Réplica ao Antigo Testamento

19/08/2009 at 07:00 152 comentários

Há pouco mais de dois meses, eu chegava em casa após uma noite de maratona etílica, abria uma latinha redentora e me estirava no sofá abençoado por ESCULÁPIO. Lembro de não ter tomado nenhum gole, o copo imaculado, com dois milímetros de vidro separando a cerveja do ABISMO. Sem molhar os beiços, dormi com a nuca apoiada no encosto de VELUDO, com a televisão ligada em algum programa protagonizado por apóstólicas ninfas. Isso é o mais próximo da religião que eu consigo chegar.

Pois naquela noite o misticismo comeu solto nas CERCANIAS da notável poltrona e naqueles agora SACROS metros quadrados de parquet. Segundo me relatou a sempre atenta e SOLÍCITA patroa, após me ver umas duas horas dormindo em CANINA posição, ela se viu na obrigação moral de me chamar de volta ao mundo dos vivos:

– Deu. Chega. Vai escovar os dentes.

Ela jura que não havia qualquer traço de REVOLTA ou ébria fúria em meu TIMBRE quando respondi, calmo e solene, ainda entregue às ondulações oníricas de um pós-noite de forte labuta traguística :

– Diz para o DIABO ir primeiro.

Sim, foi exatamente isso que eu respondi, ainda dormindo, o que seria suficiente para uma ESPOSA desavisada acionar os bombeiros. No entanto, todos – vocês, eu e o JECE VALADÃO – sabemos que as mulheres são criaturas bordadas com o LINHO da esperteza, com sua índole certeira e MORDAZ sendo nada mais do que DISFARÇADA por ocasionais prantos e outras milongas LÚDICAS. Do alto de sua feminina e ESPONSAL sabedoria, RETRUCOU:

– ELE JÁ FOI. Agora é a tua vez.

Não preciso dizer que AQUIESCI como um cachorro que é descoberto dormindo na SUÍTE de casal na noite das BODAS DE PRATA.

Fui até o banheiro, esfreguei as CERDAS nos fortes e amarelados CANINOS e falei coisas sem sentido. Ri de forma lunática, como só fazem aqueles espiíritos que estão antevendo feitos grandiosos.

Um visionário é aquele fiadumasputinha que consegue enxergar um objeto ou situação de todos os ângulos possíveis, em todas as suas NUANÇAS, e, assim, antever o futuro. Era madrugada de 28 de junho de 2009 e eu poderia jurar pelos cabelos do meu sovaco esquerdo que estava advinhando o resultado da Copa do Brasil, a ser decidida dali a quatro dias.

No entanto, como todos pudemos comprovar, eu compreendi mal a minha própria visão: todos os jogadores colorados sucumbiram com a nuca escorada no sofá cor de sangue do Beira-Rio enquanto Ronaldo e seus demônios  da garoa desfilavam pelo gramado.

Hoje, as duas equipes voltam  a se enfrentar pela vez primeira após o satânico embate.  Não serão poucos os oportunistas que se derramarão em delírios após uma possível – e provável – vitória colorada.  Dirão que perder uma final não é nenhum DEMÉRITO e que, após alguns momentos claudicantes, os vermelhos retomaram o PRUMO.

O Corinthians desmontou-se após a Copa do Brasil. Se já estiver pensando em remontar o time para a Libertadores, está certo. Seu ano está garantido, não há torcedor que possa reclamar de qualquer insucesso no segundo semestre. O Internacional conseguiu a proeza de, graças a Tite e suas ovelhas, desmontar-se exatamente antes da final.

De qualquer forma, seria natural um certo sentimento de VENDETTA por parte dos vermelhos, como se este jogo tivesse um significado especial. Como se, vencendo, fôssemos provar alguma coisa que amenizasse o sofrimento diabolicamente testemunhado há poucas semanas. REPILO tais manifestações.

Os colorados foram inapelavelmente batidos naquele 1° de julho e só o que fazem desde então é procurar ESCAMAS de glória em jogos esparsos perdidos em um campeonato ou em orgias distantes. Só terão condições de igualar o ano corintiano se vencerem essa barafunda interminável de 38 rodadas, o que me parece muito distante para ser digno de alguma ELUCUBRAÇÃO.

Portanto, INFANTES, a lição é essa: quem conversa de perto com o DEMONHO, passa a beber da cachaça do ceticismo.

Mas também pode ser apenas o MAL travestido em VERBO, e tudo isso significaria exatamente o contrário.

Portanto, reflitam.

Saudações,
Douglas Ceconello.

Anúncios

Entry filed under: Brasileiro, Clubes, Colunas.

Lições para a juventude Das coisas que aprendi com a Série D

152 Comentários Add your own

  • 1. thalles gomes  |  19/08/2009 às 08:02

    como diria o velho frei, é o diabo na frente e eu atrás.
    e esse negócio de apostólicas ninfas me lembrou daquele filme do almodóvar, MAUS HÁBITOS.
    tem também aquele do buñuel, VIRIDIANA.
    ah, as freiras…
    eu PEGARIA a WHOOPI GOLDBERG.

  • 2. leandro rizzi  |  19/08/2009 às 08:10

    Vamos ganhar!
    Dois do Alecsandro, denovo.

  • 3. Luís Felipe  |  19/08/2009 às 08:14

    vendetta mesmo só na Libertadores.

    isso se o Corinthians não for eliminado pelo Racing de Montevidéu antes de chegar no seu deadline, ou seja, na semifinal.

  • 4. Ismael  |  19/08/2009 às 08:17

    Cara, se for pela VENDETTA tem que passar a máquina (ODONE, Paulo – 2008). Vitória simples só vale os três pontos e não compensa a CÓLERA!

    E, ao menos da minha parte, VENDETTA SIM (sou torcedor e quero me iludir)!

  • 5. Álisson  |  19/08/2009 às 08:42

    Para mim, SEM vendetta. 1 a 0 tá mais do que bom.

    Quero ser TETRA, só isso.

    PS: Texto brilhante, mas isso já não se fala mais, virou rotina.

  • 6. dante  |  19/08/2009 às 08:55

    fecho com o 5, o 4, o 3 e o 2.

    só não fecho com o 1 porque pegar a whoopi goldberg, pra mim, já é demais.

    se bem que o thalles já comeu o jô soares [ns], então ele tá no lucro.

  • 7. Gustavo  |  19/08/2009 às 08:57

    Baixou o Françuel no Cecco. Visivelmente transtornado. rshkls

    Fiquei imaginando a cena da MULÉ mandando o marmanjo escovar os dentes.

    Acho que vai dar empatezinho.

  • 8. marlon  |  19/08/2009 às 09:01

    esse texto explica a CALIDAD concisa dos textos do Cecco:

    o CARCAMANO tá possuído pelo CRAMULHÃO.

    [chamei na aliteração. rá.]

    e o corinthians CRAVAR-SE-Á com dois colossais GOLOS de AleCsandro.

  • 9. marlon  |  19/08/2009 às 09:02

    “- ELE JÁ FOI. Agora é a tua vez.”

    gênia. admiro muito esse WIT.

  • 10. marlon  |  19/08/2009 às 09:04

    aliás, o COSA FÊA [Ultramen, 1991] tá mesmo presente:

    “Uma vitória sobre o Corinthians, hoje, às 21h50min, no Beira-Rio, dará ao Inter o número considerado mágico para o título: 66,6% de aproveitamento”.

    lml lml

  • 11. Felipe (o canoense)  |  19/08/2009 às 09:13

    Satanismo futebolístico, ou o auge do ceticismo de um sujeito que deveria ser apaixonado, o torcedor do jogo de bola!

    Tudo culpa da Globo…

    E hoje é só mais um jogo modorrento num campeonato sem final e sem graça, mas que nos vendem como “cada rodada é uma decisão”!

    Azedume…

  • 12. thalles gomes  |  19/08/2009 às 09:28

    dante, seu PURITANO!
    já que estamos falando em filmes, com esse “não-me-toque” tu deve ser o Steve Carrell em O VIRGEM DE QUARENTA ANOS.

  • 13. dante  |  19/08/2009 às 10:07

    perceba que eu te fiz um ELOGIO, thalles: antes tu comia o jô, agora é a whoopi.

    temos aqui uma EVOLUÇÃO.

    logo, logo tu tá comendo a SUZANA VIEIRA. lksjafldjf

  • 14. Guilherme  |  19/08/2009 às 10:18

    Campeonato MUITO modorrento esse.

    A única função que o brasileirão ocupa é a de preencher os fins de semana com futebol. E só.

    Passarei a assinar comentários com “volta playoff”. Funcionou com o 4-4-2…

    Volta playoff!

  • 15. Luís Felipe  |  19/08/2009 às 10:24

    …aí chega novembro e está todo mundo comemorando um título, uma vaga, ou chorando a perda de ambas. Ou lutando para não cair.

    nenhum dirigente de clube protesta contra o Brasileiro.

  • 16. Guilherme  |  19/08/2009 às 10:26

    É o campeonato que tem pra jogar. Tem mais é que torcer pra ir bem e ganhar.

    Mas daí a achar bom é uma longa história.

  • 17. Olga  |  19/08/2009 às 10:26

    “sabemos que as mulheres são criaturas bordadas com o LINHO da esperteza, com sua índole certeira e MORDAZ sendo nada mais do que DISFARÇADA por ocasionais prantos e outras milongas LÚDICAS.

    Adorei isso! Sensacional descrição! E nem preciso dizer que continuo achando seu texto primoroso.

  • 18. dante  |  19/08/2009 às 10:34

    também não consigo entender essa REPULSA a essa fórmula do campeonato brasileiro.

    eu não acho ideal [preferiria apenas uma variação com uma final 1o. turno x 2o. turno], mas acho que está OK.

    isso de querer que TODOS os campeonatos sejam SEMPRE decididos no mata-mata é coisa de TORCEDOR DE OCASIÃO.

    [comments on fire mode on]

  • 19. Guilherme  |  19/08/2009 às 10:36

    E parece que dispensaram o Jadílson. Tô achando o Autuori muito massa nesse sentido. Rateou = rua.

    Quem tava no olímpico disse que o Jadílson ia pro ataque e caminhava pra voltar. E teve uma hora que ele ficou caminhando fora do campo.

    Não sei se ele fez corpo mole por causa da contratação do Lúcio, mas já vai tarde!

  • 20. Prestes  |  19/08/2009 às 10:48

    UHASUHHUASHUAUASHUASUAASSH

    TEXTO ABSOLUTAMENTE GENIAL

    PATROA DO DOUGLAS >>>>>>>>>>>>>>>> LULA

  • 21. Felipe (o canoense)  |  19/08/2009 às 10:49

    # 18

    Exatamante dante, está OK. Meia boca, sem vontade, mais sem graça que dançar com a vó.

    Não quero que TODOS campeonatos sejam decididos em finais, mas o MAIS IMPORTANTE do país poderia ser né?

    Caminhamos para a completa “EUROPIZAÇÃO” do futebol…

    Aí já era (BROWN, Mano).

  • 22. Lobo  |  19/08/2009 às 10:55

    Sempre preferi a fórmula do mata-mata, primeiro pela emoção, e segundo, porque o campeonato fica mais disputado, pois o oitavo colocado tem a chance de ser o campeão, mas ai diriam….É injusto para o que terminou em primeiro na classificação geral.

  • 23. Felipe (o canoense)  |  19/08/2009 às 10:58

    Quem quer justiça que vá ao TRIBUNAL, ou senta na VARA duma vez!!!

    (Adaptação do “quer espetáculo vai no MUNICIPAL” do simpático Muricy)

  • 24. Guilherme  |  19/08/2009 às 11:00

    Mas daí o que é mais injusto?

    Ano passado o São Paulo foi campeão, mas perdeu as duas partidas pro segundo colocado.

    Tivesse tido final, o Grêmio ganhava em 2008.

  • 25. Gustavo  |  19/08/2009 às 11:03

    #24: Guilherme, nada a ver este teu comentário. A final seria muito diferente do que os jogos da fase classificatória.

    O melhor formato seria o de “Apertura/Clausura”. E permitiria até uma final, caso os campeões fossem times diferentes. Só não concordaria com o retorno do sistema de PROMEDIO, aquilo é uma grande estupidez.

  • 26. dante  |  19/08/2009 às 11:05

    #22:

    “mais disputado”, pra mim, é um conceito totalmente abstrato.

    tu quer dizer que o campeonato de 2008, por exemplo, com o grêmio somando 1.437 pontos à frente do 2o. colocado e perdendo no final, não foi emocionante?

    ou aquele de 2005?

    ok.

  • 27. Prestes  |  19/08/2009 às 11:05

    Che, o campeonato brasileiro é o melhor do mundo. Quanto mais tempo durar melhor, na minha opinião.

  • 28. Guilherme  |  19/08/2009 às 11:07

    Na real eu quis dizer que o Grêmio muito provavelmente seria campeão. Não só porque o grêmio ganhou as duas, mas porque ganhou todos os mata-matas recente contra o SP.

    Só pra dar um exemplo europeu, o manchester united foi campeão ano passado tendo tomado pau de TODOS os outros 3 primeiros colocados.

  • 29. dante  |  19/08/2009 às 11:07

    “Tivesse tido final, o Grêmio ganhava em 2008.”

    esse argumento me IMPEDE de continuar a conversa, definitivamente.

  • 30. Historiador  |  19/08/2009 às 11:09

    Aos que estão pouco se fu pra injustiça que é o time que somou mais pontos não ser o campeão logo, reflitam:

    Gremistas: achariam legal o time de vcs jogar a segunda partida fora dos mata-matas da Libertadores esse ano, contra um time com pior campanha na primeira fase?

    Colorados: seria justo o Palmeiras ganhar em 79 na semi do Brasileirão do Inter jogando 4 partidas até então, enquanto o Colorado tinha jogado 18 ou 19?

    Acho os pontos corridos o mais certo, mais justo e muito emocionante.

    Mas também acharia massa uma final entre o campeão de um turno contra o de outro.

  • 31. Guilherme  |  19/08/2009 às 11:10

    Pessoal, a moral é que é muito PALHA ser campeão ganhando dos pequenos e apanhando dos grandes.

    Não vejo justiça nisso.

  • 32. Gustavo  |  19/08/2009 às 11:11

    Verdade seja dita, ultimamente o Grêmio só LEVA PAU nos mata-matas. Acho que desaprendeu a jogar isso. Até do QUINZE DE NOVEMBRO nós levamos OSSO em 2006…

  • 33. Luís Felipe  |  19/08/2009 às 11:12

    a fórmula antiga, além de acabar o campeonato para mais de 12 participantes em setembro ou outubro, permitia bizarrices como um campeão com saldo negativo (Coritiba, 1985) ou um vice-campeão invicto (Atlético MG, 1977).

    a Globo adora mata-mata. Não levará.

  • 34. Prestes  |  19/08/2009 às 11:14

    “Pessoal, a moral é que é muito PALHA ser campeão ganhando dos pequenos e apanhando dos grandes.”

    Tipo Goiás nas semi, e Portuguesa na final??

    uhasdasuhdasuhduhasdusdauhususdhuhushduahsuhuhuashhuah

  • 35. Luís Felipe  |  19/08/2009 às 11:14

    #24.

    A Alemanha foi campeã em 1954 (torneio eliminatório) depois de levar 8×3 da Hungria na primeira fase.

    Nem no mata-mata esse teu argumento vale alguma coisa.

  • 36. Guilherme  |  19/08/2009 às 11:15

    Eu acho que o argumento “justiça” não deveria ser levado em conta, sem o contexto.

    É justo o São Paulo estar localizado no Morumbi, ter mais dinheiro do que todos os outros, e por isso consegue manter um elenco MUITO melhor, mesmo que o TIME em si não seja?

    E vocês acham emocionante um campeonato em que só um clube ganha?

  • 37. Felipe (o canoense)  |  19/08/2009 às 11:16

    Pontos corridos, calendário europeu, janelas…

    Tem quem goste, respeito. Mas tem quem goste de outras fórmulas de disputa para o campeonato mais importante do país, ou tenha outras idéias para arrumar as datas do futebol nacional.

    O que é brabo é essa súbita sensação de que os pontos corridos são INQUESTIONÁVEIS! Será que a maioria gosta mesmo ou só continua aturando porque, enfim, é o que tão nos empurrando desta vez?

    Aliás, baita texto, com uma referência à SLAYER: “com dois milímetros de vidro separando a cerveja do ABISMO”. hehehehe

  • 38. dante  |  19/08/2009 às 11:16

    guilherme, é impossível acontecer o que tu tá dizendo porque a maior parte dos times do campeonato brasileiro é “grande”, e não “pequena”.

  • 39. Luís Felipe  |  19/08/2009 às 11:16

    E vocês acham emocionante um campeonato em que só um clube ganha?

    boa noite.

  • 40. Guilherme  |  19/08/2009 às 11:17

    Grande ou pequeno em termos de campeonato. Eu quis dizer ganhar dos piores do campeonato e perder dos melhores colocados.

  • 41. Historiador  |  19/08/2009 às 11:17

    É justo o Grêmio ter aquele estádio bonito, ter um monte de jogador bom e o Cruzeirinho ser um time sustentado por abnegados? Por que o Cruzeirinho não ganha NADA e o Grêmio ganha um monte de coisa?

  • 42. Guilherme  |  19/08/2009 às 11:20

    .41

    Então, não é justo. Deveria ser feito todo o possível para que se nivelassem os clubes, como na NBA por exemplo.

    Senão acontece como na liga inglesa, que em 17 edições o Manchester United ganhou 11.

  • 43. Luís Felipe  |  19/08/2009 às 11:20

    É justo o honesto ser pobre e o ladrão ser rico?

  • 44. Lobo  |  19/08/2009 às 11:20

    Dante, mais disputado porque 8 dentre 20 podem chegar ao título.
    Todos os campeonatos passado tiveram suas emoções, ou um disparava ou outro atropelava, ou jogos eram repetidos devido a máfia do apito (que virou uma PIZZA).

  • 45. Guilherme  |  19/08/2009 às 11:29

    Em 17 anos, de 1986 a 2002, o Brasileirão teve 10 ganhadores diferentes. Vasco e Corinthians ganharam 3, SP, Fla e Palmeiras 2 e o resto só UM.

    Na liga inglesa (a dita melhor do mundo), em 17 edições teve TRÊS ganhadores: Manchester 11x, Arsenal 3x, Chelsea 2x, Blackburn 1x.

  • 46. Leo Ponso  |  19/08/2009 às 11:30

    “Tivesse tido final, o Grêmio ganhava em 2008.”

    Argumento tão falho e absurdo quanto: “se não tivessem remarcado jogos, o Inter seria campeão em 2005.”

    Oi, Dante.

    fjkbvhsdkfb

  • 47. Felipe (o canoense)  |  19/08/2009 às 11:31

    Falaram em NBA. Por lá a temporada regular tem 89 jogos, em média (ou seja, TODO MUNDO tem um porrilhão de datas, até o Atlanta Hawks e o Memphis Grizzles) e mais os playoffs.

    Imaginem a NBA com 150 jogos no ano, aí quem ganhasse uns 102 seria o campeão!

    EMOÇÃO PURA!!!

  • 48. fino  |  19/08/2009 às 11:34

    a vida é foda

    guihoch

  • 49. Lobo  |  19/08/2009 às 11:35

    “SE” o campeonato acabasse hoje:
    Pal x Cor
    Goi x Gre
    Int x Avai
    São P. x Atlet.
    5 estados concorrendo ao título!!!

  • 50. marlon  |  19/08/2009 às 11:36

    # 46,

    que que uma cos tem que ver com a otra?

    “Tivesse tido final, o Grêmio ganhava em 2008” = o jogo NÃO aconteceu = gremio podia perder = hipótese

    “se não tivessem remarcado jogos, o Inter seria campeão em 2005.” = os jogos JÁ HAVIAM acontecido = ganharíamos mesmo sendo garfeados na caradura pelo curintia = fato

    gremio, o único campeão hipotético.

  • 51. Leo Ponso  |  19/08/2009 às 11:43

    Fisguei errado.

    Relaxa, Marlon. O ponto é: discussão envolvendo SE quase nunca faz sentido.

  • 52. Prestes  |  19/08/2009 às 11:44

    Esse negócio de que os pontos corridos reduzem o número de campeões é ilusão.

    O Avaí perderia no play-off, como perderam Lusa em 96, Vitória em 93, e por aí vai.

    Se fosse campeão, ou o Goiás, p.ex., não passaria de algo extremamente esporádico, como foram os títulos do Coritiba, do Bahia, do Guarani.

    A constante do Brasileiro era ganharem paulistas e cariocas. SEMPRE foi assim. Foram apenas doze títulos fora do eixo (puxando pra cima, contando Guarani e Sport).

    Agora os cariocas estão mal, e como um time de fora do RJ-SP tem que jogar muito mais bola pra ganhar um brasileiro, os paulistas estão ocupando a faixa. Daqui a pouco, Inter, Grêmio ou Cruzeiro beliscam mais um e os paulistas continuam ganhando os outros.

  • 53. dante  |  19/08/2009 às 11:45

    guilherme, olha que curioso:

    como estamos nos 6 primeiros anos dos pontos corridos [2003-2008], vou TRANSPORTAR os dados para os 6 primeiros anos que tu mencionou [1986-1991]: naqueles anos, o são paulo [que tu também mencionou como sendo o chato bobão que ganha sempre] foi campeão 2 vezes [86 e 91]. agora, foi campeão 3 vezes [06, 07 e 08].

    não tem tanta diferença assim.

  • 54. Guilherme  |  19/08/2009 às 11:51

    A diferença tá que foi campeão 5 anos depois da primeira vez, não 3 vezes seguidas.

    Tô com medo de que o São Paulo vire um Manchester United brasileiro.

    O que seria MUITO palha.

  • 55. Guilherme  |  19/08/2009 às 11:52

    A liga espanhola também é dominada por Real e Barça, Italiano pela Juventus, Milan e Inter.

    A graça do Brasileirão sempre foi a de que até o Botafogo tinha chances de ganhar antes.

  • 56. André K  |  19/08/2009 às 11:59

    O que é brabo é essa súbita sensação de que os pontos corridos são INQUESTIONÁVEIS [2]

    E quem defende os pontos corridos pode mentirar e xingar os outros.

  • 57. fino  |  19/08/2009 às 12:01

    nos pontos corridos também fica mais fácil pra juizada dar aquela roubadinha “de leve” rodada pós rodada…

    que nem diz o outro ali, isso é fato.

  • 58. Franciel  |  19/08/2009 às 12:02

    Putaquepariu futebol e regatas!

    Definitivamente, não posso me ausentar deste brioso impedimento. Há muito mais emoção, denúncias e revelações do que naquela chibança senatorial.

    Em menos de 50 comentários fico sabendo que Thalles teve um caso com Jô e que Dante, infernalmente enciumado, não comeria almodóvar.

    Ah, sim. Agrade ao Gustavo por me elevar ao patamar da glória ao me comparar com o endiabrado Cecco e informar aos menudos que fórmula boa de campeonato foi a do baiano do ano passado, quando não teve decisão e o BRIOSO SAGROU-SE CAMPEÃO pelo saldo de gols, um a mais do que o Itinga.

    Voltarei.

  • 59. Yuri  |  19/08/2009 às 12:12

    Campeonato com menos de 40 jogos = SEM DIGNIDADE

    A fórmula foda mesmo, porém impossível de ser realizada, seria fazer 38 jogos, os OITO primeiros classificam-se, vão para um octogonal, onde os dois melhores fazem a final. Nesta, se houver dois empates ou uma vitória para cada lado, há jogo-extra, na casa do clube de melhor campanha até então. Se terminar empatado, prorrogação de 30 minutos, se persistir o empate, o jogo acaba (não há pênaltis) e o título fica com quem estiver jogando em casa.

    Simples e eficiente. 54 ou 55 jogos para ser campeão, não sem antes passar pelo sanguenoszói de vencer uma final. Sem viadagem, sem monotonia.

  • 60. Patrick  |  19/08/2009 às 12:14

    #59 É justo.

  • 61. Gustavo  |  19/08/2009 às 12:14

    #58: campeão pelo saldo de gols. Melhor situação.
    SE (óia ele dinovu) o SPFC tivesse perdido pro Goiás, o Grêmio TERIA sido campeão por NÚMERO DE VITÓRIAS!!

  • 62. Gustavo  |  19/08/2009 às 12:16

    #59: bah, fazer os times jogarem 38 jogos pra depois ainda classificar os 8 primeiros = CÚMULO DA INJUSTIÇA.

    Vão por mim, APERTURA/CLAUSURA é o caminho. Resolveria VÁRIOS problemas, inclusive o da famigerada VENTANA.

  • 63. Yuri  |  19/08/2009 às 12:20

    Não gostaram da minha genial idéia??

    Aí vai outra:

    Pega os 20 clubes, e faz um turno. 19 jogos. Os 8 primeiros classificam-se… quartas-de-final, semifinal e final em jogo único, na casa do clube de melhor campanha. Se empatar, prorrogação. Se persistir o empate, passa o clube que jogar em casa (sem pênaltis). Fazendo isso chega-se a um CAMPEÃO DO PRIMEIRO TURNO.

    No segundo turno, a mesmíssima coisa. Sai o CAMPEÃO DO SEGUNDO TURNO. Esses dois já pegam vaga na Libertadores.

    Pega-se esses dois, mais os SEIS de melhor campanha, e faz o TERCEIRO TURNO… onde disputam-se dois quadrangulares, e o campeão de cada um deles vai para a final do turno, onde decide-se o CAMPEÃO DO TERCEIRO TURNO.

    Na final, pega-se o campeão de cada um dos turnos e faz um triangular… se um clube vencer os 3 turnos, já é campeão. Se um clube vencer 2 turnos, faz dois dos 3 jogos da final em casa.

    Se terminar empatado depois do terceiro jogo, prorrogação. Se persistir a igualdade, encerra-se o jogo e o título fica com o campeão do terceiro turno, sendo que este já garante vaga na Liberta por ter vencido o turno.

    A quarta vaga na Liberta fica com um playoff entre os vices dos quandrangulares do terceiro turno, dessa vez com só 2 jogos, e penalitis se terminar em igualdade.

    GOSTARAM??? Eu achei muito foda!!!!!

    É muito legal, não é???

  • 64. Yuri  |  19/08/2009 às 12:23

    #60:
    Valeu pelo apoio… mostrei 2 sugetões, não sei qual é melhor…

  • 65. Cesar  |  19/08/2009 às 12:52

    63

    Ou seja, voltar a fanfarronice dos anos 80 e 90.

    Mas eu sei que vc tava sendo irônico. Então tudo bem.

  • 66. Álisson  |  19/08/2009 às 12:59

    Chê, tu é filho do Noveletto?

    Só pode, para inventar tanta fórmula doida.

    Não entendi essa parte: “Se um clube vencer 2 turnos, faz dois dos 3 jogos da final em casa”.

    Se um clube venceu DOIS turnos, como haveriam três jogos? Não poderia haver triangular.

  • 67. J Petry  |  19/08/2009 às 13:01

    A única mudança que eu faria: uma final em caso de empate em pontos.

  • 68. beretta  |  19/08/2009 às 13:02

    E eu fico um tempo sem ler (cerca de um dia) e o Douglas aparece com um baita texto só pra dizer que hoje tem Inter e Corinthians.

    Impedimento >>>>>>>> Bíblia (ns)

    E por sinal, que joguinho fiadasputa que vai passar na TV, heinhô Batista!!

  • 69. Lobo  |  19/08/2009 às 13:12

    Hoje à tarde: Pelotas x Riograndense; Cerâmica x Poa (TVCOM)
    Poderemos ter carnaval na Avenida Bento Gonçalves!!!

  • 70. Lobo  |  19/08/2009 às 13:13

    …Bento Gonçalves de Pelotas!!!

  • 71. beretta  |  19/08/2009 às 13:15

    AGUANTE CERÂMICAAA!!!

  • 72. dante  |  19/08/2009 às 13:16

    após o CRACK e a MERLA, yuri descobriu uma nova droga.

    dá um pega aí, MALANDRAGE!

    ***

    AK [#56]: NADA neste mundo de deus é INQUESTIONÁVEL. estamos apenas discutindo as ideias, cada um dando o seu ponto de vista. certamente há inúmeras fórmulas para um campeonato, e todas elas sempre terão erros/acertos. estou aqui defendendo que “gosto” da atual porque ME parece ser a que pode ter menos REVESES. particularmente, também prefiro como a do apertura/clausura, com uma final com os campeões de cada turno.

    mas queria só ver a GRITA que vocês fariam se o yuri fosse o presidente da confederação. huaaaaaaaaaa

  • 73. Yuri  |  19/08/2009 às 13:19

    #66:

    É que eu quis dizer em caso de empate nos dois jogos ou uma vitória para cada lado… é que finais de 3 jogos são muito melhores que com 2, não concorda? Aliás, só não haveria terceiro jogo se um clube vencesse os 2 primeiros jogos (Brasileirão-99 reloaded).

    #65:

    Sério, eu não fui irônico. Não perderia tanto tempo por uma ironia. Falei sério. Olhando bem, acho que fórmula do #59 é um pouco melhor… eu tive essa ideia ao pensar no que seria legal para a Série A-2 Paulista… a única diferença é que na A-2 Paulista, os sete melhores se classificariam e mais um por MÉDIA DE PÚBLICO.

    No Brasileirão, classificar por média de público seria desnecessário.

    Além do quê, a fórmula realmente original é mesmo a primeira. A segunda, eu quase copiei… realmente a primeira é melhor.

  • 74. J Petry  |  19/08/2009 às 13:25

    “MÉDIA DE PÚBLICO”!
    “MÉDIA DE PÚBLICO”!

    E o pior é que essa regra JÁ FOI adotada num Brasileiro. E provocou uma falcatrua histórica:

    http://ondeacorujadorme.blogspot.com/2009/05/regulamentos-absurdos.html

    Leiam o primeiro comment.

  • 75. Yuri  |  19/08/2009 às 13:30

    Desculpem-me pelos comentários longos. É que este é um assunto muito do INTERESSANTE. É como roçar nas carnes duma senhora, planejando é melhor, mas uma hora deve-se parar, senão é SOCO NA ORELHA (mas não dói, vai na fé).

  • 76. Yuri  |  19/08/2009 às 13:35

    #74:

    A pessoa do primeiro comment é doente, eu digo. Só que genial também.

    90% retardada, 10% genial, eu diria.

  • 77. branco  |  19/08/2009 às 13:42

    Concordo com o J Petry #67. Seria muito injusto dois times empatarem em pontos aoós 38 jogos e um deles ser campeão por ter menos cartões amarelos por exemplo.

    Todas as outras fórmulas tem o mesmo grave problema: os erros de arbitragem são muito decisivos. Na disputa por pontos corridos, os clubes serão beneficiados e prejudicados em vários jogos e no fim das contas sai elas por elas.

  • 78. rafael botafoguense  |  19/08/2009 às 13:50

    gremio e inter tem esse reconhecimento?
    http://www.botafogo.com.br/BfrInterna.asp?idarea=2&idn=3815

  • 79. alceu  |  19/08/2009 às 13:55

    copos de 2mm, definitivamente há somente CRISTAIS da mais nobre qualidade na casa deste escritor…

    cristal cica é de 1cm pra cima…hehe

  • 80. Felipe (o canoense)  |  19/08/2009 às 13:56

    Acho que o lance todo é que brasileirão ORGANIZADO é muito sem graça!!

    Volta o cão arrependido…

  • 81. Historiador  |  19/08/2009 às 14:03

    Se o Manchester ganhou 11 das 17 Ligas Inglesas, e ]
    Se o Liverpool não ganhou nenhuma das 17, e
    O Liverpool tem o mesmo número de títulos do Manchester, logo

    O Botafogo e o Coritiba podem se tornar as maiores potências do futebol brasileiro daqui a alguns anos se continuarem os pontos corridos.

  • 82. Gustavo  |  19/08/2009 às 14:08

    #77: as chances de ocorrer um empate no primeiro lugar são pequenas, após 38 rodadas. Mas existem, sim.

  • 83. André K  |  19/08/2009 às 14:15

    no fim das contas sai elas por elas.

    Mas não sai mesmo

  • 84. Yuri  |  19/08/2009 às 14:15

    Os pontos corridos DILUEM a roubalheira.

    No mata-mata, quando rouba, pelo menos o Brasil inteiro vê.

  • 85. Vigilante  |  19/08/2009 às 14:21

    seja qual for o campeonato, o Grêmio é sempre roubado.

  • 86. Historiador  |  19/08/2009 às 14:21

    # 84 – os benefícios da mão leve, da GATUNAGE, são só pro São Paulo então?

  • 87. mardruck  |  19/08/2009 às 14:24

    Gol impedido do Perea contra o SPFC, ponto final.

    Porra, vocês gostam de discutir futebol ou erro de arbitragem>

  • 88. Vigilante  |  19/08/2009 às 14:26

    eu gosto de discutir erro de arbitragem.

  • 89. Gustavo  |  19/08/2009 às 14:27

    #84: agora concordei.

  • 90. Anônimo  |  19/08/2009 às 14:29

    O único campeonato justo seria o que o Inter ganhasse sempre. hehehehe

  • 91. Felipe (o catarina)  |  19/08/2009 às 14:49

    Já existe Copa do Brasil, estaduais, Libertadores, Sul-americana, Copa do Mundo, Recopa, Copa Suruga… e esse povo ainda quer mais mata-mata??? Deusolivre, hein ô!!!

    agora, falando sério, concordo que falta uma finalzinha nessa Série A. Mas nada de oito primeiros, quadrangulares, seilaoquê. Campeão do Apertura x Campeão do Clausura e deu. Assim, desde o início o campeonato é empolgante, pois 19 jogos é tiro curto e não dá pra bobear. Se o mesmo time ganhar os dois turnos, paciência.

    aliás, o São Paulo não tem culpa se tem clube com 100 mil sócios que não consegue montar um time, se tem outro com 30 milhões de torcedores que deve até as calças e por aí vai.

    #52. Prestes, poderíamos até perder o mata-mata, mas o pastor sairia da Ressacada direto pra uma sessão DESCARREGO.

  • 92. Francisco Luz  |  19/08/2009 às 15:01

    91. Felipe (o catarina) | 19/08/2009 at 14:49

    Já existe Copa do Brasil, estaduais, Libertadores, Sul-americana, Copa do Mundo, Recopa, Copa Suruga…

    Pois é. E a “injustiça” é o fato de haver UM campeonato de pontos corridos – que, além disso, é usado em todo o resto do mundo ocm sucesso.

    E, só para lembrar, era usado por aqui também nos estaduais até os anos 70. E ninguém reclamava na época.

  • 93. Prestes  |  19/08/2009 às 15:06

    Felipe (o catarina), usdasdhuasdhushu

    Usei o Avaí como exemplo só. E ressaltei que mesmo que fosse campeão, seria esporádico, como foram os títulos de Guarani, Bahia e até os da dupla Grenal.

  • 94. Tiago Medina  |  19/08/2009 às 15:10

    Corinthians tá tão desfalcado que só falta vir com os JUNIORES a Porto Alegre.
    Obrigação é fazer, no mínimo, 2.
    E sem terrorismo no segundo tempo!

  • 95. Junior  |  19/08/2009 às 15:17

    O Douglas escreve um baita texto e os caras ficam discutindo a fórmula do campeonato. Esse trecho é antológico:

    “Segundo me relatou a sempre atenta e SOLÍCITA patroa, após me ver umas duas horas dormindo em CANINA posição, ela se viu na obrigação moral de me chamar de volta ao mundo dos vivos:

    – Deu. Chega. Vai escovar os dentes.

    Ela jura que não havia qualquer traço de REVOLTA ou ébria fúria em meu TIMBRE quando respondi, calmo e solene, ainda entregue às ondulações oníricas de um pós-noite de forte labuta traguística :

    – Diz para o DIABO ir primeiro.

    Sim, foi exatamente isso que eu respondi, ainda dormindo, o que seria suficiente para uma ESPOSA desavisada acionar os bombeiros. No entanto, todos – vocês, eu e o JECE VALADÃO – sabemos que as mulheres são criaturas bordadas com o LINHO da esperteza, com sua índole certeira e MORDAZ sendo nada mais do que DISFARÇADA por ocasionais prantos e outras milongas LÚDICAS. Do alto de sua feminina e ESPONSAL sabedoria, RETRUCOU:

    – ELE JÁ FOI. Agora é a tua vez.

    Não preciso dizer que AQUIESCI como um cachorro que é descoberto dormindo na SUÍTE de casal na noite das BODAS DE PRATA.”

  • 96. Prestes  |  19/08/2009 às 15:23

    “- ELE JÁ FOI. Agora é a tua vez.”

    MAIOR RESPOSTA DA HISTÓRIA!

  • 97. André K  |  19/08/2009 às 15:24

    aliás, o São Paulo não tem culpa se tem clube com 100 mil sócios que não consegue montar um time, se tem outro com 30 milhões de torcedores que deve até as calças e por aí vai.

    Pois é. Assim como não tem culpa de ser favorecido pela mídia.

    E a “injustiça” é o fato de haver UM campeonato de pontos corridos – que, além disso, é usado em todo o resto do mundo ocm sucesso.

    E, só para lembrar, era usado por aqui também nos estaduais até os anos 70. E ninguém reclamava na época.

    Injustiça é não poder sequer questionar a formula, e dizer que qualquer outra opçao é bagunça, dizer que quem é contra a fomula quer a volta do status quo.

    E Resto do mundo é forçar a barra (Como são organizado os esportes nos EUA? Como é no México? Chile? Colombia? Uruguai? Argentina?

    . E nem todos os estaduais eram por pontos corridos.

  • 98. Fluzão  |  19/08/2009 às 15:29

    nunca comentei aqui apesar de sempre estar lendo o blog, mas nao posso deixar de constatar um troço:

    esse Andre K se fosse mulher seria daquelas que a gente fala que é muito mal-comida, vaisedaná

  • 99. dante  |  19/08/2009 às 15:31

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

  • 100. Junior  |  19/08/2009 às 15:34

    GHHDJDFHDJGJFGGHFD

    Depos de ler o #98, pela PRIMEIRA VEZ, não consegui rir em silêncio. Até eu me assustei com o volume da minha risada.

  • 101. Franciel  |  19/08/2009 às 15:45

    O 98 foi o único comentário a altura do texto de Douglas.

  • 102. André K  |  19/08/2009 às 15:48

    Como tem cara valente na internet.

    Muito democratico o blog. Todo mundo pode dar sua opinião, mas se eu discordo de alguém é porque sou chato. tá legal

  • 103. Rudi  |  19/08/2009 às 15:59

    AK, relaxa tchê, isso aí deve ser um fake do prestes te sacaneando… huahuahua

  • 104. Prestes  |  19/08/2009 às 16:03

    Capaz. Eu não critico com fakes.

    Só uso eles pra zoagem LEVE.

    Neste ponto, estou com o AK.

  • 105. Franciel  |  19/08/2009 às 16:05

    Prestes acaba de confessar o crime. Foi ele.

  • 106. Lex Steele  |  19/08/2009 às 16:05

    vem cá, André K, vamo conversá…

  • 107. Bart Simpson  |  19/08/2009 às 16:05

    AK, eat my shorts

  • 108. Junior  |  19/08/2009 às 16:07

    Rudi #103, o amigo da onça, ushffdgjhjd.

  • 109. Ismael  |  19/08/2009 às 16:15

    1 x 0 pro Assis F. C., e a TVCOM pega muito mal aqui

    AGUANTE CERAMICA!!!

  • 110. Felipe (o catarina)  |  19/08/2009 às 16:31

    “Assim como não tem culpa de ser favorecido pela mídia.”

    favorecido pela mídia? Como assim? Não eram Flamengo e Corinthians os favorecidos?

  • 111. Rudi  |  19/08/2009 às 16:36

    os marinho são maçons, assim como era o muricy (nenhum sentido) por isso que o SP ganhava tudo
    não sei se r. gomes é maçon também… se for, fudeu

  • 112. André K  |  19/08/2009 às 16:47

    Catarina, deixa assim. Vai que eu discorde de alguem aqui, aí vou estar sendo chato.

    Legal mesmo é bolar uma tese estapafurdia sobre como machucar o goleiro adversários após feitas as 3 substituições

  • 113. Rudi  |  19/08/2009 às 16:52

    AK meu caro… SENSO DE HUMOR…

    CARA… eu devo ser a criatura mais politica (no sentido de apaziguar as coisas) daqui… não sei quem foi o tal que te ofendeu ali, tentei fazer tu rir disso apenas…

    e sobre machucar o goleiro, sim, eu defenderei isso EVER, e eu sei que não tem sentido algum…

  • 114. Ismael  |  19/08/2009 às 16:57

    Pelotas e POA na primeira divisão do Bovinão’2010

  • 115. Junior  |  19/08/2009 às 16:58

    AK, no #112 tu foi chato, muito chato. Relaxa, alguém brincou contigo, faz uma brincadeira com alguém e segue o jogo.

  • 116. Rudi  |  19/08/2009 às 17:02

    e ninguém tá falando de quebrar o joelho do goleiro (conhecimento de causa, trabalhamos) mas sim de dar um pisão no pé que o cara fique 2 dias mancando e deu…

    e outra coisa, eu nunca pedi pra ser levado a sério aqui…

  • 117. Francisco Luz  |  19/08/2009 às 17:07

    Não acho que outras fórmulas sejam bagunça pura e simples, André. Só acho essa muito melhor do que as demais, assim como está.

    E bem, na América realmente os pontos corridos não são maioria. Mas nos dois países mais importantes, e que praticam o melhor futebol, sim. Isso que eu queria dizer.

    Sei que não eram todos os estaduais, mas o Gauchão, sim. Não fui específico.

    Enfim… não sou contra finais e mata-mata, mas o Catarina deu a morta: um time no Brasil joga no mínimo três competições, e só uma delas é por pontos corridos. Não acho que isso seja absurdo. Absurdo, pra mim, é só proporcionar uma fórmula de disputa, como era até 2003.

  • 118. fino  |  19/08/2009 às 17:14

    não te entrega AK

  • 119. André K  |  19/08/2009 às 17:16

    Absurdo, pra mim, é só proporcionar uma fórmula de disputa, como era até 2003.

    Mas formula de disputa do Brasileiro e da Copa do Brasil era a mesma?

  • 120. Francisco Luz  |  19/08/2009 às 17:22

    Para decidir o título, sim.

  • 121. André K  |  19/08/2009 às 17:34

    Copa do Brasil sempre foi mata-mata, com gol qualificado e mando de campo definido por sorteio.

    Brasileirão teve triangular, quadrangular, play-off, jogo único, vantagem para quem tinha melhor campanha, etc…

  • 122. Rudi  |  19/08/2009 às 17:35

    pior do que o regulamento não ser o ideal é trocar o regulamento todo ano…

  • 123. Francisco Luz  |  19/08/2009 às 17:39

    Entre 1996 e 2002, só em um ano que não foi mata-mata com a regra do melhor classificado contra o pior. Mudou para playoff, mas a essência continua a mesma. Tu entendeu isso.

    Acho que fazia falta um campeonato por pontos corridos por proporcionar algo quase inviável em mata-matas: a chance de brigar por outros objetivos. Eu me lembro de ver a torcida do Paraná comemorando a vaga pra Libertadores de 2007 como se fosse título, etc, e jogando às ganhas até o fim do campeonato. Em mata-mata, tudo fica à base de cálculos de campanha, o que é uma merda.

  • 124. Junior  |  19/08/2009 às 17:42

    O pior da fórmula antiga é que 16 times saíam antes do campeonato. Era “fácil” pagar jogadores, funcionários e fornecedores sem a renda a dos jogos.

  • 125. Gustavo  |  19/08/2009 às 17:42

    #114: soam trombetas melancólicas. O fim do mundo aí está.
    Nada contra o lobo, que fique claro.

  • 126. Junior  |  19/08/2009 às 17:44

    * 16 times na época em que havia 24 times, 12 times na época em que havia times, etc.

  • 127. Junior  |  19/08/2009 às 17:45

    * 12 times na época em que havia 20 times.

  • 128. André K  |  19/08/2009 às 17:55

    Mas os campeonatos dos anos 90 não são a única alternativa ao pontos-corridos.

    e eu tinha visto algumas pessoas aqui ironizando esta comemoração por vaga.

    E no grosso do periodo do formulismo, só existiam duas vagas na libertadores. Logo, não se tinha como criar “a chance de brigar por outros objetivos”. Depois fizeram seletiva, copa dos campeões, etc..

  • 129. Francisco Luz  |  19/08/2009 às 17:59

    Bom, se não são, qual seria a tua sugestão? Estava entendendo que tu só pensava nessa alternativa para o que temos hoje.

    E comemorar vaga é uma merda, mas é melhor do que não comemorar nada, sdhsad.

  • 130. Sanchotene  |  19/08/2009 às 18:08

    1998 e 1999!!!!
    1998 e 1999!!!!
    1998 e 1999!!!!
    1998 e 1999!!!!
    1998 e 1999!!!!
    1998 e 1999!!!!
    1998 e 1999!!!!
    1998 e 1999!!!!

  • 131. Sanchotene  |  19/08/2009 às 18:14

    Melhores campeonatos: 1998 e 1999!!!!

  • 132. Sanchotene  |  19/08/2009 às 18:15

    Melhores campeonatos: 1998 e 1999!!!!

  • 133. Sanchotene  |  19/08/2009 às 18:18

    Cenário Ideal:

    Estaduais de ano inteiro, por pontos corridos; mais uma Liga dos Campeões do Brasil (e outro torneio subalterno).

  • 134. Felipe (o catarina)  |  19/08/2009 às 18:18

    #112. relaxa, velho. Tem uma frase que um famoso filósofo manezinho (e avaiano, claro) bolou no século II a.C que é mais ou menos assim: não concordo com nada do que dizes, mas defenderei sempre teu direito de dizê-las.

    se tu achas que o SPFW é favorecido pela mídia, tudo bem, mas eu não vejo esse favorecimento. Pra mim, a dupla Flamengo-Corinthians é que é a queridinha. Basta ver que qualquer pelada do Flamengo passa na TV e que os outros três grandes de SP não têm somados o mesmo espaço que o Corinthians tem nos programas paulistas.

    O Inter tem mais sócios, o Flamengo tem mais torcida, o Corinthians tem o maior patrocínio, mas quem domina é o São Paulo. Por quê? Daqui de Florianópolis, a 700km de São Paulo, eu enxergo algumas coisas que acho que explicam:

    1) O São Paulo mantém a base do time há anos. Rogério Ceni, André Dias, Miranda, Richarlyson… olha quantos caras tão lá há duas temporadas ou mais. Tem clube grande que monta um time a cada seis meses.

    2) O São Paulo mantém a comissão técnica. Não tem essa de Luxemburguer trazendo 500 apadrinhados e depois levando todo mundo embora.

    3) O São Paulo caga dinheiro, mas investe e usa as categorias de base. Jean e Hernanes, titulares campeões em 2008, vieram do time júnior. Bons, baratos e ainda podem render uns trocados.

    4) O São Paulo contrata poucos jogadores. Não sei se chegam a 15 por ano – tem time carioca que contrata isso por mês. Contrata pouco e por isso consegue contratar bem, pois investe mais grana em jogadores de ponta. E contrata pouco também porque investe na base e dá chance aos guris.

    5) O São Paulo manteve por três anos o mesmo treinador, e um treinador bom bagarai. Isso também explica o sucesso. Claro que não adianta deixar um topeira 10 anos treinando no time. O máximo que vai conseguir é ser decacampeão da Copa Suruba.

    enfim, são alguns fatores. Repito: acho que o São Paulo não tem culpa se está cercado por um bando de incompetentes. Vocês querem o quê? Que o Fluminense fosse campeão brasileiro? Não dá, né? Pra ser campeão brasileiro tem que ser foda, bom mesmo, melhor que todo mundo, mais bem preparado, mais organizado, senão qualquer Coritiba ganha o campeonato com saldo negativo, 17 pontos a menos que o vice, etc. e tal. Pra quem quer seguir na bagunça sempre tem Copa do Brasil e até coisas maiores, como Libertadores (o Fluminense quase ganhou, lembram?).

    pra finalizar: AK, meu camarada, não baixa a crista por causa de um comentário anônimo. Estamos apenas parlapatando (existe isso?) pelo bem do futebol brasileiro.

  • 135. J Petry  |  19/08/2009 às 18:50

    #132: Sancho está louco por um Brasileiro sem rebaixamento.
    dfgfjgjofsjgosdfghdfs

  • 136. J Petry  |  19/08/2009 às 18:51

    Agora virou #133.

  • 137. Sanchotene  |  19/08/2009 às 18:53

    Re 135

    Como assim?! Se a Liga dos Campeões reune a elite, o outro torneio seria equivalente à Segunda Divisão.

  • 138. arbo  |  19/08/2009 às 19:11

    douglas, tu tinha me contado essa história né? é mto DEJAVI.
    de todos os modos, é mto boa.

    de resto, to com o fino e o andré k.
    mas aceito tbm um campeonato decidido com os campeões dos turnos. desde q não nomeiem os turnos com ricardos teixeiras ou bizarrices do tipo.

    petry, mto bom teu link em q havia o comentário do yuri. e yuri, não te faz(?), ERA TU. aliás, gostei das tuas ideias, principalemente a primeira.

  • 139. math  |  19/08/2009 às 19:42

    faísca atrasada total

    #34

    ejaculei hahahahehaehasshahsaehsaehsaehas

  • 140. Yuri  |  19/08/2009 às 21:01

    #138: Valeu! Era eu mesmo… hehehe, mas continuo com as mesmas porcentagens…

    #134:O SPFW é o queridinho da mídia sim. Uma coisa é receber mais grana com base num critério puramente matemático e ter mais espaço em programinhas de merda (o que só atrapalha) outra é ter um LOBBY desgraçado e um diretor com uma pilha de currículos de jornalistas na mesa.

    Agora mesmo, eu mesmo sendo corinthiano, percebo um forte lobby para desestabilizar o Palmeiras e umas reportagens tendenciosas ao SPFW… digamos que eles mexem menos com o Timão por ser uma enorme torcida, mas se pudessem, eles pisavam no Alvinegro sem dó. Se um dia o SPFW tiver a maior torcida (o que não incomoda-me em nada, mas foderia com futebol nacional) aí rezem pelas suas mães…

  • 141. André K  |  19/08/2009 às 21:48

    #134 e por que o que não é ponto corrido é bagunça?

    até o ano passado o São Paulo era um dos times que menos usavam as categorias de base.

    Por que que toda essa suposta superioridade do São Paulo não se faz presente quando enfrenta times brasileiros na Libertadores?

  • 142. André K  |  19/08/2009 às 21:57

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/Brasileirao/Serie_A/0,,MUL1270056-9827,00-CONFIRA+OS+MELHORES+E+OS+PIORES+DO+PRIMEIRO+TURNO+DO+BRASILEIRAO.html

    Um exemplo de como o São Paulo é favorecido pela mídia. Segundo o globo esporte, o maior erro de arbitragem do 1º turno foi o de um bandeirinha que errou 2 vezes contra o São Paulo. Já o jogo em que o bandeirinha errou 3 vezes em favor do São Paulo sequer é mencionado.

  • 143. Sanchotene  |  19/08/2009 às 22:43

    re 141

    O campeonato de 2005 deve ter sido o mais bagunçado da História…

  • 144. Cesarotti  |  20/08/2009 às 06:10

    Yuri fez estágio na Federação Pernambucana, só pode…
    Eu defendo os pontos corridos, embora concorde com essa tese de que vai reduzir o numero de campeões, pois dificulta as zebras. Mas não impede, é só ver o exemplo do Wolfsburg.
    Pra mim o calendario ideal teria o Brasileiro de fevereiro a novembro, Estaduais intercalados até maio e uma Copa de Brasil forte no segundo semestre, com trocentos times e jogos só de ida, os da Serie A entrando só na fase de 64. E final em campo neutro, definido previamente.

  • 145. Felipe (o catarina)  |  20/08/2009 às 10:10

    # 140

    Yuri, meu amigo, bebesse. SPFW, Palmeiras e Santos somados não têm o mesmo espaço e puxa-saquismo que o Corinthians recebe da imprensa. Isso é fato.

    # 141

    “até o ano passado o São Paulo era um dos times que menos usavam as categorias de base.”

    Kaká, Denílson (o do Arsenal), Kléber (o do cotovelo) Breno, Jean, Hernanes … realmente o SPFW aproveita pouco as categorias de base. Dá uma olhada: “Em 11 anos, São Paulo fatura US$ 130 milhões com a base” (http://noticias.uol.com.br/pelenet/revista/ult1334u1320.jhtm)

    “Por que que toda essa suposta superioridade do São Paulo não se faz presente quando enfrenta times brasileiros na Libertadores?”

    Po causa do que estamos discutindo até agora. Em mata-mata todo mundo tem chance, mesmo quem é mais fraco, ou o Estudiantes é de fato o melhor time da América? Só no Brasil tem uns 3 ou 4 com jogadores melhores (Inter, Cruzeiro, o próprio SPFW). Agora, se a gente fizer o principal campeonato do País no mesmo estilo, daqui a pouco vamos ter 20 Fluminenses disputando o campeonato. Pra que organização, planejamento, etc., se no mata-mata até o oitavo colocado tem chance?

  • 146. Guilherme  |  20/08/2009 às 10:17

    Vocês não lembram os dias de final de brasileirão? Era o maior evento esportivo do país.

    Agora é essa lenga-lenga aí sem final, sem evento e um time sendo campeão sem nem cobertura da TV pro país inteiro…

  • 147. Guilherme  |  20/08/2009 às 10:23

    Ninguém nega que o São Paulo é o mais organizado, e mesmo com mata-mata acho que ele ainda seria o maior campeão.

    Mas acho também que deve-se incentivar a competitividade e combater o sistema “quem tem mais dinheiro ganha”.

    Pra dar graça mesmo.

  • 148. André K  |  20/08/2009 às 12:51

    No campeonato brasileiro:
    -O juiz teria expulsado o Josué em 2006?
    – Teria dado impedimento no gol do Dagoberto em 2007?
    – Teria deixado o Fluminense bater escanteio no último minuto?
    – Teria expulsado o Eduardo Costa neste ano?

  • 149. André K  |  20/08/2009 às 13:03

    Só no Brasil tem uns 3 ou 4 com jogadores melhores (Inter, Cruzeiro, o próprio SPFW)

    Quem é melhor que o Veron?

  • 150. dante  |  20/08/2009 às 15:16

    tcheco.

    ld´fkgd9f08gds-0f89gs09fdg=09odsf-0ogdof

  • 151. Yuri  |  20/08/2009 às 16:15

    #145:

    Uma coisa é lisonjear, falar bem, dar espaço… outra é publicar matérias tentando provar alguma superioridade e etc… até porque dar espaço significa amplificar não só as vitórias, como amplificar as derrotas, o que é péssimo. Agora aparece uma matéria absurda provando que o SPFC é o maior clube do mundo porque atingiu o hexa antes de muitos clubes europeus (e o que isso tem a ver?) cheia de erros crassos, aí é dose.

    Ontem mesmo saiu uma a falar da TORCIDA, com relação ao número de SÓCIOS (a média de público foi desprezada) que colocava o SPFW em primeiro, pois seus sócios pagam mais que os do Inter, e por isso o SPFW é líder nesse ramo também…

  • 152. douglasceconello  |  20/08/2009 às 20:10

    Grurizada, meio atrasado na discussão, digo que uma FÓRMULA que achei massa foi a do Campeonato Brasileiro de 1995, com dois grupos e dois turnos, classificando-se quatro times para a semifinais. Era meio que um MIX de mata-mata e pontos corridos.

    No mais, agradeço pelas considerações de todos que gostaram do relato TRAGOLÍSTICO.

    Olga, valeu pelas GENTIS palavras. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: