Trago seu lateral de volta em sete dias

29/01/2009 at 00:58 140 comentários

Estamos apenas na terceira rodada e o Gauchão já provoca comoção profunda em toda a gente de bem. No Centenário, Caxias e Juventude igualaram em um clássico obviamente cheio de atrativos, enquanto Ypiranga e Santa Cruz irrompem em estrelas de euforia e ascendem na tabela. O Internacional venceu, mas está vitimado espiritualmente pelas forças ocultas que perambulam no lado esquerdo do campo.

O CAJU das metas imaculadas

No encontro mais importante da rodada, Caxias e Juventude defrontaram-se em mais um memorável clássico CAJU. É uma pena que a chuva tenha impedido que um público maior comparecesse ao Centenário – que não é o de Montevidéu, mas já serviu de palco para algumas caneladas inolvidáveis. Mas até que, para o CAOS PLUVIAL que presenciamos, tinha bastante gente.

2036
A doce arte do cotovelo

Aliás, geralmente se comete uma injustiça atroz com o Juventude ao afirmar que seus torcedores não são fiéis. Afinal ele é o segundo clube que mais leva gente ao estádio em toda a cidade de Caxias do Sul. Contando só a cidade de Caxias, claro, porque senão perderia a vice-liderança para o Esportivo e a quarta posição para o Cruzeiro do Distrito de São Gotardo, no município de Flores da Cunha.

O jogo em si não foi um JUBILEU, mas reuniu os elementos característicos dos clássicos: rispidez e alucinação coletiva. Totalmente lunáticos, por exemplo, estavam os zagueiros do Caxias, que não conseguiam sair jogando sob qualquer hipótese e ofereceram inúmeras oportunidades para o Juventude se esbaldar. Mas a equipe de PC GUSMÃO também não é nenhum BRAGANTINO de 1990 e desperdiçava todas as JUJUBAS. Um desvairado chamado Alan passou a noite inteira tentando aplicar MEIAS-LUAS (drible da vaca pra mim é correr no campo e operar a nobre arte do BARRANCO) sem qualquer senso prático. Mas é meu dever dizer que ele foi responsável por dar um balaço no travessão.

O time da casa esboçou reação apenas quando um juventudista foi expulso por tentar cravar a unha do dedão do pé no coração de um jogador grená. Então o Caxias embretou os ESMERALDINOS em sua área e ficou até o final erguendo bolas como quem dispara um revólver a esmo para espantar os gatos que estão TRANSANDO às três da madrugada. Mas os grenás não tiveram sucesso, o que deixou o placar imaculado.

Um fantasma na terra de Dunga, O Ingrato

Em Ijuí, cidade que chora de vergonha em cada escalação de seu EX-FILHO, o Internacional venceu por 1 a 0, mesmo sem ter uma atuação PRINCIPESCA. Nos primeiros minutos inclusive quem deu o ar da graça foi o time da casa, que aproveitava o descampado existente naquele setor onde certos MÉDIUNS afirmam habitar uma entidade que atende pelo nome de MARCÃO. Esse espírito ZOMBETEIRO, aliás, parece estar apoiando o programa DUPLICA RS: do jeito que a coisa anda, vamos ter de colocar um PEDÁGIO na lateral-esquerda. De repente assim inibimos o FUROR dos atacantes que galopam por lá a cada partida do Inter.

chico-03
“Eu vejo um vazio na esquerda”

Mas chega de falar desse EGUM. Gostaria de dissertar sobre aquele jogador que segundo 67% dos repórteres do Impedimento foi o melhor em campo na noite de quarta, e não apenas pelo gol da vitória. Trata-se de Andrezinho, que eu não admito como TITULAR do Inter, mas que é um reserva de LUXOR. Desde o ano passado ele vem mostrando-se bastante VERSÁTIL quando algum titular está fora. Portanto, Andrezinho, receba aqui este par de pilhas por sua atuação ontem. TAISON até que foi bem, mas, querendo comprovar sua boa fase, acabou se perdendo na angústia típica da juventude que ainda trabalha arduamente nas lides da MANO DEL DIABLO.

Me surprendi positivamente com o São Luiz. Apesar de ter conquistado apenas dois pontos em três rodadas, o time teve um desempenho bastante HONROSO, com alguma FINESSE no toque de bola e precisão nos cruzamentos. O problema era o ZIRIGUIDUM quando a pelota se mostrava à feição. Destaque para o bom apoio de CORACINI, para a articulação de XARO e para a presença de área de Ronaldo Capixaba. No mais, lamento muito que o 19 de Outubro não tenha lotado, mesmo que tenha capacidade para apenas cerca de 5 mil pessoas. Para resolver o problema, da próxima vez  aconselho a quem sabe aumentar o preço dos ingressos, que ontem estavam entre CINQUENTA e CENTO E VINTE reais.

Os Imperdoáveis

Não posso acabar sem dedicar poucas mas DEVOTAS linhas ao Ypiranga, que bateu o Avenida por 4 a 2 e alcançou a segunda vitória consecutiva. Como se não bastasse, o esquadrão de Erechim tem o melhor ataque de toda história da terceira rodada do Gauchão 2009, com sete golos. E também ao Santa Cruz, que venceu o temível Novo Hamburgo por 1 a 0, nos Plátanos, e chegou a incríveis sete pontos conquistados. Sete gols, sete pontos, Sete Belos, sete ADAGAS. É a cabala do Gauchão que está posta na CARPETA.

Resultados – 3ª rodada

Grêmio x Brasil (adiado)
São Luiz 0x1 Internacional
Santa Cruz 1×0 Novo Hamburgo
Ypiranga 4×2 Avenida
Sapucaiense x Inter-SM – 30/01 – 20h30
Caxias 0x0 Juventude
Ulbra 3×2 Veranópolis
São José 2×3 Esportivo

Saudações,
Douglas Ceconello.

Entry filed under: Colunas, Gauchão.

Que tipo de torcedor estou me tornando El Mono é goleiro e não desiste nunca

140 Comentários Add your own

  • 1. Francisco Luz  |  29/01/2009 às 01:08

    Fui clicar no link do MANO DEL DIABLO.

    MASTURBAÇÃO

    Preconceitos X Saúde Sexual

    Perdi.

  • 2. col  |  29/01/2009 às 01:11

    Por falar em Andrezinho, me lembrei da serie separados no nascimento. Na foto abaixo, o rapper Flavor Flav, ex Public Enemy.

  • 3. col  |  29/01/2009 às 02:11

    Justica seja feita, o Marcao nao tem culpa de estar deslocado da sua posicao de origem.

  • 4. Lucas Cavalheiro  |  29/01/2009 às 02:28

    Justiça seja feita, o Marcão tá sem o remedinho.

  • 5. Gustavo Chá Mate  |  29/01/2009 às 02:52

    Bah, pois se é pra falar de separados na maternidade, eu aposto uma TUBAÍNA RIO BRANCO como ninguém aqui é capaz de me dizer, na seqüência CORRETA, o nome desses QUATRO jogadores do palmeiras:

  • 6. Gustavo Chá Mate  |  29/01/2009 às 02:55

    Bah, pois se é pra falar de separados na maternidade, pago uma TUBAÍNA OURO VERDE pra quem me disser na seqüência correta o nome desses QUADRIGÊMEOS da equipe principal do Palmeiras:

  • 7. Gustavo Chá Mate  |  29/01/2009 às 02:55

    Bah, pois se é pra falar de separados na maternidade, pago uma TUBAÍNA OURO VERDE pra quem me disser na seqüência correta o nome desses QUADRIGÊMEOS da equipe principal do Palmeiras:

    h ttp://4.bp.blogspot.com/_I2KQZJjT4YA/SYFDcSjnDtI/AAAAAAAAAFM/H3lOQVn6FFs/s1600-h/whoiswho.JPG

  • 8. Gustavo Chá Mate  |  29/01/2009 às 02:57

    O WordPress tá COMENDO os meus comentários. Tentei colar o link duas vezes, mas tive de separar o H do TTP pra conseguir publicar aqui.

    E o Marcão tá BEM LOCO mesmo. Não era assim naquela Libetadores que jogou pelo CAP.

  • 9. col  |  29/01/2009 às 03:02

    Um amigo meu cantou a pedra: quando o Marcao sobe para o ataque, parece um caminhao de carga desgovernado.

  • 10. Gustavo Chá Mate  |  29/01/2009 às 03:06

    Mas que diabos, nem pra copiar o meu link dá. Col, tu sabe o que tá acontecendo?

  • 11. Gustavo Chá Mate  |  29/01/2009 às 03:15

  • 12. Fábio Rosalvo Urnau  |  29/01/2009 às 06:27

    Avenida Marcão segue completamente FREE. Cordeiro, jogando mal, deve fazer papel melhor do que ele na lateral.

    Acho que a idade anda pesando pra ele. Deve se resignar a ser reserva do Álvaro, que também não está sendo neste ano o mesmo do final do ano passado.

  • 13. Fábio Rosalvo Urnau  |  29/01/2009 às 06:27

    EM TEMPO: estou completamente ILHADO em Pelotas. BR-116 interrompida e SEM previsão de liberar…

  • 14. Sanchotene  |  29/01/2009 às 06:37

    Re 6:

    Eu fui na final contra o São Paulo no Beira-Rio. Lá pelas tantas, perguntei sobre os laterais para uns torcedores do CAP. A resposta foi definitiva: “eles não eram assim, enlouqueceram depois da chegada do Antônio Lopes”. Aquela Libertadores não serve de parâmetro; é como o Brasileiro do ano passado para o Pereira…

  • 15. beretta  |  29/01/2009 às 07:14

    Cara, ver um ex-varzeano (se é que existe isso), canhoto, indo pra direita só pra jogar no vazio que o Marcão deixa, é algo que todo mundo percebeu que NÃO DA MAIS.

    Mas o Tite só conseguiu ver faltando 8 minutos de jogo…

    Tomar pressão do São Luiz é tão feio quanto receber assovio e elogios de “lindinho” de um travesti.

    E a lateral direita eu só não reclamo tanto porque certa feita eu vi um tal de DENILSON por ali…

  • 16. Fred  |  29/01/2009 às 07:15

    #9

    Marcão deixa entradas, não avenidas.

  • 17. Guilherme  |  29/01/2009 às 07:24

    Ah, mas o Inter, com toda a sua riqueza que sabe-se lá de onde vem, já contratou o lateral da seleção do supra-citado anão e esse problema da sinistra acaba já.

    Carrossel erechinense rumo a perder na final, mas ser o campeão moral de 2009.

  • 18. Flávio Nunes  |  29/01/2009 às 08:06

    #12
    Injustiça, Denílson era um dos poucos que se salvava no Inter do Cassiá…

  • 19. beretta  |  29/01/2009 às 08:25

    #15

    Deusulivre!
    Então o Marcão é craque e o Bolívar seleção.

  • 20. Cassol  |  29/01/2009 às 08:33

    Eu não sei o que dizer, mas o Pastor chamou Nery, Tales Cunha e Marcelo Cordeiro para conversar lá pelos 20 minutos do segundo tempo. Só foi fazer alterações aos 36. Acho que isso diz muito sobre um treinador.

  • 21. beretta  |  29/01/2009 às 08:41

    Também, até dar todo aquele discurso de “tu tens que fazer o que eu lhe pedi, meu filho. Seja forte, honre seus compromissos, que colheremos o resultado mais adiante. Tu precisas de tempo pra te firmares, busque seu espaço, seja honesto com seus pais, não roube, não pronuncie o Santo nome em vão, bla, bla bla…”

    No mínimo 20 minutos, tranqüilinho…

    Tite, um psicólogo frustrado.

  • 22. beretta  |  29/01/2009 às 08:53

    “Cão Borg é dúvida para domingo”
    Tite não sabe se podera contar com o substituto de Marcão

    http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Esportes&newsID=a2385996.xml

  • 24. Cassol  |  29/01/2009 às 08:58

    Mas se a moda pega, índio velho vai querer levar seu CAVALO pro Beira-Rio. Vai ser um bostaréu sem fim na meia cancha.

  • 25. beretta  |  29/01/2009 às 09:02

    Cassol, Rosinei e Maycon já não é um bostaréu na meia cancha? Escorrendo pela tangente, indo parar na lateral esquerda?

  • 26. Sanchotene  |  29/01/2009 às 09:07

    Surpreendente, pelo futebol apresentado no final-de-semana, foi a vitória do Esportivo sobre o São José, no Passo D’Areia…

  • 27. gilson  |  29/01/2009 às 09:09

    h ttp://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2009/01/28/ult59u185635.jhtm.

    Françuel em chamas.

  • 28. Gabriel R.  |  29/01/2009 às 09:09

    Bah, o Tite está se perdendo demais, que escalação foi aquela, o Rosinei chora de tão fraco, o Maycon idem;ibdem, o Marcão me faz sentir saudades do R. Cardoso e o Bolivar na direita é complicado.

  • 29. joão carlos  |  29/01/2009 às 09:10

    “justica seja feita, o Marcao nao tem culpa de estar deslocado da sua posicao de origem”

    SUPONHO que o lugar de origem dele seja o BANCO DE RESERVAS???

    particularmente, acho que o TITE e o MARCÃO estão fazendo um ótimo trabalho. o rosinei poderia ficar no time também, no lugar do guiñazu…

  • 30. Álisson  |  29/01/2009 às 09:19

    Bah, só eu achei que o primeiro tempo do Rosinei foi até bom?

    O segundo foi cruel…

  • 31. douglasceconello  |  29/01/2009 às 09:24

    A posição do Marcão é estar dentro da LAVOURA com água até a cintura e desntupindo umas TAIPA de arroz.

    E o Fábio Rosalvo tocou num assunto importante: Álvaro anda bem abaixo do que o seu contrato MORAL define que ele tem que jogar.

  • 32. Negrotcho  |  29/01/2009 às 09:24

    “Eu vejo um vazio na esquerda”

    MORRI!!!

    Fiquei feliz quando o Andrézinho renovou. É um ótimo jogador de grupo.

    Beretta:

    Injustiça com o Denílson! Jogava bem. Era um semiCeará só que sem parceria NENHUMA.

  • 33. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 09:27

    do jeito que a coisa anda, vamos ter de colocar um PEDÁGIO na lateral-esquerda.

    MELHOR COMENTÁRIO DE TODOS OS TEMPOS.

    copiarei pelo resto da vida, amém.

    ———-

    o jogo de ontem foi um dos piores que eu vi na vida. Até comecei a cogitar a idéia do Juca Kfouri pelo fim dos estaduais. Caótico.

  • 34. beretta  |  29/01/2009 às 09:38

    O Ceará era médio, então, visto que o Denilson era um semiCeará, ele era ruim.

  • 35. Eduardo De Nardi  |  29/01/2009 às 09:48

    Denilson era bom.
    Andrezinho joga bem pra cacete, titular em todos os meio campos do país (exceto SP). Jogador que não se destaca, mas sabe conduzir, passar e chutar. E não amarela, entrou numas frias ano passado (Paraná, e Grenal, se não me engano).
    Achei o Bolivar bem ontem.

  • 36. Milton Ribeiro  |  29/01/2009 às 09:53

    “justica seja feita, o Marcao nao tem culpa de estar deslocado da sua posicao de origem”

    SUPONHO que o lugar de origem dele seja o BANCO DE RESERVAS???

    ———————————————–

    A posição do Marcão é estar dentro da LAVOURA com água até a cintura e desntupindo umas TAIPA de arroz.

    ———————————————–

    Concordo com o primeiro, mas deslocaria o Marcão para a lavoura. Ficaria mais longe.

  • 37. Gabriel R.  |  29/01/2009 às 09:54

    o denilson nao era ruim, ruim era o nilson, um com o cabelo igual ao do paulo nunes…

  • 38. beretta  |  29/01/2009 às 09:55

    Perdi. =/

  • 39. Álisson  |  29/01/2009 às 10:04

    Olha De Nardi, eu tbm achei o Bolívar bem ontem, apesar de não passar do meio campo o primeiro tempo inteiro.

    No segundo tempo aventurou-se um pouco e não deixou espaços.

  • 40. douglasceconello  |  29/01/2009 às 10:14

    Eu acho o Bolivar bem ruinzinho como lateral, não mudou nada desde os tempos em que jogava ali por acreditar que era a sua posição. Ele nunca acertou UM cruzamento.

  • 41. Guilherme  |  29/01/2009 às 10:20

    O Douglas ainda é do tempo que lateral cruzava.

    Pssss

  • 42. Negrotcho  |  29/01/2009 às 10:22

    Na boa, se é pra improvisar, coloca o Índio na direita! Tem muito mais pulmão q Bolívar e tá sempre no ataque!!!

  • 43. Carlos  |  29/01/2009 às 10:23

    #31

    Ia falar isso dia desses…mas pensei q seria massacrado aqui…mas acho q Camp. Estaduais já deveriam ter terminado faz tempo…é uma perda de tempo desgraçada, com times constrangedores e jogos horrorosos. O jogo de ontem foi dureza de ver até o fim do primeiro tempo, q dirá até o fim.

  • 44. Titi  |  29/01/2009 às 10:25

    Teka’s Drinks –> Melhor “parede” de publicidade.

  • 45. beretta  |  29/01/2009 às 10:25

    #39

    aehaoehoehaoheaouehehoehheoehoaheehehaehouae

  • 46. Cassol  |  29/01/2009 às 10:29

    Só pra entender: com o fim dos estaduais, iam fazer o que com os times do interior? E os clássicos locais e regionais, quando seriam disputados?

  • 47. fino  |  29/01/2009 às 10:36

    Como vocês são oportunistas, dias atrás o Marcão tinha “resolvido o problema da lateral esquerda”… jlsdfalsdaljksdfajklsdfajkl

  • 48. Prestes  |  29/01/2009 às 10:36

    A implicância de alguns com o Maicon é só porque ele é um jogador discreto. O cara entra de primeiro volante, não erra passe, é bom no desarme. Faz tudo direitinho, nada demais. Como não tem carisma, nem é um cara que aparece no jogo, ficam achando que o cara é ruim. Bom reserva, diga-se.

  • 49. douglasceconello  |  29/01/2009 às 10:43

    Minha IMPLICÂNCIA maior é com ROSINEI. Falo do Maicon só pela doce arte da corneta gratuita.

    sdhasiudsad

  • 50. Carlos  |  29/01/2009 às 10:43

    #44
    Pois é…isso seria um problema sério.

  • 51. Prestes  |  29/01/2009 às 10:49

    Bah, o Rosinei tem sérios problemas com a BOLA.

  • 52. Prestes  |  29/01/2009 às 10:52

    Eu só acho que os estaduais deveriam ser de tiro curtíssimo.

  • 53. Guilherme  |  29/01/2009 às 10:59

    Eu sou a favor dos Estaduais. Nada mais legal que domingo de verão ir apreciar os primeiros momentos do time novo, e ver o novo craque do time driblar os zagueiros do interior, dar um beijo na tua mina (que só dá pra levar em jogo do gauchão), enquanto come um amendoim.

    O que tem que fazer é tirar a copa do brasil dali e colocar no segundo semestre. E abolir com aquela várzea que é a sulamericana.

  • 54. Eduardo De Nardi  |  29/01/2009 às 10:59

    Maicon é bom reserva mesmo, não corneteio, garoto esforçado. O Rosinei e o G Nery que não dá, de jeito nenhum, para aguentar.
    Os times do interior tem que começar antes o campeonato. Primeira fase sem dupla grenal, que entra só em fevereiro, pré-temporada de um mês como tem que ser. Estilo Supercampeonato Gaúcho mas maior, não tão ridículo.
    Mas o melhor mesmo era o fim do Gauchão. Campeonato Brasileiro ano inteiro, times que disputam Libertadores na Copa do Brasil, sem aperto no calendário.
    ABS

  • 55. Eduardo De Nardi  |  29/01/2009 às 11:01

    PS: Além do prejuízo financeiro que a Dupla tem, imagino, jogando o Bovinao, é totalmente descabido perder Alex e Dale para a Copa do Brasil por conta de uma pelada no Passo dAreia. Imagina, 120 dias pros caras, que loucura!!!!

  • 56. Guilherme  |  29/01/2009 às 11:11

    Se alguém se interessar em ver a proeza dos nossos jovens zagueiros e a jogadinha do nosso meia esquerda que o Roth tentou, mas ainda não conseguiu queimar.

  • 57. Flávio Nunes  |  29/01/2009 às 11:20

    Os Estaduais não devem acabar, mas os times da série A (e talvez os da B) do Brasileirão não deveriam disputá-lo. Ou que os grandes entrem somente na reta final para jogar meia dúzia de jogos. Até os anos 80 os estaduais eram importantes. Não havia Copa do Brasil e o país só tinha duas vagas na Libertadores. Naquela época, um título estadual salvava uma temporada. Hoje, cai no esquecimento em uma semana. As chances de vencer uma competição nacional ou continental aumentaram. Mesmo a conquista de troféus menores como a Sul-Americana e a Segundona nacional rende comemorações infinitamente maiores e dão mais visiblidade do que os cada vez mais irrevelantes estaduais.

  • 58. Guilherme  |  29/01/2009 às 11:32

    Tirar os grandes = Matar os estaduais = Matar os times pequenos

    Tudo isso em prol de um campeonato patrocinado por uma empresa de carro e cheio de time reserva disputando.

  • 59. Lucas Cavalheiro  |  29/01/2009 às 11:38

    Acho que encontraram a melhor forma de disputa do Gauchão, só pelos grenais já vale. Quem não lembra o quão chato foi quando os azuis caíram e não pudemos ganhar nenhum clássico 😀

    E Rosinei e Maycon não foram TÃO mal… Fizeram um feijão-com-arroz bem temperadinho até.

    Titular fácil em muito time do Brasil.

    (não do Inter, graças a Deus)

  • 60. Francisco Luz  |  29/01/2009 às 11:38

    Bah, incrível a dor de cotovelo. Ainda não passou.

    Nunca podem acabar com os estaduais, só Jucas Kfouris acreditam nisso.

  • 61. Guilherme  |  29/01/2009 às 11:43

    Hehe confesso a dor de cotovelo. Mas o argumento fica.

    E o Juca Kfouri é capaz de fazer mais essa atrocidade contra o futebol brasileiro sim. A primeira ele já conseguiu, com a lei Pelé. Que deveria se chamar Lei Kfouri.

  • 62. Lila  |  29/01/2009 às 11:55

    Comemoração de estadual dura uma semana só onde? E a graça de dizer que é o MAIOR CAMPEÃO DO ESTADO? (beijo, flor!)

    Não é nada, não é nada. É taça e motivo de galhofa, puxa vida.

  • 63. Gabriel R.  |  29/01/2009 às 12:09

    O botafogo da importancia pros titulos estaduais…

  • 64. Flávio  |  29/01/2009 às 12:12

    Lila, no Rio o estadual é mais valorizado que aqui. Não teve um jornalista torcedor do Fluminense que mandou publicar um anúncio nos jornais ano passado dizendo que a Libertadores era besteira e que o seu time deveria se preocupar com o campeonato carioca?

  • 65. Lila  |  29/01/2009 às 12:13

    Nem lembro, Flávio. Mas eu tenho libertadores. Tenho mundial. Cinco nacionais. E TRINTA estaduais.

    Eles têm o que mesmo? A terceira divisão, claro.

  • 66. Prestes  |  29/01/2009 às 12:14

    Os estaduais não precisam acabar. Mas o Brasileiro e as demais competições sul-americanas e Copa BR, têm que ser disputadas o ano inteiro. Os estaduais deveriam acabar em março, com os times que não jogam as séries A,B ou C começando a disputa bem antes, e os demais entrando como entram hoje, no final de janeiro.

  • 67. Lila  |  29/01/2009 às 12:22

    Vocês são muito amargos, que isso…

  • 68. Arbo  |  29/01/2009 às 12:28

    antes de tudo, é preciso ressaltar q este post foi escrito GENIALMENTE pelo douglas. todo. e já podemos fazer um concurso para eleger a melhor legenda. Eu vejo um vazio na esquerda foi demais.
    MELHOR COBERTURA.

    sobre OS COMENTÁRIOS, sou a favor dos estaduais e acho q tá bem assim. E, tal como o taison, já falava pra amigos colorados pra darem mais crédito pro Andrezinho no ano passado… ontem ainda alguém falou mal dele por aqui. Era titular no meu Grêmio.

  • 69. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 12:45

    che, eu sou a favor dos estaduais sim. Mas ao ver aquele time do Inter jogando só para cumprir carnê ontem fiquei com séria dúvida. Não me parece uma idéia tão ruim aumentar o Brasileiro para o ano todo, dois semestres, pontos corridos (talvez com final, verão X inverno).

    de repente colocando os estaduais em paralelo, para os reservas jogarem, sei lá.

    também é aquela coisa, talvez eu esteja ficando meio amargo. Claro, nem tão amargo quanto o Guilherme, que quer acabar com uma competição só por que o rival venceu.

  • 70. Prestes  |  29/01/2009 às 12:49

    Não dá para os clubes grandes ficarem salvando os pequenos. O Manchester City não vai nos ajudar. Vai nos fuder. Se não tivermos campeonatos com fórmulas bem definidas, competitivos, clubes organizados, gramados impecáveis, arbitragens excelentes, vamos ficar nós, o nosso romantismo, bons jogadores de 18 anos + refugos.

  • 71. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 12:54

    O Manchester City não vai nos ajudar. Vai nos fuder.

    o Manchester City é menor que o Atlético Paranaense, mas tudo bem.

    o que eu acho que anda ocorrendo é um constrangimento dos clubes grandes ao disputar os estaduais…parece que, se dependesse dos 12, os estaduais seriam a Série E do campeonato brasileiro. Mas aí tem todo um prestígio para manter com as federações…

  • 72. col  |  29/01/2009 às 12:55

    Alguem sabe se o Gauchao gera resultado financeiro positivo para a dupla? Quanto?

    Nao fossem as cotas da TV, com certeza o resultado seria negativo. Acho a questao do Gauchao mais politica. Quem quer ver jogo do Bovinao? Qual jogador da dupla quer jogar no interior?

  • 73. Prestes  |  29/01/2009 às 12:55

    Não quis dizer que o City é maior que nós. Só quis dizer que vai nos fuder. Ele os clubes russos, ucranianos e o escambau.

  • 74. col  |  29/01/2009 às 12:58

    Manchester City=clube arabe.

  • 75. Lila  |  29/01/2009 às 13:00

    Prestes, o que os estaduais têm a ver com o excesso de amadorismo por prate dos nossos (brasileiros) dirigentes? Porque, SINCERAMENTE, se os clubes tão perdendo moleque de 18 anos é porque não sabem administrar as finanças. porque dinheiro ganham.

    E COMO.

  • 76. Prestes  |  29/01/2009 às 13:04

    Só que os estaduais são as menos rentáveis das competições.
    Era melhor já jogar o Brasileiro, e para os clubes que estão na LIber, poder jogar a Copa do Brasil, na minha opinião.

  • 77. Prestes  |  29/01/2009 às 13:05

    Mas os estaduais têm muito a ver com amadorismo. Como têm.

  • 78. Guilherme  |  29/01/2009 às 13:05

    Eu só acho que, se tem uma competição sobrando por aí é a Sula que não leva a lugar nenhum, e ninguém joga com o time titular.

    O Gauchão serve pra ajeitar o time, promover as comunidades locais e o esporte (ou não é pra isso que o esporte serve?), além de ser tradicional.

    E acho que em relação a custos, duvido que alguém aqui tenha informação suficiente pra dizer que afunda clube.

    Outro argumento: Se o Juca Kfouri tá batendo nessa tecla, alguma coisa tem…

  • 79. Lila  |  29/01/2009 às 13:09

    Prestes, eu discordo. Não vejo MESMO a relação entre gente imunda e estadual.

    Só nos horários das partidas, né.

  • 80. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 13:11

    tá, mas na Argentina, que é logo ali, o Boca Juniors nunca enfrenta o Almirante Brown ou o Atlanta e mesmo assim os estádios desses times lotam.

    promover as comunidades locais não necessariamente tem a ver com isso.

  • 81. Prestes  |  29/01/2009 às 13:11

    A culpa não é do estadual, mas é TAMBÉM dele.

  • 82. Luiz Filipe  |  29/01/2009 às 13:11

    Título do Gauchão>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Maior que o da Suda

    Olha a que ponto chegou o “cafezinho”.

  • 83. Lila  |  29/01/2009 às 13:15

    Não troco o meu carioca pra ter um campeonato de ano inteiro.

    PRONTO. FALEI.

  • 84. Prestes  |  29/01/2009 às 13:18

    Pois é, tem mais essa. O brasileiro gosta de ganhar, não torce pras equipes do Interior. Não é como na Argentina ou na Inglaterra, que se torce para o Queens Park, ou para o Chacarita Jrs.. Não sei por que defender clubes sem torcida, que estão à mingua por que a comunidade local não dá a menor pelota, aí se não tiver a verba de tv do Gauchão com dupla Grenal os caras não sobrevivem.

    O Brasil de Pelotas nunca precisou jogar contra o Inter para sobreviver, a torcida sempre manteve o clube, mesmo às duras penas, mesmo na segundona gaúcha. Ano passado quase subiu pra série B, se manteve na C, que esse ano vai ser mais rentável. Pode subir pra B e de lá pra A. É assim que tem que ser.

  • 85. Francisco Luz  |  29/01/2009 às 13:19

    Eu acho que o Gauchão deveria ser disputado pelos times do Interior o ano todo, como uma quinta divisão, e o campeão e vice (algo assim) enfrentariam depois, em fevereiro, os times que já estão nas divisões principais (digamos, hoje, Caxias, Brasil, Juventude, Inter e Grêmio).

    EU (que fique claro) faria um jogo em grupo único em uma cidade no interior, com rodadas duplas e sempre revezando a sede. Aí tería o título de campeão gaúcho, simbólico, e dava tempo de fazer o Brão o ano todo, a partir de março.

    E a Copa do Brasil, para mim, seria nos moldes da Inglaterra: todos os times do país, até os amadores e tal.

  • 86. Diogo  |  29/01/2009 às 13:20

    Querem tirar a dupla Grenal do Gauchão?

    Quiéisso.

    O pessoal do interior também tem o direito de assistir, ao vivo e in loco, o Taison comemorando um gol encarapitado no colinho do Bolívar.

  • 87. Prestes  |  29/01/2009 às 13:21

    Ondé q eu assino???

  • 88. Guilherme  |  29/01/2009 às 13:21

    #80

    Não dá pra comparar o tamanho do Brasil com o da Argentina e muito menos Inglaterra, que por sinal tem DUAS copas por ano onde os times grandes frequentemente jogam contra timecos.

    A Argentina tem a comunidade de Buenos Aires e só. Não tem “comunidades locais”. Todos os times citados acima estão na região metropolitana de BA.

  • 89. Prestes  |  29/01/2009 às 13:21

    Com o Light, evidentemente.

  • 90. Prestes  |  29/01/2009 às 13:23

    Guilherme, a Copa do Brasil poderia ter 512 times, seriam preciso só mais seis ou oito datas. Disputando ela o ano inteiro dá pra fazer tranquilo.

  • 91. Eduardo De Nardi  |  29/01/2009 às 13:23

    É simples: eu, e outros mais devem fazer o mesmo, compro PPV do Brasileiro, e não compro do Bovinao. Se tivessem jogos melhores, de qualquer competição, de preferência o Brasileiro, eu compraria o PPV de janiero a abril também.
    ABS

  • 92. Guilherme  |  29/01/2009 às 13:24

    Mas Prestes, olha o tamanho do Brasil. Como tu vai fazer pra um time pequeno da Amazônia vir jogar em Porto Alegre? Quem paga a conta?

  • 93. Prestes  |  29/01/2009 às 13:25

    Leva o grande.

  • 94. Guilherme  |  29/01/2009 às 13:26

    E se empatar? E se foram dois pequenos?

  • 95. Prestes  |  29/01/2009 às 13:27

    Ué, tu não tá pelo romantismo?? Imagina o charme: os caras leiloando uma cabra, pedindo fiado no armazém para jogar a Copa do Brasil.

  • 96. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 13:28

    Prestes, tu é meio radical em alguns aspectos, mas olha só: acho que tirar os times grandes das competições locais não vai enfraquecer o interior, pelo contrário. Acho que é melhor colocar um campeonato no qual o São Luiz tem condições de levantar taças do que um campeonato no qual ele não chegará nem perto disso, pq tem Inter, Grêmio e Juventude.

    mas isso é uma idéia nova que eu tenho, antes era contra isso, só que preciso me lembrar por quê. Sancho, onde andas?

  • 97. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 13:29

    Como tu vai fazer pra um time pequeno da Amazônia vir jogar em Porto Alegre? Quem paga a conta?

    o Brasil de Pelotas foi jogar no Acre há dois meses.

  • 98. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 13:29

    A Argentina tem a comunidade de Buenos Aires e só.

    Argentina não é Uruguai.

  • 99. Prestes  |  29/01/2009 às 13:32

    Tá, eu exagerei ali no último comentário. Foi mal ae.

  • 100. Arbo  |  29/01/2009 às 13:34

    Sobre o gauchão. ele está aí. quem está tendo prejuízo com ele?
    – os pequenos? creio q não, mas, se sim, concordamos q esse é o lugar deles (o estadual), com ou sem preju;
    – os grandes? creio q não, mas, se sim, concordamos q há mtas outras competições para a contrapartida.

    então seria um problema de rentabilidade? APENAS isso? digo, vale a pena extinguir a competição por APENAS isso? ao meu ver o futebol é maior q isso, e to falando do futebol jogado no gauchão mesmo. não vejo pq porto alegre deveria ficar de fora do futebol jogado no rs. sobre novas fórmulas, calendários, podemos conversar…

  • 101. Flávio  |  29/01/2009 às 13:34

    Nos estaduais os times também poupam titulares quando têm jogos pela Libertadores ou Copa do Brasil na mesma semana. A Sul-Americana é uma competição menor, mas ainda assim muito mais importante que o ruralito, vide a repercussão (não só aqui, mas também no resto do Brasil e na América do Sul) que o título do Inter teve em comparação com a conquista do Gauchão. Aliás, o título gaúcho do Inter foi reduzido à sua real dimensão quando poucos dias depois de golear o Juventude fomos eliminados da Copa do Brasil pelo Sport. Os títulos da série B nacional que o Grêmio e o Corinthians venceram recentemente têm uma importância histórica muito maior para esses clubes do que todos os estaduais que eles ganharam dos anos 90 para cá. Pergunte para os botafoguenses se eles lembram mais da Copa CONMEBOL de 93 ou do título do Caixão-06. Hoje, um clube tem numa mesma temporada três ou quatro alternativas de títulos mais interessantes que os estaduais. Os grandes só continuam os disputando porque a CBF precisa fazer média com as federações estaduais. Mesmo a desculpa de que sem eles os times pequenos não sobreviveriam não se sustenta. Para o, digamos, Brasil de Pelotas, é mais importante disputar a Série C Nacional, sonhando em um dia chegar à A, do que ficar em 3º ou 4º lugar no ruralito.

  • 102. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 13:42

    e não dá para dizer que o Brasil não teve visibilidade. A situação do clube era comentada quase que diariamente, com frequência bem maior que nos três meses do campeonato gaúcho.

    outra coisa, sobre fortalecer as comunidades locais. Atualmente o que vemos são estádios do interior lotados de torcida visitante e os clubes tentando conseguir uma grana nisso. Até aí, nada demais. Só que o lucro não deve ser tão alto assim, uma vez que eles também formam times bons, às vezes acima do seu padrão…para apenas três meses! Daqui a pouco conseguir pagar o salário de um Sandro Sotilli, de um Júnior Paulista, acaba comendo o lucro que os clubes do interior têm em um ou dois jogos.

  • 103. Paul  |  29/01/2009 às 13:42

    Arbo: muito obrigado.

  • 104. Arbo  |  29/01/2009 às 13:43

    Podem existir diferenças entre resolver um problema e acabar com um problema. Antigamente se arrancava logo o dente enfermo. Vocês realmente não vêem boas possibilidades num campeonato de futebol regional?
    Algo parecido ocorre com a Copa América, em relação à Seleção Brasileira (funcionando aqui como dupla grenal). E muito boas alternativas foram dadas para uma reabilitação dessa competição.

  • 105. Prestes  |  29/01/2009 às 13:45

    Arbo, ao menos eu não sou a favor de extinguir os estaduais, mas de que eles durem bem menos para os times que disputam as séries A, B e C.

  • 106. Arbo  |  29/01/2009 às 13:46

    foram dadas… aqui no impedimento, num post perdido desses… (faltou dizer isso)
    paul, não há de q. mas pq? hehe

  • 107. col  |  29/01/2009 às 13:51

    Prefiro assistir Palmeiras x Real Potosí na Fox Sports en Espanol do que Inter X SLuiz com os astros Marcao, Maincon etc.

  • 108. Flávio  |  29/01/2009 às 14:02

    Acho que há um consenso de que os estaduais não devem ser extintos. A discordância é em relação à participação ou não dos grandes. Como escrevi antes, até os anos 80 os times só disputavam o Estadual e o Brasileirão. Eram só duas vagas na Libertadores. Vários times ficavam anos sem disputá-la. Hoje em dia, com tantas competições, com um brasileiro que ocupa 38 datas, Copa do Brasil e a Libertadores disputadas paralelamente aos estaduais, é inevitável que eles não despertem o mesmo interesse de antes.

  • 109. Diogo  |  29/01/2009 às 14:26

    Pessoal com MEDO de disputar o Gauchão.

  • 110. Francisco Luz  |  29/01/2009 às 14:35

    Para mim, os regionais não funcionaram. Talvez até poderiam ser reativados se tivessem uma espécie de promoção e descenço e tal, mas não sei. Não me pegaram.

    Quem tá com medo do gauchão que eu perdi esses comentários?

  • 111. Ismael  |  29/01/2009 às 14:44

    Cara, o que eu queria (baita pretensão) é que o interior fosse mais forte, que os títulos gaúchos não ficassem sempre entre Inter e gremio, e acredito que o “entrave” pro crescimento dos pequenos é justamente a dupla! Se uma cidade como pelotas consegue levar um time como o brasil sem babar ovo da dupla, porque esse exemplo não é visto em outros rincões? Muito pouca gente se importa com os clubes da sua cidade pq tem outro time do estado que tá toda hora na mídia, tentando a contratação do NOIR, anunciando a compra de uma ESTRELA ou lançando um plano de sócios para MASCOTES!!!

    Colocar a dupla mais tarde na disputa, pra mim, seria outro erro pq ia tirar a chance do gremio santanense complicar a vida do inter lá na fronteira. Acho que disputar o campeonato inteiro diminui as chances de chegar ao título, além de manter a valorização do certame! Não me agrada a idéia de campeão moral. Lembro do Guarani-VA fazer uma baita campanha (abraço, mano!), todos elogiando o campeão do interior, mas e DAÊ??? Não teve taça no armário nem faixa no peito…

    Sei lá… acho que o único lugar onde se vê o futebol na sua ESSÊNCIA é no interior

  • 112. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 14:45

    Diogo, o cargo de semeador da discórdia infinita ainda é meu, mas podemos eleger um sucessor.

  • 113. col  |  29/01/2009 às 14:49

    Off – Mais da novela Nilmar

    http://colunas.globoesporte.com/olharcronicoesportivo/

  • 114. Diogo Mainardi  |  29/01/2009 às 14:49

    Ao Diogo, só falta sobrenome. Pra ti falta muito LF.

  • 115. col  |  29/01/2009 às 14:50

    Colo aqui um trecho:

    ” O Inter não teve boa vontade e negou uma oferta que seria ótima para o clube também. Se eles acham que vale a pena investir tanto para manter o Nilmar, é problema deles. Mas por tudo que foi maltratado pelo Inter em mais de um ano de negociação, acho que o Palermo não irá nos procurar mais.”

    Vou destacar uma frase de da Hora: “Se eles acham que vale a pena investir tanto para manter o Nilmar, é problema deles.” “

  • 116. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 14:53

    bah, Mainardi, que bom que falta muito para chegar em ti. Espero morrer bem antes de alcançar o fundo do poço.

    ———-

    essa argumentação do Orlando da Hora flerta com o surrealismo.

    ele acha que PAGAR para o jogador ficar no clube MAGOOU o PALERMO.

    acho inacreditável como que o Nilmar mantém um cara desses por trás. Se não fosse a direção do Inter, ele estaria enterrando a sua carreira agora no quarto colocado da segunda divisão espanhola.

    ou estaria NA CADEIA, por que nunca foi esclarecido como que ele foi ROUBADO do Lyon. O Ortega, por um motivo semelhante, ficou DOIS ANOS suspenso do futebol, se entregou no álcool e nunca mais foi o mesmo.

  • 117. Francisco Luz  |  29/01/2009 às 14:57

    Esse Orlando da Hora é um MASCATE, não há definição melhor. Bate Jorge Wagner de longe.

  • 118. Diogo Mainardi  |  29/01/2009 às 14:58

    LF, teu sonho era ganhar o que ganho, escrevendo asneiras.

  • 119. Arbo  |  29/01/2009 às 15:01

    se o EMPRESÁRIO do cara falou isso, eu acho q a frase merece destaque por outros motivos q o cara não colocou no texto dele…

  • 120. Francisco Luz  |  29/01/2009 às 15:05

    O pior é ver um blog defendendo isso. É o fim dos tempos.

  • 121. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 15:17

    mascate é o Carvalho. O Orlando da Hora é estúpido. Faz um enorme esforço para desvalorizar o único produto que tem.

  • 122. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 15:17

    #118,

    Pensando por esse lado, tens razão.

  • 123. Diogo  |  29/01/2009 às 15:25

    Por mim essa discussão é infundada.

    Qual o impedimento (sic) em participar de meia dúzia de partidas em um campeonato regional?

    Visitar mais vinícolas em Bento, ir comer poeira em Dubai?

    Quequeéisso!

    O Gauchão é a melhor forma de transformar boleiros em JOGADORES DE FUTEBOL, calejar canelas e pés “metrossexualizados” pelo futebol art decô [ui, perdi meu piercing…] e embrutecer técnicos passarinheiros – não sem antes darem xiliques em alambrados no Passo D’Areia.

    Ouçam.

  • 124. Diogo  |  29/01/2009 às 15:26

    A voz da razão.

  • 125. Junior  |  29/01/2009 às 15:45

    Concordo com o que já foi escrito, os regionais poderiam continuar existindo, mas deveriam ter no máximo um, dois meses de duração. Até porque as equipes tradicionais estão perdendo o espaço para Ulbras, Tigres, Barueris, etc. Os estaduais eram melhores quando havia Pelotas, América-RJ, Ferroviária, entre outras equipes tradicionais e com torcida que estão na 2ª divisão.

    “o Manchester City é menor que o Atlético Paranaense, mas tudo bem.”

    Nem a pau, Juvenal. É impossível compará-lo ao Atlético Paranaense. O City é uma espécie de Bahia, Atlético-MG, um clube tradicional que não ganha nada há muito tempo. Na cidade de Manchester, o City divide a torcida com o United. O United tem muito mais torcida no país inteiro, mas na cidade de Manchester, a briga é parelha. Alguns jornalistas até dizem que o City tem mais torcida em Manchester em razão do apego ao que é local, enquanto o United é uma marca planetária. Nos jogos do United, boa parte das pessoas não são de Manchester. Sei que não é o forum para falar de futebol europeu, mas não poderia passar batido uma informação errada.

  • 126. Prestes  |  29/01/2009 às 15:48

    Voltando ao jogo do colorado.

    O Oliveira se destacou e tal…Mas onde é que ele ia no gol do Andrézinho????

  • 127. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 15:51

    ok, eu estava comparando resultados. O City foi campeão pela última vez na década de 30 e tem uma Recopa; o Atlético-PR foi campeão em 2001 e foi finalista da Libertadores quatro anos depois.

    mas se tu compara torcida, está correto, também é o meu padrão de grandeza.

    ——-

    se o argumento final em favor dos clubes grandes nos estaduais é a MASCULINIDADE, estamos bem…

  • 128. Junior  |  29/01/2009 às 16:01

    O City foi campeão nacional pela última vez em 1968. O Atlético-MG, em 1971, por isso comparo os dois clubes. O Atlético Paranaense para virar um grande clube precisa ter torcida em todo o Paraná, não apenas na região metropolitana de Curitiba.

    Prestes, o Magrão se abaixou, por isso, o goleiro foi pego no contrapé.

  • 129. Prestes  |  29/01/2009 às 16:05

    Mas ele tava muito mal colocado.

  • 130. augusto genz  |  29/01/2009 às 17:00

    camisetas do gremio 2009

    http://www.minhascamisas.com.br/wordpress/2009/01/28/nova-camisa-do-gremio-3#comments

  • 131. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 17:19

    bah, mas que coisa feia esse selo da Libertadores.

    por que não colocam na manga?

  • 132. Prestes  |  29/01/2009 às 17:29

    Ficou bem ruim mesmo. Tomara que seja verdade.

  • 133. Arbo  |  29/01/2009 às 17:30

    o titi já mostrou essas camisas mais cedo, com exceção dessa com o selo da liber q estragatudo mesmo. não creio.

  • 134. Camilo  |  29/01/2009 às 17:34

    saio do silêncio de leitor para pedir ao Impedimento que escreva algo sobre a tragedia AURINEGRA ocorrida na colombia ontem; lágrimas

  • 135. Francisco Luz  |  29/01/2009 às 17:35

    Prestes | 29/01/2009 at 17:29

    Ficou bem ruim mesmo. Tomara que seja verdade.

    hauahushahdau

    Penso o mesmo.

  • 136. Luís Felipe  |  29/01/2009 às 17:40

    o Impedimento ditou e agora está o texto está sendo escrito pelos nossos escribas localizados na China, a fim de passar pelo padrão taoísta.

    infelizmente, os monges estão com problemas com a reforma ortográfica, o que atrasa o processo.

  • 137. roda  |  29/01/2009 às 17:44

    é verdade mesmo esse lance dos ingressos? 150 pila?, os cara tão loco!

  • 138. douglasceconello  |  30/01/2009 às 00:51

    Bah, por 150 pilas eu compro o PASSE de um lateral-direito. asudagshduas

  • 139. Titi  |  30/01/2009 às 01:24

    passe nao … direitos economicos. hehehehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: