Que saudades do Tancredo

12/08/2009 at 07:00 117 comentários

Certa vez, num tempo não tão distante, alguns integrantes da ImpedCorp colocaram em suas mentes viejo-juvenis que queriam de todas as formas levar adiante um OUSADO projeto. Isso envolvia ir até o Museu Hipólito José da Costa e fotografar jornais amarelados e comidos pelos ratos.

O projeto acabou não se desenrolando e, RÁ, vocês nunca saberão do que se trata, mas, como nossa missão não é outra que não EDUCAR a juventude, entendo ser indispensável compartilhar algumas fotos surgidas de tão nobre, ainda que MAL-SUCEDIDA, ideia. Assim, nossas crianças talvez acreditem que uma vez houve um mundo sem Twitter.

Pois o MALFADADO projeto envolvia o recorte da segunda metade dos anos 80, justamente naqueles anos em que a década de 90 já se anunciava, mas ainda era possível presenciar algumas das peculiaridades daquela que ficou conhecida como a década PERDIDA. Não apenas na CRESPIDÃO dos cabelos, nas ombreiras e nas cores BERRANTES, mas também nas manchetes dos PERIÓDICOS. Portanto, não resta outra alternativa que não expor parte da nossa incansável e, por enquanto, INFRUTÍFERA pesquisa.

pesquisa - inter 2 007

Esse filme, que tu viu centenas de vezes e hoje está decepcionado por já ter chegado aos 30 e ainda não ter feito um décimo do que FERRIS BUELLER aprontou com, sei lá, CATORZE, foi nada menos que a forma como os anos 80 entenderam Irmãos Karamazov. Lembro que assisti essa OBRA, assim como a’O último americano virgem, no PULGUINHA, como era carinhosamente chamado o cinema de Cachoeirinha, que hoje obviamente tornou-se uma FILIAL da Record.

cuca no gargarejo

Aquela era também uma INÓSPITA época em que jogadores sentavam em bares e confraternizavam com a população. Quem visse a pose e a INDUMENTÁRIA de CUCA num boteco qualquer hoje seria bem capaz de parar para tentar fazer uma fezinha no jogo do BICHO.

maguila

Maguila era então já era o orgulho nacional. Naquele tempo, o boxe ocupava o espaço do futebol como esporte mais popular do país. Tá, é MENTIRA, mas era o AUGE do Maguila, que já naquela época parecia estar prestes a ter um enfarto em todos os segundos de todos os rounds.

espinosa numa boa

Valdir Espinosa, no entanto, ainda vivia nos anos 60.  Depois de descobrir o Rio de Janeiro, o sucesso na carreira de técnico tornou-se inversamente proporcional à sua alegria de viver, como fica bastante visível no exato momento em que capturamos sua ALMA, tendo como intermediário satânico uma edição da Zero Hora do começo de 89.

picotes

Confesso que era um piá PRECOCE. Lembro que, quando a Aids virou POP, pensei: “mas que diabo da porra dos infernos, justo agora que eu ia começar a me ESBALDAR”. Mas, em vez da libertinagem, a PUNIÇÃO: teria de ficar acompanhado de FAUSTÃO nas tardes de domingo. Aliás, observem a cara de MELIANTE do âncora mais pesado (pega no meu trocadalho do carilho) da televisão brasileira. E hoje sei que o Collor foi pior que a Aids.

abelardo

Pobre dos homens, que ignoram seu destino. Com o passar dos anos, percebemos que a única coisa que mudou em Abel Braga foi sua SILHUETA. Já naquela IDADE DAS TREVAS colorada, ele mostrava o mesmo ímpeto kamikaze que demonstrava poucos dias atrás, querendo atacar até a cunhada.  Por que ele está treinando o time com camisa de JOGO é coisa que não entendo.

o homem e o dedo

Um homem e seu dedo. Um dedo que fez história, pois foi enfiado sem dó nem piedade na área mais sensível de todos os brasileiros – o futebol. O genro de João Havelange já andava aprontando suas estripulias. Lembrem-se de que era o tempo da COPA UNIÃO e dos milhares de jogos remarcados e dos campeonatos de determinada temporada decididos no ano SEGUINTE. No entanto, sinto falta do desempate através de pênaltis.  Que saudade do Balalo e do Plano Verão.

patrese nu

Enquanto alguns bajuladores exaltavam um certo Airton Senna, ignoravam o verdadeiro fenômeno automobilísitico da década, Ricardo Patrese, que fazia questão de demonstrar sua perícia apenas nos treinos. Modesto, esse rapaz.

trucidado

Nada como o bom e velho jornalismo feito a golpes de CUTELO. É impressionante como a Zero Hora daquela época escorria sangue. E rolou até uma VIBE Jesus Cristo na foto do FACÍNORA que ilustra tão educativa matéria.

resumo de uma carreira

Mas a década encerrou com pungentes raios de sol no horizonte da seleção brasileira. Isso porque Zico se despediu do SCRATCH amarelo, exatamente da forma como passou seus anos por lá: perdendo. O resultado foi 2 a 1 para a Seleção do RESTO do Mundo, cuja meia-cancha contava com Valderrama e Francescoli.

E agora, quando alguém falar de coisas banais como a queda do MURO DE BERLIM, você pode rebater e dizer que o que realmente marcou os anos 80 foram o Maurício Gugelmin e a Luciana Vendramini. O resto é demagogia.

Saudações,
Douglas Ceconello.

Anúncios

Entry filed under: Colunas.

Terror dos barbantes gaudérios Onde há uma bandeira de Artigas, o pau come

117 Comentários Add your own

  • 1. Luiz H.  |  12/08/2009 às 08:07

    Tá, mas aí tu lembra que a Vendramini foi casada com o Paulo Ricardo, PQP…………..

  • 2. Gustavo  |  12/08/2009 às 08:39

    Bah, o loco voou AFU naquele acidente, saiu sorrindo como se nada HOUVE.

  • 3. Gustavo  |  12/08/2009 às 08:39

    Almanaque dos anos 80, by CECCO.

  • 4. Álisson  |  12/08/2009 às 08:41

    O negócio é:

    Miriam Rios e Roberto Carlos
    Xuxa e Pelé
    Xuxa e Aírton Senna
    Xuxa e aquela piazada do filme

  • 5. dante  |  12/08/2009 às 09:00

    ceconello, conheço a [ex, agora não sei ao certo] diretora do museu hipólito josé da costa, se vocês precisarem CHAFURDAR nos AUTOS.

    é a DONA TERESA, mãe de uma amiga minha.

    texto sensacional – mas isso já tá ficando chato de repetir.

  • 6. Historiador  |  12/08/2009 às 09:10

    Quando tinha meus tenros 15 anos, pegava uma guria de 13 que, garantia, se SEMEASSE (pega no trocadilho) iria ser uma Luciana Vendramini. A aventura durou pouco tempo, a minha vingança é que três anos depois ela tava parecida com uma orca de tão gorda.

  • 7. Marco Paniagua  |  12/08/2009 às 09:16

    A Luciana Vendramini posou nua com DEZESSEIS anos. Que momento!

  • 8. Aline Cardias  |  12/08/2009 às 09:16

    Putz…Pulguinha…pensei que ninguém mais lembrasse dele…
    Foi onde assisti pela primeira vez Ilha das Flores. Combinação meio indigesta…

  • 9. André K  |  12/08/2009 às 09:17

    Museu Hipólito José da Costa é um antro de perdição para os saudosistas

  • 10. André K  |  12/08/2009 às 09:22

    Espinosa > Marlon Brando

  • 11. Lobo  |  12/08/2009 às 09:45

    Maguila x Holyfield em 89. Quase que o negão morre!
    http://www.youtube.com/watch?v=lpWFo–CxTY

  • 12. Historiador  |  12/08/2009 às 09:58

    O Luciano do Valle, rei do jabá, ganhou MUITO troco por causa do Maguila…tinha até uma empresa de eventos esportivos que ele criou, e acho que o único cliente era o nosso boxeador sergipano. Anos mais tarde ele tentou CRIAR um lutador, o TODO DURO, mas só foi ele lutar com o, sei lá 290 do ranking da OMB, que acabou sua carreira

  • 13. tiago  |  12/08/2009 às 10:01

    quase que ele morre?

    pra mim, ali foi o segundo caso de ressurreição.
    ficou sem som e sem imagem.

  • 14. Germano  |  12/08/2009 às 10:37

    Robeto Pupo Moreno > Gugelmin

  • 15. Daniel Cassol  |  12/08/2009 às 10:43

    Lídia Brondi > Scarlett Johansson

  • 16. Rafael Jeffman  |  12/08/2009 às 10:45

    Ah… bons tempos aqueles. Onde não se tinha frescura (apesar da AIDS e do Freddy Mercury) e se podia fumar (Paulo Santana) e beber (Mussum) na TV.

  • 17. Xavante  |  12/08/2009 às 10:47

    Fiquei chocado ao ver o MIKE do Balão Mágico careca no Fantástico domingo.

  • 18. Xavante  |  12/08/2009 às 10:52

    E a SIMONY tem um filho com o Diego Souza?!?!!?

  • 19. Historiador  |  12/08/2009 às 10:52

    O carro do Gugelmin (não sei se antes ou depois da March) era uma tal de Judy…como quebrava TODA corrida até o GAlvão Bueno (que incomodava menos à época) tirava onda dizendo que era AJUDE o nome da escuderia

    Bons tempos de 26 carros no grid com no máximo 10 chegando ao final

  • 20. Fernando Cesarotti  |  12/08/2009 às 10:53

    Re 12
    A mesma empresa também tinha a Seleção de Masters, comandada por Rivellino e com a presença de outros craques da década de 70, que faziam a diversão de nossos domingos à tarde no tempo em que a Globo só passava decisões e os jogos da Band ao vivo pra TV eram no sábado à tarde.
    A programação do “Show do Esporte” começava com algum Campeonato Italiano e emendava com sinuca, Paulista de Aspirantes, o jogo da Seleção de Masters (às vezes com o Seu Bolacha no banco, como técnico) e o VT do principal jogo da rodada. Coisa linda.

    Mas eu, particularmente, confesso não sentir a menor saudade desse tempo pré-Twitter. Era legal, verdade, mas passou e muito bem passado. Saudade de máquina de escrever e telefone de disco? Tô fora.

  • 21. Historiador  |  12/08/2009 às 10:59

    # 21
    Claro, ele tb ganhava um troco às custas do CAFURINGA e do LOLA..e tb na Fórmula Indy.

    Aliás, ele AINDA tenta tirar proveito do dinheiro meu-teu-do povo com essa história de trazer corrida dessa baboseira pra cá.

    E o Show dos Esportes tinha aquela dupla MALA de apresentadores, Elia Jr e Simone Mello, mas era coisa MUITO melhor do que o que temos de esporte para assistir aos domingos

  • 22. Franciel  |  12/08/2009 às 11:01

    Tenho um amigo gente boa (coisa rara, pois amigo não é raça de gente) que está terminando um filme sobre os Novos Baianos e…

    “Mas, Sêo Françuel, estamos falando dos anos 80 -e não dos 70”, interrompe-me o apressado leitor do Impedimento.

    Calma, criatura, é que o apelido dele é Risole e…

    “Mas, Sêu Françuel, o risole, seja de camarão ou de frango, não foi inventado nos anos 80 – existe desde a idéia média”, interrompe-me novamente o ouvinte impedimentísco, que parece sofrer de ejaculação precoce.

    Paciente, uma vez mais, eu digo calma e encerro a prosa ruim informando o seguinte. Ouça até o final, sacana.

    No ano da graça de 1985, quando o menino Tancredo Neves bateu as botas, Henrique Dantas (eis o castigo que o referido amigo recebeu na pia batismal) passou quarenta dias e quarenta noites no pranto dos seiscentos. Não havia nada que o fizesse parar o chororô, parecia até torcedor do botafogo (Alô, Rafael)- até que um belo dia um outro amigo escroto (desculpe-me a redundância) largou a seguinte.

    “Rapaz, pare de chorar. Que porra é esta? Seu nome é Henrique Dantas ou Risoleta Neves?”

    Pronto. Desde então ele virou risoleta.

    Aos que não entenderam, o risole é abreviaura de Risoleta.

    De nada.

    P.S. 1 Ei, anos 80, charrete que perdeu o condutor… (Chupa, Raul).

    P.S. 2 Nem tudo no Brasil é desgraça. A direção do Vitória está quase fechando com Mancini. Oremos.

  • 23. Lobo  |  12/08/2009 às 11:08

    Tenho um LP do Michael Jacson- Triller
    Quanto será que vale?

  • 24. yoda  |  12/08/2009 às 11:15

    Rubinho = novo Patrese
    Tite = novo Abel
    Popó = novo Maguila
    balão intragástrico = novo Faustão

  • 25. fino  |  12/08/2009 às 11:15

    Larry Bird, o rei da zona morta

  • 26. Álisson  |  12/08/2009 às 11:15

    Maicu Jéquison? Conheço não.

    O negócio é se acabar tomando GRAPETE.

  • 27. Álisson  |  12/08/2009 às 11:16

    Comparar Abel com Tite é heresia suprema.

    No más, Mancini é bom técnico françuel, tá valendo.

  • 28. Rudi  |  12/08/2009 às 11:18

    Larry BIrd no filme “homens brancos não sabem enterrar”

    alguém lembra?

  • 29. Luís Felipe  |  12/08/2009 às 11:27

    eu lembro.

    assim como lembro do Jordan vs. Bird no MEGADRIVE, primeiro jogo de basquete de todos os tempos.

  • 30. Rudi  |  12/08/2009 às 11:29

    mentira luis felipe, tinha o “lakers vs celtics” pra computador, que tinha magic johnson e kareem-abdul jabar no lakers… barkley no phoenix, malone e stockton no utah e por ai vai… (eram 8 times, se não me engano)

  • 31. fino  |  12/08/2009 às 11:34

    bah LF

    BAH

    chorei NESCAU agora.

    esse foi o primeiro jogo que eu comprei quando troquei o Nintendo (não o Super Nes, o anterior ainda, similar ao MASTER SYSTEM) pelo mega drive…

  • 33. fino  |  12/08/2009 às 11:40

    :~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

  • 34. Luís Felipe  |  12/08/2009 às 11:50

    no meu tempo de megadrive, computador só servia meu pai trabalhar digitando processos no WRITER.

    (mentira. havia uma DIGITADORA no escritório)

  • 35. Rudi  |  12/08/2009 às 11:53

    LF, eu tive um 286 um pouco antes de ter um Master System e um pouco depois do Atari…
    e sim, eu só usava pra joguinhos, como esse q te falei e um tal de Digger (acho que era isso) que tu tava numa mina e tinha q derrubar sacos de dinheiro em fantasmas, que viraram frutas que tu comia e davam pontos…
    ou eu tomei mt chá de cogu e não lembro bem

  • 36. Gustavo  |  12/08/2009 às 12:09

    #35: acho que esse é o DIG-DUG

  • 37. Gustavo  |  12/08/2009 às 12:12

    No Master System, CALIFORNIA GAMES era o que havia. Toda a gurizada se juntava para fazer campeonatos.
    Nunca tive um Master, tinha um NES e me quebrava jogando BATTLETOADS, um jogo DOENTE de tão bom.
    Depois, Super NES e International Superstar Soccer. Mas aí todo mundo já conhece…
    E dá-lhe ALLEJO.

  • 38. gustavo  |  12/08/2009 às 12:13

    O projeto original consistia na apuração de todo os campeões da Segundona Gaúcha durante essa década sombria pré-GOMES & ALLEJO.

    Acertei eternamente, me devem uma camisa do Avenida.

  • 39. gustavo  |  12/08/2009 às 12:14

    Perdi total pra um homônimo antecipado. Miséria, miséria.

  • 40. rafael botafoguense  |  12/08/2009 às 12:25

    hahahah anos 80 eh muito trash

  • 41. Franciel  |  12/08/2009 às 12:27

    Já que ninguém falou, eu falo. Este trecho abaixo está genial.

    “Um homem e seu dedo. Um dedo que fez história, pois foi enfiado sem dó nem piadade na área mais sensível de todos os brasileiros – o futebol”.

  • 42. Diogo F  |  12/08/2009 às 12:54

    FRANCIEL #22:

    esse filme que tu fala é chamado ‘Os filhos do JOÃO’?

    Se for eu já assisti.

  • 43. Camilo CEO  |  12/08/2009 às 13:09

    http://www.baudejogos.net/jogo.php?id=5860

  • 44. Prestes  |  12/08/2009 às 13:40

    “Mas a década encerrou com pungentes raios de sol no horizonte da seleção brasileira. Isso porque Zico se despediu do SCRATCH amarelo, exatamente da forma como passou seus anos por lá: perdendo.”

    fuhfduhfdsuhfsduhsdfuhsdfhufsdhufsdhsdfudffudshfsudhfsudhfsudhf

  • 45. Prestes  |  12/08/2009 às 13:50

    Bons tempos em que só MINHA MÃE conseguia virar o ALEX KID lá em casa.

    usaddaushdsahadsuhasduhsuahsu

  • 46. Lucas Cavalheiro  |  12/08/2009 às 14:17

    A primeira coisa que me vem à cabeça são minhas irmãs de polaina na sala, na frente do som National, com o disco dos Menudos.

    No más, texto, como sempre, primoroso.

  • 47. Junior  |  12/08/2009 às 14:35

    “Esse filme, que tu viu centenas de vezes e hoje está decepcionado por já ter chegado aos 30 e ainda não ter feito um décimo do que FERRIS BUELLER aprontou com, sei lá, CATORZE, foi nada menos que a forma como os anos 80 entenderam Irmãos Karamazov.”

    DJENIAL!

    A Lila e o Godo vão querer o fígado do Douglas por falar mal do Zico, o urubu-rei. Esse link da apresentação dos uniformes do Velez foi postado em todos os tópicos de hoje por leitores diferentes. Não sem motivos, obviamente.

  • 48. Carlos  |  12/08/2009 às 14:36

    Bah, sessão nostalgia total…

    Bala gasosa, pão de quarto, os goonies…

    Tenho uma porrada de Zero hora guardada em casa…

  • 49. Junior  |  12/08/2009 às 14:49

    O Douglas criticou o Zico, mas os flamenguistas sabem das coisas:
    http://www.ondeestiverestarei.com.br/html/index.htm
    Prestem atenção nesse trecho: “…por onde desfilaram os grandes craques do Clube mais vencedor do Sul do País.”

  • 50. Prestes  |  12/08/2009 às 14:50

    Atesto que gravei a entrevista com o Sottilli em um gravador NATIONAL maior que um TIJOLO.

    Mas evidentemente tem uma qualidade de som LARGAMENTE superior a esses gravadores digitais vagabundos.

  • 51. Prestes  |  12/08/2009 às 14:51

    Meus coroas tinham um ESCORT vermelho muito do caralho.

  • 52. Rudi  |  12/08/2009 às 14:55

    Prestes, era XR-3???

  • 53. Prestes  |  12/08/2009 às 14:59

    NÃO, mas eu atucanava muito os coroas pra eles comprarem um, uhsasaduhsdahuuhsuhasduhhuudashda

  • 54. Lobo  |  12/08/2009 às 14:59

    #50
    Por acaso não era um XR-3?

  • 55. Rudi  |  12/08/2009 às 15:07

    o carro mais afudê q meu pai já teve foi um opalão 76, 6 ou 8 cilindros, aquele com cambio no volante e banco da frente inteiro, eu devia ter uns 6 anos, adorava aquele carro… hehehe

  • 56. Prestes  |  12/08/2009 às 15:07

    Não era…lamentavelmente, mas era afudê.

    Caras, esse post me lembrou o melhor verso da música brasileira:

    “Nosso amor morreu tão cedo/ Durou o tempo exato da agonia do Tancredo”

    Muito Além do Jardim, do Sérgio Sampaio.

  • 57. Anônimo  |  12/08/2009 às 15:12

    não tinha opala com 8 CANECOS, rudi. era 4 ou 6.

    a não ser que o chá de cogu estivesse desde a tua MAMADEIRA e teu pai tivesse mesmo um LANDAU.

  • 58. Francisco Luz  |  12/08/2009 às 15:12

    Meu pai, quando foi promovido em 92, comprou um XR-3. Melhor carro da história.

    Pena que depois deu aquela crise do sapato e fudeu tudo, senão ele teria guardado o carango até hoje. Classe demais.

  • 59. Rudi  |  12/08/2009 às 15:16

    não, era opala, devia ser 6 canecos então… com 6 anos eu entendia um pouco menos de carro do que hoje em dia…

  • 60. Junior  |  12/08/2009 às 15:20

    Não, Prestes. O melhor verso da MPB é do Nélson Sargento, de “Falso Amor Sincero”, só esse nome já é uma obra-prima:

    “o nosso amor é tão bonito/ ela finje que me ama/ e eu finjo que acredito”

  • 61. Arbo  |  12/08/2009 às 15:31

    XR-3 CONVERSÍVEL era prêmio de Garota Verão, e isso depois.

    texto mto bom, e as melhores passagens são estas (sei q vou repetir):

    “Esse filme, que tu viu centenas de vezes e hoje está decepcionado por já ter chegado aos 30 e ainda não ter feito um décimo do que FERRIS BUELLER aprontou com, sei lá, CATORZE, foi nada menos que a forma como os anos 80 entenderam Irmãos Karamazov.”

    “Um homem e seu dedo. Um dedo que fez história, pois foi enfiado sem dó nem piadade na área mais sensível de todos os brasileiros – o futebol”.

    outros fato só merecem ser exclamados com nostalgia, lá vai:
    PATRESE
    GUGELMIN
    LARRY BIRD
    CALIFORNIA GAMES

  • 62. Arbo  |  12/08/2009 às 15:36

    meu pai tem um grupo de amigos de Taquara, Gravataí e MORUNGAVA.
    TODOS tinham Doginho. Depois vieram os Chevettes.

    Eu não tive outro videogame senão o Atari. Mas tenho primos mais ABASTADOS, aí era só alegria. Eles vestiam PAKALOLO enquanto eu fazia RANCHO na C&A com a minha mãse. bons tempos.

  • 63. Junior  |  12/08/2009 às 15:41

    No tempo em que existia Pakalolo, o chocolate hoje conhecido como “Milkbar”, chamava-se “Lollo” (ui!). E o hoje “Crunch”, chamava-se “Kri”.

  • 64. Arbo  |  12/08/2009 às 15:44

    eu era apaixonado pela Andy, dos Goonies

  • 65. Rudi  |  12/08/2009 às 15:44

    e Lollo muito mais gostoso que milkibar

  • 66. Arbo  |  12/08/2009 às 15:47

    sim, sempre q eu visitava minha vó ganhava um Lolo.

    Sobre Curtindo a vida adoidado, se alguém me puder apontar um filme q faça às vezes dele pra essa gurizada diojemdia por favor o faça. melhor filme e trilha sonora.

  • 67. Rudi  |  12/08/2009 às 15:50

    a tal da série “american pie” equipara-se ao nosso (oitentista) “pork’s”…

  • 68. Junior  |  12/08/2009 às 15:54

    Rudi, o Arbo está certo, “Curtindo a Vida Adoidado” foi um filme que marcou uma geração. “Pork’s” era legal, mas não marcou tanto. Mas acho válida a tua comparação com “American Pie”.

  • 69. Celão  |  12/08/2009 às 15:59

    Curtindo a vida adoidado, Pork´s (escondido na madruga), Goonies. Outro filme que eu curtia prá caraho era um do Arnold Schwatoymmfejehjfhnegger, que sequestravam a filha dele e ele invadia uma ilha e matav todo mundo!

  • 70. Arbo  |  12/08/2009 às 16:06

    bá. american pie, q decadência (relativa).
    como “série” é um lixo absoluto.

  • 71. Arbo  |  12/08/2009 às 16:07

    Celão, Comando?
    http://www.imdb.com/title/tt0088944/

  • 72. Rudi  |  12/08/2009 às 16:08

    não digo que ébom, mas é o mesmo tipo de história que pork’s…
    agora, igual curtindo a vida adoidado realmente não me recordo nenhuma…

  • 73. Matias Pinto  |  12/08/2009 às 16:08

    “O projeto original consistia na apuração de todo os campeões da Segundona Gaúcha durante essa década sombria pré-GOMES & ALLEJO.”

    Nessas poderiam apurar a vergonha que foi a decisão de 1979 na qual o meu, o seu, o nosso EC 14 de Julho perdeu de maneira vil (leia-se Tapetão) para o Lajeadense…

  • 74. Matias Pinto  |  12/08/2009 às 16:15

    “o carro mais afudê q meu pai já teve foi um opalão 76, 6 ou 8 cilindros, aquele com cambio no volante e banco da frente inteiro, eu devia ter uns 6 anos, adorava aquele carro… hehehe”

    Meu pai teve um 73, 8 cilindros, edição Luxo (com capota de Vinil), cuja cor era semelhante ao dos orelhões da Telesp. Mas bebia horrores (o carro, e não meu velho) e por um desses caprichos da vida meu pai o afundou em uma árvore.

  • 75. Jader Anderson  |  12/08/2009 às 16:32

    “Comando para Matar” rulez

    – Me fala onde ela ta senao te largo…
    – Ah meus deus ah meus deus… ta na ilha tal
    – Adeus
    – Vc falou q nao ia me largar!!!!
    – Eu Menti

    uhauhaeuheauheauheauhueahuaeha clássico

  • 76. Jader Anderson  |  12/08/2009 às 16:33

    A neguinha com a bazuca ao contrario tambem haehehaehaeheahaehae

  • 77. Celão  |  12/08/2009 às 16:35

    70 e 74

    Do caralho esse filme…deve passar qualquer dia no Domingo Maior…lembro que um cinema de Porto Alegre chegou a passar, acho que o Vitória.

  • 78. Junior  |  12/08/2009 às 16:38

    Outra coisa que mudou de quando éramos criança para hoje:
    naquela época, os jogos da seleção brasileira eram importantes. NINGUÉM escreveu uma linha sobre o jogo do Brasil hoje à tarde. Só lembrei do jogo agora, alguém sabe quanto foi?

  • 79. Jader Anderson  |  12/08/2009 às 16:42

    Poisé junior… compartilho esse pensamento…

    em 94 comemorei a taça como se fosse uma mega sena…

    2002 apenas comi um churras de domingo e fui jogar um game.

  • 80. Rudi  |  12/08/2009 às 16:44

    Junior, infelizmente não deu, a estônia foi brava, valente, chegou a dominar parte do jogo, mas em um lance de azar tomou um gol, 0x1 foi o placar final

  • 81. Celão  |  12/08/2009 às 16:57

    78 #

    Dito e feito: a copa de 2002 foi só mais um pretexto prá encher a cara e fazer sexo com as coleguinhas da universidade…tinha um amigo que morava com os irmãos e sempre fazíamos festa em dia de jogo.

  • 82. Celão  |  12/08/2009 às 17:00

    78 #

    Copa de 94: comemorada
    Copa de 2002: mais um pretexto para bebedeiras e orgias com as confirmadas.

  • 83. Rudi  |  12/08/2009 às 17:05

    78 e 80

    copa de 94 = 12 anos de idade = comemorada
    copa de 2002 = 20 anos de idade = bebedeiras e orgias

  • 84. Rafael  |  12/08/2009 às 17:10

    94 – 13 anos – comemorada
    02 – 21 anos – bebedeira desde as 2h da madruga, terminando a festa as 11:30, quando bati o carro
    ahahahahahah

  • 85. Jader Anderson  |  12/08/2009 às 17:12

    Orgias?

    OH CRAP!

    AGUANTE BRASIL 2010

    huaehueahuaehueauheuhheauhae

  • 86. Juca  |  12/08/2009 às 17:23

    Só quem começou a DISCOTECAR nas GARAGENS com um 3 em 1 FRAHM sabe que a vida ainda pode ser muito melhor.

    Saudades das minhas fitas K7 e do LP da novela O Outro, com a MALU MADER na capa. Quando botava aquele disco era hora da gurizada fazer seu papel e bailar de cola atada com as gurias…

  • 87. Celão  |  12/08/2009 às 17:24

    Esses lances de futebol, cerveja e mulherada…que saudades dos tempos de solteiro…um amigo conseguiu a proeza de quebrar a pia do banheiro no jogo Brasil x Inglaterra, de 2002…o outro bêbado dormiu em cima de uma barra de chocolate, parecia que tava cagado.

  • 88. Juca  |  12/08/2009 às 17:24

    Depois do Frahm, passei a construir minhas caixas com os eternos alto-falantes SELENIUM. Tinha uma loja deles em Canoas que era o que há pra quem gosta de som…hahha

  • 89. Juca  |  12/08/2009 às 17:28

    Sobre as copas.

    Minhas COPAS em poucas palavras:

    82 – buáaaa
    86 – abu…aaa
    90 – não deu
    94 – valeu baggio
    98 – do petit não, brasil
    02 – aguante felipão
    06 – la pregunta?

  • 90. Juca  |  12/08/2009 às 17:29

    MInhas duas primeiras copas, 82 e 86 foram LACÔNICAS mesmo porque eu nasci em 1982. Mas entre um peito e uma papinha vi o Grêmio ser campeão do mundo…hahahaha

  • 91. Juca  |  12/08/2009 às 17:31

    Parei. Só a minha dúvida de hoje:

    Por que ficar quatro anos na faculdade e depois ter que trabalhar pra quem mal aprendeu a ler? (NS)

  • 92. Celão  |  12/08/2009 às 17:32

    1982 – Buáaa
    1986 – Buá
    1990 – o vizinho devolveu a tv que o pai emprestou
    1994 – Keep Walking Baggio
    1998 – Zidane, o carrasco
    2002 – Orgias
    2006 – Vale a pena ver de novo (1998)
    2010 – Carmen´s Club

  • 93. Rudi  |  12/08/2009 às 17:41

    82 – quase nascendo
    86 – não lembro de nada
    90 – o amarelinho era legal
    94 – aguante brasil
    98 – olha a armação aí
    02 – bebedeiras e orgias
    06 – assistir jogos no trabalho dá azar
    10 – prei tu lefti, tu raiti e tu midiu

  • 94. Francisco Luz  |  12/08/2009 às 17:54

    Quando tiraram o Amarelinho do SBT, a seleção perdeu a graça. Torci pelo Zizou em 98, hehe.

  • 95. EGS  |  12/08/2009 às 18:05

    Que coisa sensacional. Só faltou citar o COCKTAIL, do saudoso MIELE.

    Provavelmente o início de minhas POLUÇÕES NOTURNAS.

  • 96. Lobo  |  12/08/2009 às 18:24

    Time de Assis embola tudo na segundona,PQP!!!! 4 x 1

  • 97. douglasceconello  |  12/08/2009 às 18:26

    “54. Rudi | 12/08/2009 at 15:07

    o carro mais afudê q meu pai já teve foi um opalão 76, 6 ou 8 cilindros, aquele com cambio no volante e banco da frente inteiro, eu devia ter uns 6 anos, adorava aquele carro… hehehe”

    Meu pai teve um desses, ano 74, AMARELO QUEIMADO. Melhor carro. Minha maior decepção juvenil foi não GUIÁ-LO.

  • 98. Juca  |  12/08/2009 às 18:42

    #94

    Aquele câmbio no volante me fez perder horas pensando em como aquilo funcionava. Sério. Mas depois conheci a honda ML (CG Titan jurássica) e tudo passou a fazer mais SENTIDO…hahahaha

    Esse do teu pai era daqueles que ligavam sem chave? Eu me lembro de uns COMODORO um pouco mais recentes que tinham uma espécie de borboleta na ignição.

  • 99. Sanchotene  |  12/08/2009 às 19:10

    Re 20

    O meu ATUAL telefone é de DISCO!

  • 100. Lucas Cavalheiro  |  12/08/2009 às 19:59

    Cara. Telefone de disco, se tu aprensenta pra esses guri de apartamente, é capaz de eles não saberem como funciona.

    Me sentia o McGyver quando tinha cadeado no disco e eu conseguia ligar pressionando o botão do “gancho”

    AHH meus 5 anos!

  • 101. Marcos SL  |  12/08/2009 às 20:05

    Porra! Ninguém viu as hermanas com a camisa do Velez no site oficial? Voltem ao #32 e deem uma checada (do verbo averiguar…) nas cositas.

  • 102. Rudi  |  12/08/2009 às 20:24

    Juca, nao, era de chave normal mesmo…
    eu achava do caralho pq era o unico carro que eu podia andar NA FRENTE junto com meu pai e minha mae…
    cara, 6 anos, coisa de muito guri mesmo

  • 103. Gremista  |  12/08/2009 às 22:08

    76.

    Passou no Capitólio.

  • 104. Juca  |  12/08/2009 às 22:12

    Pois é Rudi. Mó saudade dessas naves.
    Meu coroa tinha uma CARAVAN. Devia ter umas três janelas MAIS a do motora em cada lateral.
    Não se faz mais CARRO e LATERAIS (eu não curto ALAS tb) como antigamente…

  • 105. Juca  |  12/08/2009 às 22:13

    Minha mãe deve ter pagado os pecados no banco de trás da velha caravan BEGE. Porra, meu pai é foda..hahahaha

  • 106. Fillipe  |  12/08/2009 às 23:44

    VIRAM ISSO?? o Blog Pombo Sem Asa vai dar Iphone pros seus visitantes.. olhem ai no link pra saber como participar…

    Olhem aí: http://pombosemasa.wordpress.com/2009/08/10/promocao-concorra-a-um-iphone/#comment-2317

    Abraço galera

  • 107. col  |  13/08/2009 às 00:05

    Sencacional. A promessa do Abel foi a melhor na minha opinião.

  • 108. Guilherme Dias  |  13/08/2009 às 01:45

    Entra década, sai década e a única coisa que não muda são os títulos do Botafogo.

    ALIÁS, quanto tempo até a nostalgia dos anos 90 ser liberada? Mais uns cinco anos?

  • 109. Camilo CEO  |  13/08/2009 às 08:55

    #105 já está, pelo que pude perceber. “FESTA ANOS 90” já rolou por POA e arredores. Programas de rádio NOSTÁLGICOS, idem.

  • 110. dante  |  13/08/2009 às 09:53

    me desculpem insistir e acabar com as REMINISCÊNCIAS de infância de vocês, mas não existiu opala 8 cilindros, a não ser que fosse PREPARADO [eu = #56].

  • 111. Álisson  |  13/08/2009 às 13:13

    Opala bom é 6 canecos meus filhinhos.

  • 112. Rudi  |  13/08/2009 às 13:20

    dante, vai pro inferno…

    lembrar de quantos canecos tinha o opala do meu pai quando eu tinha 5 anos é muita coisa pros meus neurônios etilicos…

  • 113. Matias Pinto  |  13/08/2009 às 14:03

    # 109

    Idem!

  • 114. Gustavo  |  13/08/2009 às 15:16

    1982 – Buáaaa
    1986 – Lembro do ARAKEN. E do TIGANÁ.
    1990 – Kadett TURIM. Caniggia.
    1994 – Tinha show do KENNY G logo antes da final.
    1998 – Zagallo
    2002 – Felipão
    2006 – Meião
    2010 – Cornetas insuportáveis

  • 115. dante  |  13/08/2009 às 16:26

    vocês não entendem nem de OPALA e querem falar de INFÂNCIA e FUTEBOL.

    amadores.

    [NS]

  • 116. Prestes  |  13/08/2009 às 21:53

    1990 – Lazaroni brasiliano?? Uno Mille brasiliano?? Piaccere io sono il papa!

  • 117. mastodi  |  15/08/2009 às 00:09

    E eu ressalto como você disse: Que saudade do Tancredo Neves! hahahaha

    Free Bodybuilding Tips

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • KANNEMANN acaba de fazer seu PRIMEIRO GOL com a camisa do Grêmio. Tricolor vai metendo 3x0 no Atlético-PR no 1º tempo. 1 hour ago
  • E agora leva um golaço de Barrios. 1 hour ago
  • Na Copa do Brasil, Atlético Paranaense acaba de perder um tiro livre indireto na entrada da PEQUENA ÁREA do Grêmio. 1 hour ago
  • Final do Apertura chileno de 2006. Bravo jogava pelo Colo Colo. Acabaram campeões nos pênaltis (4x2) contra a Universidad de Chile. 1 hour ago
  • Já que o tema do dia é Claudio Bravo pegando pênaltis, lembrança daquela vez que ele defendeu uma cavadinha APÓS te… twitter.com/i/web/status/8… 1 hour ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: