O dia em que Blake estourou o melão

27/01/2009 at 10:28 69 comentários

Nada mais belo do que a evolução de uma língua. Para muitos linguistas CONSERVADORES, nem sempre a mudança é bem-vinda. Eles desprezam elementos introduzidos por aqueles que não fazem parte do CLUBINHO da NORMA CULTA. No entanto, não estamos aqui para julgar a pertinência das pequenas revoluções verbais, mas simplesmente para jogar os fatos na bruxuleante luz da percepção.

Considerado um dos mais importantes escritores e DRAMATURGOS de todos os tempos, William Shakespeare compôs obras que permaneceram VIVAS ao longo dos tempos. A maior prova de sua influência e maestria é que até hoje suas peças são representadas nas mais diversas formas de expressão, inclusive no CINEMA, este baluarte cultural do POPULACHO. Nascido em 1554, pode gabar-se de ter escrito os sonetos que são considerados os mais lindos de todos os tempos e que certamente até hoje são lidos por rapazotes ao ouvido das adolescentes resfolegantes nas noites de quarta-feira enquanto o time do jovem mancebo é eliminado da Copa do Brasil pelo, sei lá, LONDRINA . Chupa que o veneno é de uva.

Nascido em 31 de maio de 1819, Walt Whitman ficaria reconhecido, além da admiração que causa em OLÍVIO DUTRA, por introduzir uma nova subjetividade no CONCEITO POÉTICO, usando uma técnica inovadora que  inseria a idéia de totalidade, e a preferência por um verso livre que influenciaria grande parte dos poetas mais expressivos do lirismo moderno. Em 1855, publicou a primeira edição de LEAVES OF GRASS, um dos grandes marcos da literatura norte-americana. Lá na sala de vídeo do colégio, Sociedade dos poetas mortos ao menos mostrou-se infalível para aquela sessão da tarde com as colegas da quinta série e a inescapável pegada nos peitinhos.

Parido com etílica eficiência em 27 de outubro de 1914, no País de Gales, Dylan Thomas é considerado um dos maiores poetas do século XX – aquele PACOTE de tempo em que as ESTRELAS do cinema começaram a superar os REIS (ns) em apelo MIDIÁTICO. De minha parte, tenho muita saudade do FOLHETIM. Apesar de ter morrido aos 39 anos devido à extrema sede que demonstrava em suas andanças noturnas, sua poesia e seus escritos deixaram um legado inigualável para as gerações vindouras – tanto de poetas quanto de bêbados. Ou a pior de todas as raças: o adolescente bêbado que se entende poeta.

Pois a língua inglesa, quando desfiada com esplendor, realmente é uma das mais belas do mundo. Nem os mais fanáticos seriam capazes de desprezar que algumas das mais genuínas manifestações artísticas da civilização brotaram dos ARROUBOS verbais ANGLO-SAXÔNICOS. Esta semana o REQUEBRADO da língua mais uma vez mostrou seu desprendimento. E, em tempos de tecnologia LATENTE, o porta-voz deste verdadeiro casamento do céu e do inferno sequer deu-se ao trabalho de registrá-la em PAPEL. Um vídeo bastou para que os alicerces da cultura novamente fossem balançados.

Saudações,
Douglas Ceconello.

Entry filed under: Colunas.

Troféu Dendê 2009 Top 10 Humilhações do Avaí

69 Comentários Add your own

  • 1. Gabriel Marcondes  |  27/01/2009 às 10:40

    Sensacional introdução pro vídeo bizarro.

    I am no speak england.

  • 2. Dario  |  27/01/2009 às 10:40

    Brilhante

  • 3. beretta  |  27/01/2009 às 10:41

    E eu ria do Luxemburgo no Real Madrid…
    Cara, isso aí só pode ser montagem… aehuheuhueauhheae
    Mas tu vai esperar o que de um cara que não sabe falar nem portugues?
    xD

    “I SPEAK ENGLAND”

    aehaeheaheheaehehaheahehaehaaheoehua

  • 5. Renato K.  |  27/01/2009 às 10:55

    Perdi. I am not have access ao Youtube aqui.

  • 6. Francisco Luz  |  27/01/2009 às 10:59

    Bah, foi um colorado muito maldoso que fez essas legendas.

  • 7. Guilherme  |  27/01/2009 às 11:06

    Pô, mas o guri veio da várzea pra ser titular do Manchester United e querem avacalhar com o inglês dele, Que é bem melhor do que o inglês de 95% dos brasileiros que moram na Inglaterra.

    Aliás a Inglaterra é o lugar em que menos se importa com esse tipo de coisa. Se faça entender e eles já valorizam o esforço.

    Como se filho de papai com “bom inglês” tivesse algum mérito.

  • 8. Gustavo  |  27/01/2009 às 11:06

    The best video EVER

  • 10. beretta  |  27/01/2009 às 11:12

    Guilherme, segundo o link que tu mandou, os ingleses SE IMPORTAM com esse tipo de coisa.

    “Watch hilarious interview with Manchester United star Anderson (video)”

    – Assista a entrevista hilário com a estrela do Manchester United Anderson

  • 11. beretta  |  27/01/2009 às 11:12

    corrigindo: hilária*

  • 12. Guilherme  |  27/01/2009 às 11:13

    “Enormous credit to the impressive Brazilian for attempting a full interview in a second language”

  • 13. Guilherme  |  27/01/2009 às 11:19

    Que tipo, quer dizer que ele dá muito crédito pro Anderson por tentar dar uma entrevista em uma língua estrangeira. Coisa que o Fernando Torres por exemplo, não faz.

  • 14. Francisco Luz  |  27/01/2009 às 11:19

    Ok, não vamos mais rir.

    Pô, Guilherme, RELAX aí. É só um vídeo engraçado, e ninguém precisa lembrar que o cara já conseguiu muito mais do que todos nós somados vamos ter na vida.

    Patrulha tá muito pegada, fala sério.

  • 15. rodrigo  |  27/01/2009 às 11:20

    aqui

    http://xpock.com.br/o-ingreis-bem-dizido-do-anderson-ex-gremio

    não é youtube…
    roda na maioria das empresas…

  • 16. André  |  27/01/2009 às 11:20

    I don’t speak your tongue.

    Foi a maior pérola que eu já ouvi nesses cursinhos de engrish.

  • 17. Paul  |  27/01/2009 às 11:30

    Ok, não vamos mais rir. [2]

  • 18. Guilherme  |  27/01/2009 às 11:30

    Ok, exagerei FL. Piada é piada.

    Mas é que eu me sinto mal. O cara fez um puta esforço e teve coragem pra falar os comentários do YouTube (que eu sei que não prestam pra nada) são tri maldosos.

    André, “I don’t speak your tongue” tá correto.

  • 19. beretta  |  27/01/2009 às 11:42

    aehuheuhaeheahuhe

    Cara… o troço é muito tosco. Não tem como não rir…

    aeauehouhoaouheahaoheaehaehauehoe

  • 20. Lila  |  27/01/2009 às 11:49

    Esse aqui não jogou no sul, pode zoar, tio?

  • 21. Franciel  |  27/01/2009 às 11:53

    Sugestão de campanha para a ImpedCorp em 2009: YOUTUBE nas repartições públicas.

    Perdi a piada por falta do youtube, mas o texto de Douglas já valeu por me relembrar que um dia, há séculos, também já dei umas pegadinhas salientes em uns peitinhos.

  • 22. Gabriel R.  |  27/01/2009 às 12:26

    bah sociedade dos poetas mortos no colegio é deveras nostalgico.

    Baita texto, o video ta muito engraçado!

  • 23. Gabriel  |  27/01/2009 às 12:48

    concordo com o que o anderson diz:
    alih homn baki moham aih! [2]

  • 24. Cassiano Menezes  |  27/01/2009 às 13:05

    eu tentei ouvir essa parte da reverência a Alá sem ler as legendas umas 10x, eu nao consigo ter uma ínfima idéia do que ele ta dizendo…

  • 25. Ismael  |  27/01/2009 às 13:07

    ushuahesuhuehuashuahsuehauehauheusahe

    Porra, não consigo assistir o vídeo até o fim, meu chefe tá me olhando MUITO atravessado… uhasuhaushuahsuahsuah

    alih homn baki mohan aih! [3]

  • 26. Jabba  |  27/01/2009 às 13:11

    “6. Como se filho de papai com “bom inglês” tivesse algum mérito.”

    Código de Hamurabi Guilherme:

    1. Filhinho de papai não tem direito de existir.
    2. Social do Grêmio não tem direito de existir.
    3. A Geral é o máximo.
    4. Tcheco é o cara.

  • 27. JC  |  27/01/2009 às 13:13

    Sugestão de campanha para a ImpedCorp em 2009: YOUTUBE nas repartições públicas. [2]

  • 28. Eduardo  |  27/01/2009 às 13:24

    Por acaso o Shake Spear é parente da Britney Spear?

  • 29. fino  |  27/01/2009 às 13:35

    Eu vi semana passada esse troço, mas é impossível ver até o fim…

    yeah the guys here feel the good in team in manchester, they play great and i’m very happy…cos here manchester yeah, river, they say, nice team. there’s food on the other side….

  • 30. Arbo  |  27/01/2009 às 13:38

    quero youtubar tbm no worki!

    spiridiru é spairodjairo
    spiridiru é spairodjairo (é spairojairo)

  • 31. Gustavo  |  27/01/2009 às 13:40

    DIBLE

  • 32. Arbo  |  27/01/2009 às 13:40

    SPIRUDIRU

  • 33. Arbo  |  27/01/2009 às 13:41

    Esse comentário do gustavo, 28, deve se referir à entrevista q o anderson (ídolo) deu pro filme Inacreditável. ele narrando o gol, mto bom.

  • 34. Carlos  |  27/01/2009 às 13:57

    HAHAHHAAHAHAHAHAHAHA…

    Acabo de quebrar a cadeira.

  • 35. Eduardo De Nardi  |  27/01/2009 às 14:02

    DIBLO ou nao DIBLO… DIBLEI !!!

  • 36. Eduardo De Nardi  |  27/01/2009 às 14:04

    Mas legal o esforço do cara… mesmo assim, dá pra rir, nao tem nada a ver uma cosa com a outra…
    Agora, me intrigou: “i dont speak your tongue” está correto?

  • 37. douglasceconello  |  27/01/2009 às 14:07

    shushauhusahuhusahuashuhuashusa

    DESENCARNEI muito com os comentários.

    Anderson e TIA ANASTÁCIA, separados no nascimento.

  • 38. col  |  27/01/2009 às 14:19

    Cara… o troço é muito tosco. Não tem como não rir…[2]

  • 39. col  |  27/01/2009 às 14:20

    Voces podem rir dessa baranga (eh pobre mas nao eh gremista) entao:

  • 40. col  |  27/01/2009 às 14:21

  • 41. douglasceconello  |  27/01/2009 às 14:21

    Se ele teve tanta força de ESPÍRITO para sair do RUBEM BERTA e morar na ENGLAND, poderia demonstrar um pouquinho desse caráter para aprender o idioma. Isto não tem nada a ver com FILHINHO DE PAPAI ou MALOQUEIRO, apenas um pouco de bom senso. Se não sabe falar, SE ESCONDE.

    – Porfessor Girafales (ns).

  • 42. col  |  27/01/2009 às 14:23

    Voces podem rir dessa mocreia entao, nao eh gremista:

  • 43. Lila  |  27/01/2009 às 14:23

    ceconello, não tem comentpario meu preso ai não? =(

  • 44. Luís Felipe  |  27/01/2009 às 14:30

    só verei em casa.

    agora, uma curiosidade eu tenho: como é que, sem saber a língua, ele foi convencido a virar volante – e bom?

  • 45. Arbo  |  27/01/2009 às 14:32

    com o salário q ele ganha eu era o terceiro gandula bem feliz

  • 46. douglasceconello  |  27/01/2009 às 14:32

    Bah, NOVE estavam enjaulados. WordPress boicotando a ImpedCorp Conversations.

  • 47. Xavante  |  27/01/2009 às 14:32

    AGRADECENDO A ALÁ

    ALIH KOMN BAKI MOHAM AIH!!!
    —————————————————–

    MORRI E FUI PARA O PARAÍSO COM 70 VIRGENS!!!

  • 48. Arbo  |  27/01/2009 às 14:32

    faltou dizer: e bom

  • 49. Junior  |  27/01/2009 às 14:43

    “Lá na sala de vídeo do colégio, Sociedade dos poetas mortos ao menos mostrou-se infalível para aquela sessão da tarde com as colegas da quinta série e a inescapável pegada nos peitinhos.”

    Esse trecho é uma verdade universal, hghghghg.

    O vídeo é muito engraçado. Qualquer pessoa sabe que o Anderson estudou muito pouco na vida e deve reconhecer o seu esforço para subir de vida, mas não querer que as pessoas se divertam com esse vídeo é ser muito politicamente correto. E poucas coisas são tão chatas quanto o politicamente correto.

  • 50. rodrigo  |  27/01/2009 às 14:44

    lf, o link que coloquei lá em cima não deve ser bloqueado

  • 51. Diogo  |  27/01/2009 às 14:46

  • 52. Luís Felipe  |  27/01/2009 às 15:07

    bah, sensacional o vídeo.

    Anderson = Rentería

  • 53. col  |  27/01/2009 às 15:15

    Bah, esqueci de escrever. Viva o politicamente incorreto.

  • 54. beretta  |  27/01/2009 às 15:46

    #36

    “I don’t speak your tongue”

    Ta errado. Isso seria como dizer que não falaria A TUA língua (aquilo que fica na boca e em algumas pessoas existe um piercing). O certo ceria “language”, que daí sim, é língua no sentido cultural.

    Ta, cala boca beretta!

  • 55. Lila  |  27/01/2009 às 15:59

    beretta, tongue também pode ser língua de idioma. errado não tá, só não soa bem.

  • 56. beretta  |  27/01/2009 às 16:06

    Mas isso seria um “inglês Anderson style”, não seria Lila? xD

  • 57. Lila  |  27/01/2009 às 16:13

    não, beretta. é de dicionário mesmo. ‘tongue’ tem várias definições dentre elas o músculo lá da boca; a faculdade da fala; o idioma de determinado povo, nação ou região. até mesmo pro frenesi religioso causado por invasão *ui* divina *ui*ui*, em inglês, negozin tá speaking in tongues.

  • 58. beretta  |  27/01/2009 às 16:15

    Processarei aquela maldita escola de inglês. ¬¬’

    Fato.

  • 59. Atilio  |  27/01/2009 às 16:15

    Não considero politicamente incorreto isso. Pelo contrário. A gente tá rindo do que? Talvez do cara que ficou rico, mas em quem as estruturas da miséria em que cresceu continuam agindo como limitadoras. Contraste da riqueza com a miséria. Das possibilidades com os limites. Rindo do que? Como falar de Whitman, Blake, Shakespeare e cinema quando se fala de um jovem que, por essas e outras, conseguiu ganhar dinheiro, mas, se não conseguisse, certamente nunca ouviria sequer falar nesses caras e raramente iria ao cinema? Uma vez, numa aula lá no Rubem Berta, eu tava falando sobre o Hamlet. Uma aluna (que já tinha terminado o segundo grau) levantou o braço: “O que é Hamlet, professor?”. Quer dizer, faltam as referências que a gente acha básicas, que a gente acha que todo mundo conhece. Eu ri do vídeo, mas é como se eu risse de mim mesmo como professor, desse país desgraçado, dessa cidade desigual. Não achei politicamente incorreto, pelo contrário, achei politicamente correto. Mas, é claro, pão ou pães é questão de opiniães. E também tem o esquema de que falar do Rubem Berta mexe com uma questão pessoal, da história da minha vida. Então, acabo sendo mais veemente. Enfim, é o que penso.

  • 60. Guilherme  |  27/01/2009 às 16:18

    #26 Jabba, começou a pegar o espírito! Mas eu também sou filho de papai, e sei inglês, mas acho que não tem nenhum mérito nisso.

    #53 Beretta, “I don’t speak your tongue” não é muito utilizado mas tá certo sim. Já ouviu a expressão “mother tongue”? O inglês também usa o órgão Língua pra se referir a Idioma. Menos do que a gente, mas também usa.

    Na real não é inglês Anderson, ao contrário, é pra soar diferente e bonito. Usam em poemas e tem até uma música do Midnight Oil que usa bem essa frase, inclusive.

  • 61. Gabriel  |  27/01/2009 às 16:30

    olha, eu to rindo do que é engraçado. simples assim.
    e acho isso DEVERAS suficiente.
    além disso, tem o texto genial do Douglas em cima.

  • 62. Tim Maia da Coréia  |  27/01/2009 às 16:43

    tongue / Ñ tVN; NAmE Ñ / noun, verbŒ noun 1[C] the soft part in the mouth that moves around, used for tasting, swallowing, speaking, etc.:
    He clicked his tongue to attract their attention. Ç She ran her tongue over her lips. Ç It’s very rude to stick your tongue out at people.
    —picture at face2[U, C] the tongue of some animals, cooked and eaten:
    a slice of ox tongue3[C] (formal or literary) a language:
    None of the tribes speak the same tongue. Ç I tried speaking to her in her native tongue.
    —see also mother tongue4[sing.] a particular way of speaking:
    He has a sharp tongue. Ç (formal) I’ll thank you to keep a civil tongue in your head (= speak politely).
    —see also silver tongue5-tongued (in adjectives) speaking in the way mentioned:
    sharp-tongued6[C] a long narrow piece of leather under the laces on a shoe
    —picture at lace-up7[C] tongue (of sth) (literary) something that is long and narrow and shaped like a tongue:
    a tongue of flame

  • 63. Tim Maia da Coréia  |  27/01/2009 às 16:44

    O que é esse monte de “Ç”???

    Me dá mais cachaça com pepsi!

  • 64. Guilherme  |  27/01/2009 às 17:16

    Eu falava do fato de ridicularizar um cara que não ganhou o dinheiro porque caiu do céu. Ele chegou até lá sozinho, e quando eu vi o vídeo, pensei que ele já tava se virando bem no inglês.

    Muito melhor do que muita gente com faculdade e que vive em Londres.

    Mas o Atilio tem razão, o vídeo é engraçado.

  • 65. izabel  |  27/01/2009 às 17:21

    já ouvi o comentário de um inglês falando que os jogadores brasileiros que vão pra lá falam inglês bem melhor do que os ingleses. e ele deu exemplo do Rooney, dizendo que não dá pra entender nada do que ele fala.
    e isso não me causa nenhum espanto, já que jogador de futebol na grã bretanha, em geral, é pobre também, filhos de carvoeiros, motoristas e tal. “bando de bêbado”. quem tiver aquele livro com fotos e fatos de ‘todas as copas’ dá pra ver umas fotos de escoceses e irlandeses faltando um bocado de dentes na boca.

    imagino que falam o inglês comparável ao português dos jogadores daqui, ou aquele castelhano louco do carlitos tevez e tal.
    (não vi o video, não gosto do politicamente correto. só quis dizer isso aí mesmo).

  • 66. EGS  |  27/01/2009 às 20:42

    Ingleses nao tem dentes;
    Ingleses nao usam mullets;
    Anderson nao usa bigode;
    Douglas nao fuma Chanceller;
    Eu nao tomo caipira;
    Esse comentario nao fao nenhum sentido.

    (a de os)

  • 67. Tim Maia da Coréia  |  27/01/2009 às 23:23

    Perdigón >>>>>>>>> Anderson

  • 68. Renato K.  |  28/01/2009 às 07:09

    Mas lembre-se que você pode falar a tongue mas não pode lamber com a language. 🙂

  • 69. dante  |  03/02/2009 às 22:00

    alih homn baki mohan aih! [4]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: