Pinchas cozinham tricolores no fogo mais brando

26/06/2009 at 08:34 14 comentários

Foto: eldia.com.ar

Não bastasse a pressão, a fumaceira e as cantorias ensandecidas e solitárias dos argentinos, pois não havia torcida visitante, ainda aconteceu um gol aos 13 minutos do primeiro tempo. Lançamento soberbo de Verón para a ponta direita, cruzamento de Benítez, gol de Galván. Um massacre? Nem tanto: o Nacional mudou pouco a sua postura, foi cozido no fogo baixo e conseguiu levar a decisão para casa com uma desvantagem não muito grande.

Era claro que o Estudiantes tinha mais recursos técnicos, até por contar com um Juan Sebastián Verón comandando o meio. A questão é até quando resistiria o pragmatismo do time de Gerardo Pelusso, que não tem muitas idéias mas compensa com muita transpiração. Com o gol cedo, a senha foi não se abalar. Manter a posse de bola, esperar a hora boa. O jogo permaneceu equilibrado até o final do primeiro tempo, com pouca criatividade e muita marcação. Aí, no intervalo, Verón saiu lesionado. O esforçado, mas muito menos lúcido, Matías Sánchez substituiu o camisa 11 pincha.

Em contrapartida, o Nacional colocou em campo o ousado atacante Morro García. Um jogador diferenciado, até mesmo na arte de perder gols. Logo aos três minutos, perdeu um errando uma cabeçada dentro da área. A pressão da equipe tricolor não conseguiu render frutos e o melhor preparo físico do time argentino – que não disputou uma final de campeonato no domingo – acabou aparecendo no final da segunda etapa. Boselli perdeu um gol de cara com o goleiro no finalzinho da partida.

O Observador comenta que o Nacional precisará de maior eficiência ofensiva no jogo de volta – é claro, terá de fazer um gol. O El Día ressaltou a dureza do confronto e afirmou que a vitória poderá ser decisiva. Foi um jogo bastante digno de uma semifinal de Libertadores, as duas equipes muito concentradas e preocupadas em deixar o mínimo de espaço possível para o adversário. O favoritismo pincha pode ser um problema diante do Centenário lotado de torcedores tricolores, pois o histórico recente do Nacional mostra que gols de chiripa em momentos surpreendentes não são exatamente uma exceção para a equipe de Gerardo Pelusso.

Fosse o resultado 2-0 ou mais, a tarefa do Estudiantes seria mais simples. A defesa com Rolando Schiavi, por incrível que pareça, demonstrou segurança e provavelmente atuará bem atrasada, com pelo menos dois cabeças de área protegendo. Se o Nacional achar um gol, porém, os pinchas poderão sofrer muito com o contra-ataque, especialmente com o rápido Morro García.

Entrada em campo e gol:

Até a vitória,
Luís Felipe dos Santos

Entry filed under: Libertadores.

Hay que ganar si o si esta Recopa Para criar caráter

14 Comentários Add your own

  • 1. dante  |  26/06/2009 às 08:51

    achei o primeiro parágrafo meio confuso:

    “o Nacional […] conseguiu jogar em casa com uma desvantagem não muito grande.”

    passa a impressão de que o jogo foi no centenário.

  • 2. Lucas Cavalheiro  |  26/06/2009 às 09:01

    Acho que a coloradagem pode ficar mais tranquila. Estudiantes tem se mostrado um time muito do cancheiro.

    Vai jogar fora bem na maciota.

  • 3. Luís Felipe  |  26/06/2009 às 09:06

    melhorou, Dante?

  • 4. Lucas Cavalheiro  |  26/06/2009 às 09:18

    LF, 342% melhor, pra ser preciso.

  • 5. dante  |  26/06/2009 às 09:18

    só vamos saber na quarta, LF.

    açlkfdlkçjfds

    [melhorou, sim. essa tua pergunta foi RETÓRICA, SINCERA ou IRÔNICA? ddsfsdg]

  • 6. Daniel Cassol  |  26/06/2009 às 09:21

    Desculpe se perdi o bonde da história, mas por que não havia torcida do Nacional no estádio?

  • 7. Luís Felipe  |  26/06/2009 às 09:30

    dante, foi sincera.

    cassol, é o seguinte. O Nacional assinou um papel escrito à mão – é sério – prometendo ao Estudiantes 8 mil lugares no Centenário, o que renderia 250 mil dólares ao clube. Os pinchas dizem ter oferecido o mesmo contingente de ingressos, mas o Nacional pediu apenas 3,5 mil por “falta de demanda” (!)

    o Alarcón (presidente do Nacional) anunciou o acordo acho que no domingo à noite. A torcida ficou furiosa, fez campanha de “não entregar a Amsterdam para os pinchas”. Até pq os pinchas são muito amigos dos torcedores do Peñarol, há mais de 30 anos.

    aí, o Alarcón recuou e resolveu ceder os mesmos 3,5 mil ingressos. A direção do Estudiantes ficou furiosa e na terça, anunciou em coletiva que não cederia nenhum ingresso visitante e que a culpa era do Nacional, por não cumprir o acordo. É evidente que o Nacional fez o mesmo para Montevidéu.

  • 8. Carlos  |  26/06/2009 às 09:46

    Bah, que jogo fraquinho, chato…

  • 9. izabel.  |  26/06/2009 às 10:30

    agora que li o resumo do LF para o Cassol, fiquei pasma. só é bom pra ver que nossos cartolas não são os únicos idiotas. o problema é dividido por todas as nações sulamericanas, che deve estar muito orgulhoso agora.
    não tenho nem palavras.

    acho que a decisão da vaga depende muito da recuperação (ou não) do veron. vc tem notícias sobre isso, Luis Felipe?

  • 10. Germano  |  26/06/2009 às 10:49

    A torcida tricolor invadirá, seja Montevideo, seja Buenos Aires o local da final. E traremos muita gripe porcina pra cá.

  • 11. Luís Felipe  |  26/06/2009 às 10:54

    o Verón teve contratura, acho que terá uma avaliação médica mais consistente hoje.

  • 12. Gustavo Gerhardt  |  26/06/2009 às 11:13

    Lembro que ano passado já chamavam Veron de “lento’. O que resta ao tcheco então….

    Espero q tenhamos essa BOMBAS esparsas na Azenha. Muito bom.
    Que são pedro tenha piedade de nós.

  • 13. Juliano Schroeder  |  26/06/2009 às 11:29

    Ma che gol o do estudiantes. Perfeito lançamento do Veron, “mais perfeito” ainda o cruzamento do Benitez e o peixeco de Galván foi algo a se ministrar em um curso para centroavantes.

    Não me atenho muito à moda, mas o uniforme do Estudiantes é um espetáculo.

  • 14. rafael botafogo  |  26/06/2009 às 12:18

    vcs nao viram a lentidao da lady flavio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: