Canavieira

18/08/2009 at 07:00 41 comentários

Lembro da minha primeira gozada. Tentava medir com uma régua dessas de escola o tamanho da minha pica. Era madrugada e um urologista falava no Jô Soares Onze e Meia sobre o tamanho médio do caralho brasileiro. Treze centímetros. Tinha chegado a quinze e uns quebrados e queria passar dos dezesseis. A gala chegou na altura do peito. Tem gente que paga puta ou come cabrita. Minha primeira vez foi com o Jô.

Merda de ejaculação precoce! Enquanto ela lava a coxa na mangueira da privada, analiso pelos espelhos no teto o corpo que se esparrama pela cama redonda. Cêqsabe Motel. Cento e oito quilos e um amendoim contorcido no meio das pernas.

Foi aí que decidi pesquisar sobre a vida do Canavieira.

Estava de volta a Maceió fazia alguns dias e o velho tédio já me habitava. Se bem que diferente, pois não existia mais o El Dorado que todo nordestino vê no Rio de Janeiro e São Paulo.

Naquela cama redonda, sobre os lençois meio encardidos, ouvindo Tina Turner com duas loiras se chupando na tevê, o sentido da vida se revelou para mim. O que me deixou bastante decepcionado e me fez buscar algo mais interessante para ocupar a mente. A primeira coisa que me veio foi a cara de deboche que o Canaviera estampava nas fotos em preto e branco do CRB. No meio dos semblantes sisudos, peitos estufados e braços cruzados lá estava aquele sorriso meio sacana meio cínico do artilheiro rebelde.

“Benedito Israel Ribeiro é o nome completo do discutido atacante Canavieira, artilheiro absoluto do clube e dono de enorme cartaz no futebol alagoano”, diz a matéria do jornal Gazeta de Alagoas. Era o ano de 1970 e o CRB havia conquistado o Campeonato Alagoano.

“Qual o torcedor que não era fã do Canavieira? Quem não vibrou com suas arrancadas sensacionais? Quem não aplaudiu seus gols? Quem não se lembra de Canavieira?”

É assim que o site do Museu dos Esportes Alagoano começa a descrever o nosso Benedito. E continua:

“Pois é. Canavieira foi emoção, entusiasmo, vibração. Encheu de contentamento milhares de corações. Apesar de indisciplinado fora das quatro linhas do campo, Canavieira foi ídolo da imensa torcida alvi-rubra. Por mais de uma vez a diretoria colocou seu artilheiro à margem do plantel e sempre pelo mesmo motivo: indisciplina. Mas, a torcida gritava, reclamava, pedia a volta do seu artilheiro. Ele voltava, porém sem regeneração.”

Vocês também estão começando a gostar do cara, não é não? Pois tem mais:

“As constantes farras eram responsáveis pela sua instabilidade profissional. Ele sabia que se os gols fossem marcados, as farras seriam perdoadas. As fugas da concentração motivavam brigas com os dirigentes. Em diversas oportunidades os torcedores moveram campanhas para sua escalação no time, e ele teimava em continuar com suas farras. Apesar de não ligar muito para fofocas que faziam em torno do seu nome, ele ia bebendo, jogando e vivendo.”

Quando li essa última frase jurei pela alma da minha mãe que ainda ia encontrar esse legítimo representante do futebol-farra. Mas o texto do Museu não dá muitas dicas e termina de forma fatalista:

“Quando largou a bola, ficou sem fazer nada. Somente sabia jogar futebol. Quando ele acabou, começou a sentir as dificuldades da vida real.”

E é o Garrincha é? Vocês devem estar se perguntando. Pois eu digo que as coincidências não terminam por aí, porque o nosso Benedito também passou pela Estrela Solitária.

“Já atuou em várias equipes do Brasil e até mesmo no exterior.” Agora quem informa é aquela matéria de 1970. “Nasceu na Bahia, no dia 10 de Abril de 1943, tendo dessa forma 27 anos. Começou no juvenil do Botafogo do Rio, onde conquistou vários títulos.”

Duas informaçoes importantes. Nasceu na Bahia e começou no Botafogo. Sigam-me os bons que o Sherlock aqui descobriu mais coisa.

Canavieira foi campeão estadual de juniores pelo Botafogo em 1963, jogando ao lado de um jovem atacante chamado Jair. Sete anos depois, Jairzinho seria o artilheiro da Copa do Mundo com sete gols e Canvieira artilheiro do Alagoano com quatorze. Quase a mesma coisa.

A única foto daquela época achei no blog Mundo Botafogo, do Rui Moura. Tá difícil de visualizar, mas tenho quase certeza que o nosso Benedito é o terceiro da esquerda para direita, com as duas mãos sobre a bola. Até aí ele era fominha.

Fui perguntar ao Seu Gúgol e ele me disse que existe uma “Copa de Futsal Benedito Israel Ribeiro (Bené)” na cidade de Canavieiras, Bahia. Isso explicaria o apelido e daria ao nosso Benedito pelo menos algum reconhecimento na cidade natal.

Mas o mesmo Gúgol diz que um Canaveira também foi ídolo no Esporte Clube Cruzeiro de Porto Alegre. E, não contente, me confunde ainda mais dizendo que nas páginas amarelas da lista telefônica do estado de São Paulo, no letra V de Vulcanização e Recauchutagem de Pneus, existe uma oficina no nome de Benedito Israel Ribeiro, localizada na Rua Oswaldo de Barros, número 17, Taubaté-São Paulo.

Este destemido neandertal que vos escreve não se conteve e depois de colocar onze reais de crédito no celular liga pra tal oficina.

Atende uma mulher. Devo confessar que passou pela minha cabeça escrota a seguinte pérola: “Será que é a neta dele? Imagina pegar a neta do Canavieira!”.

– Alô?

– Alô, Boa tarde. Gostaria de falar com o senhor Benedito.

– Só um instante que eu vou chamar. Quem deseja?

– Aqui é Thalles, sou jornalista aqui de Alagoas (mentira do caralho!) e estou fazendo uma reportagem sobre um ex-jogador de futebol que se chama Benedito Israel Ribeiro. Encontrei o número daí nas minhas pesquisas (não ia falar do Seu Gúgol, óbvio) e queria saber se se trata da mesma pessoa.

– Peraí, só um instantinho, que ele já tá vindo.

Os segundos demoram uma eternidade e na nóia de acabarem os créditos, desligo o telefone. A mensagem instantênea me avisa que ainda tenho sete e uns quebrados e ligo de novo. Atende a mesma mulher:

– Alô?

– Oi, sou eu de novo, a ligação caiu (sei, seu mentiroso filhodumaégua!)

– Ah, ele já tá vindo.

Mais alguns segundos e lá de Taubaté uma voz rouca e cansada me pergunta:

– Sim?

– Seu Benedito?

– Pois não.

– Aqui é Thalles, sou Jornalista aqui de Alagoas e estou pesquisando sobre um jogador que fez sucesso na década de setenta por aqui. Ele jogava no CRB e se chamava Benedito Israel Ribeiro, assim como o senhor.

– …

– Mas na verdade ele era mais conhecido por Canavieira.

– …

– O senhor é o Canavieira?

Se o pessoal do Conselho Editorial do Impedimento tivesse umas aulas com o Merchan Neves, saberia que esse é o momento ideal no texto para vender nossa integridade a troco de alguns trocados fazendo publicidade de alguma cervejaria ou churrascaria. Mas como somos pobres, burros, porem íntegros, não vamos nos rebaixar a tanto.

Voltando:

– O senhor é o Canavieira?

– Não, meu filho, eu nunca joguei futebol na minha vida.

– O senhor tem certeza que não é o famoso Canavieira?

– Tenho, meu filho. C-R é Clube de Regatas o quê?

– Clube de Regatas Brasil, seu Benedito.O senhor nunca ouviu falar no CRB?

– Não, meu filho. Me desculpa.

– Nada, Seu Benedito, besteira.

– Você está falando de onde mesmo?

– De Alagoas.

– Bem ali…

– É, meio longe…

– Esse tal de Canavieira tem o mesmo nome que eu?

– Sim, Benedito Israel Ribeiro.

– Que coisa! Não sou eu não, mas olha, se eu fosse ele, teria o maior prazer em ajudar.

– Ah, obrigado, Seu Benedito, e vai me desculpando. Vou deixar o senhor voltar ao trabalho. Boa tarde!

– Pra você também, meu filho. E boa sorte na sua pesquisa.

Sobraram três reais e quinze centavos de crédito. Talvez eu apareça pela Bahia ou Porto Alegre.

Thalles Gomes

Anúncios

Entry filed under: Clubes, Colunas, Contribuições, Pela América.

O inferno é viajar triste Lições para a juventude

41 Comentários Add your own

  • 1. Gustavo  |  18/08/2009 às 08:48

    Taí mais uma tarefa pro super Felipe NINO Devendra Prestes.

    Caramba. Ri enlouquecidamente com o começo do texto. Thalles é como VICTOR, não deixa passar nada.

  • 2. Mateus Borba  |  18/08/2009 às 08:51

    Vamos achar Canavieri.

  • 3. Guilherme  |  18/08/2009 às 09:05

    “Lembro da minha primeira gozada.”

    Parei aqui.

  • 4. dante  |  18/08/2009 às 09:37

    “Tem gente que paga puta ou come cabrita. Minha primeira vez foi com o Jô.”

    ds´pgfospdgiopdsfig

    sensacional!

    cara, thalles escreve muito bem, tem uma IMAGINAÇÃO matadora. parabéns!

  • 5. saulo  |  18/08/2009 às 09:59

    Hahahaha…

    Muito bom o texto.

    saulobotafogo.blogspot.com

  • 6. Luciano Pill  |  18/08/2009 às 10:03

    Simplesmente SENSACIONAL o texto. Como se contribui para o fundo IMPEDICORP de busca pelo Canavieira? Bem mais útil que contribuir pra localização da guriazinha inglesa perdida em Portugal.

  • 7. Prestes  |  18/08/2009 às 10:05

    BRAVO!

  • 8. Jader Anderson  |  18/08/2009 às 10:56

    Eu ponho dinheiro so se for pra achar a ruiva do busão….

    gosto muito

    haeheheahehehaehe

  • 9. Historiador  |  18/08/2009 às 11:01

    APOSTO que houve um complô pra promoverem o Jairzinho em vez do Cana para os profissionais. No mínimo, um diretor descobriu que o alagoano tava comendo sua filha no vestiário…

    Ah, Just Fontaine, por um triz seu recorde de golos em Copas do MUndo não foi batido ainda na primeira fase

  • 10. Gustavo  |  18/08/2009 às 11:06

    Lembrei que quando fui para Maceió (lua-de-mel) o guia ficava tirando onda com a rede “Ceqsabe” moteis.
    E ficava cantando a musiquinha…
    M de mar
    A de amor
    C de carinho, sol e mar de Maceió
    E de eterno
    I de ilusão
    Ó Maceió, você roubou meu coração

  • 11. Prestes  |  18/08/2009 às 11:12

    Maceió é do caralho. Quando cheguei numa pequena faixa de areia entre a lagoa e o mar lá, pensei seriamente em virar pescador, uashsausduhadshashudasuhadshu

  • 12. zobaran  |  18/08/2009 às 11:29

    Mais um belo texto gaytalesiano no Impedimento. Só faltou falar que o Canavieira está resfriado.

    Concordo com o Prestes, Maceió é muito do caralho. Ouvi falar muito do tal Ceqsabe quando fui lá. Pena que não tava rolando nenhum jogo de futeba na época (O CSA tava na segunda do estadual).

  • 13. João  |  18/08/2009 às 11:34

    Thalles ———> Poeta Maldito do Impedimento

  • 14. rafael botafoguense  |  18/08/2009 às 12:01

    ”Botafogo do Rio, onde conquistou vários títulos.”

    sem mais

  • 15. Historiador  |  18/08/2009 às 13:01

    Váaaarios títulos…

    O Cana me confidenciou que foram títulos nas categorias de base. Inclusive, os menos importantes de sua vitoriosa carreira.

  • 16. gânglios  |  18/08/2009 às 13:14

    “bebendo, jogando e vivendo”

    BEM melhor que sitting, waiting, wishing, do ZÉ RUELA do JACK JOHNSON…hahahha

  • 17. Iuri  |  18/08/2009 às 13:15

    “- O senhor tem certeza que não é o famoso Canavieira?”

    melhor pergunta.

    baita texto!

  • 18. Gustavo  |  18/08/2009 às 13:34

    “gânglios”

    isso ainda não terminou? fçskj

  • 19. math  |  18/08/2009 às 13:36

    na foto do CRB, o canavieira é o segundo agachado da esquerda pra direita?

  • 20. douglasceconello  |  18/08/2009 às 13:49

    Texto sensacional. Maior entrevista do jornalismo desde o AFFAIR entre Zélia Cardoso e Lillian WITTE FIBE.

    sdfhsduafhsd

  • 21. Arbo  |  18/08/2009 às 14:18

    “- O senhor é o Canavieira?”
    hauhauhauahauhauahuahuahauhauahuahuahauhau
    parei aqui
    volto agora
    é demaaaaaais esse thalles, q figura

  • 22. Arbo  |  18/08/2009 às 14:24

    bá, mto bom
    a começar, sou um cara de ordem, pelo primeiro parágrafo. sensacional.

  • 23. Arbo  |  18/08/2009 às 14:35

    e como eu queria q o túlio se sustentasse fora do time
    http://esportes.terra.com.br/futebol/brasileiro/2009/interna/0,,OI3925585-EI13759,00-Gremio+ganha+um+novo+volante+Rever.html

  • 24. thalles gomes  |  18/08/2009 às 15:22

    #19
    sim, math, é ele mesmo, segundo agachado da esquerda pra direita. pode-se ver claramente que ele é o único que não se leva a SÉRIO na foto.

    #4
    olha, dante, minha imaginação MATADORA é fruto de anos e anos de JUSTIÇA COM AS PRÓPRIAS MÃOS, se é que você me entende. Mas, nesse relato, devo dizer como Orson Welles, É TUDO VERDADE!

    #10
    Gustavo, lua-de-mel no Ceqsabe é o ápice do neandertalismo. Nem eu chegaria a tanto. Buscaria pelo menos um com BANHEIRA DE HIDROMASSAGEM.

    #11
    Prestes, você como pescador daria um ótimo REPÓRTER.

    #20
    E olha, douglas, que eu só precisei de OITO PILAS pra fazer a entrevista.

  • 25. Prestes  |  18/08/2009 às 15:50

    Pior que é verdade, rapá.

    Eu só tentei pescar uma vez na vida. Percebam, TENTEI.

  • 26. Junior  |  18/08/2009 às 15:55

    Thalles >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Nelson Rodrigues.

  • 27. Gabriel  |  18/08/2009 às 18:50

    Que texto bem escrito, pqp.
    O Impedimento tá num nível que deveria deixar seus autores ricos.

  • 28. Godo  |  19/08/2009 às 00:49

    Sensacional. Ave, Thalles.

  • 29. Guilherme Dias  |  19/08/2009 às 02:02

    Belo texto. Péssima imagem mental com o primeiro parágrafo. Oh well, you can’t have it all.

    E o BOTAFOGO reina supremo no Impedimento, sendo tema de um jeito ou de outro.

  • 30. Daniel  |  19/08/2009 às 12:04

    Genial.

  • 31. diogo  |  27/08/2009 às 17:05

    seu bene que na verdade é casado com a velha da lambreta la em taubate…

  • 32. Pedro  |  27/08/2009 às 17:49

    É Thalles, em Taubaté tem uma turma nossa lá, a neta do Benedito eu não sei, mas a filha da Jurema cabelereira é um espetáculo (Loirona Grande AHHH)! Quando eu for lá de novo falo que vc mandou um abraço!

  • 33. Jailson  |  13/09/2009 às 20:21

    O Benedito(Canavieira) se encontra na cidade de Canavieiras-Ba. extremo sul da Bahia.

  • 34. thalles gomes  |  02/10/2009 às 12:06

    Jailson, você tem o contato dele?

  • 35. Edson  |  02/10/2009 às 14:10

    Rapaz, moro aqui em Canavieiras-ba, e tá parecendo que esse Bené (CANAVIEIRA), é o que mora aqui, e até hoje trabalha com futebol !!! Existem pessoas que dizem que não viram ele jogar, mais ouviram dizer. Segundo comentam, ele ja foi reserva do GARRINCHA, será esse??? Foi mesmo ,??? Ja havia procurado alguma coisa na net sobre ele, mais não achei, para fazer uma homenagem no MILTON NEVES,”Que fim levou FULANO” !!! Um abraço!!!

  • 36. thalles gomes  |  02/10/2009 às 14:17

    Edson,

    Canavieira jogou com Garrincha sim, no Botafogo do início dos anos 60.

    Dá uma olhada nesse depoimento dele:

    https://impedimento.wordpress.com/2009/09/30/sem-pretensoes/

    Rapaz, se você tiver algum contato dele, me passa. Estou querendo fazer uma entrevista com o Velho Cana.

  • 37. Ronald Santos de Souza  |  18/01/2010 às 01:32

    Ola.. Eu fui aluno de Benedito o “Canavieira”, ele mora aqui em Canavieiras – Bahia no extremo sul bahiano, ele tem uma escolinha de futebol o Guarani, bene e um exemplo de trabalho no esporte aqui… tenho comunicação com ele, se quiser eu te passo!!!

  • 38. Edson-(apelido: CARIOCA)  |  20/01/2010 às 20:19

    Ele mora aqui em Canes (CANAVIEIRAS-Ba), vejo ele todos os dias, se vc quiser posso conversar com ele, ele tem uma escolinha de futebol, com o nome “GUARANI”!!! Um abraço!!!

  • 39. walter Maddalena  |  17/03/2010 às 17:19

    Pra ilustrar a matéria sobre o Canaviera, comento que nos 60, eu com meus + ou – 8 anos, assisti aqui Juiz de Fora-MG, um amistoso do Botafogo RJ contra uma seleção da região.
    Lembro-me muito do jogo e o placar: 4 a 0 pro Botafogo. Quem fez os gols? Os 4 do Canavieira.A descrição do seu estilo bate exatamente com a que nunca mais esqueci ; estilo veloz, arrancada fulminante em direção ao gol. Como Botafoguense que sou fiquei feliz pelo belo atacante que surgia.Até hoje me surpreendo com o sumiço do Canavieira .Naquela época tinhamos Garrincha, Gerson, Manga, Jairzinho…

  • 40. Daja Maria  |  22/12/2010 às 10:33

    Sou amiga do Sr. Benedito Israel Ribeiro, o Canavieira. Sou natiral da mesma cidade que ele, Canavieiras-BA.
    Se quiserem mesmo localizá-lo sei onde encontrá-lo.

  • 41. wellington nascimento souza  |  20/03/2011 às 00:10

    olá meu nome é wellington e eu procurando no google sobre o professor bené como é conhecido aqui em canavieiras´- ba encontrei neste site essas informaçoes que são as mesmas histórias que ele conta para ´nós de vez em quando nos treinamentos diarios,ele tem aqui uma escolinha de futebol a mais de 30anos chama se guarani e eu treino lá a uns dois anos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: