Renato Portaluppi, 1992

16/10/2009 at 18:15 36 comentários

Supercopa dos Campeões da Libertadores, 15 de outubro de 1992.

Cruzeiro 8×0 Atlético Nacional. Cinco gols do homem da faixa na cabeça.

Jogava pouco, hein?

Até a vitória,
LF

Anúncios

Entry filed under: Sul-Americana.

Sangue, suor e cerveja As tardes desperdiçadas

36 Comentários Add your own

  • 1. rafael botafoguense  |  16/10/2009 às 18:23

    renato gaucho? 1992? pffffff

  • 2. Diogo  |  16/10/2009 às 18:23

    Foram 5 golos.

  • 4. zobaran  |  16/10/2009 às 18:41

    Segunda divisão do Maranhão?

  • 5. saulo  |  16/10/2009 às 18:53

    Que cacetada do Cruzeiro, heim.

    O blog Impedimento está sendo publicado com o blog da semana.

    Dê uma visita: saulobotafogo.blogspot.com

  • 6. Arruda  |  16/10/2009 às 19:46

    Era um bom torneio essa Supercopa, hein? Deveriam fazer a cada quatro anos.

  • 7. Lorenz  |  16/10/2009 às 19:56

    5 Gols do mesmo cara?

    O jogo deve ter sido tipo esse:

    http://twurl.nl/opkwri

    ASUIEHAI olhem os replays, QUASE NÃO DÁ PRA VER QUE É ENTREGUE OK

    83>92

  • 8. Prestes  |  16/10/2009 às 20:14

    “O árbitro deixou a rapaziada tomar um REFRESCO”

    Maior narração.

    No mais:

    NONATO >>>>>>>> NILTON SANTOS

  • 9. Luís Felipe  |  16/10/2009 às 20:18

    não vi o Nílton, mas o Nonato jogava uma enormidade.

  • 10. Prestes  |  16/10/2009 às 20:35

    O Nonato ficou sendo considerado velho por cinqüenta e três anos. Acho q ele tinha cara de velho.

    E esse time do Cruzeiro era a dupla Grenal dos anos 80.

    Ademir Kaefer, LF Rosa Flores, Paulo Roberto e Renato Gaúcho, pelo menos.

  • 11. Guilherme  |  16/10/2009 às 22:44

    Segunda divisão do maranhense é o melhor campeonato.

    Depois vem a super copa.

  • 12. Hugo Pegoraro Serelo-MG  |  16/10/2009 às 23:01

    Renato Gaúcho passou como um relâmpago no Cruzeiro. Ganhando tudo, fazendo gols fantásticos e se tornando ídolo.

    Que saudades da Supercopa! Era um EXCELENTE torneio no qual só disputavam gigantes da América.

    Que orgulho e que saudades do Cruzeiro Bi-Campeão da Supercopa!

  • 13. Hugo Pegoraro Serelo-MG  |  16/10/2009 às 23:14

    Prestes, havia o Ênio Andrade também. Aquele foi o Cruzeiro mais gaúcho que já houve.

  • 14. Elias  |  16/10/2009 às 23:29

    Só ganhou o estadual daquele ano porque o tal Portaluppi tirou o Milagres do jogo final.

  • 15. Luís Felipe  |  17/10/2009 às 00:39

    olha aí, o Finazzi metendo gol.

    é impressionante o quanto mete de gol essa criatura. 89 anos e segue marcando.

  • 16. douglasceconello  |  17/10/2009 às 00:44

    Bah, grande competição essa Supercopa. Lembro de uns jogos fenomenais daquele Cruzeiro do começo dos anos 90. Portaluppi jogava demais, aquele CORNO.

  • 17. vicente v.  |  17/10/2009 às 00:49

    “parece CONTA DE MENTIROSO, mas tá valendo. 7 x 0.”

    o narrador é uma versão tiozão do ceconello.

  • 18. Diogo  |  17/10/2009 às 01:20

    FLAGRA!

    Douglas Ceconello flagrado por cameras de segurança comprando a SAIDEIRA.

  • 19. Titi  |  17/10/2009 às 02:44

    / \
    II

    RI MUITO.

    O cara tava na “mao do palhaco”.

  • 20. JO  |  17/10/2009 às 07:56

    QUEREM MOSTRAR COMPETENCIA EM FAZER GOLS?MOSTREM O DADÁ FAZENDO 10 GOLS NUM JOGO DO BAHIA SE NÃO ME ENGANO!!AGORA VAMOS COMBINAR ESTE TIME DO ATLÉTICO NACIONAL É UMA PIADA…

  • 21. Prestes  |  17/10/2009 às 10:07

    Suspeitei desde o princípio (COLORADO, Chapulin; 1979) que tivesse o dedo do Enio Andrade nisso.

  • 22. Prestes  |  17/10/2009 às 10:08

    “o narrador é uma versão tiozão do ceconello.”

    EXACTO

  • 23. Prestes  |  17/10/2009 às 10:11

    Essa história do Dadá fazer dez gols foi no campeonato pernambucano, quando ele era do Sport.

    Sport 14 x 0 Santo Amaro

    No jogo seguinte tem aquela clássica história do alfinete. Que um zagueiro adversário levou um alfinete pro campo, e dava uma alfinetada no Dadá toda vez que ele subia pra cabecear.

  • 24. Prestes  |  17/10/2009 às 10:13

    http://www.camisadoze.net/2009/09/dada-maravilha-x-ibis-com-alfinete.html

    Leiam que é genial a história do alfinete!!!

  • 25. Yuri  |  17/10/2009 às 13:26

    #24:

    CIDINHO CAGÃO.

    “Todo time que eu joguei e fui campeão tinha um gay” (MARAVILHA, Dadá)

    Ele foi campeão no Sport e no Atlético-MG, logo…

  • 26. Ismael  |  17/10/2009 às 13:56

    Marco Antonio Boiadeiro!!!

    BOIADEIRO!!!

    Chorei meu álbum de figurinhas agora [ns]

    Alguém sabe a escalação desse CANO???

  • 27. Ismael  |  17/10/2009 às 13:59

    Achei isso, escalação da final (Wikipedia)

    G 1 Paulo César
    LD 2 Paulo Roberto (C)
    Z 3 Luizinho
    Z 4 Célio Lúcio
    LE 6 Nonato
    V 8 Douglas
    V 17 Luís Fernando
    M 10 Boiadeiro
    M 9 Betinho
    A 7 Renato Gaúcho
    A 11 Roberto Gaúcho

  • 28. Prestes  |  17/10/2009 às 14:38

    Esse Betinho jogou no INter em 98. Quando contrataram pensei “agora vai”. Tristes tempos aqueles…

  • 29. Prestes  |  17/10/2009 às 14:39

    E o Boiadeiro inventou de errar um pênalti contra a Argentina na Copa América. Se fudeu, não foi pra Copa.

  • 30. Diogo  |  17/10/2009 às 16:36

    Presidente do Equador pede pena de morte para árbitro brasileiro.

    http://br.reuters.com/article/topNews/idBRSPE59G06V20091017

    Hulhdsljhlasdfjhlsadkjh.

  • 31. Lucian Chaussard  |  17/10/2009 às 19:01

    Avaí joga bem contra times grandes fora de casa e toma dois do Goiás capenga na Ressacada.

    ESSE AVAÍ FASH CÔSA.

  • 32. Anônimo  |  17/10/2009 às 19:14

    Dois do Goiás?

    Só vi um…

  • 33. Lucian Chaussard  |  17/10/2009 às 19:46

    #32
    Perdi. Clicrbs stole my virginity.

  • 34. Lourenço  |  18/10/2009 às 19:55

    Só para incomodar, já que todo o post é sobre um jogo do Renato, como se fosse essa a prova de que ele jogava muito:

    object width=”425″ height=”344″>

    Jogava pouco esse Perea, hein!?

  • 35. Francisco Antero  |  19/10/2009 às 10:59

    Que legal este post. Emocionei-me.
    Estava na sétima série, e lembro-me direitinho deste jogo. De toda a Supercopa, aliás.
    Massa, mesmo, foi rever a escalação do Cruzeiro.
    Sou fá até hoje do Nonato. Não tivesse o azar de jogar na mesma posição do Sorín, seria mais lembrado. De qualquer forma, ele leva o título de melhor lateral esquerdo destro do Cruzeiro.
    Também tem a história do Paulo Roberto, que chutou uma bola para fora do Mineirão, igual ao Nelinho…
    Acho que o mais legal daquela época foi ver o time do Cruzeiro voltar a jogar bola de verdade depois de uma década só assistindo o Atlético…

  • 36. Luís Felipe  |  20/10/2009 às 00:09

    bah, Lourenço, agora tu te superou.

    Tu é viciado em discordar de mim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: