A arte de pegar um touro a unha

05/08/2009 at 07:00 26 comentários

Cerro recebe a taça da Liguilla. Foto: El País

O futebol uruguaio é uma festa dos pequenos há algum tempo. Só que os pequenos eram sempre os mesmos: Danubio e Defensor, alçados à categoria de “quase-grandes” graças aos sucessos recentes. Pois na Libertadores do ano que vem, não veremos nem Danubio, nem o Paladino da Justiça que eliminou o Boca, nem o pentacampeão Peñarol. Veremos Cerro e Racing.

Atenção: não estou falando de Cerro Porteño e Racing Club de Avellaneda, e sim de Club Atlético Cerro e Racing Club de Montevideo. Os dois participantes que militarão como Uruguai 2 e Uruguai 3 na Libertadores 2010. Somados ao Nacional (campeão e Uruguai 1), representarão a pátria de Artigas nos campos sul-americanos. O Cerro, como campeão da Liguilla, vai direto à fase de grupos.

Não entendeu nada? Breve explicação: depois da temporada regular, os seis melhores times da tabela anual (somados os dois campeonatos) jogam um hexagonal, com o objetivo único de decidir os classificados a Libertadores e Sul-Americana. O campeão também joga, para emocionar e confundir a platéia. Os campeão vai à fase de grupos, o vice à pré-Liber, terceiro e quarto à Sul-Americana.

O Nacional, campeão e sem a tesão de querer eliminar o Peñarol das copas – os manyas não ficaram entre os 6 primeiros e caíram fora da Liguilla – jogou o hexagonal com a mesma motivação de Douglas Ceconello diante de um strogonofe de proteína. Jogou com reservas, atuou com atletas de 16 anos, atuou sem treinador, uma loucura. Acabou lanterna. O Defensor Sporting, por outro lado, queria a vaga à Libertadores. Só que sem Jorge da Silva, que foi ganhar dinheiro no Al-Nasser da Arábia Saudita, o Paladino virou uma caricatura. Ainda assim, foi inteiro contra o Racing no Franzini, precisando de uma vitória para sonhar com a pré-Liber. Levou 4×2 do Racing Club de Montevideo.

O Racing subiu da segunda divisão nessa temporada, depois de fazer uma campanha antológica no Ascenso  – 15 vitórias e 2 derrotas em 17 jogos. No Apertura, de forma surpreendente, chegaram a pelear pelo título e ficaram apenas 5 pontos distantes de Danubio e Nacional, que fizeram a final. No Clausura, a campanha não foi tão gloriosa, mas foi o suficiente para garantir a vaga na Liguilla, que acabou proporcionando a façanha histórica.

O Cerro é um clube razoavelmente popular e tradicional em Montevidéu, faz um clássico local com o Rampla e disputou a Libertadores em 1995. Só que nunca foi campeão de qualquer torneio profissional na primeira divisão. Logo, a Liguilla não traduzia apenas a vaga na Libertadores – trazia uma chance histórica de permitir aos “villeros” levantar uma taça, o que só ocorreu em 1945 e 1998, na segundona.

O adversário no jogo derradeiro do hexagonal era o River Plate de JR Carrasco, o que previa fortes emoções. O Cerro abriu com 2×0, sofreu o desconto no final da primeira etapa, voltou à confortável vantagem de 3×1, mas um gol no segundo tempo aterrorizou os albicelestes até o apito final. JR deu as costas para o campo, berrou, enlouqueceu, mas nada adiantou. Sobrou a Sul-Americana mesmo para o River Plate – o Blooming da Bolívia os espera logo ali.

Além da inigualável chance de eliminar o Corinthians, Cerro e Racing viraram páginas amargas das suas histórias. O Cerro, por conquistar uma taça para o povo do seu bairro. O Racing, porque em 1990 jogou sua única Liguilla e chegou perto da conquista, mas não logrou. Os bairros de Cerro e Sayago vibram como nunca. Até porque essa chance provavelmente não se repetirá – a AUF promete acabar com a Liguilla no ano que vem e cessar as reclamações (justas) dos times que adiam suas férias.

P.S.1.: Defensor e Liverpool ainda jogam uma partida desempate para ver quem se classifica à Sul-Americana. Fontes seguras garantem que todos os 16 ingressos foram vendidos, como brindes de sacos de pipoca de panela.

P.S.2.: Não perca esse relato sobre a conquista cerrense.

Até a vitória,
Luís Felipe dos Santos.

Anúncios

Entry filed under: Libertadores, Nacionais.

8h30, hora de acordar Botafogo Querido

26 Comentários Add your own

  • 1. Francisco Luz  |  05/08/2009 às 07:44

    Na formatura da minha namorada, chamamos um garçom pra dar um help com os acepipes e tudo mais. Ele era uruguaio e torcedor do Cerro, e acho que ele nunca tinha visto alguém que conhecia o time dele por aqui. Ficou horas falando das histórias, da torcida, etc.

    Pena que eu bebi demais naquela noite.

  • 2. Gustavo  |  05/08/2009 às 09:29

    Pior sistema EVER. É simplesmente INACEITÁVEL que o PALADINO não jogue a Libertadores de 2010.

  • 3. Júnior CRF  |  05/08/2009 às 09:47

    O Cerro é um clube bem tradicional, inclusive tinha um jogador titular na seleção uruguaia de 1950.

    Engraçado que eu pensei que o campeão havia sido o “outro” Cerro, o Cerro Largo, clube da cidade de Melo, fundado em 2002 e que mesmo com apenas 2 jogos disputados, forma o Clásico del Norte com o Tacuarembó.

    Eu torço para o Racing passar para a fase de grupos, para vermos até onde vão os dois clubes, e queria que a Conmebol deixasse pelo menos o Cerro jogar em seu estádio, já que a capacidade é boa. 25.000 torcedores, porquê jogar no Centenário pra esses clubes sem muita torcida é terrivel!

  • 4. spuldar  |  05/08/2009 às 09:56

    uruguai disputa com a rússia o título de melhor país. olhem a lata do tio entregando a taça: parece o presidente de um sindicato rural. (pensando bem, o uruguai hoje não passa de um grande sindicato rural)

  • 5. Daniel Cassol  |  05/08/2009 às 10:15

    Vergonha de perguntar: mas é a primeira vez que Cerro e Racing disputarão a Copa?

  • 6. Bruno Eduardo  |  05/08/2009 às 10:45

    Cerro sos puto, Rampla Juniors >>>> Cerro
    tomara que La Academia uruguaia vá bem na Libertadores

  • 7. Francisco Luz  |  05/08/2009 às 10:52

    Diz no texto que o Cerro jogou em 1995, Cassol.

  • 8. Prestes  |  05/08/2009 às 11:03

    Vejam só, o Cassol comentando sem ler atentamente o texto. Quem diria?

    uasdasduhusdhuhsdsudhsaduhuhasuhdhasuhd

  • 9. Felipe  |  05/08/2009 às 11:10

    e que lamentável esse Peñarol, hein?

  • 10. Rodrigo  |  05/08/2009 às 12:56

    *5

    O Racing jogará pela 1ª vez sim
    E o Penãrol já não joga a fase de grupos desde 2004.
    Que crise hein
    Mas como bolsilludo eu acho ótimo.

  • 11. Sanchotene  |  05/08/2009 às 13:38

    Re 3

    Os campeonatos de seleções departamentias são históricos no Uruguai. Tacuarembó e Cerro Largo já faziam o “Clásico del Norte” antes de ter clubes no campeonato uruguaio.

    Abraço.

  • 12. Sanchotene  |  05/08/2009 às 13:39

    O Manya teria disputado a Liguilla não fosse uma punição que lhe retirou pontos no campeoanto.

  • 13. Arbo  |  05/08/2009 às 14:00

    aguante celeste

  • 14. Matias Pinto  |  05/08/2009 às 14:10

    “jogou o hexagonal com a mesma motivação de Douglas Ceconello diante de um strogonofe de proteína.”

    Peraí! Existe gaúcho vegetariano? Achei que fosse ficção ou coisa da Fernanda Lima…

  • 15. Rudi  |  05/08/2009 às 14:26

    Matías

    “jogou o hexagonal com a mesma motivação de Douglas Ceconello diante de um strogonofe de proteína.”

    IGUAL

    motivação nenhuma

  • 16. Iuri  |  05/08/2009 às 14:29

    O Peñarol perdeu pontos por um incidente da sua torcida, mas foi recorrer ao tribunal quando viu que a participação na Liguilla perigava. Inclusive deu um rolo bem grande na AUF, já que o Peñarol teria sugerido uma Liguilla com sete nesse ano.

    Engraçado é que, ao fim do campeonato, o sétimo clube seria, se não me engano, o Danubio. O Peñarol foi apenas o oitavo melhor na tabela anual. Seria sensacional ver o DANUBIO favorecido pela vaga PAGA pelo Peñarol.

  • 17. Prestes  |  05/08/2009 às 14:31

    Fala a verdade pro cara, Rudi. O Douglas é VEGAN.

    ijhsfhufdsuhdfsuhdfshudfsuhfdusdhuduhdsuhduhffuhdshuu

  • 18. Sanchotene  |  05/08/2009 às 15:24

    Iuri,

    O Peñarol tinha um argumento interessante. Achava que a punição imposta deveria valer apenas para o Apertura, pois ao valer também para a Anual estaria sendo punido duas vezes pelo mesmo fato. Se recuperasse os pontos, seria sexto…

  • 19. mardruck  |  05/08/2009 às 15:51

    Torcida do Cerro é roots.

    Bacana eles na Libertadores.

  • 20. Iuri  |  05/08/2009 às 15:57

    Sanchotene

    Acho que foi semelhante ao caso do rebaixamento do Cerro, nos anos noventa. Perderam pontos no tribunal por algum incidente nas arquibancadas (ou não) e, a punição que poderia ser apenas para o Apertura ou Clausura, entrou também na pontuação da Anual, já que interferiu no descenso da equipe.

    Liverpool 1-0 Defensor, negriazules de la Cuchilla na Sul-Americana.

  • 21. Anônimo  |  05/08/2009 às 15:58

    * ou para a pontuação do rebaixamento, que não é exatamente a mesma da tabela Anual.

  • 22. Luís Felipe  |  05/08/2009 às 21:13

    e os incidentes na arquibancada foram num jogo contra o próprio Cerro, ano passado – a torcida manya invadiu a arquibancada alheia.

  • 23. Pepe  |  05/08/2009 às 21:26

    se forem iguais ao Cerro Porteño e ao Racing Club, não passam nem da primeira fase

  • 24. Sanchotene  |  06/08/2009 às 10:51

    Os uruguaios nas copas são:

    Libertadores: Nacional (1), Cerro (2) e Racing (3).
    Sul-Americana (a qual o Nacional poderia ter participado): River (1) e Liverpool (2).

    Os black&blues do Liverpool sobem a montanha, pois enfrentam o Cienciano (PER) [depois, o vencedor de Tigre-San Lorenzo].

    Já os darseneros do River seguem ao nível do mar, uma vez que pegam o Blooming (BOL) [depois, o vencedor de Vitória-Coritiba].

  • 25. Luís Felipe  |  06/08/2009 às 12:40

    bah, River Plate X Vitória seria um jogo muito bonito de se ver.

  • 26. Paulo Torres  |  06/08/2009 às 17:23

    Liverpool 1×0 Defensor, no jogo-desempate ontem. Liverpool jogando a Sudamericana, pena que esse ano o Everton chileno não se classificou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • @maatheusper O Delfín ainda não tem a confirmação matemática que venceu a 1ª etapa. É remotíssimo, mas Barcelona ai… twitter.com/i/web/status/8… 4 minutes ago
  • Aconteça o que acontecer, será um campeão inédito pelo 3º ano seguido. Em 2015, Genus foi campeão pela 1ª vez. Em 2016, o Rondoniense. 5 minutes ago
  • crédito ao @jrenato83 pelo ALERTA da confirmação desse jogaço. 7 minutes ago
  • Será pela final do Campeonato Rondoniense. Barcelona tirou o Vilhena hoje, enquanto o Real Desportivo eliminou o Genus na quinta-feira. 7 minutes ago
  • Atenção: confirmado Barcelona x Real no Brasil. 8 minutes ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: