Vencendo o charco a galope

29/05/2009 at 16:00 29 comentários

Dispostos a trazer as LUZES DO UNIVERSO refletidas nos potreiros da Segundona Gaúcha para o mundo, nos metemos na CIDADELA do Impedimento para ENSAIAR sobre o que é, hoje, a maior competição balompédica em andamento. Entrando de carrinho para atorar as cerimônias, como se estivéssemos nas CASTANHEIRAS do Brasil de Farroupilha, façamos uma DIGRESSÃO e lembremos o que as tardes e noites VENTOSAS do certame nos proporcionaram até este insano fim de maio.

Competindo com duplas intenções, já que em seus Ba-Guas peleava por pontos que valiam tanto pela Segundona quanto pelo Campeonato Citadino, o Bagé preparou bem o seu fogo de chão e assou uma costela CUMPRIDORA, no ponto. O jalde-negro foi o maior dos LATIFUNDIÁRIOS do Grupo 1: derrotando dez vezes seus opositores do Sul e da Fronteira, escalou a mais íngreme das coxilhas para assisti-los CARNEANDO-SE pelos cinco pedaços de terra ainda sem patrão na segunda fase. Venceu a chave, os dois clássicos contra o Guarany de ALÊ MENEZES, fez o artilheiro do campeonato (Marcelinho, 8 gols), e ainda ergueu o troféu de seu POVOADO.

Senhor de menos desses HECTARES a que chamamos vitórias, o estancieiro Pelotas juntou outra vez uma PEONADA DE VALOR e fechou a safra com uma colheita que não conheceu seca. Igualou os pontos do Bagé, derrotando-o duas vezes, e mantém uma invencibilidade de doze conflitos. Só as ALUCINADAS CATURRITAS de Rio Grande ousaram invadir os galpões pelotenses e surrupiar o conteúdo de uma saca de soja, impondo-lhes seu único revés, um 2 a 1 em 15 de março. Os grãos extras garantidos pelo São Paulo naquela segunda rodada foram essenciais para enfraquecer a flauta do rival Rio Grande (terceiro colocado), garantir o quarto lugar do grupo apesar das OITO DERROTAS sofridas, e decretar a eliminação dos melancólicos 14 de Julho e Farroupilha.

No enterro mais chorado da primeira fase, o fantasma Farroupilha TRANSCENDEU dimensões para desferir duas punhaladas no castigado coração do 14 de Julho. Os de Livramento, então vivos e dependentes apenas de seu triunfo, caíram por 2 a 1 no Nicolau Fico e viram São Paulo, Guarany e Flamengo prolongarem suas existências por uma diferença de DOIS pontos. O Flamengo, que sobraria em caso de vitória santanense, passou à próxima fase criticando a arbitragem em seu BLOG oficial: “A direção do Flamengo tomará medidas DRÁSTICAS com relação ao nível da arbitragem gaúcha. Em tempos atrás era a melhor do Brasil e hoje é uma VERGONHA para o melhor futebol que é o nosso. Desde o primeiro jogo o Flamengo sofre com arbitragem tendenciosa. No jogo contra o Guarany, em Bagé, foi o CÚMULO.” (Caps nosso)

Pelo Grupo 2, o duelo dos CAPITALINOS Cruzeiro e Porto Alegre logo rendeu uma animosidade improvável. Tudo para ENSOLARAR os mornos dias dos adeptos do Cruzeiro, que vagam pelo Estrelão sonhando com uma distante excursão à Europa em 1953 – meramente um delírio para os MENOS VIVIDOS. Os ASSECLAS de Assis, fundados em 2003 como LAMI e nomeados Porto Alegre há três anos, alimentam o novo clássico do Rio Grande com provocações e já aglomeram mais público em seus jogos que o tradicional Cruzeiro. Em campo, uma vitória e um empate definem a paternidade parcial dos ASSISENSES nos dérbis. Diferença técnica que ficou evidente nos trilhos da Segundona, pelos quais o Porto Alegre passou na primeira classe, liderando a chave, e o Cruzeiro andou EM PÉ, ocupando a última vaga no Trensurb que levava à fase seguinte.

E só não ficou A PÉ, o Cruzeiro, porque essa chave era CAPADA de um time: dos sete participantes, seis passavam de fase. Por mais difícil que fosse, alguém teria que cair, e o FAVOR foi feito pelo representante da TERRA DOS MARECHAIS. O São Gabriel mostrou a que veio desde o princípio: EXPURGOU o seu treinador logo na primeira rodada, venceu só dois jogos em doze e, mesmo sem sofrer uma única goleada, encerrou a sua FUGAZ participação com o pior aproveitamento entre os 23 quadros da Segundona. Aimoré, Rio Pardo, Cerâmica e Brasil de Farroupilha, além dos NEORRIVAIS porto-alegrenses, aproveitaram o trote leve dos gabrielenses e superaram a primeira curva do páreo sem maiores EMBARAÇOS.

Serem jóqueis iludidos por PANGARÉS é uma hipótese que o restante da correria confirmará ou não. Mas nas filas das apostas certamente passará algum gaiato avisando que o AZARÃO Rio Pardo é uma boa pedida. Fundado em novembro último, o mais jovem clube profissional do Estado, auriverde que representa a terra da TRANQUEIRA INVICTA, contratou jogadores do naipe de Itaqui, ex-Grêmio (AQUELE Itaqui do século passado), começou mal, mas emendou uma boa CARRERA no returno. Com um estádio que mais parece um FORTIM, o Amaro Cassep, planeja ocupar todas as PLAGAS gaúchas com suas equipes de base num futuro próximo, e estufa o peito para dizer que o time principal entrou no campeonato para subir no ano de estreia.

O Grupo 3 foi HABITADO pelo melhor time da Segundona, o Milan de Júlio de Castilhos. E ouse o guasca questionar essa afirmação, pois se os castilhenses tiveram um aproveitamento que foi apenas UM por cento superior ao do valoroso São Gabriel, também honraram a carnificina dos CENTAUROS DE ANTANHO, colecionando nove expulsões ao longo da sua trepidante estrada de chão. Peleando com o ressurgido-após-doze-anos-de-hibernação Atlético Carazinho pela LUMINÁRIA do grupo, o maior Milan do PLANETA derrotou os catimbeiros carazinhenses duas vezes (suas únicas vitórias no torneio), e ainda assim conseguiu somar menos pontos, ficando em último.

Apesar disso, não pode haver discussão sobre quem foi o mais FIASQUENTO da primeira fase. No confronto que valia a sua VIDA, pois combatia o inimigo direto que vestia azul-bebê, o Lajeadense, os do Atlético Carazinho padeceram como galinhas diante dos CANHÕES apontados das tribunas do FLORESTAL. Remendado por juniores, o rubro-negro, que iniciara vencendo, acabou por rastejar seis vezes debaixo do arco, muito pela GALHARDIA de LUCAS PRECHESKI, autor das três últimas BORDOADAS. A vitória por ABRUPTOS seis a um sublimou a enormidade que foi a recuperação do Lajeadense, FAÇANHUDO ao extremo de somar zero ponto depois da quinta rodada e quedar-se classificado ao fim e ao cabo das catorze jornadas.

Se no PAU o mais digno foi o Milan, nos REQUISITOS SECUNDÁRIOS o Glória de Vacaria foi HEGEMÔNICO na chave e na Segundona inteira. Pisoteando os adversários a ponto de ostentar o melhor ataque, a melhor defesa, o mítico ROBERTO JACARÉ em suas linhas ofensivas, e o melhor aproveitamento do torneio, os vacarianos firmaram-se, ao lado de Bagé e Pelotas, como uma aposta mais certa ao acesso que acreditar numa trinca de ases em roda de pôquer. Santo Ângelo, Panambi e Três Passos (que por algum motivo leva a sigla TAC, ao invés de TPAC), passaram pela primeira fase como quem vai ao CHINAREDO beber GUARANÁ, sem maior destaque ou motivo para lembrança, com exceção dum ENIGMÁTICO Panambi 3-1 Glória em 30 de abril.

O outro classificado do Grupo 3, e em segundo lugar, foi o Riograndense. Os adeptos do CAUDILHO BONALDI, que em 2008 já haviam realizado campanha honrosa, excluídos do certame somente no TAPETÃO, viveram sua melhor primeira fase de Segundona desde o retorno ao profissionalismo, dez anos atrás. Até 2007, em 70 partidas, o Periquito não cansou de apanhar e pôde ALÇAR VOO em apenas oito oportunidades. Neste ano, já foram as mesmas oito vitórias em MÍSERAS catorze rodadas. Com a chegada de Vainer, Juninho Laguna e Márcio Machado (que em sua biografia contará que marcou um gol de bicicleta sobre o Corinthians pelo CIANORTE, nos lendários 3 a 0 de 2005), mais a inspiração do FEITICEIRO atacante Alfinete, poderá alcançar a toada dos melhores GAITEIROS da Segundona e se candidatar à maior conquista do futebol GLOBAL.

Os dezoito que lograram atravessar incólumes o primeiro CHARCO da Segundona se confrontarão agora em três grupos de seis equipes, assim divididos:

Chave 4: Bagé, Cruzeiro, Rio Pardo, Riograndense, São Paulo, TAC
Chave 5: Cerâmica, Guarany, Lajeadense, Pelotas, Porto Alegre, Santo Ângelo
Chave 6: Aimoré, Brasil, Flamengo, Glória, Panambi, Rio Grande

Pelos pampas, estádios e bares do Rio Grande infinito, PISTOLEIROS, cortesãs, aficionados, CARPIDEIRAS, baguais e até urbanos concederão um pedaço de suas almas para acompanhar as próximas semanas desta grandiosa GUERRA FRATRICIDA que é a Segundona Gaúcha.

Texto e fotos enviados especialmente para o Impedimento por Iuri Müller e Maurício Brum, editores do blog Futebesteirol, que vem esmirilhando na cobertura da mais empolgante competição da América do Sul: a Segundona Gaúcha.

Entry filed under: Contribuições, Segundona Gaúcha.

Hacia un Tercer Cine O Botafogo e eu

29 Comentários Add your own

  • 1. fino  |  29/05/2009 às 16:05

    Santo Ângelo no grupo da morte

    :S

    kkkkkk

  • 2. arbo  |  29/05/2009 às 16:08

    não li mas vi o assunto segundona e os caps: assina aí, douglas.
    e a média de posts por dia subiu para 4. o q q é isso?
    lerei mais tarde

  • 3. dante  |  29/05/2009 às 16:20

    a foto do CAMBURÃO [absolutamente sem o menor sentido], a do CORNER e a do alemão PARINDO UMA POMBA [pensam que só o jonas pode?] são sensacionais [notem que lá atrás há um gorducho conferindo a BRAGUILHA].

    ***

    fico pensando se os leitores sabem que um texto desses, cheio de referências, CAUSOS e MANDINGAS, deve dar um trabalho DO DEMONHO pra ser PARIDO. digo isso porque os meus, que são bem mais mixurucas, dão um trabalho infernal pra serem escritos.

    fica aqui meu registro: excelente trabalho do iuri e do maurício.

  • 4. arbo  |  29/05/2009 às 16:26

    bah, perdi. Texto E fotos assinados por Iuri. Ler antes de comentar, Cassol sempre me reitera.

  • 5. Lucas Cavalheiro  |  29/05/2009 às 16:37

    Dante claramente nunca jogou no Interior afirmando o “a foto do CAMBURÃO [absolutamente sem o menor sentido]” hahaha

    Só uma coisa a dizer sobre o texto: LOCO DE ESPECIAL!

    Bah, assim fica difícil ver msn, orkut e outras coisas… 4 posts por dia é uma ofensa à produtividade.

  • 6. Andre K.  |  29/05/2009 às 16:38

    Porto Alegre há três anos, alimentam o novo clássico do Rio Grande com provocações e já aglomeram mais público em seus jogos que o tradicional Cruzeiro.

    Público nada. Claque. Estado Maior da Restinga tentando garantir o carnaval vindouro e donos de lojas de material de construção fazendo “networking”

  • 7. Lucas Cavalheiro  |  29/05/2009 às 16:42

    Legenda da foto do Camburão no futbesteirol:
    “Entusiasta da Segundona Gaúcha vestido A CARÁTER nos Eucaliptos de Santa Maria”

    HAhaha… Sabia que conhecia esse lugar (sou da terra da Boca do Monte). Presença do camburão se faz ASSAZ necessária.

  • 8. dante  |  29/05/2009 às 16:49

    não há dúvida, lucas.

    achei isso mesmo, faltou uma LEGENDA MAROTA.

  • 9. Gerhardt  |  29/05/2009 às 16:51

    esse tal PORTO ALEGRE é dos mecenas MOREIRA mesmo? isso li faz tempo e se essa genealogia é verídica como suponho, está sustentada minha repugnância por tal entidade, da qual incitaria ASCO RETROATIVO a quem tiver tempo.

    talvez numa zh, já li, acreditem, essas 3 palavras numa mesma oração: arena, restinga e assis.

    a espécime dos TRAÍRAS desejo que o suco gástrico misture e reaja com o sangue.

  • 10. Gerhardt  |  29/05/2009 às 17:21

    desculpem pelo belicismo em plena cesta.

  • 11. Rudi  |  29/05/2009 às 17:33

    começou a merda

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Internacional/0,,MUL1175869-9869,00-ARTILHEIRO+E+GARCOM+TAISON+USA+VELOCIDADE+PARA+SONHAR+COM+A+SELECAO.html

    modéstia garoto

  • 12. Gerhardt  |  29/05/2009 às 17:40

    pena que no Grêmio não nascem garotos modestos como esse hehe

  • 13. Cassol  |  29/05/2009 às 17:45

    Bah, tem um gordo mijando na foto mesmo. Genial.

  • 14. Cassol  |  29/05/2009 às 17:50

    Dante, nao só deve ter dado um trabalhao pro Iuri e pro Mauricio, como foi resultado de renhidas negociacoes entre a ImpedCorp e a Futebesteirol International, envolvendo cifras milionárias, ameacas de morte e doacao de fígados nas letras miúdas do contrato.

  • 15. Lucas Cavalheiro  |  29/05/2009 às 17:52

    gordo mijando e o alemão dando um HADOUKEN !

    Minha homenagem à sexta-feira:

    http://www.orkut.com.br/Main#Album.aspx?uid=14520420849698928305&aid=1234284545
    Andressa Ribeiro, a pampacat mais espataculosa do MUUUNDO!

  • 16. Suzana  |  29/05/2009 às 18:40

    Bah que ótima notícia do São Gabriel em último. Sem palavras para descrever o presidente do time.

    E que meus conterrâneos que me perdoem. hehe

    Ps – ótima fotos!

  • 17. Lucas Cavalheiro  |  29/05/2009 às 19:48

    off: (estará amanhã ou domingo na ZH, querem apostar?)

    Copa do Brasil 2001:
    Semi-final (ida)
    Gremio 3 x 1 Coxa (de virada!!!)

    Na outra semi, o Corinthians passou pras finais

    Gremio campeão da copa do Brasil.

    Quem era o técnico, quem? quem?

    HAHAHA. Já ELVIS!

  • 18. Iuri  |  29/05/2009 às 20:18

    Agradecimentos infindos ao Impedimento pela publicação. Deu trabalho, a cada frase que soava SIMPLÓRIA, tentávamos adicionar um elemento que valorizasse mais o DESAFIO. Espero que tenham gostado.

    Abraços.

  • 19. mirc  |  29/05/2009 às 20:44

    essa andressa ribeiro tem 18 anos

    olha que tesao

  • 20. Franciel  |  29/05/2009 às 23:08

    Nietzsche sabia de porra de nada.

    Deus está vivo, sim.

    E melhor.

    Usa parelho auditivo telex, pois acabou de escutar as minhas preces.

    http://colunas.globoesporte.com/primeiramao/2009/05/29/vitoria-procura-treinador/

  • 21. Fernando Cesarotti  |  30/05/2009 às 14:49

    Sensacional o texto. E o melhor é o regulamento do certame: 23 times divididos em três grupos, dois de oito e um de sete, do qual passam SEIS. Depois nego reclamava daquele Peruano lá…

  • 22. guinazu  |  30/05/2009 às 15:18

    Segundona Gaucha. Futebol pra MACHO

  • 23. André K.  |  30/05/2009 às 16:58

    Cruzeirinho ganhou de virada, por 3×2, do Grêmio Bagé

  • 24. Frank  |  31/05/2009 às 01:28

    Caras, ótimo texto, campeonato melhor ainda…
    E é TAC na veia! Noroeste comanda (porra nenhuma)…
    ahfdaiaoihfihllkhnln

  • 25. Frank  |  31/05/2009 às 01:31

    Porra, mas ir ao chinaredo beber GUARANÁ é pra fuder o cu do palhaço hein…
    Desculpa pelo palavreado, é a EMOÇÃO de ler um texto desses… foda!

  • 26. Seucreysson  |  31/05/2009 às 14:17

    Tenzis ki serium doentio pa ficaruim assistindio essis joguio medoinhu i safadio !

  • 27. Luís Felipe  |  01/06/2009 às 09:22

    excelente o texto, parabéns Iuri e Maurício.

  • 28. Arbo  |  02/06/2009 às 18:35

    bá. só fui ler agora. mto boa cobertura. excelente, como disse o LF.

  • 29. Vinicius Araujo  |  04/06/2009 às 14:36

    Pois no jogo dos Penharóis gaúchos, na tarde de ontem, no histórico Estádio Pedra Moura, em Bagé, o Grêmio Bagé empatou em 2 a 2 com o outro jaldenegro (o meu Três Passos, o TAC, como SEMPRE foi chamado)…. convenhamos que é bem mais simpático do que TPAC.
    O Bagé saiu na frente aos 17 do 1º tempo.. o TAC empatou aos 42 do 2º tempo e virou aos 46. Porém, o Bagé buscou o empate aos 49. Jogaço bem no estilo do melhor campeonato da América..
    Domingo, o Três Passos recebe o Cruzeiro, no velho Luiz de Medeiros, que deverá estar lotado. E a torcida Febre Amarela estará marcando presença.. depois de tirar pontos do favoritaço Bagé, longe de cada, não custa nada sonhar com uma vitória contra o time estrelado e continuar ponteando a tabela… Saudações da fronteira com a Argentina, bem próximo do legendário Salto do Yucumã!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: