O torcedor, este exótico

30/01/2009 at 13:00 183 comentários

Em todo começo de ano duas discussões fundamentais para o bom andamento da civilização tomam conta da pauta veranesca dos espíritos, que nesta época estão mais sadios. A primeira refere-se inevitavelmente ao lugar onde se passará o Carnaval. Os mais sinceros e livres dos GRILHÕES SOCIAIS não têm vergonha em afirmar, de primeira, batendo a mão na mesa e sorrindo o sorriso dos puros: “CIDREIRA BEACH!“.

Alguns mais engraçadinhos fazem troça, mas acabam entregando as origens: “Vou para CURAÇAO. Ali entre Curumim e Arroio do Sal“. Os afetados fazem cara de quem tomou chá de LOSNA e dizem, como se um torniquete lhes tivesse tirando todo o sangue do pé: “tou em dúvida se vou pra Fortaleza ou pra PUNTA”.  Vai pra Punta, então, safado.

O segundo arranca-rabo típico do início do ano diz respeito aos IMORTÁVEIS campeonatos estaduais. Se os destinos carnavalescos já geram celeumas nos cidadãos, a disputa dos torneios em cada Estado provoca um verdadeiro tremor de placas tectônicas, espalhando a cizânia mesmo entre IRMÃOS. Há os que defendem mortalmente o direito da competição em EXISTIR e há aqueles que não mais se importam com as FRONTEIRAS e os costumes regionais e não vêem fundamento para a realização das disputas.

Eu, que defendo os estaduais com o mesmo fervor com o qual frito um bife de alcatra, confesso que acredito na pureza e na importância destes campeonatos, especialmente por causa dos times considerados PEQUENOS, que têm a chance de aparecer para o MUNDO, nem que seja para o mundo das CAPITAIS.

Mas não estou aqui para opinar. Quero na verdade, falar de uma pesquisa feita pela TNS Sport, que tive conhecimento lendo esta matéria. O levantamento revelou quais são as competições preferidas do POVO BRASILEIRO. Para surpresa inicial de muitos, o Brasileirão desbancou a Libertadores em preferência nacional, ficando com 56,67% das indicações, enquanto COPA DO BRASIL e LA COPA QUE NO SE TOCA tiveram, respectivamente, 13,77% e 13,70%.

São números que à primeira vista causam estranhamento, mas que parecem bastante naturais se pensarmos que os clubes que costumam disputar a Libertadores são poucos, o que afasta o interesse de muita gente. Além, é claro, que NÓS, torcedores, geralmente dopados pela emoção, nunca vamos admitir que um torneio do qual nosso time NÃO esteja participando seja importante.

Mas então a pesquisa avança para os controversos estaduais. E ficamos sabendo que apenas um em cada CATORZE torcedores tem o Campeonato Paulista como a competição mais importante do mundo inteiro. 60% dos paulistas gostam mesmo é do Brasileirão. Depois aparecem a Libertadores (16%), Copa do Brasil (11,7%) e Paulistão (6,9%). O torneio estadual mais CONSIDERADO em sua região de abrangência é o Pernambucano, com 16,8%. Entre os mais desprezados, denegridos e defenestrados estão o Paranaense, vulgo ARAUCARIÃO, com 6,7%, e o Gaúcho, com 6,8%.

A pesquisa indica, ainda, que em solo PAULISTA o torcedor corinthiano é o que mais curte o Estadual, com 7,7%. Depois vem Santos (6,74%), São Paulo (5,74%) e Palmeiras (5,38). No quadro nacional, os torcedores que mais apreciam uma viagenzinha ao Interior são os de Fluminense (10,34%), Internacional (9,54%) e Atlético-MG (8,09%).

Achei bastante interessantes o MOTE e os resultados da pesquisa. Percebemos, por exemplo, que o MISTICISMO da Libertadores não alcança todos os povos. Muita gente, provavelmente INDUZIDA pela quantidade absurda de jogos na televisão, prefere o Brasileirão. E, apesar de ocuparem a rabeira da preferência, os torneios estaduais ainda têm lugar garantido no IDEÁRIO do torcedor, situação que seria ainda mais exaltada se pudéssemos ver estes jogos tão CÂNDIDOS – como Inter x Santa Cruz, Sport x Ypiranga, Corinthians x Barueri – sorvendo uma cervejinha. Mas isto não se pode mais, senão a gente vira bicho e morde uns aos outros.

Saudações,
Douglas Ceconello.

Entry filed under: Clubes, Colunas.

Decisão da TV faz Inter-SM perder R$ 150 mil Duas tragédias atingem futebol paraguaio

183 Comentários Add your own

  • 1. Dario  |  30/01/2009 às 13:08

    Também se pode ir prá Pinheira, ali, entre Pinhal e Cidreira.

  • 2. Álisson  |  30/01/2009 às 13:13

    A Cerveja desperta nossos instintos mais primitivos. (JEFFERSON, Bob. 2005)

    Mas eu defendo os estaduais. Já é uma bosta ficar entre 15/12 e 15/01 sem futebol, imagina demorar mais ainda pra começar a diversão?

    Eu não comemoro muito o título. Mas é legal ganhar grenal, ver o time jogando em NH, ver a fumaceira no centenário com o CAJU.

    Ano passado vi alguns jogos do sapucaiense no estádio do Aimoré e foi muito legal, bem nas margens da 116.

  • 3. Rojo  |  30/01/2009 às 13:15

    ¡Mirando la Copa estoy! Bamo Rojo mis millones de carajos, aguante por toda la vida la Copa más querida. Los de Ra-sin son todos putos…

  • 4. Álisson  |  30/01/2009 às 13:16

    Eu vou para Atlântida….SUL, haushaushaushaushaushas.

    Mas Mariluz é colônia hamburguense.

  • 5. Guilherme  |  30/01/2009 às 13:16

    Eu gosto dos Estaduais pela falta de adrenalina deles. Brasileirão é muito difícil.

  • 6. Arbo  |  30/01/2009 às 13:18

    ok
    importante dizer q pesquisas merecem análises, como tu bem fez algumas, douglas
    senão saem merdas como essa aqui http://colunas.globoesporte.com/olharcronicoesportivo/2009/01/29/quem-ama-ainda-os-estaduais/

  • 7. Anti-Lagoão  |  30/01/2009 às 13:19

    Também pode-se ir para P*q*; entre Torres e o Cassino…

  • 8. Milton Ribeiro  |  30/01/2009 às 13:22

    Eu detesto os anacrônicos regionais com seus joguinhos de quinta categoria. Peço desculpas à torcida xavante e à papada, mas não dá. Por causa deste início de ano, teremos rodadas domingo-quarta-domingo durante o Brasileirão. É ridículo.

    Inter e Grêmio tem que cruzar com a sua turma. Jogar regional é como fazer um Golden Retriever cruzar com um Salsicha.

  • 9. Guilherme  |  30/01/2009 às 13:22

    Mas sério, tem que avaliar como foram feitas as perguntas.

    Não me parece que tenham perguntado: “Você gosta de Estadual?”, algo que esse Emerson que o Arbo linkou, ta indicando.

  • 10. Deluca  |  30/01/2009 às 13:27

    Em Carlos Barbosa vai acontecer o Festival Eu Não Fui pra Praia de Novo.

    Pensei que os estaduais tivessem mais moral entre algumas torcidas, como por exemplo, sei lá, um NÁUTICO da vida. Dificilmente o TIMBU terá chances de ser campeão brasileiro. Já no Pernambucano, as chances de título são reais.

  • 11. mardruck  |  30/01/2009 às 13:28

    “Jogar regional é como fazer um Golden Retriever cruzar com um Salsicha.”

    Milton nitidamente citando o TORCEDOR SÍMBOLO de seu time gratuitamente.

  • 12. André K  |  30/01/2009 às 13:32

    Tem gente que nunca disputou a Libertadores, logo não pode dizer o que prefere.

  • 13. izabel  |  30/01/2009 às 13:38

    mardruck, deixei um recado pra vc no post da tv e o inter de sta maria.

    pra mim, parece óbvio que o brasileirão tenha maior espaço no gosto dos brasileiros (mais times/torcedores participando), assim como os estaduais tem mais espaço onde não há times disputando o brasileirão.
    e em SP e RJ, os dois maiores ganhadores (considerando que fla alcançou o flu só ano passado) são os que mais ganharam o título na história.

  • 14. Álisson  |  30/01/2009 às 13:39

    Ter jogo quarta e domingo é a melhor coisa.

    Se acabasse os jogos em quarta seria uma merda. Imagina se não tivessem mais os jogos a noite, só domingo a tarde?

    Jogador ganha uma montanha de dinheiro, tem mais é que jogar duas vezes na semana.

  • 15. Daniel Cassol  |  30/01/2009 às 13:41

    Da Izabel:

    “MARDRUCK: tive com o fábio ontem, ele falou que vc tá muito querendo ir num jogo no paca. vamos amanhã?”

    Meu sonho é um dia o Impedimento unir dois corações.

  • 16. Arbo  |  30/01/2009 às 13:43

    to com o álisson

  • 17. marlon  |  30/01/2009 às 13:45

    bá, o que é essa LA COPA, hein?

    e cidreira era tri massa, há uns 15 anos atrás. a oswaldo se mudava pra lá, e junto com os cabeludos chinelos [eu] iam as cervejadas, as ninfas loiras e a pegação marota.

    *suspiro*

  • 18. Arbo  |  30/01/2009 às 13:45

    dois corações DESIMPEDIDOS, cassol? ehehe

  • 19. izabel  |  30/01/2009 às 13:51

    independente dos sonhos do Cassol, este Impedimento rende, sim, encontros legais.
    conheci a Lila numa ida ao Rio, e de lá pra cá já assistimos alguns jogos juntas. no final do ano passado conheci o Mardruck numa baladinha (reconheci pela camisa do grêmio) e este ano, de férias lá em salvador, conheci o franciel.
    quando for aí a POA, assistirei uma Impednua pra ver quem é que entende de bola aqui de verdade.
    😉

  • 20. Prestes  |  30/01/2009 às 13:52

    Sou daqueles que prefiro ganhar o Brasileiro à Libertadores, mas acho a Libertadores mais interessante por que não é sempre que o cara joga e tal, cada campeonato tem equipes diferentes, etc.

  • 21. Guilherme  |  30/01/2009 às 13:54

    Bah, declaração polêmica essa do Prestes.

  • 22. marlon  |  30/01/2009 às 13:55

    impedimento >>> almas gêmeas

  • 23. mardruck  |  30/01/2009 às 13:57

    Eu ainda acho que deveria ter jogos umas TRÊS vezes por semana.

    Bando de folgado.

  • 24. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 13:58

    izabel, #13, matou a charada. O torcedor médio do Náutico e do Coritiba não prefere a Libertadores.

    contudo, talvez o torcedor médio do Náutico não seja uma amostra tão significativa na pesquisa. Seria interessante ver, p.ex, o que os torcedores dos 12 acham sobre o assunto.

    pelo menos para mim, a questão não é o fim dos estaduais. Acho que os estaduais devem existir para todo o sempre. Só que nos últimos dias, penso que poderia ser melhor um estadual com transmissão de TV mas sem os times das séries A e B, com a possibilidade de equipes menores levantarem a taça.

  • 25. mardruck  |  30/01/2009 às 13:58

    E, bá, Izabel tá em TODAS as baladas que vou. Só falta ela fazer um TWITTER contando meus passos.

  • 26. Carlos  |  30/01/2009 às 13:59

    [Gasolina na fogueira mode on]

    Ninguém citou a Sudamericana nessa pesquisa? ah, então tá.

    [Gasolina na fogueira mode off]

    Um amigo do meu irmão tinha uma casa…q eu não lembro bem dentro de qual praia era…só sei q a praia se chamava “nordeste”…çalksdslalkdkçdçskdks

  • 27. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 14:02

    mas vai começar de novo a cantilena “eu odeio o campeonato que meu rival ganhou”?

  • 28. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 14:03

    Izabel tá em TODAS as baladas que vou.

    comecei a ouvir aqui um violino tocando a trilha de Love Story. Deve ser coincidência.

  • 29. Milton Ribeiro  |  30/01/2009 às 14:03

    As quartas seriam para a Copa do Brasil — QUE PODERIA ENFIM SER DISPUTADA POR TODOS –, Libertadores, etc.

  • 30. Carlos  |  30/01/2009 às 14:04

    #27

    ooooooops…fisguei um peixe…açsdkaçsldkaskçldkçaskdakç

    Relaxa, LF …

  • 31. Diogo  |  30/01/2009 às 14:04

    Considerando, pela amostragem [ como sugere o xará do Scolari], que o Corinthians nunca ganhou uma Libertadores e o Flamengo amarela até para o Cabañas – entende-se o desprezo nacional para com La Copa.

  • 32. Prestes  |  30/01/2009 às 14:04

    Nordeste se não me engano fica no município de IMBÉVERLLY HILLS. Logo após, o paradisíaco balneário de PRESIDENTE.

  • 33. alemao  |  30/01/2009 às 14:05

    bah, prestes…. libertadores toda a vida…só o fato de juntarem times das mais diversas paragens e estilos já vale…

  • 34. Carlos  |  30/01/2009 às 14:06

    #29
    Bah….grande sacada…Copa do Brasil sem os times q estão na Liber esvaziou (muito) a competição….

    Alguém sabe q horas vai ser Boca x River domingo?

  • 35. Prestes  |  30/01/2009 às 14:06

    Acho mais interessante. Mas a verdade é que o Brasileiro é o campeonato mais foda do mundo.

  • 36. Anônimo  |  30/01/2009 às 14:06

    Eu não comemoro muito o título. Mas é legal ganhar grenal, ver o time jogando em NH, ver a fumaceira no centenário com o CAJU.

    Acrescente-se a isso o prazer de assistir um jogo no sábado à tarde com uns 12 mil torcedores… tranquilo pra chegar, sentar, pode levar a patroa ou aquela irmã mais nova (sim, Carlos, óculos escuros e pirulito…), gritar olé pra qquer time por pura galhofa, enfim…

    Nada como um bom joguinho de primeira fase de gauchão

  • 37. Prestes  |  30/01/2009 às 14:07

    O nome do Arbo tá sumindo??? Uordpréis nitidamente mancomunado com Exu Caveira.

  • 38. Diogo  |  30/01/2009 às 14:08

    E quem despreza os Estaduais, despreza o Campeonato Uruguaio.

    Traidores do Impedimento!

  • 39. Ismael  |  30/01/2009 às 14:09

    UORDIPRÉS fiadasputa… prendeu meu comment

  • 40. Arbo  |  30/01/2009 às 14:10

    semana q vem haverá a DÉCIMA impednua

  • 41. Ismael  |  30/01/2009 às 14:10

    #36
    É meu

  • 42. Guilherme  |  30/01/2009 às 14:11

    Nada como um bom joguinho de primeira fase de gauchão [2]

  • 43. izabel  |  30/01/2009 às 14:12

    1- LF, não só torcedor do coritiba e náutico. tá mais para o que o diogo falou: eu, corintiana, prefiro o brasileirão. liber é até legal, mas um campeonato curto, os jogos só são interessantes das quartas em diante, até lá é baba pra qualquer brasileiro.

    2- futebol quartas e domingo, óbvio. inclusive, acompanho muito mais os jogos da quarta do que os de domingo, quando costumam acontecer os eventos sociais (e, em salvador, a praia me chamava).

  • 44. alemao  |  30/01/2009 às 14:13

    tb curto os estaduais…mas o noveleto poderia incentivar a ida dos torcedores liberando a BIRA no estádio…ah, e VINTÃO tá mais q bom, né?

  • 45. Prestes  |  30/01/2009 às 14:13

    Caras, vou lhes dizer: achei irado ir a Inter x Santa Cruz. Aquele clima ameno de começo temporada e pá. Mas para Inter e Sapucaiense já não estou muito empolgado. E certamente em Abril eu vou estar achando que tá atrapalhando a Copa do Brasil.

  • 46. Arbo  |  30/01/2009 às 14:13

    prestes, se te referes ao 36, não fui eu… hj tá dando tudo certo por aqui…

  • 47. Prestes  |  30/01/2009 às 14:14

    usdhasuhdsahud, percebi

  • 48. maurício  |  30/01/2009 às 14:14

    na praia de presidente um gaiato pichou umas letras e escreveu outras, deixando escrito RESIDENT EVIL

    djênio

  • 49. mardruck  |  30/01/2009 às 14:16

    “comecei a ouvir aqui um violino tocando a trilha de Love Story. Deve ser coincidência.”

    Love Story é uma casa de meretrício em São Paulo. Entre seus frequentadores está MIKE TYSON.

  • 50. Álisson  |  30/01/2009 às 14:19

    Love Story é uma casa de meretrício em NOVO HAMBURGO.
    Até onde eu sei, muito mal frequentada.

    – Não conheço o estabelecimento.

  • 51. izabel  |  30/01/2009 às 14:20

    “Acho mais interessante. Mas a verdade é que o Brasileiro é o campeonato mais foda do mundo.”
    concordo com o Prestes.

    “gritar olé pra qquer time por pura galhofa”
    concordo com o Ismael.

  • 52. Matias Pinto  |  30/01/2009 às 14:21

    Mardruck,

    A casa de todas as casas (a.k.a Love Story) é um lugar de respeito que reúne a nata da boemia paulistana, dentre as quais as profissionais do sexo.

  • 53. Lila  |  30/01/2009 às 14:21

    Prefiro jogos quartas e sábados.

    Gosto de estadual, nacional, continental, mundial. Eu gosto de futebol, cacete.

  • 54. col  |  30/01/2009 às 14:22

    Como anda a Copa Paqueta?

  • 55. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 14:23

    a questão é a seguinte:

    se tiram os times das séries A e B do Estadual, eu me sinto mais à vontade para gastar 10 reais em todo jogo do Zequinha. E ainda vou pra casa batendo papo com o Olívio Dutra e a sua digníssima esposa.

  • 56. Lila  |  30/01/2009 às 14:23

    Ah sim, há dias tou intrigada com esse lance de “é bom que dá pra levar mulher”. Não tou entendendo, bial.

  • 57. Matias Pinto  |  30/01/2009 às 14:23

    Concordo com a Lila. Assisto até A-3 do Paulista, Desafio ao Galo, Copa LAFUSP etc.

  • 58. Ismael  |  30/01/2009 às 14:25

    total off, mas esse é o bom da sexta-feira por aqui… o F5 do meu teclado fica totalmente TRANSTORNADO!

  • 59. Prestes  |  30/01/2009 às 14:26

    Lila, é verdade que se o camarada for de amarelo pro campo no Rio, periga ser chamado pra BANDEIRAR????

  • 60. Matias Pinto  |  30/01/2009 às 14:26

    “Ah sim, há dias tou intrigada com esse lance de “é bom que dá pra levar mulher”. Não tou entendendo, bial.”

    Bial ou Horcades?

  • 61. Álisson  |  30/01/2009 às 14:27

    Bial e Horcades – Mesma turma.

  • 62. Lila  |  30/01/2009 às 14:30

    Lila, é verdade que se o camarada for de amarelo pro campo no Rio, periga ser chamado pra BANDEIRAR????

    Olha, isso não sei, mas que certamente ele sabe mais do que toda a arbitragem carioca junta, AH SABE.

    Matias, sei lá, tudo viadinho tricolete.

    [corneta saudável, tá galera?]

  • 63. izabel  |  30/01/2009 às 14:32

    Prefiro jogos quartas e sábados.
    Gosto de estadual, nacional, continental, mundial. Eu gosto de futebol, cacete.

    ahhahahahahah

    Ah sim, há dias tou intrigada com esse lance de “é bom que dá pra levar mulher”. Não tou entendendo, bial
    Lila sempre dando a palavra final. mas eu me divirto com isso, Lila. acho super legal como os caras, em pleno 2009, ainda pensam assim. mas tem o lado bom, adoro me sentir “protegida”.

    uma boa idéia sobre esse lance de times pequenos x grandes no estadual ocorre aqui em SP. além do título do campeonato, há também semi finais e finais para os melhores colocados na primeira fase (dentre os não classificados para a 2° fase) para disputar o título de ‘melhor time do interior’. rola taça, transmissão no rádio e etc.

  • 64. Álisson  |  30/01/2009 às 14:34

    Arbitragem ruim não é exclusividade do RJ. Aqui a coisa tá russa!

  • 65. Junior  |  30/01/2009 às 14:35

    Os estaduais eram legais quando tinham times tradicionais do interior ou os pequenos da Capital (no caso do RJ). Qual a graça em ver um jogo do seu time contra o Tigres, a Ulbra, a Sapucaiense, o Mesquita, o São Caetano, o Barueri, etc. No lugar detodos esses clubes “modernos” e sem torcida que eu citei deveriam estar o Olaria, Pelotas, XV de Piracicaba, América-RJ, Guarany de Bagé, Bagé, Ferroviária de Araraquara, etc. Sem falar que antigamente havia jovens e bons jogadores no interior. Hoje, só há veteranos, como o Aládio, que em breve será declarado patrimônio mundial do Bovinão. Do jeito que estão, os estaduais deveriam durar no máximo dois meses.

  • 66. Lila  |  30/01/2009 às 14:35

    Nem é isso do machismo, Bel. É toda uma idéia de que simplesmente não existe mulher que goste de futebol, daí eles precisam levar pra jogo pra catequizar. É muito esquisito isso no meu mundo. Só queria conferir se era isso mesmo ou se eu tou doida de vez.

  • 67. Matias Pinto  |  30/01/2009 às 14:38

    Junior,

    Só pra você ter uma noção na final da Copa FPF 5 mil piracicabanos invadiram Sorocaba, enquanto que os discípulos do Rev. Moon não levaram metade disso…

  • 68. Carlos  |  30/01/2009 às 14:40

    #66
    Bah…como queria q a Dona Denise curtisse um futebol…..putz…

  • 70. Lila  |  30/01/2009 às 14:46

    Diogo, esse ultimo páragrafo é definitivo. Porque até pra comprar camisa é um tormento, tanto, muitas vezes, apelo mesmo pra linha infantil e vamoquevamo.

    Aliás, faz um tempo, disse por aqui mesmo, que o Gremio é um dos poucos grandes que realmente se importa em ter uma linha feminina decente. E que não pinte a pobre torcedora como um piriguetchy de estádio.

  • 71. Álisson  |  30/01/2009 às 14:46

    O time que faz falta no ruralito é o Aimoré de São Leopoldo.

    Lila e Izabel,

    Minha questão quanto a minha noiva no estádio.
    Sou colorado, ela gremista.
    Ela não gosta muito de ir ao estádio. Eu já me propus a ir ao olímpico com ela, na torcida do grêmio (que o amor não faz?), mas ela tem receio de brigas e brigadianos enlouquecidos.

    Então, no gauchão, nós vamos juntos ver o Novo Hamburgo. Torcemos para o mesmo time e é bem mais tranquilo.
    Final: Nós dois no divertimos sem maiores preocupações e não deixa de ser uma catequese!

  • 72. Mulher do Álisson  |  30/01/2009 às 14:49

    Mas para de dar explicação pra essa sirigaita!

  • 73. mardruck  |  30/01/2009 às 14:51

    Eu levava minha ex no estádio tranquilamente. Até jogos meio tensos.

  • 74. Matias Pinto  |  30/01/2009 às 14:52

    Álisson,

    Espero que o time da família o EC 14 de Julho de Sant’ana do Livramento, o Leão da Fronteira, volte para a divisão de elite do ruralito. Este ano promete, na casamata encontra-se o Príncipe Jajá e contaremos com reforços cisplatinos.

  • 75. Prestes  |  30/01/2009 às 14:54

    “73. mardruck | 30/01/2009 at 14:51

    Eu levava minha ex no estádio tranquilamente.”

    Todos os caminhos levam para um AMOR IMPEDIMENTÍSTICO.

  • 76. Francisco Luz  |  30/01/2009 às 14:57

    Mulher do Álisson | 30/01/2009 at 14:49

    Mas para de dar explicação pra essa sirigaita!

    AJHASJKGUSASAUGSAUGSAGHSAYGSAYBWBHASGSABJGA

    Tem que ter jogo quarta e domingo sempre, apóio (apoio?) essa ideia.

  • 77. Daniel Cassol  |  30/01/2009 às 14:57

    Quero ser o Sílvio Santos deste relacionamento.

    Se rolar, rolou.

  • 78. Sanchotene  |  30/01/2009 às 15:00

    Eu tenho 28 anos, mas sou romântico. Queria estadual de ano inteiro – com jogos SÓ AOS DOMINGOS – e uma Copa entre os melhores dos Estados. Exatamente como nasceu o campeonato brasileiro em 1959.

  • 79. Arbo  |  30/01/2009 às 15:00

    a Bi vem de uma família q não curte nada futebol, q embora paraguaya, só na copa do mundo q via alguma coisa, e torcia pro brasil… aí veio pra cá, e depois q me conheceu levei em vários jogos da série b e ela passou a gostar, mas mais por me acompanhar, certamente. mas ela gosta do estádio, de torcer e tal, sempre ta querendo ir a jogo comigo.
    e esse negócio de proteção q a izabel colocou… eu acho q depende da guria… por mim eu vou com a bi a todo jogo, mas é fato q alguns são mais perigosos, lembro de um jogo do nescafé, contra o são caetano, q passamos juntos maus BOCADOS. a questão é, se ela fosse tão afim qto eu de ir a campo, provavelmente não veria maior problema em ela me acompanhar. mas já q a paixão dela não é AQUELA, colocando na balança, em alguns (poucos) jogos, o melhor é q fique em casa, ou veja de um lugar mais seguro…
    ou seja, depende da guria… E DO CARA tbm.. pq pode mto bem haver UM HOMEM q não vá ao jogo pq se sente inseguro…

  • 80. Junior  |  30/01/2009 às 15:03

    Arbo, pior que conheço inúmeros “apreciadores de fanta uva” (para não usar uma definição mais forte) que tem medinho de ir em estádio.

  • 81. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 15:03

    pois é, lá em casa só eu gosto do desporto, mas levarei minha filha ao jogo tão logo ela entenda o que ele significa.

    aliás, estou devendo um programa desses à minha sobrinha, que tem quase sete anos.

  • 82. Bi  |  30/01/2009 às 15:04

    Cariño:

    contigo siempre me siento seguro

    Besos calientes!

  • 83. Francisco Luz  |  30/01/2009 às 15:06

    Bah, eu não gostaria de levar minha namorada no estádio, e comemoro por ela não gostar de futebol.

    Nem falo por questão de segurança, mas porque fico completamente alheio a qualquer coisa em um jogo. Como ela gosta de falar (e como gosta de falar…), provavelmente ia ficar AMUADA por não ter resposta.

    Aí é melhor assim. Mas sempre que vou levo junto minha prima, e meu primo leva a mulher dele. Tudo na buena pax.

  • 84. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 15:06

    ah, promessa que fiz à Renata: o primeiro jogo que levarei a Morgana será do Zequinha.

    se ela se tornar uma torcedora do São José, confesso que ficarei muito feliz.

  • 85. Sanchotene  |  30/01/2009 às 15:07

    Os Estaduais faziam enorme sucesso, aí, resolveram acabar com eles. Mataram os clubes pequenos. Hoje, dizem que os Estaduais não prestam, que o interior não se mobiliza, entre outras bobagens…

  • 86. Daniel Cassol  |  30/01/2009 às 15:09

    Bah, tá muito romântico esse Impedimento hoje.

  • 87. Lila  |  30/01/2009 às 15:09

    Só acho que já inferir que porque a pessoa tem cromossos XX já automaticamente não vai curtir futebol é meio ingênuo.

  • 88. Arbo  |  30/01/2009 às 15:10

    certo q é o prestes, esse homem de multitransidentidades

  • 89. Prestes  |  30/01/2009 às 15:11

    Cara, minha ex certa feita fez cara feia por que eu não tava dando bola pra ela no jogo. Vê se pode.

    Foi um passo para o fim…

  • 90. Sanchotene  |  30/01/2009 às 15:11

    Eu levo a minha mulher ao campo sempre que ela quer. Ela não gosta muito, mas vai pela função. Ela gosta de ir em jogos importantes, com casa cheia.

    P.S.: O debut dela, a primeira vez que ela assistiu futebol in loco num estádio foi n'”A Invasão de Criciúma” em 2003. Isso é que é prova de amor!

  • 91. Arbo  |  30/01/2009 às 15:11

    tbm acho, lila… e conheço várias gurias q adoram futebol de verdade. é um preconceito (com causas diversas) q tende a desaparecer, embora lentamente.

  • 92. Prestes  |  30/01/2009 às 15:12

    Bah, pior que não fui eu, Arbo. Mas saúdo quem fez, foi um uso muito ADEQUADO dos pseudônimos, ou seja, a arriada AMPLA e IRRESTRITA.

  • 93. Álisson  |  30/01/2009 às 15:13

    O pior é quando a mulher nem é muito fã de futebol e implica em fazer teu FUTUROS filhos torcerem para o riva!

    Aí é dose e briga na certa!

  • 94. Carlos  |  30/01/2009 às 15:13

    Bah, eu sempre tive azar levando mulher em futebol ou mulher+futebol…

    Levei minha ex (bageense, faca na bota, colorada) naquele grenal q o grêmio tava muito mal no Brasileirão. Bucha do Christian, eu no meio da torcida do inter, durinho durinho, louco pra pular. Apertei a mão da ex a FU. Ela só virou pra mim e disse: “fica quietinho, senão te entrego”. Baita FDP!

    E dona denise, atualmente, tem o pé mais gelado do planeta terra. Ela entra na sala, pum, gol do outro time.

    Lembro em 2006. Entrou na sala, pum, gol do Gabiru. Queria MATAR ela.

  • 95. Junior  |  30/01/2009 às 15:14

    Concordo com a Lila, meu avô levou a minha mãe na inauguração do Beira-Rio, em 1969. Outro dia vi alguém da direção do Inter afirmar que atulamente, 12% dos sócios são mulheres. E pelo que eu vejo, as guriazinhas de 15, 16 anos já sabem bastante sobre futebol.

  • 96. Prestes  |  30/01/2009 às 15:16

    yuddsauyhysadygsdysga

    Imaginei a cena:

    Dona Denise: tá brabo porque, amor??

    Carlos: silêncio

    Dona Denise começa a querer discutir a relação, e replay do gol a milhão, os colorados na Goethe aparecendo ao lado, uasdhasuhduhsaduhsauhduhs

  • 97. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 15:16

    Lembro em 2006. Entrou na sala, pum, gol do Gabiru. Queria MATAR ela

    porra, dois anos depois eu descobri o segredo. Dona Denise, entre na sala sempre.

  • 98. Carlos  |  30/01/2009 às 15:17

    Não…ela só perguntou:
    Gol de quem, amor?

    Eu só disse: Denise, sai da sala, por favor, não é um bom momento.

  • 99. Francisco Luz  |  30/01/2009 às 15:18

    Lá em casa todas as mulheres gostam de futebol, só a Xu que destoa, mesmo.

    Mas minha vó e minha tia são sócias, minha mãe e irmã são sócias do Grêmio… esse preconceito de mulher e futebol nunca pegou lá na família.

    Mas só lá, porque a maioria das gurias na minha época de escola eram tricolores. Prova CABAL de que não entendiam picas, uashhdsadsga.

  • 100. Sanchotene  |  30/01/2009 às 15:18

    Depois do meio-estádio, inventaram o “um-quarto-de-estádio”. Este é o novo estádio do Noia?!

    http://www.clicrbs.com.br/especial/rs/gauchao2009/noticia/detalhe/Novo-Hamburgo-prepara-estadio-para-receber-o-Gremio.html

  • 101. Carlos  |  30/01/2009 às 15:18

    LF….agora ela já sabe.

    Jogo importante ela se tranca no quarto.

  • 102. Lila  |  30/01/2009 às 15:18

    Cara, acho muito saudável esses relacionamentos que envolvem clássicos. Minha melhor amiga é atleticana e o marido santista; minha amigona e parceira de maraca namora um vascaíno doente; uma amigaça minha de recife é Ixpó e o marido Mengão.

    Invejo todos profundamente. =D

  • 103. Matias Pinto  |  30/01/2009 às 15:20

    Minha mãe, que é corintiana não-praticante, é uma baita de um pé-frio. Lembro quando ela entrou na sala em Maio de 2007 e o Diego Souza comemorava seu tento.

  • 104. alemao  |  30/01/2009 às 15:22

    ela se tranca ou tu tranca ela?

  • 105. Arbo  |  30/01/2009 às 15:22

    Bá, minha mãe é colorada e sempre encheu o saco com essas perguntas (de lógica e visualizável resposta)… gol de quem? e o q acontece agora? (sempre em maus momentos, nos quais nunca estamos muito afim de sermos racionais palestrantes)

  • 106. Prestes  |  30/01/2009 às 15:22

    Cara, minha namorada é muito satisfatória na questão de futebol:

    Não gosta de futebol, mas é colorada porque odeia os gremistas, como torcedores.

  • 107. Francisco Luz  |  30/01/2009 às 15:22

    Sancho, o estádio foi inaugurado só com a social.

    Agora, estão instalando na lateral oposta a outra arquibancada, usando parte da arquiba que ficava no Santa Rosa (mas espero que melhorada e ampliada).

    Depois, o plano é fazer a cada ano os módulos seguintes, com as partes atrás das metas.

  • 108. Xu  |  30/01/2009 às 15:23

    Ai, amor. Não coloca nossas intimidades num blog com esses teus amigos vagabundos!

  • 109. Sanchotene  |  30/01/2009 às 15:23

    Sobre mulher e futebol, minha família é rica nelas. Um exemplo:

    Minha BISAVÓ era colorada de não sair de casa se o Internacional perdesse. Mas isso não é nada. Não satisfeita, durante a gestão do Balvé, em 1959, ele ligava TODAS AS SEMANAS para a casa do presidente para ESCALAR O TIME DE DOMINGO. Para piorar a situação, ela sempre morou no Moinhos de Vento (a casa existe até hoje), a uma quadra da Baixada…

  • 110. Arbo  |  30/01/2009 às 15:24

    “Bucha do Christian, eu no meio da torcida do inter, durinho durinho, louco pra pular. Apertei a mão da ex a FU. ”
    q momento… q momento

  • 111. Dona Denise  |  30/01/2009 às 15:27

    Ao tal de Alemão:
    Tá pra nascer homem pra me trancar.

  • 112. Matias Pinto  |  30/01/2009 às 15:27

    De um lado da família eu tenho uma bisa que era doente pelo Fluminense. Tinha até um escudo de proporções dantescas na cozinha, onde ela ouvia os jogos do Tricolor das Laranjeiras.

    Já pelo lado do pai, minha avô era colorada doente e acompanhava todos os jogos pelo rádio até se mandar de Livramento para POA, mudando-se para o Menino Deus.

  • 113. Francisco Luz  |  30/01/2009 às 15:27

    Bah, Sancho, minha bisavó (gremista) morreu de ataque cardíaco depois de uma derrota do Grêmio.

    Claro que ela já estava mais pra lá do que pra cá, tinha tido outro infarto meses antes, mas foi logo depois de uma derrota que bateu o gongo.

    E meu bisavô, marido dela, nunca torceu por time nenhum. Ele dizia que gostava do Brasil de Farroupilha por ser de lá, mas acho que não sabia nem as cores do time.

  • 114. Sanchotene  |  30/01/2009 às 15:27

    Luz, eu sei que doeu sair do Santa Rosa e tal, mas se mudar para um estádio menor que o Cristo-Rei não machuca mais ainda?!

  • 115. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 15:31

    durante a gestão do Balvé, em 1959, ele ligava TODAS AS SEMANAS para a casa do presidente para ESCALAR O TIME DE DOMINGO.

    MELHOR HISTÓRIA.

    bisavó do Sancho >>>> Teté

  • 116. Álisson  |  30/01/2009 às 15:31

    Eu só tive namorada (firme) gremista nessa minha vida sofrida.

    Lá em casa: Minha mãe não gosta, minha irmã mais velha (casada seus lacaios) gosta mas não acompanha muito e é colorada.

    Já a mais nova, eu e meu pai cooptamos e ela entende pra caramba, gosta e tal.
    Mas vive dizendo que o D’Alessandro é lindo, aí perdeu o respeito na hora de discutir FUTEBOL.

  • 117. Francisco Luz  |  30/01/2009 às 15:31

    Sancho, acho que só doeria se houvesse rivalidade (ou torcida) entre os dois times. Como não há, ficou só a questão de ter um estádio novo que -dizem- será ampliado e ficará bonitão e tal.

  • 118. alemao  |  30/01/2009 às 15:33

    masáááá Dona Denise, faca na bota!

  • 119. Prestes  |  30/01/2009 às 15:37

    Minha mãe dizia que era Bahia na época que meteu o Inter só pra incomodar, uhdusdasudhasuhauhdas

  • 120. Prestes  |  30/01/2009 às 15:39

    Mesmo sendo mentira ficou um apreço familiar pelo BAEA.

    Minha irmã mais velha dizia que era flamenguista porque curtia as pernas do Edmundo, siadasidhasudh

    E a mais nova era colorada só pra agradar meu pai, mas não dava a menor pelota.

    Agora as duas têm namorados colorados! E até perguntam quanto foi o jogo, usahdsauhduhasduhasuh

  • 121. Matias Pinto  |  30/01/2009 às 15:41

    “Mas vive dizendo que o D’Alessandro é lindo, aí perdeu o respeito na hora de discutir FUTEBOL.”

    Discutir Futebol e ESTÉTICA.

  • 122. Arbo  |  30/01/2009 às 15:43

    e essas irmãzinhas aê hein, carlos…

  • 123. izabel  |  30/01/2009 às 15:44

    tou adorando as vovós de vocês todos!!

    lá em casa, quem mais gosta de futebol sou eu e minha irmã (e tenho 3 irmãos). minha mãe e meu pai não entendem nada de nada da bola.
    só tive, até hoje, um namorado que gostava mais de futebol do que eu.
    e ainda: das minhas 3 cunhadas, 2 gostam e acompanham futebol muito mais que meus 2 irmãos (uma gremista e uma bambi).

  • 124. Lila  |  30/01/2009 às 15:45

    Discutir Futebol e ESTÉTICA.

    O futebol era melhor quando os shorts eram menores.

  • 125. Lila  |  30/01/2009 às 15:46

    #123 Nunca tive um namorado que sequer ligasse pra futebol. Curiosamente, todos se diziam pó-de-arroz…

  • 126. mardruck  |  30/01/2009 às 15:48

    Meu avô colorado fanático levou minha avó na inauguração do Beira-Rio. Ela foi toda arrumada, como se fosse um evento de gala. Em 15 min tava toda desarrumada e NUNCA mais foi num jogo de futebol haha.

    Eu só queria levar minha mãe num jogo pra ela parar de achar que eu vou MORRER atacado por uma horda de torcedores rivais só de SAIR com a camisa do time do QUARTO.

  • 127. Matias Pinto  |  30/01/2009 às 15:53

    “O futebol era melhor quando os shorts eram menores.”

    O Futebol era melhor quando chuteira era preta, zagueiro não fazia luzes e jogador não usava brincos personalizados.

  • 128. Prestes  |  30/01/2009 às 15:54

    125. Lila | 30/01/2009 at 15:46

    #123 Nunca tive um namorado que sequer ligasse pra futebol. Curiosamente, todos se diziam pó-de-arroz…

    Sim, né, os caras têm faixa do Bial, do Jô Soares, gostassem de futebol teriam faixa do Rivelino!

  • 129. Álisson  |  30/01/2009 às 15:55

    Eu só queria levar minha mãe num jogo pra ela parar de achar que eu vou MORRER atacado por uma horda de torcedores rivais só de SAIR com a camisa do time do QUARTO. (2)

  • 130. Matias Pinto  |  30/01/2009 às 15:59

    “Sim, né, os caras têm faixa do Bial, do Jô Soares, gostassem de futebol teriam faixa do Rivelino!”

    Que mania é essa do Rio que neguinho faz faixa pro D2, Bussunda, Chico Anysio etc? Só falta aparecer faixa do nando Reis ou do Nasi no Morumbi…

  • 131. Lila  |  30/01/2009 às 16:06

    Engraçado que a minha avó já nem se liga de eu sair pra ir jogo com camisa, bandeira e o que mais eu leve. Aliás, ela é a primeira a me perguntar no fim de semana se tou saindo pro jogo.

    Acho que o convívio com meu avô (que teve um derrame depois de uma derrota do Flamengo) a deixou indiferente a esse tipo de coisa.

  • 132. Sanchotene  |  30/01/2009 às 16:08

    Tchê, a vó Tetela era totalmente fora da casinha.

    Meu bisavô, certa feita, construiu um prédio na 24 de outubro (onde havia o Cine Coral). Quando o prédio ficasse pronto, eles passariam a morar lá. Minha bisa nunca gostou da idéia e vivia botando defeito na obra. Mas o biso teimava em acatar TODAS as sugestões. Aí, ela deu a cartada definitiva. Reclamou que o teto dos apartamentos era muito baixo e disse que só se mudaria caso aumentassem a altura do pé-direito.

    Não é que o vô Franco mandou fazer! Se prestarem atenção no prédio, o oitavo andar tem um tamanho diferente de todos os outros.

    Resultado: NÃO se mudaram.

  • 133. Junior  |  30/01/2009 às 16:09

    Lila, já que o assunto é a participação feminina no ludopédio, tu sabes qual a razão da Ingrid ter abandonado o Impedimento?

  • 134. Sanchotene  |  30/01/2009 às 16:10

    Re 117:

    Triste ver rivalidades históricas (e sadias) desaparecerem.

  • 135. Lila  |  30/01/2009 às 16:11

    #133 Não sei.

  • 136. Prestes  |  30/01/2009 às 16:11

    Fácil. Não resistiu às investidas do Guihoch, que o levou para as Ilhas Cayman, onde ele guarda seus proventos advindos da BOVESPA.

  • 137. Prestes  |  30/01/2009 às 16:11

    Que A levou.

  • 138. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 16:15

    leiam lá nos comentários do post sobre o Peñarol a belíssima crônica de um certo Ignacio Chans sobre o desastre de anteontem.

  • 139. Junior  |  30/01/2009 às 16:17

    Prestes e os atos falhos, hghghghg.

  • 140. Álisson  |  30/01/2009 às 16:20

    Falando em avó…

    Meu avô era colorado fanático. Durante toda a vida e no tempo em que esteve no hospital, até a morte dele (19 anos atrás) ele ouvia todos os jogos no radinho.

    Já a minha avó, em todos os seu 89 anos de vida, nunca falou de futebol.
    em 2006, no auge das comemorações pela conquista de La Copa, a maioria colorada da família comemorava alucinadamente.

    Aí perguntaram pra vó: Faceira vó?
    E ela: Ué, eu sou gremista!

    O pior é que ela é muito lúcida…

  • 141. Carlos  |  30/01/2009 às 16:26

    #140

    Digamos, alisson, q ela é a UNICA lúcida na tua família…

    çlaskdçlsakdaskçdkasçdkçasdk

  • 142. Prestes  |  30/01/2009 às 16:27

    “Aí perguntaram pra vó: Faceira vó?
    E ela: Ué, eu sou gremista!”

    ushaduashduaispdhafhdaifhsdi

  • 143. Junior  |  30/01/2009 às 16:28

    Meu avô materno também era muito fanático, assim como o avô do Álisson, ouvia TODOS os jogos no radinho de pilha, até amistoso contra o São Luiz de Ijuí em que o Maizena era o goleiro do Inter.

  • 144. Prestes  |  30/01/2009 às 16:45

    Agora é a hora que todos saem, vão sorver suas bergamotinhas e deixam o pessoal que trabalha até às 19 na solidão. Que vida triste.

  • 145. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 16:49

    aproveite e vá ler os jornais uruguaios, Prestes.

  • 146. mardruck  |  30/01/2009 às 16:49

    Bá, faltam NOVE minutos pra acabar meu expediente, não aguento mais.

    Pelo menos vim de moto pro trabalho, chegarei rapidinho em casa.

  • 147. douglasceconello  |  30/01/2009 às 16:57

    Bah, Prestes só na MELANCOLIA. iuashdiusadsa

    Agora é a hora que eu faço TCHÁ-TCHÁ (som da latinha abrindo) e começo a comentar coisas sem sentido.

    Isto vai até umas QUATRO da madrugada.

  • 148. Prestes  |  30/01/2009 às 17:01

    Daqui um pouco mais vou pra Borges, ver as escolas de samba, asudhasudauhsuasdh

  • 149. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 17:18

    a descida da Borges deve ser muito massa.

  • 150. Sanchotene  |  30/01/2009 às 17:27

    (Col) Independiente de Medellín 4 x 0 Peñarol (Uru)
    (Per) Sporting Cristal 2 x 1 Estudiantes (Arg)
    (Ecu) El Nacional 0 x 5 Nacional (Par)
    (Ven) Deportivo Anzoátegui 2 x 0 Deportivo Cuenca (Ecu)
    (São) Palmeiras 5 x 1 Real Potosí (Bol)
    (Chi) Universidad de Chile 1 x 0 Pachuca (Mex)

  • 151. Arbo  |  30/01/2009 às 17:35

    grande sancho

  • 152. marlon  |  30/01/2009 às 17:36

    tinha que ter um post só com as 10 histórias de avós.

    e guihoch deve estar trabalhando na modificação IN LOCO do patrimônio genético do interior paulista, a essas horas.

  • 153. augusto genz  |  30/01/2009 às 17:44

    apenas pra registrar a insatisfação:

    domingo fui com um amigo pro olímpico, estréia do gauchão em casa e primeiro jogo dele pelo COSTELÃO. tratei de tornar as coisas mais tradicionais possíveis e comprei UM SACO DE BERGAMOTAS. sério.

    pois não é que os brigadianu nos barraram!? porra, quer dizer que entrar com foguetes pode, mas com bergamotas não?!

    confesso que estava planejando espremer a casca no olho de alguém, mas enfim, não era pra tanto.

  • 154. Prestes  |  30/01/2009 às 17:50

    Bah, que palhaçada.

  • 155. fino  |  30/01/2009 às 17:53

    bergamotaço nas fuça do tcheco. apoio.

  • 156. Guillermo  |  30/01/2009 às 17:56

    Já faz algum tempo que as armas de destruição em massa (aka VESGAMORTA) estão barradas nos estádios guascas.

    DÁ-LHE GRÊMIO!!!

  • 157. Arbo  |  30/01/2009 às 18:07

    foi só o douglas chamar de BERGAMOTINHA a ÁGUA BENTA DOS BOÊMIOS q os caras cortaram, pra não ter dúvidas

  • 158. izabel  |  30/01/2009 às 18:46

    não tou acreditando na história das bergamotas.

  • 159. Paul  |  30/01/2009 às 18:49

    Eu nem faria muita questão de levar a patroa no Beira-rio, mas as carteirinhas das perpétuas são do pai dela.

  • 160. joão carlos  |  30/01/2009 às 18:55

    não é um bom momento.

    SJKDHALFKBVKASJBVAKJSHRFGVOLKASRTG…

    M-O-R-R-I ZILHOES

  • 161. joão carlos  |  30/01/2009 às 19:02

    “não é um bom momento”

    MORRI QUAQUILHOES DE VEZES.

  • 162. Branco  |  30/01/2009 às 20:14

    Excelente essa pesquisa. Mas discordo do dxouglas quanto aos motivos para se preferir o Brasileirão a Libertadores.
    No meu caso é bem simples, o Brasileirão é mais difícil de ser conquistado e dá mais prestígio no Brasil.

  • 163. FERN  |  30/01/2009 às 21:47

    78. Sanchotene | 30/01/2009 at 15:00
    Eu tenho 28 anos, mas sou romântico. Queria estadual de ano inteiro – com jogos SÓ AOS DOMINGOS – e uma Copa entre os melhores dos Estados. Exatamente como nasceu o campeonato brasileiro em 1959.

    GÊNIO!!!
    SANTO!!!
    DEUS!!!

    SANCHO pra REY de AMÉRICA…

    IDIOTA, é o ser que não compreende LA COPA…

  • 164. Sanchotene  |  31/01/2009 às 11:03

    O Brasileiro é mais valorizado porque por o brasileiro CAGA e ANDA para o resto da América do Sul. O Brasil se basta. Pensa que seu negócio é diretamente Coasoropa…

  • 165. Sanchotene  |  31/01/2009 às 11:06

    Obrigado, Fern. Mas cuidado com as vírgulas. Na última frase, por causa de uma, transformaste o sujeito da oração em vocativo. Assim, eu passei a ser o “Idiota”, o “ser que não compreende LA COPA”. Eu até posso ser isso mesmo, mas fica estanho com o resto do teu comentário.

  • 166. Diogo  |  31/01/2009 às 19:28

    Só os estaduais deveriam dar vaga para a Copa do Brasil, sem o ranking de merda. Ia ter muito time “grande” se dando mal.

    Sugiro que tirem a foto do Roberto Carlos se ajoelhando aos pés do Zidane. Já está me causando constrangimento.

  • 167. col  |  31/01/2009 às 20:11

    Off

    Cara da Gol-TV sobre o gol do Walter (“Ualter”) contra Uruguai: “phenomenal”.

    E ainda completou dizendo “amazing how many good players come from Rio Grande do Sul”.

  • 168. Rodrigo Cardia  |  01/02/2009 às 11:54

    Eu sou favorável a manter os estaduais, mas não da forma como são.
    Podiam muito bem serem encurtados, para o Brasileirão começar já em março, tendo jogos só aos finais de semana.
    Para que houvesse jogo durante a semana (quarta de noite), aí a mudança depende não só do Brasil: a Conmebol teria que mudar seu calendário, fazendo Libertadores e Sul-Americana acontecerem ao mesmo tempo, assim como Liga dos Campeões e Copa da UEFA na Europa. As competições continentais começariam em fevereiro ou março, e se estenderiam até fim de outubro ou começo de novembro, tendo jogos às terças, quartas e quintas.
    Quanto à minha competição preferida, será sempre a Libertadores.

  • 169. Sanchotene  |  01/02/2009 às 12:18

    Juventude começa a ter condição de grande. O gol de ontem foi absurdamente irregular. Houve falta gritante no lance.

  • 170. Sanchotene  |  01/02/2009 às 12:19

    Re 168:

    Rodrigo, e como seriam esses estaduais de três rodadas em fevereiro?

  • 171. izabel  |  01/02/2009 às 13:23

    Sancho: acho que o brasileiro é mais valorizado por dois motivos que já foram citados várias vezes nestes comments: 1- todos os times participam, 2- muito mais difícil de ganhar que a liber. além disso, dura o ano todo. quem não participou da copa, lá por setembro já nem se lembra dos jogos.

  • 172. col  |  01/02/2009 às 14:33

    Calendario do Guina:

  • 173. fino  |  01/02/2009 às 16:43

    Tcheco é craque

  • 174. Anônimo  |  01/02/2009 às 16:53

    para quem chorou tanto antes do campeonato, nada mau se classificar antes de começar a Liber.

  • 175. Francisco Luz  |  01/02/2009 às 17:13

    Nunca vi o NH vencer o Grêmio, que time desgraçado.

  • 176. Paulo Sanchotene, RS  |  01/02/2009 às 18:32

    Meus comentários no intervalo:

    O Grêmio estreia o esquema a ser usado contra o São Paulo, e qualquer outro time que venha no 3-5-2. E vai bem. Excelente a movimentação da meia-cancha. Está difícil marcar porque os jogadores trocam de posição constantemente: Tcheco e Souza caem para as alas; Rui e F. Santos fecham pelo meio; William e Diogo aparecem à frente. Os 3 zagueiros continuam apoiando o ataque, principalmente quando o Diogo fica na cabeça-de-área (ou trinco, como chamam os lusos). Além disso, o Jonas vem jogando muito bem no pivô. Foram 2, mas poderia ser mais gols.

    Ainda falhamos um pouco defensivamente; contamos com a ajuda do Noia que erra demais no ataque. A atuação do William e do F. Santos está abaixo da crítica. O trio defensivo foi pouco, e Vitor não foi exigido.

    Souza, Rui e Jonas são os melhores em campo.

    Seguimos fazendo o que se tem de fazer com um time pior que o seu: dominamos e aproveitamos as chances.

    Durante o segundo tempo:

    Ofensivamente, está bem. Obviamente que contra um time melhor haverá dificuldades, mas vejo que há futebol – indivual e coletivamente – para marcar gols. A defesa é que ainda precisa ajustar. Mesmo com o 3-6-1, mesmo o Novo Hamburgo, o time falha muito atrás. E isso é inaceitável.

    Saíram os DOIS que eu falei que estavam mal.

    E no final:

    Acho que individualmente, principalmente o Leo, estão mal. Perderam jogadas de mano, o que não tem nada a ver com cobertura. Parecem lentos e sem embocadura. Claro, a gente nunca pode esquecer que jogar com 3 zagueiros exige mais dos defensores. Afinal, é um jogador a menos no setor para cobrir a mesma faixa de campo, mas os nossos já deveriam estar acostumados. Na bola aérea, no entanto, me causaram boa impressão.

    Não estou preocupado porque ainda há muito tempo. O Gre-Nal será um ótimo teste; independentemente do resultado.

  • 177. Paulo Sant'ana  |  01/02/2009 às 18:40

    SAPUCAIENSE ROUBADO!

    O CAMPEONATO ESTÁ SOB SUSPEITA!

  • 178. Paulo Sanchotene, RS  |  01/02/2009 às 19:36

    Aquele passe de peito afasta o impedimento? Acho que não.

  • 179. Francisco Luz  |  01/02/2009 às 19:40

    Pois é, para mim também seria impedimento. Mas no PFC e na Guaíba disseram que era legal. Aí já não sei.

    Tem algo que diferencie passe de desvio? Porque se a bola é desviada, não tira o impedimento, correto?

  • 180. Frank  |  01/02/2009 às 19:48

    Sancho,

    Acho que os zagueiros estão mesmo mal… tomara que seja apenas sintoma de início de temporada… Ainda tem tempo pra corrigir…

  • 181. Paulo Sanchotene, RS  |  01/02/2009 às 20:22

    Luz, em caso de desvio não tira.

    Eu li a Lei 11 da FIFA, e ela não faz nenhuma distinção. No caso, o Taison estava impedido no começo do lance e aproveita-se dessa condição após o recuo de peito. Impedimento, pois.

  • 182. Francisco Luz  |  02/02/2009 às 07:45

    Pois é, é o que eu sempre soube. Por isso, gol ilegal.

  • 183. Luís Felipe  |  02/02/2009 às 08:13

    reservas do Boca humilharam o River – 2 a 0, fora o baile

    http://www.ole.clarin.com/notas/2009/02/02/futbollocal/01851073.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: