Top 10 Humilhações do Fluminense

09/03/2009 at 13:04 74 comentários

Com a devida vênia de DANNY e CECCO, vou adotar um capslockismo de pé quebrado à moda da casa. Depois dos Top de Vitória e Avaí, nos quais o real sentido da palavra “humilhação” foi esmiuçado e virado do avesso (nem tanto pela qualidade, ou falta dela, dos times, mas pela competência dos autores dos textos), tentarei tecer algo mais na linha das “grandes decepções”, como já foi citado nesse debate sobre “humilhação” que permeia todos estes posts.

De toda forma, posso assegurar que cada derrota dessas, mesmo as que não presenciei, já me proporcionou momentos de grande vergonha, haja vista os muitos significados que cada evento desses pode ter pra cada um. Em verdade, o Fluminense pode fazer frente a qualquer time do país no quesito humilhação, haja vista que comemos o pão que o diabo amassou na segunda metade dos anos 90, época em que a cada 8 jogos teríamos um Top 10. Muitos já foram tricampeões, outros tetracampeões e outros ainda penta ou mais. O América (MG), por exemplo, se gaba de ser decacampeão. Mas NENHUM foi trirrebaixado (pega na minha reforma!). Hoje em dia, até é fácil um time ser trirrebaixado, basta ter uma certa EXPERTISE (como se diz na zona sul do Rio), mas o Fluminense, numa performance de desafiar qualquer Euclides, conseguiu essa façanha num campeonato que só tinha TRÊS divisões.

Sendo assim, seria uma desonestidade com os leitores do Impedimento concentrar todo nosso fogo em tão nefasto período tricolor e deixá-los desconhecer parte da gama de infortúnios que meu time já propiciou a nós torcedores desde o tempo em que conversas sobre o CLIMA ficavam na pasta AMENIDADES. Ainda assim, nosso obscuro período rendeu três dos nossos Top 10. Pra não sofrer calado, cada item teve uma trilha sonora associada como sua parceira. Enfim,como diria Carlos, AGUANTE:

1 – Flu x LDU: Canción com Todos

Tudo bem, neguinho vai argumentar que não é humilhação perder a final da Libertadores e que muito torcedor daria tudo (ou quase isso), pra ver seu time numa final desse campeonato. Pois eu tenho um réplica pra vocês, RÁ: seu time não faria o carnaval que a DIRETORIA e a comissão técnica do Flusão fizeram na semana da final, prometendo o título, fazendo chacota e desprezando o adversário e depois, claro, tendo que admitir a derrota.  Em qualquer atividade humana, começando pela AVICULTURA, mas principalmente no futebol, não se conta com o OVO no fiofó da galinha (isso já é sabido); a história é profícua em campeões que se perderam na chamada falta de humildade. Neste caso, então, o enredo é até recorrente: time se acha grandes coisas, vai na onda da torcida, comemora antes da hora, pega um castelhano pela frente e quando vê… tá lá o Maracanazzo. Maiores detalhes sobre o jogo não tecerei, pois está fresco (ui) em nossas memórias e, como diria Forrest Gump, “Não quero mais falar sobre isso”.

PS: não aceito a pecha de Maracanazzo para a nossa derrota uma vez que perdemos só nos pênaltis.

015008612-ex00

2 – Flu x Paulista: Saudades de Minha Terra (Belmonte e Amaraí)

Outra final de campeonato. Muitos dirão que o valoroso Paulista tinha um grande time, que Mossoró estava comendo a bola e que não existem mais bobos no futebol e tals. Mas quem viu os jogos com os MEUS olhos sabe que o Flusão tinha time pra ganhar (de verdade), tanto que dominou as duas partidas, mas perdeu-se em nervosismos. Não sei se estou sendo muito duro com o meu time, mas acho que faltou foi camisa, foi confiar que poderia vencer porque se joga pelo Fluminense e pronto, acabou. Quando falta essa confiança, as pernas tremem e daí não tem volta, eu tomo por exemplo a quantidade de gols que o Tuta perdeu, deuzolivre. No jogo da volta, tivemos assombrosos 78% de posse de bola. O pior de tudo isso foi aguentar os Karamazóvi, com razão, e com um ano de juros.

3 – Flu x Vasco –  final de 92: Tanto Mar (Chico Buarque)

A vida de clubes rivais é feita de épocas em que a predominância de um e do outro vai se alternando. Contra o Vasco, estávamos numa fase boa nos anos 80, ganhávamos, via de regra, até a moedinha no começo do jogo. Mas o ano de 92 marca a nossa segunda derrota seguida em uma final de Estadual para ELES. Não é exatamente uma humilhação, até porque ELES eram favoritos. O que me fez colocar esse jogo na lista é que depois desse período nunca mais tive confiança em vitórias contra o Bacalhau, e lá se vão já mais de 15 anos com muitos empates, algumas poucas vitórias nossas e um monte de vitórias deles. Pra mim é humilhante assumir, mas tem rolado uma freguesia persistente na Padaria dos bigodudo. A tal freguesia começa a deixar se der incômoda, começa a fazer parte da vida da gente, como n’O Estrangeiro, de Camus. Mesmo ano passado, com eles caindo pra Segundona, quase perdemos no primeiro turno, buscamos o empate num 3 x 1 com as calças na mão, e perdemos no segundo turno. Hoje em dia, confesso, tenho mais desconfiança contra o Vasco que contra a FRANÇA.

4 – Zico 4 x 1 Fluminense: O Camisa 10 da Gávea (na época, Jorge Ben)

Este jogo marca a volta do Galinho ao FRA. Havia um certo FRISSOM em torno do jogo, pois o Flu era o tricampeão da vez; mas o Zico nem tomou conhecimento, jogou uma partida memorável, fez dois gols e acabou com a nossa alegria. Pra muitos flamenguistas foi uma revanche das derrotas dos três anos anteriores. Mas, como cada coisa tem seu tempo (diria CONFÚCIO), está lá no livro: “Assis acabou com vocês”. Outra nota importante é que, dez anos antes, Zico tinha marcado os quatro gols (aí sim) em outro 4 x 1 contra o Flu (autêntico “bonus track”), contra a dita “Máquina”, em jogo que teve Rivellino em campo. Naquele ano, o Galinho tinha chegado ao time principal da Gávea e nosso tormento começou.

zico_fla_891

5 – Santos x Flu – 1995 – 5 x 2: I’m Waiting for the Man (Velvet Undergrond)

A introdução deste jogo nesta lista se justifica pelo placar, que já é motivo suficiente. Mas não só por isso. Os mais apressados se lembrarão de Giovani e a tropa toda do Santos (Camanducaia, Extrema e Itapeva). Mas todos sabemos que, apesar da camisa, Giovani não é o ubermensch e não fazia chover. Neste mata-mata, o Flu havia ganhado de 4 x 1 no Maraca (que alugamos do Flamengo, né Lila?) e contava com um bom time também, com Renato “gol de barriga” Portaluppi. Mas tínhamos também um zagueiro que nunca antes, nem nunca DEPOIS, na história deste país, jogou tanto num Brasileirão: Sorlei (tinha vindo do Guarani). Mas ele foi suspenso no jogo de ida e em seu lugar entrou Alê. E não é que três dos gols do Santos, justo o que eles precisavam, foram feitos em falhas do substituto? Minha avó sempre me diz pra não desejar mal aos outros, e eu fico pensando como a vida teria sido melhor se Alê tivesse ganhado na loteria em 1994 e fosse curtir a vida. Sim, porque na final iríamos pegar a quinta força do Rio e venceríamos aquele campeonato. Mas o curso da história é este, e o Botafogo se tornou o terceiro time carioca a ganhar um brasileiro na MÃO GRANDE.

6 – Palmeiras 5 x 1 Fluminense: I’m not Down (The Clash)

Neste trágico 96, poderíamos citar uns 47 Top 10. Contudo, elejo esse como o pior jogo da campanha para nós. Afinal, perdemos pra um tradicioal algoz, por um placar tão indecente quanto os filmes da Sala Especial, e abrimos caminho pra conhecer a Segundona. Hoje em dia, ela deu um tapa no cabelo, botou um silicone aqui e acolá, passa xampu da lancome, clareou os dentes e por aí vai. Mas, naquele tempo, ela era um baranga desdentada que só o cabra sendo um verdadeiro guerreiro pra encarar. Naquela época, os times da Globo não iam pra segunda divisão e não tinha, portanto, jogo na televisão. Mas, dando uma Francielada, tergiverso. O melhor jogador em campo nessa partida foi Djalminha, que fez um golaço quase no fim do segundo tempo, encobrindo nosso goleiro. Convenhamos que ver um goleiro correndo atrás da bola numa cavadinha é uma coisa de fazer vergonha alheia. Por sorte o jogo não foi, sério, 14 x 1 já que os alviverdes tinham um time de fazer inveja a muita seleção no mundo e nós… deixa pra lá. A parada do rebaixamento não acaba aqui, continua no 8 e termina no 10.

7 – Cruzeiro de Alex 5 x 1 Fluminense: O Caçador (Lô Borges)

Quem conhece a torcida cruzeirense sabe que muitos deles prezam mais o Campeonato Brasileiro que qualquer outra competiçao no mundo, coisas que a rivalidade com o Galo explica. Pois no ano da graça de 2003 aconteceu o que todo cruzeirense esperava desde o início da vida. Com um baita time, com três rodadas de antecedência, com o melhor jogador do campeonato, etc. Ocorre que o título veio longe de casa e a entrega do troféu ficou pra rodada seguinte. Neste confronto, uma bonita tarde de sol, Mineirão lotado, muita festa, me vai o Cruzeiro e faz a grosseria de esmagar o Flusão em grande estilo, pra delírio dos azuis. Teve até gol de cavadinha, de novo, com nosso arqueiro PERSEGUINDO borboleta. Menos mal que o Governador entrou em campo ao fim do jogo, levando muita zica pro lado azul, e depois disso passamos a jogar como MANDANTE no Mineirão por alguns anos.

8 – ABC 1 x 1 Fluminense – 05.10.98: The End (Doors)

Pouco falarei desse episódio, pois acompanhei pelo radinho o jogo (se não tinha TV na Segundona, que dirá na TERCEIRONA) e nem me lembro mais como foi direito. Depois de alguma pesquisa descobri que nosso gol no jogo foi contra…. Só resta na memória a frase do locutor ao fim da partida: “terminou, com esse resultado o Fluminense está rebaixado para a Terceira Divisão”. Por sorte, nenhum cagão tentou virar a mesa pra NÃO disputar a TERCEIRA divisão, que fiasqueira. Mas voltando ao fim do jogo, o sentimento que bateu era de que time iria acabar dali a alguns meses. Chico Buarque, numa entrevista concedida à Caros Amigos, chegou a dizer que o clube havia se tornado um espécie de América, traduzindo o sentimento de boa parte da torcida tricolor. Bom, depois retornamos e tal, torcer na Terceira acabou se mostrando um bom remédio, é um título que me orgulho, mas que deu um pusta medo do FIM, deu.

9 – Invasão Corintiana de 76:  Folsom Prison Blues (Johnny Cash)

Essa eu não vi, nem era nascido, mas fico sem ter o que argumentar quando os corintianos vêm falar dessa “passagem” e invocam a força de sua torcida. Daqui uns anos meu filho, que hoje tem só quatro, vai rir dessa estória ao contá-la pra mim (ele é corintiano desde quando aprendeu a falar). Este jogo tem um “quê” de hino do Grêmio, um charme épico, até. Tudo bem que teve a contribuição da diretoria do Flusão, que cedeu um milhão de ingressos pros paulistas (70 mil nas contas deles, 7 mil nas contas da PM). Ainda assim, imagine esse monte de magrão, vindo de outro estado (vá lá, não era um Vitória x Galo de distância) e ainda por cima GANHANDO o jogo contra o time da casa, sem falar que o Fluminense tinha um timaço, apelidado de Máquina, e que o Timão amargava uma fila de 21 anos. Em suma, um feito como poucas vezes se viu, de se adminar caso não fosse contra o meu time. Assim sendo, todo tricolor tem direito de matar serviço numa segunda cedo e ir pro boteco afogar essa mágoa (o patrão tem a OBRIGAÇÃO de reconhecer), é uma vergonha que não acaba nunca.

10 – Viradas de mesa Champagne: I Fought the Law (versão Dead Kennedys), mas poderia ser Impeach the President (Neil Young)

Esta é a maior de todas. Muita gente já caiu, voltou e revirou, viradas de mesa são tão comuns na história dos nossos campeonatos como lodo nesse tempo que não pára de chover desde novembro (arre!). Mas o Fluminense ficou marcado, eu avalio assim pelo menos, por estes episódios DEPRIMENTES. O cara ser dirigente, comemorar a virada de mesa com champagne e ainda CONTAR para os outros, puta que o pariu, é o fim do mundo.

E o pior, não adiantou nada, caímos de novo. O time construiu um trabalho em campo, mesmo que ruim, mas com a presença da torcida, com o seu trabalho justo de profissional da bola, com a nossa camisa; é parte, portanto, da nossa história, uma coisa que nos identifica. É um fato triste, porém honesto. Daí depois vem um dirigente, que deveria saber disso mais que todo mundo, e modifica uma verdade que se fez dentro do campo de jogo, que deveria ser SAGRADA. Eu fui chorar no meu quarto do alojamento da faculdade quando caímos, estava vendo pela TV no interior de São Paulo, muitos dos meus colegas solidarizaram-se com o sofrimento, mas eles eram conrintianos e sãopaulinos e eu não queria compartilhar minha tristeza com eles, eles não sabiam o quanto era ruim aquele sentimento. Depois da virada, passei a evitar falar de futebol com o pessoal por causa da vergonha.

Com mais uma MUTRETA, pulamos a Segundona dois anos depois, e até hoje carregamos esse estigma de “Copa João Havelange, sei”. Por fim, acabamos ficando com um CARMA em relação à Segunda Divisão. Fosse o futebol um troço mais bacana nas esferas administrativas, o Fluminense deveria volutariamente disputar a segundona, seria um fato que engrandeceria a história do nosso clube.

Esse relato absolutamente memorável foi enviado pelo leitor Riobaldo Alves. E assim encerramos a gloriosa série sobre os maiores fracassos, decepções humilhações e reversões de expetcativa que já acometeram alguns dos grandes clubes desta nem sempre razoável nação chamada Brasil.

Anúncios

Entry filed under: Clubes, Contribuições, top10.

Um chinelo largo para um pé gordo Onde Billy The Kid seria noivinha

74 Comentários Add your own

  • 1. Álisson  |  09/03/2009 às 13:25

    Esse décimo foi umas das coisas mais legais que já ouvi um torcedor escrever. Parabéns Riobaldo!

  • 2. Diogo  |  09/03/2009 às 13:27

    Mais um texto muito bom [o que alivia a repetição monótona que está virando essa série, heheh]. E com trilha sonora fica bem melhor.

    Também concordo que a derrota para a LDU seja a Top ONE: a diretoria, a comissão técnica/jogadores e todos os torcedores deram uma FLAMENGUEADA [Vocês vão ter que me engulir – Chopp Quente] com a comemoração antecipada.

    Vou cutucar: será coisa de carioca??

    Aliás, após o Ceconello verbalizar fatos e acontecimentos cotidianos a partir de esquadras futebolísticasl [CAETANEAR], sugiro escolher a TOP TOP 10 e substituir o vocábulo humilhação pelo time vencedor.

  • 3. Lila  |  09/03/2009 às 13:33

    Primeiro: QUE TORCIDA? ONDE ESTÁ A TORCIDA DO FLOR?

    Bom, depois retornamos e tal

    O CACETE. Tão devendo a segundona. (eu sei que vc disse isso e blablabla, mas NUNCA perco a chance de dizer isso.)

    (é tudo na brinks, viu?)

  • 4. Fernando Cesarotti  |  09/03/2009 às 14:00

    Cara, eu tenho a tese de que o Fluminense deve não uma, mas DUAS segundonas, afinal tem a virada de mesa e a João Havelange.
    No mais, um fecho de ouro para a série. Publique-se já.

  • 5. Álisson  |  09/03/2009 às 14:02

    Poxa Lila, como tu é má…

    O cara reconheceu todas as m***** em relação à segundona e mesmo assim não teve perdão!

  • 6. J Petry  |  09/03/2009 às 14:04

    E assim encerramos a gloriosa série

    Isso quer dizer que não vai ter o do Corinthians?

  • 7. Lila  |  09/03/2009 às 14:05

    Fernando, e os juros de todo o tempo que o IMORALMENTE o Flor jogou a primeira divisão? PRA MIM, eles jogavam a segundona ATÉ EU MORRER.

  • 8. Zobaran  |  09/03/2009 às 14:52

    Excelente Top 10!!!

    O jogo do ABC é marcante. Meu pai é tricolor [antes da disputa da segunda, ele distribiu calendário dos jogos para amigos e afins para motivar a galera a ir aos jogos] [voltando agora ao “Meu pai é tricolor”] e logo depois do rebaixamente ele ficou cerca de quinze minutos sem dar nenhuma demonstração de vida. Vegetou na mesa de jantar. Mas o meu ponto é o seguinte: não nos esqueçamos do jogo de estreia (pega na MINHA reforma) da segunda divisão contra o mesmo ABC, numa manhã de domingo com Maraca cheio, e um placar que chegou a estar 3 a 0 para o adversário (terminou 3 a 2) foi uma baita humilha. Eu tava lá e sei bem. Ah…tomar pimenta e mordida de cachorro contra o Moto Clube também foi própolis. Ao menos o Flu, como diria Lula Santos, tem uma torcida “cheirosa”.

    Sem ressentimentos.

  • 9. Godo  |  09/03/2009 às 14:54

    Fernando, e os juros de todo o tempo que o IMORALMENTE o Flor jogou a primeira divisão? PRA MIM, eles jogavam a segundona ATÉ EU MORRER.

    Ave, Lila!

  • 10. Godo  |  09/03/2009 às 15:06

    Ficou devendo uma goleada diante do SPFC onde a Máquina tomou um belo vareio de 6 x 0, e Romário trocou sopapos dentro do jogo com o zagueiro Andrei.

    Falando em Romário, o baixinho – quando veio para o Fla – teve uma participação histórica no Casseta & Planeta, onde vestia uma camiseta na qual se lia “Diga não às drogas, não torça pelo Fluminense”.

  • 11. dante  |  09/03/2009 às 15:17

    os gols do paulista naquela final foram feitos pelo léo e pelo mossoró. mas ah! inter campeão de tudo! çlasdçaskdçaksdlç

    [aliás, o inter foi eliminado pelo paulista nos penais ROUBADOS, quando a bola de perdigão entrou mas o juiz NÃO VIU]

    brincadeiras à parte, belo DESFECHO pros top 10 humilhações: “Fosse o futebol um troço mais bacana nas esferas administrativas, o Fluminense deveria volutariamente disputar a segundona, seria um fato que engrandeceria a história do nosso clube.”

    :~~~~ ~~

  • 12. Gustavo  |  09/03/2009 às 15:18

    Tá? E o Curintia?

  • 13. douglasceconello  |  09/03/2009 às 15:19

    Apesar de agilizar toda a nossa AGENDA e de corintiano ser como HORTELÃ, que chega de mansinho e depois toma conta do PÁTIO, não conseguimos uma alma que quisesse nos BRINDAR com as maiores DERROCADAS da história alvinegra. Fica para a próxima.

    E só para colocar QUEROSENE NO CHARUTO, gostaria de saber se, numa possível lista de Maiores Humilhações Corintianas, o Campoeonato de 2005 teria um lugarzinho. usdhushud

    E grande texto do Riobaldo. Fecho de ouro para o inesquecível soneto das humilhações.

  • 14. Bocha  |  09/03/2009 às 15:28

    Hola que tal

    Soy Bocha, creador del blog Abran Cancha. Estoy muy interesado en tener un intercambio de links con tu blog, la verdad que me ha gustado mucho y seria un honor tenerlo entre mis enlaces. Un abrazo grande.

    http://www.abran-cancha.blogspot.com

  • 15. Prestes  |  09/03/2009 às 15:30

    Afudê!

  • 16. Riobaldo  |  09/03/2009 às 15:36

    Pôxa, tô mais feliz que o Ronaldo, valeu mesmo a todos, incluindo a Lila. lkdflçasklkdçlsçlskdf

  • 17. Zobaran  |  09/03/2009 às 16:09

    sobre o #10

    O Romário nunca fez essa participação no C&P com a camisa com os dizeres “Diga não às drogas, não torça pelo Fluminense” (pode ser que eu esteja errado). Acho que o Flu conseguiu uma liminar na justiça para impedir tal humilhação (será que teve champagne?). No lugar, mostraram os três gols do Friburguense que havia vencido o Flu por 3 a 2 no final de semana anterior.

  • 18. Rodrigo Cardia  |  09/03/2009 às 16:15

    Também acho que fica faltando o Top 10 do Corinthians, pelo menos. Poderia entrar na lista também o Bahia, já que tem Top 10 do Vitória.

  • 19. Lila  |  09/03/2009 às 16:24

    Acho que o Flu conseguiu uma liminar na justiça

    Quer dizer: elas ADORAM entrar na vara, né? ¬¬

    (desculpa, Riobaldo)

  • 20. douglasceconello  |  09/03/2009 às 16:29

    Ó, GURIZADA DO PEDAL: domingo, todo mundo acordando CEDO pra participar do Audax. Se eu posso levantar cedo, vocês também podem. sdhshduhusd

    http://audaxpoa.wordpress.com

    Estamos vivendo a EXPECTATIVA dos últimos dias de INSCRIÇÃO. Depois não adianta ficar se lamuriando e vendo ESPORTE ESPETACULAR.

    http://audaxpoa.ciclosinos.com.br/inscricao.htm

  • 21. Henrique  |  09/03/2009 às 16:39

    Ah, como diria RONALDO, para que fechar o que está aberto? Sem Corinthians, Juventude, Bahia e outros, a série está incompleta. Por exemplo, um top 10 colaborativo dos piores momentos do Corinthians surgiria rapidinho (já há uma contribuição ali no #13…).

    Além disso, acho que, neste ano, Palmeiras e Flamengo (e quase, por pouco, o Internacional) já possuem material para que seus posts sejam atualizados para um top 11.

    Sou a favor de que esta série seja imortal, copeira e peleadora.

  • 22. douglasceconello  |  09/03/2009 às 16:40

    Ah, e certamente uma das maiores VERGONHAS do Bahia foi ter presenciado o famoso DESPACHO COM ERVA-MATE na final contra o Inter, em 88.

    Na verdade, vergonha ALHEIA, mas, ainda assim, vergonha.

    uashuaashs

  • 23. dante  |  09/03/2009 às 16:42

    “Sou a favor de que esta série seja imortal, copeira e peleadora.”

    kjdfklsdjfklsjdflksjdkfljsdf

    ***

    douglas, sobre o AUDAX: acordar cedo é barbada, foda é pedalar até CORONEL BICACO [ns].

    não irei.

    mas admiro [sério mesmo] quem consiga.

  • 24. douglasceconello  |  09/03/2009 às 16:44

    Mais barbada que acordar cedo, só NÃO DORMIR (ns).

  • 25. Hugo Pegoraro Serelo  |  09/03/2009 às 16:45

    Parabéns, belo texto, Riobaldo Alves.

  • 26. Hugo Pegoraro Serelo  |  09/03/2009 às 16:49

    Só uma correção: Dou valor ao Brasileiro, mas não o prezo mais do que outras competições. A Libertadores, pra torcida do Cruzeiro, tem um peso infinitamente maior. Acontece que o Brasileiro era uma coisa entalada na garganta dos cruzeirenses. O time foi o maior campeão do mundo na década de 90 mas não levava o nacional. Isso abria margem pra muitas gozações. Na escola, eu argumentava e rebatia tudo e um atleticano dizia: “E a amarelinha?”. 2003 lavou nossa alma, mas não conheço quem valorize mais o Brasileiro que a Libertadores. Abraços.

  • 27. Riobaldo  |  09/03/2009 às 16:49

    18# Adoramos levar vara, fazer ménage a trois, trenzinho e tudo o mais, depende do momento, da criatividade e da QUÍMICA (sdakljfklsdjflkasjdfjlkads) . Mas esse não é muito o escopo do blog.
    No que tange ao futebol, gostamos de torcer pro nosso time e ver o Flamego levar de três de deus e todo mundo em pleno Maraca.

  • 28. Lila  |  09/03/2009 às 17:13

    Já que vocês mesmos só fazem isso quando não vale absolutamente nada, né?

    (e aqui vocês vejam aquela piada velha sobre usar brinquedos dos coleguinhas)

    =D

  • 29. Conselho  |  09/03/2009 às 17:50

    Faltou o jogo caça-niqueis contra a seleção da MTV. Cazé Peçanha e João Gordo jogando contra o escrete tricolor. Essa foi a maior vergonha de todas.

  • 30. Tiago Medina  |  09/03/2009 às 18:43

    As humilhações do Fluminense são fortes. Muito fortes!

  • 31. Franciel  |  09/03/2009 às 18:51

    Para alegria de Cassol, eis mais um casal que o Impedimento uniu e que nem o bispo de Olinda e Recífilis irá separar: Lila & Riobaldo

  • 32. Franciel  |  09/03/2009 às 18:54

    Ah, sim. E aos que pediram um Top do Itinga, um aviso: pelo que Douglas me informou só entram na lista times com o mínimo de representatividade pebolística, que, pelo menos, já tenha disputado alguma edição da primeira divisão neste novo milênio.

  • 33. Camilo  |  09/03/2009 às 19:11


    realmente o Fluminense é um time a ser RESPEITADO

    perdão, amigos tricolores

  • 34. Camilo  |  09/03/2009 às 19:12

    mas uma coisa: naquele campeonato, o giovanni MESSIAS fazia chover

  • 35. Anônimo  |  09/03/2009 às 19:31

    Poxa, eu queria ver um Top 10 do Figueirense pra rir um pouco. Fica pra próxima, então.

    Gostei do Top 10 do Flu. O do Galo também estava fenomenal. Aquilo sim é que humilhação, não esses joguinhos meia-boca que os bambis perdem e acham o fim do mundo. E valeu pela menção ao Avaí. Realmente em termos de humilhação temos muito a ensinar ao mundo.

  • 36. Felipe catarina  |  09/03/2009 às 19:34

    Ah, duas dúvidas:

    1) Posso estar sonhando, mas o Cruzeiro não foi campeão brasileiro jogando em casa contra o Paysandu? Não vejo outro motivo pra Globo ter transmitido um Cruzeiro x Paysandu pra Florianópolis. Pra cá só passa jogo de gaúcho, carioca e paulista. E era no Mineirão, tenho certeza. Lembro que o Zinho fez um gol de falta.

    2) Naquele Palmeiras 5×1 Fluminense o Palmeiras não teve um jogador expulso no primeiro tempo?

  • 37. yamcha muere  |  09/03/2009 às 19:36

    na boa, tá genial esse top 10. é top 3 nos meus favoritos. se fode, flamengo.

  • 38. Francisco Luz  |  09/03/2009 às 20:18

    Saíram os horários oficiais do primeiro turno.

    E o Gre-Nal ficou para o dia 19/7, às 16h, indicando tv aberta e ppv pra cá. Estranho.

  • 39. douglasceconello  |  09/03/2009 às 20:41

    Se tivessem um mínimo de SACO (shudhusdhus), passariam esse Gre-Nal dos CEM ANOS DE TENSÃO para o Brasil inteiro. E, se os times fossem GALOS, seriam todos expulsos aos 10 minutos para ficar o restante dos OITENTA festejando e dando VOADORAS pelo gramado, para o PAÍS INTEIRO ver como nosso clássico é BUNITU.

    Ah, e teria CEVA LIBERADA, inclusive para os JOGADORES.

    E lascas de VAZIO SANGRANDO no intervalo, com FARINHA DE MANDIOCA.

    E diablitas em campo, nas arquibancadas, por todos os lugares.

    O paraíso, enfim.

  • 40. Francisco Luz  |  09/03/2009 às 21:13

    seriam todos expulsos aos 10 minutos para ficar o restante dos OITENTA festejando e dando VOADORAS pelo gramado, para o PAÍS INTEIRO ver como nosso clássico é BUNITU.

    Ah, e teria CEVA LIBERADA, inclusive para os JOGADORES.

    E lascas de VAZIO SANGRANDO no intervalo, com FARINHA DE MANDIOCA.

    E diablitas em campo, nas arquibancadas, por todos os lugares.

    =~~~~~~~~~~~~~~~~

    OUÇAM ESTE HOMEM, PELAMORDEZEUS

  • 41. Alisson  |  09/03/2009 às 21:23

    deos, ouça-o!

  • 42. Francisco Luz  |  09/03/2009 às 21:26

    Alisson, bom que estás matando aula no Impedimento como eu.

    Tenho aniversário amanhã, não vou conseguir jogar. Mas na outra terça somos nozes.

    Foi mal pelo aviso em cima da hora.

  • 43. Renato K.  |  09/03/2009 às 21:55

    “vou adotar um capslockismo de pé quebrado à moda da casa. ” – Certamente o único COMENTÁRIO de pé quebrado LEGÍTIMO aqui, no momento, é o meu. 🙂
    Top 10 Humilhações do Corinthians não existe. TORCER para o Corinthians já é, por si só, humilhação suficiente.
    (volta, izabel, estamos com saudades ushuaiaronaldo150kg)

  • 44. gustavo  |  09/03/2009 às 22:01

    resumindo:o mais humilhado

  • 45. Anônimo  |  09/03/2009 às 22:46

    A política gremista como ela é:

    http://democraciagremista.blogspot.com/

  • 46. gilson  |  09/03/2009 às 23:06

    http://herzog.gazetaesportiva.net/reportagem/futebol/rep282.htm
    Ae Felipe, certinho você. O que rolou no dia do jogo contra o Flu foi a entrega da Taça.

  • 47. dante  |  09/03/2009 às 23:08

    a elegância do riobaldo [também um top 10 de NOME-DE-PERSONAGEM-DO-GUIMARÃES ROSA] no 26,

    “Aquilo sim é que humilhação, não esses joguinhos meia-boca que os bambis perdem e acham o fim do mundo”,

    “a boa, tá genial esse top 10. é top 3 nos meus favoritos. se fode, flamengo”,

    o DISCURSO DE POSSE do ceconello

    e

    “Alisson, bom que estás matando aula no Impedimento como eu”

    foram sensacionais.

    m cauguei driirr****//

    vocês são foda, gurizada.

  • 48. Almir  |  10/03/2009 às 00:24

    Maior humilhação: ter Jô Soares (fanfarrão), Paulo Ricardo (galã de zona), Lulu Santos (adolescente) e Pedro Bial (ex-jornalista) como “torcedores”.

  • 49. Gustavo  |  10/03/2009 às 09:26

    Falando sério. Esta série NÃO ESTÁ COMPLETA sem o Corinthians. Não está.

  • 50. Gustavo  |  10/03/2009 às 09:27

    É claro que o Fluminense superou COM SOBRAS as humilhações do Botafogo. Só não ganha do Avaí, hors concours.

  • 51. Álisson  |  10/03/2009 às 09:56

    Beleza Chico, semana que vem contamos com sua participação.

    Temos que treinar para o grande embate contra a matriz impednua.
    Um embate Toro Rosso x Red Bull.

    Sim, eu estava matando a aula na cara de pau.

  • 52. Gabriel Marcondes  |  10/03/2009 às 10:41

    Excelente o texto, dos melhores!

    O Cruzeiro foi campeão em casa, recebeu o troféu no dia, contra o Paysandu. O jogo seguinte era contra o Fluminense, seria o “jogo das faixas” e da despedida da torcida, porque a última rodada era contra o Bahia fora de casa. Na verdade foi 5×2. Com frangão de Gomes.

  • 53. Gabriel Marcondes  |  10/03/2009 às 10:42

    Claro, um show de conhecimento geográfico: “Camanducaia, Extrema e Itapeva”. Rachei de rir aqui.

  • 54. Matias Pinto  |  10/03/2009 às 10:53

    ““Aquilo sim é que humilhação, não esses joguinhos meia-boca que os bambis perdem e acham o fim do mundo”

    Perder de 7 a 2 para a LUSA realmente é a coisa mais normal do mundo…

    [provocação] E não tem Top 10 do Curintxa, porque gamBá não sabe escrever [/provocação]

  • 55. Gustavo  |  10/03/2009 às 10:56

    “quem diçe que curintiano num sabe ixcrevê?”
    (LULLA, da Silva)

  • 56. Paul  |  10/03/2009 às 12:39

    Eu sempre lembro de uma frase publicada aqui no Impedimento quando o Rubinho saiu da Ferrari, algo mais ou menos assim:

    “Rubinho lança nova estratégia de conseguir resultados melhores indo para uma equipe PIOR”

    Suellen GÊNIO.

  • 57. Paul  |  10/03/2009 às 12:41

    ÔPA, post errado. Foi mal pessoal. deleta ae CECCO.

  • 58. Rogério Tomaz Jr.  |  10/03/2009 às 13:35

    Eu assisti de corpo presente ao OXO contra o Paulista…
    E chorei na queda pra terceirona (e assisti MOTO CLUBE x Fluminense no Castelão de São Luís, jogo que teve pancadaria forte no campo, depois que o Roger chutou a cabeça do goleiro do Moto…)
    A virada a la João Havelange foi vergonhosa, realmente…

  • 59. Rogério Tomaz Jr.  |  10/03/2009 às 13:36

    Muito legal a trilha sonora!! rs

  • 60. jo  |  10/03/2009 às 14:20

    o item 10 os pijaminhas tricolinos da azenha jamais esca escreveriam…Tem que ser muito macho pra admitir que voltaram roubando em 1992 na maior virada de mesa da história!!

  • 61. Rogério Tomaz Jr.  |  10/03/2009 às 15:32

    “seriam todos expulsos aos 10 minutos para ficar o restante dos OITENTA festejando e dando VOADORAS pelo gramado, para o PAÍS INTEIRO ver como nosso clássico é BUNITU.”

    PELAMORDEJAH ESCUTEM ESSE HÔMI!!!

  • 62. Saci  |  10/03/2009 às 16:07

    Muito bom, Gilson. É com muito pesar que lembro que vi junto contigo a humilhação nº 1. Até que torci pelo Flu naquele jogo em respeito à sua pessoa, embora seja muito difícil torcer pra esse merda desse Portaluppi. Fiquei trsite por você, mas senti uma ponta de satisfação por saber que esse técnico imbecil não seria um vencedor de Libertadores.

  • 63. Anônimo  |  10/03/2009 às 20:05

    “Perder de 7 a 2 para a LUSA realmente é a coisa mais normal do mundo…”

    7×2 da Lusa, 7×1 do Vasco e… bom, já dá pra fazer um top 3.

  • 64. gilson  |  10/03/2009 às 21:57

    Valeu Saci, hermano hasta siempre.

  • 65. Rodrigo Ranieri  |  11/03/2009 às 09:32

    sobre o Cruzeiro 5 x 1 Fluminense.. . o dia estava nublado!!!

  • 66. Douglas  |  11/03/2009 às 22:08

    Na verdade, a MUTRETA da Copa João Havelange responde pelo nome de Botafogo (rebaixado de direito no ano anterior) e os pontinhos ganhos com o caso Sandro Hiroshi e a pseudo-indignação do Gama, querendo também o seu pirão. É de corar ver um Tricolor pensando assim.

    No grande triênio do rebaixamento, o presidente eleito do Fluminense declarou ter vergonha da palavra “Football” no nome do clube. Tinha que dar no que deu. Mas isso são coisas da políticagem tricolor e a eterna luta entre piscineiros e futebol profissional.

  • 67. Daniel  |  12/03/2009 às 00:46

    Esse sim eh um belo top ten do flu…

    http://www.blablagol.com.br/quiz-do-fluzao/

  • 68. izabel  |  12/03/2009 às 17:55

    tou atrasadíssima pra este post, mas se o Riobaldo ler:
    muito bom, parabéns.
    além de bem humorados, achei sensacional a escolha, principalmente colocar a virada de mesa.
    só nunca imaginava que o jogo da invasão corintiana fosse uma humilhação. tudo bem que é o fato é um dos maiores orgulhos nossos, mas nunca vi corintiano comentando o fato como se tivéssemos humilhado vocês.
    e a derrota foi vendida cara. aquele gol do corinthians foi o mais chorado possível.
    e em 86 vcs se vingaram bonito… aquela vitória no morumbi com as jogadas dos assis, lindas demais! o que fez a gente permanecer sem nenhum brasileiro até 90! ah, e no ano da invasão, o inter nos derrubou, e o jejum durou mais um anito… hehheh

    douglas, respondendo sua provocação: não, 2005 não é vergonha pra nenhum corintiano (ou nenhum que eu tenha escutado até hoje).

  • 69. Riobaldo  |  17/03/2009 às 21:17

    Olá Izabel, valeu pelo comentário. Mas sobre o coringão, pode ter certeza, se fosse com o seu time você ia ter vergonha. Nem tanto pelo jogo, mas por essa situação da torcida. Meu cunhado tem uma camisa retrô oficial que foi lançada em comemoração a este jogo (fora os centenários, os times em geral só comemoram títulos né?).

  • 70. parrera  |  17/03/2009 às 23:41

    o legal mesmo é copa gente!!

  • 71. RS  |  18/03/2009 às 15:42

    e a derrota em 99 na copa do BR
    6×0 pro juventude nao vale?????

  • 72. Riobaldo  |  21/03/2009 às 20:23

    RS, QUERIDO: se fosse pra colocar todas ia dar um mês, rsrsrsrsrs. Boa lembrança.

  • 73. TRICOLOR  |  18/05/2009 às 20:40

    Lila. O Flamengo é o time mais beneficiado pelas arbitragens.

    Vide Libertadores 81 (contra o Atlético Mineiro) e Brasileirão 82 (contra o Grêmio).

    Qual a diferença de um roubo de juiz e de uma virada de mesa?

  • 74. marcos  |  19/04/2011 às 00:17

    As piores mesmo são a do ABC e a final da Libertadores, que não foi tecnicamente humilhação, mas era como se fosse.

    O champanhe tb foi realmente vergonhoso, só que mais pelo imbecil do Barcellos e quem tava lá na zona daquela época terem feito aquela festa ridícula e AINDA DEIXAR IMPRENSA FOTOGRAFAR. Isso é uma zona que até hoje existe, nas Laranjeiras, “repórter esportivo” faz o que bem entende.

    Vale lembrar que vários outros times grandes viraram a mesa, tanto antes quanto depois, só que não houve algazarra e ficaram quietos. De qualquer jeito, o time do Flu continuou horroroso, então era melhor termos caído logo mesmo.

    O rebaixamento para 3a sim, até eu pensei no fim. Merece estar no Top. Aquela do tal de Alê também foi foda.

    Em 2005, eu estava lá, e foi isso mesmo.. mas pra mim o pior foi ver alguém no campo antes do jogo com uma faixa escrito: “obrigado eurico” por nos emprestar o chiqueirão (era chiqueiro mesmo, sujo pacaceta).

    Deveríamos sim ter jogado a Segunda, mas resolveram fazer mais outra virada por causa de escândalos na Primeira e o Flu entrou de gaiato. Qual time grande recusaria, se convidado?

    Pro Flu era até melhor jogar no tal “Módulo Azul” em 2000, mais fraco (menos dinheiro, mas mais fácil). Como eram bagunçados os campeonatos… Pontos corridos pelo menos melhoraram um pouco a zona.

    Agora, me perdoem os tricolores com complexo de vira-latas. Em 2008 e 2009 pagamos todas as dívidas que tínhamos com o diabo. Agora é só com os credores, hehe…

    Faltam mais algumas TOP 10 humilhações aí ainda heim? Todos os que eu li, inclusive este, excelentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

  • Atlético-GO nos 11 primeiros jogos do returno: 14 pontos 8 hours ago
  • Corinthians nos 11 primeiros jogos do turno: 29 pontos Corinthians nos 11 primeiros jogos do returno: 12 pontos 8 hours ago
  • RT @rodrigocapelo: Quanto ganham os principais gestores de um clube de futebol brasileiro? A @RevistaEpoca publica com exclusividade. https… 16 hours ago
  • @germano_mergel Mas o apito parece ter vindo antes do chute. Mesmo assim, enorme sacanagem depois de ter deixado a… twitter.com/i/web/status/9… 1 day ago
  • Aliás, tragédia de arbitragem. Deu acréscimo até empatar (OITO MINUTOS, e tinha pedido 6) e acabou o jogo quando o Brasil ia meter o 3º. 1 day ago

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: