Buscando vaga e a auto-estima perdida

17/06/2009 at 11:00 39 comentários

Nacional campeao da Libertadores 88.  Fonte: nacionaldigital.com

Os dois finalistas do campeonato uruguaio são os mesmos que jogam as quartas-de-final da Libertadores. A tarefa do Defensor é muito mais difícil – vencer o Estudiantes em La Plata e fazer pelo menos dois gols – mas o Nacional, que espera um Centenário muito lotado, quer mostrar à América que o limite mesmo é a taça.

O Defensor Sporting levantou a taça do Clausura na última rodada, diante de um Martínez Monegal “em ruínas”, segundo o El Observador. O estádio é a casa do Juventud de Las Piedras, que há tempos tinha a intenção de se mudar para um estádio novo, mas provavelmente faltou dinheiro. O time de Jorge da Silva venceu por 3-1 o Juventud fora de casa e contou com a derrota do River Plate de JR Carrasco, que foi uma pilha de nervos diante do Liverpool e acabou perdendo.

Agora, o Defensor enfrenta o Nacional nas semifinais do campeonato uruguaio – melhor de três. Se o Nacional vencer, pega o Defensor (melhor time na tabela anual) nas finais, também melhor de três, ambas com vantagem de resultados iguais para os violetas. Se Defensor ganha as semifinais, é campeão uruguaio. O Defensor poderá realizar uma façanha inédita na história do campeonato uruguaio, pois nunca um time “pequeno” – ou seja, sem ser Nacional ou Peñarol – ganhou o campeonato duas vezes consecutivas na era profissional.

O Defensor tem a difícil tarefa de vencer o Estudiantes no Ciudad de La Plata, fazendo pelo menos dois gols – 1×0 dá pênaltis – e por isso, o foco do time violeta é o campeonato uruguaio. No Nacional, a empolgação é completa por decidir em casa, depois de um bom tempo, uma vaga às semifinais. O Decano não alcança um posto entre os melhores da América há 21 anos. O Parque Central esteve lotado de torcedores comprando bilhetes para o Centenário, pois a direção tricolor não perderia essa oportunidade de arrecadar uma grana preta.

Diego Arismendi, numa entrevista bastante sincera ao Ovación, reclama da baixa auto-estima dos uruguaios e diz que uma vitória contra o Palmeiras provará muita coisa aos próprios conterrâneos. “Muitos têm a idéia de que se perdermos, não é nada, chegamos longe demais. A mentalidade dos uruguaios é assim, mas para nós esse é um sonho que tem muitas possibilidades de ser cumprido”.

O Nacional poupou titulares na última rodada e perdeu para o Central Español por 3-0. Já falei que a empolgação da torcida é completa? Pois é. Estão preparando “La Noche de Las Bengalas”, ou seja, sinalizadores acesos por toda a tribuna Amsterdam para intimidar o Palmeiras. 40 mil pessoas são esperadas. O time deve sair a campo hoje com Muñoz; Romero, Victorino, Coates, Domínguez; Rodríguez, Arismendi, OJ Morales e Lodeiro; Morro García e Medina. Um 4-3-1-2, bem pegado.

No Defensor a realidade é bem diferente. Todos pensam na premiação para levar o campeonato uruguaio, mas ninguém acertou ainda um prêmio pela Libertadores. É uma realidade considerada muito distante. Ainda assim, o Defensor irá para La Plata amanhã com a esperança de repetir a façanha da Bombonera: Silva; Pintos, Risso, Ibañez e Cabrera; Marchant, Amado, Díaz e Mora; Diego Vera e Navarro, essa é a formação especulada. Parece que Gaglianone e Diego de Souza, os mais cansados do plantel, serão preservados para a final. Ou seja – a façanha maior foi eliminar o Boca mesmo, o que vier depois é um lucro imenso.

Até a vitória,
Luís Felipe dos Santos

Entry filed under: Nacionais.

Quatro times tristes Números inúteis sobre Inter e Corinthians

39 Comentários Add your own

  • 1. Sanchotene  |  17/06/2009 às 11:24

    O potreiro que virou o Ciudad de La Plata vai fazer o jogo se tornar interessante. É certo que isso favorece o Estudiantes pelo resultado (o estado do campo demanda um 0-0), mas torna igualmente difícil encaixar algum contra-ataque rápido. Assim, o Defensor não fará nada além de ter paciência e especular. Se encaixar UMA JOGADA, a casa argentina pode cair.

    O jogo vai ser aburrido, mas sinto olor a penales

  • 2. Luís Felipe  |  17/06/2009 às 11:37

    ah sim, sobre o campo:

    http://www.eldia.com/edis/20090617/deportes0.htm

  • 3. rafael botafogo  |  17/06/2009 às 12:21

    sensacional a narraçao a disputa de penaltis,tudo,torcerei para o nacional depois de ter visto esse video

  • 4. Cassol  |  17/06/2009 às 12:46

    Fórmula mais complicada que eu tenho notícia, formulismo de fazer inveja ao Edson Pinedo na presidência da AFFUDE (Associação Fabicana de Futebol e Desporto).

    LF, explica aí: o Defensor foi campeão do Clausura e agora ainda pode jogar mais SEIS partidas com o Nacional, pra decidir quem é o fodão do Uruguai?

  • 5. Luís Felipe  |  17/06/2009 às 12:56

    exatamente.

    dessas seis, pode perder três – as duas semifinais e a primeira final. Se ganhar a segunda final e a terceira, é campeão.

  • 6. Luís Felipe  |  17/06/2009 às 12:57

    tsc, mas aí são CINCO partidas e não seis.

    é assim, ó:

    a SEMIFINAL é disputada entre o campeão do Apertura e o campeão do Clausura. São três jogos, com vantagem para o campeão da tabela anual.

    a FINAL é entre o vencedor da SEMIFINAL e o vencedor da TABELA ANUAL. O campeão do Clausura e o vencedor da Anual são o mesmo time, o Defensor.

  • 7. Cassol  |  17/06/2009 às 12:57

    Como diz minha mãe, que LUCURA.

  • 8. Cassol  |  17/06/2009 às 12:58

    E pode rolar uma final com outro time que não seja Defensor ou Nacional?

  • 9. Luís Felipe  |  17/06/2009 às 12:59

    (Cassol querendo complicar ainda mais)

    não.

    as finais do uruguaio são entre o campeão do Clausura, do Apertura e da Tabla Anual.

    como Clausura e Tabla Anual são do Defensor e Apertura, do Nacional, só ambos disputam o título.

    se o Defensor perdesse o Clausura na última rodada para o River Plate, aí sim, ocorreria um triangular, pois o Defensor já era campeão.

    Nacional X River Plate na semifinal, vantagem para o melhor colocado na tabla anual.

    o vencedor pegaria o Defensor, na finalíssima, em melhor de três

  • 10. Gerhardt  |  17/06/2009 às 13:44

    Acho que o Cassol quis dizer que hipotéticamente um terceiro time vice campeão no abertura e clausura teria um somatorio de pontos maior (no turno e returno juntos) que os campeoes respectivos, acho que foi isso, tbm pensei nisso…muito loco se existir essa possibilidade no regulamento (não nesse ano).

  • 11. Sanchotene  |  17/06/2009 às 13:45

    Tchê, não é difícil.

    I. Há dois campeonatos concomitantes: um deles é disputado em turno-e-returno, por pontos corridos (o “Anual”); o outro, é disputado em “fórmula fraga”, com os campeões de cada turno (“Apertura” e “Clausura”) disputando a final.

    I.1 O campeão do “Anual” é o Defensor.

    I.2 Falta, pois, definir o campeão do segundo campeonato. O vencedor do Apertura, Nacional, contra o vencedor do Clausura, Defensor.

    II. Os campeões de cada campeonato disputam uma Grande Final.

    II.1 Se o mesmo clube faturar ambos, leva a taça por antecipação.

    Isso aconteceu porque o Peñarol em 1997 foi o melhor no agregado do ano, mas não venceu nenhum dos dois torneios. A final seria entre Nacional-Defensor. Os carboneros entraram com um pedido requerendo uma vaga e levaram-na no tapetão. Baita virada-de-mesa. E o Peñarol bateu bolsos e violetas e levantou o caneco (o quinto consecutivo).

  • 12. Luís Felipe  |  17/06/2009 às 13:49

    que vídeo sensacional. Recomendo a todos.

    “no lo voy a mirar, no lo voy a mirar”, diz o narrador no último penal

  • 13. Sanchotene  |  17/06/2009 às 13:55

    O Defensor pode ser apenas o terceiro clube a conquistar dois títulos consecutivos.

    O Uruguai teve SEIS campeões diferentes entre 1988 e 1993…

    1988 Danubio
    1989 Progreso
    1990 Bella Vista
    1991 Defensor Sporting
    1992 Nacional
    1993 Peñarol

    O Rio Grande do Sul chegou a oito, mas entre 1932 e 1939:

    1932 – Grêmio Foot-ball Porto Alegrense (Porto Alegre)
    1933 – Sport Club São Paulo (Rio Grande)
    1934 – Sport Club Internacional (Porto Alegre)
    1935 – Grêmio Atlético Farroupilha (Pelotas)
    1936 – Sport Club Rio Grande (Rio Grande)
    1937 – Grêmio Foot-ball Santanense (Santana do Livramento)
    1938 – Guarany Futebol Clube (Bagé)
    1939 – Football Club Riograndense (Rio Grande)

    Tivemos 4, recentemente:

    1997 – Internacional (Porto Alegre)
    1998 – Juventude (Caxias do Sul)
    1999 – Grêmio (Porto Alegre)
    2000 – Caxias (Caxias do Sul)

  • 14. Prestes  |  17/06/2009 às 14:28

    Bah, pobre futebol de Santana do Livramento. Meu bisavô foi cartola do Grêmio, no tempo em que ainda disputava a primeira divisão do Gauchão.

  • 15. Godo  |  17/06/2009 às 14:33

    Tabela de campeonato mais SINUOSA essa. Tenho simpatia pelo Nacional por conta do tio que GERENCIAVA a República do Pastel, na Cidade Baixa. Atrás do caixa havia um pôster AMARELADO de Recoba em seus primórdios com la Celeste Olímpica e junto à registradora, uma FLÂMULA do Nacional.

  • 16. Prestes  |  17/06/2009 às 14:48

    Muito bom os rangos lá na República dos Pasteis.

  • 17. Iuri  |  17/06/2009 às 15:18

    LF, só uma correção: o Nacional perdeu por 0-3 para o Central Español, na última rodada do Clausura.

    E, bueno, hoje é um dia histórico. Adeus para essa barreira ingrata de não chegar a uma semi-final que já atravessa duas décadas. O Nacional vencerá e depois…bah, depois vemos o que fazer.

  • 18. Rodrigo Cardia  |  17/06/2009 às 15:22

    Pelo visto, não é só o Brasil que inventa fórmulas…
    Não ir à República do Pastel torcer pelo Nacional, estarei no Olímpico torcendo pelo Grêmio… Mas também na hinchada por uma semifinal uruguaia.
    E que tenhamos Grêmio x Nacional na grande final!

  • 19. Lorenz  |  17/06/2009 às 15:27

    13.

    Como pode ver, Grêmio ganhou 3 títulos entre 1932 e 1939, enquanto o Sport Club só 2.

  • 20. Paul  |  17/06/2009 às 15:28

    Buenas, se pode corrigir: ô LF, ficou faltando um “não” aqui nesse parágrafo, não ficou?

    “O foco das duas equipes, entretanto, “NÃO” é a Libertadores. O Defensor tem a difícil tarefa de vencer o Estudiantes no Ciudad de La Plata, fazendo pelo menos dois gols – 1×0 dá pênaltis – e por isso, o foco do time violeta é o campeonato uruguaio.”

  • 21. Junior  |  17/06/2009 às 15:32

    “Diego Arismendi, numa entrevista bastante sincera ao Ovación, reclama da baixa auto-estima dos uruguaios…”

    Ouvi em uma rádio uma piada que circula no Itamaraty:

    “O Mercosul é o bloco mais promissor do mundo, tem a organização brasileira, a humildade argentina, a credibilidade paraguaia e o otimismo uruguaio.”

  • 22. J Petry  |  17/06/2009 às 15:33

    #19: olha direito, é 3×3!

  • 23. Luís Felipe  |  17/06/2009 às 15:34

    valeu, Iuri e Paul. Corrigido.

  • 24. joão carlos  |  17/06/2009 às 15:34

    tem como o defensor se campeão e vice?

  • 25. Rudi  |  17/06/2009 às 15:35

    “O foco das duas equipes, entretanto, é a Libertadores. O Defensor tem a difícil tarefa de vencer o Estudiantes no Ciudad de La Plata, fazendo pelo menos dois gols – 1×0 dá pênaltis – e por isso, o foco do time violeta é o campeonato uruguaio.”

    QUAL O FOCO DO DEFENSOR AFINAL?

  • 26. Rudi  |  17/06/2009 às 15:37

    #22 e 25

    perdi

  • 27. Ernesto  |  17/06/2009 às 16:20

    A tribuna amsterdam é atrás do gol, ou a aquela que se vê das cabines ?

    E a república dos pastéis, ainda existe ? esses tempos fui comer ali, e tinha uma faixa “VENDEMOS ESTE PONTO”.

    Me quebraram as pernas.

    Pastelzinho com aquele chimichuri, deus o livre.

  • 28. Gerhardt  |  17/06/2009 às 16:27

    Nos # 8 10 e 11, ficou “quase” dirimida a dúvida do regulamento, QUASE pelo TAPETÃO do Sanchotene.
    E aí?

    e outra, lá o regulamento se repete ano após ano, está estável como aqui?

    Não acho esse regulamento FORMULISMO, acho muito é massa.

  • 29. Luís Felipe  |  17/06/2009 às 16:36

    eu preferia o La Fiaca, do ROBERTO, que torcia para o PEÑAROL. Mas acabou, há uns dois anos.

  • 30. Sanchotene  |  17/06/2009 às 17:44

    Re 28

    Como assim, e aí? Antes de 1997, não era assim; mas, a partir de 1997, o regulamento mudou para conter o melhor time no agregado do ano nas finais. E continuou assim, a exceção de 2005, quando os uruguaios fizeram um torneio de transição para adequarem o calendário ao argen…, europeu.

  • 31. Gustavo Coimbra  |  17/06/2009 às 17:56

    “A tribuna amsterdam é atrás do gol, ou a aquela que se vê das cabines ?”

    Tribuna Amsterdam é atrás do gol, à direita das cabines, e lá fica a hinchada do Peñarol. Na tribuna Colombes é que a hinchada do Bolso se posiciona.

  • 32. Gerhardt  |  17/06/2009 às 18:22

    Valeu Sancho, mas não estava tudo nos mínimos detalhes.
    Agora sim.

    Então sim, pode-se ter um time que não tenha sido campeão de qualquer dos turnos, ser campeão nacional.

    Ainda muito loco isso.

  • 33. Júnior Martins  |  17/06/2009 às 19:42

    O estado do Ciudad de la Plata está terrivel, é um pecado haver um jogo naquele lugar!

  • 34. Sanchotene  |  18/06/2009 às 01:45

    Re 32

    Não só pode, como tem vantagem!

  • 35. Amsterdam e Colombes  |  19/06/2009 às 01:47

    Amsterdam e a tribuna do local. Quando Nacional e local, e a tribuna do Nacional. Quando Penarol e local, e a tribuna do Penarol

    Colombes e a tribuna do visitante. Quando Nacional e visitante, e a tribuna do Nacional. Quando o Penarol e local, e a tribuna do Penarol.

    Parabens pra voce.

  • 36. Amsterdam e Colombes  |  19/06/2009 às 01:47

    Correcao:

    Amsterdam e a tribuna do local. Quando Nacional e local, e a tribuna do Nacional. Quando Penarol e local, e a tribuna do Penarol

    Colombes e a tribuna do visitante. Quando Nacional e visitante, e a tribuna do Nacional. Quando o Penarol e VISITANTE, e a tribuna do Penarol.

    Parabens pra voce

  • 37. marcelo  |  20/06/2009 às 23:48

    kolman desolado??

  • 38. marcelo  |  20/06/2009 às 23:48

    koelman desolado??

  • 39. Jose Trueva  |  22/06/2009 às 05:59

    No último clássico o nacional era o local e sua torcida ficou na colombes. Tribuna essa cujo placar eletronico foi presenteado pelo estimo Hugo Chavez. Só não sei como eles nao se matam nas tribunas mixtas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: