Melhor ser irracional que chapa-branca

13/10/2009 at 10:44 59 comentários

Aqui mesmo no Impedimento já criticamos a crônica esportiva e seu profundo desprezo pelo torcedor. Segundo a filosofia profissional dos empunhadores de microfone, nós torcedores teríamos a visão OBLITERADA pela paixão clubística, razão pela qual nossa opinião não seria racional e deveria limitar-se ao espaço dos torpedos por celular enviados às emissoras.

Há quem no seu íntimo acredite num futebol sem torcedores, como se não fosse a paixão de milhões de brasileiros a geradora de emprego e renda para quem passa as tardes vendo futebol e tem como único compromisso emitir uma opinião – mesmo que ela mude a cada resultado.

O momento de Grêmio e Internacional em relação a seus técnicos vem demonstrando que a opinião sem critério nem validade CIENTÍFICA não é a do treinador, mas a do cronista esportivo. Porque a paixão por um time pode não cegar o torcedor, mas levá-lo a pensar sempre no melhor para o seu clube, independente de qualquer outro tipo de conveniência.

No entanto, os comentaristas esportivos – não querendo generalizar, mas já generalizando – costumam adotar um critério altamente falho e MEDONHO para analisar um desempenho de um treinador de futebol. Basicamente, a fórmula funciona assim: é amigo da imprensa, é um bom treinador. Desrespeita o trabalho dos profissionais da latinha, não vale nada.

Pois bem.

Na entrevista coletiva concedida durante sua apresentação no Grêmio, o técnico Paulo Autuori falou com sua voz de crooner nada menos que DEZ vezes a palavra “conceito” e suas variações. Podem contar nos dois vídeos abaixo.

Não estamos entrando no mérito dos seus conceitos: é possível que esteja certo em todos eles. Agora, entre declarações como “a minha responsabilidade é com a vida”, “só é vencedor quem tem capacidade de se arriscar” e “falar só em resultado é se acomodar”, o desempenho do locutor de Guaíba FM é o que segue, sem tirar nem por: eliminado na Libertadores, só uma vitória fora de casa no Brasileiro, um time que não engrena e só a perspectiva de Sula Miranda para 2010.

E só agora, depois de começar a ouvir as primeiras vaias no Estádio Olímpico, Autuori começou a ser criticado pela imprensa. É que antes era difícil: era um treinador muito educado, chique e sofisticado para receber a mínima reprimenda dos comentaristas, estes analistas racionais.

O caso do Internacional é parecido. Adenor Bacchi esteve longe de ser unanimidade na torcida, mas sua cantilena nas coletivas de imprensa o elevou à condição de grande estrategista, só contestado quando simplesmente não dava mais pra segurar.

Veio Mario Sergio e, diga-se em sua defesa, pelo menos não está querendo enganar ninguém. De pronto, o novo treinador do Internacional já faltou a treino, falou grosso com repórteres, fez um treino confuso e, por fim, empatou contra o Atlético-PR em pleno Beira-Rio.

Antes disso, foi devidamente amaciado por aqueles que colocam a camaradagem à frente do profissionalismo. Na última sexta, quando o técnico não apareceu para treinar pela manhã, afirmando ter decidido mudar a programação, sem porém avisar dirigentes e jogadores, deu uma entrevista ao Sala de Redação, tradicional programa da rádio Gaúcha.

Não foi bem uma entrevista, é verdade. Mario Sergio deu sua explicação para a ausência no treinamento e o resto foi apenas bajulação. Aliás, só os torcedores se espantaram negativamente com a contratação de um treinador que quase não treina times. Porém, nas dezenas de entrevistas que deu no dia de sua contratação, Mario Sergio foi tratado como grande treinador. Bastou uma rusga com a imprensa, já se quebrou o encanto.

E neste tranco engolimos mais um desastrado ocupante da casamata do Beira-Rio.

Diante dos maus desempenhos dos treinadores de Grêmio e Internacional, já tem comentarista esportivo dizendo que a culpa é dos torcedores: eles se iludiram com as potencialidades de dois times que, no fundo, não são lá essas coisas. E tem gente conceituada fazendo exercício para salvar as diretorias de quaisquer críticas.

Os torcedores, no entanto, seguem acertando todas. Por isso, repetimos: muito mais válida uma opinião apaixonada de torcedor do que um palpite forjado na brancura de uma chapa.

Um abraço,
Daniel Cassol

Anúncios

Entry filed under: Clubes.

Procura-se um campeão Quem te viu, quem te vê, Diegón

59 Comentários Add your own

  • 1. alisson  |  13/10/2009 às 11:08

    SENSACIONAL.

    Me espantou o tratamento dado pela imprensa quando fecharam a contratação do Mário Sérgio. Enquanto a torcida passava da surpresa para a indignação, os operadores de microfone teciam elogios à carreira de um cara que nunca ganhou nada. Não se cansaram de dizer que o time do Grêmio que jogou a SÉRIE B foi montado por ele (o que é mentira) e que ele foi VICE na CB com o FIGUEIRENSE.

    E porque isso? Os contratos de patrocínio para a cobertura da próxima libertadores já estão firmados. Se a torcida perde o tesão, e o Inter segue no declínio, a vaga já era. Perdendo-se a vaga, lá se vão os patrocínios.

    Então eu prefiro ficar com a opinião de quem vê tudo com os olhos de torcedor irracional, do que me basear na opinião de quem vê tudo com os olhos postos no dinheiro.

  • 2. Ismael  |  13/10/2009 às 11:18

    Bah

    Cassol MUITO LÚCIDO!

    E essa coisa da imprensa bovina fazer o papel de “amo quem me ama, odeio quem me odeia” já encheu faz tempo… quero que todos se exlodam!

  • 3. Francisco Luz  |  13/10/2009 às 11:53

    Perfeito, sem tirar nem por.

  • 4. Celso Roth  |  13/10/2009 às 12:00

    Post tendencioso…

    O Daniel Cassol é PASSIONAL.

  • 5. izabel.  |  13/10/2009 às 12:15

    perfeito o texto, cassol.

    e tou aqui sem querer acreditar que o técnico faltou ao treino (?!?!). como assim?

  • 6. Flávio  |  13/10/2009 às 12:16

    Concordo em parte. Acho que o adesismo é mais ideológico. Abelão, por exemplo, nunca teve a simpatia da crônica bovinóide. Mesmo que tenha institucionalizado o esquema com três volantes no Beira-Rio, os Wianeys da vida nunca o perdoaram pela “faceirice” dos anos 80. Leão também não teve moleza quando treinou o Inter em 99. Só por ter ousado armar o time com três (?!) “pontas” (Fabiano Cachaça, Almir e Elivélton). Lembro do Hiltor Mombach espumando de raiva porque Antônio Lopes, logo que chegou ao Grêmio, escalou somente um volante de contenção (acho que era o Pansera). Por outro lado, Lazaroni, quando passou pelo Grêmio em 98, foi recebido como o técnico que montou a melhor seleção brasileira, taticamente falando, desde a Copa de 70. É sério! Para a turminha do Sala de Redação, o Lazaroni era uma espécie de Telê às avessas: não ganhou, mas perdeu jogando feio.

  • 7. Lucas Cavalheiro  |  13/10/2009 às 12:23

    Bah

    Cassol MUITO LÚCIDO! [2]

    Largando a imprensa e indo para o futebol, tenho uma opinião muito particular sobre o futebol no Inter.

    Essa opinião não envolve 3-5-2 vs 4-4-2, treinador X ou Y, D’Alessandro ou Andrezinho, é muito mais uma questão de conhecimento de futebol, o que requere uns 3 parágrafos… Portanto, fica pra próxima haha

  • 8. Rodrigo Cardia  |  13/10/2009 às 12:41

    Celso Roth: taí um exemplo de “péssimo treinador”, só porque não fica babando ovo da imprensa…
    Ele nunca ganhou nada importante, é verdade. Mas geralmente só o chamam quando o time é ruim e cresce o medo do rebaixamento.
    Foi assim no Grêmio em 1998 e 2008. E é o mesmo no Atlético-MG em 2009. E sempre “deu certo”, pois o time não só não caiu, como foi além das expectativas: em 1998 o Grêmio se classificou para as quartas-de-final; em 2008 conseguiu ser vice-campeão e uma vaga na Libertadores; e o Galo em 2009, com um time pior do que o Grêmio de 2008, pode ir à Libertadores.

  • 9. Rafael Jeffman  |  13/10/2009 às 12:47

    Djênial!

  • 10. Celso Roth  |  13/10/2009 às 13:07

    8.

    Acontece que eu sou Profissão Perigo, o MacGyver corre nas minhas veias. Sou aquele médico que vive ESTRICNADO salvando vidas madrugada a dentro, acostamento a fora.

    Enquanto outros sonham ser o DR HOLYWOOD eu sou o DR SAMU.

    Eu sou foda, sou o guerrilheiro dos técnicos, o vietcongue do brasileirão, o cossaco das casamatas.

  • 11. Judas, el trairon  |  13/10/2009 às 13:11

    VoLLta Sexy. Me perdoa?

  • 12. Guillermo  |  13/10/2009 às 13:15

    Bah… espetacular post do Cassol (as usual) e o comment do Juarez também tá uma beleza.

  • 13. Lol  |  13/10/2009 às 13:38

    O que eu percebo é que esses analistas profissionais do futebol confundem posse de bola com pressão, volume de jogo, jogar bem. Percebi isso no jogo do Inter com o vitória. O Amarelo não jogou nada e os comentaristas trataram o jogo como lá e cá…aberto, em que os dois times poderiam ganhar.

    Contra o CAP, a mesma coisa. Falaram que o inter foi pressão do início até levar o gol….o inter não teve quase nenhuma chance lúcida de gol.

  • 14. Rudi  |  13/10/2009 às 13:41

    “Acontece que eu sou Profissão Perigo, o MacGyver corre nas minhas veias. Sou aquele médico que vive ESTRICNADO salvando vidas madrugada a dentro, acostamento a fora.

    Enquanto outros sonham ser o DR HOLYWOOD eu sou o DR SAMU”

    porra, MEU PHAIIII trabalha no SAMU…

  • 15. alisson  |  13/10/2009 às 13:46

    Rudi = Filho do Juarez.

    haushuahsuahsuahsuahsuasas

  • 16. Rudi  |  13/10/2009 às 13:52

    nem sabia que meu pai conhecia o Impedimento hwhwhhaeh

  • 17. guihoch  |  13/10/2009 às 13:53

    MELHOR DEFINIÇÃO DO ROTH IMPOSSIVEL, ROTH MELHOR TECNICO DO BRASIL, TENHO DITO.

  • 18. Junior  |  13/10/2009 às 15:16

    Além do exclente texto do Cassol, tem duas coisas que me irritam profundamente na imprensa bovina:

    1- a falsa história de que dirigentes, treinadores ou jogadores que maltratam a imprensa estão na verdade maltratando os torcedores, pois a imprensa é “a voz do torcedor”. O torcedor, em sua grande maioria, não está nem aí para a relação dos profissionais do futebol com a imprensa, o que importa para ele é que o seu time jogue bem e vença o adversário.
    2- o oportunismo de certos radialistas/jornalistas bovinos. Por exemplo, quando o Goiás venceu o Corinthians, o Cláudio Cabral (por razões óbvias, o mais recalcado e ressentido dos cronistas bovinos) elaborou uma longa teoria dizendo que era um absurdo o Inter não ter recontratado o Fernandão. Depois dos últimos jogos do Goiás, JAMAIS tocou no assunto novamente.

  • 19. Gustavo  |  13/10/2009 às 15:19

    WC é sigla de MICTÓRIO.

    Levarei um cartaz para o Olímpico, quando RRRR voltar: “MI PERDOA JUAREZ”

  • 20. Lourenço  |  13/10/2009 às 16:01

    Autuori é um técnico indiscutível (não que seus trabalhos sejam indiscutíveis, mas ele como profissional é só abrir o currículo que acabou a discussão).
    Tite é um bom técnico, de bons trabalhos, como mostrou aqui, mas falta ganhar mais títulos importantes.
    Mário Sérgio é piada.

  • 21. Junior  |  13/10/2009 às 16:16

    Uma coisa que só lembrei agora: na segunda, lendo o Correio do Povo, vi que a rádio Guaíba iria estrear um programa chamado “Ganhando o Jogo”. Era só o que faltava, nome de programa no gerúndio.

  • 23. izabel.  |  13/10/2009 às 16:37

    #21 ahahhahfhahhaahahha

  • 24. Jader Anderson  |  13/10/2009 às 16:56

    “MELHOR DEFINIÇÃO DO ROTH IMPOSSIVEL, ROTH MELHOR TECNICO DO BRASIL, TENHO DITO.” [2]

    GENIAL O FAKE!

    O post também!

  • 25. Jader Anderson  |  13/10/2009 às 16:57

    E outra, aprendo mais de futebol no impedimento do que em qualquer outro órgão (ui!) que trate de futebol…

    Só analisando os esquemas montados pelos colorados aqui, demanda muito estudo hehehehehe.

  • 26. Frank  |  13/10/2009 às 17:11

    Quantos anos faz que o Sexy não ganha um clássico? Isso implode qualquer simpatia por parte da torcida…
    No mais, tirar leite de pedra é com ele mesmo…

  • 27. Frank  |  13/10/2009 às 17:13

    Bah, ele ganhou o Galo X Raposa do primeiro turno por 3 x 0

    #5 FOREVER…

    hajaiopafjafsdiojsadf

  • 28. Jader Anderson  |  13/10/2009 às 17:18

    Só pela ressaca libertadores FRANK!

  • 29. Gustavo  |  13/10/2009 às 17:38

    Jader, é tu que tem o JADER’S STARS no Hattrick? Se for, nossos times juniores jogam amanhã, pela primeira rodada da próxima temporada.

  • 30. Prestes  |  13/10/2009 às 17:45

    BAITA TEXTO!

    Meio foda esse lance da Guaíba, uma rádio que tinha uma cara bem definida, agora vai virar uma Farroupilha da vida, ao que parece.

  • 31. Felipe (o catarina)  |  13/10/2009 às 17:49

    #26

    Frank, se não me engano o Cruzeiro tava com o time reserva nesse dia.

  • 32. Frank  |  13/10/2009 às 17:54

    Bah, era mesmo, até o Fábio “cabelinho eu sou rebelde” não jogou…
    Mas fica minha homenagem ao # 5…
    =D

  • 33. Logan  |  13/10/2009 às 18:05

    Caras se vocês acham a imprensa daí ruim precisam começar a ouvir as rádios daqui, a partir das 20 hrs dos dias de semana (sim quase todas começam nesse mesmo horário) e vocês vão ver o que é (des)informação.
    Isso aqui é um inferno de jornalistas incompetentes, só ouço por falta de opção.

  • 34. Titi  |  13/10/2009 às 18:28

    Qdo se ganha de reservas nao vale?

  • 35. col  |  13/10/2009 às 18:43

    Onde eu assino, Cassol?

  • 36. col  |  13/10/2009 às 18:43

    Segundo o Mariao, Inter vai de 361 com Dezinho na do Taison.
    PQP

  • 37. col  |  13/10/2009 às 18:44

    O Abelao eh outro caso descancarado de amigao da imprensa.

  • 38. Frank  |  13/10/2009 às 18:57

    #33

    Pras “isxtatísticas” (CARREY, Jim, 2008) é claro que vale…
    E campeonato ganho enfrentando reservas também vale (BACCHI, Ademar, 2008)…

  • 39. Godo  |  13/10/2009 às 18:57

    Cassol, muito bem dito.

    Sobre o Tite, há um agravante: quando ainda um ilustre desempregado, apareceu numa matéria da parte regional do Globo Esporte (aquele 1º bloco) posando de estudioso do futebol, bom pai, marido exemplar e outras quimeras. Acho que demorou 15 dias pra ser empossado do cargo de treinador do Inter, se não menos, após o, digamos com todas as letras maiúsculas, JABÁ.

  • 40. Guilherme  |  13/10/2009 às 19:45

    Apoiado!!

    Mas que o time do Grêmio é ruim, não importa o treinador, isso também não tem dúvidas.

    E isso não quer dizer que não existam treinadores ruins, que a imprensa tembém não gosta. Celso Roth é o exemplo de treinador PODRE que se dá mal com a imprensa, mas deve ter rabo preso com dirigente pra conseguir tanto emprego.

  • 41. John  |  13/10/2009 às 20:18

    #37
    Não seria ADENOR ao invés de ADEMAR?

  • 42. branco  |  13/10/2009 às 20:39

    Concordo com o Flávio #6. Os cronistas apóiam técnicos que tem conceitos parecidos com os seus e criticam os outros. Aqui no RS adoram técnicos que priorizam a defesa, ganham de 1×0 e escalem o mínimo possível de meias e atacantes.
    Acreito que no centro do país seja o contrário.

  • 43. Francisco Luz  |  14/10/2009 às 00:24

    37: Abel amigão da imprensa??

  • 44. rafael botafoguense  |  14/10/2009 às 00:31

    olha o solano com um três oitão na mão hahaha

  • 45. Luís Felipe  |  14/10/2009 às 02:03

    apoiado o Mário Sérgio na troca de Andrezinho por Taison.

    admitam: o Taison acabou. Até o Adriano Cachaça foi um atacante mais eficiente que ele no Brasileiro.

  • 46. Flávio  |  14/10/2009 às 08:29

    Deveria entrar o Marquinhos então. Taison vem mal há tempo, mas sem ele o Inter fica sem nenhum jogador de velocidade. Carvalho se superou: conseguiu achar um técnico ainda mais retranqueiro que o Tite.

  • 47. Guilherme  |  14/10/2009 às 08:38

    Eu sei que todo mundo deveria ter direito a opinião e tal, mas o problema da internet é que qualquer idiota ganha voz.

    Dizer que quer o Celso Roth de volta é o apogeu da falta de noção e memória. É o cúmulo da falta de dicernimento. Há uns meses atrás ele não servia, e agora, porque o time não ganha fora, só lembram disso como argumento pra trazer esse traste de treinador que quase arruinou o Grêmio (ele também ajudou a vetar Marcelinho Paraíba, humilhou o Douglas e outros da base, e instaurou o 352).

    Discutir o Autuori até tudo bem, mas Celso Roth nunca mais!!

  • 48. fino  |  14/10/2009 às 08:45

    não fala assim do Celsão

  • 49. Jader Anderson  |  14/10/2009 às 09:05

    @29

    Cara, o hattrick está com uns paus mto locos…. não to conseguindo ver meu time de juniores pra te confirmar… mas o nome do meu time junior acho q eh esse mesmo hehehehehe

    jaderanderson é o meu login para mais informações! hehehe

  • 50. Jader Anderson  |  14/10/2009 às 09:09

    O celso roth q vá a la puta q pariu…

    cansei daquele loco… me fez pagar de otário apoiando ele contra a “força” da torcida… VTNC!

    Ele É um treinador competente, talvez um dos mais do país… mas o loco é tão antão que ele começa a criar caso consigo mesmo, midia, torcida, esposa e etc… por isso nao ergue taças….

    O benefício do LOVE SONGS Autuori é apenas planejamento… ele não sabe fazer esse time de aranhas do grêmio tirar coelho da cartola… apenas formatou o time no BASICS para separar o joio do trigo para 2010.

  • 51. alisson  |  14/10/2009 às 09:50

    “Humilhar” o Douglas Costa foi a coisa mais sensata que o Sexy já fez. É só ver o guri jogar umas partidas pra ver que ele joga muito, mas se acha craque e sempre tenta fazer o mais dificil.
    Ele prefere fazer uma jogada plasticamente bonita do que meter na rede.

    Um bom SIMANCOL, é isso que ele precisa. O Sexy estava colocando ele no lugar certo, mas aí veio a torcida, a imprensa….

  • 52. Frank  |  14/10/2009 às 10:11

    Eu quero que o Sexy nunca mais volte ao Grêmio… a campanha do ano passado foi a mais humilhante dos pontos corridos para um clube… se o filho da mãe não consegue ganhar um campeonato 11 pontos na frente do principal concorrente, então que vá treinar time de várzea para ver se aprende como ser campeão de alguma coisa…

    #41
    Isso mesmo… FAIL total por aqui…

  • 53. Gustavo  |  14/10/2009 às 10:55

    #49: sim é o teu mesmo. E tu me ganhou de mim de novo, seu CACHORRO! (ns)

    Não estou tendo dificuldades pra entrar no Hattrick… Tem funcionado direitinho pra mim.

    Pior é que basta ver que o meu time de juniores é BEM melhor que o teu. Coisas do futebol virtual (JUAREZ, 2009).

  • 54. Jader Anderson  |  14/10/2009 às 11:04

    É que eu sou um FIVE STAR MANAGER, Baby!

    Me manda um HT mail com msn se quiser, preciso de alguém para trocar figurinhas(ui! heheh) desse game.

    Não te fia muito que esse engine dos juniores é mto mais bizarro que o padrão hehe

  • 55. Lucian Chaussard  |  14/10/2009 às 12:12

    Tô achando que esse papo de Andrezinho no lugar de Taison é mais uma malaquice do Mário Sérgio e que na hora do jogo a escalação vai ser outra, com um atacante.

  • 56. Fred  |  14/10/2009 às 13:43

    FORA AUTUORI!

  • 57. Lourenço  |  14/10/2009 às 14:49

    #52 Inter estava com 12 pontos de vantagem para o São Paulo neste ano.

  • 58. Flávio  |  14/10/2009 às 15:19

    Marquinhos e Edu estão no estaleiro… A opção do MS até se justifica.

  • 59. Rafael Chat  |  14/10/2009 às 22:15

    “o Lazaroni era uma espécie de Telê às avessas: não ganhou, mas perdeu jogando feio.” hahahahahaha

    Caras, lembro como se fosse hoje: no primeiro dia do Autuori ele teve o saco lambido por TODA a crônica esportivo gaúcha, numa demonstração constrangedora de provincianismo chinelo

    Aí tremi quando ele se empolgou e disse “quem contrata Autuori contrata um conceito”

    Putz TREINADOR-CONCEITO não pode dar certo no Grêmio…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: