, Godo!

    Zobaran, partiu do Divino dizer que era o melhor dos últimos 40 anos, claro para não comparar com Santos de Pelé, Botafogo de Garrincha. Mas acho que a comparação também esbarraria nos esquemas táticos, aqueles times jogavam com 390 atacantes.

  • 93. Flávio  |  27/10/2009 às 19:48

    #70
    No inesquecível Inter de 98, o Enciso era reserva do Claiton, aquele mesmo que um dia o Paulo Autuori chamou de Seedorf/Davids brasileiro…

  • 94. Prestes  |  27/10/2009 às 19:54

    E aquele meio-campo do Parmera que tinha Ademir da Guia e Dudu? Dizem os velhos que jogava…

  • 95. rafael botafoguense  |  27/10/2009 às 19:54

    é mesmo o botafogo ia com 5 no ataque.

    em 62:Garrincha Edson Quarentinha Amarildo e Zagalo

    em 68:Gérson, Rogério, Roberto, Jairzinho, Paulo Cesar

    *****************************GLORIOSO********************************

  • 96. Godo  |  27/10/2009 às 20:00

    #94

    Gerson = maior ser humano vivo.

  • 97. Logan  |  27/10/2009 às 20:11

    Nada, melhor meio campo foi: Vanderson, Bida, Leandro Domingues, Ramon.
    E fim de papo.

  • 98. zobaran  |  27/10/2009 às 20:51

    Ramon citado em dois “melhor meio-campo”, o do Vasco de 98 e o do Logan de 96.

  • 99. Logan  |  27/10/2009 às 21:16

    zobaran, vc não acha que eu estava falando serio né cara? auhauhaeuheue

  • 100. Phoenix  |  28/10/2009 às 07:35

    Rafael Carioca, Lucas, Ânderson e Ronaldinho.
    Grêmio de 2009, se não vendêssemos nossos craques.

  • 101. J Petry  |  28/10/2009 às 10:58

    Ademir Kaefer, Ademir Alcântara e Rubén Paz (meu primo distante).

  • 102. Rudi  |  28/10/2009 às 11:49

    PUTAQUEPARIU

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/0,,MUL1357836-9825,00-VIERI+RECUA+NA+APOSENTADORIA+E+VAI+JOGAR+O+PAULISTAO+PELO+BOTAFOGO+DE+RIBEI.html

  • 103. Logan  |  28/10/2009 às 17:36

    #102 uhauehuehuaehuaeh
    Foda é jogador que não consegue parar.
    Bom pro botafogo pelo menos.

  • 104. zobaran  |  28/10/2009 às 18:46

    Logan,

    vc não acha que eu achei que você estava falando sério, né cara?!

  • 105. Logan  |  28/10/2009 às 19:40

    eu não acho que você achou que eu achei que você tinha achado que…
    enfim,
    parabens suellen, não podia deixar de falar ehehehehe..

  • 106. JO  |  28/10/2009 às 20:41

    invicto só um: o das glórias de 1979!!!são 38 anos tentando e só ele conseguiu!!POR ISTO É O MELHOR

  • 107. Breno Lopes Ança Coelho  |  16/11/2009 às 19:50

    O melho meio campo do mundo é o KaKá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • KANNEMANN acaba de fazer seu PRIMEIRO GOL com a camisa do Grêmio. Tricolor vai metendo 3x0 no Atlético-PR no 1º tempo. 1 hour ago
  • E agora leva um golaço de Barrios. 1 hour ago
  • Na Copa do Brasil, Atlético Paranaense acaba de perder um tiro livre indireto na entrada da PEQUENA ÁREA do Grêmio. 1 hour ago
  • Final do Apertura chileno de 2006. Bravo jogava pelo Colo Colo. Acabaram campeões nos pênaltis (4x2) contra a Universidad de Chile. 1 hour ago
  • Já que o tema do dia é Claudio Bravo pegando pênaltis, lembrança daquela vez que ele defendeu uma cavadinha APÓS te… twitter.com/i/web/status/8… 1 hour ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: