Decisão da TV faz Inter-SM perder R$ 150 mil

30/01/2009 at 09:08 59 comentários

As alquebradas finanças do Internacional de Santa Maria ganharam uma grande ajuda neste início de Gauchão. Preparada para lotar o Presidente Vargas na partida contra o Grêmio, no dia 21, a direção do Coloradinho viu seu estádio com menos da metade de sua capacidade, deixando de faturar uns 150 mil reais. Tudo porque a emissora que transmite o campeonato achou por bem mudar o jogo de horário e transmitir em rede aberta pra toda a cidade e região.

“De 15 a 20 excursões de outras cidades foram canceladas. Somando isso a tudo, não tivemos nem quatro mil espectadores, menos da metade do estádio”, resume o presidente do Inter-SM, Carlos Rempel, entrevistado pelo Impedimento.

Jogar contra a dupla Gre-Nal é, logicamente, a grande chance de um time do interior faturar uns trocados, tanto é que o preço estipulado para a partida contra o Grêmio foi até exagerado: as arquibancadas estavam custando 50 reais. Com o jogo marcado para terça-feira à noite, a direção esperava repetir o público da partida contra o Internacional, no Gauchão passado, assistida por mais de nove mil pessoas. No entanto a RBS TV decidiu mudar o horário da partida – das 22h para as 16h30 – e dias antes começou a anunciar a transmissão do jogo para Santa Maria e região.

Resultado: pouco mais de 3,6 mil pagantes no Presidente Vargas, menos da metade do público esperado. E, de acordo com a direção, cerca de 150 mil reais que deixaram de ser arrecadados. A decisão de baixar o preço dos ingressos para 30 reais na última hora ainda causou problemas com os torcedores que já haviam adquirido o seu por 50 reais.

Mas nada é tão ruim que não possa ser pior. O dirigente de futebol, Vilmar Tâmbara, afirma que ficou sabendo da mudança de horário pelo jornal Zero Hora, na segunda-feira (o jogo ocorreu numa quarta). Só na terça a direção teria conseguido confirmar a informação com a Federação Gaúcha de Futebol. Há aqui uma confusão, porque o presidente Rempel afirma que ficou sabendo da mudança de horário “quatro ou cinco dias antes” da partida.

De qualquer forma, o Inter-SM se sentiu prejudicado pela alteração. O clube já teve de esperar durante dois meses a decisão do Tribunal de Justiça Desportiva em relação ao mando de campo para a partida de estreia. “Não deu para trabalhar a promoção do jogo”, afirma Tâmbara. E o dinheiro esperado para desafogar as contas da participação do clube na Série C, por fim, não veio.

O presidente Rempel esteve na FGF na última segunda-feira e, segundo nos disse, ouviu do presidente Francisco Noveletto que a emissora tem o direito de promover a alteração. De acordo com ele, esta seria a última mudança promovida pela RBS neste Gauchão. A mudança na estreia teria a ver com uma orientação da Globo, que acabou gerando situações semelhantes à vivida pelo Inter-SM em outros estados brasileiros.

“Só sei que está no contrato que eles podem alterar. Infelizmente, o último jogo que mudou da grade foi o nosso. Os outros vão permanecer. Fomos prejudicados. Falei com o presidente da Federação, ele disse que esta no contrato e eles podem fazer isso”, nos contou Rempel.

Escrevi para os endereços da assessoria de imprensa que aparecem na página do Grupo RBS, fazendo quatro perguntas:

1) Por que razões a RBS promoveu a mudança do horário da partida (das 22h para as 16h30)?

2) Quando e por que meio a diretoria do Inter-SM foi avisada?

3) Por que transmitir a partida para Santa Maria, mesma praça do jogo?

4) A RBS, com transmissora do campeonato, pode promover alterações no horário das partidas quando desejar?

As perguntas foram enviadas na última terça (27), por volta das 17h. Até agora não obtive resposta, talvez porque o Impedimento seja um blog e blogs não tenham nenhuma importância.

Um abraço,
Daniel Cassol

Entry filed under: Clubes, Gauchão.

Vestir as sandálias aurinegras da humildade O torcedor, este exótico

59 Comentários Add your own

  • 1. beretta  |  30/01/2009 às 09:24

    Mas que baita semvergonhice! :/

  • 2. Carlos  |  30/01/2009 às 09:25

    Hm…pois é…
    Mas eles ganharam uma grana pra passar o jogo na TV, certo?
    Assinaram um papel pra “vender” o jogo na TV, não?

    Colocaram ingressos no absurdo preço de 50-100 reais, não?

    Longe de mim querer defender a porcaria da RBS…mas…

    “quem aluga o cu, não escolhe a hora de cagar”

  • 3. André K  |  30/01/2009 às 09:25

    O Wianey jurou que o Inter-sm foi compensado financeirmamente pela televisão. Ninguém no sala de redação contestou, muito antes pelo contrário.

  • 4. Ismael  |  30/01/2009 às 09:27

    Foda… é assim que valorizam o futebol do interior!

  • 5. Carlos  |  30/01/2009 às 09:28

    #3
    Ae tem q ver o q diz no tal contrato…

  • 6. Daniel Cassol  |  30/01/2009 às 09:29

    No Inter-SM ninguém me falou nada sobre compensação financeira. Mas vou atrás dessa informação. Pena que o pessoal da RBS não nos leva em consideração.

  • 7. Ismael  |  30/01/2009 às 09:33

    #3

    Se a RBS seria contestada em algum lugar, não seria no Sala de redação.

  • 8. beretta  |  30/01/2009 às 09:34

    ahehuehueheuehehauehaueauhe

    Tem razão o Ismael.

  • 9. Negrotcho  |  30/01/2009 às 09:40

    Se está no contrato (não questiono o fato do evento ter sido prejudicado) os clubes tem mais é que se ralar! Tem que ler antes de concordar. O problema é que se entregam totalmente na ganância de uns trocados muito abaixo do que um evento desses(futebol) realmente vale.

    Tá na hora do interior se unir verdadeiramente e perceberem a força que teriam juntos. Tá na hora de colocar o escroto do Bispo Macedo na jogada! A Record tem que ser usada como alternativa. Fazer a RBS recuar no seu monopólio. O bispo tá louco pra derrubar eles aqui no sul.

    Da mesma forma, acho que a dupla tb deveria se unir no que diz respeito às cotas do Brasileirão. É ridículo ver times como Vasco e Santos ganhando mais grana do que a gente!!!

    Tem caneco, a dupla tá disputando SEMPRE!

  • 10. Carlos  |  30/01/2009 às 09:43

    #9…
    Até aproveitando…

    Vcs, q são jornalistas…tenho a curiosidade de saber qual foi o impacto da entrada do bispo no RS…melhorou alguma coisa em salários, condições de trab, etc? Pq de certa forma tá rolando uma concorrência entre o bispo e a RBS, não?

  • 11. Brauner  |  30/01/2009 às 09:45

    A televisão faz o que quer com o futebol.

    Danem-se os clubes e os torcedores. Tem cabimento fazer jogo às 19hs? Como o carafaz para chegar no estádio?

    E olha que não dá nem para falar do jogo às 22hs.

  • 12. Diogo  |  30/01/2009 às 09:48

    E tudo isso porque a RBS não respondeu ao blog.

    Quanta mágoa nesse coração… rsrssrrsr.

    Sugiro, antes de tudo, ler o contrato sobre os direitos de transmissão entre os clubes e a RBS.

    E ainda tem gente que é a favor da não participação da dupla no início do Gauchão.

    Big Brother pra vocês.

  • 13. Felipe catarina  |  30/01/2009 às 09:50

    Aqui em SC a Record ganhou os direitos de transmissão do Catarinense. Resultado: dia de semana o jogo é às 20h30. Coisa mais linda. Os horários mais retardados (segunda-feira às 21h45, sábado às 19h15, etc.) são para atender o tal de pague-pra-ver. Sem contar que a RBS anunciou janeiro inteiro que iria transmitir o campeonato, a tabela já tinha sido feita pra transmissão da RBS (jogos marcados para as 22h de quarta-feira), mas a Record ainda tinha um contrato em vigor. A RBS chegou a fazer festa para “lançar” o campeonato. Resultado: um dia antes a justiça decidiu que o campeonato era da Record por direito. Créu! Ficou chupando dedo.

  • 14. Álisson  |  30/01/2009 às 09:51

    Para alguns jornalistas, razoavelmente conhecidos na RBS, a coisa melhorou muito. Sei de um cara que saiu da RBS ganhando 4 mil mensais para levar DEZOITO paus…

    Eu me formo esse ano, então não sei como andam as coisas para repórteres, redatores e afins.

  • 15. Negrotcho  |  30/01/2009 às 09:53

    #10…

    Carlos

    Trabalho com Publicidade e já presenciei um recuo da RBS em relação a um grande evento executado em Porto Alegre. Eles estavam endurecendo na negociação de cotas de patrocínio e espaços de divulgação nos veículos da empresa.

    A Record se meteu, oferecendo quase tudo de graça, até mesmo em âmbito nacional. Então a RBS recuou e melhorou um pouco a sua oferta.

    A parceria acabou saindo com os Sirotsky, pois a visibilidade da RBS ainda é maior, mas eu acho que + ou – em 10 anos esse quadro possa vir a mudar.

  • 16. beretta  |  30/01/2009 às 09:55

    Segundo a Record, em menos de 5 anos eles passam…

  • 17. Guilherme  |  30/01/2009 às 10:03

    #9

    Como se o Inter-RS fosse ter alguma voz no contrato com a RBS…

  • 18. Ismael  |  30/01/2009 às 10:04

    Pois é, mas se a Record tem tanto interesse em competir com a RBS, o melhor caminho pra começar é o futebol! Muito afudê esse episódio de SC!

    Pra mim, tanto faz assistir num ou no outro, só quero que ofereça vantagens para o CAMPEONATO.

  • 19. Eduardo Zobaran  |  30/01/2009 às 10:19

    É realmente uma pena que blogs não sejam “considerados”. Uma pena, principalmente, para as partes interessadas, porque assim só se queimam e demonstram todo o despreparo em se adequar à nova realidade da comunicação.

    Por falar em horário de TV, aqui no Rio isso virou uma vergonha!

  • 20. Paul  |  30/01/2009 às 10:21

    Eu conhecia a versão:

    “Quem aluga a bunda, senta onde mandam.”

  • 21. Franciel  |  30/01/2009 às 10:22

    A Record também transimte o glorioso campeonato baiano. Noves fora a beleza do horário, tem sido uma disgrama. Além doS tradicionais locutores e comentaristas que não sabem porra de nada e ficam enchendo o saco, eles ainda ficam cortando a transmissão o jogo todo.

    Sobre tão relavante tema, aliás, este combativo locutor já protestou aqui, ó

    http://victoriaquaeseratamen.wordpress.com/2009/01/26/

    Mas, não ocupo esta tribuna apenas para protestar, não. Venho também para informar que o blog http://www.vitoriacampeao2008.wordpress.com foi desativado.
    Epa, alto, lá! Nem adianta comemorar, torcida brasileira.

    Este vibrático e vibrante locutor continua com sua voz rascante no seguinte e singelo endereço, num oferecimetno de Renato K.

    http://WWW.VICTORIAQUAESERATAMEN.WORDPRESS.COM

  • 22. Franciel  |  30/01/2009 às 10:23

    Atenção serviço de triagem da ImpedCorp, libere meu último comentário aí.

  • 23. Anônimo  |  30/01/2009 às 10:40

    A culpa foi da Globo. Da Globo SP, aliás. Há alguns anos, a partida de estréia do Paulistão é as 16h numa quarta-feira, e a Globo Brasil resolveu unficiar a grade de programação.

    Recomendo a leitura da coluna do LC Reche no Correio do Povo do último domingo, em que ele trata do assunto.

    Um abraço,
    Sanchotene

  • 24. Alexsander  |  30/01/2009 às 10:43

    A concorrência sempre é salutar. O ideal seria vender o Campeonato para AS DUAS, Record e RBS, e poderíamos ter dois jogos na TV: um 20h (na Record) e outro 22h (na RBS). Nos finais de semana, uma das emissoras passaria o jogo no sábado, a outra no domingo, alternando a cada final de semana.

  • 25. Carlos  |  30/01/2009 às 10:50

    #24
    Isso ae não funciona….tinha uma época q a Band e a Globo passavam o Camp. Brasileiro…ae uma das duas sempre queria ficar com o jogo “filé” da rodada….acabaram brigando…

  • 26. Francisco Luz  |  30/01/2009 às 10:54

    Como se o Inter-RS fosse ter alguma voz no contrato com a RBS…

    Guilherme, não entendi o que tu quis dizer. Poderia explicar?

  • 27. Lucas Cavalheiro  |  30/01/2009 às 11:12

    #26

    Quem manda no bolicho é a dupla grenal. No máximos os polentas dão um pitaco.

    E como disseram, a determinação veio da Grobo, que queria passar o BBB9 no horário do jogo.

    Agora passar para Sta Maria foi pra estraçalhar o ** do palhaço.

  • 28. Luis Felipe  |  30/01/2009 às 11:27

    essa história de “a TV paga e faz o que quiser” é do tempo dos nossos dirigentes, no qual eles tinham de implorar para a Globo/RBS transmitir um joguinho do campeonato.

    agora, não funciona mais assim. Agora tem concorrência. Por mais que o Noveletto tenha, sei lá, uma DÍVIDA DE GRATIDÃO ($) com a RBS, os dirigentes de clubes não pode se submeter às mesmas regras de antes. Têm de estabelecer um contrato, uma série de exigências, que devem ser cumpridas pela emissora que quiser transmitir e pagar por isso.

  • 29. fino  |  30/01/2009 às 12:00

    lerei depois.

  • 30. izabel  |  30/01/2009 às 12:03

    interessante:
    coincidentemente, hoje saiu no ‘Agora’ (versão B da folha de sp) uma reportagem mostrando como os torcedores do corinthians tiveram que sair antes do fim do jogo (quarta, horário de buatchy, como diz a Lila) para não perder a condução, depois mostra um bando deles na estação de trem, que já tava fechada, conversando com o funcionário pra poder entrar, a entrevista com o funcionário, dizendo que dia de jogo é sempre assim.
    depois a nota da assessoria de imprensa da globo dizendo que, como financiam boa parte do campeonato, têm o direito de fazer o que quiser com o horário.
    acho isso muita sacanagem e irresponsabilidade. tenho vontade de fazer um levantamento com o númeo de ocorrências na DP em dia de jogos cedo, e de jogos à noite.
    efim… ele$$ mandam.

    agora, serviço de msn do ImpedCorp:
    MARDRUCK: tive com o fábio ontem, ele falou que vc tá muito querendo ir num jogo no paca. vamos amanhã? me adiciona no msn: belotica@hotmail.com

  • 31. Arbo  |  30/01/2009 às 12:37

    tbm gostaria de ver mais jogos serem transmitidos, por pelo menos duas emissoras… carlos, eles não poderiam dividir os filés?

  • 32. Juliano  |  30/01/2009 às 12:46

    Puta merda… É o fim dos tempos a RBS definir horário de jogo qualquer. O próximo passo é mudar o nome da competição e, quem sabe a fórmula.

    SIROTSKÃO 2010

  • 33. Juliano  |  30/01/2009 às 12:46

    Taça DAVID COIMBRA e TAÇA WIANEY CARLET

  • 34. Battaglin  |  30/01/2009 às 12:51

    O último T2 que sai do Beira-rio para a zona norte sai pela 1/2 noite. Quando é o “jogo da tv” o pessoal tem que sair correndo do Beira-rio ou não terá carreto. Ter que esperar até as 22 sem preliminar e depois sair correndo é tão bom que quando é o jogo da tv é melhor ficar em casa.

    ========

    O problema de duas emissoras transmitindo não é a briga pelo filé, é exatamente o contrário. Geralmente a Globo, que é quem paga e depois repassa, não deixa que outra emissora escolha outro jogo senão aquele QUE ELA PRÓPRIA JÁ PASSA.

    Lembro que a Record, que foi parceira da Globo há uns anos, desistiu por isso. Por eles tudo bem, a Globo passa o filé e eles pegam um outro jogo que eles arriscariam que seria bom. A Globo não deixava.

    Ai na Globo tinha Flamengo e Ponte Preta e na Record, Flamengo e Ponte Preta. O cara tinha vontade de quebrar a TV. O Bispo largou e a Band voltou.

    E o Clube dos 13 prefere vender para a Globo por quase metade do que a Record oferece. Depois acham que o Koff é sério administrador. O que faria uma pessoa fechar contrato com a empresa que oferece metade do que a outra?

    Aqui no RS se puxa o saco do Koff porque é do sul, a minha terra tem o céu azul, mas ele faz com que a dupla ganhe menos que o Santos e a mesma coisa que o Botafogo e o Fluminese! E fecha contratos bizarros.

  • 35. Titi  |  30/01/2009 às 12:52

    a tv sempre decidiu os horarios … qual o espanto?

    Os clubes que precisam da $$$ da tv e que assinam qq coisa que estao errados … fazem “chorinho” pra ficar bem na historia.

    Clube do interior ganhando 400k … nunca antes.

    E a Record tentou tirar a Rbs aqui, mas parece que tinha clausula de preferencia … cobrir a oferta e coisa e tal. No fim o bispo se retirou da disputa.

  • 36. Carlos  |  30/01/2009 às 12:53

    #31…pois é…tb tem o seguinte…naquela época não tinha TV a cabo, pay per view, etc etc…é complicado equacionar um contrato onde tantas partes tem tantos interesses…

  • 37. Álisson  |  30/01/2009 às 13:05

    Só acho que o interesse PRIORITÁRIO nessa bagaça deveria ser o do torcedor.

    Sem nós, investidores do clube, não tinha grana pra ninguém.

  • 38. Lourenço  |  30/01/2009 às 13:14

    Quanto que a televisão paga para o Inter-SM pela cobertura do Gauchão?

  • 39. André K  |  30/01/2009 às 13:18

    Sancho a culpa foi da Globo/RJ

    Não tinha campeonato carioca naquela quarta, mesma semana que coemçava o BBB e a novela das 8. A Globo não quis “dvidir a rede” e obrigou todos os demais a passar futebol as 16h30

    se não em engano só em Minas teve futebol a noite, isso porque a decisão da Copa Bimbo(melhor nome) era as 23:00

  • 40. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 13:32

    Só acho que o interesse PRIORITÁRIO nessa bagaça deveria ser o do torcedor.

    doce ilusão.

    sobre o Koff: seus aliados da imprensa (vocês sabem quem) dizem que se não fosse ele, o futebol brasileiro estaria falido, pois as cotas de TV deram um salto impressionante depois que ele assumiu (não passavam de 10 milhões para todos, se não me engano).

    de certa forma, isso é como alegar que a privatização da telefonia foi a melhor coisa do mundo, esquecendo que a privatização coincidiu com a impressionante expansão tecnológica da área nos anos 90. Assim como o mandato de Koff, por mais que tenha demonstrado enorme competência na administração dos direitos de transmissão, coincidiu com a enorme valorização do produto futebol no mundo inteiro.

    de qualquer modo, a questão nacional dos direitos de transmissão passa pelo Koff, mas não somente. Todos os clubes decidem suas próprias vidas – os membros do clube dos 13 em conjunto, os demais em separado – e corroboram certas coisas. A Dupla escolheu ganhar menos que o Santos para lucrar mais que o Santos no PPV: a outra opção, motivo de pressão de Flamengo, SPFC e Cruzeiro, era a negociação em separado, o que poderia prejudicar muito a dupla, pois no mercado Grêmio e Inter ainda não são reconhecidos como clubes nacionais.

  • 41. Diogo  |  30/01/2009 às 13:48

    Cotas em 2009, somando o fixo, com o PPV:

    http://colunas.globoesporte.com/olharcronicoesportivo/2009/01/25/o-dinheiro-da-tv-em-2009/

    Grêmio : 23.978.000
    inter : 22.557.000

    Santos : 20.662.000

  • 42. Junior  |  30/01/2009 às 14:23

    Não tenho nenhuma ilusão de que se a Record tivesse os direitos de transmissão do Brasileiro (para citar o principal campeonato do país) os horários seriam melhores. A Record não iria arriscar em concorrer com a novela da Globo, pois perderia a “briga” para a novela. Os jogos continuariam sendo em horários terríveis.

  • 43. Luís Felipe  |  30/01/2009 às 14:26

    A Record não iria arriscar em concorrer com a novela da Globo, pois perderia a “briga” para a novela.

    não tenho certeza.

  • 44. fino  |  30/01/2009 às 14:32

    afff..

    não comentarei.

  • 45. Prestes  |  30/01/2009 às 14:37

    Cara, coisa linda isso que aconteceu em Santa Catarina.

    No mais, essas “sumidades” da ética no RS são algo hein. DO KOFF E DO SIMON, DESCONFIEM!

  • 46. Junior  |  30/01/2009 às 16:19

    Luís, não sei por qual motivo (acredito que seja pela debandada dos melhores jogadores para o exterior), mas a audiência do futebol está caindo na TV aberta.

  • 47. Sanchotene  |  30/01/2009 às 17:35

    O problema não é o Koff, mas a total falta de concordância entre os dirigentes de clubes. Os caras só pensam em poder. A Globo puxa o saco (entre outras cositas) e não abre a concorrência. O Koff é da turma.

    O fato da Record estar sempre de butuca, é que fez aumentar os gastos da Globo. Se não o fizesse, não haveria fidelidade que desse jeito.

    P.S.: Sem a privatização da telefonia, o Brasil ficaria vendo o salto tecnológico de longe…

  • 48. Lucas Cavalheiro  |  30/01/2009 às 17:54

    Futebol na Record = briga entre marido e mulher pelo controle remoto.

  • 49. Sanchotene  |  30/01/2009 às 17:59

    A venda de TV’s iria nas alturas!

  • 50. Flávio  |  30/01/2009 às 20:23

    No início dos anos 90, o Brasileirão era da BAND, assim como a Libertadores e a Supercopa. Em dias úteis, jogos somente a partir das 9h30 da noite. Quando o SBT transmitia a Copa do Brasil, era a mesma coisa. Infelizmente, por causa da novela das oito, esse horário ficou institucionalizado para jogos noturnos, mesmo para as concorrentes da Globo. Na Record não seria diferente.

  • 51. Daniel Cassol  |  30/01/2009 às 20:33

    A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) atendeu uma solicitação de alteração de horário do Gre-Nal do próximo dia 08, em Erechim, feita pela televisão. Nesta sexta-feira, o jogo foi remarcado e será às 19h30min.

    Por contrato, os clubes e a Federação são obrigados a adequar o horário dos jogos à grade de programação da emissora. Neste caso, a detentora dos direitos de TV paga (pay per view), a Globosat, pediu que a alteração.

    Embora conste nos ingressos, que já foram distribuídos aos pontos de venda nesta sexta, o horário antigo (17h), a FGF avisa a todos os torcedores que o horário será 19h30min.

    http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Esportes&newsID=a2388044.xml

  • 52. Sanchotene  |  31/01/2009 às 11:09

    A diferença é que na record já é diferente, Flávio. Os jogos noturnos da Record do Catarinense e do Baiano (estados em que ela tem exclusividade) começam às 20h30min. Eles batem de frente com as novelas.

  • 53. Sanchotene  |  31/01/2009 às 11:13

    Isso quer dizer, Cassol, que o Gre-Nal não passará na TV aberta!

    Até acho que essa notícia é boa. Afinal, o jogo da RBS TV para todo o Estado, do domingo 8.2, deve ser Caxias x Brasil.

  • 54. Luís Felipe  |  31/01/2009 às 11:17

    19h30 de uma sexta-feira? Isso é sério?

  • 55. Sanchotene  |  31/01/2009 às 11:38

    Domingo, LF. Dia 8 cai num domingo.

  • 56. Flávio  |  31/01/2009 às 11:52

    #52
    Menos mal, então, Sanchotene.
    Mas, com todo respeito, esses dois campeonatos são periféricos. Para mudar de vez essa cultura, a Record teria que conseguir os direitos do Brasileirão.

  • 57. Fotografo Porto Alegre  |  12/02/2009 às 01:03

    sem noção

  • 58. rafael botafoguense  |  12/05/2010 às 17:15

    >a href=peste/a<

  • 59. rafael botafoguense  |  12/05/2010 às 17:16

    >a/ href=peste>/a<

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: