Reencontros, recuerdos e bola pro mato

27/07/2009 at 16:00 32 comentários

abreclausurapy
Atleta alviverde orienta o espacato do adversário.

Se alguns clubes brasileiros sofrem com a necessidade de montar uma equipe por ano, tendo que buscar no mercado nacional referentes como Nunes, Marcel e Jadílson, tenhamos claro que sempre pode ser pior. No Paraguai, com o Apertura e o Clausura, os clubes acabam mexendo no plantel a cada semestre. O lado bom da falta de continuidade nas equipes é que a torcida acaba se reencontrando com alguns ídolos de outras eras. Assim foi na primeira rodada do Clausura.

Vejam o caso do Rubio Ñu. No domingo, o alviverde recebeu o Sportivo Luqueño, em La Arbolaeda, apresentado seus dois flamantes reforços: nada menos que os ex-jogadores da seleção nacional Carlos Humberto Paredes, 33 anos, e Roberto “El Toro” Acuña, TRINTA E SETE anos.

A experiência dos dois reforços parece ter dado resultado. O Rubio Ñu venceu o Luque por 2 a 1, com gols de Osvaldo Hobecker e Pablo Velázquez, que ainda desperdiçou um pênalti no final.

No Apertura, em quatro partidas que vi em La Arboleda, três delas tiveram o mesmo enredo: os da casa pressionando mas tomando gols bobos em contra-ataque. Desta vez, contra o sempre melindroso time de Luque, os trinidenses pelo menos conseguiram segurar o resultado.

abreclausurapy2
Velázquez procura lêndias mortas em Osvaldo.

No Defensores del Chaco, o Cerro Porteño apresentava à sociedade paraguaia o maior reforço para o Clausura e para a Copa Sul-Americana: Júlio dos Santos. Repetindo: Júlio dos Santos. Com passagens por Grêmio e Atlético-PR, espera-se que o meio-campista reencontre seu futebol agora que volta a jogar ao lado dos seus.

Do outro lado da cancha estava o Nacional Querido, que apresentava outro experiente jogador de seleção, o zagueiro Denis Caniza. No banco, estreava como técnico o ex-goleiro Ever Almeida, demitido do Olímpia na metade do Apertura.

Em campo, prevaleceu o fervor nacionalófilo: com gols de Ariel Bogado e do brasileiro Inca, num chute de fora da área, a Academia carimbou a faixa de campeão do Cerro Porteño. Dos males o menor: antes da partida, o treinador Pedro Troglio cumpriu sua promessa e sorteou um automóvel entre os jogadores, por causa do título do Apertura. O feliz ganhador foi o goleiro Ezequiel Medrán, reserva que não atuou nenhuma partida sequer no torneio, comprovando que goleiro reserva é o melhor emprego do mundo.

Mas é bom deixar claro que o carro deverá ser vendido e o prêmio rateado entre os jogadores do Cerro Porteño. Lembrando que Roberto “Gatito” Fernández, aos 21 anos, foi contratado pelo Estudiantes de La Plata.


Inca, mais faceiro que gordo de camisa nova.

No sábado, o Olímpia festejou seu 107º aniversário com uma vitória simples sobre o Tacuary, cruzamento de Rodrigo Rojas para Martin Ligüera completar de moleira

O clube mais vitorioso do Paraguai completa 107 anos sem muito o que comemorar, assinala o jornal Última Hora.

Falando em datas históricas, o Decano celebra justamente hoje, dia 27 de julho, os 30 anos da sua primeira Libertadores da América.

abreclausurapy1
Rojas e Ligüera praticam ginástica olímpia

Assim se consumou a primeira rodada do Clausura no Paraguai:

Tacuary 0 x 1 Olimpia
3 de Febrero 1 x 0 12 de Octubre
2 de Mayo 0 x 1 Guaraní
Sol de América 1 x 3 Libertad
Rubio Ñu 2 x 1 Sp. Luqueño
Nacional 2 x 0 Cerro Porteño

Um abraço,
Daniel Cassol

Anúncios

Entry filed under: Nacionais, Pela América.

Como surgiu o homem que gosta de futebol Conmebol abre sua casa ao Impedimento

32 Comentários Add your own

  • 1. Luís Felipe  |  27/07/2009 às 16:10

    Toro Acuña era um excelente jogador. Lembro dele no Independiente e no La Coruña. Era meia ofensivo, mas não daqueles que ficavam parados ditando o ritmo – marcava muito, também.

  • 2. Francisco Luz  |  27/07/2009 às 16:39

    Minha camisa do Nacional é mais bonita do que essa que usaram ontem. A foto em RISCA DE GIZ de ARSENIO ERICO é matadora.

  • 3. Yuri  |  27/07/2009 às 17:06

    Os grandes continuam se sair de Asunción?

  • 4. Tó Zé  |  27/07/2009 às 17:06

    SEM…

  • 5. Cassol  |  27/07/2009 às 17:11

    Sair de Asuncion eles saem, pra jogar contra o 3 de Febrero (Ciudad del Este), contra o 2 de Mayo (Pedro Juan Caballero, terra do leitor Juanca) e contra o Sportivo Luqueño (Luque).

    Contra os outros times da capital os jogos sempre sao no Defensores, quando Olimpia e Cerro sao visitantes.

  • 6. Yuri  |  27/07/2009 às 17:28

    Entendi… ou seja, os cariocas conseguiram ser MAIS SACANAS que os paraguaios.

  • 7. Felipe  |  27/07/2009 às 17:45

    Não é sacanas, Yuri, é CAGÕES. Esses Flamenguinhos e Vasquinhos da vida se borram de medo de jogar contra Macaé, Cardoso Moreira ou Tigres do Brasil nas canchas do interior fluminense porque sabem que é derrota na certa.

  • 8. Sanchotene  |  27/07/2009 às 18:06

    Falando em futebol de verdade, eis os finalistas do “Gauchão B”:

    Cerâmica (Gravataí)
    Pelotas
    Porto Alegre
    Riograndense (Santa Maria)

  • 9. mardruck  |  27/07/2009 às 18:06

    http://www.nacionalquerido.com/

    LUTO PELA MENSAGEM QUE LÁ HABITA

  • 10. Francisco Luz  |  27/07/2009 às 18:28

    PORRA CHE

    Trabalhe, Cassol, e resolva o problema do nacionalquerido.com

  • 11. Prestes  |  27/07/2009 às 19:54

    Que isso???

    Fuderam o site do Nacional Querido?? Vai ter revolução!

  • 12. Daniel Cassol  |  27/07/2009 às 20:24

    A Internet não sabe com quem ela tá brincando.

  • 13. joão carlos  |  27/07/2009 às 20:49

    trabalha, cassol, agora que a tua loja vai abrir aqui em porto alegre…

  • 14. fino  |  27/07/2009 às 21:20

    ééé gurizada…

    é a maldição do centenário jkldfadjklasfdjklasdjklasfdjklasfd

  • 15. amilton  |  27/07/2009 às 21:24

    que isso?????????????????

  • 16. Sanchotene  |  27/07/2009 às 21:25

    O.T.:

    Que “mito” é esse da Carta Capital? Desde quando para ser vândalo e marginal alguém tem que ser pobre? Torcedor baderneiro é, na sua maioria, de classe média e classe alta. E, por favor, são vândalos e marginais, sim, senhor!

  • 17. Prestes  |  27/07/2009 às 21:48

    Concordo com o Sancho.

  • 18. Luís Felipe  |  27/07/2009 às 23:36

    vaquinha para o site do Lito Villagra JÁ!

  • 19. Luís Felipe  |  27/07/2009 às 23:39

    a matéria não fala em baderneiros, fala em vagabundos – e quase todos estão empregados!

  • 20. Prestes  |  28/07/2009 às 00:29

    Sim, eles não são marginalizados, mas são – ao menos em parte – marginais.

  • 21. Prestes  |  28/07/2009 às 00:36

    Tchê, interessante que ali no link de Boca e River jogarão na Bolívia, tem um comentário xenófobo de um cara que se diz “rojo”.

  • 22. Frank  |  28/07/2009 às 01:17

    Lendo a matéria do link para o Ultima Hora, é triste perceber como o Olímpia decaiu…
    Era um dos poucos clubes paraguaios que impunham respeito nas competições continentais. Sozinho, tem o mesmo número de Libertadores que o Grêmio e o Inter somados…
    Triste mesmo…

  • 23. Matias Pinto  |  28/07/2009 às 04:33

    Pela foto que abre o post, eu jurava qe se tratava de Pelotas 4 X 0 Panambi…

  • 24. dante  |  28/07/2009 às 08:56

    #16: do que tu tá falando, sancho?

    link, por favor.

  • 25. Gustavo  |  28/07/2009 às 09:01

    Realmente xenófobo o comentário do “rojo”.

    alguém viu a propaganda do Naldecon na terceira capa da Veja desta semana? Fala em “Gripe Paraguaia”. Totalmente inadequada e xenófoba.

  • 26. juanca py  |  28/07/2009 às 12:27

    daaaaaleeeeeee ooooooooooooo…..
    daaaaaaaaalllllleee ooooooooo…
    dale olimpia campeooooooooooon..
    El sexto equipo mas ganador del mundo!

    cerro no existis..sos mis paraguay!… solo gana en su pais jajaja…
    107 años de GLORIA duela a quien le duela…

    Copa Intercontinental (1): 1979.
    Subcampeón de la Copa Intercontinental (2): 1990 y 2002.
    Copa Libertadores de América (3): 1979, 1990 y 2002.
    Subcampeón de la Copa Libertadores de América (3): 1960, 1989 y 1991.
    Copa Interamericana (1): 1980.
    Subcampeón de la Copa Interamericana (1): 1990.
    Recopa Sudamericana (2): 1990 y 2003.
    Supercopa Sudamericana (1): 1990.
    Subcampeón de la Copa Conmebol (1): 1992

  • 27. rafael botafoguense  |  28/07/2009 às 12:45

    olimpia é coco pastoso

  • 28. dante  |  28/07/2009 às 13:06

    cara, essa coisa de listar as taças conquistadas parece aquela propaganda da AMANCO:

  • 30. Sanchotene  |  29/07/2009 às 12:05

    Re 19

    Para alguém ser vagabundo, não precisa estar desempregado ou fora de instituição de ensino. Basta estar aquém das suas capacidades por vontade própria, caso do estudante “nota cinco”, sustentado pelos pais; ou o empregado que faz o mínimo, principalmente aquele que tem estabilidade, ou aquele que troca de emprego a cada ano ou dois e vive cheio de ações na JT e já recebeu o seguro-desemprego “oitocentas” vezes; quando não os dois casos somados…

  • 31. anti-chororô  |  29/07/2009 às 13:27

    Re 27
    Realmente o OLÍMPIA é uma merda.
    Mas pelo menos é melhor que o “BOSTAFOGO”(pelo menos ganha títulos,rsrsrsrsrs)

  • 32. juanca py  |  30/07/2009 às 17:30

    botafogo?…que es eso?..Un apellido de prostituta?, la marca de una bomba? Un equipo de polo acuatico?…En sudamerica no conocemos a Botafogo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: