O sonho possível

12/04/2009 at 15:41 42 comentários

Foto: Hélio Paz - heliopaz.com

Quando a seleção jogou aqui em Porto Alegre, contra o Peru, Luiz Felipe Scolari estava em Canoas. Não estava em Londres, em Lisboa ou em Luanda – estava a menos de 50 quilômetros do Estádio Olímpico, desempregado. Qualquer gremista um pouco mais consciente diria que ver Felipão trajando o abrigo tricolor diante da casamata é um delírio; o que eu imagino é que talvez falte a crença de que o sonho é possível.

Quais os motivos que Felipão teria para não assinar com o Grêmio?

Dinheiro: todo mundo sabe que Scolari ganhava no Chelsea um valor inviável para qualquer clube que não pertence a um magnata do petróleo. Os seus vencimentos mensais ocupavam 600 mil libras no seu cofrinho – 1,915 milhão de reais a cada 30 dias. Só a indenização custou ao time azul de Abramovich 15 milhões de libras, um valor que em reais significa o suficiente para encher a calculadora de zeros.

Felipão é o mesmo que dirigia um Monza 88 e o guardou todo o tempo que esteve trabalhando no Brasil – depois, passou o carro para seu filho mais velho. Seus amigos sempre brincaram com a sua “avareza”, coisa típica de pessoa humilde que saiu do interior e sempre soube de onde vem o dinheiro. É o mesmo que, trabalhando em São Paulo ou em Portugal, passava pelo menos uma vez por semestre no programa do Edegar Schmidt, na antiga TV2 Guaíba, rejeitando os holofotes em favor de uma amizade.

Os valores de Scolari são bem particulares, e não tem a ver com ambições desmedidas. Não seria estranho afirmar que ele, aos 61 anos de idade, sabe que não precisa mais de dinheiro. Se conseguir algum time que pague as mesmas 600 mil libras, ou um valor semelhante, melhor – mas isso  não deve estar nas suas principais necessidades.

Prestígio: Felipão é reconhecido e incensado como o maior treinador brasileiro da atualidade. Foi o último campeão mundial e não jogou o seu prestígio na lama liderando uma seleção de cavalos cansados, como fizeram Parreira e Zagallo em 2006.

Ao mesmo tempo, seu último título conquistado completará seis anos de idade em junho. Para um treinador top de linha, é muito tempo. Nós sabemos, ele também sabe, que os feitos conquistados com a seleção portuguesa foram relevantes. Só que o sheik que comanda o Manchester City vai pensar duas vezes em pagar esse valor para ele ou pagar um valor menor para um treinador como Muricy Ramalho, por exemplo.

Existem vários times que contratariam Scolari com os olhos fechados, a maior parte deles não está na Europa. Todos os brasileiros esbarrariam no preço – para se incomodar no Corinthians ou no São Paulo, Scolari não cobraria barato. A Seleção seria uma grande opção, mas Dunga está bastante prestigiado e não sairá tão cedo.

Poderia ser interessante para Felipão voltar ao Brasil em um lugar onde é querido por todos e perto de casa – além disso, recuperar a chance de conquistar títulos. Certamente o prazer de fazer um bom trabalho, conviver com pessoas queridas e comemorar gols com a camisa do Grêmio é importante para uma pessoa que está numa idade em que a qualidade de vida é muito mais relevante que as ambições profissionais.

Condições de trabalho: certamente Scolari gostaria de montar um time da sua forma, não pegar um time já montado. É frustrante para todo treinador comandar uma equipe que foi organizada por outra pessoa, em outra situação.

Porém, Scolari não é apenas um treinador: moldou um estilo e uma filosofia de futebol que o Grêmio, se não seguiu, procurou seguir sempre depois da sua saída. Suas vitórias alcançaram status de lenda e exemplo constante a ser seguido, também por isso os dirigentes que contratam atletas pensam se esse atleta poderia se adaptar ao clube. As histórias de Scolari e do Grêmio se fundiram de forma indivisível.

Talvez o Grêmio não tenha tempo para esperar por Scolari, que deve repensar a sua vida a cada mate amargo que ceva na sua casa em Canoas. Talvez a Libertadores seja um sonho mais urgente e mais apressado, que não combine com os atuais desejos de Scolari. Talvez o caxiense de bigode já grisalho tenha medo de apagar algumas linhas da sua epopéia, submetendo a sua estátua dourada as intempéries de um jogo.

Ou talvez o que falte mesmo é o Grêmio acreditar que o seu maior sonho é possível. Vencida essa barreira, quem garante que ele não pode voltar?

Luís Felipe dos Santos

Entry filed under: Brasileiro, Clubes, Libertadores.

Humor na Pequena Área Decisão al primo canto

42 Comentários Add your own

  • 1. Juliana B.  |  12/04/2009 às 16:14

    Bons argumentos. Mas não me deixou nem um pouco crente de que o sonho possa se realizar.

    E meu único medo por Autuori é que sua filosofia de trabalho não está próxima desta construída por Felipão.

  • 2. Lucian  |  12/04/2009 às 17:03

    Doom-ga não está com tanto prestígio assim na seleção globo de futebol.

  • 3. Lucian  |  12/04/2009 às 17:31

    Noto um esvaziamento pasqualino da nação impedimentense.

  • 4. André K.  |  12/04/2009 às 18:06

    O Grêmio tentou trazer o Felipao, antes do jogo contra o Boyacá

  • 5. mateus  |  12/04/2009 às 18:25

    nao tentou o suficiente, aparentemente.

    quero ver o duda chorando no portao da casa dos scolari, em canoas.

    koff ligando de madrugada, BEBEDO, para o telefone de casa e celulares de todos familiares do entrenador.

    sondagem, apenas, nao adianta.

  • 6. Guilherme  |  12/04/2009 às 18:45

    Ouvi dizer que o Felipão tá proibido de treinar qualquer outro time antes de julho, por causa de uma cláusula de recisão do contrato.

  • 7. joilson  |  12/04/2009 às 19:06

    se ele fosse técnico no brasil seria no grêmio.
    mas acho que ele vai pegar uma seleção de um emirados árabes na copa.
    nao faz nada por amor.

  • 8. Fernando Cesarotti  |  12/04/2009 às 19:12

    Poderia ser interessante para Felipão voltar ao Brasil em um lugar onde é querido por todos e perto de casa – além disso, recuperar a chance de conquistar títulos.

    LF tá falando do Olímpico, mas também serve pra Palestra Itália. Eu adoraria, particularmente.

  • 9. Matias Pinto  |  12/04/2009 às 19:19

    Felipão não é caxiense, apesar da grande identificação com a cidade, e sim passofundense.

    E discordo que tenha sido ele o responsável por moldar o estilo de jogar do GFPA. Creio que isso tenha sido responsabilidade do Oswaldo Rolla, o Foguinho.

  • 10. mardruck  |  12/04/2009 às 19:56

    quero ver o duda chorando no portao da casa dos scolari, em canoas.
    koff ligando de madrugada, BEBEDO, para o telefone de casa e celulares de todos familiares do entrenador.[2]

    O mentor do Felipão é o Carlos Froner. O mentor do Froner é o Foguinho. É da mesma linhagem gremista.

  • 11. mardruck  |  12/04/2009 às 19:57

    E o Felipão poderia rebaixar o Grêmio que não perderia a idolatria.

    Nem sei o que faria se ele viesse. Acho que iria chorar uma semana de emoção.

    Sonho muito distante.

  • 12. mardruck  |  12/04/2009 às 19:57

    E, pelo amor de deus (= FELIPÃO) alguém manda esse texto pros babacas da direção atual do Grêmio!

  • 13. Roger  |  12/04/2009 às 21:49

    BA-LE-LA !

  • 14. Lourenço  |  12/04/2009 às 21:57

    O texto é bom, fundamentado, consistente. Não é aquele “vamos com tudo pra cima do Felipão que ele vem”.
    Só que eu acho que o erro, talvez, seja caracterizar o Felipão como velho e consagrado, embora ele realmente seja. Só que 61 anos nem é tanta idade para treinador. E o Felipão, apesar de campeão do mundo (com seleções), tem a ambição de vencer como treinador de clubes no futebol europeu.

  • 15. fabio  |  12/04/2009 às 23:41

    Fernando,

    SINCERAMENTE, não queria o Felipão de volta pro Palmeiras.

    acho o cara muito bom treinador (os títulos dele confirmam), melhor que o Luxer – muito provavelmente -, mas, como falo pra todos os meus amigos e conhecidos, não queria MESMO ele treinando o Palestra…

    O time tem uma tradição, um estilo como é conhecido, e ELE desfigurou isso. Não creio que uma Libertadores pague isso.

  • 16. col  |  13/04/2009 às 00:10

    Acho utopia pura.

  • 17. Gabriel Teixeira  |  13/04/2009 às 00:10

    Caralho fabio. Que sangue frio tem que ter pra falar isso.

  • 18. ernesto  |  13/04/2009 às 01:18

    da onde tiraram o “estilo felipão”.

    embora os times dele marcassem, nunca foi um retranqueiro.

    basta ver em 95, quando jogava com dinho, goiano, e dois meias de articulação, coisa que o enrustido tite tem medo de fazer, que no caso eram C. Miguel e Arilson.

    Mais dois laterais que apoiavam. A diferença é que ele sabe que marcar é importante, e não fica nessa paulsitagem de só querer jogar bonito.

  • 19. will  |  13/04/2009 às 04:40

    #15

    bah, me desculpa mas que viagem

    fica com o luxerlei entao
    mandando os caras passarem pé na bola e nao ganhando p%$¨#$%@ nenhuma

  • 20. will  |  13/04/2009 às 04:40

    e é impressao minha ou o andre krieger postou aqui?

  • 21. Fabio TONHÃO  |  13/04/2009 às 08:21

    Ao Will,

    tchÊ, como escrevi, PROVAVELMENTE o Felipão seja mais treinador que o Luxer – uqe me parece ter parado no tempo, mas não o quero no Palmeiras.

    Se para ti o que importa é a faixa, beleza. Para mim, não.

  • 22. Guilherme  |  13/04/2009 às 08:45

    FAIXA não importa?

    Não entendi.

  • 23. Fabio TONHÃO  |  13/04/2009 às 08:54

    Ok, pra evitar comentários como o de cima, MUDO minha opinião.

    ADORARIA o Felipão na casamata do PAlestra. ALiás, me mudaria novamente para São Paulo para poder ESPANCAR os caras da “torcida do amendoim” que ficassem xingando ele.

    Justo ele, O Felipão, o indiuscutível, não, não…

  • 24. Álisson  |  13/04/2009 às 09:49

    Ih Fábio, Big Phil é semi deos por aqui, melhor não contrariar.

    Espero, sinceramente, que não venha. Seria dificil segurar o grêmio com Felipão de treinador.
    Mais dificil seria aguentar os gremistas da estirpe copero y peleadora AZUCRINANDO os ouvidos do vivente colorado.

    Acho que ele não vem. Como alguém já disse, falta ao Felipão ser campeão por um grande europeu. A vaidade humana é ilimitada, ele não voltará antes de mostrar que pode ser FUEDA também NASZOROPA.

  • 25. Diogo  |  13/04/2009 às 10:01

    15.

    “O time tem uma tradição, um estilo como é conhecido…”

    Que estilo? Conhecido por quem? Meno Batista.

    Comentário CLODOVIL do ano.

  • 26. Atilio  |  13/04/2009 às 10:01

    Muito bons teus textos. Me parecem cordiais e sensatos, mesmo quando tu procura combater algo. Excelente.

  • 27. Fabio TONHÃO  |  13/04/2009 às 10:22

    Tá, Diogo,

    não tem como DIALOGAR com alguém covarde que se aproveita de estar à frente de uma tela para poder xingar uma pessoa que não conhece.

    Cresce, criança

  • 28. Matias Pinto  |  13/04/2009 às 10:39

    Tonhão,

    Sinceramente não há espaço para uma III Academia no futebol atual.

    Pode perguntar pro Divino que ele vai te mostrar qual é o jogador favorito dele. rs

  • 29. Fernando Cesarotti  |  13/04/2009 às 10:46

    Pois é, Fábio, eu até já desenvolvi uma tese sobre isso, foi depois dele que nos acostumamos a ganhar no osso e talecoisa.
    O problema, como o Matias já colocou acima, é que os times do Luxa, ultimamente, ou ganham BUNITO, como na moleza contra a Ponte no Paulixão do ano passado, ou perdem no osso, como aconteceu como o Santos na Liberta.

    Eu voto no Felipão, que além de tudo sairia mais barato – ok, pode até ganhar mais, mas a CT seria ele, Murtosa, Paixão e Pracida, e não o Cabidão do Luxerlei, que deve ter uns 70 contratados.

  • 30. Gustavo  |  13/04/2009 às 10:57

    O Grêmio de 1983 jogava bonito. Embora a final da Libertadores tenha sido uma carnificina.

  • 31. Álisson  |  13/04/2009 às 10:58

    Sem contar que Big Phil, Murtosa e Paixão são verdadeiras mumias de tantas faixas que já conquistaram.
    Mas acho que o Paixão não sai da Rússia tão cedo.

  • 32. Lucas Cavalheiro  |  13/04/2009 às 13:02

    Cara, 15 MILHÕÕÕÕÕES de LIIIIIIIIIIIIIIBRAS??????

    É como ganhar na megasena!!!

  • 33. gilson  |  13/04/2009 às 13:58

    31#, Depois dessa nunca mais xingo jogador nenhum de “múmia”. kdslfjlkdsajljfaskldfjklsadjf

  • 34. Fabio  |  13/04/2009 às 13:59

    Álisson,

    ressaltei que o Felipão tem milhões de títulos, no Palmeiras houve jogos que simbolizaram sua dinastia, como o 4 a 2 no Flamengo, 3 gols nos últimos minutos, etc. Mas aí UMA SEMANA DEPOIS, num jogo que não tinha o caráter emocional do outro, perdemos um jogo ganho contra o Botafogo. Na final da Libertadores, sofremos que nem vira-latas. Na partida contra o Curintia, armou um retrancão, perdemos só de dois por sorte. Fora que 1999 foi o melhor ano do Marcos, que levou o time nas costas (tanto que falhou contra o Manchester na final do Mundial e NINGUÉM da torcida o recrimina por isso). Muito do sucesso do Felipão no Parmera se deve ao Marcos.

    Matias, sei que não haverá uma nova Academia, mas não é necessário armar um parto a cada jogo pra ganharmos alguma coisa. Ver jogos dramáticos a cada rodada é legal pra quem tá de fora.

    Fernando, gostei do time na última partida contra o Santos. Acho que jogamos bem. Tenho MUITO medo desse próximo com o Sport, tão fazendo muito alarde, tão querendo transformar o jogo em guerra, e isso NÂO funciona conosco. Espero estar enganado.

  • 35. Alaípio  |  13/04/2009 às 15:00

    hahaha clodovilzinho

  • 36. Diogo  |  13/04/2009 às 15:38

    28.

    Bah, fica brabo não, Fabio.

    Não quis te ofender, só gosto de sacudir vez por outra isso aqui.

  • 37. drenizzer  |  13/04/2009 às 17:26

    Eu, se fosse o Felipão, me aposentava e ficava jogando PES.

    Não adianta ser o melhor técnico do Brasil. Se o seu time não ganhar, vão te mandar embora e seu prestígio vai diminuindo. Principalmente, aqui no Brasil.

    Não que ele esteja no topo agora, afinal, foi demitido. Mas o prestígio está inabalado, em especial, aqui no Brasil.

    Com isso, momento de aposentar ainda com prestígio!

    Acesse e comente: http://umapiada.wordpress.com/

  • 38. JO  |  13/04/2009 às 22:21

    acordem…faz 7 anos que o felipão não ganha uma misera taça, ganhou libertadores no palmeiras por causa do alex que carregou aquele time nas costas e em 2002 por ter apostado no ronaldo legitimo o que não amarela.Qualquer bocó ganhava aquela copa com o melhor ataque desde 1970 na seleção ,bastava fechar a casinha e qualquer coisa(lembram a belgica) rezar pro juiz amigo…

  • 39. Fernando Cesarotti  |  14/04/2009 às 00:24

    JO, o Alex foi o cara menos importante nesse título, vai por mim. Jogou bem na semi, contra o River, e naquele jogo contra o Vasco em São Januário. Mas, se vc olhar na ficha técnica dos demais jogos importantes, verá que ele foi substituído em TODOS.
    E em 2001, perdeu três pênaltis seguidos na Liberta.

    Ok, não gosto do Alex mesmo (agora o Fabio briga comigo de vez).

  • 40. Álisson  |  14/04/2009 às 11:53

    Bah eu sempre achei que o cabeção era seleção!

    JO, dá uma olhada na campanha do Felipão com o CRICIÚMA…
    Acho que daí se pode tirar uma base. Ele pode ser qualquer coisa, menos mal técnico.

    Sobre esse lance de se aposentar no auge, eu sempre achei que Clemer e Abelão perderam a grande oportunidade de se aposentar.
    Me enganei. Clemer tá ganhando uma grana pra não fazer nada…
    Já o Abelão tá lá engando uns SHAKES e ganhando uma fortuna.

    Deve ser por isso que eu nunca vou ser rico…

  • 41. Fabio TONHÃO  |  14/04/2009 às 14:51

    Fernando,

    tá, vou falar a real sobre o Felipão. Não o perdôo (ainda não chegou 2012) por ter colocado o ASPRILLA no lugar do Evair.

    Pronto. Falei. Escolher o comedor de camareira em detrimento do MESTRE EVAIR, hunft

    Ps. Também acho que o Alex não foi o principal jogador do time, apesar que naquela semi da Liber e no jogo do Vasco ele GASTOU A BOLA ao quadrado

  • 42. Edgar Bodenheimer  |  14/04/2009 às 19:31

    O tal JO (o filósofo) é o maior debilóide que eu conheço.

    Estava sumido, achei que tinha se ESCAFEDIDO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: