Overdose de futebol na TV de Cristina

24/08/2009 at 14:38 54 comentários

No final de semana, Chacarita Jrs. e Tigre jogaram um clássico na primeira divisão, o que não acontecia há mais de 40 anos. Mas o fato histórico da estreia do Apertura na Argentina foi a volta do futebol à televisão aberta. O que não é pouca coisa.

Depois do impasse que atrasou o início do Apertura em uma semana (explicado pelo Luís Felipe neste post), o senhor Julio Humberto Grondona achou por bem romper o contrato com a empresa TSC, detentora do canal Torneos y Competências (TyC) que tem como um dos proprietários o poderoso Grupo Clarín. E correu aos braços de Cristina Kirchner, que pôs a TV Pública do país a transmitir os jogos, aumentando consideravelmente o valor repassado à Associação de Futebol Argentina (AFA).

Resultado: em vez de jogos só na TV a cabo, a população argentina teve uma overdose de futebol na TV aberta, que lançou o slogan “Fútbol para todos”. De sexta-feita a domingo, pelo que pude acompanhar, é bem possível que a emissora estatal tenha transmitido TODOS os jogos da rodada (percebam a relevância: no Paraguai, o futebol nacional só passa no canal pago). Mas não foi só isso.

Outros canais também transmitiram os jogos, já que a estatal autorizou a retransmissão do sinal com manutenção do áudio. Além disso, pelo visto caiu uma regra da TyC, que a princípio seria mantida pela TV Pública. As demais emissoras passaram os gols da rodada livremente, ao contrário do que acontecia antes, quando só podiam fazê-lo após as 22h de domingo.

Em termos políticos, foi um golaço do governo de Cristina Kirchner. Não só democratizou o acesso do povão ao esporte rei, antes acessível somente mediante pagamento de mensalidade, como aplicou um golpe no pâncreas do Grupo Clarín, um opositor desleal como um carrinho por trás.

A jogada política de Cristina não teria dado certo, logicamente, sem o apoio dos clubes, que reclamavam da postura sovina da TSC. Com contrato até 2014, a empresa repassava de US$ 50 milhões a US$ 70 milhões por ano aos clubes. Agora, o governo promete pagar aproximadamente US$ 150 milhões. Diante das críticas quanto ao uso de dinheiro público para salvar as finanças de clubes de futebol mal administrados, o governo promete encontrar formas de financiar as transmissões, com venda de patrocínios e modalidades de parceria com outras emissoras, por exemplo. Mas por enquanto só promete.

Nos próximos capítulos desta novela, é bem provável que o Grupo Clarín conquiste decisões judiciais que dificultem a vida da televisão estatal e criem um novo impasse no futebol argentino. Enquanto isso, dizem que está sendo interessante observar a reação dos veículos do Clarín, babando de raiva com a decisão de governo e expondo as artimanhas do seu jogo político.

Ainda não se sabe o que pode ocorrer e é realmente questionável o uso de dinheiro público para saldar dívidas de times do futebol – como a Timemania, por exemplo. Mas o acordo entre a AFA e o governo trouxe para a conversa do dia-a-dia a discussão sobre quão prejudiciais podem ser os monopólios da comunicação, como diz o último parágrafo deste artigo do Página 12. E devolveu um pouco o futebol ao torcedor, que não queria ou não tinha condições de ser consumidor.

Um abraço,
Daniel Cassol

Anúncios

Entry filed under: Clubes, Pela América.

Os niños mártires chegam aos 96 anos O futebol, esse animal agonizante

54 Comentários Add your own

  • 1. Anônimo  |  24/08/2009 às 15:10

    Sem pão, matrimônio “K” aposta no CIRCO!

    Sanchotene

  • 2. Anônimo  |  24/08/2009 às 15:12

    Do “Tremendamente Motivados”:

    Por un mundo con hambre, inseguridad, pobreza y muuuucho fútbol. Fútbol para todos.

    Sensacional!

    Sanchotene

  • 3. Carlos  |  24/08/2009 às 15:35

    Só uma pergunta…os jogos passaram no canal 7 da net? ATC?

  • 4. Marcos SL  |  24/08/2009 às 16:03

    Agora vai!!!!

    Inter deve anunciar contratação de Bambam nesta semana:

    O atacante Bambam deve assinar sua rescisão de contrato nesta segunda-feira com o Fortaleza e está a caminho do Internacional. Em Porto Alegre desde a última quinta-feira, o jogador já foi aprovado nos exames médicos do time colorado.

    Marcos Antônio Simão Pereira, o Bambam, é natural de Pendência-RN e chegou ao Fortaleza em 2007. Nesta temporada, o jogador de apenas 18 anos participou de 25 jogos pelo time profissional e marcou nove gols.

    No Inter, Bambam disputará posição com Alecsandro, Taison, Bolaños, Tales Cunha e Wagner e chegará para ocupar o lugar que era de Nilmar no elenco colorado – o atacante da Seleção se transferiu para o Villarreal (ESP).

    Confira a ficha técnica do jogador:

    Nome Completo: Marcos Antonio Simão Pereira
    Apelido: Bambam
    Nascimento: 19/3/1991
    Posição: Atacante
    Naturalidade: Pendência-RN
    Altura: 1,85 m
    Peso: 69 kg
    Clubes: Fortaleza

    Que beleza!!!!!!

  • 5. dante  |  24/08/2009 às 16:22

    “Altura: 1,85 m
    Peso: 69 kg”

    contrataram um CANIÇO pra fazer gols.

  • 6. Marcos SL  |  24/08/2009 às 16:48

    E a naturalidade do cidadão?

  • 7. Roger  |  24/08/2009 às 18:06

    E o tal do Defederico que foi pro curintia? alguém conhece?

  • 8. Felipe (o catarina)  |  24/08/2009 às 18:06

    não que eu ache que o governo deva socorrer os clubes, mas que é foda esse lance de monopólio, isso é. Tipo, a Globo coloca jogo na hora em que bem entende, o torcedor que se foda, e muitos clássicos não são transmitidos pra forçar a raça a comprar o pague-pra-ver (PPV). Mas isso eu tô pensando do lado do torcedor. Se a Globo paga pouco pros clubes e ainda sim eles vendem pra ela, que se explodam, então.

    Ah, e já imaginaram um canal que transmitisse TODOS os jogos de todas as divisões do Brasileiro, nem que fosse por VT? Seria o bicho.

  • 9. mardruck  |  24/08/2009 às 18:28

    “Ah, e já imaginaram um canal que transmitisse TODOS os jogos de todas as divisões do Brasileiro, nem que fosse por VT? Seria o bicho.”

    Eu ia ficar muito puto por não ter 14 anos e tempo livre se isso acontecesse.

  • 10. Ernesto  |  24/08/2009 às 19:24

    Bah, foi lindo.

    Na dominguera, jogo do Boca, e na sequencia, jogo do River.

    Gracias CRISTINA, POR DAR ME EL FUTBOL

  • 11. Prestes  |  24/08/2009 às 19:30

    http://colunas.globoesporte.com/brasilmundialfc/2009/08/24/barbarie-na-bolivia/

    Blooming é o time mais COPERO Y PELEADOR.

  • 12. Luciano V.  |  24/08/2009 às 20:13

    Os jogos estão passando na net sim, no canal 146. Mas é preciso ter o tal “pacote etnico”que custava uns 9,90. Vale lembrar que quando da criação desse pacote, a valorosa NET cortou esses canais de quem já os possuía. Quem não ligou pra reclamar ficou sem e agora tá perdendo esse verdadeiro not-pay-per-view que virou o canal 146, já que na argentina nenhum dos dez jogos da rodada coincide de horário. Muchas gracias, Cristina!

  • 13. Capitão Gancho  |  24/08/2009 às 21:43

    re # 12.

    Por isso que eu digo, Viva aos Dreambox, Lexuzbox e, na pior das hipóteses, os inet`s

  • 14. Felipe (o catarina)  |  24/08/2009 às 23:07

    velho, Avaí no Jornal Nacional! Só se fala no meu time em toda parte. Tem alvinegro querendo se jogar da ponte. hahuauhahaha. Valeu cada dia dos sete anos de sofrimento só pra ver a cara de desespero deles com a nossa campanha.

  • 15. Prestes  |  24/08/2009 às 23:26

    Cara, é o segundo dia seguido que os caras do Sportv dizem que o juiz ao não expulsar o Diego Souza fez “um bem pro jogo”, pq o cara jogou bem.

    Quê isso??? Meu deus, é muito absurdo. Ouvir isso é pior que levar um soco na orelha (mentira), uhsuhasduhasduhasduh

  • 16. André K  |  24/08/2009 às 23:36

    tese parecida com o a do Chico Garcia sobre o Guinazu no Grenal.

    Pior é o Juca Kfouri tentando defender o Corinthians, dizendo que o único erro foi o gol de mão.

  • 17. douglasceconello  |  25/08/2009 às 00:57

    Por isso que abandonei o futebol brasileiro e só tenho olhos para o JUAN AURICH, líder do Campeonato Peruano.

    hsaushas

  • 19. Luís Felipe  |  25/08/2009 às 02:02

    ao governo cabe a regulamentação da coisa, não bancar o futebol.

    é tudo muito lindo, mas acho tremendamente injusto para a população pobre que precisa ser melhor assistida em saúde, educação, segurança e etc.

    se o governo fizesse uma intervenção no sentido de obrigar a transmissão em TV aberta, tudo bem. O que aconteceu me pareceu pura jogada política, uma vez que mesmo o valor que será pago pelo governo é o mesmo da TyC.

    Entretanto, uma coisa não pode ser desvalorizada: com mais futebol na TV pública, a valorização da marca dos clubes vai aumentar de forma assustadora.

  • 20. Sanchotene  |  25/08/2009 às 08:39

    Re 16

    Não foi isso. Ele estava dizendo que, com juiz eletrônico, possivelmente, o único lance passível de modificação seria o gol de mão; já que as imagens mostram que os outros lances são polêmicos. O gol de mão não é polêmico: foi com a mão, mesmo.

    Contudo, parece que houve pênalti na jogada. E isso também foi dito no Linha de Passe ontem.

  • 21. Sanchotene  |  25/08/2009 às 08:42

    Re 15

    O Marsiglia defendeu isso DURANTE a transmissão. O Mano Menezes citou isso na coletiva após a partida contra o Botafogo: “Tapa na cara agora é administrável“.

    Não sei o que houve com o Marsiglia. Os comentários eram coerentes e razoáveis. Agora, continuam sendo, mas os que são razoáveis não são coerentes; e os que são coerentes não são razoáveis…

  • 22. Daniel Cassol  |  25/08/2009 às 09:53

    “é tudo muito lindo, mas acho tremendamente injusto para a população pobre que precisa ser melhor assistida em saúde, educação, segurança e etc.”

    Por outro lado, o governo pode tornar esse negócio rentável para a TV pública, e não gastar dinheiro público.

  • 23. Sanchotene  |  25/08/2009 às 10:44

    Re 22

    Essa é difícil…

  • 24. Luís Felipe  |  25/08/2009 às 10:48

    é muito complicado o governo tornar uma TV pública rentável com todas as desvantagens que esse canal tem em relação à concorrência, desde a qualidade dos produtos (câmeras, sinal, etc) até a liberdade para anunciar (uma TV pública nunca aceita propagandas de bebida alcóolica, p.ex). Não sei direito como é na Argentina, porém.

  • 25. Sanchotene  |  25/08/2009 às 11:16

    Não só isso, LF. Isso já é conseqüência. A questão central é que o próprio fim do Estado não é o lucro, e isso acaba tendo reflexo nas estatais. O modo de pensar a empresa é totalmente diferente.

  • 26. Prestes  |  25/08/2009 às 11:52

    É, teriam que desvirtuar um pouco a TV Pública para lucrar.

    Mas de repente podiam botar anúncios só nos jogos, pelo menos pra cosa ficar no zero a zero.

  • 27. Sanchotene  |  25/08/2009 às 12:30

    Não me lembro onde li que para ficar elas por elas, a ATC deveria abocanhar mais de 40% de todo orçamento previsto para mídia televisiva na Argentina no ano…

  • 28. Sanchotene  |  25/08/2009 às 12:31

    Claro, isso provavelmente com base nos valores anunciados inicialmente. Na prática, acho que são menores, não?

  • 29. Rudi  |  25/08/2009 às 12:55

    Sancho, LF, existe uma forma de uma empresa pública ser rentável, transformando-a numa sociedade de economia mista, onde o estado mande mas existam acionistas, algo tipo o banco do brasil…
    claro que pruma TV não sei se daria certo…

  • 30. Ernesto  |  25/08/2009 às 13:01

    Estado Total.

    Adeus Neoliberalismo.

    Fora Yeda. Aguante Cristina, Nuestra presidenta.

  • 31. Prestes  |  25/08/2009 às 13:03

    Sim, Rudi, mas aí tu já alteraria todo o caráter da TV pública para passar os jogos.

    Se tu faz isso tu precisa te adequar o mercado e aí bye bye programação de qualidade. Isso eu to falando pensando no Brasil, não sei como é a ATC.

    A Cultura de SP conseguiu ter alguns anúncios para se manter, não sei ao certo como fizeram.

  • 32. Rudi  |  25/08/2009 às 13:08

    disfarçando anuncio como “apoio cultural”… não veiculando em intervalo normal, apenas fixado a programas específicos…
    é possível, mas é polêmico

  • 33. Prestes  |  25/08/2009 às 13:09

    Pois é, mas acho que podiam fazer só nos jogos. Ia, no mínimo, amenizar o rombo.

  • 34. Fernando Cesarotti  |  25/08/2009 às 13:42

    #31
    Mas quem disse que a Cultura de SP tem programação de qualidade? O jornalismo, pelo menos, é de um SERRISMO lazarento ao cubo.

    E o Cassol escreveu: “Eé realmente questionável o uso de dinheiro público para saldar dívidas de times do futebol – como a Timemania, por exemplo.”
    Mas, até onde eu sei, a Timemania não repassa dinheiro público aos clubes, apenas percentuais de arrecadação das apostas – daí o fato de os times reclamarem que estão ganhando bem menos que o esperado.
    “Ah, mas é dinheiro devido de impostos”. É, mas aí entramos no que se chama, no ramo de financeiro, de qualidade do crédito: É um valor menor que a dívida, mas ao menos entra, ao contrário daquelas dívidas zilionárias das quais o Erário não verá nem a cor…

  • 35. Prestes  |  25/08/2009 às 14:00

    Esse lance do Serrismo é um outro problema no Brasil, é que as tvs acabam sendo mais estatais que públicas.

    Mas ainda assim acho a Cultura de SP muito melhor que as tv’s comerciais, que tb são partidárias e só passam lixo.

    Nada melhor que acordar de manhã no fim-de-semana e assistir a Inezita Barroso e depois o Rolando Boldrin, mesmo ele tendo dito um dia desses que a Ruth Cardoso é a nossa eterna primeira dama, uhsuhsuhuhuhsduhaduhasd

  • 36. Gustavo  |  25/08/2009 às 14:04

    O Estado tornar a TV pública rentável?
    É, isso acontece o tempo todo.

  • 37. Rudi  |  25/08/2009 às 14:05

    Prestes, mas uma coisa… deixando os partidos e presidentes de lado… que primeira-dama fez o que a Ruth Cardoso fez?
    Era, com certeza, uma das poucas coisas que se salvaram nos anos FHC

  • 38. dante  |  25/08/2009 às 14:17

    thereza collor.

    uhuhhuhuhuuhhu

  • 39. Rudi  |  25/08/2009 às 14:21

    dante, thereza era a mulher do PEDRO COLLOR… que foi o que foi assassinado por saber demais

  • 40. dante  |  25/08/2009 às 14:38

    rudi, essa tua explicação passará para a HISTÓRIA apenas como uma nota de rodapé.

    thereza > ruth

    lflçkdsklçf

  • 41. Sanchotene  |  25/08/2009 às 14:50

    Tereza era primeira-dama NÃO-OFICIAL do Brasil. Até por isso a mágoa do irmão…

  • 42. Daniel Cassol  |  25/08/2009 às 15:13

    Não dei uma opinião, mas uma informação, como dizem os cronistas. Até onde eu sei, a TV pública argentina está realmente indo atrás de formas de viabilizar financeiramente a transmissão, não só como anúncios, mas com parcerias com outras emissoras para envio dos jogos por satélite.

  • 43. Roger  |  25/08/2009 às 15:56

    #21
    Simples. Quer aparecer, ser polêmico, comentado. Aprendeu que coerência e razoabilidade, ainda mais juntas, não dão ibope…

  • 44. Sanchotene  |  25/08/2009 às 16:01

    Re 42

    Cassol,

    Ninguém nega uma possível tentativa. Ocorre que quando o Estado toma conta de algo, primeiramente ele busca o CONTROLE desse algo. O dinheiro, aqui, é SECUNDÁRIO. Essas tentativas são, primeiro, para redução de um prejuízo monetário. Se vai conseguir cobrir os custos ou não (e provavelmente, não), é o de menos; já que o lucro não é o principal objetivo.

    E se ainda a Argentina tivesse dinheiro sobrando, mas nem é esse o caso!

  • 45. Prestes  |  25/08/2009 às 17:32

    Rudi, no caso eu preferia que ele não citasse primeira-dama nenhuma.

    Mas podia ser pior, ele podia ter chamado a Isabela Fogaça pra cantar no programa, huasduhadsuhsdauhasdhuasdhuasduhdsahusaduhasduhas

  • 46. Franciel  |  25/08/2009 às 18:04

    Umbora Cristina, minha porra.

    http://www.pop.com.br/popnews/noticias/mundo/263828.html

  • 47. Junior  |  25/08/2009 às 18:07

    Aliás, uma das razões para que eu espere ansiososamente o final do mandato do Fogaça é o fato que enqüanto ele for prefeito o Zaffari não vai tirar do ar aquela propaganda com o jingle feito pelo prefeito-poeta e cantado pela primeira-dama “cantriz”.

  • 48. Ernesto  |  25/08/2009 às 18:31

    Bah, o que ela ganhou de prestígio comigo com essa dos jogos, já perdeu com essa palhaçada de liberar maconha.

    Tem é que dar tiro em maconheiro. Principalmente esses playboyzinho.

    Como diria C.Nascnimento: “até quando vai se perder vidas de crianças e adolescentes de regiões menos privilegiadas, para QUE UM PLAYBOY ACENDA UM BASEADINHO”.

    ESSES PLAYBOY FILHA DA PUTA TINHAM QUE IR PRA CADEIA, PRA SER DEPILADINHO QUE NEM UMA GARRAFINHA. (PETROPÓLIS, Gil Brother Away de. 2007)

  • 49. Franciel  |  25/08/2009 às 18:39

    Ernesto,
    o problema do apressado é que ele fuma cru.
    Sua ira deve ser dirigida à Suprema Corte – e não a Cristina.

    É isso que dar agir sem o impulso da maconha. Se você fumasse, raciocinaria antes de falar besteiras. OU melhor, ficaria com o raciocínio lento e não escreveria estas bobagens.

  • 50. Ernesto  |  26/08/2009 às 01:59

    Bobagens pode ser até em relação à Cristina. Mas não em relação à maconha. Maconheiro=vagabundo.

  • 51. Ernesto  |  26/08/2009 às 02:00

    Tá escrito na notícia:

    ” governo argentino havia pedido para que a Suprema Corte revisasse a legislação sobre posse drogas, na tentativa de redirecionar os gastos estatais para a perseguição aos traficantes e o tratamento antidrogas, em vez do que as autoridades chamaram de caros processos para milhares de casos menores”.

  • 52. Ernesto  |  26/08/2009 às 02:00

    O pior de tudo são os usuários. Financiadores dessa palhaçada toda.

    pelo visto tu é um deles.

  • 53. FERN  |  26/08/2009 às 21:31

    cabe colocar q mas de 50% da poblacion argenta tem CABO…

  • 54. Prestes  |  26/08/2009 às 22:02

    OOOOOOOOOOOOOOOO O FERN VOLTOOOOOOU O FERN VOLTOOOO O FERN VOLTOOO OOOOOOOOOOOO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: