A noite em que fui barrado

07/07/2009 at 11:30 122 comentários

Na última quinta-feira, mesmo sendo sócio do Grêmio com duas cadeiras em meu nome, fiquei do lado de fora do Olímpico. Cheguei no estádio quando todos os portões estavam fechados, e a Polícia Montada fazia guarda no pátio da Social do estádio, em pleno Largo dos Campeões. Na mesma situação que eu havia um milhar de pessoas. Não tive dúvidas: meia-volta e rumo à casa. Não fiquei por lá nem cinco minutos. Demorei para entender o que houve. Pelo que vi, e ouvindo as partes envolvidas, acho que é possível concluir algumas coisas.

Eu já imaginava que as direções vendiam os ingressos contando com um certo percentual de sócios que viriam; o que já é uma barbaridade. O sócio-proprietário e o sócio de cadeiras já pagaram pelo ingresso: a mensalidade é a mesma do sócio-torcedor; a diferença maior é justamente o ingresso. Por causa dessa prática, se comparecem os sócios que “deveriam” faltar, fatalmente o estádio tem superlotação. Afinal, os clubes venderam duas vezes o mesmo ingresso.

Quando falo em “direções” e “clubes”, penso também no Internacional. Afinal, de acordo com amigos, houve problema semelhante na final da Sul-Americana do ano passado. Na quinta, como fecharam inclusive as cativas – algo como fechar o portão das perpétuas no Beira-Rio -, imaginei que o problema pudesse ter sido outro. Pela versão da Brigada, dada na sexta pelo comandante, parece que não. Mas isso seria só um dos fatores. E a versão do Grêmio caminha também nesse sentido. Eis os fatos.

O torcedor do Grêmio, como sempre, começou a entrar e se alojar nos lugares que mais lhe apraz. Há, evidentemente, portões mais populares que outros. Logo setores da arquibancada e da social lotaram, mas não a arquibancada ou a social em si. A solução óbvia era fechar esses portões e conduzir os torcedores a outros, mas não. Simplesmente fecharam as entradas sem nenhuma informação; nenhum encaminhamento. Claro que a massa se enervou e partiu para o confronto. Se tem ingresso, como vai ficar de fora?

A BM, mal vista e mal paga, possivelmente já irritada com a confusão entre as torcidas de Grêmio e Cruzeiro, reagiu; pelo que a confusão se espalhou. Começou o “corre-corre” e as pessoas passaram a tentar entrar por qualquer lugar. Qual a brilhante solução adotada? O clássico bopeano ‘Não vai subir ninguém!’, e mandaram fechar tudo. Ora, quem tinha direito de entrar e não pôde, se indignou ainda mais e se uniu aos baderneiros – sempre há aqueles que só querem uma desculpa para criar confusão. Ficou impossível distinguir quem tinha razão e quem não tinha. Infelizmente, a única medida a ser tomada quando a polícia se defronta com esse tipo de situação é “dar pau” em todo mundo até as coisas acalmarem. Nesse caso, o melhor a fazer é ir embora; exatamente o que fiz.

Nesse jogo de empurra-empurra de responsabilidades entre o clube e a Brigada, obviamente ninguém tem razão, mas o clube ainda menos. O torcedor e, principalmente, o sócio só precisam de respeito, nada mais. Afinal, os estádios são sujos, mal cuidados, desconfortáveis, com péssimo serviço, e o ingresso ainda é extremamente caro. Vale muito mais a pena ir ao cinema, jogar sinuca ou, simplesmente, ficar em casa. Os clubes não podem somente achar que o amor do torcedor é suficiente. Eles têm que dar algo em troca; caso contrário, quando realmente precisarem de apoio, não o terão.

O fato é que na quinta-feira ficou provado que as coisas, tanto no Olímpico quanto no Beira-Rio, simplesmente acontecem. Não há o menor planejamento; é pura sorte. Os clubes e a Brigada praticam “roleta russa”. Um dia, o cão encontra a bala, e a arma dispara.

Foi nessa quinta…

Esclarecedora contribuição enviada por Paulo Roberto T. Sanchotene, leitor assíduo e acionista da ImpedCorp.

Anúncios

Entry filed under: Clubes, Contribuições.

O caso Maxi era uma oportunidade para faturar Uma euforia amazônica

122 Comentários Add your own

  • 1. Carlos  |  07/07/2009 às 11:48

    Bah, meio requentado, mas enfim.

    1) O estádio NÃO ESTAVA LOTADO. Não tava pq do lado da torcida do Cruzeiro, onde eu estava, tava bemmmmm vazio pra um jogo daquele porte. O portão onde entrei tinha confusão feita pela BM, q empurrava o povo q se aglomerava, mas nem eram tantas pessoas assim.

    2) Ouvi dizer q o batalhão destacado pro jogo do grêmio era muito inexperiente em jogos de futebol, pq o batalhão “de sempre” tinha feito a segurança do jogo do inter. Não sei se procede.

    3) Os estádios brasileiros são podres.

  • 2. Serramalte Extra  |  07/07/2009 às 11:58

    Sancho, a direção não vendeu mais ingressos do que deveria, pois sobrou BASTANTE espaço no estádio.

    O problema é que a direção não fez nenhuma questão nem de saber o que estava acontecendo. Ouvir o presidente dizer no rádio no dia seguinte que haviam cerca de 500 pessoas com ingresso de fora, e que ele só tinha tomado conhecimento da confusão depois do jogo, já que na hora ele estava “na sua cabine”, é foda.

  • 3. Alaípio  |  07/07/2009 às 11:58

    Bah, meio requintado

  • 4. Sanchotene  |  07/07/2009 às 12:06

    I. Requentado não é, pois o problema persiste.

    II. Não disse que houve “superlotação”, mas que a versão da Brigada indica “overbooking”; ou seja, que a ação da polícia teria evitado uma “superlotação” do estádio. Pode haver espaço no estádio, a questão é se havia mais pessoas fora do que espaço dentro.

    III. Esse não é ponto central do texto, mas a desorganização e a falta de respeito com o sócio e com o torcedor.

  • 5. douglasceconello  |  07/07/2009 às 12:10

    Meus caros, os posts do Luis Felipe e do Sancho foram publicados apenas essa semana de propósito, com a intenção de que a discussão não se perdesse no CALOR DAS PAIXÕES que tomava todo o Mundo Grande do Sul na semana passada.

  • 6. Guilherme  |  07/07/2009 às 12:23

    Nessas é que tem que se abrir (ih!) pros europeus.

    Como o Sanchotene falou, é uma incompetência que vai de cima a baixo, começando pelas direções dos times, no vender ingressos, em não se ligar nas razões da confusão, passando por quem tem a imbecil ideia de trancar portão e quem fica dando paulada em torcedor.

    Na maioria das vezes, coisas ruins acontecem no Brasil por culpa da sua história de colonizado e a pobreza consequente, mas as vezes também o que acontece é a BURRICE plena.

  • 7. col  |  07/07/2009 às 12:39

    A administração dos clubes precisa de (mais) profissionais.

  • 8. Xavante  |  07/07/2009 às 12:52

    Não seria razoável e civilizado chegar com antecedência ao estádio? Tenho certeza de que quem tomou essa providência assistiu o jogo tranquilamente.

    Ok, me lembrei que estamos falando sobre HUMANOS.

  • 9. Carlos  |  07/07/2009 às 12:53

    Sancho, não contestei o q tu disse. Só falei o q me disseram e o q eu vi.

  • 10. martina  |  07/07/2009 às 12:58

    xavante, o estádio foi fechado 40 minutos antes do jogo. e as filas foram atrasadas antes já, com demoras exageradas na revista. não foi gente que chegou encima da hora que ficou de fora.

  • 11. Jhon Willian  |  07/07/2009 às 13:01

    #8 – Xavante, eu, por exemplo, cheguei no Olímpico as 20h40min, portanto, 1h10min antes do início da partida. E, mesmo assim, fiquei entrevado no meio da confusão, só conseguindo entrar no intervalo (sim, já que estava lá, esperei até poder entrar). Não pude ir antes por ocasião de uma prova na faculdade, enfim, não vem ao caso. Sugeres então que, somente quem PODE ir cedo à cancha que TENTE ir ao jogo?

  • 12. beretta  |  07/07/2009 às 13:08

    A grande FATALIDADE disso tudo é a real situação que estamos.
    Não se pode ir a jogos DECISIVOS e Gre-Nal, a PANCADARIA é algo 100% certo.

    Pelo menos não se for acompanhado, ou alguém é RETARDADO de levar um filho pequeno pra ver uma SELVAGERIA do lado de fora? E explicar que isso é pq o “titio presidente tava pouco se fudendo pros torcedores” é a grande me*da disso.

  • 13. Guilherme  |  07/07/2009 às 13:14

    E tem que levar em conta que o estádio do Grêmio é uma bosta e não tem a mínima condição de abrigar 50 mil pessoas.

  • 14. dante  |  07/07/2009 às 13:19

    pra mim, o GRANDE problema é que no dia seguinte os [ir]responsáveis vão ao rádio dar uma desculpa [FURADA] qualquer e fica tudo por isso mesmo.

    ***

    sobre os estádios brasileiros serem “podres”, como o carlos falou, concordo absolutamente.

    mas [PREVEJO REPRESÁLIAS] constato uma grande diferença entre o olímpico e o beira-rio, que ainda não é um estádio ideal [longe disso, aliás – mas infinitamente melhor do que as minhas lembranças de infância].

  • 15. Xavante  |  07/07/2009 às 13:21

    Se uma BOA PARTE das pessoas tivesse chegado com ALGUMA antecedência no estádio, é provavel que as pessoas que não tem chegar antes tivessem menos dificuldade para entrar. O que não dá é para todo mundo chegar em cima da hora.

    Guardadas as proporções, na Baixada existe um problema semelhante. Com a proibição da venda de cerveja dentro do estádio, as pessoas ficam encharcando a caveira do lado de fora e na hora que o juiz apita sempre tem aperto nos portões.

  • 16. Guilherme  |  07/07/2009 às 13:25

    .14

    Sou gremista e concordo que o olímpico tá entre os piores dos grandes no Brasil.

    Na Europa (que o Grêmio tá querendo imitar o estádio) se bebe fora e a massa entra 10 minutos antes dos jogos, tranquilos, pq tem dezenas de entradas, cada uma pra uma pequena parte do estádio onde o teu numero de cadeira esta indicando.

    Demora 3 minutos pra entrar e 10 minutos pra sair depois do jogo.

  • 17. Espírito de porco  |  07/07/2009 às 13:25

  • 18. Gustavo  |  07/07/2009 às 13:31

    #14: não há porque. Eu lembro do Olímpico em 1995/1996 e do Beira-Rio na mesma época. Naquela ocasião, costumava-se dizer que o estádio do Grêmio estava em melhores condições do que o do Inter.

    O Inter aumentou o investimento no Beira-Rio enquanto que o Grêmio, pós-ISL, largou de mão. Hoje, só se faz manutenção básica e às vezes, nem isso. Eles visivelmente estão esperando um novo estádio e deixando de melhorar o antigo, o que até faz algum sentido.

    Eu levei meu pai pro Olimpico ano passado e tive a certeza de que não é DIGNO para um senhor de 60 e poucos anos assistir o jogo DE PÉ, equilibrando-se sobre um BANCO DE CONCRETO. Não senhor.

  • 19. beretta  |  07/07/2009 às 13:31

    Xavante

    É FATO que uma das coisas que faz a galera demorar pra entrar é a CEVA. E to falando sério…
    Eu, por exemplo, fico tomando um trago na volta do Beira-Rio até os últimos instantes. Fiz isso inclusive nas decisões e mesmo assim entrei NA BUENA.

    Eu não vou no Olímpico em Gre-Nal desde 2006 porque levei uma singela SURRA de alguns “torcedores” gremistas depois do jogo. Por isso não sei como andam as coisas por aquelas bandas…

  • 20. col  |  07/07/2009 às 13:32

    #17,

    Bela montagem, acredito eu.

  • 21. Anderson Fraga  |  07/07/2009 às 13:38

    E pensar que tudo isso poderia ser evitado com medidas simples dessa direção…

    Porque o Grêmio não implemente uma solução onde, TODOS OS SÓCIOS, devem confirmar seu interesse pelo ingresso antes de ir ao Olímpico?

    Teria inúmeras vantagens!

    – O Sócio, sendo ele patrimonial, torcedor, whatever, necessitaria confirmar seu ingresso antes de ir ao Olímpico. Isso poderia ser feito através da Internet (como existe hoje para sócios torcedores e/ou portadores de Smart Card) ou então por telefone (através de um portal de voz alá operadora de telefone [digite 1 para Tirar o Tcheco de campo…]);

    – O Sócio torcedor teria 48 horas para ter preferência (como já é hoje) e o Sócio Patrimonial, por exemplo, teria 4 horas;

    – Assim, todos os ingressos que NÃO FORAM confirmados, ficariam liberados nas bilheterias!

    – Caso o Sócio Patrimonial decidiu em cima da hora ir ao jogo, ele acessa o site, por exemplo, e tenta confirmar o ingresso. Caso tenha lugares disponíveis, PARABÉNS. Caso negativo, astala vista! 🙂

    Tão simples…

  • 22. Anderson Fraga  |  07/07/2009 às 13:38

    Ah, agora lerei 🙂

  • 23. martina  |  07/07/2009 às 13:42

    xavante, segundo a nota oficial do grêmio a brigada tem plena autonomia ao fazer a segurança.
    e a justificativa da brigada para fechar os portões era que o estádio estava lotado. lotado ou não, se o argumento da brigada é esse, chegar mais cedo não ia mudar o fato, só ia antecipá-lo.

  • 24. Anderson Fraga  |  07/07/2009 às 13:48

    Ah, pelo o que me parece, aconteceu o seguinte:
    – sócios patrimoniais/contribuintes que sempre iam para as sociais, decidiram ir para as arquibancadas. E foi em GRANDE número que isso aconteceu.

    – como, normalmente, x dessas pessoas que fazem esse movimento (ui), sobrou sócios nas arquibancadas e faltou nas sociais.

    – então, aqueles que não são sócios e chegaram ‘atrasados’, ficaram pra fora, pois a direção não liberaria o acesso dos mesmos às sociais, até porque, a maioria não iria.

  • 25. dante  |  07/07/2009 às 13:59

    xavante:

    1] chegar atrasado deveria apenas atrasar a entrada [por causa do tumulto], e não IMPEDI-LA.

    2] concordo que todos deveriam chegar com antecedência e etc., aliás é o que eu faço, mas se tu pensar no sócio como um CONSUMIDOR, que é a CONCEPÇÃO MODERNA da coisa, ele tem o direito de entrar na hora em que quiser – claro que com o PORÉM do ENUNCIADO no. 1] arriba [i.e., vai demorar mais pra entrar e etc.].

  • 26. Gustavo Scherbaty  |  07/07/2009 às 14:03

    Mas bah, até hoje eu sempre lia SANCHONETE. uahuahaua.

  • 27. Titi  |  07/07/2009 às 14:04

    To indo la no Olimpico …

    Eles nao manifestaram nada quanto aos socios patrimoniais.

    Vou me incomodar.

  • 28. Carlos  |  07/07/2009 às 14:11

    #21 #24
    O sócio torcedor compra antes do jogo, ou seja, se comprou acho q não precisa “confirmar” q vai, certo?
    O que aconteceu não foi q todo mundo resolveu entrar ao mesmo tempo.
    Houve (vou repetir isso 10000 vezes) despreparo da BM, ignorante, débil mental. E colocar a culpa no torcedor q fica tomando trago ou q chega em cima da hora é como a história do sofá na sala…PQP…

    E realmente, sem sombra de dúvidas, o Beira-Rio está em melhores condições q o Olimpico (mas não vou lá desde 2006, não sou louco). Mas o Beira-Rio é longe de ser um estádio “moderno” (tomo como parâmetro alguns estádios europeus).

  • 29. Anderson Fraga  |  07/07/2009 às 14:29

    #28, ao comprar o ingresso, automaticamente ele estará garantindo ele. Não necessita confirmação.

    O que acontecerá e, daí, serei motivos de apedrejamento, é que o sócio patrimonial/contribuinte terá que fazer O MESMO procedimento que o Sócio-Torcedor. A única diferença é que ele não pagará pelo Ingresso, pois sua mensalidade já o paga.

  • 31. martina  |  07/07/2009 às 14:41

    28. tá certo. com o ingresso na mão, eu poderia entrar na hora, com 10 minutos de jogo ou 5 minutos antes do apito final, se assim o quisesse. essa história de chegar mais cedo é desviar o foco do problema e jogar a responsabilidade no torcedor. na real, não pode é vender ingresso além da capacidade nem fechar as portas antes de lotar. o erro não é de quem tá na fila ou na rua tomando uma cerveja antes do jogo.

    27. titi, ouvi dizer que iam pensar em uma forma de restituir ou compensar esse ingresso dos sócios patrimoniais. devem estar pensando muito mesmo.

  • 32. Andrei  |  07/07/2009 às 15:00

    Eu entrei no jogo uma hora antes de começar, pelo portão 16. E nessa hora os brigadianos já estavam tocando o terror, sem motivo nenhum … na Carlos barbosa vinham em bando nos cavalos e avançavam na galera q chegava na buena, p/ liberar a rua … na entrada no portão, dando escudaços afú na galera sem mais nem menos .. a revista no portão era muuuito demorada e chegava a ser constrangedora e se tu olhava p/ os porks eles olhavam p/ o cara e falavam intimidando a galera: “que quié magrão ?!!? qualé o problema !??!” A galera toda na paz e os brigadianos amarrando a entrada da torcida e totalmente atordoados tratando todo mundo como marginal vagabundo … Pelo que eu vi alí ou foi muito despreparo da brigada ou já foi um comportamento premeditado … Na Geral tinha muuuito lugar sobrando .. tanto que o público foi de 40.000, quando nos grandes jogos no Olímpico normalmente dá 45.000. Dava para entrar tranquilo mais uns 5 mil nas arquibancadas …
    Eu digo com segurança que se não houvesse NENHUM brigadiano e somente os seguranças do clube orientando a entrada da galera no estádio, tudo teria corrido na maior tranquilidade nesse jogo ….
    A muvuca é toda responsabilidade da BRIGADA INCOMPETENTE.
    Agora, dada a confusão armada pela brigada, a direção do Grêmio se mostrou muito omissa .. não fez absolutamente nada ..

  • 33. dante  |  07/07/2009 às 15:08

    “27. titi, ouvi dizer que iam pensar em uma forma de restituir ou compensar esse ingresso dos sócios patrimoniais. devem estar pensando muito mesmo”

    titi, ouvi um amigo que joga futz comigo [acho que ele é patrimonial] dizendo INDIGNADO pra outros caras [eu tava na volta e não participava diretamente do assunto] que essa compensação seria apenas um ingresso pro jogo grêmio x corinthians…

  • 34. Victor  |  07/07/2009 às 15:11

    Caros,
    estou processando um clube do Rio de Janeiro por ter ficado de fora de um jogo todo o primeiro tempo.
    Anexei ao processo ingresso, fotografias e documentação de jornais do dia seguinte ao jogo.
    O juíz acatou o pedido de danos morais.
    O clube recorreu, embora reconheça a falha, acha alto o valor da causa.

    Ao fim de tudo publicarei.

    ****
    Em grandes jogos, isto tem se repetindo País afora. É hora de sair da ação dos textos edificantes para a ação judicial. O Blog do Torcedor não deve servir apenas para discussões retóricas pela internet e no blog do Juca Kfouri

    ****
    Detalhe que neste jogo, eu cheguei com mais de 1 hora de antecedência e entrei na fila (que estava e se manteve organizada). Cheguei com mais de 1 hora com o ingresso comprado no dia anterior, como aliás, foram todos os ingressos.
    Só cheguei com essa antecedência porque fui de carona. Pois se depender de mim, chego 10 minutos antes e está bom;
    Não sou eu quem tenho me preocupar em chegar cedo. Já tinha tido esta preocupação comprando antecipadamente a porcaria do ingresso.
    O promotor do evento que deve conhecer seu público. Aliás, um evento que tem mais de 100 anos não pode alegar desconhecimento e falta de experiência sobre o comportamento do público.

    ****
    Outro caso, também no Rio de Janeiro, foi a final da Libertadores do ano passado.
    Cheguei com meus ingressos comprados para ver o jogo, também com mais de 1 hora de antecedência, e encontrei os portões de onde ia entrar fechado.
    MOTIVO:
    No Maracanã, o setor de cadeiras é gratuito para idosos, crianças e deficientes. Bem… foi enchendo de gente além dos ingressos vendidos.
    Quando cheguei, estava lotado (lotado mesmo).
    Portões fechados sem explicação e confusão.
    Vai por mim, dessa vez, se a torcida fosse “civilizada” e aguardasse impassível, ninguém teria visto o jogo.
    Como entrei, não processei o Fluminense. Mas o faria sem dó nem piedade.

  • 35. Frank  |  07/07/2009 às 15:22

    Será que eu posso PROCESSAR a BM?

  • 36. Pato  |  07/07/2009 às 15:23

    “Nesse caso, o melhor a fazer é ir embora; exatamente o que fiz.”

    Fiz o mesmo.

  • 37. Lucas Cavalheiro  |  07/07/2009 às 15:26

    Sobre como funciona no Olímpico eu não sei, mas no Beira-Rio acontece o seguinte:

    Nas últimas finais (libertadores, recopa, sula e copa do brasil), sempre sobrou espaço em alguma parte do estádio, normalmente na superior acima da torcida visitante.

    Isso é muitas vezes motivo de reclamação dos colorados que querem casa lotada e protestam contra os sócios da modalidade antiga – a que não precisa comprar ingresso – que deveriam ter ido estádio.

    A direção tem mantido a postura de superestimar a presença dos sócios que não pagam ingresso para que não ocorram problemas sérios.

    A solução é bastante simples: pedir ao sócio que avise se vai ou não ao estádio em grandes jogos (o padrão seria assumir que vai). Então, comercializa-se o número de ingressos corretamente (ou mais próximo do correto).

  • 38. Prestes  |  07/07/2009 às 15:27

    Totalmente off: O filho do goleiro João Leite, do Galo, tá jogando no Grêmio. O nome do guri é Hélton.

    Tá no blog do Noriega.

  • 39. Frank  |  07/07/2009 às 15:31

    #38

    Desde que ele TAMBÉM não seja TUCANO, tá de boa…

    ahahlhadlhdfalhdaflhkd

  • 40. André K.  |  07/07/2009 às 15:39

    A solução é bastante simples: pedir ao sócio que avise se vai ou não ao estádio em grandes jogos (o padrão seria assumir que vai). Então, comercializa-se o número de ingressos corretamente (ou mais próximo do correto).

    O Inter vai fazer isso

  • 41. Prestes  |  07/07/2009 às 15:43

    Na real, isso não vai dar certo. Todo mundo vai dizer que vai.

    Tem q ter um sistema que o Inter dê um desconto na próxima mensalidade para qm não vai. E aí o cara q disser q não vai, tem q haver uma tecnologia que o impeça de entrar no estádio.

  • 42. André K.  |  07/07/2009 às 15:47

    Mas é isso que vão fazer Prestes.

    Desconto (ou bonus, um tal de Rublo ou Rubro) para quem confirmar, tanto a ausencia como a presença

  • 43. Prestes  |  07/07/2009 às 15:49

    Ah, bom.

  • 44. Fred  |  07/07/2009 às 15:55

    Na minha opinião, em dia de jogo grande, a BM não deveria concentrar a revista NOS PORTÕES DE ACESSO AO ESTÁDIO! Tá na cara que vai dar merda, empurra-empurra, confusão, pauleira e atraso. É uma situação especial, logo, o procedimento também deve sê-lo. Jogo de fase classificatória do Gauchão, em fevereiro, é uma coisa. Semi-final de Libertadores é outra.

    Vou visualisar o Olímpico para o exemplo, pois é onde conheço. Se eu estiver MALUCO, corneteiem, por favor:

    1) Antes de qualquer coisa é necessário que o clube e a BM deixem BEM CLARO que o procedimento de acesso ao estádio será especial.
    2) Quatro horas antes do jogo, estabelece-se uma primeira linha de contenção num perímetro não inferior a 750m do estádio. Automóvel, dali, só passa se o sujeito for da imprensa identificada ou MORADOR (conta de luz em mãos, portanto). Não interessa se tem estacionamento no pátio. Azar, hoje é decisão. Quer estacionar no pátio, chega de manhã. O cidadão, claro, poderá passar, mas serão minimamente revistados, em qualquer circunstância, salvo se EVIDENTEMENTE não estiver se dirigindo ao estádio. São os pontos de controle, ou check-points. Teremos Copa do Mundo e é assim que funciona.
    3) Nas ruas de efetivo acesso ao estádio, ou a 500 metros do estádio, novos pontos de controle, mais efetivos, pente-fino em todo mundo, proibição de venda de bebidas dali pra frente, cambistas e flanelinhas nem pensar, só passa com ingresso/carteira de sócio na mão. Ou seja, dali pra “dentro” só entra quem vai ao jogo, ou morador, evidentemente.
    4) Limite-se o ingresso de torcedores pelo Pórtico principal, onde se fará uma nova checagem: quem tá em situação ok, DIRETO pra dentro do estádio, com controle rígido da BM e seguranças do clube. Não tem essa de ficar no pátio de bobeira.
    5) Quadro social FECHADO no início da tarde do dia do jogo. Quem não se acertou até ali, na hora da partida não o fará.
    6) Loja FECHADA duas horas antes do início da partida.
    6) Nos portões de acesso um controle mínimo, só pra organizar a entrada, sem necessidade de filas intermináveis.
    7) A segunda linha de controle só permitirá o acesso de torcedores até 45 minutos antes da partida. SEM CHORO NEM VELA.
    8) Os portões do estádio FECHAM 15 minutos antes do início da partida. Quem não entrou, AZAR.

    É imprescindível que isso seja AMPLAMENTE DIVULGADO com, pelo menos uma semana de antecedência.

    É uma merda? É, mas é menos pior do que tomar pau da Brigada e, ainda por cima, ter que voltar pra casa sem entrar no estádio.

  • 45. Sanchotene  |  07/07/2009 às 15:56

    Re 40

    O ideal é o clube RECOMPRAR esse ingresso do sócio-patromonial, como estílmulo. Se ele dá 50% de desconto ao sócio-torcedor, que pague 40% sobre o valor de face. Ainda ganha 10% no caminho.

    Se só pedir para avisar, o que já acho errado (o bilheteiro por um acaso pergunta ao adquirente se ele vai usar o ingresso?!), o sócio, simplesmente, vai avisar SEMPRE. Cria-se toda uma estrutura, atrapalha a vida do sócio, mas nada muda…

  • 46. Anderson Fraga  |  07/07/2009 às 15:58

    O que o Inter está fazendo é nada mais do que aprendendo com os seus próprios erros.

    Eles viram que deu confusão quando chegou próximo à falta de ingressos, que estão tomando medidas para evitar confusões futuras.

    E o Grêmio, ao invés de aprender com o erro dos outros e tomar providências, não! Continua sendo ATRASADO!

    É triste ver esse tipo de coisa…

  • 47. Sanchotene  |  07/07/2009 às 15:58

    P.S. 45

    Os clubes poderiam, inclusive, usar a estrura do BANRISUL para isso. Afinal, o banco patrocina ambos os clubes.

  • 48. André K.  |  07/07/2009 às 16:00

    Mas quem confirma e nao vai, não ganha desconto

  • 49. joao  |  07/07/2009 às 16:03

    Vou concordar que o Beira Rio está melhor. Tá certo, é área invadida, enquanto o Gremio pagou pela sua (PREVEJO REPRESÁLIAS).
    Mesmo assim, não aceito que não possa haver uma organização por parte do Gremio pra amenizar os problemas. Acho que é incometência da direção. Na real o Gremio é mandado por um pessoal conservador, tipo “gigolô de vaca”. Nada contra, mas os caras não entraram bem na modernidade ainda.
    Nos últimos tempos porém eu estou mais traquilo. Como o Inter vai ganhar todas nos próximos anos, prevejo que depois da dor virá uma renovação total. Aguardemos.

  • 50. Sanchotene  |  07/07/2009 às 16:05

    Re 48

    Sim, porque, na prática, ele foi. Mas não é o que já acontece? Mas se ele não avisar que vai, ele está proibido de ir, a não ser que compre o ingresso por valor maior que o desconto. Nesse caso, é melhor avisar sempre. Tu achas mesmo que o cidadão vai decidir se vai ou não vai com 3 ou 4 dias de antecedência?! E por uma economia de meia-dúzia de reais no mês seguinte?

  • 51. Anderson Fraga  |  07/07/2009 às 16:09

    #50 Sou a favor da aplicação de multa em casos de reincidência.

    Informou que iria por 3 vezes e não foi? Multa! 🙂

  • 52. dante  |  07/07/2009 às 16:17

    “Tá certo, é área invadida, enquanto o Gremio pagou pela sua (PREVEJO REPRESÁLIAS)”.

    clube do povo, sabe como é… kalsjdaklsjflksadjflksdjflks

  • 53. Cardoso  |  07/07/2009 às 16:19

    Outra possibilidade: os BRIGADIANOS escalados para fazer a segurança do Olímpico eram COLORADOS de cabeça inchada pela derrota na Copa do Brasil. Nenhum sentido, eu sei: só pra criar MAIS uma polêmica na história.

  • 54. joao  |  07/07/2009 às 16:30

    “clube do povo, sabe como é… kalsjdaklsjflksadjflksdjflks”

    Dante, eu imagino que tu estejas brincando. Mas tem gente que acha isso mesmo.
    A verdade é que quando aconteceu eram outros tempos. Se formos muito pra trás, tudo é invasão, pois tudo era dos índios.
    Infelizmente pro Gremio, um negócio desses não prospera ns dias de hoje.

  • 55. Rudi  |  07/07/2009 às 16:39

    http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2009/07/07/ult59u199555.jhtm

    ia ser estranho os 2 fora…

  • 56. dante  |  07/07/2009 às 16:40

    “Dante, eu imagino que tu estejas brincando”

    e tu, tava falando sério? afinal, te decide: a área do beira-rio é ou não é uma área invadida?

    teus comentários são incoerentes.

  • 57. Francisco Luz  |  07/07/2009 às 16:43

    Era, sim, Dante. O Inter invadiu um RIO, que é na real um LAGO, e tomou conta. Somos sempre ladrões.

  • 58. dante  |  07/07/2009 às 16:56

    ah, entendi.

    mas é que “a verdade é que quando aconteceu eram outros tempos. Se formos muito pra trás, tudo é invasão, pois tudo era dos índios. Infelizmente pro Gremio, um negócio desses não prospera ns dias de hoje.”

    sabe?

  • 59. col  |  07/07/2009 às 16:57

    Aprendi no primário que a prefeitura cedeu uma parte do Rio Guaíba. Nada de roubo. Só se for dos peixes podres.

  • 60. Victor  |  07/07/2009 às 17:08

    Estou gostando de ver a lógica canhestra por aí.

    Quer dizer que o sócio que paga antecipado pela porra toda e o diabo a quatro é quem deve se adaptar em função dos demais?

  • 61. Yuri  |  07/07/2009 às 17:09

    #55:

    Prevejo ROUBALHEIRAS MIL.

  • 62. Anderson Fraga  |  07/07/2009 às 17:10

    #60 Sim.

    Culpe aqueles sócios que pagam e não vão, deixando, assim, o estádio praticamente vazio.

  • 63. dante  |  07/07/2009 às 17:26

    #62:

    cara, essa lógica é meio furada.

    tu não compra “um ingresso”. tu compra toda uma IDEIA DOP CLUBE [afinal, o dinheiro de um ingresso/mensalidade é destinado a uma política, a um PROJETO, enfim – comprar jogadores, investir em estrutura, seja física ou PSICOSSOCIAL, etc.].

    conheço um cara que é sócio do inter e mora em cruz alta. como ele vai fazer pra ir em todos os jogos? e veja só que incrível: mesmo NÃO INDO AOS JOGOS [e ele SABE que não pode ir] ele INVESTE NO CLUBE.

    perceba, não é um raciocínio tão simplório.

  • 64. dante  |  07/07/2009 às 17:27

    *DO

  • 65. Prestes  |  07/07/2009 às 17:29

    Concordo com o Dante.

    E mais: o cara que tem o direito de ir a todas as partidas pode muito bem dar esse retorno ao clube. É pro bem de todos. Será que é tão ruim o cara avisar que não vai, ou chegar cedo à cancha?

  • 66. mardruck  |  07/07/2009 às 17:30

    Clube do Povo.

    O povo é burro, além de invasor. É um LAGO.

    (só pela galhofa, não atirem pedras, ok)

  • 67. mardruck  |  07/07/2009 às 17:31

    E eu sou sócio do Grêmio, morando em São Paulo e vendo uns dois jogos no Olímpico por ano.

  • 68. dante  |  07/07/2009 às 17:35

    mardruck, não seja PETULANTE: o guaíba é um ESTUÁRIO.

  • 69. Rudi  |  07/07/2009 às 17:38

    mardruck, no DICIONÁRIO COLORADO lançado pra esse centenário, falam algo sobre isso… de lago, estuário e tal, pq o guaiba chegou a ser conhecido como rio… e compara a história do rio de janeiro, que teria esse nome por acharem que a BAIA DE GUANABARA era um rio… e depois de estabelecido ser uma baia, optou-se por manter o nome da cidade… justificando que deveria ser feito o mesmo com o estádio, pela tradição…

  • 70. mardruck  |  07/07/2009 às 17:41

    #68

    me retiro a minha insignificância, PASQUALE/MILTON SANTOS

    #69

    grato pela informação. aliás, o beira-rio tem algum nome oficial, tipo de PESSOA?

  • 71. Prestes  |  07/07/2009 às 17:43

    José Pinheiro Borda

  • 72. joao  |  07/07/2009 às 17:48

    Não sei direito esta história, mas se o inter comprou, é facil um colorado aí informar de quem ele comprou. Não vejo incoerência, se a prefeitira, ou a União quisesse doar um terreno para o Gremio construir um estádio, eu aceitaria de bom grado. Mas tenho certeza que ia ter um batalhão pra abrir a boca e acusar o Gremio de ser o clube da elite, que se apropria das coisas. Quanto ao Inter, nem esclarecem direito. Parece que faz parte dos direitos do “clube do povo”. Ora, assumam que invadiram duma vez. Vamos esclarecer uma coisa, pois tem um monte de gente que não se dá conta do elementar: O INTER É UM CLUBE PRIVADO, E TEM MUITO CARA GANHANDO DINHEIRO, E MUITO, EM CIMA DELE.

  • 73. Alex da Rosa  |  07/07/2009 às 17:51

    1) O sócio “antigo” do Inter (“patrimonial” do Grêmio) pode colocar seu lugar à venda, como no programa SEIENT LLIURE do Barcelona. Ele liga para um telefone/entra num site/etc, coloca o ingresso à venda e ganha um NÚMERO sequencial da “fila”. Se o ingresso for vendido, ele ganha alguma vantagem: desconto de X reais na próxima mensalidade, 50% do valor do ingresso vendido (como faz o Barcelona), pontos num programa de “milhagem”, etc.

    2) Os sócios que precisam comprar ingresso compram seus ingressos normalmente; o clube os disponibiliza nas mesmas quantidades “estimadas” que usa hoje. Se estes ingressos não se esgotarem, tudo fica como está.

    3) Se os ingressos se esgotarem, o clube começa a vender os ingressos que foram liberados no item 1. Por exemplo: se foram liberados 1000 ingressos mas apenas 700 forem vendidos, os 700 primeiros da “fila” recebem as vantagens previstas no item 1. Se NENHUM ingresso “liberado” for vendido, ninguém ganha absolutamente nada. O clube nunca sai perdendo e os associados.

  • 74. Rudi  |  07/07/2009 às 17:52

    não tem nada nebuloso nisso, jão… é de conhecimento público que é um terreno doado da prefeitura… mas isso é totalmente diferente de invasão…

  • 75. Ernesto  |  07/07/2009 às 17:52

    Uma coisa que eu não entendo é por que o Beira-rio não tem aquelas várias divisórias, antes dos portões, para a entrada do pessoal, como há na argentina.

    Por que aí o que acontece é uma fila gigantesca, o fluxo só aumenta mesmo no local da revista, e aí sempre há os espertinhos, IMPOSTORES, que ficam como quem nao quer nada no lado da fila, vai aglomerando, fica uma fila grande de comprimento e de largura, vai aglomerando, e aí pode haver confusão.

    Mas se bem que na social tem isso. O problema é nas rampas da Superior

  • 76. Arbo  |  07/07/2009 às 17:52

    o mardruck só perguntou o nome do cara, não o q ele faz, prestes
    hauhauhauha

  • 77. Alessandra  |  07/07/2009 às 17:56

    Eu estava lá, junto com o Titi. Sempre entramos poucos minutos antes de iniciar a partida e é tranquilo. Claro que na quinta tratava-se de um jogo decisivo, mas a violência utilizada pela Brigada foi demais.
    Os tumultos foram se formando ao longo de todo estádio pq eles fecharam TODOS os portões. Mulheres, crianças, idosos…apanhando como se fossem marginais. E a direção nada fez a respeito tb.
    A BM deveria estar ali para organizar os torcedores, fazer a formação da fila. E os seguranças do Grêmio também. Mas ok, não foi o que aconteceu e já passou. Espero que não se repita em outros jogos.

    Quanto a ser sócio e ter que confirmar a presença, não é uma má idéia, apesar de eu achar errado. Afinal de contas, se tu pagou a mesalidade daquele mês, EM DIA, subentende-se que vocês irá a todos os jogos.

    Alguma providência deve ser tomada URGENTE. Por que, impor horário para o torcedor chegar é demais. Alguns estudam, trabalham (acredito que a grande maioria) e nem sempre podem sair a tempo de chegar uma hora antes, muitas vezes chegam depois de ter começado o jogo, então a sugestão do #44 não é de toda ruim, mas acho que não dará certo.

    Me indigna saber que o estádio não estava lotado e que eu fiquei de fora de uma decisão. Não por não ter ingresso, afinal sou sócia, mas pq não me deixaram entrar.

    Amanhã estou indo no Olimpico “prestar queixa” e dependendo do que me for dito vou entrar com uma ação de danos morais!!!

    A direção que tome vergonha na cara e dê valor aos seu tordecores, afinal de contas, se nós não existirmos não tem pq existir o Grêmio.

  • 78. Frank  |  07/07/2009 às 17:56

    Eu também quero um terreno DOADO pela prefeitura…
    De preferência de frente pro Guaíba…
    Será que o titio Vento Negro não me arranja um??
    hahfadlkahlhlkhlkh

  • 79. Prestes  |  07/07/2009 às 17:57

    uhsdahsdhushusadsuhduh

    Cara, uma parte foi doada pela Prefeitura, o Inter foi invadindo os arredores parece.

    Ildo Meneghetti, governador do RS, sustentáculo do golpe militar por aqui, e parente do Meneghetti da Band, era PATRONO do Inter.

  • 80. Sanchotene  |  07/07/2009 às 18:02

    Re 78

    Shhhh!!! O Grêmio tem

    … em frente ao Barra Shopping!

  • 81. joao  |  07/07/2009 às 18:02

    Tá certo Rudi. Eu é que não sabia.
    Só por curiosidade, a área do Eucaliptos foi comprada?

  • 82. Rudi  |  07/07/2009 às 18:04

    sim, a area dos eucaliptos foi comprada – e particularmente acho um absurdo estar naquele estado… OU CUIDA OU VENDE

  • 83. Prestes  |  07/07/2009 às 18:06

    Eu tb, acho um absurdo aqueles buracos nos campos da HD, uhadsuhaudhduhsuhsdhasudhas

  • 84. joao  |  07/07/2009 às 18:06

    Sobre a desorganização do Gremio, só vejo uma saída: é quem pode se associar a participar da política do clube. Só a democracia arruma esse tipo de ineficiência. Se o Gremio tem a maior torcida do RS, segundo todas as perquisas, não sei por que perdemos feio em número de sócios. Tem que mudar isso.

  • 85. Sanchotene  |  07/07/2009 às 18:13

    Re 84

    Fase do time, mas principalmente, mensalidade mais alta…

  • 86. joao  |  07/07/2009 às 18:14

    “Ildo Meneghetti, governador do RS, sustentáculo do golpe militar por aqui, e parente do Meneghetti da Band, era PATRONO do Inter.”

    Eu sabia que devia ter alguma coisa desse tipo.

  • 87. Titi  |  07/07/2009 às 18:14

    #31 e #33

    Mas dai eh muita VARZEA. Vao me dar um ingresso pra um jogo que eu tenho entrada liberada!

    O Gremio ta perdido. Ta com medo de ser punido pelo Estatuto do Torcedor.

    Preenchi uma ocorrencia e me pediram pra aguardar 15 dias.

    Enquanto isso vou trabalhando na acao.

    FORA DUDA e cia.

  • 88. Prestes  |  07/07/2009 às 18:15

    Tem que ver q o Inter começou esse lance de sócio entrar na cancha em 99. O Grêmio não sei, mas me parece que foi alguns anos depois, confere?

  • 89. joao  |  07/07/2009 às 18:18

    Sanchotene, eu acho que é principalmente a cultura do gremista. A maioria calcula quanto vai gastar e se vai ter o retorno correspondente ao valor pago. O retorno é saber que tu vais ter um clube bem estruturado, que pode desenvolver toda a potencialidade. E a participação do sócio vai resolver o problema da ineficiência.

  • 90. Sanchotene  |  07/07/2009 às 18:18

    Já colocaram isso aqui, mas custa copiar o sistema de “Cadeira Livre” do Barça?

    http://www.fcbarcelona.cat/web/castellano/socis/seient_lliure/seient_lliure.html

  • 91. André K.  |  07/07/2009 às 18:19

    Quanto a ser sócio e ter que confirmar a presença, não é uma má idéia, apesar de eu achar errado. Afinal de contas, se tu pagou a mesalidade daquele mês, EM DIA, subentende-se que vocês irá a todos os jogos.

    Só para esclarecer, este projeto do inter não irá tirar o direito de ninguém.

    Se o cara quiser, vai em todos jogos sem confirmar nada.

    Mas quem confirmar será premiado.

  • 92. André K.  |  07/07/2009 às 18:20

    Não Prestes, nos desde os anos 90 o sócio entra de “graça”.

  • 93. dante  |  07/07/2009 às 18:22

    joão, é tudo isso que está escrito arriba: o terreno foi doado, e isso é diferente de invasão. o grêmio também tem um terreno desses, mas ao invés de fazer um estádio, fez os campos das categorias de base [é isso, sancho?]. mas parece que esse papo do prestes, de que o inter foi TOMANDO CONTA dos terrenos ao redor, é verdade [com COMPENSAÇÕES por parte do clube], mas não sei bem como é a história real.

    além disso, é ÓBVIO que eu estava BRINCANDO [um pouco] com o “clube do povo”. digo “um pouco” porque já se tornou parte da LENDA – que, como todos sabem, sempre é maior do que o fato.

    é a mesma coisa que discutir se o grêmio é, afinal, IMORTAL [eu, particularmente, INVENTEI UMA PIADA a esse respeito, que já coloquei por aqui]. e mesmo sendo uma quase-brincadeira, sempre há quem leve o troço a sério.

    sobre o número de sócios/torcedores de um clube ser maior do que outro, tudo depende da FASE. no momento, deve [sim, estou chutando] haver mais colorados do que gremistas nas “pesquisas”, por causa do centenário e etc. basta ver aquela tua amiga que NUNCA deu bola pra futebol e agora se diz “colorada”.

    já nesta questão da participação da torcida na política do clube, dá pra fazer uma comparação entre os dois times, mas isso quem pode explicar melhor é o chico luz, nosso CONSELHEIRO COLORADO.

    ***

    rudi: o eucaliptos está para ser vendido, mas parece que ninguém quer comprar. tem algo a ver com o PLANO DIRETOR, que impede certas CONSTRUÇÕES que planejavam fazer no local.

  • 94. Titi  |  07/07/2009 às 18:27

    Essa oarada do eucaliptos esta atrelada a questao do Olimpico.

    As 2 areas nao tem ou nao tinham os “indices construtivos” necessarios.

    A moral eh que tem que liberar as construcoes maiores e valorizar a area. ANTES da venda.

  • 95. Titi  |  07/07/2009 às 18:27

    parada*

  • 96. joao  |  07/07/2009 às 18:34

    “porque já se tornou parte da LENDA – que, como todos sabem, sempre é maior do que o fato.”

    “é a mesma coisa que discutir se o grêmio é, afinal, IMORTAL ”

    Dante, mas ninguém vai se adonando das coisas por conta da imortalidade né.

  • 97. joao  |  07/07/2009 às 18:39

    E sobre o número de torcedores, o Gremio “ainda” apresenta número superior na pesquisa top of miind mas pela tendencia será superado pelo Inter em breve. Tem de haver uma reação gremistada. To indo……

  • 98. dante  |  07/07/2009 às 18:42

    “Dante, mas ninguém vai se adonando das coisas por conta da imortalidade né.”

    repetindo: foi DOAÇÃO, não invasão. qual parte tu não entendeu?

  • 99. dante  |  07/07/2009 às 18:58

    bom, já sobre essas pesquisas “top of mind”, posso dizer que é algo COMPRADO.

    experiência própria.

  • 100. beretta  |  07/07/2009 às 19:02

    Essas CARINHAS em alguns comentários ficaram DEVERAS engraçadas.

    Ta, parei.

  • 101. beretta  |  07/07/2009 às 19:04

    ROUBAMO MERRRRMO!! E SE FICAR RECLAMANDO ROUBAMO TUA MALOCA PRA METE UM ALOJAMENTO DAS CATEGORIA DE BASE!! (ns)

  • 102. beretta  |  07/07/2009 às 19:10

    ai meu PÚBIS…

  • 103. Junior  |  07/07/2009 às 20:15

    “José Pinheiro Borda”

    Prestes, já ouvi algumas vezes o Cláudio Cabral dizer que o nome do Beira-Rio NÃO É José Pinheiro Borda. As pessoas se confundem por causa do busto do José P. Borda que há no Beira-Rio. Ele criticou inclusive a diretoria, que no site coloca(va) José P. Borda como nome oficial do Beira-Rio. Ele disse que na época de construção do Beira-Rio decidiu-se não homenagear ninguém pois todos os integrantes da Comissão de Obras foram fundamentais para a construção do estádio. Ou seja, o nome oficial do Beira-Rio é Beira-Rio.

  • 104. Serramalte Extra  |  07/07/2009 às 20:55

    #88 desde 1996 o sócio entra com cartão no Olímpico.

  • 105. vagner moura  |  07/07/2009 às 21:41

    NÃO VAI SUBIR NINGUÉM
    NÃO VAI SUBIR NINGUÉM

    VAI FICAR TODO MUNDO QUIETINHO AÍ

    NÃO VAI SUBIR NINGUÉM

  • 106. Pato  |  08/07/2009 às 09:40

    “Enquanto isso vou trabalhando na acao. FORA DUDA e cia.”

    Odone ???

  • 107. Gustavo  |  08/07/2009 às 10:10

    #99: não é pela “Top of Mind” da Revista Amanhã que o Grêmio se baseia. É pelas pesquisas do Datafolha, UFRGS…

    Mesmo assim, a “Top of Mind” da Amanhã é mais confiável, bem diferente daqueles “top of mind” organizados por empresas com o único objetivo de te vender ingressos para a festa de premiação.
    Aqui na minha empresa tem dois troféus da época que eles caiam neste tipo de conto do vigário.

  • 108. dante  |  08/07/2009 às 10:18

    tens razão, gustavo, a verdade é que eu generalizei.

    realmente não sei qual é a “mais confiável”, apenas fiz essa observação.

  • 109. Rudi  |  08/07/2009 às 11:58

    o da revista amanhã realmente é, mas no interior é comum um ‘instituto’ faturar com isso…

  • 110. joao  |  08/07/2009 às 13:13

    Dante,

    Falei vai se adonando por que alguém falou que o inter depois foi agregando outras áreas. Veja no comentário 79:
    “Cara, uma parte foi doada pela Prefeitura, o Inter foi invadindo os arredores parece.”
    Também tem o caso do estacionamento, que é da Prefeitura, mas quem administra agora é o Inter.
    Mas tudo bem, no fundo é mágoa de gremista.
    Sobre o top of mind, se é comprado então devia dar Inter, que tem muito mais dinheiro. Outra, espero que tu continue dizendo que é comprado quando começar a dar Inter.

  • 111. dante  |  08/07/2009 às 13:41

    joão, quando eu digo que é comprado, não é por causa do grêmio ou do inter, é porque já foi oferecido aqui na empresa.

    e, como eu disse acima, realmente não me importa o tamanho da torcida do meu time, e sim as taças que ele levanta.

  • 112. Prestes  |  08/07/2009 às 14:22

    Conheço empresas para as quais também foi oferecido um Top of Mind, mas não sabia que existia mais de um Top of Mind.

  • 113. Rudi  |  08/07/2009 às 14:25

    Prestes, geralmente nas cidades do Interior, algum jornal “CRIA” isso pra fazer um jantar-baile premiando e vende os prêmios, é assim pelo menos em Uruguaiana, Tramandaí e Caçapava do Sul, imagino que outros lugares seja assim também.

  • 114. Arbo  |  08/07/2009 às 14:25

    Prestes, deve até existir TOP OF MIND DOS TOPS OF MINDS
    ushuaiavoltará?

  • 115. Sanchotene  |  08/07/2009 às 14:26

    Re 113

    Uruguaiana é CAPITAL!

  • 116. Frank  |  08/07/2009 às 14:27

    Quanto é um Top of Mind hein?
    Eu compro um…
    TOP OF MIND de craque das peladas mais lembrado pela torcida…
    haioahaoihaoadoihsd

  • 117. dante  |  08/07/2009 às 15:15

    #115: tramandaí também é.

    CAPITAL MUNDIAL DA VÁRZEA, como diz meu amigo XAVANTE.

  • 118. JO  |  08/07/2009 às 15:52

    GREMISTA ADORA DAR VEXAME E ,PIOR, DIZER QUE O COLORADO FAZ IGUAL PRA NÃO PAGAR MICO SÓZINHO. RIDÍCULA E MENTIROSA ESTA COMPARAÇÃO DO MELHOR ESTÁDIO DO BRASIL CONFORME PERITOS DA FIFA COM UM VELHO E ABANDONADO E, FUTURAMENTE , DEMOLIDO OLÍMPICO(DO TIME QUE SÓ COMPETE MAS NÃO GANHA NADA- DAÍ SE EXPLICA O NOME DO ESTÁDIO) . SOBRE A FALCATRUA TOP OF MIND: NO ANO DE 2006 – SE ALGUÉM NÃO SE LEMBRA O COLORADO FOI CAMPEÃO MUNDIAL FIFA E DA LIBERTADORES – O INTER RECUOU NA PESQUISA E O GREMIO CRESCEU MAIS DE 10 POR CENTO…BAH!! SEM PALAVRAS….

  • 119. dante  |  08/07/2009 às 16:17

    jo em chamas.

  • 120. Sanchotene  |  08/07/2009 às 16:48

    Re 119

    Versão piorada do Dr.NO…

  • 121. Sanchotene  |  10/07/2009 às 10:13

    Um gremista, sem assinar, mandou-se o seguinte e-mail sobre os jogos no Olímpico:

    Tem gente entrando no mole, pagando a metade e passando por fora da roleta.Isto já esta ocorrendo a muito tempo; mas a bomba já esta etourando.

  • 122. martina  |  12/07/2009 às 23:10

    olha, sanchotene. nesse jogo, gremioxcruzeiro, aparceu um amigo de uma amigo pra tomar umas antes do jogo conosco. o cara nunca vai pro olimpico, não é sócio nem nada. mas é amigo de algum conselheiro. não tinha ingresso e entrou fácil. nós, 3 eram sócios torcedores, 3 sócios proprietários e 2 tinham cardeiras locadas, todos ficamos do lado de fora. alguma coisa tá errada, né.
    passar fora da roleta eu nunca vi ninguém passar, mas acredito que aconteça. na real, acredito em qualquer coisa….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • Já garantiu dois e tem um terceiro (CSA) com tudo na mão. E também o Confiança vivo, ainda que precisando de façanha. 8 hours ago
  • Nordeste pode ser a primeira região a subir mais que 2 times juntos em uma edição da C, desde que adotaram a fórmula atual (2012). 8 hours ago
  • O São Bento na B também seria notícia, é claro, mas do São Bento se espera menos do que um clube que é gigante em seu estado. 8 hours ago
  • Um eventual acesso do CSA seria um feito enorme: sem contar a bagunça da João Havelange, time não joga acima da terceira divisão desde 1992. 8 hours ago
  • Hoje subiram para a B 2018 o Sampaio e o Fortaleza. Outras vagas são definidas amanhã e segunda, mas São Bento e CSA têm ampla vantagem. 8 hours ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: